Banca de DEFESA: MARIO CEZAR LOPES FERREIRA FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIO CEZAR LOPES FERREIRA FILHO
DATA : 28/11/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Faculdade de Ciências Contábeis
TÍTULO:

Um Jogo de Empresas em Tabuleiro Desenvolvido por Meio da Abordagem Design Science para Ensino de Contabilidade


PALAVRAS-CHAVES:

Design Science, Design Science Research, Discurso do Sujeito Coletivo, Teoria de Flow, jogos de empresas em tabuleiro


PÁGINAS: 80
RESUMO:

Esta pesquisa teve como objetivo apresentar um jogo de empresa que por meio da eventual associação entre a aplicação do jogo e a experiência do Flow possa contribuir para o aprendizado de Contabilidade. O estudo foi baseado na pesquisa Design Science (DS) e utilizou o método Design Science Research (DSR). Diante de um cenário em que as instituições de ensino precisam de alternativas de metodologias ativas com baixo investimento, optou-se por criar um jogo de empresas em tabuleiro. O jogo foi validado por meio de uma avaliação experiencial com a participação de 37 estudantes da disciplina Administração Contábil I do curso de Administração da Universidade Federal da Bahia – UFBA. Considerando as evidencias de que jogos de empresa tem associação com o estado de flow e este, contribui para o processo de ensino aprendizagem, após a aplicação do jogo, foi aplicado um instrumento de coleta de dados contento três perguntas abertas e novo afirmativas que deveriam ser respondidas por meio da escala likert de 5 posições sendo 1 discordo totalmente e 5 concordo totalmente. O objetivo foi conhecer a percepção dos participantes acerca da experiência vivenciada com o jogo, coletar oportunidades de melhorias e identificar de que forma o jogo contribui no processo de aprendizagem. A amostra abrangeu 37 estudantes da disciplina Administração Contábil I do curso de Administração da Universidade Federal da Bahia. Os resultados encontrados nas questões abertas foram consolidados utilizando a metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Os discursos demonstraram o jogo é muito divertido, empolgante, emocionante, permite a aplicação prática dos conhecimentos aprendidos em sala de aula favorecendo teoria e prática. Além disso, permite a visualização dos assuntos ministrados e estimula a interação entre os estudantes. Quanto às oportunidades de melhorias, o DSC sugere aumentar o estímulo à interação entre as equipes e a competição, bem como reduzir as cartas de risco a fim de evitar influência significativa do fator sorte. As afirmativas tiveram o objetivo de medir o nível de flow experimentado pelos participantes. Os resultados demonstraram forte presença das condições e características de flow. Os estudantes concordaram com o equilíbrio entre desafio e a percepção de habilidades (89%), Regras claras (92%), feedback imediato (87%), Usabilidade do jogo (94%), Percepção de sobre o senso de controle (95%), Concentração profunda (84%), Centralização da atenção (75%) e Percepção distorcida do tempo (82%). Concluiu-se que o artefato pode contribuir para o aperfeiçoamento do processo de ensino da Contabilidade uma vez que proporciona uma experiência de flow e assim estimula o estudante a se posicionar de forma ativa e motivada.  O estudo oportuniza às instituições de ensino um jogo de empresas de baixo custo, sem a necessidade de infraestrutura tecnológica específica, promovendo assim, a inclusão desta metodologia ativa em maior número de faculdades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2677032 - ADRIANO LEAL BRUNI
Externo à Instituição - GUSTAVO DA SILVA MOTTA
Externo ao Programa - 2676634 - ROBERTO BRAZILEIRO PAIXAO
Externo ao Programa - 3083809 - SERGIO RICARDO GOES OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 28/11/2019 12:36
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2020 - UFBA