Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFBA

2024
Dissertações
1
  • DANIELA LIMA DE ALMEIDA
  • O QUE ME INTERPELA É SE EU CONTINUAR A VIVER:

    o sujeito entre rupturas e tecituras na clínica das urgências subjetivas

  • Orientador : SUELY AIRES PONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SUELY AIRES PONTES
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • CLAUDIA APARECIDA DE OLIVEIRA LEITE
  • Data: 29/01/2024

  • Mostrar Resumo
  • As inquietações que levaram à construção desta pesquisa partiram da experiência clínica da pesquisadora em contexto hospitalar com sujeitos que vivenciaram situações de urgência. A urgência é concebida como um índice de irrupção do real, um corte na experiência subjetiva em que os recursos psíquicos que serviam para contornar a angústia encontravam-se ausentes, de modo a precipitar o sujeito a saídas por vezes abruptas. Esta pesquisa é orientada pela teoria psicanalítica freudiana e lacaniana e tem como objetivo geral investigar o sintoma como construção singular no processo de subjetivação da urgência. Para tanto, traçamos como objetivos específicos: investigar a subjetivação de uma urgência no dispositivo psicanalítico e analisar as consequências clínicas das articulações entre urgência, angústia, tempo lógico e sintoma a partir da construção de um caso clínico. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de natureza exploratória, em que foi realizada a construção de um caso clínico, método de pesquisa em psicanálise que permite orientar-se pela singularidade para abordar os impasses que se apresentam ao longo do tratamento. O caso que compôs esta pesquisa foi acompanhado pela pesquisadora em um hospital público de Salvador, Bahia, durante a experiência como residente de psicologia. Por ser um estudo retrospectivo, foram utilizados registros documentais produzidos em diário de campo. Os resultados apontam que, se por um lado, o sintoma se articula à repetição, por outro funciona enquanto ato enunciativo, uma ancoragem significante que possibilita uma subjetivação da urgência no dispositivo analítico, de modo a transformar-se em uma questão para o próprio sujeito. Nessa direção, este trabalho contribui para a teorização sobre os processos de subjetivação da urgência, para a transmissão da clínica psicanalítica e para a discussão sobre as bases teórico-clínicas e metodológicas da pesquisa em psicanálise.


  • Mostrar Abstract
  • The concerns that led to the construction of this research stemmed from the researcher's clinical experience in a hospital setting with individuals who experienced emergency situations. Urgency is conceived as an index of the irruption of the real, a cut in subjective experience in which the psychic resources that served to circumvent anguish were absent, so as to precipitate the individual into sometimes abrupt exits. This research is guided by Freudian and Lacanian psychoanalytic theory and its general objective is to investigate the symptom as a singular construction in the process of subjectivization of urgency. To this end, the specific objectives are: to investigate the subjectivation of an urgency in the psychoanalytic device and to analyze the clinical consequences of the articulations between urgency, anguish, logical time and symptom based on the construction of a clinical case. This is a qualitative, exploratory study, nameda clinical case construction, a research method in psychoanalysis that allows us to be guided by singularity in order to approach the impasses that arise during treatment. The case that made up this research was followed by the researcher in a public hospital in Salvador, Bahia, during her experience as a psychology resident. As this is a retrospective study, were used documentary records produced in a field diary. The results show that if, on the one hand, the symptom is linked to repetition, on the other hand, it functions as an enunciative act, a significant anchor that makes it possible to subjectivize urgency in the analytical device, so that it becomes a question for the individual. In this sense, this work contributes to theorizing about the processes of subjectivation of urgency, to the transmission of the psychoanalytic clinic and to the discussion about the theoretical-clinical and methodological bases of research in psychoanalysis.

2
  • MARINA MARINHO DOS SANTOS
  • (DES)CONSTRUÇÕES SUBJETIVAS DA MATERNIDADE POR MULHERES COM HISTÓRICO DE PERDAS PERINATAIS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO: UM ESTUDO PSICANALÍTICO

  • Orientador : CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • DANIELA SCHEINKMAN CHATELARD
  • SUELY AIRES PONTES
  • Data: 29/01/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo teve como objetivo analisar, por meio da escuta clínica de mulheres em um Hospital Universitário do Sistema Único de Saúde (SUS), de que modo a relação estabelecida com a maternidade é afetada pela vivência de perdas perinatais, de maneira a esclarecer os atravessamentos desta experiência na formação de novas coordenadas do desejo pela maternidade em um contexto no qual a reprodução biológica e social sofre tantas mudanças. Para tanto, foram construídos cinco casos clínicos a partir do trabalho com conteúdos de prontuários e registros psicológicos de pacientes atendidas pela pesquisadora. Esses dados foram analisados utilizando como referencial a teoria psicanalítica de Freud e Lacan. Como achados, verificou-se que experiências de perda perinatal causaram fortes impactos na subjetividade das mulheres, que se confrontaram com circunstâncias complicadoras à realização dos trabalhos de luto, muitas vezes atualizados a partir de novos encontros com a maternidade. Pôde-se perceber que novas gestações foram experenciadas por elas como uma “corda bamba”, na qual buscavam se equilibrar entre o desejo pela maternidade e o medo de repetir a vivência anterior, frequentemente imaginarizada como falta e/ou falha enquanto mulher. Discutiu-se ainda sobre o valor atribuído ao semblante materno e impactos de sua perda, fortemente influenciados por ideais da cultura em torno da maternidade, subjetivados de modo diverso pelas mulheres a depender de marcadores como classe e raça. O trabalho analítico se mostrou importante via de elaboração destas experiências, favorecendo a singularização do desejo destas mulheres pela maternidade e seu valoroso reconhecimento na posição parental. Espera-se com este estudo ampliar o conhecimento acerca destas experiências cuja falta de reconhecimento social produz impactos psíquicos negativos, facilitar o aprimoramento do trabalho analítico e multiprofissional voltado a esse público nas distintas etapas de seus itinerários terapêuticos, bem como estimular a revisão de práticas assistenciais que não incluem a relevância psicossocial destas experiências de perda nas tomadas de decisão no âmbito do cuidado à saúde.


  • Mostrar Abstract
  • The aim of this study was to analyze, through clinical listening to women in a University Hospital of the Unified Health System (SUS), how the relationship established with motherhood is affected by the experience of perinatal losses, in order to clarify the crossings of this experience in the formation of new coordinates of the desire for motherhood in a context in which biological and social reproduction undergoes significant changes. To this end, five clinical cases were constructed based on an analysis of the content of the work with medical records and psychological records of patients seen by the researcher. This data was analyzed using the psychoanalytic theory of Freud and Lacan as a reference point. The findings show that experiences of perinatal loss had a strong impact on the subjectivity of the women in this study, who were confronted with circumstances that complicated mourning process, often updated by new encounters with the experiences of motherhood. It could be seen that new pregnancies were experienced by them as a "tightrope walk", in which they tried to balance their desire for motherhood with the fear of repeating the previous experience, often Imaginarized as a lack and/or failure as a woman. The study also discussed the value attributed to the maternal semblance and the impact of its loss, strongly influenced by cultural ideals around motherhood, subjectivized differently by women depending on markers such as class and race. Analytical work proved to be an important way of elaborating these experiences, favouring the singularization of these women's desire for motherhood and their valuable recognition in the parental position. The hope of this study is to expand knowledge about these experiences whose lack of social recognition produces negative psychic impacts, to facilitate the improvement of analytical and multi-professional work aimed at this public in the different stages of their therapeutic itineraries, as well as to stimulate the revision of care practices that do not include the psychosocial relevance of these experiences of loss in decision-making in the field of health care.

3
  • ANDRESSA OLIVEIRA DA SILVA ALMEIDA
  • Desenvolvimento da Carreira de Influenciadores Digitais: Uma Análise Multifacetada sobre Experiências, Oportunidades e Limitações.

  • Orientador : LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MANOELA ZIEBELL DE OLIVEIRA
  • JANICE APARECIDA JANISSEK
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • Data: 26/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Mediante as mudanças acometidas no mundo do trabalho, as concepções de carreira e a forma de construí-la está se modificando. Dentre as novas ocupações e formas de pensar carreira se encontram os influenciadores digitais. Tal fenômeno recente e pouco conhecido, está causando impactos na forma como as pessoas constroem suas vidas. Diante disso tornou-se pertinente analisar como ocorre o processo de construção de carreira dos influenciadores digitais. Para tanto, a Teoria de Construção de Carreira (TCC) utilizada para analisar essa nova carreira. Para alcançar o objetivo proposto, a pesquisa tem caráter misto, dividindo-se em dois estudos. No estudo I, de caráter exploratório, foi realizada uma scoping review. Objetivou-se com esse estudo investigar como a noção de carreira e trabalho do influenciador digital são compreendidos na literatura especializada na área. Tal estudo pode identificar a transição da atividade de influenciador digital do início como um hobby para uma atividade profissional, no entanto, esses profissionais enfrentam desafios como a definição de horários e a justa remuneração nessa atividade. No que tange ao estudo II, de caráter qualitativo, foi realizada uma entrevista semiestruturada com 13 influenciadores digitais. Objetiva-se com a entrevista identificar os elementos que são envolvidos no processo anterior a escolha da ocupação, as características necessárias para essa atuação e manutenção nessa carreira. Identificou-se nesse estudo elementos que estão relacionados a atividade do influenciador digital, no entanto, ainda são necessários mais estudos para compreender a complexidade existente nessa nova ocupação. Posto isto, a existência de novas perspectivas de atividade de trabalho no meio digital está relacionada a uma nova forma de carreira, sendo assim, a identificação do perfil desses profissionais pode auxiliar na compreensão da sua formação.


  • Mostrar Abstract
  • In light of the changes occurring in the world of work, the concepts of career and how it is constructed are undergoing a transformation. Among the new occupations and ways of thinking about careers are digital influencers. This recent and relatively unknown phenomenon is impacting how people shape their lives. Therefore, it has become relevant to examine how the career-building process unfolds for digital influencers. In this regard, the Career Construction Theory (CCT) is employed to analyze this novel career. To achieve the stated objective, the research is of a mixed nature, consisting of two studies. In Study I, an exploratory scoping review was conducted. The aim of this study was to investigate how the notion of career and the work of digital influencers are understood in specialized literature. This study revealed the transition of digital influencer activity from initially being a hobby to becoming a professional endeavor. However, these professionals face challenges such as defining schedules and ensuring fair compensation for their work. Regarding Study II, a qualitative approach was taken, involving semi-structured interviews with 13 digital influencers. The objective of the interviews was to identify the elements involved in the process leading up to the choice of occupation, the necessary characteristics for this role, and the maintenance of this career. Elements related to the digital influencer's activity were identified in this study; however, further research is needed to understand the complexity inherent in this new occupation. With that said, the emergence of new perspectives on digital work activity is connected to a new form of career. Therefore, identifying the profile of these professionals can contribute to understanding their formation

4
  • MURILO DOS ANJOS SANTOS
  • Trajetórias acadêmicas de jovens gays e negros na educação superior

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • Mariana Leonesy da Silveira Barreto
  • VIVIAN VOLKMER PONTES
  • Data: 26/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa teve como objetivo analisar as trajetórias acadêmicas de jovens estudantes a partir das significações construídas sobre ser gay e negro na educação superior. As experiências de jovens gays e negros no Brasil são marcadas pela ação de sistemas de opressão, historicamente construídos, que atuam sobre seus corpos, condutas e identidades. A partir de suas trajetórias educacionais, diversos discursos, muitas vezes estereotipados, sobre “ser gay” e “ser negro” são internalizados e integrados às suas percepções identitárias. Ao longo da vida, essas significações são tensionadas a partir de experiências significativas, com forte carga afetiva, que proporcionam aos sujeitos a emergência de novos significados relacionados às suas identidades. Considerando a universidade como um espaço fronteiriço, propício a vivência dessas experiências, este estudo parte da hipótese de que a inserção no ensino superior viabiliza a autorregulação semiótica e o reposicionamento identitário. Um estudo de caso único foi realizado através de uma entrevista narrativa com um jovem estudante autodeclarado gay e negro da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), localizada no município de São Francisco do Conde – BA. Os dados construídos em campo foram analisados sob as lentes da Psicologia Cultural de Orientação Semiótica (Valsiner, 2012; Marsico & Tateo, 2017). Os resultados mostram que as principais experiências vivenciadas na universidade promotoras da autorregulação dessas categorias identitárias, estão relacionadas ao senso de pertencimento institucional, ao desenvolvimento do pensamento crítico sobre identidade e a possibilidade de criar narrativas sobre si, vislumbrando novas possibilidades além das impostas pelos sistemas de opressão. 


  • Mostrar Abstract
  • This research aimed to analyze the academic trajectories of young students based on the meanings constructed about being gay and black in higher education. The experiences of young gay and black people in Brazil are marked by the action of historically constructed systems of oppression, which act on their bodies, behaviors, and identities. From their educational trajectories, various discourses, often stereotypical, about “being gay” and “being black” are internalized and integrated into their identity perceptions. Throughout life, these meanings are tensioned based on significant experiences, with a strong affective charge, which provide subjects with the emergence of new meanings related to their identities. Considering the university as a border space, conducive to transformative experiences, this study is based on the hypothesis that insertion in higher education enables semiotic self-regulation and identity repositioning. A single case study was carried out through a narrative interview with a young self-declared gay and black student at the International University of Afro-Brazilian Lusophony Integration (UNILAB), located in São Francisco do Conde - BA. The data constructed in the field were analyzed under the lens of Cultural Semiotic Psychology (Valsiner, 2012; Marsico & Tateo, 2017). The results show that the experiences at the university that promote the self-regulation of these identity categories are related to the sense of institutional belonging, the development of critical thinking about identity and the possibility of creating narratives about oneself, envisioning new possibilities beyond those imposed by the oppression systems.

5
  • LARISSA EDITE DE MAGALHÃES PORTO CRUZ
  • Tornar-se Homem Transexual: As Fronteiras do Gênero e a Performatividade no Processo Transexualizador

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • MARINA ASSIS PINHEIRO
  • VIVIAN VOLKMER PONTES
  • Data: 27/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Culturalmente, como reprodução da linguagem binária e cisheteronormativa, o gênero é tido como um prolongamento do sexo lido durante o nascimento de toda pessoa. Neste sentido, por meio do que for identificado enquanto genitália, será atribuído o gênero masculino ou o feminino e haverá o pareamento entre pênis/masculino e vagina/feminino. Serão ensinados valores, comportamentos e papéis sociais diferentes para essas duas categorias que são tidas como opostas. Essa realidade é mediada por signos e significados que irão contribuir com uma falsa impressão de essência do gênero, como se a pessoa naturalmente já nascesse com essas características. Porém, muitas existências não se percebem dentro desses moldes binários que esquadrinham e controlam os corpos, dentre elas, estão as pessoas transexuais. Há uma carência de literatura que busque compreender o processo transexualizador da pessoa transexual, tomando como base as suas próprias experiências, as quais precisam ser descoladas de critérios de diagnóstico que as universalizam e as patologizam. Considerando a importância de serem desenvolvidas mais pesquisas em relação à construção da perfomatividade de homens transexuais, a presente dissertação assume como lente teórica a Teoria da Performatividade de Butler (2003) e a Psicologia Cultural Semiótica. Assim, este trabalho teve como objetivo geral compreender a configuração das fronteiras semióticas no tornar-se homem transexual. Esta pesquisa teve como objetivo geral: Compreender a configuração das fronteiras semióticas no tornar-se homem transexual e objetivos específicos: 1) Investigar os signos e significados compartilhados por homens transexuais sobre o se perceber pessoa transexual, 2) Analisar os atos perfomativos no percurso de tornar-se homem transexual e 3) Discutir os campos de tensão e ambivalência que emergem nas fronteiras semióticas frente ao processo transexualizador. Participaram do trabalho dois homens transexuais de locais diferentes. O primeiro do município de Feira de Santana-BA e o segundo do município de Santo Antônio de Jesus- BA. Para a produção dos dados, foi utilizado como instrumento a entrevista narrativa Jovchelovich e Bauer (2002). Como recurso de evocação para a entrevista narrativa foi solicitado aos participantes que levassem fotos, objetos ou qualquer material que fossem considerados como importantes em seu processo transexualizador. Além disso, foi utilizada a dinâmica adaptada “Meu presente/Meu futuro” de Serrão e Baleeiro (1999, p. 326). Para a coleta de dados, foram efetuados dois encontros presenciais e a análise de dados foram desenvolvidas por eixos temáticos. Os resultados indicaram que no caso do homem transexual, o corpo materializado pela linguagem não se adequou de maneira fidedigna às normas, pois no momento em que se rompe com o caráter hegêmonico, nota-se que há uma fenda nessa linguagem. Significa dizer que, o corpo durante a repetição incessante e paródica destes atos, gera um espaço que simultaneamente torna as fronteiras semióticas do gênero permeáveis para outras formas de performar os gêneros, escapando da combinação pênis x masculino, vagina x feminino. Nota-se uma falta de protagonismo em relação a experiência de homens trans. Há uma carência de literatura, políticas públicas, formação profissional e redes de apoio que estabeleçam uma maior compreensão desses corpos.


  • Mostrar Abstract
  • Culturally, as a reproduction of the binary and cisheteronormative language, the gender is taken as an extension of the sex that was read in the people born. Therefore, through what is identified as genitalia will be assigned male or female gender and there will be a pairing between penis/male and vagina/female. Different values, behaviors and social roles will be taught to these two categories considered opposite. This reality is mediated by signs and meanings that will contribute to give a false impression of gender essence, as if the person naturally was born with these characteristics. Although, many existences don’t understand themselves in these binaries molds that scrutinize and control bodies, among them, we have the transsexual people. There is literature shortage that aims to understand the transsexualizing process of the transsexual person, based on they own experiences, which must have be taken off of diagnostic criteria that universalize and pathologize them. Considering the importance of developing more researches in relation to the transsexual men performativity building, the present dissertation takes on as theoretical lens the Butler’s (2003) TheoryPerformativity and the Semiotic Cultural Psychology. Thus, this work had as general objective to comprehend the configuration of semiotic borders in the in becoming a transsexual man. This research had as general objective: To comprehend the configuration of semiotic borders in the in becoming a transsexual man and as specific objectives: 1) Investigate the sigs and meanings sharing by transsexual men about understanding themselves as transexual people; 2) Analyze performative acts in the course of becoming a transsexual man and 3) Discuss tension and ambivalence areas that emerge in the semiotic borders facing the transsexualizing process. Two transsexual men of different places participated in this work. The first one from the city of Feira de Santana-BA and the second one from Santo Antônio de Jesus-BA. For data production, it was used as instrument the narrative interview Jovchelovich and Bauer (200). As evocation resource for the narrative interview was solicited to the participants that bring pictures, objects or any material that were considered important in their transsexualizing process. Furthermore, it was used the adapted dynamic “Meu presente/Meu futuro” by Serrão and Baleeiro (1999, p. 326). To the data collect, were effected two presential meetings and the data analysis were developed into thematic axes. The results indicated that in the transsexual man case, the materialized body by the language didn’t suit the norm in a faithfully, then at the moment it breaks with the hegemonic character, it is noted that there is a gap in this language. This means that, the body during the incessant and parodic repetition of these acts, generates a space that simultaneously becomes the semiotic border permeable to other ways to perform the genders, scaping of the combination penis x male, vagina x female. It can be seen a lack of protagonism in relation to the trans man experience. There is a shortage of literature, public policies, professional qualification and support networks that establish a greater comprehension of these bodies.

6
  • BRAZ ISAC ANDRADE SANTOS
  • Articulações entre Maternidade e Trabalho na Vida de Mulheres Vendedoras Ambulantes no Litoral Suburbano de Salvador

  • Orientador : JULIANA APARECIDA DE OLIVEIRA CAMILO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIELE ALMEIDA DUARTE
  • JULIANA APARECIDA DE OLIVEIRA CAMILO
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • Data: 04/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho se concentra na interseção entre maternidade e trabalho informal, explorando as experiências de mulheres vendedoras ambulantes no litoral do subúrbio de Salvador. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, alinhada ao construcionismo social e à teoria atriz-rede, com o objetivo central de compreender e descrever as complexas dinâmicas dessa relação específica. No contexto contemporâneo, o aumento da pobreza e as transformações no mercado de trabalho têm impulsionado o crescimento das atividades informais, tornando-se uma opção para a sobrevivência, principalmente para as mulheres. A pesquisa tem como objetivo refletir sobre os impactos da maternidade para as trabalhadoras informais, destacando as nuances específicas vivenciadas por mulheres vendedoras ambulantes no litoral do subúrbio de Salvador. Este trabalho foi concebido como um compilado de artigos, possibilitando uma leitura das interseções cotidianas entre o trabalho informal e a maternidade vivenciada por essas trabalhadoras. Cada artigo foi estruturado com um objetivo específico, contribuindo para que o desenvolvimento global do trabalho atingisse o objetivo geral e oferecesse respostas pertinentes ao problema de pesquisa proposto. No primeiro artigo foi feita uma revisão de 21 artigos científicos no portal de periódicos CAPES, abordando temas relacionados à maternidade e trabalho informal. Os estudos localizados concentraram-se na saúde e nutrição infantil, com foco na amamentação, relacionados à necessidade de um retorno rápido ao trabalho. Evidenciou-se a ausência de políticas públicas específicas sobre a maternidade em situação de trabalho informal, assim como uma trama complexa de desafios enfrentados por essas mulheres. O segundo artigo investigou as práticas laborais das mulheres trabalhadoras ambulantes no litoral do subúrbio de Salvador, a partir de observações num cotidiano de trabalho. Identificaram-se condições precárias e desigualdades sociais, destacando a presença de crianças, adolescentes e idosos nas atividades laborais e a necessidade de medidas para proteger seus direitos e bem-estar. O estudo também enfrentou desafios, como a recusa de participantes em compartilhar suas experiências no campo de pesquisa com o pesquisador. O terceiro artigo investigou as experiências vivenciadas por vendedoras ambulantes nas praias do subúrbio de Salvador em relação à maternidade e ao trabalho. O estudo revelou que o sentido do trabalho ultrapassa aspectos financeiros, envolvendo identidade, pertencimento e realização pessoal. A falta de apoio governamental coloca as trabalhadoras em situações de vulnerabilidade, transformando o trabalho em uma necessidade constante de sobrevivência. Em suma, a pesquisa contextualizou as relações entre maternidade e trabalho informal, destacando não apenas os desafios enfrentados, mas também as estratégias adotadas por essas mulheres. As informações apresentadas reforçam a necessidade de políticas públicas direcionadas para apoiar essa coletividade, reconhecendo a intrincada interconexão entre maternidade e trabalho informal.



  • Mostrar Abstract
  • This study focuses on the intersection between motherhood and informal labor, exploring the experiences of female street vendors in the coastal suburbs of Salvador. It is a qualitative research aligned with social constructionism and actress-network theory, with the central objective of understanding and describing the complex dynamics of this specific relationship. In the contemporary context, the increase in poverty and changes in the job market have driven the growth of informal activities, becoming an option for survival, especially for women. This research aims to reflect on the impact of motherhood on informal workers, highlighting the specific nuances experienced by female street vendors on the coast suburb of Salvador. This study was conceived as a compilation of articles, enabling a reading of the daily intersections between informal work and motherhood experienced by these workers. Each article was structured with a specific objective, contributing to the overall development of the study, reaching the general objective, and offering pertinent answers to the proposed research problem. In the first article, a review of 21 scientific articles on the CAPES journal portal was carried out, addressing topics related to motherhood and informal work. The studies focused on child health and nutrition, with a focus on breastfeeding, related to the necessity of a rapid return to work. The absence of a specific public policy on motherhood in informal work situations was evident, as well as a complex set of challenges faced by these women. The second article investigated the work practices of female street vendors in the coastal suburb of Salvador, and it was based on observations of their daily work. Precarious conditions and social inequalities were identified, highlighting the presence of children, adolescents, and elderly people in work activities and the need for measures to protect their rights and well-being. The study also faced challenges, such as the refusal of participants to share their experiences in the research field with the researcher. The third article investigated the experiences of female street vendors on the beaches of the suburb of Salvador about the relation between motherhood and work. The study revealed that the meaning of work goes beyond financial aspects, involving identity, belonging, and personal fulfillment. The lack of government support places female workers in vulnerable situations, transforming work into a constant need for survival. In short, the research contextualized the relationship between motherhood and informal work, highlighting not only the challenges faced but also the strategies adopted by these women. The information presented reinforces the need to create a public policy aimed at supporting this community, recognizing the intricate interconnection between motherhood and informal work.


7
  • TARDELLI DE SOUZA GUILHERME
  • Associação entre Habilidades Sociais, Regulação Emocional e Desempenho Matemático no Ensino Fundamental

  • Orientador : JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IZABEL AUGUSTA HAZIN PIRES
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MONICA CAROLINA DE MIRANDA
  • Data: 05/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Compreender quais os fatores que predizem o desempenho acadêmico em matemática vem sendo tema de diversas pesquisas, já que, a aprendizagem matemática pode ser influenciada por fatores psicológicos, neuropsicológicos, emocionais, fisiológicos, interacionais e sociais. Essa dissertação teve como objetivo averiguar se existe associação entre o desenvolvimento das habilidades sociais e da regulação emocional com o desempenho matemático de estudantes do quinto ano do ensino Fundamental I. Foi uma pesquisa em duas escolas municipais da cidade de Salvador, Bahia, Brasil, que incluiu 54 participantes, 28 do sexo masculino e 26 do sexo feminino, com idades entre 10 a 13 anos, se constituiu de um estudo quantitativo, exploratório explicativo. A dissertação se constituiu de três estudos para buscar responder ao objetivo da pesquisa. O Estudo I: foi uma revisão integrativa, que buscou investigar como as pesquisas vem debatendo a associação da regulação emocional no controle do índice de Ansiedade Matemática dos indivíduos. O Estudo II: foi uma pesquisa empírica com o objetivo de investigar se existe associação entre Regulação Emocional e Ansiedade Matemática em crianças do quinto ano do fundamental I, apresentando como resultados que existe correlações negativas entre o Uso de Estratégias de Regulação do Medo e da Raiva com a Ansiedade em matemática geral, uma correlação negativa entre Uso de Estratégias de Regulação do Medo e Ansiedade em Para casa de matemática, uma correlação negativa entre Caráter prejudicial do medo e Ansiedade em cálculos escritos e três correlações positivas entre Motivos Causadores Escore Total, Raiva e Medo com a Ansiedade em cálculos escritos. O Estudo III: foi uma pesquisa empírica que buscou averiguar se existe associação entre memória operacional, habilidades sociais, regulação emocional e a ansiedade matemática com o desempenho acadêmico de alunos do quinto ano do fundamental I, tendo como resultados que mulheres possuem maiores índices de ansiedade matemática em matemática geral e em cálculos escritos, e que os homens possuem maiores estratégias de regulação emocional para a Tristeza, encontrou-se uma correlação positiva entre memória operacional e desempenho em matemática, não encontrou-se correlação para habilidades sociais, contudo encontrou-se uma correlação positiva para o uso de estratégias de regulação emocional do medo e da alegria com o desempenho acadêmico em matemática, e duas correlações negativas para ansiedade matemática em cálculos escritos e pra autopercepção do desempenho acadêmico com o desempenho em matemática. Como conclusão, desta forma, a dissertação encontrou uma associação positiva entre Regulação Emocional e Desempenho matemático, sendo esse fator um preditor do desempenho em matemática, contudo não encontrou uma associação entre Habilidades Sociais e desempenho em matemática.


  • Mostrar Abstract
  • Understanding the factors that predict academic performance in mathematics has been the subject of various research studies, as mathematical learning can be influenced by psychological, neuropsychological, emotional, physiological, interactional, and social factors. This dissertation aimed to investigate whether there is an association between the development of social abilities and emotion regulation with the mathematical performance of fifth-grade students in Elementary School. It was a study conducted in two municipal schools in the city of Salvador, Bahia, Brazil, involving 54 participants, 28 males and 26 females, aged 10 to 13 years old. The research utilized a quantitative, exploratory explanatory approach and comprised three studies to address the research objective. Study I: An integrative review explored how research debates the association of emotion regulation in controlling individuals' Math Anxiety index. Study II: An empirical investigation aimed to explore the association between Emotion regulation and Math Anxiety in fifth-grade children, revealing negative correlations between the use of Fear and Anger Regulation Strategies and Anxiety in general mathematics, negative correlation between Fear Regulation Strategies and Anxiety in mathematics homework, negative correlation between the Harmful nature of fear and Anxiety in written calculations, and three positive correlations between Total Score, Anger, and Fear as causal factors with Anxiety in written calculations. Study III: An empirical study examined the association between working memory, social abilities, emotion regulation, math anxiety, and academic performance of fifth-grade students. Results showed that women have higher levels of math anxiety in general and in written calculations, while men have greater emotion regulation strategies for Sadness. A positive correlation was found between working memory and performance in mathematics. No correlation was found for social abilities, but positive correlations were found for the use of fear and joy emotion regulation strategies with academic performance in mathematics. Two negative correlations were found for math anxiety in written calculations and for self-perception of academic performance with mathematics performance. In conclusion, the dissertation identified a positive association between Emotion regulation and Mathematical Performance, making it a predictor of mathematics performance. However, no association was found between Social Abilities and performance in mathematics.

8
  • LEONARDO BARRETO SANTANA
  • COMPROMETIMENTO E ENTRINCHEIRAMENTO COM A ORGANIZAÇÃO ENTRE TRABALHADORES BANCÁRIOS: O IMPACTO DA PERCEPÇÃO DE INSEGURANÇA NO TRABALHO NA ESTRUTURAÇÃO DOS VÍNCULOS

  • Orientador : ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • CAROLINA VILLA NOVA AGUIAR
  • Data: 11/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • As instituições financeiras nacionais têm sido foco de um intenso processo de reorganização produtiva, como proposta de adequação ao modelo capitalista mundial. Tais ações, que são caracterizadas pela promoção de liquidações e o incentivo a fusões e incorporações entre bancos, podem ser responsáveis pela fragilização das relações laborais, além de incorrerem numa redefinição do perfil operacional dos trabalhadores bancários. A este respeito, destacamse três fenômenos oriundos de tal movimento neste setor: a) intenso desemprego; b) terceirização e precarização do trabalho; e c) intensificação do trabalho. Como consequência,os reflexos da mudança no padrão de trabalho afetam o desenvolvimento de vínculos entre esses trabalhadores e sua instituição financeira empregadora. Diante disso, essa dissertação buscou caracterizar como se estruturam os vínculos comprometimento e entrincheiramento com a organização entre trabalhadores bancários, avaliando os efeitos da percepção de insegurança no trabalho. Para tal, 124 bancários responderam a um survey, distribuído por método bola de neve, contendo um conjunto de escalas psicometricamente adequadas para esta amostra. Análises de moderação e de cluster foram empregadas, no intuito alcançar os trêsobjetivos específicos e as quatro hipóteses propostas. Como resultado, observou-se que asvariáveis percepção de suporte organizacional e autopercepção de empregabilidade foramcapazes de predizer tanto o entrincheiramento (PSOxEO – B=0,375, p<0,000/AExEO – B=-0,641, p<0,000) como o comprometimento (PSOxCO – B=0,594, p<0,000/AExCO – B=-
    0,662, p<0,018). No entanto, a insegurança no trabalho apenas conseguiu moderar a relação entre autopercepção de empregabilidade e o entrincheiramento [AE*IT(X*W) – B=0,270, p<0,002). Ademais, quatro clusters foram encontrados por meio da combinação entre diversos níveis de comprometimento e entrincheiramento com variáveis demográficas e ocupacionais, os quais foram denominados de: 1) gestores de acomodamento; 2) diligentes oportunos; 3) bancários transitórios; e 4) empregados contingentes. Por fim, conclui-se que a insegurança no trabalho é um fenômeno real no contexto de trabalhadores bancários e que necessita de mais investigações acerca de seu impacto na articulação dos vínculos organizacionais.


  • Mostrar Abstract
  • National financial institutions have been the focus of an intense process of productive reorganization, as a proposal to adapt to the global capitalist model. Such actions, characterized by promoting liquidations and encouraging mergers and acquisitions among banks, may be responsible for weakening labor relations, as well as leading to a redefinition of the operational profile of bank workers. In this regard, three phenomena arising from this movement in this sector stand out: a) intense unemployment; b) outsourcing and labor precariousness; and c) work intensification. As a consequence, the repercussions of the change in work patterns affect the development of bonds between these workers and their employing financial institution. Therefore, this dissertation sought to characterize how commitment and entrenchment bonds with the organization are structured among bank workers, assessing the effects of perceived job insecurity. To this end, 124 bank employees responded to a survey, distributed by snowball method, containing a set of psychometrically suitable scales for this sample. Moderation and cluster analyses were employed to achieve the three specific objectives and the four proposed hypotheses. As a result, it was observed that the variables perception of organizational support and self-perception of employability were able to predict both entrenchment (PSOxOE – B=0.375, p<0.000/SPExOE – B=-0.641, p<0.000) and commitment (OSPxOC – B=0.594, p<0.000/SPExOC – B=-0.662, p<0.018). However, job insecurity only managed to moderate the relationship between self-perception of employability and entrenchment [SPE*JI(X*W) – B=0.270, p<0.002). Furthermore, four clusters were found through the combination of various levels of commitment and entrenchment with demographic and occupational variables, which were named 1) accommodation managers; 2) timely diligent; 3) transient bankers; and 4) contingent employees. Finally, it is concluded that job insecurity is a real phenomenon in the context of bank workers and requires further investigation into its impact on the articulation of organizational ties.

9
  • MÁRCIA MATEUS TOURINHO COSTA
  • CORPO DE EMPRÉSTIMO: A CLÍNICA PSICANALÍTICA COM PACIENTES EM UTI COVID-19

  • Orientador : SUELY AIRES PONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • MARIA LIVIA TOURINHO MORETTO
  • SUELY AIRES PONTES
  • Data: 19/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa surge da experiência clínica da pesquisadora com pacientes em Unidade de
    Terapia Intensiva (UTI) de referência COVID-19, durante o período de março de 2020 a
    setembro de 2021, em um hospital de grande porte na cidade de Salvador – BA. A partir dessa
    experiência foi formalizado como problema de pesquisa a seguinte pergunta: qual é a função
    do corpo da psicóloga, praticante de psicanálise, no manejo clínico do paciente crítico por
    COVID-19? O objetivo geral do projeto é discutir a função analítica do corpo da praticante de
    psicanálise no manejo clínico ao paciente crítico por COVID-19. Enquanto objetivos
    específicos, propõe-se: I) Caracterizar as transformações do trabalho da psicóloga no hospital
    em uma UTI COVID-19, em articulação com a teoria psicanalítica; II) Descrever a entrada
    dos dispositivos virtuais como ferramenta de comunicação e intervenção clínica junto a
    pacientes hospitalizados em razão da COVID-19 e III) Articular as noções de corpo, posição
    do analista e desejo do analista em relação aos casos clínicos. Este trabalho se ancora na teoria
    psicanalítica freudiana e lacaniana como eixo orientador no delineamento conceitual,
    metodológico e investigativo desta pesquisa, e adota a perspectiva dos corpos a fim de
    articular as leituras psicanalíticas e o advento da pandemia. Trata-se de uma pesquisa
    qualitativa, com característica retrospectiva e documental, que utiliza como estratégia
    metodológica o traço do caso (trait du cas). Este método de pesquisa em psicanálise favorece
    a preservação da identidade dos pacientes e o recorte da questão-enigma em torno
    dos casos, pois seu interesse está nos elementos que dizem respeito à prática do
    psicanalista-pesquisador. Portanto, a eleição dos casos está articulada ao seu valor
    enigmático e de transmissão da clínica psicanalítica, por terem convocado a praticante
    de psicanálise a produzir uma inventividade em sua função: emprestar corpo e voz. Os
    resultados nos permitiram isolar o corpo de empréstimo como o traço dos casos, e, nessa
    direção, as formulações teórico-clínicas deste estudo compreendem o corpo de empréstimo
    como um operador tático encontrado pela praticante de psicanálise para fazer operar o desejo
    do analista diante de situações clínicas limites. Espera-se, através do aprofundamento
    teórico-clínico dessa pesquisa, contribuir com o compromisso ético e político da
    psicologia e da psicanálise diante do advento da pandemia e suas convocações de reinvenção
    da clínica.


  • Mostrar Abstract
  • This research arises from the researcher&#39;s clinical experience with patients in a COVID-19
    reference Intensive Care Unit (ICU), during the period from March 2020 to September 2021,
    in a large hospital in the city of Salvador - BA. Based on this experience, the following
    question was formalized as a research problem: what is the role of the body of the
    psychologist, practitioner of psychoanalysis, in the clinical management of the critical patient
    by COVID-19? The general aim of the project is to discuss the analytical function of the body
    of the psychoanalysis practitioner in the clinical management of the COVID-19 critical
    patient. As specific objectives, we propose: I) To characterize the transformations of the
    psychologist&#39;s work in the hospital in a COVID-19 ICU, in articulation with psychoanalytic
    theory; II) To describe the entry of virtual devices as a tool for communication and clinical
    intervention with patients hospitalized due to COVID-19 and III) To articulate the notions of
    the body, the analyst&#39;s position and the analyst&#39;s desire in relation to clinical cases. This work
    is anchored in Freudian and Lacanian psychoanalytic theory as the guiding axis in the
    conceptual, methodological and investigative design of this research, and adopts the
    perspective of bodies in order to articulate psychoanalytic readings and the advent of the
    pandemic. This is a qualitative, retrospective and documentary study, which uses the trait du
    cas as its methodological strategy. This method of research in psychoanalysis favors
    preserving the identity of the patients, as its interest lies in the elements that concern the
    practice of the psychoanalyst-researcher. Therefore, the choice of cases is linked to their
    enigmatic value and to the transmission of the psychoanalytic clinic, as they have called on
    the psychoanalytic practitioner to produce an inventiveness in her function: to lend body and
    voice. The results allowed us to isolate the body lending as the trait of the cases and, in this
    sense, the theoretical-clinical formulations of this study understand the body lending as a
    tactical operator found by the practitioner of psychoanalysis to make the analyst&#39;s desire
    operate in the face of limiting clinical situations. Through the theoretical and clinical
    deepening of this research, we hope to contribute to the ethical and political commitment of
    psychology and psychoanalysis in the face of the advent of the pandemic and its calls to
    reinvent the clinic.

10
  • GLEICA MIRELA SALOMÃO SOARES
  • Identidade adulta e identidade de trabalho de Digital Influencers do Instagram

  • Orientador : LUCIANA DUTRA THOME
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MAYTE RAYA AMAZARRAY
  • LAILA LEITE CARNEIRO
  • LUCIANA DUTRA THOME
  • Data: 21/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve por objetivo compreender a manifestação da percepção de adultez e da dimensão trabalho para digital influencers do nicho lifestyle do Instagram. Participaram nove participantes, com idades entre 18 e 32 anos. O estudo teve delineamento qualitativo exploratório. A coleta de dados incluiu um questionário sociodemográfico, entrevista semiestruturada e observação não-participante (no período de 15 dias), todas conduzidas de maneira online. A análise de dados ocorreu via análise temática, técnica que permitiu organizar o conteúdo das entrevistas em temas. Foram utilizadas também Nuvens de Palavras, com uso do programa  Iramuteq, para processar e visualizar os dados da observação não-participante. Os resultados das entrevistas indicaram que a percepção de adultez das participantes estava relacionada a marcadores subjetivos e sociais de adultez;  a dimensão trabalho foi apresentada como importante elemento para assunção de adultez, revelando um caráter central e instrumental na vida das participantes. A atividade de digital influencer, desenvolvida no Instagram, foi percebida como um trabalho com rotina específica e com estratégias individuais para aumento da visibilidade, do alcance e da ampliação de possibilidades de trabalho em parceria com marcas. As identidades de trabalho manifestadas sintonizaram com os ethos romântico-expressivo, instrumental, consumista e gerencialista. Os dados da observação-não participante indicaram que vídeos e fotos predominaram as postagens nos stories e que os temas de “bom dia” e fotos de “alimentos” foram temas comuns entre as participantes. Os resultados sugerem que o gerenciamento das responsabilidades, aliado às exigências algorítmicas, podem impactar a saúde mental de digital influencers. Portanto, são necessárias reflexões, políticas públicas e intervenções no campo da Psicologia para apoiar esse grupo.  


  • Mostrar Abstract
  • This work had the goal to understand the manifestation of adulthood realization and the work dimension of digital influencers in lifestyle’s niche on Instragram. Nine people participated, with ages between 18 and 32. The study had qualitative and exploratory design. The data collection included a sociodemographic questionary, a semi-strutured interview and non-participant observation (in a 15-day period), all performed online. The data analysis occurred using thematic analysis, technique which allowed to organize the interview content into themes. Also, Word Cloud was used, with Iramuteq program, to process and visualize the non-participant observation data. The results of the interview indicated that the participants’ adulthood realization was related to subjective and social markers of adulthood; the work dimension was presented as an important element to the assumption of adulthood, revealing a central and instrumental aspect in the participants’ life. The digital influencer activity, executed on Instagram, was perceived as a job with a specific routine and individual strategies to the increase of visibility, of reach and the amplification of work possibilities in partnership with brands. The work identity manifested tuned with the romantic-expressive ethos, instrumental, consumerist and managerial. The non-partipant observation data pointed videos and photos as predominant on stories and the themes of “good morning” and “food” photos were common among the participants. The outcomes suggests that the responsabilites management, allied with algorithm demands, can affect the digital influencers mental health. Therefore, it is needed reflexions, public policies and intervention on the Psycology field to support this group.

11
  • RODRIGO BARBOSA NASCIMENTO
  • DO EVOLUCIONISMO DARWINIANO À PSICANÁLISE

    FREUDIANA

  • Orientador : DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • FABRICIO DE SOUZA
  • JOÃO GABRIEL LIMA DA SILVA
  • Data: 21/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo visa sistematizar e analisar, através de duas revisões da literatura
    nacional, evidências científicas que relacionam o evolucionismo darwiniano à práxis
    psicanalítica, conforme concebida por Sigmund Freud. A dissertação é apresentada em
    formato de dois artigos independentes e interconectados pelo objeto, a saber, a presença
    do evolucionismo darwiniano na psicanálise freudiana. Ressalta-se a importância desta
    discussão na literatura psicanalítica e em suas conexões, visto seu carater fundante para a
    compreensão das bases epistemológicas da psicanálise. O trabalho divide-se em dois
    objetivos, cada um deles remetido respectivamente a cada um dos dois artigos: a)
    identificar e contextualizar evidências e impacto do evolucionismo darwiniano na obra
    de Sigmund Freud, na literatura especializada nacional nas últimas duas décadas, por
    meio de uma revisão sistemática b) investigar, também na literatura nacional, a discussão
    sobre os conceitos freudianos e sua relação com a teoria da evolução darwiniana. Como
    resultado do primeiro artigo, indica-se que a relação entre o evolucionismo darwiniano e
    a psicanálise freudiana perpassa por dois domínios: presença do evolucionismo
    darwiniano e modelo evolucionista na formação acadêmica e na formalização da obra de
    Freud; 2) presença do evolucionismo darwiniano como um recurso. Como resultado do
    segundo artigo, destacam-se dois conceitos. O conceito de Trieb, objeto de grande atenção
    na maior parte dos estudos coletados, apresenta-se como senda valiosa para a interlocução
    conceitual entre a biologia evolutiva e a psicanálise. O segundo conceito, pulsão de morte,
    também tem destaque, embora mereça mais investimentos de pesquisa. Todas essas
    perspectivas caminham desde as publicações de Freud em sua relação com Darwin a
    novas formas de pensar a incidência do solo evolucionista na constituição da psicanálise.


  • Mostrar Abstract
  • The present study aims to systematize and analyze, through two reviews of national
    literature, scientific evidence that relates Darwinian evolutionism to psychoanalytic
    praxis, as conceived by Sigmund Freud. The dissertation is presented in the format of two
    independent articles and interconnected by the object, namely, the presence of Darwinian
    evolutionism in Freudian psychoanalysis. The importance of this discussion in
    psychoanalytic literature and its connections is highlighted, given its fundamental nature
    for understanding the epistemological bases of psychoanalysis. The work is divided into
    two objectives, each of them referred respectively to the two articles: a) identify and
    contextualize evidence and impact of Darwinian evolutionism in the work of Sigmund
    Freud, through a systematic review of the national specialized literature in the last two
    decades; b) investigate, also in the national literature, the discussion about Freudian
    concepts and their relationship with the Darwinian theory of evolution. As a result of the
    first article, it is indicated that the relationship of Darwinian evolutionism with Freudian
    psychoanalysis permeates two domains: 1) the presence of Darwinian evolutionism and
    the evolutionary model in academic training and in the formalization of Freud's work; 2)
    the presence of Darwinian evolutionism as a resource. As a result of the second article,
    two concepts stand out. The concept of Trieb, object of great attention in most of the
    studies collected, presents itself as a valuable path for conceptual dialogue between
    evolutionary biology and psychoanalysis. The second concept, death drive, is also
    highlighted, although it deserves more research investment. All these perspectives range
    from Freud's publications in his relationship with Darwin to new ways of thinking about
    the incidence of evolutionary grounds in the constitution of psychoanalysis.

12
  • YCARO DA SILVA FALCÃO DE SOUSA
  • O brincar de Crianças com Transtorno do Espectro Autista

  • Orientador : FABRICIO DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNA COLOMBO DOS SANTOS
  • FABRICIO DE SOUZA
  • ILKA DIAS BICHARA
  • Data: 16/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • O brincar tem sido objeto de estudos no campo da Psicologia e de outras áreas do conhecimento por se qualificar como marcador biológico, psicológico e social da espécie humana, bem como sua expressiva importância para o desenvolvimento infantil. Entretanto, em crianças com desenvolvimento atípico, especialmente aquelas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), o brincar é acompanhado por contextos empobrecidos de interação entre pares, por dificuldade de iniciar e sustentar comunicação, pela falta do jogo social, além de outros déficits associados às habilidades socioemocionais. O objetivo desse trabalho foi investigar o brincar de crianças com TEA com diferentes níveis de suporte. Foram selecionadas 14 crianças com idades de 6 a 9 anos, 7 neurotípicas e 7 com diagnóstico de TEA. O estudo foi realizado em uma clínica especializada e em uma escola privada, situadas em Salvador-BA. Para a coleta de dados foi realizada a gravação audiovisual das sessões de observação e o emprego da folha de registro para observação do brincar livre. Foram registrados 1.680 intervalos de observação sistemática. Os dados foram analisados a partir do Microsoft Office Excel 2019 e SPSS versão 25 (Software Estatísticas Package For Social Science) para emprego de teste estatísticos, a saber: Mann-Whitney, Correlação de Spearman e Ponto Bisserial. Os resultados mostraram que o brincar funcional foi o mais prevalente entre os diferentes níveis de suporte no TEA; a maior ocorrência do comportamento de brincar foi de criança nível 1 de suporte, sendo que elas brincaram mais com brinquedos sensório-motor, e crianças nível 2 e 3 escolheram mais brinquedos mundo-técnico. As crianças com TEA tenderam a apresentar uma interação solitária em detrimento da interação de grupo, apresentando frequência elevada de respostas de observação e de exploração se quando comparadas a crianças neurotípicas. Por fim, concluímos que todas as crianças com TEA apresentaram o comportamento de brincar,  mas de forma variada na sua frequência, na interação com pares, no uso de brinquedos, nos tipos de brincar e em outros comportamentos associados, como observação, exploração e conversação.


  • Mostrar Abstract
  • Play has been the subject of studies in the field of psychology and other areas of knowledge because it qualifies as a biological, psychological and social marker of the human species, as well as its significant importance for child development. However, in children with atypical development, especially those with Autism Spectrum Disorder (ASD), play is accompanied by impoverished contexts of interaction between peers, difficulties in initiating and sustaining communication, a lack of social play, as well as other deficits associated with socio-emotional skills. The aim of this study was to investigate the play of children with ASD with different levels of support. We selected 14 children aged between 6 and 9, 7 neurotypical and 7 diagnosed with ASD. The study was carried out in a specialized clinic and a private school in Salvador-BA. To collect the data, audiovisual recordings were made of the observation sessions and a record sheet was used to observe free play. A total of 1,680 systematic observation intervals were recorded. The data was analyzed using Microsoft Office Excel 2019 and SPSS version 25 (Statistical Package for Social Science) to use statistical tests, namely: Mann-Whitney, Spearman Correlation and Biserial Point. The results showed that functional play was the most prevalent among the different levels of support in ASD; the highest occurrence of play behavior was among children at support level 1, who played more with sensorimotor toys, and children at levels 2 and 3 chose more world-technical toys. Children with ASD tended to have solitary interaction to the detriment of group interaction, with a high frequency of observation and exploration responses when compared to neurotypical children. Finally, we conclude that all the children with ASD showed play behavior, but with varying frequency, interaction with peers, use of toys, types of play and other associated behaviors, such as observation, exploration and conversation.

13
  • JOÃO BATISTA DE BRITO BRAGA ALVES
  • CUIDADO E RACIALIZAÇÃO EM UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL INFÂNCIA-ADOLESCÊNCIA: UMA ANÁLISE DA PSICOLOGIA SOCIAL CONSTRUCIONISTA

  • Orientador : MONICA LIMA DE JESUS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELIANE SILVIA COSTA
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • SANDRA ASSIS BRASIL
  • SUELY AIRES PONTES
  • VANIA NORA BUSTAMANTE DEJO
  • Data: 22/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação é fruto de um posicionamento político que defende que a questão racial é uma pauta que precisa ser enfrentada em nossa sociedade. Ela tem como ponto de partida meu envolvimento com as discussões sobre racismo, branquitude e antirracismo, assim como a minha experiência de lidar com esses assuntos no contexto da saúde mental, desde a época em que fui Residente em Saúde Mental. A psicologia social construcionista nos serviu de referencial teórico-metodológico, delineando um tipo de pesquisa social que tem como base o princípio da dialogicidade. Entrevistamos 17 profissionais de um Centro de Atenção Psicossocial Infância-Adolescência, pedindo que explicassem o que pensavam sobre esse assunto, que descrevessem casos emblemáticos, que opinassem sobre como a própria equipe na qual trabalhavam lidavam com esse tema no cotidiano. Além das transcrições, incluímos como registro de informações nesta dissertação, um diário de campo produzido na época em que estive na unidade para fazer as entrevistas e um portfólio reflexivo de aprendizagem que elaborei anos antes como residente e que nos ajudaram a contextualizar elementos do histórico desse serviço e da equipe no envolvimento com as discussões sobre questões raciais. Organizamos as informações produzidas pelas entrevistas em quadros que continham fragmentos dialógicos selecionados em diferentes focos de análise: 1) articulações entre racismo, sofrimento e intervenções no cuidado, 2) posicionamento da equipe em torno das questões raciais; 3) modos de classificação racial e 4) preenchimento do quesito raça/cor. Apresentamos os resultados dessa pesquisa em forma de artigos. O Artigo 1 discute como incorporar a reflexão do pertencimento racial de pesquisadores/as e interlocutores como elementos de análise na produção do conhecimento. Para tanto, fizemos uma descrição da nossa experiência no trabalho de campo e problematizamos a maneira como a autodeclaração racial de nossas/os interlocutores/as nos suscitou a necessidade de pensar esse processo. Em relação ao Artigo 2 problematizamos a relevância da temática racial para pensar a saúde mental de crianças e adolescentes, assim como pensar os processos de cuidado oferecidos em serviços especializados para esse público. Visualizamos como muitos casos acompanhados em um CAPSia tem configurações de sofrimento que apontam para o racismo como uma de suas principais causas. Muitas crianças negras de Salvador chegam à unidade com queixas relacionadas à construção da autoimagem, à identificação com a brancura, às experiências de violência racial na escola, às queixas de comportamento auto e hetero agressivo contextualizados pelo racismo. Refletimos sobre os desafios de abordar esses casos pela via da dimensão interpessoal do racismo, circunscrevendo-os a um problema individual, mas também a importância das atividades educativas para o desenvolvimento de um pensamento crítico no acompanhamento dessas situações.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation is the result of a political stance that argues that the issue of race is an issue that needs to be tackled in our society. Its starting point is my involvement with discussions on racism, whiteness and anti-racism, as well as my experience of dealing with these issues in the context of mental health, from the time I was a Mental Health Resident. Social constructionist psychology served as a theoretical-methodological framework, outlining a type of social research based on the principle of dialogicity. We interviewed 17 professionals from a Child-Adolescent Psychosocial Care Center, asking them to explain what they thought about this issue, to describe emblematic cases and to give their opinion on how their team dealt with this issue in their daily work. In addition to the transcripts of the interviews, we have included as a record of information in this dissertation, a field diary produced at the time I was at the unit to do the interviews and a reflective learning portfolio I had prepared years before as a resident, which helped us to contextualize elements of the history of this service and the team's involvement with discussions on racial issues. We organized the information produced by the interviews into tables containing dialogical fragments selected from different analysis focuses: 1) articulations between racism, suffering and interventions in care and 2) team positioning around racial issues. In addition to them, we created two more focuses, based on needs we felt during fieldwork: 3) ways of racial classification and 4) filling out the race/color question. As products of this dissertation we present two articles. Article 1 discusses how to incorporate reflection on the racial belonging of researchers and interlocutors as elements of analysis in the production of knowledge. To this end, we describe our fieldwork experience and problematize the way in which the racial self-declaration of our interlocutors gave rise to the need to think about this process. In Article 2 we present part of the results of the analysis of the table related to focus "1". We show the relevance of racial issues in thinking about the mental health of children and adolescents, as well as thinking about the care processes offered in specialized services for this public. We can see how many of the cases monitored at CAPSia have configurations of suffering that point to racism as one of their main causes. Many black children from Salvador come to the unit with complaints related to the construction of self-image, identification with whiteness, experiences of racial violence at school, complaints of self- and hetero-aggressive behavior contextualized by racism. We show the challenges of approaching these cases through the interpersonal dimension of racism, confining them to an individual problem, but also the importance of educational activities for the development of critical thinking in the follow-up of these cases.

14
  • LORENA DE MATOS BARRETO
  • FUNÇÕES EXECUTIVAS E COMPREENSÃO DE LEITURA
    EM ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL I

  • Orientador : THATIANA HELENA DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CÍNTIA RIBEIRO MARTINS
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • Data: 29/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • A leitura é um processo complexo que demanda uma série de habilidades cognitivas, tais como,
    identificar letras, reconhecer palavras e atribuir significado. A compreensão é a principal
    finalidade da leitura, visto que, potencializa a aquisição de outros conhecimentos e habilidades.
    Estudos nacionais e internacionais já têm evidenciado uma relação entre a compreensão de
    leitura e as funções executivas. Nesse sentido, o presente estudo tem por objetivo analisar a
    relação entre essas duas variáveis. Foram realizados dois estudos para o conhecimento dessas
    habilidades, sendo que, no Estudo I, realizou-se uma revisão integrativa acerca das pesquisas
    nacionais e internacionais, que relacionam as funções executivas e compreensão de leitura. No
    Estudo II, estão descritos os dados de pesquisa realizada com 196 crianças de ambos os sexos,
    com idade entre 6 e 10 anos, matriculadas em escolas públicas e privadas.


  • Mostrar Abstract
  • Reading is a complex process that demands a series of cognitive skills, such as identifying
    letters, recognizing words and assigning meaning. Understanding is the main purpose of
    reading, as it enhances the acquisition of other knowledge and skills. National and international
    studies have already shown a relationship between reading comprehension and executive
    functions. In this sense, the present study aims to analyze the relationship between these two
    variables. Two empirical studies were carried out to understand these skills, and in study I, an
    integrative review was carried out on national and international research, which relates
    executive functions and reading comprehension. In study II, data from research carried out with
    196 children of both sexes, aged between 6 and 10 years old, enrolled in public and private
    schools, are described.

15
  • CARLA MAGALHÃES MIKULSKI
  • Para Além dos Contos de Fada: Princesas Disney e Concepções de Gênero na Perspectiva de Adolescentes

  • Orientador : JULIANA PRATES SANTANA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELDER CERQUEIRA-SANTOS
  • JULIANA PRATES SANTANA
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • Data: 08/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho se situa na interseção entre gênero, desenvolvimento humano e mídia, tendo como objetivo geral analisar as concepções de gênero na perspectiva de adolescentes autodeclaradas mulheres cisgênero a partir dos filmes das Princesas Disney, com foco nas representações das Princesas Disney e seu impacto na concepção de gênero e na socialização durante a adolescência. Utilizando a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano, Estudos de Gênero e Teorias Feministas como base, este estudo qualitativo envolveu a participação de quatro adolescentes de 13 a 17 anos, residentes em três Estados de duas regiões do Brasil. Os métodos de produção de dados incluíram reacts e entrevistas semi-estruturadas e não estruturadas, analisadas a partir da abordagem indutiva centrada na Análise Temática. Os resultados destacam as Princesas Disney como tecnologias de gênero que moldam normas sociais aderentes aos ideais patriarcais, capitalistas e coloniais, contribuindo para uma reflexão crítica sobre papéis e estereótipos de gênero na sociedade. As adolescentes demonstraram uma compreensão crítica das representações de gênero nos filmes e discutiram a influência dessas narrativas em suas próprias concepções de gênero. A análise revelou a influência das animações nas percepções das adolescentes sobre feminilidade, masculinidade e estereótipos de gênero, considerando diversos contextos sociais e culturais. Apesar de algumas evoluções nas representações das Princesas, desafios relacionados à perpetuação de estereótipos de gênero ainda persistem. Este estudo reforça a necessidade de abordagens críticas e educativas para promover uma compreensão mais profunda das dinâmicas de gênero na adolescência, com implicações para intervenções e políticas públicas visando promover uma sociedade mais inclusiva e igualitária.


  • Mostrar Abstract
  • This study is situated at the intersection between gender, human development, and media, aiming to analyze gender conceptions from the perspective of self-identified cisgender adolescent girls through Disney Princess movies, focusing on the representations of Disney Princesses and their impact on gender conception and socialization during adolescence. Using the Bioecological Theory of Human Development, Gender Studies, and Feminist Theories as a foundation, this qualitative study involved the participation of four adolescents aged 13 to 17, residing in three states from two regions of Brazil. Data production methods included reacts and semi-structured and unstructured interviews, analyzed using an inductive approach centered on Thematic Analysis. The results highlight Disney Princesses as gender technologies shaping social norms adherent to patriarchal, capitalist, and colonial ideals, contributing to critical reflection on gender roles and stereotypes in society. The adolescents demonstrated a critical understanding of gender representations in films and discussed the influence of these narratives on their own gender conceptions. The analysis revealed the influence of animations on adolescents' perceptions of femininity, masculinity, and gender stereotypes, considering various social and cultural contexts. Despite some evolutions in Princess representations, challenges related to perpetuating gender stereotypes still persist. This study reinforces the need for critical and educational approaches to promote a deeper understanding of gender dynamics in adolescence, with implications for interventions and public policies aimed at promoting a more inclusive and egalitarian society.

Teses
1
  • QUELI NASCIMENTO SANTOS
  •  

    AS PRÁTICAS LÚDICAS E A CONSTRUÇÃO DE CULTURAS LÚDICAS ENTRE ADOLESCENTES VINCULADOS A UMA INSTITUIÇÃO DE APOIO AO PACIENTE ONCOLÓGICO: UMA LEITURA APOIADA NA TEORIA BIOECOLÓGICA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO

  • Orientador : ILKA DIAS BICHARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIA IEDA CHAVES CAVALCANTE
  • FABRICIO DE SOUZA
  • IANI DIAS LAUER LEITE
  • ILKA DIAS BICHARA
  • LUCIANA DUTRA THOME
  • Data: 01/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa explorou as Práticas Lúdicas de um grupo de adolescentes em uma instituição de apoio ao paciente oncológico, com o propósito de compreender seu papel no desenvolvimento. Embasada na Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano (TBDH), a pesquisa definiu as Práticas Lúdicas como processos proximais, destacando-as como interações específicas na relação pessoa-contexto. Ao considerar os adolescentes como sujeitos em desenvolvimento, a tese buscou entender suas ações lúdicas, ampliando a visão do lúdico como componente do desenvolvimento, formador de culturas lúdicas. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, de abordagem exploratória, em modo descoberta, apresentando, ao longo de três estudos interconectados, a relação sinérgica dos componentes Processo, Pessoa, Contexto e Tempo (PPCT) e adaptando-se aos desafios impostos pela pandemia de COVID-19. A pesquisa envolveu 20 adolescentes vinculados ao Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC/BA). Os dados empíricos foram alinhados à TBDH, resultando na construção do argumento teórico das Práticas Lúdicas Promotoras de Desenvolvimento (PLPD); na análise da configuração de culturas lúdicas em sistemas significativos, mediadas em ambiências digitais; e na produção de uma cartilha orientativa sobre os papéis dos contextos ecológicos junto aos adolescentes com câncer. A tese destaca os adolescentes como agentes ativos e criativos em seu desenvolvimento, capazes de agir ludicamente mesmo em condições adversas, e propõe as Práticas Lúdicas também como eixo motriz do desenvolvimento, na análise de relações pessoa-contexto dos estudos que envolvam a ludicidade no desenvolvimento adolescente.


  • Mostrar Abstract
  • This research explored the Ludic Practices of a group of teenagers in an oncology patient support institution, with the purpose of understanding their role in development. Grounded in the Bioecological Theory of Human Development (BTHD), the research defined Ludic Practices as proximal processes, highlighting them as specific interactions in the person-context relationship. Considering teenagers as subjects in development, the thesis sought to understand their ludic actions, expanding the view of play as a developmental component, shaping play cultures. It was a qualitative research, with an exploratory approach, in a discovery mode, presenting, throughout three interconnected studies, the synergistic relationship of the Process, Person, Context, and Time (PPCT) components, and adapting to the challenges imposed by the COVID-19 pandemic. The research involved 20 teenagers affiliated with the Child Cancer Support Group (GACC/BA). Empirical data were aligned with BTHD, resulting in the construction of the theoretical argument of Ludic Practices Promoting Development (LPPD); in the analysis of the configuration of play cultures in significant systems, mediated in digital environments; and in the production of a guideline booklet on the roles of ecological contexts with teenagers with cancer. The thesis highlights teenagers as active and creative agents in their development, capable of acting playfully even in adverse conditions, and proposes Ludic Practices as a driving force of development, in the analysis of person-context relations in studies involving play in adolescent development.

2
  • ANA LUIZA DE FRANÇA SÁ
  • Onde está a inovação? A tensão entre permanências e mudanças nas práticas de professores/as em escolas inovadoras

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MÓNICA RONCANCIO-MORENO
  • ADILSON VALDANO MUTHAMBE
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • MARIA CLAUDIA SANTOS LOPES DE OLIVEIRA
  • RAMON CERQUEIRA GOMES
  • Data: 26/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho docente na escola revela aspectos interessantes de uma cultura. Demonstra a oscilação, presente nesse trabalho, entre ser reconhecido e ser mal remunerado; a aparente importância social dada à profissão docente e a não existência de condições materiais que contribuam para o seu exercício. Apesar disso, iniciativas inovadoras de professores/as em escolas públicas ocorrem de modo a provocar suas práticas que se constituem na permanente tensão permanência-mudança. A problemática deste estudo centra-se nos pontos que levam à efetivação dessas inovações e no lugar central dos professores/as na implementação de mudanças em suas práticas. Parte de uma perspectiva desenvolvimental,fundamentada na psicologia cultural semiótica que entende o desenvolvimento humano através das trajetórias de vida por meio da produção de significados mediados por signos. Aponta para a psicologia cultural da educação como expediente dos estudos do desenvolvimento nos contextos educacionais. Como objetivo geral, buscamos explicar como ocorre o processo de produção de significados a partir do signo inovação e como se expressam nas práticas de professores/as que trabalham em escolas inovadoras, sob o olhardesenvolvimental da psicologia cultural semiótica. Os objetivos específicos foram: (1) Investigar as rotinas escolares de espaços de inovação educacional e seu papel no processode produção de significados de professores/as a partir do signo inovação; (2) Compreenderquais são e de que maneira emergem os signos elucidativos da gênese, do contexto e da manutenção da inovação, nas trajetórias profissionais dos/as professores/as investigados; (3) Demonstrar as particularidades e as generalidades presentes nos processos desenvolvimentais de professores/as, através de modelo teórico, com base na psicologia cultural semiótica em contextos de inovação educacional. O método usado foi o qualitativo,de abordagem idiográfica e com desenho etnometodológico, por meio do qual se conduziua etnografia. Considerando-se a unidade de análise pessoa-contexto nos sistemas desenvolvimentais, participaram do estudo 17 professores/as de duas escolas públicas inovadoras de Brasília, Distrito Federal, denominadas Comunidades de Aprendizagem. Para co-construção dos dadosforamrealizadas 4 etapas: (a) etnografia do contexto escolar; (b) Entrevista Individual A, com roteiro semiestruturado com 6 professores/as, 3 de cada Comunidade de Aprendizagem; (c) Entrevista Individual B, com situações de conflito de diálogos com 6 professores/as, 3 de cada Comunidade de Aprendizagem e; (d) Grupo de Investigação, Reflexão e Formação com 11 professores/as de uma das Comunidades de Aprendizagem. A co-construção dos dados visou destacar como o signo inovação regula aexperiência dos participantes, configurando seus sistemas desenvolvimentais em nível social e individual. A análise seguiu a orientação teórica dada pela psicologia cultural semiótica em três etapas: (a) eixos temáticos das entrevistas individuais emarticulação comas informações do diário de campo; (b) análise das situações de conflito de diálogo orientada pelos signos identificados na etapa anterior; (c) informações produzidas no Grupode Investigação, Reflexão e Formação. Como resultados, identificamos que a insatisfação e o trabalho coletivo são signos que compõem a dinâmica desenvolvimental de professores/as em que o signo inovação atua como mediador da tensão entre permanências e mudanças nas práticas dos participantes com significados diversos segundo a experiência de cada professor/a. Através da compreensão sobre como o signo inovação regula a experiência dos professores/as, destacamos a gênese, contexto e manutenção do processo inovador. Desse modo, afirmamos que a inovação é um processo individual, contínuo, quese dá sob determinadas condições contextuais e se mantém devido a um mecanismo relacional, o qual nomeamos como inovação persistente. A inovação persistente tem comofunção ancorar e acionar a produção individual de significados sobre inovação, fazendo comque essas significações se modifiquem ao longo do planejamento e a realização de práticas na relação com as condições contextuais, sob a orientação e ordenação do trabalho coletivo. Nesse sentido, inovações são produzidas cotidianamente nas escolas estudadas, através de pequenas mudanças dependentes do contexto e da qualidade do trabalho coletivo.


  • Mostrar Abstract
  • The work of teaching at school reveals interesting aspects of a culture. It demonstrates the oscillation in this work, between being recognized and being poorly paid, the apparent social importance given to the teaching profession, and the lack of material conditions contributing to its exercise. Despite this, innovative initiatives made by public school teachers occur to provoke their practices that are constituted in the tension of permanencechange. The problem of this study focuses on the points that lead to implementing these innovations and the central role of teachers in implementing changes in their practices. It starts from a developmental perspective based on semiotic cultural psychology that understands human development through life trajectories through the meaning-making processes mediated by signs. It points to the cultural psychology of education as an expedient for development studies in educational contexts. As the main objective, we seek to explain how the meaning-making process occurs based on the sign of innovation and how they are expressed in the practices of teachers who work in innovative schools, under the developmental gaze of semiotic cultural psychology. The specific objectives were: (1) Investigate school routines in educational innovation spaces and their role in the meaningmaking process for teachers based on the sign of innovation; (2) Understand what are and how work the signs that clarify the genesis, context and maintenance of innovation and their emergence in the professional trajectories of the teachers investigated; (3) Demonstrate the particularities and generalities in the developmental processes of teachers through a theoretical model based on semiotic cultural psychology in contexts of educational innovation. The method used was qualitative, with an idiographic approach and an ethnomethodological design through which ethnography was conducted. Considering the person-context unit of analysis in developmental systems, 17 teachers from two innovative public schools in Brasília, Distrito Federal, called Learning Communities, participated in the study. To co-construct the data, 4 stages were carried out: (a) ethnography of the school context; (b) Individual Interview A, with a semi-structured script with 6 teachers, 3 from each Learning Community; (c) Individual Interview B, with conflicting dialogue situations with 6 teachers, 3 from each Learning Community and; (d) Research, Reflection and Training Group with 11 teachers from one of the Learning Communities. The co-construction of the data aimed to highlight how the sign of innovation regulates the participants' experience, configuring their developmental systems at a social and individual level. The analysis followed the theoretical guidance given by semiotic cultural psychology in three stages: (a) thematic axes of individual interviews in conjunction with information from the field diary; (b) analysis of conflicting dialogue situations guided by the signs identified in the previous stage; (c) information produced in the Research, Reflection, and Training Group. As a result, we identified that dissatisfaction and collective work are signs that make up the developmental dynamics of teachers in which the sign of innovation acts as a mediator of the tension between permanence and changes in the practices of participants with different meanings according to each teacher's experience. Apart from understanding how the sign of innovation regulates the experience of teachers, we highlight the genesis, context, and maintenance of the innovative process. Therefore, we affirm that innovation is an individual, continuous process that occurs under certain contextual conditions and is maintained due to a relational mechanism, which we call persistent innovation. Persistent innovation has the function of anchoring and triggering the individual meaning-making process about innovation, causing these meanings to change throughout the planning and implementation of practices concerning contextual conditions under the guidance and order of collective work. In this sense, innovations are produced daily in the schools studied through small changes depending on the context and the quality of collective work.

3
  • VICTOR AURÉLIO SANTANA NASCIMENTO
  • Condições de vida, trabalho e desenvolvimento humano no “Comércio mais barato da Bahia”

  • Orientador : DORIS FIRMINO RABELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANA MERCURI DE ALMEIDA BASTOS
  • DORIS FIRMINO RABELO
  • ISABEL MARIA FARIAS FERNANDES DE OLIVEIRA
  • JULIANA PRATES SANTANA
  • MARIA DA GRACA DRUCK DE FARIA
  • Data: 23/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho teve por objetivo investigar as relações entre condições de vida, condições de trabalho e desenvolvimento humano de trabalhadoras (es) do comércio de Santo Antônio de Jesus – BA, em 2022. Como fundamento teórico, partirmos dos acúmulos da tradição do pensamento marxista, sobretudo das categorias ontológicas elaboradas por Marx e Lukács na discussão sobre o Ser Social. A pesquisa foi desenvolvida em duas etapas, combinando abordagens quantitativas e qualitativas. A primeira etapa (Estudo 1) consistiu em um estudo analítico de corte transversal de abordagem quantitativa. Participaram 464 trabalhadoras (es) que responderam a um questionário sociodemográfico que abordou informações demográficas, renda, condições de moradia, condições de saúde, mobilidade urbana, jornada de trabalho, trabalho reprodutivo, endividamento e sindicalização. Foram feitas análises estatísticas bivariadas e calculados os tamanhos de efeito. Os resultados mostram que a classe trabalhadora empregada no comércio de Santo Antônio de Jesus é majoritariamente negra, feminina, de baixa renda, endividada, estudou até o ensino médio e não conta com suporte sindical. Os dados revelaram diferenças importantes de gênero e raça quanto à escolaridade, renda e trabalho reprodutivo. Na segunda etapa (Estudo 2), foi realizado um estudo qualitativo, exploratório, descritivo, de caráter transversal, no qual 20 trabalhadoras (es) que fizeram parte do Estudo 1 participaram de uma entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados segundo o método da Análise Temática, procedimento que deu origem a três Unidades Temáticas: 1) Tempo e Trabalho (engloba os seguintes subtemas: a) Jornada de Trabalho, b) Trabalho Flexível, c) Falta de Tempo Livre, d) Trabalho Reprodutivo); 2) Relações no Trabalho (subtemas: a) Reificacão, b) Diferença setorial, c) Micropolítica patronal e fragilidade na cobertura sindical); e 3) Baixa Renda e Endividamento (subtemas: a) Insuficiência Salarial, b) Precariedade material e imaterial, c) Endividamento). Os resultados indicaram que o cenário de vida/trabalho no comércio de SAJ reproduz, em sua particularidade, características estruturantes do modo de produção capitalista que limitam as possibilidades de desenvolvimento humano. Tais limites estão expressos no consumo sistemático do tempo de vida, na precariedade material provocada pela superexploração da força de trabalho, no aprofundamento das precarizações graças a racialização do trabalho, a fragilidade sindical e as restrições patriarcais.


  • Mostrar Abstract
  • This research aims to investigate the relationship between the living conditions, working conditions and human development of commercial workers in Santo Antônio de Jesus (Bahia) in 2022. Its theoretical framework is based on contributions from the tradition of Marxist thought, especially the ontological categories elaborated by Marx and Lukács in their discussion of Social Being. The research was carried out in two stages, combining quantitative and qualitative approaches. The first stage (Study 1) consisted of a cross-sectional analytical study with a quantitative approach. A total of 464 workers took part, completing a sociodemographic questionnaire that covered demographic information, income, housing conditions, health conditions, urban mobility, working hours, reproductive work, debt and unionization. Bivariate statistical analyses were performed and effect sizes were calculated. The results show that the working class employed in commerce in Santo Antônio de Jesus is mostly black, female, lowincome, in debt, who have studied up to secondary school and do not have any union support. The data revealed significant gender and racial differences in terms of education, income and reproductive work. In the second stage (Study 2), a qualitative, exploratory, descriptive, crosssectional study was carried out, in which 20 workers who were part of Study 1 took part in a semi-structured interview. The data was analyzed using the Thematic Analysis method, which led to three Thematic Units: 1) Time and Work (comprising the following sub-themes: a) Working Hours, b) Flexible Work, c) Lack of Free Time, d) Reproductive Work); 2) Relationships at Work (sub-themes: (a) Reification, (b) Sectoral Difference, (c) Employer Micropolitics and Weakness in Union Protection); and 3) Low Income and Debt (sub-themes: (a) Wage Inadequacy, (b) Material and Immaterial Precariousness, (c) Debt). The results revealed that the life/work scenario in SAJ's commerce reproduces, in its specificity, structural characteristics of the capitalist mode of production that limit the potential for human development. These constraints are expressed in the systematic consumption of life time, in the material precariousness caused by the overexploitation of the workforce, in the intensifying of precariousness thanks to the racialization of work, trade union fragility and patriarchal restrictions.

2023
Dissertações
1
  • JULIE ANNE GOMES CRUZ
  • DINÂMICAS SEMIÓTICAS NO PROCESSO DE AUTOLESÃO EM ADOLESCENTES

  • Orientador : MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • PATRICIA CARLA SILVA DO VALE ZUCOLOTO
  • Data: 13/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa investigou a autolesão em adolescentes sem intenção suicida. Para favorecer a compreensão do fenômeno da autolesão na adolescência, foi adotada uma perspectiva baseada na Psicologia Cultural Semiótica. O objetivo geral da pesquisa foi compreender e analisar as dinâmicas semióticas envolvidas no processo de autolesão em adolescentes. Os objetivos específicos foram: a) Identificar e analisar os sentidos e os significados relacionados à autolesão em adolescentes; b) Descrever e analisar os principais pontos de tensionamento e ambivalência relatados por adolescentes que vivenciam ou vivenciaram práticas de autolesão; c) Analisar como adolescentes que vivenciam ou vivenciaram práticas de autolesão significam o próprio corpo; d) Analisar as estratégias semióticas de autorregulação envolvidas no processo de autolesão em adolescentes. Foi utilizada a abordagem qualitativa e idiográfica. Através da Entrevista Compreensiva, foram entrevistadas três adolescentes com idade de dezesseis e dezessete anos que estavam cursando o ensino médio. Foram respeitados os procedimentos éticos previstos pelas Resoluções n. 510, de 7 de abril de 2016, e 466/2012, do CNS (Brasil. MS, 2012, 2016). O trabalho evidenciou que os sentimentos mais referenciados frente a autolesão foram de angústia, dor, vazio e ansiedade. Foram organizadas quatro unidades (ou eixos) de análise: 1) O contínuo processo de construção de sentidos; 2) A emergência de significados através da ambivalência; 3) O que sinto, meu corpo comunica; 4) Pode deixar que eu resolvo sozinha. Essas unidades apontam para o fato de que o significado se configura como um signo complexo caracterizado pela dualidade entre o que se é e o que poderia ser. Para as adolescentes, a autolesão produz um sentimento ambíguo de desconforto e, ao mesmo tempo, de alívio. A experiência do corpo é, para as adolescentes participantes, como um campo criador de sentidos, de expressão de sentimentos e de subjetividade. Elas registram suas emoções no corpo para que possam lembrar e, ao mesmo tempo, para que possam esquecer. A prática de autolesão expressa, sobretudo, um pedido de socorro.


  • Mostrar Abstract
  • This research investigates self-injury in adolescents without suicidal intent. To favor the understanding of the phenomenon of self-injury in adolescence, a perspective based on Cultural Semiotic Psychology was adopted. The research´s general objective was to understand and analyze the semiotic dynamics involved in the process of self-injury in adolescents. The specific objectives were: a) To identify and analyze the senses and meanings related to self-injury in adolescents; b) To describe and analyze the main points of tension and ambivalence reported by adolescents who experience or have experienced self-injury practices; c) To analyze how adolescents who experience or have experienced self-injury practices give meaning to their own bodies; d) To analyze the semiotic strategies of self-regulation involved in the self-injury process in adolescents. The qualitative and idiographic approach was utilized for this research. Three adolescents, aged sixteen and seventeen, who were attending high school, were interviewed by means of a Comprehensive Interview. The ethical procedures provided by Resolutions n. 510, of April 7, 2016, and 466/2012, of the CNS (Brazil. MS, 2012, 2016), were respected. The study showed that the feelings most referred to when faced with self-injury were anguish, pain, emptiness, and anxiety. Four units (or axes) of analysis were organized: 1) The continuous process of construction of meanings; 2) The emergence of meanings through ambivalence; 3) My body communicates what I feel. 4) You can let me solve it by myself. These units point to the fact that meaning is configured as a complex sign characterized by duality between what one is and what one could be. For the adolescents, self-injury produces an ambiguous feeling of discomfort and, at the same time, relief. For the adolescent participants, the experience of the body is like the creative field of meaning, expression of feelings, and subjectivity. They trace their emotions in their bodies so they can remember and, at the same time, they can forget. The practice of self-injury expresses, above all, a cry for help.

2
  • MAALI BRITO LOPES
  • Suporte social, autoeficácia e forças de caráter como indicadores de saúde mental em professores

  • Orientador : LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA PORTO NORONHA
  • LAILA LEITE CARNEIRO
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • Data: 14/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • A relação entre o trabalho e a saúde mental exige investigação ampla. Em contrapartida dos estudos da psicologia tradicional com foco nas psicopatologias e remissão de sintomas, uma perspectiva de saúde mental positiva emerge no cenário nacional e internacional com foco em promoção e prevenção em saúde, possibilitando uma visão sistêmica sobre o trabalhador e sua vida laboral. Partindo deste referencial, a presente dissertação mapeou, por meio de uma revisão integrativa da literatura, a produção científica nacional e internacional sobre indicadores da saúde mental de professores (Estudo 1) e verificou o potencial explicativo de variáveis positivas (i.e, suporte social, autoeficácia e forças de caráter) como indicadores de saúde mental em professores (Estudo 2). No Estudo 1, foram selecionados 45 artigos científicos empíricos, indexados nas bases de dados: PsycNet, PepSIC, SciELO, PubMed, Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Os resultados apontaram um aumento de publicações no ano de 2022, bem como, a predileção por estudos transversais quantitativos. O Estudo 2 foi realizado com professores brasileiros, de qualquer nível ou modalidade de ensino, provenientes de intuições públicas ou privadas. Os instrumentos utilizados foram: Questionário Sociodemográfico, Escala de Forças de Caráter (EFC), Escala de Percepção de Suporte Social no Trabalho (EPSST), Escala de Autoeficácia no Trabalho (EAE-T) e Burnout Assessment Tool (BAT). Foram realizadas análises descritivas, correlacionais, teste t, anova e modelo de equações estruturais. Por fim, os resultados evidenciaram acerca dos indicadores de saúde mental docente, que fomentam a importância do investimento em uma perspectiva positiva da saúde mental a fim de promover um trabalho com maior qualidade de vida para esses profissionais, assim como construções de modelos teóricos práticos para essa área de análise.


  • Mostrar Abstract
  • The relationship between work and mental health requires extensive investigation. In contrast to traditional psychology studies focusing on psychopathologies and symptom remission, a positive mental health perspective emerges on the national and international scene with a focus on health promotion and prevention, enabling a systemic view of the worker and his working life. Based on this framework, this dissertation mapped, through an integrative literature review, the national and international scientific production on teachers' mental health indicators (Study 1) and verified the explanatory potential of positive variables (i.e., social support, self-efficacy and character strengths) as indicators of mental health in teachers (Study 2). In Study 1, 45 empirical scientific articles were selected, indexed in the databases: PsycNet, PepSIC, SciELO, PubMed, Virtual Health Library (VHL). The results showed an increase in publications in the year 2022, as well as a predilection for quantitative cross-sectional studies. Study 2 was carried out with Brazilian teachers, of any level or type of education, from public or private institutions. The instruments used were: Sociodemographic Questionnaire, Character Strengths Scale (CFE), Perceived Social Support at Work Scale (EPSST), Self-Efficacy at Work Scale (EAE-T) and Burnout Assessment Tool (BAT). Descriptive and correlational analyses, t test, anova and structural equation model were performed. Finally, the results showed about the teachers' mental health indicators, which encourage the importance of investing in a positive perspective of mental health in order to promote work with a better quality of life for these professionals, as well as the construction of practical theoretical models for this area of analysis.

3
  • Armando Januário dos Santos
  • Vidas e amores para além da heterocisnormatividade nas experiências de travestis e mulheres transexuais

  • Orientador : CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • MEGG RAYARA GOMES DE OLIVEIRA
  • PATRICIA PORCHAT PEREIRA DA SILVA KNUDSEN
  • Data: 14/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho analisa as experiências amorosas de travestis e mulheres transexuais, a partir dos impactos que a heterocisnormatividade causa em suas vidas, consideradas abjetas. Os estudos sobre as travestis e mulheres transexuais, têm se concentrado, predominantemente, em três eixos: violência, ISTs/AIDS e prostituição, enquanto trabalho imposto a este grupo social por falta de oportunidades em outras profissões. Nessas pesquisas, portanto, a experiência amorosa vivenciada como elemento constitutivo das subjetividades não emerge. Nesses termos, esta via deve ser percorrida, sendo uma contribuição que fomente outras produções sobre esta temática, no sentido de multiplicar os saberes em um campo de investigação ainda pouco explorado. Para realizar esta pesquisa foi fundamental estabelecer um diálogo entre determinadas correntes da psicanálise e teóricos de gênero e sexualidade. Através de uma pesquisa qualitativa, utilizando a análise da enunciação, entrevistei 4 travestis e 8 mulheres transexuais, que preencheram o questionário sociodemográfico e narraram as suas experiências amorosas posteriormente distribuídas em categorias e analisadas tematicamente. Nesses termos, foi possível encontrar na multiplicidade dos amores experienciados pelas travestis e mulheres transexuais, para além de concepções heterocisnormativas, discursos e práticas cisgêneras, arcabouço de ações transfóbicas contra esse grupo social. Também constatei a existência da heterociscompulsoriedade e a necessária restauração da psicanálise, em uma perspectiva política de visibilidade e luta pelo reconhecimento das vidas de travestis e mulheres transexuais, a partir de suas experiências amorosas, em um processo de enfrentamento não violento das normatizações de gênero e sexualidade.


  • Mostrar Abstract
  • This work analyzes the love experiences of transvestites and transsexual women, based on the impacts that heterocisnormativity causes in their lives, which are considered abject. Studies on transvestites and transgender women have focused predominantly on three axes: violence, STIs/AIDS and prostitution, as work imposed on this social group due to lack of opportunities in other professions. In these studies, therefore, the love experience lived as a constitutive element of subjectivities does not emerge. In these terms, this path must be followed, being a contribution that encourages other productions on this theme, in the sense of multiplying knowledge in a field of investigation that is still little explored. To carry out this research, it was essential to establish a dialogue between certain currents of psychoanalysis and gender and sexuality theorists. Through a qualitative research, using enunciation analysis, I interviewed 4 transvestites and 8 transsexual women, who filled out the sociodemographic questionnaire and narrated their love experiences, later distributed in categories and analyzed thematically. In these terms, it was possible to find in the multiplicity of loves experienced by transvestites and transsexual women, in addition to heterocisnormative conceptions, cisgender discourses and practices, a framework for transphobic actions against this social group. I also verified the existence of heterociscompulsoriety and the necessary restoration of psychoanalysis, in a political perspective of visibility and struggle for the recognition of the lives of transvestites and transsexual women, based on their love experiences, in a process of non-violent confrontation of gender norms and sexuality.

4
  • Ellen Araújo Lima Feitosa
  • Sistema de Representações Sociais em sentenças jurídicas sobre Feminicídio na Bahia nos anos de 2020 e 2021

  • Orientador : ELZA MARIA TECHIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA RAQUEL ROSAS TORRES
  • ELZA MARIA TECHIO
  • MARCOS EMANOEL PEREIRA
  • Data: 07/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo analisar os sistemas representacionais presentes nos repertórios discursivos em sentenças jurídicas acerca dos casos de Feminicídio no estado da Bahia, nos anos de 2020 e 2021. O feminicídio, em sua maioria, ocorre depois de sucessivas formas de violências nas relações afetivas, portanto, um problema de saúde pública, que acarreta em custos sociais, econômicos e de violação dos Direitos Humanos. Como subsídio para o aprofundamento do fenômeno feminicídio, utilizou-se a Teoria das Representações Sociais.  Entende-se  Representações Sociais, como modos de representar o mundo ao nosso redor,  um processo de construção de forma coletiva e compartilhada por um grupo social ou comunidade a partir de um determinado objeto (Moscovici, 2005). nesta construção,o sistema normativo vigente, como, valores, ideologias e crenças, e o sistema de funcionamento cognitivo, exercem uma função importante (Doise, 2002)., para atingir o objetivo proposto, realizou-se  um estudo qualitativo a partir das sentenças jurídicas de 2020/2021 de casos denunciados como feminicídio coletadas na Plataforma Jusbrasil. Obtivemos um total de 15 sentenças (9 juízas e 4 juízes) de 11 cidades do estado da Bahia, analisadas primeiramente através de Análise de Conteúdo e posteriormente, Análise de Redes Sociais utilizando o software Gephi. Da análise de conteúdo, construiu-se as seguintes categorias: Motivo do crime; Fundamentação; Decisão jurídica; Local do crime; Instrumento/Meio de cometimento; Período crime-sentença; Antecedentes do réu. Os resultados demonstraram que o motivo do crime está principalmente ancorado em  justificativas sexistas. justificativas, essas, que podem auxiliar e fundamentar futuras decisões judiciais. Ancoragem claramente observada nos  artigos jurídicos utilizados para a materialização do sistema de representações sociais. Ademais, os diferentes posicionamentos adotados entre os juizes e juizas nas decisões judiciais e suas fundamentações, foram expressivas, sendo perceptível os diferentes posicionamentos a partir do gênero. Conclui-se que, apesar de estarmos lidando com uma amostra de quinze sentenças e em dois anos atípicos devido a pandemia COVID-19, os resultados nos trazem reflexões importantes acerca dos metassistemas sociais de ideologias patriarcais e sexistas imbricados no grupo e suas consequências em relação à tomada de decisões a partir da comparação entre o gênero.


  • Mostrar Abstract
  • This work aims to analyze representational systems in the written repertoire of legal sentences from femicide cases in Bahia between 2020 and 2021. Femicide often happens after repeated violent acts in intimate relationships, representing a public health issue with social and economic consequences, as well as a Human Rights violations. The social representation theory was used to explore the femicide phenomenon. Social representations are ways of depicting the world around us in a collective manner, shared by a social group or community, from a certain subject (Moscovici, 2005). By this definition, the current normative system – values, ideologies, and beliefs – and the cognitive function have an important role (Doise, 2002). Here, a qualitative study of legal sentences of femicide complaints from 2020/2021 was performed, using the Jusbrasil plataform. After content and social network analyses performed by Gephi software, 15 legal sentences – 9 from female judges and 4 from male judges – from 11 cities in Bahia were selected. From the content analyses, the following categories were established: crime motive, legal rationale, legal decision, crime location, crime instrument, crime-sentence period and defendant's background. Crime motivations were mainly based on sexist reasons. This reasoning could aid and substantiate future legal decisions, which was demonstrated by the articles chosen to construct the social representation system. Furthermore, the distinct stands taken by female and male judges through their legal decisions and arguments were notable, highlighting the differences between genders. Despite the small sample size and atypical years of the COVID-19 pandemic, the results allow for important reflections about the social meta-systems of patriarchal and sexist ideologies, deep-seated in social groups, as well as their influence on decision making through gender comparison.

5
  • Divalmira Guimarães Queiroz
  • Parentalidade Desigual na Pandemia: Experiências de Mães e Pais com Estressores

  • Orientador : PATRICIA ALVARENGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANGELA HELENA MARIN
  • LUCIANA DUTRA THOME
  • PATRICIA ALVARENGA
  • Data: 16/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • Os eventos de vida estressores são acontecimentos que provocam mudanças e requerem resposta adaptativa. Este estudo teve como objetivo descrever as experiências com eventos de vida estressores e as estratégias de enfrentamento de mães e pais de crianças de três a seis anos durante a pandemia de COVID-19. Nove mães e quatro pais, distribuídos em três grupos focais on-line, relataram suas experiências com eventos estressores e as estratégias que utilizaram para lidar com esses eventos. A análise temática agrupou respectivamente em: Eventos de vida principais: Mudanças causadas pelo confinamento, Mudanças no trabalho e Mudanças na escola; Eventos de vida estressores: A casa e os filhos, Preocupação e cuidados com a saúde e Relação com familiares e Estratégias de enfrentamento: Estratégias focadas no problema e Estratégias focadas na emoção. Os resultados indicam que o confinamento e o ensino à distância foram eventos de vida principais com caráter estressor que produziram forte impacto no cotidiano de mães e pais. A sobrecarga feminina resultante do acúmulo de tarefas domésticas, profissionais e parentais, assim como da impossibilidade de dividir estas demandas com o companheiro ou outros familiares, fez com que os cuidados com a casa e com os filhos também se tornassem estressores de alto impacto para as mães. Estratégias de enfrentamento foram relatadas, sobretudo, pelas mulheres, o que pode ser mais um indício de sobrecarga. Conclui-se que, em situações de crise e desastre dessa magnitude, as famílias, especialmente as mães com filhos pequenos, devem ser assistidas para que desenvolvam estratégias de enfrentamento eficazes.


  • Mostrar Abstract
  • The stressful life events are happenings that can provoke changes and require an adaptative response. This study had as a goal to describe the experiences with life stressful events and the coping strategies of mothers and fathers of children from three to six years of age during the COVID 19 pandemic. Nine mothers and four fathers, distributed in three groups focused online, reported their experiences with life stressful events and the strategies that they used to deal with these events. The thematic analysis grouped respectively into: Major life events: Changes caused by confinement, Changes at work and Changes at school; Stressful life events: Home and children, Concern and health care and Relationship with family members and Coping strategies: Strategies focused on the problem and Strategies focused on emotion. The results indicate that confinement and the distance learning were the main life events with stressful nature that produced a harsh impact on the day to day of mothers and fathers. The female workload resulted of the accumulation of domestic, professional and parental demands, as the impossibility of sharing these demands with their partners or other family members, also turned the care for the house and children into stressful events of high impact to the mothers. The coping strategies were shared, mostly for women who described different measures that could improve family performance. In conclusion, in situations of crisis and disaster, families, especially mothers of small children, should be consistently supported to avoid that common damage of the adverse contexts are not amplified by avoidable conditions.

6
  • GABRIEL DA SILVA SILVEIRA
  • ADAPTABILIDADE DE CARREIRA E PERCEPÇÃO DE FUTURO DA APOSENTADORIA: UM ESTUDO COM TRABALHADORES(AS) BRASILEIROS (AS)

  • Orientador : LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DAIANE ROSE CUNHA BENTIVI
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • RODOLFO AUGUSTO MATTEO AMBIEL
  • Data: 21/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • Em um contexto de envelhecimento populacional e aumento da expectativa de vida, as investigações acerca da aposentadoria devem ser frequentes. Partindo da premissa de que as pessoas, ao construírem suas carreiras, também estão construindo suas vidas, é de fundamental importância que os estudos na área de carreira se preocupem com esta fase da trajetória profissional. A partir deste ponto de vista, a presente dissertação propôs uma investigação da produção científica latino-americana a respeito do trabalho e da aposentadoria na perspectiva da Psicologia através de uma revisão bibliométrica da literatura (Estudo 1) e também analisou as propriedades psicométricas da Escala de Adaptabilidade de Carreira + Escala de Cooperação junto a um público de trabalhadores (as) mais velhos, além de examinar o potencial explicativo dos fatores da adaptabilidade de carreira com relação à percepção de futuro da aposentadoria (Estudo 2). A partir da consulta nas bases de dados SciELO, Google Acadêmico, Portal de Periódicos CAPES, LILACS, Redalyc e PePSIC, foram selecionados 44 artigos científicos empíricos para análise no Estudo 1. Os resultados demonstraram um crescimento de publicações nos últimos seis anos, alta concentração de publicações de autores brasileiros e também maior preferência por estudos de natureza qualitativa. Para o Estudo 2, foi realizada uma pesquisa empírica com trabalhadores (as) brasileiros (as) que possuíssem 40 anos ou mais, independentemente de estarem trabalhando ou desempregados. Os dados foram coletados por meio de um Questionário Sociodemográfico, da Escala de Adaptabilidade de Carreira + Escala de Cooperação (CAAS+C) e da Escala de Percepção de Futuro da Aposentadoria (EPFA). Foram aplicados métodos estatísticos descritivos, Análise Fatorial Confirmatória, análises de consistência interna e correlacionais, teste t, ANOVA e modelagem de equações estruturais. Os resultados revelaram boa estrutura fatorial e consistência interna da escala e uma correlação positiva entre o fator preocupação da adaptabilidade de carreira e o fator percepções de saúde e percepção de futuro da aposentadoria geral, levantando indícios de que a adaptabilidade de carreira pode ser um construto importante para a compreensão do fenômeno da aposentadoria e sua medida pode ser útil em programas de preparação para a aposentadoria.


  • Mostrar Abstract
  • In a context of population aging and increased life expectancy, investigations into retirement should be frequent. Based on the premise that people, when building their careers, are also buildind their lives, it is of fundamental importance that studies on the career area are concerned about this phase of the career path. From this point of view, the present dissertation proposed an investigation of Latin American scientific production on work and retirement from the perspective of Psychology, through a bibliometric review of the literature (Study 1) and also through the analysis of the psychometric properties of Career Adapta-ability Scale + Cooperation Scale along with older workers, besides examining the explanatory potential of the factors of career adaptability regarding the perception of the future of retirement (Study 2). From the query in the databases SciELO, Google Scholar, Portal de Periódicos CAPES, LILACS, Redalyc e PePSIC, 44 empirical scientific articles were selected for analysis on Study 1. The results showed a growth of publications in the last six years, high concentration of publications by brazilian authors and also greater preference for qualitative studies. For Study 2, an empirical research was conducted with Brazilian workers who were 40 years old or older, regardless of whether they were working or unemployed.  The data were colected through a sociodemographic questionnaire, of Career Adapta-ability Scale + Cooperation Scale (CAAS+C) and from the Perception of the Future of Retirement Scale (EPFA). Descriptive statistical methods were applied, Confirmatory Factor Analysis, internal and correlational consistency analyses, t test, ANOVA and structural equation modelling. The results revealed good factorial structure and internal consistency of the scale and a positive correlation between the concern factor of career adaptability and the health perception fator and perception of the future of general retirement, raising indications that career adaptability can be an important construct for understanding the phenomenon of retirement and its measurement can be useful in retirement preparation programs.

7
  • Lorena Paim Linhares
  • Sistemas de comprometimento em diferentes estágios da carreira: estudo comparativo entre servidores públicos

  • Orientador : ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • DANIELA CAMPOS BAHIA MOSCON
  • LAÉRCIO ANDRÉ GASSEN BALSAN
  • Data: 27/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • O comprometimento é um fenômeno dinâmico e que sofre modificações ao longo do tempo, em conformidade com outros setores da vida. Entretanto, esse fenômeno, composto por múltiplos focos, tende a ser fragmentado para fins de pesquisa e análise. Como alternativa, a Teoria do Sistema de Comprometimento (CST) busca abranger os múltiplos compromissos e fornece ferramentas para compreensão de como eles interagem e se influenciam sistemicamente. Por sua vez, a carreira é considerada um processo social, inerente ao ciclo vital e passível a transformações ao longo do seu desenvolvimento. Nesse sentido, entender com o que os profissionais se comprometem no trabalho e em outras esferas da vida que não o trabalho, nos diferentes estágios de desenvolvimento da carreira, consolida-se como uma questão a ser explorada. A diferença de gênero também se apresenta como aspecto relevante na formação dos sistemas de comprometimento, devido a influência histórica dos fatores socioculturais na atribuição de papéis sociais para homens e mulheres. Diante disso, a presente pesquisa tem o intuito de comparar os sistemas de comprometimentos de servidores públicos em distintas esferas da vida (trabalho e não trabalho), identificando possíveis efeitos da variável de gênero e dos estágios de desenvolvimento da carreira. Foram realizados dois estudos quantitativos e de corte transversal: o primeiro aplicou a análise de redes como estratégia metodológica para análise dos sistemas de comprometimento; e o segundo, descreveu o sistema de comprometimento com diferentes focos do mundo do trabalho e de outras esferas da vida que não o trabalho, comparando as variáveis de gênero e estágios de desenvolvimento da carreira dos servidores públicos. Como resultados, encontrou-se que as tarefas laborais é o foco central dos servidores, sendo que os trabalhadores em estágio de gerenciamento mostram maior interação com os focos da esfera do trabalho, enquanto os profissionais em estágio de desengajamento expressam maior equilíbrio dos compromissos com as duas esferas. Já os servidores do sexo feminino evidenciam maior compromissos entre o domínio do trabalho e com foco família, enquanto servidores do sexo masculino expressam equilíbrio dos compromissos entre os domínios trabalho e não trabalho. Deste modo, conclui-se que a aplicação da análise de redes é uma estratégia metodológica eficiente para apreensão do sistema de comprometimento dos trabalhadores, viabilizando discussões integradas e que abrangem a complexidade do construto.


  • Mostrar Abstract
  • Commitment is a dynamic phenomenon that undergoes changes over time, in line with other sectors of life. However, this phenomenon, composed of multiple foci, tends to be fragmented for research and analysis purposes. Alternatively, Commitment System Theory (CST) seeks to encompass multiple commitments and provide tools for understanding how they interact and affect each other systemically. In turn, the career is considered a social process, inherent to the life cycle and subject to evolution throughout its development. In this sense, understanding what professionals are committed to at work and in other spheres of life other than work, in different career gains, is consolidated as an issue to be explored. Gender difference is also a relevant aspect in the formation of commitment systems, due to the historical influence of sociocultural factors in assigning social roles to men and women. The present research aims to compare the commitment systems in different spheres of the work and life (work and non-work), identifying possible effects of the gender variable and career meanings. Two quantitative and cross-sectional studies were carried out: the first applied network analysis as a methodological strategy for analyzing commitment systems; and the second, described the commitment system to different focuses of work and other spheres of life other than work, comparing the variables of gender and career incidence of civil servants. As a result, it was found that work tasks are the central focus of the workers, with those working in the management stage showing greater interaction with the focuses of the work’s sphere, while professionals in the disengagement stage express a greater balance of commitments with the two spheres. Female workers show greater commitments between the work and family, while male workers express a balance of commitments between the work and non-work domains. In conclusion, the application of network analysis is an efficient methodological strategy for apprehending the workers' commitment system, enabling integrated reflections that cover the complexity of the construct.

8
  • CARLA ALBERGARIA MACHADO
  • FUNÇÕES EXECUTIVAS, ESTILOS E ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM EM UNIVERSITÁRIOS

  • Orientador : THATIANA HELENA DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • CÍNTIA RIBEIRO MARTINS
  • Data: 30/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • A aprendizagem é um processo mental complexo que depende de uma diversidade de fatores para que se efetive (Pozo, 1996). Dessa forma, a interpretação das diferenças encontradas nos alunos durante o processo de aprendizagem e nos resultados alcançados conduziu à conscientização da existência de diferentes estilos de aprendizagem e da sua influência na forma como cada indivíduo compreende a realidade e se apropria e processa as informações de forma a transformá-la em conhecimento (Dunn e Dunn, 1992; Kolb, 1984; Sadler-Smith, 1998). De acordo com a demanda requerida, cada estilo de aprendizagem realiza uma combinação de atividades, também denominadas como estratégias de aprendizagem (Boruchovitch, 1999). As Funções Executivas (FE) são fundamentais para o desempenho de atos complexos e desempenham um papel em todos os processos, visto que, incluem a capacidade de planejar, sequenciar, iniciar e organizar ações, estabelecer prioridades, orientar o comportamento, manter o foco diante da distração, mudar estratégias, e inibir as respostas conforme necessário (Armengol &amp; Moes, 2014). O presente estudo teve como objetivo principal identificar os estilos e estratégias de aprendizagem em universitários e analisar a relação desses constructos com as Funções Executivas. O estudo empírico I buscou analisar os estilos e estratégias de aprendizagem mais utilizados pelos universitários, sendo o estilo acomodador o encontrado com maior frequência (39,58%) representado por alunos que aprendem agindo e sentindo, e uma tendência preferencial no uso das estratégias de autorregulação social (79,5%), ou seja, participantes que tendem a ter ações que promovem a relação com o outro objetivando o próprio aprendizado, como por exemplo, o estudo em grupo. O estudo empírico II propôs analisar a relação entre as Funções executivas com os estilos e estratégias de aprendizagem em universitários, resultando na inexistência de relação estatísticamente significativa entre os constructos.


  • Mostrar Abstract
  • Learning is a complex mental process that depends on a variety of factors to be effective (Pozo,
    1996). In this way, the interpretation of the differences found in the students during the learning

    process and in the results achieved led to the awareness of the existence of different learning
    styles and their influence on the way each individual understands reality and appropriates and
    processes information in a way to transform it into knowledge (Dunn and Dunn, 1992; Kolb,
    1984; Sadler-Smith, 1998). According to the required demand, each learning style performs a
    combination of activities, also called learning strategies (Boruchovitch, 1999). In the learning
    process, self-regulation, internalization and adherence to social norms are essential factors.
    Executive Functions (EF) are fundamental for the performance of complex acts and play a role in
    all processes, since they include the ability to plan, sequence, initiate and organize actions,
    establish priorities, guide behavior, maintain focus on distraction, change strategies, and inhibit
    responses as needed (Armengol &amp; Moes, 2014). The present study aimed to identify learning
    styles and strategies in university students and their relationship with Executive Functions. The
    spiritual study I sought to analyze the styles and learning strategies most used by university
    students, with the accommodating style being the most frequently found (39.58%), represented
    by students who learn by acting and feeling, and a preferential tendency in the use of social self-
    regulation strategies (79.5%), that is, participants who tend to have actions that promote the relationship
    with the other aiming at their own learning, such as group study. The empirical study II proposed to
    analyze the relationship between Executive Functions and learning styles and strategies in
    university students, resulting in the lack of significant difference between the groups, that is, no
    relationship was shown between the constructs.

9
  • LIDIANE BENTO DOURADO RIBEIRO
  • EMPATIA E PERSONALIDADE: UMA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DOS

    MOTORISTAS

  • Orientador : THATIANA HELENA DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • NATÁLIA COSTA SIMÕES
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • Data: 31/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • O trânsito é um contexto dinâmico composto por vias, veículos e pessoas. Entretanto, a maioria
    dos problemas no trânsito, incluindo acidentes, são decorrentes do fator humano. Muitos estudos
    têm sido realizados sobre empatia, personalidade e comportamento, mas não abordando a relação
    entre eles no contexto de mobilidade. Assim, este estudo deu ênfase a estes elementos com o
    intuito de dar maior visibilidade às discussões sobre o trânsito no interior do estado da Bahia e
    contribuir para eventuais intervenções sociais e/ou educativas futuras. Com isso, buscou-se
    analisar a possível relação entre empatia, personalidade e o comportamento de erros, lapsos e
    violações dos condutores habilitados, conhecer o perfil destes sujeitos e buscar possíveis
    diferenças entre sexo, idade, escolaridade e envolvimento em acidentes. Foram utilizados os
    seguintes instrumentos impressos, a saber: o Interpersonal Reactivity Index (IRI); a Escala de
    Personalidade para Motoristas (EPM); o Questionário do Comportamento do Motorista (QCM); e
    um Questionário Sociodemográfico elaborado pela autora. A amostra não probabilística por
    conveniência foi composta por sujeitos habilitados, obedecendo todos os aspectos éticos. Dos 189
    sujeitos, a maioria era do sexo masculino, com média de 38,8 anos, ensino médio completo,
    habilitados para carro e moto (AB), sem histórico de acidente, com alta pró-sociabilidade e
    consideração empática e com mais comportamentos de lapsos que erros e violações. Os
    condutores mais jovens apresentaram mais violação e menos consideração empática quando
    comparado aos condutores mais velhos. Foi verificada correlação negativa entre instabilidade
    emocional e tomada de perspectiva; e entre tomada de perspectiva e consideração empática e o
    fator violação. Houve correlação positiva entre comportamentos de erros, lapsos e violações e os
    fatores instabilidade emocional e busca por sensações. Impulsividade e lapsos também se
    correlacionaram positivamente, e pró-sociabilidade e violações, negativamente, o que sugere que
    as pessoas que mais violam o trânsito são aquelas mais instáveis e que tendem a se colocar menos no lugar dos outros. Os resultados sugerem a necessidade de se intensificar os estudos no contexto do trânsito, principalmente com relação à personalidade (pró-sociabilidade, instabilidade emocional e busca por sensações), aos comportamentos de violações e à empatia.


  • Mostrar Abstract
  • Traffic is a dynamic context composed of roads, vehicles, and people. However, most traffic
    problems, including accidents, arise from the human factor. Many studies have been conducted
    on empathy, personality, and behavior, but not addressing the relationship between them in the
    context of mobility. Thus, this study emphasized these elements in order to give more visibility to
    the discussions about traffic in the interior of the state of Bahia and to contribute to possible
    future social and/or educational interventions. With this, we sought to analyze the possible
    relationship between empathy, personality, and the behavior of errors, lapses, and violations
    among licensed drivers, to know the profile of these subjects, and to look for possible differences
    between sex, age, education, and involvement in accidents. The following printed instruments
    were used, namely: the Interpersonal Reactivity Index (IRI); the Personality Scale for Drivers
    (EPM); the Driver Behavior Questionnaire (QCM); and a Sociodemographic Questionnaire
    prepared by the author. The non-probability convenience sample was composed of qualified
    subjects, obeying all ethical aspects. Of the 189 subjects, most were male, with a mean age of
    38.8 years, complete high school education, licensed for car and motorcycle (AB), with no
    history of accidents, with high pro-sociability and empathic consideration, and with more lapses
    than errors and violations. Younger drivers showed more violation and less empathic
    consideration when compared to older drivers. There was a negative correlation between
    emotional instability and perspective taking; and between perspective taking and empathic
    consideration and the violation factor. There was a positive correlation between error, lapses, and
    violation behaviors and the factors emotional instability and sensation-seeking. Impulsivity and
    lapses also correlated positively, and pro-sociability and violations negatively, suggesting that
    people who violate traffic the most are those who are more unstable and who tend to put
    themselves less in the place of others. The results suggest the need to intensify studies in the context of traffic, especially with regard to personality (pro-sociability, emotional instability, and sensation-seeking), rape behaviors, and empathy.

10
  • LUCAS CARMO DA SILVA
  • DESENVOLVIMENTO E NEUROCIÊNCIAS: CRIAÇÃO E VALIDAÇÃO DO TESTE DE COGNIÇÃO ÉTICO-MORAL PARA

    CRIANÇAS

  • Orientador : THATIANA HELENA DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • LISANDRA BORGES VIEIRA LIMA
  • Data: 26/05/2023

  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento moral compõe uma ampla gama de habilidades sociais
    estudadas pela Neuropsicologia contemporânea. No entanto, autores de diversas épocas
    apontam inconsistências das pesquisas devido ao não ordenamento do vocabulário e dos
    métodos de avaliação dessas habilidades. Por isso, uma revisão de literatura e proposta
    de mini modelo teórico do Desenvolvimento Moral foi desenvolvido a partir de outros
    modelos reconhecidos do estudo da cognição social como o SIP-MDM e o SOCIAL
    (Estudo 1). Esse mini modelo, nomeado de Cognição Ético-Moral subsidia a construção
    e seleção de itens de um novo instrumento baseado em princípios como familiaridade,
    resposta em primeira pessoa, multiculturalismo, paridade de gênero, suporte verbal
    mínimo, compreensibilidade e engajamento. Essa nova medida apresentou, desde a
    seleção dos itens por escrito até a tarefa final ilustrada, bons níveis desses critérios, e
    bons feedbacks de especialistas na área (Estudo 2). Essa seleção de itens deverá ser
    confirmada ou transformada por estudos com amostras maiores e mais diversas como
    crianças de outras culturas e de desenvolvimento atípico, afim de que se amplie sua
    relevância na prática profissional do Psicólogo.


  • Mostrar Abstract
  • Moral development comprises a wide range of social skills studied by contemporary
    Neuropsychology. However, authors from different eras point to inconsistencies in the
    research due to the non-ordering of vocabulary and assessment methods for these skills.
    Therefore, a literature review and proposal of a mini theoretical model of Moral
    Development was developed based on other recognized models of the study of social
    cognition such as SIP-MDM and SOCIAL (Study 1). This mini model, named Ethical-
    Moral Cognition, subsidizes the construction and selection of items for a new
    instrument based on principles such as familiarity, first-person response,
    multiculturalism, gender parity, minimal verbal support, comprehensibility and
    engagement. This new measure showed, from the selection of items in writing to the
    final illustrated task, good levels of these criteria, and good feedback from specialists in
    the area (Study 2). This selection of items should be confirmed or transformed by
    studies with larger and more diverse samples, such as children from other cultures and
    with atypical development, in order to increase its relevance in the professional practice
    of the Psychologist.

11
  • ANDRESSA MAYARA SILVA SOUZA
  • EXPERIÊNCIAS DE LUTO NÃO RECONHECIDO: O QUE SE OPERA ENTRE PERDA E PRECARIEDADE

  • Orientador : SUELY AIRES PONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SUELY AIRES PONTES
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • LAURO BALDINI
  • Data: 29/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa tem como objeto de investigação o luto, utilizando como aporte teórico a teoria psicanalítica em articulação com a filosofia política de Judith Butler. Partindo da noção butleriana de vidas não passíveis de luto, foi elaborada como problema de pesquisa a seguinte questão: como se caracteriza a experiência subjetiva do trabalho do luto para aqueles que sofrem pela perda de vidas socialmente não passíveis de luto? Os pressupostos que possibilitaram a formulação desta questão serão discutidos na introdução deste trabalho, a saber: 1) o reconhecimento e afirmação da indissociabilidade entre dimensão singular e coletiva da subjetividade na perspectiva psicanalítica; 2) o modo como essa indissociabilidade se apresenta no ensaio freudiano Luto e Melancolia (1917), uma das principais referências neste projeto; e 3) a articulação feita, a partir disso, entre a psicanálise e a filosofia, para pensarmos o luto enquanto uma categoria política. A partir desses pontos, serão apresentados os objetivos da pesquisa seguidos da justificativa. Do ponto de vista da abordagem do problema de pesquisa e dos objetivos a serem apresentados, propõe-se a realização de uma pesquisa exploratória de caráter qualitativo, operacionalizada através da realização de entrevistas semiestruturadas, discutidas em diálogo com a revisão bibliográfica sobre o tema. Foram tomados como base os estudos sobre o luto, especificamente, em casos de perdas decorrentes da violência de Estado. A produção de dados foi feita através dos registros das entrevistas e diários de campo tendo como participantes da pesquisa mães cujos filhos tenham sido vítimas da violência de Estado. Os resultados encontrados nos relatos nos permitem defender que, dentre suas várias faces, a violência de Estado se expressa pela ausência de reconhecimento de algumas vidas (e se alicerça no não reconhecimento), o que produz efeitos no modo como os lutos serão vivenciados. Destacamos que as diferentes modalidades de enquadramento de algumas vidas podem produzir, como consequência, lutos característicos: produção da culpa, dificuldades na elaboração e na simbolização dos afetos sentidos. A apresentação de cada relato objetiva defender os testemunhos por uma dupla função destes: elaborar a perda e denunciar a violência que nestes se observa. Por fim, aposta-se, na possibilidade de que este estudo contribua para ampliar as discussões em torno do tema e das construções não só teóricas, mas clínicas, no acolhimento, no manejo e na escuta subjetiva do trabalho do luto.


  • Mostrar Abstract
  • This research has grief as its object of investigation, using psychoanalytic theory in articulation with Judith Butler's political philosophy as a theoretical contribution. Starting from the Butlerian notion of non-grievable lives, the following question was elaborated as a research problem: how is the subjective experience of the work of mourning characterized for those who suffer from the loss of socially non-grievable lives? The assumptions that enabled the formulation of this question will be discussed in the introduction to this work, namely: 1) the recognition and affirmation of the indissociability between the singular and collective dimensions of subjectivity in the psychoanalytic perspective; 2) the way in which this indissociability is presented in the Freudian essay Mourning and Melancholy (1917), one of the main references in this project; and 3) the articulation made, from this, between psychoanalysis and philosophy, to think about mourning as a political category. From these points, the research objectives will be presented followed by the justification. From the point of view of approaching the research problem and the objectives to be presented, it is proposed to carry out an exploratory research of a qualitative nature, operationalized through semi-structured interviews, discussed in dialogue with the bibliographic review on the subject. Studies on mourning will be taken as a basis, specifically in cases of losses resulting from state violence. Data production will be done through the records of interviews and field diaries, with mothers whose children have been victims of state violence as participants in the research. The results found in the reports allow us to defend the way in which State violence is expressed not only in the lack of recognition of some lives (and is based on non-recognition) but also produces effects in the way mourning will be experienced. We emphasize that the different framing modalities of some lives can produce, as a consequence, characteristic mourning: production of guilt, difficulties in the elaboration and symbolization of felt affections. Finally, the presentation of each narrative aims to defend the testimonies for their dual function: to elaborate the loss, to denounce the violence that is observed in these. We bet on the possibility that this study will contribute to broaden the discussions around the theme and not only theoretical constructions, but clinical ones, in the reception, in the management and in the subjective listening of the work of mourning. 

12
  • Paula Rodrigues Doria da Cruz
  • Preditores do comprometimento organizacional ao longo do tempo: o papel da propensão ao vínculo e da avaliação das políticas de gestão de pessoas

  • Orientador : ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • JANICE APARECIDA JANISSEK
  • VÂNIA MEDIANEIRA FLORES COSTA
  • Data: 08/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Na presente pesquisa, o comprometimento organizacional é tratado como um vínculo unidimensional que une o indivíduo à organização devido ao compartilhamento tanto de valores quanto de objetivos. É um construto que medeia comportamentos de contribuição ativa que direcionam o indivíduo ao atingimento dos resultados organizacionais. A propensão a se comprometer com a organização é um conceito novo e com poucas pesquisas realizadas até então. Ele busca analisar fatores que aumentam ou diminuem a probabilidade de o trabalhador vir a se comprometer ou não a sua organização empregadora. Objetivo: Analisar o valor preditivo da propensão ao comprometimento organizacional sobre a permanência e a intensidade do comprometimento organizacional estabelecidos, em um curto prazo e no longo prazo (sete anos após a admissão dos trabalhadores) considerando o efeito das políticas de gestão de pessoas, como possível moderador da relação propensão e vínculo de comprometimento na organização. Método: Trata-se de um estudo quantitativo, longitudinal, envolvendo a aplicação de um questionário estruturado em três momentos; a Fase 1 ocorreu a primeira coleta em 2015-2016 configurando o tempo 1 e 2 (T1-T2). Já a Fase 2, ocorreu a terceira coleta realizada em 2022 (T3), com os mesmos indivíduos participantes da Fase 1. Na presente fase, foram também analisados os motivos apontados por servidores que, ao longo desses anos se desligaram da organização. Resultados: Os resultados encontrados apontam que a propensão ao comprometimento tem poder preditivo sobre o comprometimento no curto prazo (T1 e T2 da pesquisa); no entanto esse poder diminuiu no tempo T3. No longo prazo, variáveis contextuais representadas pelas práticas e políticas de gestão de pessoas exercem maior influência sobre o comprometimento organizacional do servidor. Conclusão: No caso estudado, verificou-se que os níveis de comprometimento decrescem com a passagem do tempo, diminuindo o poder explicativo da propensão mensurada no ingresso na organização e revelando que a forma como as políticas e práticas de gestão de pessoas são implementadas pela Organização se torna o principal fator explicativo do comprometimento organizacional. Os indivíduos ao entrarem na organização já possuem uma tendência a desenvolver determinado vínculo, em um curto prazo. Essa tendência é determinante da vinculação futura estabelecida a partir do seu ingresso, a qual pode afetar a sua adaptação ao novo emprego, bem como seu desempenho no ambiente de trabalho. Já no longo prazo, sugere-se a interferência de outras variáveis que se sobrepõem a propensão a se comprometer. Ademais, ao longo do tempo, o comprometimento diminui sofrendo influências de algumas práticas e políticas de gestão de pessoas, principalmente no que se refere a dimensão de Envolvimento, na qual cria um vínculo afetivo com seus colaboradores. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: In this research, organizational commitment is treated as a onedimensional link that unites the individual to the organization due to the sharing of both values and objectives. It is a construct that mediates active contribution behaviors that direct the individual to achieve organizational results. The propensity to commit to the organization is a new concept with little research done so far. It seeks to analyze factors that increase or decrease the probability of the worker committing himself or not to his employing organization. Objective: To analyze the predictive value of the propensity for organizational commitment on the permanence and intensity of established organizational commitment, in a short term and in the long term (seven years after hiring workers) considering the effect of people management policies, such as possible moderator of the relationship propensity and bond of commitment in the organization. Method: This is a quantitative, longitudinal study, involving the application of a structured questionnaire in three moments; Phase 1 took place the first collection in 2015-2016 setting time 1 and 2 (T1-T2). In Phase 2, the third collection was carried out in 2022 (T3), with the same individuals participating in Phase 1. In this phase, the reasons given by public servants who, over these years, left the organization were also analyzed. Results: The results found indicate that the propensity to commitment has predictive power over commitment in the short term (T1 and T2 of the research); however, this power diminished in time T3. In the long term, contextual variables represented by people management practices and policies exert greater influence on the employee's organizational commitment. Conclusion: In the case studied, it was verified that the levels of commitment decrease with the passage of time, reducing the explanatory power of the propensity measured when joining the organization and revealing that the way in which people management policies and practices are implemented by the Organization becomes the main explanatory factor of organizational commitment. When individuals enter the organization, they already have a tendency to develop a certain bond in the short term. This tendency is determinant of the future link established from their entry, which may affect their adaptation to the new job, as well as their performance in the work environment. In the long term, the interference of other variables that overlap the propensity to commit is suggested. In addition, over time, commitment decreases, influenced by some people management practices and policies, especially with regard to the Involvement dimension, in which it creates an affective bond with its employees.

13
  • Rafaella Bitencourt Costa
  • AUTOPERCEPÇÕES DE “SER SURDO” NO CONTEXTO UNIVERSITÁRIO

  • Orientador : ELZA MARIA TECHIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA RAQUEL ROSAS TORRES
  • ELZA MARIA TECHIO
  • YURI SA OLIVEIRA SOUSA
  • Data: 16/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Historicamente, os surdos são uma categoria que é minoria social em relação aos ouvintes, sendo mais vulneráveis à atribuição de estereótipos negativos, com viés capacitista, e consequente preconceito e discriminação. Essas representações influenciam a formação do autoconceito do indivíduo a partir da consciência de pertença categorial. O presente estudo tem o objetivo de analisar através do ponto de vista das próprias pessoas surdas a identidade social a partir da auto-categorização, bem como, investigar as relações existentes entre a identidade da pessoa surda, e a estrutura social, composta por indivíduos que apresentam inúmeras dificuldades para se relacionar com as diferenças, estabelecendo barreiras - físicas e sociais. Partindo da crença de que a identidade social é construída nas interações sociais realizou-se cinco entrevistas narrativas episódicas com surdos, dois homens e três mulheres cujo objetivo foi mapear a trajetória e tomada de consciência da pertença grupal, e por conseguinte a identidade social de surdo. As entrevistas foram realizadas de forma online, devido ao momento da pandemia mundial da Covid-19, que exigiu distanciamento social. A análise das entrevistas foi feita através do método de Análise Temática, em que foram observados aspectos relevantes envolvidos no processo de construção da identidade social surda: os contextos em que a pessoa está inserida, o efeito da estrutura social majoritariamente ouvinte e os efeitos do capacitismo. Dentre os principais achados, a língua brasileira de sinais - LIBRAS - foi considerada um elemento central para a construção da identidade social surda. Também foi observado que atitudes preconceituosas e capacitistas estão associadas à identidade social negativa, e influenciam na autoconfiança das pessoas surdas, gerando sentimentos de preocupação diante de suas realidades e incidindo em diferentes estratégias individuais e coletivas de enfrentamento.


  • Mostrar Abstract
  • Historically, the deaf have been a social minority compared to the hearing population, being more vulnerable to the assignment of negative stereotypes with ableist bias, and consequently, facing prejudice and discrimination. These representations influence the formation of the individual's self-concept from the awareness of categorical belonging. The present study aims to analyze through the point of view of deaf people themselves their social identity from self-categorization, as well as to investigate the existing relationships between the identity of the deaf person and the surrounding social structure, which is made up of individuals who have many difficulties to relate to the different and therefore establish physical and social barriers. According to the belief that social interactions construct social identity, five episodic narrative interviews were conducted with deaf people (two men and three women), aiming to map the trajectory and awareness of group belonging and, therefore, the social identity of deaf people. The interviews were conducted online due to the global COVID-19 pandemic, which required social distancing. They were analyzed using the Thematic Analysis Method to observe relevant aspects involved in creating deaf social identity: the contexts in which the person is inserted, the effect of the mostly hearing social structure, and the effects of ableism. Among the main findings, the Brazilian sign language – LIBRAS – was considered a central element for creating deaf social identity. It was also observed that prejudiced and ableist attitudes are associated with a negative social identity, and influence the self-confidence of deaf people, generating concern about their realities and affecting different individual and collective coping strategies.

14
  • Mariana de Oliveira Pinheiro
  • Mulheres negras, self e violência sexual: estratégias de enfrentamento interseccionais em perspectiva

  • Orientador : VANIA NORA BUSTAMANTE DEJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JEANE SASKYA CAMPOS TAVARES
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • VANIA NORA BUSTAMANTE DEJO
  • Data: 25/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • A violência sexual representa um grave problema de saúde pública e que afetamajoritarimente o público de mulheres negras (pretas e pardas). Essa dissertaçãotevecomo objetivo compreender e analisar as dinâmicas do self de mulheres negras emsituação de violência sexual tendidas em um serviço de assistência especializadoemem Salvador (Bahia). Para tanto, se propôs a descrever o perfil de mulheres queaderem ao acompanhamento multiprofissional em decorrência de uma situaçãodeviolência sexual, analisar as narrativas daquelas que se autodeclaramcomo negras, considerando as posições do seu self, perceber quais os atravessamentos interseccionais que perpassam o este self antes e após a situação de violênciaeobservar quais as estratégias e recursos por elas acessados e como estes podemseassociar ao processo de enfrentamento da violência e nas concepções de si mesmas. Para tanto, à luz da Teoria do Self Dialógico, da Psicologia Cultural Semiótica, doconceito de Interseccionalidade e outras contribuições do Feminismo NegroeDecolonial, foi realizado um levantamento bibliográfico de produções acerca datemática e realizada uma pesquisa empírica, por meio da análise de prontuários e deentrevistas narrativas com sete mulheres autodeclaradas como negras, adultas eusuárias de um Serviço de Acolhimento a Mulheres em Situação de Violência Sexual em Salvador (Bahia). Os resultados foram apresentados em três artigos científicos, noqual o primeiro, intitulado “Perfil das usuárias de um serviço de saúde especializadoem violência sexual antes e durante a pandemia de COVID-19”, através de umestudoquantitativo-documental, comparou o perfil sociodemográfico das usuárias do Serviçode Saúde Especializado em Violência Sexual e as características da violência sexual antes e durante a pandemia de COVID-19. O segundo, que temcomo título“Violência sexual por parceiro íntimo e o self sob uma ótica interseccional: estudodecaso”, utilizando um estudo de caso idiográfico com uma usuária do Serviço, buscoucompreender os Campos Afetivos-Semióticos e dinâmicas do self de mulheres negras em situação de violência sexual por parceiro íntimo. O terceiro artigo, “Encruzilhadas na assistência a mulheres negras em situação de violência sexual”, por meio de umestudo qualitativo e da construção de categorias a partir da proposta categorial- conteúdo de análise, identificou os desafios e possibilidades na assistência a mulheres negras em situação de violência sexual a partir de uma análise interseccional esemiótica, através da realização de entrevistas narrativas com usuárias do Serviço. Foi constatada a importância da consideração da violência sexual enquanto umproblemade saúde pública, indissociável do contexto social, político, econômico e frutodas desigualdades de gênero, raça e classe. Os resultados dos três artigos evidenciamanecessidade da construção de políticas públicas ancoradas neste entendimentoeatransformação da ótica e organização social visando a diminuição dos índices demulheres negras atingidas pela violência, tomando como referência a teoria emetodologia interseccional. Concomitante a isso, foi evidenciada a importância daconstante qualificação da assistência diante de situações de violência sexual e daconsideração das especificidades e singularidades do público majoritariamenteafetado por estas violências - as mulheres negras.


  • Mostrar Abstract
  • Sexual violence represents a serious public health problem that affects mostly blackwomen (black and brown). This dissertation aimed to understand and analyze thedynamics of the self of black women in situations of sexual violence who are assistedin a specialized assistance service in sexual violence in Salvador (Bahia). To this end, it proposed to describe the profile of women who adhere to multidisciplinary follow- up as a result of a situation of sexual violence, to analyze the narratives of blackwomen in situations of sexual violence considering the positions of their self, toperceive which repositioning and crossings intersectional aspects that pervade the self of black women in situations of sexual violence before and after the situationof violence and observe which strategies and resources are accessed by black womeninsituations of sexual violence, assisted by a specialized service, and howthese canbeassociated with the process coping with violence and in their conceptions of themselves. To this end, in the light of the Theory of the Dialogical Self, SemioticCultural Psychology, the concept of Intersectionality and other contributions fromBlack and Decolonial Feminism, a bibliographic survey of productions on the subject was carried out and empirical research was carried out, through the analysis of medical records and of narrative interviews with seven adult black women who useaReception Service for Women in Situation of Sexual Violence in Salvador (Bahia). The results were presented in three scientific articles, in which the first, entitled“Profile of users of a health service specialized in sexual violence before and duringthe COVID-19 pandemic”, through a quantitative-documentary study, comparedtheprofile sociodemographic profile of users of the Health Service Specialized in Sexual Violence and the characteristics of sexual violence before and during the COVID-19pandemic. The second, which is entitled “Sexual violence by an intimate partner andthe self from an intersectional perspective: case study”, using an idiographic casestudy with a user of the Service, sought to understand the Semiotic Affective Fields and dynamics of the self of women black women in situations of sexual violence byan intimate partner. The third article, “Crossroads in the assistance to black womeninsituations of sexual violence”, through a qualitative study and the construction of categories from the categorical-content analysis proposal, identified the challenges and possibilities in the assistance to black women in situation of sexual violencebased on an intersectional and semiotic analysis, through narrative interviews withusers of the Service. It was verified the importance of considering sexual violence as apublic health problem, inseparable from the social, political, economic context andtheresult of gender, race and class inequalities. The results show the need to build publicpolicies anchored in this understanding and the transformation of the perspective andsocial organization aimed at reducing the rates of black women affected by violence, taking intersectional theory and methodology as a reference. Concomitantly withthis, the importance of constantly qualifying assistance in situations of sexual violence andconsidering the specificities and singularities of the public most affected bythis violence - black women - was highlighted.

15
  • Andréia da Cruz Oliveira
  • “EU ACREDITO QUE AQUI NINGUÉM FAZ ESSE TIPO DE COISA, AQUI A GENTE É MUITO BEM TRATADO”: UM ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DO RACISMO ENTRE USUÁRIOS E USUÁRIAS DO SISTEMA DE JUSTIÇA NA CIDADE DE SALVADOR, BAHIA

  • Orientador : MARCOS EMANOEL PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • Gilcimar Santos Dantas
  • MARCOS EMANOEL PEREIRA
  • YURI SA OLIVEIRA SOUSA
  • Data: 28/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo teve como objetivo comparar as crenças das pessoas com diferentes perfis raciais, atendidas em um órgão do Sistema de Justiça da cidade de Salvador/Bahia, sobre a percepção da discriminação racial e sobre a influência da Crença no Mundo Justo na legitimação do racismo institucional. O Ministério Público, órgão responsável pela defesa do estado democrático de direito, imbuído na defesa das populações mais vulnerabilizadas, reproduz práticas racistas cotidianamente que resultam em injustiças e desvantagens para o grupo negro. A Crença no Mundo Justo tem se mostrado uma variável psicológica poderosa para legitimação do sistema e da apatia social. Assim como a confiança institucional tem se revelado um importante construto para entender os mecanismos de manutenção das hierarquias em sociedades desiguais como a brasileira. Nesse sentido, optamos por investigar como usuários e usuárias do Ministério Público do Estado da Bahia percebem a discriminação racial na instituição por meio de uma perspectiva integradora das teorias da Psicologia Social. Participaram desta pesquisa 98 pessoas que haviam sido atendidas pelos menos uma vez na instituição. Os resultados demonstraram que, de modo geral, os participantes apresentaram pouca percepção sobre a discriminação racial na instituição. Além disso, as análises demonstram que não houve diferença significativa na percepção da discriminação de participantes pretos, pardos e brancos. Um modelo de regressão linear múltipla evidenciou que as variáveis qualidade do atendimento geral, ensino fundamental e mulher podem prever a percepção da discriminação. Identificamos também que pessoas com forte crença no mundo justo pessoal perceberam menos a discriminação contra o grupo negro, enquanto a confiança no Ministério Público foi influenciada pela crença no mundo justo global. Não identificamos influência da crença no mundo justo na relação entre satisfação do atendimento e percepção da discriminação, como havíamos previsto. De maneira geral, as análises demonstraram que a qualidade do atendimento se mostrou uma variável poderosa na percepção do racismo institucional no Ministério Público. Os achados globais deste estudo reafirmam a complexidade da manifestação do racismo, especialmente em instituições que preconizam os princípios igualitários, democráticos e antidiscriminatórios. Dessa maneira, podemos inferir que o bom atendimento recebido pela população associado com outras crenças legitimadoras, sem a adoção de uma política institucional antirracista que promova mudanças profundas na cultura organizacional, funcionará como mais um mecanismo de docilização social.


  • Mostrar Abstract
  • This study aims at comparing the beliefs of people with different racial features, who are assisted by an institution of the Justice System in the city of Salvador/Bahia, regarding the perception of racial discrimination and the influence of the Belief in a Just World theory on the legitimization of institutional racism. The Public Ministry, the institution responsible for upholding the democratic rule of law and committed to defending the most vulnerable populations, routinely perpetuates racist practices that lead to injustices and disadvantages for the Black community. The Belief in a Just World theory has proven to be a powerful psychological variable for legitimizing the system and social apathy. Similarly, institutional trust has emerged as an important construct for understanding the mechanisms for maitaining hierarchies in unequal societies like Brazil. In this sense, I chose to investigate how costumers of the Public Ministry of the State of Bahia perceive racial discrimination in the institution through an integrative perspective of Social Psychology theories. A total of 98 people who had been served by the institution at least once took part in this research. In general, the results showed that the participants had a low perception of racial discrimination within the institution. Furthermore, the analyses demonstrate that there was no significant difference in the perception of discrimination among black, mixed-race, and white participants. A multiple linear regression model showed that the variables "overall service quality," "elementary education", and "woman" can predict the perception of discrimination. I also identified that people with a strong belief in a “personal just world” perceived less discrimination against the Black community, while the “trust in the Public Ministry” was influenced by the “belief in a global just world”. I did not identify any influence of the “belief in a just world” on the relationship between satisfaction with the service and the perception of discrimination, as it was predicted. In general, the analyses demonstrated that the quality of customer service proved to be a powerful variable for the perception of institutional racism within the Public Ministry. The overall findings of this study reaffirm the complexity of the manifestation of racism, especially in institutions that advocate for egalitarian, democratic and anti-discriminatory principles. Therefore, I can infer that the good costumer service, when combined with other legitimizing beliefs, without the adoption of an anti-racist institutional policy that promotes profound changes in the organizational culture, will function as yet another mechanism of social docilization.

16
  • Dhiego Alves França
  • "MARCHA, SOLDADO, CABEÇA DE PAPEL": REPRODUÇÃO INTERPRETATIVA E CULTURA DE PARES NAS BRINCADEIRAS DE CRIANÇAS EM UMA VILA MILITAR

  • Orientador : ILKA DIAS BICHARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILKA DIAS BICHARA
  • FABRICIO DE SOUZA
  • SHINIATA ALVAIA DE MENEZES
  • Data: 18/10/2023

  • Mostrar Resumo
  • A brincadeira é um sistema comportamental presente em diversas espécies animais e em todos os mamíferos, incluindo aqui a espécie humana, que é aquela que mais brinca e por mais tempo. A brincadeira parece ter sido selecionada na história filogenética do homo sapiens devido à sua relevância para o desenvolvimento de flexibilização comportamental a fim de lidar com tecnologias e com uma estrutura social complexa. Do ponto de vista ontogenético, a brincadeira parece também ter relevância, pois está associada a benefícios imediatos – e também a médio e longo prazos – em diversas esferas do desenvolvimento: física, cognitiva, emocional, sociorrelacional e cultural. Sobre essa última, é sabido que a brincadeira catalisa a inserção e integração da criança ao ambiente sociocultural a que pertence, promovendo maior domínio das regras deste grupo social, das normas e dos valores prevalentes, pois, ao brincar, a criança cria uma representação lúdica do ambiente adulto. Não obstante, por meio da brincadeira, a criança não apenas introjeta regras e papéis sociais da macro cultura na qual se insere; ela também reinterpreta/ressignifica, de forma ativa e inovadora, tais elementos, fenômeno chamado de Reprodução Interpretativa, e, partir desse processo, cria cultura, a micro cultura do grupo de brinquedo, e transmite essas inovações culturais, horizontalmente, aos seus pares (Cultura de Pares) pela via lúdica. Devido à imbricada relação desenvolvimento humano-contexto, diversas pesquisas têm sido levadas a cabo buscando explorar e entender tal temática, inclusive por meio dos estudos sobre brincadeiras. A literatura sobre o tema já contempla investigações produzidas nos mais diversos contextos e com populações muito variadas: zonas urbanas/rurais, capitais/interiores, em ambientes externos (como ruas) ou internos (como playgrounds), com populações indígenas, quilombolas, com crianças das mais diversas idades, gêneros, com brincadeiras tradicionais ou eletrônicas. O ambiente militar, entretanto, segue pouco explorado, embora seja um contexto relevante por suas idiossincrasias. O objetivo do estudo, portanto, foi investigar se e como crianças residentes em uma vila militar da Marinha do Brasil, durante suas brincadeiras sociais, assimilam e ressignificam a cultura militar na construção de suas culturas lúdicas, do quê e como brincam, como interagem com seus pares e com seu ambiente cultural e quais as características de suas culturas de pares. Para tanto, a pesquisa foi conduzida em duas fases, ambas na Vila Naval da Barragem (VNB). Na fase 01, foram observados e registrados 40 episódios de brincadeiras de diversas categorias, em ambientes abertos da VNB, conduzidas de forma livre e sem interferência adulta. Na fase 02, foram entrevistadas 17 crianças, que eram convidadas a expressar seu ponto de vista acerca dos fenômenos em pauta. Participaram do estudo, crianças entre 4 e 10 anos. Em termos de delineamento, trata-se de pesquisa exploratória e descritiva, de abordagem qualitativa. Por meio da integração dos dados das duas fases do estudo, foram discutidas três categorias temáticas: Brincadeiras e Gênero; A transmissão da cultura lúdica na VNB; As simbologias navais nas brincadeiras. Ademais, caracterizaram-se os brincantes e também a VNB enquanto contexto de desenvolvimento. A pesquisa foi conduzida articulando elementos da Psicologia Evolucionista do Desenvolvimento, da Psicologia Sócio-Histórica e da Sociologia da Infância. Os resultados sugerem: predomínio de brincadeiras e jogos com regras/brincadeiras tradicionais em contexto de rua, em grupos não-coetâneos e variados em gênero, com forte protagonismo feminino; tendência a transmissibilidade cultural horizontal entre as crianças; pouca presença explícita de simbologias navais nas brincadeiras, mas claramente ressignificadas, quando evidenciadas.


  • Mostrar Abstract
  • Play is a behavioral system present in a diversity of animal species and in all mammals, including the human species, which is the one that plays most and for the longest time. Play seems to have been selected in the phylogenetic history of the homo sapiens due to its relevance in the development of behavioral flexibilization to collaborate with technologies, such as with a complex social structure. From an ontogenetic point of view, the play also seems to have relevance, because it is associated with immediate benefits - but also has medium and long-term benefits – in diverse spheres of development: physical, cognitive, emotional, socio-relational, and cultural. About this last one, it is known that play catalyzes the insertion and integration of the child into the sociocultural environment to which it belongs, promoting major dominance of the rules of that social group, of the prevalent standards and values, because, by playing, the child creates a ludic representation of the adult environment. However, through the play, the child does not only introject rules and social roles of the macro-culture to which it belongs, but it also reinterprets/re-signifies such elements, in an active and innovative form, phenomena called Interpretative Reproduction, and, from this process on, creates culture, the micro-culture of the play group and transmits these cultural innovations, horizontally, to its peers (Peer Culture) in a ludic way. Due to the imbricate relation between human development- context, diverse research has been conducted trying to explore and understand this kind of theme, even through the study of play. The literature on the theme includes investigations produced in the most diverse contexts and with very diverse populations: urban/rural zones, capital/interiors, external environments (such as streets) or intern (such as playgrounds), with indigenous populations, maroons (quilombolas), with children of the most diverse ages, genders, with traditional or electronic plays. The military environment, however, continues to be very little explored, although it is a relevant context for its idiosyncrasies. The goal of the study was to investigate and see if and how children, residents of a Marine town in Brazil, assimilate and re-signify during their social playing, a military culture in the construction of their ludic cultures, how and what they play, how they interact with their peers and with their cultural environment and which are the characteristics of their peer culture. The research was conducted in two phases, both in Vila Naval da Barragem (VNB). In phase 01, 40 episodes of play of diverse categories were observed and registered, in open environments of VNB, conducted in a free manner and without adult interference. In phase 02, 17 children were interviewed and were invited to express their point of view about the phenomena in question. Children aged between 4 and 10 participated in the study. In terms of delineation, we are talking about exploratory and descriptive research, of qualitative approach. By integrating the data of the two phases, three thematic categories were discussed: Play and Gender; the transmission of ludic culture at VNB; the naval symbology in games. Furthermore, the players are characterized and the VNB are characterized as development context. The research was conducted articulating elements of Evolutionary Developmental Psychology, Socio-Historical Psychology, and Sociology of Childhood. The results demonstrate a predominance of games and playful activities with traditional rules in the street context in non-coeval groups and varied in gender with strong feminine protagonism, a tendency to horizontal cultural transmissibility among children, barely any explicit presence of naval symbology in play but clearly re-signified when evidenced.

17
  • JAMILLY KERLEY COELHO NASCIMENTO JANUNZI
  • PSICOSE E LAÇO SOCIAL: IMPASSES NA DIREÇÃO DO TRATAMENTO 

     
  • Orientador : ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • SUELY AIRES PONTES
  • ROGÉRIO PAES HENRIQUES
  • Data: 27/11/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa surge a partir da experiência de estágio em saúde mental, orientada pela teoria psicanalítica. Nesse contexto, foi possível perceber impasses entre o laço social na psicose e a direção do tratamento, uma vez que a posição dos sujeitos era desconsiderada ou mesma foracluída pela equipe clínica. Desse modo, surge a pergunta norteadora: como a oferta de uma escuta sustentada pela clínica, que dá voz ao sujeito, em psicanálise, interfere no reposicionamento do sujeito no laço social? A partir da construção de um caso clínico, a clínica do sujeito aparece como uma ferramenta de pesquisa na qual a experiência de trabalho no contexto da saúde mental pode contemplar não apenas aspectos descritivos da sua realidade, mas favorecer o surgimento de elementos que situam os discursos e a direção do tratamento na psicose. Para alcançar a problemática, o objetivo geral deste trabalho é investigar, a partir de um caso clínico, o papel da clínica psicanalítica na modalização dos impasses da psicose e o laço social. Como objetivos específicos foram propostos: 1) Identificar o lugar da clínica no tratamento dos impasses da psicose e o laço social; 2) Examinar, com base nas teorias de Freud e Lacan, as particularidades no manejo da psicose diante da posição do sujeito com a linguagem; 3) Investigar o manejo da transferência na psicose e seus desdobramentos no laço social, e 4) Discutir, a partir do caso clínico, como o manejo do gozo incide sobre o laço social na psicose. Este trabalho justifica-se na medida em que a temática sobre a direção do tratamento da psicose e seus impasses ante o laço social continuam circulando nos mais diversos campos dos saberes e, no que tange à psicanálise, a teoria dos discursos de Jacques Lacan pode trazer contribuições importantes que evitem a foraclusão do sujeito operada por outras áreas. Além disso, ao pensar como as práticas profissionais são norteadas, ainda que em tempos de reforma, pode-se perceber como o discurso manicomial e medicalizante ainda se mostra como tendência dominante. Assim, a psicanálise com sua ética pode convocar à problematização e propor saídas pautadas na clínica do sujeito a partir do manejo da relação transferencial na psicose, que visa conter o gozo intrusivo do Outro, evidenciado nos fenômenos elementares da psicose, tais como os delírios e alucinações.


  • Mostrar Abstract
  • This research arises from the experience of an internship in mental health, guided by the psychoanalytic theory. In this context, it was possible to perceive obstacles between the social bond in the psychosis and the direction of treatment, since the subjects' position was disregarded or even foreclosured by the clinical team. Thus, the guiding question arises: how does the provision of listening supported by the clinic that gives voice to the subject, in psychoanalysis, interfere with the repositioning of the subject in the social bond? From the construction of a clinical case, the subject's clinic appears as a research tool in which the work experience in the context of mental health can contemplate not only descriptive aspects of their reality, but favors the emergence of elements that situate the discourses and the direction of treatment in psychosis. To address the issue, the general objective of this work is to investigate, based on a clinical case, the role of the psychoanalytic clinic in the modalization of the obstacles of the psychosis and the social bond. The specific objectives will be proposed: 1) Identify the place of the clinic in treating the obstacles of psychosis and the social bond; 2) Examine, based on the theories of Freud and Lacan, the particularities in the management of psychosis in view of the subject's position with the language; 3) Investigate the management of transference in psychosis and its consequences in the social bond, and 4) Discuss, based on the clinical case, how the management of enjoyment affects the social bond in psychosis. This work is justified insofar as the theme regarding the direction of the treatment of psychosis and its obstacles in the face of the social bond continue to circulate in the most diverse fields of knowledge and, with regard to psychoanalysis, Jacques Lacan's theory of discourses can bring important contributions that avoid the foreclosure of the subject operated by other areas. Furthermore, when thinking about how professional practices are guided, even in times of reform, one can see how the asylum and medicalizing discourse still appears as a dominant trend. Thus, psychoanalysis with its ethics can call for problematization and propose solutions based on the subject's clinic based on the management of the transference relationship in psychosis, which aims to contain the intrusive enjoyment of the Other, evidenced in the elementary phenomena of psychosis, such as delusions and hallucinations. 

18
  • MICHELE DAMÁSIO DE JESUS
  • Pesquisando o cotidiano das baianas de acarajé em praias turísticas de Salvador-BA: trabalho, resistência e sucessão 

  • Orientador : JULIANA APARECIDA DE OLIVEIRA CAMILO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIELE ALMEIDA DUARTE
  • JULIANA APARECIDA DE OLIVEIRA CAMILO
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • Data: 11/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa, teve como objetivo geral compreender o cotidiano e a sucessão do trabalho desenvolvido pelas baianas de acarajé, que atuavam nos tabuleiros de praias turísticas de Salvador - BA. Trata-se de uma pesquisa norteada pelo construcionismo social realizada a partir de observações e conversas no cotidiano. Nesta dissertação foram desenvolvidos três estudos no formato de artigos. O artigo I “O trabalho das baianas de acarajé: uma revisão de documentos científicos de domínio público”, traz a leitura das produções científicas a respeito do ciclo produtivo e dos processos de trabalho das baianas no período entre 2012 e 2022. O artigo II “No cotidiano das baianas de acarajé: relações no trabalho e o uso dos espaços públicos”, visou apresentar o cotidiano das baianas que atuavam nas praias da Barra em Salvador-BA, as suas relações com o ambiente de trabalho e o uso dos espaços públicos. Por fim, o artigo III “Sucessão nos tabuleiros das baianas de acarajé: apontamentos sobre o cotidiano em praias turísticas de Salvador - BA”, teve como propósito compreender como se dava o processo de sucessão no trabalho das baianas que atuavam nas praias da Barra em Salvador - BA. Como resultados, o artigo I apontou que o trabalho das baianas ainda é pouco discutido e, quando o são, normalmente apontam para abordagens relacionadas a cultura, gastronomia ou religião, enquanto aspectos como trabalho, ambientes de atuação, dificuldades enfrentadas e ciclos produtivos são campos de pesquisa a serem explorados. No artigo II, as baianas ocupavam as praias turísticas de Salvador como um ambiente propício para o comércio informal, devido à demanda de turistas, porém enfrentavam dificuldades relacionadas à falta de estrutura adequada, questões de segurança urbana e restrições impostas pelo poder público. Já o artigo III, apresenta o tabuleiro da baiana como espaços que encapsulam histórias de resistência, valorização das raízes culturais e um legado de conhecimentos e técnicas transmitidas ao longo das gerações. No entanto, o desafio da sucessão torna-se evidente, embora algumas baianas expressassem a esperança de que suas filhas ou netas continuassem a tradição.  Ao observar os desafios, os atos de resistência, às práticas laborais e as relações dessas trabalhadoras, a pesquisa visou contribuir para a valorização e o entendimento das complexidades dessa profissão, colaborando com a visibilidade destas trabalhadoras, seu ofício e patrimônio cultural brasileiro.


  • Mostrar Abstract
  • The general objective of this research was to understand the daily life and succession of the work developed by the baianas de acarajé, who worked on the trays of tourist beaches in Salvador - BA. It is research guided by social constructionism carried out from observations and conversations in everyday life. In this dissertation, three studies were developed in the format of articles. Article I, "The work of the baianas de acarajé: a review of scientific documents in the public domain", brings the reading of the scientific productions regarding the production cycle and the work processes of the baianas between 2012 and 2022. Article II, "In the daily life of the baianas de acarajé: relations at work and the use of public spaces," aimed to present the daily life of the baianas who worked on the beaches of Barra in Salvador-BA, their relations with the work environment and the use of public spaces. Finally, article III, "Succession in the trays of the baianas de acarajé: notes on the daily life in tourist beaches of Salvador - BA," had the purpose of understanding how the succession process took place in the work of the baianas who worked on the beaches of Barra in Salvador - BA. As a result, in the article, I pointed out that the work of the baianas is still little discussed. When they are, they usually point to approaches related to culture, gastronomy, or religion, while aspects such as work, work environments, difficulties faced, and production cycles are research fields to be explored. In Article II, the Bahians occupied the tourist beaches of Salvador as an environment conducive to informal trade due to the demand of tourists. Still, they faced difficulties related to the lack of adequate structure, urban security issues, and restrictions imposed by the government. Article III, on the other hand, presents the Bahian board as spaces that encapsulate stories of resistance, appreciation of cultural roots, and a legacy of knowledge and techniques transmitted over generations. However, the succession challenge becomes evident, although some Bahians hoped their daughters or granddaughters would continue the tradition.  By observing the challenges, acts of resistance, work practices, and relationships of these workers, the research aimed to contribute to the appreciation and understanding of the complexities of this profession, collaborating with the visibility of these workers, their craft, and Brazilian cultural heritage. 

19
  • LUCAS VEZEDEK SANTANA DE OLIVEIRA
  • Entre corres e cores: Fatores de risco e proteção para adolescentes e jovens LGBT+ em situação de rua

  • Orientador : JULIANA PRATES SANTANA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JULIANA PRATES SANTANA
  • SUELY AIRES PONTES
  • ALEX SANDRO GOMES PESSOA
  • Data: 13/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa investigou os fatores de risco (FR) e os fatores de proteção (FP) para o desenvolvimento de adolescentes e jovens LGBT+ em situação de rua. Para tanto, utilizou a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano para analisar as reverberações de experiências ligadas às diversidades sexuais e de gênero nas trajetórias de vida dos(as) participantes, considerando as relações estabelecidas nos microssistemas da rua, família e instituições/projetos sociais. Trata-se de um estudo descritivo qualitativo do qual participaram dois adolescentes e oito jovens negros(as), com idades entre 16 e 22 anos e experiências de rua anteriores e/ou atuais em Salvador/Ba. São quatro mulheres cis, uma mulher trans, três homens cis e duas pessoas não-binárias, com orientações sexuais diversas, sendo três lésbicas, três gays, três bissexuais e uma heterossexual. As entrevistas reflexivas realizadas foram analisadas através da técnica de Análise Temática, sendo mobilizados referenciais, como a teoria do Estresse de Minoria. Numa perspectiva interseccional dos marcadores sociais da diferença (gênero, sexualidade, raça/etnia, classe social, dentre outros) o estudo considerou que o público pesquisado é exposto a riscos específicos relacionados ao preconceito direcionado ao status de minoria sexual e de gênero. A LGBT+fobia é apontada como um dos motivos de ida para a rua, sendo esse microssistema fundamental para a socialização, expressão e vivência da sexualidade e do gênero dissidente, implicando tanto dimensões de risco quanto de proteção. A família, apesar das adversidades vivenciadas, ainda se constitui como um microssistema significativo de referência. Já os contextos institucionais, sobretudo, o projeto social que participam, apresenta-se como diferencial na vida dos(as) participantes, promovendo participação e engajamento em atividades artísticas e culturais, convivência familiar e comunitária, além de acolher e oferecer suporte às diversidades sexuais e de gênero, com destaque para os efeitos protetivos da representatividade LGBT+. Os FR identificados apontam para diferentes vitimizações, rejeições e ausência de suporte social e afetivo. Já os FP englobam o acolhimento e respeito às diversidades sexuais e de gênero nos diferentes contextos, incluindo a questão fundamental do acesso a oportunidades educativas, de trabalho digno, associadas a projetos de vida e projeções de futuro. Ademais, a pesquisa reitera que os FR e FP são variáveis dinâmicas e relacionais, que envolvem aspectos individuais e contextuais, além de não serem universais, sendo fundamental a promoção de contextos que acolham as diversidades sexuais e de gênero e promovam processos de resiliência.  


  • Mostrar Abstract
  • This research investigated the risk factors (RF) and protective factors (PF) for the development of LGBT+ street connected adolescents and youth. To this end, it used the Bioecological Theory of Human Development to analyze the reverberations of experiences linked to sexual and gender diversity in the life trajectories of the participants, considering the relationships established in the micro-systems of the street, family and social institutions/projects. This is a qualitative descriptive study in which two adolescents and eight young black people took part, aged between 16 and 22 and with previous and/or current street experiences in Salvador/Ba. There are four cis women, one trans woman, three cis men and two non-binary people, with different sexual orientations: three lesbians, three gays, three bisexuals and one heterosexual. The reflective interviews were analyzed using the Thematic Analysis technique, mobilizing references such as the theory of Minority Stress. From an intersectional perspective of the social markers of difference (gender, sexuality, race/ethnicity, social class, among others), the study considered that the public surveyed is exposed to specific risks related to prejudice directed at sexual and gender minority status. LGBT+phobia is pointed out as one of the reasons for taking to the streets, and this microsystem is fundamental for socialization, expression and experiencing sexuality and gender dissent, implying both risk and protection dimensions. The family, despite the adversities experienced, is still a significant microsystem of reference. The institutional contexts, above all the social project in which they participate, is a differential in the lives of the participants, promoting participation and engagement in artistic and cultural activities, family and community life, as well as welcoming and offering support for sexual and gender diversity, with emphasis on the protective effects of LGBT+ representation. The RF identified point to different forms of victimization, rejection and lack of social and emotional support. The FP, on the other hand, encompasses welcoming and respecting sexual and gender diversity in different contexts, including the fundamental issue of access to educational opportunities, decent work, associated with life projects and future projections. Furthermore, the research reiterates that RF and PF are dynamic and relational variables that involve individual and contextual aspects, as well as not being universal, and that it is essential to promote contexts that welcome sexual and gender diversity and promote resilience processes.

20
  • LUCAS VEZEDEK SANTANA DE OLIVEIRA
  • Entre corres e cores: Fatores de risco e proteção para adolescentes e jovens LGBT+ em situação de rua

  • Orientador : JULIANA PRATES SANTANA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEX SANDRO GOMES PESSOA
  • JULIANA PRATES SANTANA
  • SUELY AIRES PONTES
  • Data: 13/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa investigou os fatores de risco (FR) e os fatores de proteção (FP) para o desenvolvimento de adolescentes e jovens LGBT+ em situação de rua. Para tanto, utilizou a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano para analisar as reverberações de experiências ligadas às diversidades sexuais e de gênero nas trajetórias de vida dos(as) participantes, considerando as relações estabelecidas nos microssistemas da rua, família e instituições/projetos sociais. Trata-se de um estudo descritivo qualitativo do qual participaram dois adolescentes e oito jovens negros(as), com idades entre 16 e 22 anos e experiências de rua anteriores e/ou atuais em Salvador/Ba. São quatro mulheres cis, uma mulher trans, três homens cis e duas pessoas não-binárias, com orientações sexuais diversas, sendo três lésbicas, três gays, três bissexuais e uma heterossexual. As entrevistas reflexivas realizadas foram analisadas através da técnica de Análise Temática, sendo mobilizados referenciais, como a teoria do Estresse de Minoria. Numa perspectiva interseccional dos marcadores sociais da diferença (gênero, sexualidade, raça/etnia, classe social, dentre outros) o estudo considerou que o público pesquisado é exposto a riscos específicos relacionados ao preconceito direcionado ao status de minoria sexual e de gênero. A LGBT+fobia é apontada como um dos motivos de ida para a rua, sendo esse microssistema fundamental para a socialização, expressão e vivência da sexualidade e do gênero dissidente, implicando tanto dimensões de risco quanto de proteção. A família, apesar das adversidades vivenciadas, ainda se constitui como um microssistema significativo de referência. Já os contextos institucionais, sobretudo, o projeto social que participam, apresenta-se como diferencial na vida dos(as) participantes, promovendo participação e engajamento em atividades artísticas e culturais, convivência familiar e comunitária, além de acolher e oferecer suporte às diversidades sexuais e de gênero, com destaque para os efeitos protetivos da representatividade LGBT+. Os FR identificados apontam para diferentes vitimizações, rejeições e ausência de suporte social e afetivo. Já os FP englobam o acolhimento e respeito às diversidades sexuais e de gênero nos diferentes contextos, incluindo a questão fundamental do acesso a oportunidades educativas, de trabalho digno, associadas a projetos de vida e projeções de futuro. Ademais, a pesquisa reitera que os FR e FP são variáveis dinâmicas e relacionais, que envolvem aspectos individuais e contextuais, além de não serem universais, sendo fundamental a promoção de contextos que acolham as diversidades sexuais e de gênero e promovam processos de resiliência.  


  • Mostrar Abstract
  • This research investigated the risk factors (RF) and protective factors (PF) for the development of LGBT+ street connected adolescents and youth. To this end, it used the Bioecological Theory of Human Development to analyze the reverberations of experiences linked to sexual and gender diversity in the life trajectories of the participants, considering the relationships established in the micro-systems of the street, family and social institutions/projects. This is a qualitative descriptive study in which two adolescents and eight young black people took part, aged between 16 and 22 and with previous and/or current street experiences in Salvador/Ba. There are four cis women, one trans woman, three cis men and two non-binary people, with different sexual orientations: three lesbians, three gays, three bisexuals and one heterosexual. The reflective interviews were analyzed using the Thematic Analysis technique, mobilizing references such as the theory of Minority Stress. From an intersectional perspective of the social markers of difference (gender, sexuality, race/ethnicity, social class, among others), the study considered that the public surveyed is exposed to specific risks related to prejudice directed at sexual and gender minority status. LGBT+phobia is pointed out as one of the reasons for taking to the streets, and this microsystem is fundamental for socialization, expression and experiencing sexuality and gender dissent, implying both risk and protection dimensions. The family, despite the adversities experienced, is still a significant microsystem of reference. The institutional contexts, above all the social project in which they participate, is a differential in the lives of the participants, promoting participation and engagement in artistic and cultural activities, family and community life, as well as welcoming and offering support for sexual and gender diversity, with emphasis on the protective effects of LGBT+ representation. The RF identified point to different forms of victimization, rejection and lack of social and emotional support. The FP, on the other hand, encompasses welcoming and respecting sexual and gender diversity in different contexts, including the fundamental issue of access to educational opportunities, decent work, associated with life projects and future projections. Furthermore, the research reiterates that RF and PF are dynamic and relational variables that involve individual and contextual aspects, as well as not being universal, and that it is essential to promote contexts that welcome sexual and gender diversity and promote resilience processes.

21
  • LAIS VILASBOAS AZEVEDO
  • Recontar o invisívelExperiências de luto por Covid-19 


  • Orientador : RAFAEL ANDRES PATINO OROZCO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RAFAEL ANDRES PATINO OROZCO
  • SUELY AIRES PONTES
  • DANIEL MENEZES COELHO
  • Data: 20/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho empreende uma investigação dos processos de luto e perda em decorrência da Covid-19.  O estudo parte originalmente das observações da pesquisadora a partir de sua inserção na linha de frente assistencial da pandemia de Covid-19 como psicóloga hospitalar e, posteriormente e adicionalmente, a sua atuação como integrante da equipe de psicólogos de orientação psicanalítica no Projeto de Extensão:“Luto e subjetivações: clínica, ética e política – Atendimento on-line para pessoas enlutadas por perdas ocasionadas pela Covid-19” da Universidade Federal da Bahia. Essas inserções lhe colocam diante da escuta e posterior construção de uma pesquisa a partir das experiências de pessoas que perderam familiares em decorrência da da Covid-19, sob o recorte daquelas que vivenciaram tais perdas, após passarem por eventos de hospitalização. Para compreensão destas experiências, fez-se necessário empreender uma leitura interdisciplinar da pandemia, orientada a partir de uma lente teórica que articula a psicanálise e teóricos das ciências humanas, considerando a realidade política e social do Brasil, bem como as transformações da cena da morte e do morrer nos hospitais enquanto fatores relevantes e de incidência nestes processos de luto. Do ponto de vista psicanalítico, se enfatizam as subjetividades, de onde decantamos a pergunta e questão de pesquisa: de que forma estão sendo experienciados os processos de luto de pessoas que perderam familiares após serem hospitalizados em decorrência da Covid-19? O objetivo geral do projeto é compreender, a partir da escuta psicanalítica, a experiência de luto de pessoas que perderam familiares hospitalizados em decorrência da Covid-19. Enquanto objetivos específicos, visa-se: (I) Descrever como as transformações na cena da morte e do morrer no contexto hospitalar durante a Pandemia repercutiram nos processos de luto de familiares de pessoas que morreram pela Covid-19; (II) Compreender as singularidades do processo de elaboração de lutos por perdas relacionadas a Covid-19; (III) Interrogar de que modo o contexto sócio-político no qual se inserem as perdas relacionadas à pandemia da Covid-19 no Brasil, interfere ou afeta os processos de luto e (IV) Analisar as possibilidades de incidência do tratamento psicanalítico nos processos de luto ocasionados pela Covid-19. Configura-se enquanto um estudo qualitativo e retrospectivo que adota enquanto estratégia metodológica a Construção de Casos Clínicos em psicanálise. Espera-se, através do desenvolvimento deste estudo, contribuir através dos achados clínicos que demonstram as especificidades destes lutos e a relevância da necessidade de cuidados às pessoas que vivenciam tais perdas na atualidade. 


  • Mostrar Abstract
  • This work undertakes an investigation of the processes of mourning, grief and loss as a result of Covid-19 deaths. The study originally starts from the researcher's work on the frontline of the Covid-19 pandemic assistance as a hospital psychologist and, subsequently and additionally, from her work as a member of the team of psychologists in the Extension Project: “Grief and subjectivations: Clinic, ethic and politics – Online support for people bereaved by losses caused by Covid-19” from the Federal University of Bahia. These professional insertions subsequently enable constructing a research based on the experiences of people who lost family members as a result of Covid-19, under the focus of those who experienced such losses, after going through hospitalization events. To understand these experiences, it was necessary to undertake an interdisciplinary reading of the pandemic, guided from a theoretical lens that articulates psychoanalysis and human science theorists, considering the political and social reality of Brazil, as well as the transformations of the death scene and dying in hospitals as relevant and influencing factors in these mourning processes. From a psychoanalytic point of view, subjectivities are emphasized, from which was formulated the research question: how the grieving processes of people who lost family members due Covid-19 are being experienced? The general objective of the project is to understand, through psychoanalytic perspective, the grief experience of people who have lost family members hospitalized as a result of Covid-19. As specific objectives, the aim is to: (I) Describe how the transformations in the scene of death and dying in the hospital context during the Pandemic had an impact on the grieving processes of the family members; (II) Understand the singularities of the grieving processes for losses related to Covid-19; (III) Interrogate how the socio-political context in which the losses related to the Covid-19 pandemic in Brazil interferes or affects the grieving processes and (IV) Analyze the possibilities of incidence of psychoanalytic treatment in the mourning processes mourning caused by Covid-19. Configured as a qualitative and retrospective study that adopts the Construction of Clinical Cases in Psychoanalysis as a methodological strategy. The aim of this study is to contribute through clinical findings that demonstrate the specificities of these grief experiences and the relevance of support for people who experience such losses, emphasizing the listening and intervention to these experiences in their singularity as a way of working through these losses nowadays. 

Teses
1
  • KARLA MARIA LIMA FIGUEIREDO BENÉ BARBOSA

  • Novos itinerários, horizontes e fronteiras: as transições desenvolvimentais de estudantes em mobilidade acadêmica internacional

  • Orientador : SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • PATRICIA CARLA SILVA DO VALE ZUCOLOTO
  • DANTE PINHEIRO MARTINELLI
  • AMALI DE ANGELIS MUSSI
  • ROSANA RODRIGUES HERINGER
  • Data: 02/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • A internacionalização tem recebido, nas últimas décadas, atenção especial no âmbito da literatura sobre o ensino superior. Este é um trabalho orientado, articulado e pautado por questões relacionadas à internacionalização, sendo a mobilidade estudantil internacional tomada como recorte político deste estudo. Assim, o objeto e objetivos desta investigação sinalizam para o universo da mobilidade acadêmica, no cenário da internacionalização do ensino superior, analisando as transições desenvolvimentais, as estratégias de afiliação empreendidas, as experiências e influências na vida dos estudantes de graduação que realizaram algum programa de mobilidade internacional. O foco do estudo volta-se para as práticas de internacionalização desenvolvidas em uma universidade pública baiana, para compreender como a mobilidade estudantil internacional colabora para a formação universitária e o desenvolvimento humano. Para alcançar os objetivos definidos foi realizada uma pesquisa qualitativa e exploratória com estudantes egressos da mobilidade internacional e, mais especificamente, as aquisições formativas descritas por estes sujeitos como resultado de seus programas de estudo em cooperação internacional. Experenciar a mobilidade possibilita aos estudantes a interpretação deum outro mundo; as trajetórias desenvolvimentais dos estudantes que participaram de programas de mobilidade internacional não compreendem simplesmente as mudanças, mas sobretudo, sua percepção e o seu impacto em suas vidas. E, deste modo, para sobreviverem novos territórios, os estudantes desenvolvem a alteridade e comportamentos que permitem  compreender além das regras,costumes e língua. Graças ao suporte teórico do Interacionismo Simbólico,foi possível olhar e compreender as aquisições desenvolvimentais dos estudantes intercambistas produzidas sobre um habitus em permanente renovação, que se enriquece de experiências novas, de transições e passagens. Os resultados da pesquisa mostraram que a experiência da mobilidade internacional dá provas de uma afiliação institucional importante;o intercâmbio é, ele próprio, uma atividade afiliadora quando fortalece os laços de pertencimento com a instituição de origem, produz sentimentos de gratidão e possui um efeito multiplicador, incentivando outros estudantes a também vivenciar esta prática. E assim, por meio de um processo de interpretação permanente, viver a mobilidade permite ao estudante construir seu projeto de formação, desenvolver sua capacidade de autonomia e de comunicação.


  • Mostrar Abstract
  • Internationalization has received, in recent decades, special attention in the literature on higher education. This is an oriented, articulated work guided by issues related to internationalization, with international student mobility being taken as a political aspect of this study. Thus, the object and objectives of this investigation point to the universe of academic mobility, in the scenario of the internationalization of higher education, analyzing the developmental transitions, the affiliation strategies undertaken, the experiences and influences in the lives of undergraduate students who have completed some degree program of international mobility. The focus of the study turns to the internationalization practices developed in a public university in Bahia, to understand how international student mobility contributes to university education and human development. In order to achieve the defined objectives, a qualitative and exploratory research was carried out with students who had graduated from international mobility and, more specifically, the formative acquisitions described by these subjects as a result of their study programs in international cooperation. Experiencing mobility allows students to interpret another world; the developmental trajectories of students who participated in international mobility programs do not simply understand the changes, but above all, their perception and their impact on their lives. And, in this way, to survive in new territories, students develop otherness and behaviors that allow them to understand beyond rules, customs and language. Thanks to the theoretical support of Symbolic Interactionism, it was possible to look at and understand the developmental acquisitions of exchange students produced on a habitus in permanent renewal, which is enriched by new experiences, transitions and passages. The survey results showed that the experience of international mobility gives evidence of an important institutional affiliation; the exchange is, in itself, an affiliating activity when it strengthens the bonds of belonging with the institution of origin, produces feelings of gratitude and has a multiplier effect, encouraging other students to also experience this practice. And so, through a process of permanent interpretation, experiencing mobility allows students to build their training project, develop their capacity for autonomy and communication.

2
  • ANTONIO CARLOS SANTOS DA SILVA
  • Development of an Online Intervention to Promote Parents’ Subjective Well-Being

  • Orientador : PATRICIA ALVARENGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA PORTO NORONHA
  • LAILA LEITE CARNEIRO
  • PATRICIA ALVARENGA
  • ROSA MARÍA BAÑOS
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • Data: 09/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • O bem-estar subjetivo é um conceito utilizado em Psicologia para se referir à felicidade. A experiência da parentalidade pode afetar o bem-estar subjetivo de mães e pais, reduzindo sua satisfação com a vida. O bem-estar subjetivo está associado a práticas e estilos parentais, e a desfechos desenvolvimentais infantis. O presente estudo teve o objetivo de desenvolver uma intervenção online para promover o bem-estar subjetivo de mães e pais de crianças de 3 a 6 anos de idade. Este objetivo foi atingido por meio de três estudos complementares, que resultaram em três artigos. O Estudo 1 apresenta um modelo teórico das relações causais entre bem-estar subjetivo parental, práticas parentais, estilos parentais e competência socioemocional infantil. O modelo foi elaborado em três etapas. Primeiro foram apresentadas as dimensões dos quatro conceitos estudados e seus principais preditores. Em Segundo lugar, foram discutidas evidências empíricas das relações recíprocas entre os quatro construtos. Em terceiro lugar, foi proposto um modelo teórico das relações entre essas variáveis. De acordo com este modelo, o bem-estar subjetivo parental apresenta relações bidirecionais de causalidade com as práticas e estilos parentais, e com a competência socioemocional infantil. O bem-estar subjetivo parental afeta a competência socioemocional infantil direta e indiretamente, via práticas parentais, cujo impacto é moderado pelos estilos parentais. O Estudo 2 se refere a uma revisão integrativa que teve o objetivo de analisar as estratégias de intervenção utilizadas para promover o bem-estar subjetivo de mães e pais de crianças de 0 a 11 anos. A busca foi realizada nas bases de dados Web of Science, Scopus, PsycINFO, PubMed e LILACS, considerando artigos escritos em inglês, espanhol ou português. Dois juízes independentes coletaram e analisaram os dados, usando o aplicativo online Rayyan. Onze artigos cumpriram os critérios de inclusão e descreveram 21 estratégias, que foram classificadas como comportamentais, cognitivas ou emocionais. Intervenções que impactaram apenas a dimensão afetiva do bem-estar subjetivo parental incluíram apenas estratégias comportamentais e cognitivas. Por outro lado, as intervenções eficazes sobre as dimensões afetivas e cognitivas incluíram estratégias emocionais, além de comportamentais e cognitivas. O Estudo 3 descreve o processo de desenvolvimento de uma intervenção online para promover o bem-estar subjetivo de mães e pais com baixa escolaridade, de crianças de 3 a 6 anos, utilizando a abordagem de Mapeamento de Intervenção. Esse protocolo compreende seis etapas, e as quatro primeiras foram realizadas no Estudo 3. Na primeira etapa, foram realizados uma revisão integrativa, três grupos focais com mães e pais, e uma entrevista com uma agente comunitário de saúde para identificar fatores de risco e proteção do bem-estar subjetivo parental. Os resultados possibilitaram o delineamento do modelo lógico do problema. Nas três etapas seguintes, foram desenvolvidos um modelo lógico de mudança e uma matriz de objetivos, foram selecionados os modelos teóricos e as estratégias práticas, e foram descritos os componentes e materiais do Bem-Estar Subjetivo Parental (BESP) [Parental Well-being Program (PWP), em inglês]. O BESP é um programa online de 10 semanas que inclui atividades autoadministradas baseadas em vídeo, e uma videoconferência semanal com um psicólogo. Essa intervenção pode afetar direta e indiretamente o bem-estar subjetivo parental, por meio de práticas e estilos parentais, e desfechos desenvolvimentais infantis. Do mesmo modo, o BESP pode afetar desfechos desenvolvimentais infantis indiretamente, por meio do bem-estar subjetivo parental, e das práticas e estilos parentais.


  • Mostrar Abstract
  • Subjective well-being is a concept used in Psychology to refer to happiness. The experience of parenting can affect the subjective well-being of mothers and fathers, reducing their life satisfaction. Parental subjective well-being is associated with parenting practices and styles, and child developmental outcomes. The current dissertation aimed to develop an online intervention to promote the subjective well-being of mothers and fathers of children aged 3 to 6 years old. This objective was achieved by three complementary studies, which resulted in three articles. Study 1 presents a theoretical model of the causal relationships between parental subjective well-being, parenting practices, parenting styles and child social-emotional competence. This model was developed in three stages. First, it presented the dimensions and main predictors of each studied concept. Second, it discussed empirical evidence of the reciprocal relations between the four constructs. Third, it was proposed a theoretical model of the causal relationships between these variables. According to this theoretical model, parents’ subjective well-being has bidirectional causal relationships with parenting practices and styles, and with children’s social-emotional competence. Parents’ subjective well-being affects children’s social-emotional competence directly and indirectly, via parenting practices, whose impact is moderated by parenting styles. Study 2 refers to an integrative review on intervention strategies used to promote subjective well-being among parents of 0 to 11-year-old children. The search was conducted in the Web of Science, Scopus, PsycINFO, PubMed, and LILACS databases, and included papers written in English, Spanish, or Portuguese. Two judges collected and analyzed data independently, using the Rayyan web application. Eleven papers met the inclusion criteria and described 21 strategies, that were classified as behavioral, cognitive, or emotional. The interventions influencing only the affective dimension of parental subjective well-being included only behavioral and cognitive strategies. On the other hand, the interventions that enhanced both affective and cognitive dimensions included strategies addressing emotional variables besides behavioral and cognitive variables. Study 3 describes process of developing an online intervention to promote the subjective well-being of poorly educated parents of children aged 3 to 6, using the Intervention Mapping approach. This protocol comprises six stages, and the first four stages were conducted in Study 3. The first stage performed an integrative review (Study 2), three focus groups with parents, and an interview with a community health agent to identify risk and protection factors of parents’ subjective well-being. The results provided support to design the logic model of the problem. In the following three stages, it was developed a logic model of change and a matrix of objectives, selected the theoretical models and practical strategies, and described the components and materials of the Parental Well-being Program (PWP) [Bem-Estar Subjetivo Parental (BESP), in Portuguese]. This is a 10-week online program that includes video-based self-administered activities and videoconferences held by a psychologist once a week. The PWP can affect parents’ subjective well-being direct and indirectly, via parenting practices and styles, and child developmental outcomes. Likewise, the PWP can improve child developmental outcomes indirectly, via parents’ subjective well-being and parenting practices and styles.

3
  • Silvana Curvello de Cerqueira Campos
  • A IDENTIDADE DE TRABALHO INTERROMPIDA: UM ESTUDO LONGITUDINAL SOBRE O SENTIDO E O SIGNIFICADO DO TRABALHO DE ESPOSAS QUE ABANDONAM O TRABALHO PARA ACOMPANHAR SEUS MARIDOS

  • Orientador : SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LÍGIA CAROLINA OLIVEIRA SILVA
  • SUZANA DA ROSA TOLFO
  • LIVIA DE OLIVEIRA BORGES
  • DANIELA CAMPOS BAHIA MOSCON
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • Data: 15/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • Ao se levar em conta o desafio de reorientar a vida laboral em outro país, o objetivo geral desta tese foi analisar como se estruturam a identidade de trabalho, o sentido do trabalho e o significado do trabalho de mulheres que interrompem sua vida profissional para acompanhar seus maridos que migram para outro país em missão de trabalho. Para alcançar este objetivo foram desenvolvidos dois estudos. O primeiro, de revisão sistemática de literatura, analisou como a literatura nacional e internacional vem abordando empiricamente os construtos identidade, sentido e significado do trabalho no contexto da imigração. Tendo como base o método PRISMA, este estudo, apesar de não ter encontrado nenhum artigo empírico que relacionasse os três construtos no contexto da imigração, concluiu que as relações entre eles estão presentes sob a forma de sobreposição conceitual de alguns termos como sentido e significado do trabalho. Algumas lacunas também foram identificadas como a pouca incidência de estudos com desenho longitudinal para investigação da temática e poucos estudos acerca do imigrante brasileiro, incluindo a esposa imigrante. O segundo estudo de caráter empírico e longitudinal foi analisado em duas perspectivas. O estudo 2a teve o objetivo de analisar as narrativas de identidade, sentido e significado do trabalho de mulheres que interrompem sua vida profissional para acompanhar seus maridos que migram para trabalhar em outro país. A amostra foi composta por 12 mulheres brasileiras, esposas de imigrantes e residentes nos EUA, que foram entrevistadas quatro vezes cada. Três critérios organizaram os dados para fins de análise: tempo de residência nos EUA (curto, médio e longo prazo), status laboral (trabalhar vs não trabalhar fora de casa) e fase da pandemia (antes vs durante a pandemia). Os dados foram analisados com o apoio do software Iramuteq. Os resultados indicaram não haver
    diferença nas narrativas entre as mulheres que residiam há pouco, médio ou muito tempo nos EUA. As diferenças foram encontradas entre as mulheres que atuavam no mercado de trabalho ou apenas em casa, e em relação ao momento antes ou depois do início da pandemia. O estudo 2b de caráter de aprofundamento teve o objetivo de analisar três casos escolhidos a partir da amostra do estudo 2a. As informações foram tratadas a partir da Análise Temática e permitiram visualizar as mudanças restritas ou mais amplas nas reconfigurações da identidade, do sentido e do significado do trabalho, revelando especificidades que marcam as distintas experiências no país estrangeiro. 


  • Mostrar Abstract
  • Considering the challenge of starting a new life in a foreign country, the thesis general objective was to analyzed how the women work identity, the meaning of work and the meaningfulness of work are restructured when they have to stop their professional life to follow husbands expatriated to another country on a work mission. In order achieve the objective proposed for this case, two studies were developed. The first, a systematic review, sought to analyzed how national and international literature has empirically addressed the constructs identity, meaning and meaning of work in the immigration context. Based on PRISMA method, despite not having found any empirical article that related the three constructs in the immigration context, concluded that the relationships between them are present in the form of conceptual overlapping of some terms such as meaning and meaningfulness of work. Some gaps were also identified, such as the low incidence of studies with a longitudinal design to investigate the theme and few studies about Brazilian immigrants, including immigrant wives. The second empirical and longitudinal study was analyzed from two perspectives. The 2a study aimed to analyze the narratives of work identity, meaning and meaningfulness of work of women who interrupt their professional life to accompany their husbands who immigrate to work in another country. Twelve Brazilian women, immigrants wives, residing in the USA, were interviewed four times each. Three criteria organized the purposes analysis data: US residence duration (short, medium and long term), employment status (working vs. not working outside the home) and the pandemic phase (before X after the pandemic start). Data were analyzed using the Iramuteq software. The results indicated that there was no difference in the narratives between women who resided for a short, medium, or long time in the USA. Differences were found between women who were working on the labor market or just at home, and in relation to the moment before or after the pandemic start. The 2b study, qualitative and in-depth, aimed to analyze in more details three cases of Brazilian women who participated in study 2a. Data were analyzed using Thematic Analysis. The results and allowed viewing the restricted or broader changes in the reconfigurations of identity, meaning and meaning of work, revealing specificities that mark the different experiences in the foreign country.

4
  • Hannah Dantas Guedes
  • TRABALHO EMOCIONAL DE POLICIAIS MILITARES: DO MAPEAMENTO DE DEMANDAS EMOCIONAIS AO TREINAMENTO EM REGULAÇÃO EMOCIONAL

  • Orientador : SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLA MARIA SANTOS DE CARVALHO
  • ANA PAULA GRILLO RODRIGUES
  • LAILA LEITE CARNEIRO
  • MARCOS AGUIAR DE SOUZA
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • Data: 16/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese se dedica ao estudo do trabalho emocional em policiais militares. Considerando a relevância social dessa categoria de trabalhadores para a segurança e estabilidade social, objetivou-se avaliar a efetividade de um treinamento para aprimorar o repertório de estratégias regulatórias e reduzir o estresse de policiais militares a partir do mapeamento das demandas de trabalho emocional desses profissionais. Para alcançar esse amplo objetivo foram desenvolvidos três estudos. No primeiro deles, realizou-se uma revisão sistemática de literatura, com o objetivo de analisar os estudos empíricos sobre treinamentos e intervenções com foco em saúde mental de policiais. Após delimitação dos critérios de busca e inclusão, foram encontrados e analisados 30 artigos, que foram categorizados a partir da Taxonomia de Bloom (domínios de aprendizagem: cognitivo, afetivo e psicomotor). Duas categorias foram criadas, a dos treinamentos que utilizaram domínios mistos e a segunda categoria com treinamentos de domínio único. Os resultados apontaram para um crescimento nas publicações após 2018 e para o predomínio de treinamentos que utilizaram os três domínios de aprendizagem. O segundo estudo teve como objetivo a caracterização das demandas emocionais dos policiais militares requeridas pela ocupação e também pela corporação mediante as técnicas de análise documental, entrevista e grupo focal. A análise documental foi realizada a partir do Estatuto dos Policiais Militares do Estado da Bahia, em que foram identificadas três categorias (demandas relacionadas à missão da corporação; demandas relacionadas ao papel profissional de militar; demandas relacionadas a conduta pessoal). Posteriormente foi realizada uma entrevista com um comandante da polícia e um grupo focal com três participantes. A análise da entrevista e grupo focal foi elaborada com apoio do software IRAMUTEQ e foram identificados dois eixos e três classes. O primeiro eixo foi nomeado de “Demandas provenientes da sociedade” (classe 3) e o segundo eixo “Demandas do papel profissional”, que se dividiu em duas classes: “Estados afetivos” (classe 1) e “Atendimento às normas institucionais” (classe 2). Por fim, o estudo 3 avaliou a efetividade de um treinamento elaborado a partir do resultado da revisão de literatura (estudo 1) e das demandas emocionais identificadas (estudo 2), para fins de aprimoramento do processo de regulação emocional e redução de estresse de policiais militares. Participaram do treinamento 44 policiais militares que foram divididos em grupo experimental e grupo controle. Os resultados mostraram que o grupo experimental diminuiu a desregulação emocional e o estresse logo após participação na intervenção e no follow-up. Esse estudo possibilitou a observação de mudanças processuais, contribuindo para a compreensão do ganho de repertório regulatório ao longo do tempo para os policiais militares, categoria ocupacional fortemente submetida a condições emocionais desafiadoras. Os três estudos contribuíram para uma melhor delimitação teórica do fenômeno da regulação emocional, considerando sua natureza dinâmica e os resultados apontam para contribuições práticas ao oferecer ajuda aos policiais no manejo do estresse e de suas experiências emocionais.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis focuses on studying emotional labor in police officers. Considering the social relevance of police officers for the security and stability of society, the objective of this work was assess the effectiveness of a training to improve the repertoire of regulation strategies and reduce the stress of police officers based on the mapping of their emotional labor demands. Study 1 was a systematic literature review which was conducted to analyze empirical studies on training and interventions with a focus on the mental health of police officers. Upon determining the search and inclusion criteria, 30 papers were found and analyzed, which were categorized by using Bloom’s Taxonomy (learning domains: cognitive, affective and psychomotor). Two categories were created: one category comprising mixed-domain training, and another one consisting of single-domain training. The results indicate a growth in the number of publications after 2018 and the predominance of training that used the three learning domains. Study 2 comprised document analysis, an interview, and a focus group, to characterize police officers’ emotional labor demands required by their occupation and by their corporation The analyzed document was the Statute of the Police Force of the State of Bahia, where we identified three categories (demands related to the mission of the corporation; demands related to the professional role of police officers; and, demands related to personal conduct). Subsequently, we conducted an interview with a police force chief and a focus group with three participants. The interview and focus group were analyzed by using the IRAMUTEQ software and two axes and three classes were identified. The first axis was named “Society demands” (class 3) while the second axis was named “Professional role demands”, which divided into two classes: “Affective states” (class 1) and “Compliance with institutional norms” (class 2). Finally, Study 3 assessed the effectiveness of a training designed on the outcomes of the literature review and the identified emotional labor  demands, to improve police officers’ process of emotional regulation and stress reduction. Forty-four police officers split into an experimental group and a control group participated in the training. The results showed a decrease in emotional dysregulation and stress in the experimental group shortly after they participated in the intervention and follow-up. In this study procedural changes were observed, which contributed to understanding the gain of regulatory repertoire over time by police officers, who are a job category strongly subjected to emotional challenges. The three studies helped to better delimit the phenomenon of emotional regulation, considering its dynamic nature and the results indicate practical contributions by offering help for police officers to manage stress and their emotion experiences.

5
  • Ramiro Rodrigues Coni Santana
  • A vivência de trabalho infantil de crianças, adolescentes e seus familiares em regiões rurais brasileiras: significados, self e intergeracionalidade

  • Orientador : MARILENA RISTUM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARILENA RISTUM
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • ROBERVAL PASSOS DE OLIVEIRA
  • MÁRCIO SANTANA DA SILVA
  • Data: 31/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho infantil se tornou um problema social relevante para estados e sociedade civil a partir da industrialização no século XIX. No caso do Brasil, diferenciações contextuais entre cidade e campo tem mostrado que há discrepâncias em relação ao trabalho infantil realizado em contexto urbano em comparação ao contexto rural. Esta pesquisa teve por objetivo geral compreender os significados de trabalho infantil construídos por crianças e adolescentes trabalhadores e seus familiares, e como posicionamentos do self destas crianças e adolescentes são engendrados a partir das vivências como trabalhadores precoces. A partir deste objetivo geral foram elencados como objetivos específicos: I. analisar as significações de trabalho infantil que os pais e/ou responsáveis construíram, considerando suas próprias vivências como trabalhadores precoces e a vivência de trabalho precoce de suas filhas e neta; II. analisar as significações de trabalho construídas pelas crianças e adolescentes trabalhadores; III. analisar os posicionamentos no self das crianças, adolescentes que emergem a partir das suas vivências como trabalhadores precoces; e IV. analisar as articulações entre os posicionamentos no self e os significados construídos pelas crianças e adolescentes trabalhadores. Além destes objetivos específicos, o estudo buscou responder às seguintes questões de pesquisa: a) como ocorreu a inserção precoce no trabalho para as duas gerações das famílias participantes da pesquisa?; b) quais as similaridades e diferenças identificadas quando se analisa a inserção precoce das duas gerações da famílias no trabalho?; c) quais foram os componentes sociopsicológicos que colaboraram para a inserção precoce no trabalho dos membros das famílias pesquisadas?; d) quais são as atividades de trabalho exercidas pelas crianças e adolescentes trabalhadoras e como elas participam das atividades laborais familiares e comunitárias?. A pesquisa fundamentou-se na Psicologia Cultural Semiótica, tendo por conceitos chaves o significado e o self dialógico. Para a consecução destes objetivos foi realizado um estudo de casos múltiplos, com abordagem qualitativa e delineamento longitudinal, com o uso da técnica de conversação e observação e o uso de questionário sociodemográfico. Os participantes foram membros de três famílias de trabalhadores rurais e dois informantes-chave, todos residentes na zona rural de em uma cidade do interior do estado da Bahia, Brasil. Os principais resultados apontam para uma atribuição positiva ao trabalho, visto como componente que contribui para a educação no campo. Os significados identificados expressam pontos tais como a formação de valores morais pelo trabalho, a sobrevivência da cultura do campo passado entre gerações através da aprendizagem de formas de trabalho rural, o que contribui para a manutenção de um ciclo intergeracional de inserção precoce no trabalho entre as famílias. Algumas recomendações são sugeridas ao final, como a maior inserção de crianças em estudos futuros, a necessidade de uma perspectiva que discuta o trabalho infantil para além de uma questão de renda. Entende-se que crenças acerca da dignidade do trabalho ou de sua função como modo de evitamento do envolvimento com a criminalidade estão também na base da decisão das famílias e das próprias crianças e adolescentes em trabalharem. 


  • Mostrar Abstract
  • Child labor has become a relevant social issue for states and civil society since industrialization in the 19th century. In the case of Brazil, contextual differences between city and countryside have shown that there are discrepancies in relation to child labor carried out in an urban context compared to a rural context. The general goal of this research was to understand the meanings of child labor constructed by working children and adolescents and their families, and how these children and adolescents' self positions emerge from their experiences as precocious workers. From this general objective, specific objectives were: I. to analyze the meanings of child labor that parents built, considering their own experiences as child workers and the experience of early work of their daughters and granddaughter; II. to analyze the meanings of work constructed by working children and adolescents; III. to analyze the children and adolescents positions of the self which emerge from their experiences as child workers; and IV. to analyze the articulations between positions in the self and the meanings constructed by working children and adolescents. In addition to these specific objectives, the study sought to answer the following research questions: a) how did the early insertion into work occur for the two generations of the families participating in the research?; b) what are the similarities and differences identified when analyzing the early insertion of the two generations of families into work?; c) what were the sociopsychological components that contributed to the early insertion in the work of the members of the researched families?; d) what are the work activities carried out by working children and adolescents with their family and/or their community?. The research was based on Semiotic Cultural Psychology, having meaning and the dialogic self as key concepts. To achieve these objectives, a study of multiple cases was carried out, with a qualitative approach and longitudinal design, using the technique of conversation and observation and the use of a sociodemographic questionnaire. Participants were members of three families of rural workers and two key informants, all living in the rural area of a city in the interior of the state of Bahia, Brazil. The main results point to a positive attribution to work, seen as a component that contributes to education in the countryside. The identified meanings express points such as the formation of moral values through work, and the survival of the countryside culture passed between generations through learning ways of rural work, which contributes to the maintenance of an intergenerational cycle of early insertion in work among families. Some recommendations are suggested at the end, such as the greater inclusion of children in future studies, and the need for a perspective that discusses child labor beyond a matter of income. It is understood that beliefs about the dignity of work or its function as a way of avoiding involvement with criminal practices are also the basis for the decision of families and children and adolescents themselves to work.

6
  • EURÍDICE MAFALDA CARVALHO AMARANTE
  • Risco psicossocial no trabalho e vínculo com a carreira docente: um estudo entre professores do ensino secundário e escolas público em Cabo Verde

  • Orientador : ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • DAIANE ROSE CUNHA BENTIVI
  • ERICO RENTERIA PEREZ
  • JOAO MANUEL SAVEIA DANIEL FRANCISCO
  • MAGNO OLIVEIRA MACAMBIRA
  • Data: 19/05/2023

  • Mostrar Resumo
  • O aparecimento dos riscos emergentes, de entre os quais os riscos psicossociais no trabalho, conduziram à crescente preocupação da sociedade em geral, e das organizações em particular, em relação a forma como o trabalho está sendo concebido, organizado e gerido pelos funcionários na atualidade. Esta visibilidade teve maior ênfase com as campanhas desencadeadas mundialmente, pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) centradas na prevenção dos riscos psicossociais no trabalho. Ressalta-se ainda o impacto que o vínculo com a carreira tem na forma como o sujeito irá se relacionar com o seu trabalho. A abordagem de risco psicossocial aponta ainda para a existência de diversos fatores, podendo esses fazerem demandas convergentes ou mesmo antagônicas. A presente tese propõe testar a relação entre exposição a risco psicossocial no trabalho e o desenvolvimento do vínculo com a carreira (comprometimento e entrincheiramento), dos professores do ensino secundário e público em Cabo Verde. O estudo integrou também a análise do efeito da escolha e da fase da carreira, nessa relação. Trata-se de um estudo de corte transversal, correlacional e quantitativo onde foi utilizado uma bateria de instrumentos contendo diversos questionários para avaliar as diferentes variáveis de pesquisa, entre eles; escalas já validadas para mensurar o risco psicossocial COPSOQ II; a escala de vínculo com a carreira docente, escala da escolha da profissão, para além da caraterização sociodemográfico. Utilizou-se uma amostra de 222 professores do ensino secundário e público da ilha de Santiago, em Cabo Verde. Foi possível estabelecer o perfil do vínculo com a carreira desses professores, assim como, avaliar a relação que existe entre o estabelecimento deste vínculo com a exposição desses professores ao risco psicossocial com o trabalho. Os resultados demostraram de uma forma geral que a exposição a risco psicossocial não afeta a função dos professores em estudo. Entre as subescalas do COPSOQ II, a exigência cognitiva aparece como maior risco de exposição e a de comportamento ofensivo aparece como maior protetor do risco. Os resultados revelam ainda que não existe uma relação significativa entre as variáveis sócio demográficas e ocupacionais e a exposição ao risco psicossocial entre esses professores. De uma forma geral, é possível observar que os docentes apresentam um bom nível de comprometimento com a sua carreira. Por fim o estudo revela que as variáveis fase e escolha de carreira não são preditores da relação entre o risco Psicossocial e o vínculo com a carreira dessa amostra em estudo. Neste contexto este trabalho pode contribuir para a melhoria da qualidade da relação do professor com o seu trabalho, com a organização educativa e a sua carreira. Os resultados deste trabalho perspectivam para novos estudos que ampliem a generalização dos mesmos e desenvolvam modelos teóricos mais complexos para analisar a relação entre risco psicossocial no trabalho e o vínculo com a carreira dos profissionais em Cabo Verde.


  • Mostrar Abstract
  • The appearance of emerging risks, from which the psycho-social risks at work, have led to the growing preoccupation of general society and organizations. Its emphasized visibility is due to worldwide chained events by the International Job Organization, which focuses on preventing the psycho-social risks at work and how the workers conceive, organize, and handle the job. It is also important to mention the connection between the career and its effect on how the individual will relate to his work. The approach to psycho-social risk stresses the existence of various factors that can make converging or even antagonistic demands. The present thesis proposes testing the relationship between the psycho-social risk exposure at work and the bond development with the career mentioned earlier (commitment and entrenchment) of the high-school and public-school teachers in Cape Verde. This study has also integrated the effect of the choice and phase of the career in that relationship. It is a study about a transverse, correlational, and quantities’ cut based on various instruments containing diverse questionnaires to assess the different variables of research, using validated scales to measure the psycho-social risk (COPSOQ), the bond scale with the teaching career, scale of choice of profession, besides the socio-demographic characterization. The collected sample was 222 public and high-school teachers from the island of Santiago. It was possible to establish the bond's profile with those teachers’ careers and evaluate the relationship between the establishment of that bond and the exposure of said teachers to the psycho-social risk with the job. The results demonstrate, overall, that exposure to psycho-social does not affect the function of the subjects under the study. Among the subscales of the COPSOQ, cognitive demand appears as the greater risk of exposure, whereas offensive behavior is the most significant risk protector. Not only that, but the results also reveal no meaningful relationship between the sociodemographic and occupational variables and the psycho-social risk exposures among those teachers. Generally, it is possible to observe that the professors are committed to their respective careers. Finally, the study reveals that phase and career choice variables do not predict the relationship between psycho-social risk and the bond with the subject's employment under study. In this context, this job strives to improve the quality of the relationship between the teacher and his profession, the educational organization, and his career. The results of this work envisage new studies that amplify their generalization and develop more theoretic models to analyze the relationship between the psycho-social risk at work and the bond with the careers of professionals in Cape Verde.

7
  • Verônica da Nova Quadros Côrtes
  • A Transição Universidade – Trabalho na Perspectiva do Egresso: impactos da trajetória acadêmica

  • Orientador : ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUCY LEAL MELO-SILVA
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • DAIANE ROSE CUNHA BENTIVI
  • ELISA MARIA BARBOSA DE AMORIM RIBEIRO
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • Data: 07/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho de tese teve como objetivo avaliar os impactos das experiências vividas ao longo da trajetória acadêmica no enfrentamento da transição da universidade para o mundo do trabalho na percepção dos egressos, a partir do Modelo de Transição Individual desenvolvido por Anderson, Goodman e Schlossberg.  Esse modelo oferece uma estrutura sistemática e temporal para identificação dos elementos envolvidos no processo de transição adequada aos objetivos desse trabalho. Os dados foram coletados em 2020 por meio de questionário online e fazem parte do Programa de Avaliação Institucional da Universidade Federal da Bahia – UFBA. A amostra é composta por 710 egressos de cursos de graduação dos anos de 2016 e 2017. A presente tese se estrutura em formato de um conjunto de artigos. Foram realizados três estudos buscando avaliar a relação entre trajetória acadêmica e transição para o trabalho. O artigo 01, de caráter qualitativo e exploratório, buscou identificar aspectos da trajetória percebidos pelos egressos como facilitadores e dificultadores da transição, por meio de duas questões abertas. Os dados foram analisados por meio do software Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires (Iramuteq) utilizando a Classificação Hierárquica Descendente (CHD). Os principais facilitadores identificados foram: participação em estágios e atividades extracurriculares; o nome da instituição no diploma e no mercado; redes de apoio e recursos pessoais. Dentre os dificultadores surgiram: viés acadêmico da formação; desconexão do curso com o mercado; insatisfação com as escolhas profissionais; e dificuldade de gestão do tempo para realizar as atividades extracurriculares. O artigo 02, quantitativo e transversal, buscou avaliar o poder preditivo da autoeficácia na transição sobre o sucesso na transição, utilizando duas escalas: Autoeficácia na Transição para o Trabalho (AETT-Br) e Sucesso na Transição Universidade-Trabalho (ESTUT). Foram realizadas análises estatísticas descritivas e regressões lineares múltiplas (Stepwise) utilizando o SPSS. Os resultados indicam uma autoeficácia para a transição moderada, com maior média para adaptação ao trabalho e, de um modo geral, os egressos se percebem bem sucedidos. Porém há uma percepção maior de sucesso subjetivo (inserção e satisfação profissional; confiança no futuro de carreira; adaptação ao trabalho) do que objetivo (remuneração e independência financeira). Os resultados da regressão indicam influência significativa dos fatores da AETT sobre todos os fatores da ESTUT, sendo que o fator autoeficácia na regulação emocional aparece como principal preditor de Inserção e Satisfação Profissional, Confiança no Futuro de Carreira e Remuneração e Independência Financeira. O artigo 03, quantitativo e transversal, teve como objetivo avaliar o sucesso na transição universidade-trabalho, buscando identificar possíveis preditores do sucesso associados à formação e a vivência da transição, bem como verificar diferenças e semelhanças nas percepções de egressos cotistas e não cotistas. O sucesso na transição foi avaliado utilizando-se a Escala de Sucesso na Transição Universidade-Trabalho (ESTUT). Os resultados indicam que, de um modo geral, os egressos se percebem bem sucedidos na transição, porém há uma percepção maior de sucesso subjetivo do que de sucesso objetivo. No que se refere aos estudantes cotistas, a percepção de sucesso é menor e apresenta diferenças significativas em relação aos não cotistas. Quanto aos preditores, sentirse satisfeito com a profissão escolhida aparece como principal preditor da dimensão subjetiva do sucesso, enquanto que a dimensão objetiva é melhor explicada pela forma como o egresso lida com a transição.  A partir dos três estudos é possível afirmar que as experiências vividas ao longo da trajetória acadêmica impactam de forma acentuada a percepção do egresso sobre a transição universidade-trabalho. Nesse sentido, as instituições precisam investir em currículos mais conectados às competências exigidas pelo mundo do trabalho e em programas   de acompanhamento e orientação de carreira. O Modelo de Transição Individual se mostrou adequado e pertinente para a compreensão mais abrangente da transição universidade-trabalho. 


  • Mostrar Abstract
  • The present study aimed to evaluate the impacts of the experiences lived throughout the academic trajectory in facing the transition from university to the world of work in the perception of the egresses, based on the Individual Transition Model developed by Anderson, Goodman, and Schlossberg. This model offers a systematic and temporal structure for identifying the elements involved in the transition process that is appropriate for the objectives proposed in this paper. The data were collected in 2020 through an online questionnaire and are part of the Institutional Evaluation Program of the Universidade Federal da Bahia - Ufba. The sample is composed of 710 egresses of undergraduate courses from the years 2016 and 2017. The present thesis is structured in the format of a set of articles. Three studies were conducted seeking to evaluate the relationship between academic trajectory and transition to work. Article one, of a qualitative and exploratory nature, sought to identify aspects of the trajectory perceived by graduates as facilitators and hindrances of the transition, through two open-ended questions. Data were analyzed using the software Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires (Iramuteq) using the Descending Hierarchical Classification (DHC). The main facilitators identified were: participation in internships and extracurricular activities; the name of the institution in the diploma and in the market; support networks and personal resources. Among the constraints emerged: academic bias of the training; disconnection of the course with the market; dissatisfaction with the professional choices; and difficulty in time management to perform the extracurricular activities. Article two, quantitative and cross-sectional, aimed to assess the predictive power of transition self-efficacy on transition success, using two scales: Autoeficácia na Transição para o Trabalho (AETT-Br) and Sucesso na Transição Universidade-Trabalho (ESTUT). Descriptive statistical analyses and multiple linear regressions (Stepwise) were performed using SPSS. The results indicate moderate transition self-efficacy, with a higher average for job adjustment and, in general, the graduates perceive themselves as successful. However, there is a greater perception of subjective success (insertion and job satisfaction; confidence in the future of the career; adaptation to work) than objective (remuneration and financial independence). The regression results indicate a significant influence of the AETT factors on all the ESTUT factors, with the fator selfefficacy in emotional regulation appearing as the main predictor of Job Placement and Satisfaction, Confidence in Future Career, and Compensation and Financial Independence. Article three, quantitative and cross-sectional, had the objective of evaluating the success in the university-work transition, seeking to identify possible predictors of success associated with training and the experience of the transition, as well as to verify differences and similarities in the perceptions of quota and non-quota alumni. Success in the transition was evaluated using the University-Work Transition Success Scale (ESTUT). The results indicate that, in general, the former students perceive themselves as successful in the transition, but there is a greater perception of subjective success than of objective success. With regard to quota students, the perception of success is lower and shows significant differences. As for the predictors, feeling satisfied with the chosen profession appears as the main predictor of the subjective dimension of success, while the objective dimension is better explained by the way the graduate deals with the transition. Based on the three articles, it is possible to state that the experiences lived throughout the academic trajectory have a marked impact on the alumni's perception of the university-work transition. In this sense, institutions need to invest in more connected curricula with the competencies required by the world of work and in career counseling and monitoring programs. The Individual Transition Model proved to be adequate and pertinent for a more comprehensive understanding of the university-work transition. 

8
  • Renata Mascarenhas Aleixo Reis
  • FUNÇÕES EXECUTIVAS, METACOGNIÇÃO, REGULAÇÃO EMOCIONAL E NEUROMODULAÇÃO EM ADULTOS COM E SEM DEPRESSÃO

  • Orientador : JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MEMBROS DA BANCA :
  • TIAGO FERNANDO FIGUEIREDO SANTOS
  • CHRISSIE FERREIRA DE CARVALHO
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • LUCAS ARAUJO DE FREITAS
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • Data: 15/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta tese foi avaliar a correlação e predição entre componentes das funções executivas (controle inibitório e flexibilidade cognitiva), metacognição de pensamentos e sentimentos, e regulação emocional em adultos típicos. Adicionalmente, o presente trabalho teve como objetivo, avaliar os efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) sobre as principais variáveis dependentes do estudo, em adultos com depressão maior. A tese se divide em três estudos empíricos. O primeiro artigo descreveu a construção da Escala de Metacognição de Pensamentos e Sentimentos (EMETAPS) e analisou as evidências de validade baseadas no conteúdo e na estrutura interna. Participaram 419 adultos com desenvolvimento típico, com idades entre 18 e 60 anos. Os itens da escala foram construídos com base nos construtos Conhecimento da cognição e Regulação da cognição. Conforme a análise de juízes, a análise fatorial e os resultados de consistência interna, a EMETAPS se mostrou adequada para avaliação da metacognição de pensamentos e sentimentos em adultos típicos. O estudo 2 teve como objetivo geral, avaliar a correlação e a predição entre as funções executivas, metacognição e regulação emocional em adultos típicos. 245 adultos, com idades entre 18 e 55 anos responderam o Teste dos Cinco Dígitos – FDT, a EMETAPS e o Questionário de Regulação Emocional (QRE). Os resultados mostraram que não houve correlação entre funções executivas e metacognição. Por outro lado, resultados revelaram que subcomponentes das funções executivas e da metacognição se correlacionaram com diferentes estratégias de regulação emocional. O estudo 3 examinou os efeitos da ETCC sobre o córtex pré-frontal dorsolateral (CPFDL) nas funções executivas, metacognição de pensamentos e sentimentos e regulação emocional em adultos com depressão maior. Participaram dezoito adultos entre 18 e 40 anos de idade, que foram submetidos a 10 sessões de ETCC ativo (n = 10) ou ETCC simulada (n = 8) por duas semanas. A gravidade dos sintomas de depressão, as funções executivas, a metacognição e as estratégias de regulação emocional dos participantes foram avaliadas na linha de base, no pós-teste e no follow-up de 3 meses após a intervenção. De modo geral, foi possível observar que a ETCC ativa não teve um maior efeito sobre as variáveis em comparação com a intervenção SHAM. Faz-se necessário novas pesquisas que busquem avaliar os mecanismos subjacentes da regulação emocional, bem como visem encontrar os melhores protocolos de intervenções de ETCC capazes de promover uma melhora significativa em funções cognitivas e em estratégias de regulação emocional em adultos com depressão maior.


  • Mostrar Abstract
  • The objective of this thesis was to evaluate the correlation and prediction between components of executive functions (inhibitory control and cognitive flexibility), metacognition of thoughts and feelings, and emotional regulation in typical adults. Additionally, the present study aimed to evaluate the effects of transcranial direct current stimulation (tDCS) on the main dependent variables of the study, in adults with major depression. The thesis is divided into three empirical studies. The first article described the construction of the Metacognition of Thoughts and Feelings Scale (EMETAPS) and analyzed the validity evidence based on content and internal structure. Participants were 419 adults with typical development, aged between 18 and 60 years. The scale items were constructed based on the Knowledge of Cognition and Regulation of Cognition constructs. According to the judges' analysis, factor analysis and internal consistency results, the EMETAPS proved to be adequate for evaluating the metacognition of thoughts and feelings in typical adults. Study 2 had the general objective of evaluating the correlation and prediction between executive functions, metacognition and emotional regulation in typical adults. 245 adults aged between 18 and 55 answered the Five Digits Test – FDT, the EMETAPS and the Emotion Regulation Questionnaire (ERQ). The results showed that there was no correlation between executive functions and metacognition. On the other hand, results revealed that subcomponents of executive functions and metacognition correlated with different emotion regulation strategies. Study 3 examined the effects of tDCS on the dorsolateral prefrontal cortex (DLPFC) on executive functions, metacognition of thoughts and feelings, and emotion regulation in adults with major depression. Eighteen adults between 18 and 40 years old participated, who underwent 10 sessions of active tDCS (n = 10) or sham tDCS (n = 8) for two weeks. The severity of depression symptoms, executive functions, metacognition, and emotion regulation strategies of participants were assessed at baseline, posttest, and 3-month follow-up after the intervention. Overall, it was possible to observe that active tDCS did not have a greater effect on the variables compared to the SHAM intervention. New research is needed that seeks to assess the underlying mechanisms of emotion regulation, as well as to find the best tDCS intervention protocols capable of promoting a significant improvement in cognitive functions and in emotion regulation strategies in adults with major depression.

9
  • Eleonora Vaccarezza Santos
  • QUEM É BONITO É BOM”: INTERAÇÃO ENTRE ESTEREÓTIPOS RACIAIS E A ATRATIVIDADE FÍSICA FACIAL EM TAREFAS DE JULGAMENTO MORAL

  • Orientador : MARCOS EMANOEL PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELIZABETH HORDGE-FREEMAN
  • ELZA MARIA TECHIO
  • MARCOS EMANOEL PEREIRA
  • MARCUS EUGÊNIO OLIVEIRA LIMA
  • RAIMUNDO CANDIDO DE GOUVEIA
  • Data: 19/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo geral deste trabalho é testar a influência mútua dos estereótipos raciais e do grau de atratividade física facial na realização de tarefas de julgamento moral, na presença de alvos de diferentes perfis étnicos e com grau de atratividade física aumentado ou diminuído. Para tanto, dois estudos foram realizados. O primeiro objetivou a construção e validação de um banco de imagens prototípicas com diferentes cores de pele (preta, parda e branca), variados graus de atratividade física (baixa, média e alta atratividade), as imagens foram extraídas do estudo seminal de (Mendes, Arrais & Fukushima, 2009). Do primeiro estudo, participaram 337 pessoas, que responderam a um questionário on-line, produzido a partir da plataforma digital Ef-survey e distribuído a partir das redes sociais da pesquisadora e de pessoas próximas a ela. As participantes foram solicitadas a participarem de uma tarefa de julgamento estético e da cor de pele das referidas fotografias.  A partir dos dados produzidos, foi composto um banco de dados com 18 imagens distintas em que apresenta: (a) fotografias com alto grau de atratividade física facial (AA); (b) fotografias apresentam grau de atratividade física mediano (AM); e (c) fotografias que possuem baixo grau de atratividade física (AB). Vale ressaltar que em todos os três grupos encontram-se um par (homem e mulher) de fotografias de cor da pele, branca, preta e parda. Ademais, as fotografias selecionadas conforme as análises executadas demonstraram não possuir diferenças significativas quanto ao grau de atratividade física para os diferentes grupos, o que indica que esses participantes não diferem na percepção sobre a atratividade das referidas fotografias. O segundo estudo tratou-se de umexperimental, de amostra aleatorizada que objetivou testar a influência mútua dos estereótipos raciais e do grau de atratividade física facial na realização de tarefas de julgamento moral, na presença de alvos de diferentes perfis étnicos e com grau de atratividade física aumentado ou diminuído. 333 pessoas responderam um questionário on-line, autoadministrável, desenvolvido pela pesquisadora a partir da plataforma digital Ef-survey. Para a composição dos três Cenários de Dilemas Morais (da Passarela, do Transplante e da Carteira perdida), foram selecionadas as três fotografias avaliadas no estudo anterior que apresentaram grau de atratividade física mediano (AAM) e cuja cor da pele foi previamente validada como parda. Após obter o consentimento, a participante visualizava a imagem que precedia a história de dilema moral e um pequeno texto contendo a história atribuída a/ao personagem, em seguida era convidada a responder questões relativas à tomada de decisão moral atribuída ao personagem (alvo) e sobre a própria tomada de decisão moral em relação ao dilema. Após o tratamento do banco de dados, foram executadas uma série de análises multivariadas (ANOVA’s de medidas repetidas, fatoriais e ANCOVAS) para avaliar o impacto da apresentação das faces no grau de julgamento moral que os participantes deram para si e para o alvo em questão. A primeira hipótese foi parcialmente corroborada no cenário do dilema moral de baixo conflito, mas não foi corroborada no cenário do dilema moral de alto conflito e de dilema impessoal. Outrossim, a segunda hipótese não foi corroborada, pois a ANOVA confirmou que não houve diferenças significativas produzidas pela cor da pele autodeclarada e o sexo das nossas participantes, com exceção de uma tendência observada na interação entre sexo e cor da pele autodeclarada no cenário do dilema moral do Transplante. E no cenário do dilema moral da Carteira Perdida a ANOVA não foi significativa, embora tenha apresentado um efeito marginal em função da interação entre sexo e cor autodeclarada pela participante. Ainda, a terceira e a quarta hipóteses não foram corroboradas, em nenhum dos cenários, visto que os resultados demonstraram que os fatores de perfil étnico da face em conjunto com uma maior motivação para controle do preconceito eram preditores de uma maior avaliação da conduta moral do alvo apresentado. Esses resultados são discutidos à luz das teorias da atração interpessoal, do julgamento moral e das relações intergrupais.


  • Mostrar Abstract
  • The general objective of this work is to test the mutual influence of racial stereotypes and the degree of facial physical attractiveness in the performance of moral judgment tasks, in the presence of targets of different ethnic profiles and with increased or decreased degree of physical attractiveness. To this end, two studies were carried out. The first study aimed at building and validating a bank of prototypical images with different skin colors (black, brown and white) varying degrees of physical attractiveness (low, medium and high attractiveness), the images were extracted from the seminal study of (Mendes, Arrais & Fukushima, 2009). In the first study, 337 people participated, who answered an online questionnaire, produced from the Ef-survey digital platform and distributed from the social networks of the researcher and people close to her. The participants were asked to participate in an aesthetic judgment task and the skin color of the referred photographs. Based on the data produced, a database was created with 18 different images that present: (a) photographs with a high degree of faci-al physical attractiveness (AA); (b) photographs show a medium degree of physical attracti-veness (AM) and; (c) photographs that have a low degree of physical attractiveness (AB). It is noteworthy that in all three groups there is a pair (male and female) of photographs of skin color, white, black and brown. Furthermore, the photographs selected according to the analy-zes carried out showed no significant differences regarding the degree of physical attractive-ness for the different groups, which indicates that these participants do not differ in the per-ception of the attractiveness of the referred photographs. The second study was an experi-mental study, with a randomized sample, which aimed to test the mutual influence of racial stereotypes and the degree of facial physical attractiveness in the performance of moral judg-ment tasks, in the presence of targets of different ethnic profiles and with a degree of in-creased or decreased physical attractiveness. 333 people  answered an online, self-administered questionnaire, developed by the researcher using the Ef-survey digital platform. For the composition of the three Scenarios of Moral Dilemmas (of the Catwalk, of the Trans-plant and of the Lost Wallet), the three photographs evaluated in the previous study that presented a medium degree of physical attractiveness (AAM) and whose skin color was previously validated as brown were selected. After obtaining consent, the participant visualized the image that preceded the moral dilemma story and a short text containing the story attributed to/to the character, then she was invited to answer questions related to the moral decision-making attributed to the charac-ter (target) and about moral decision-making in relation to the dilemma. After processing the database, a series of multivariate analyzes (repeated measures, factorial and ANCOVAS ANOVA's) were performed to assess the impact of the presentation of the faces on the de-gree of moral judgment that the participants gave to themselves and to the target in question. . The first hypothesis was partially supported in the low-conflict moral dilemma setting, but was not supported in the high-conflict moral dilemma and impersonal dilemma setting. Just as the second hypothesis was not supported, as the ANOVA confirmed that there were no signi-ficant differences produced by the self-reported skin color and gender of our participants. With the exception of a trend observed in the interaction between gender and self-reported skin color in the scenario of the Transplantation moral dilemma. And in the scenario of the moral dilemma of the Lost Wallet, the ANOVA was not significant, although it had a margi-nal effect due to the interaction between sex and self-declared color by the participant. Still, the third and fourth hypotheses were not supported in any of the scenarios, since the results showed that the ethnic profile factors of the face together with a greater motivation to control prejudice were predictors of a greater evaluation of the moral conduct of the displayed target. These results are discussed in the light of theories of interpersonal attraction, moral judgment and intergroup relations.

10
  • Givanildo da Silva Nery
  • Violência e Processos de significação: um estudo com adolescentes em situação de rua

  • Orientador : MARILENA RISTUM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ROSELY CABRAL DE CARVALHO
  • DORA TEIXEIRA DIAMANTINO
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • MARILENA RISTUM
  • PATRICIA CARLA SILVA DO VALE ZUCOLOTO
  • Data: 26/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa buscou compreender os processos de significação de adolescentes em situação de rua sobre a violência. Foi utilizado uma abordagem de natureza qualitativa, do tipo interpretativa, tendo como referencial teórico a Psicologia Semiótico Cultural e como participantes cinco adolescentes em situação de rua, com idade entre 16 a 19 anos, que se encontravam morando ou trabalhando de modo irregular nas ruas de Feira de Santana-Ba. A construção e produção de dados compreendeu o mapeamento das instituições que trabalham com a referida população, o acesso a territórios geográficos e sociais de maior vulnerabilidade (semáforos, rodoviária, feira livre e praças públicas) e a aplicação de quatro instrumentos e/ou técnicas de coleta de dados (questionário sociodemográfico, técnica de vinhetas, entrevista semiestruturada e diário de campo). Os dados foram transcritos, organizados e analisados, por meio de uma ampla leitura, com o intuito de buscar significados e visando definir formas de categorização e/ou subcategorização das informações. Nesta tese destaca-se as implicações das construções semióticas de adolescentes na condução de comportamentos violentos e/ou na sua evitação. A retração de comportamentos violentos emergiu diante de signos carregados de representações sociais, religiosas e afetivas. A violência paterna e os conflitos familiares estiverem relacionados aos processos semióticos de ida para as ruas e cometimento de atos infracionais, já o trabalho realizado na rua expôs processos de internalização e externalização de valores relacionados a comportamentos morais e distanciamento de atos infracionais. Além disso, as narrativas dos participantes apontaram para processos de desfamiliarização, desproteção social e despolitização, sendo que signos provenientes da cultura coletiva como “agressão” e o “coração mau das pessoas” foram associados a formas de violência física, psicológica, social e institucional e outros signos provenientes da cultura pessoal como “Atenção às características das pessoas” e “Agir Educadamente” apresentaram-se como formas úteis de proteção, regulação afetiva, emocional e comportamental no ciclo de relações no mundo da rua.


  • Mostrar Abstract
  • This research sought to understand the meaning processes of homeless adolescents about violence. An approach of a qualitative nature, of the interpretative type, was used, having as a theoretical reference the Semiotic Cultural Psychology and as participants five adolescents living on the streets, aged between 16 and 19 years old, who were living or working irregularly on the streets of Feira de Santana-Ba. The construction and production of data comprised the mapping of the institutions that work with the referred population, the access to geographical and social territories of greater vulnerability (traffic lights, road, fair and public squares) and the application of four instruments and/or techniques of data collection (sociodemographic questionnaire, vignetting technique, semi-structured interview and field diary). The data were transcribed, organized and analyzed, through a broad reading, with the aim of seeking meanings and aiming to define forms of categorization and/or subcategorization of information. In this thesis, the implications of semiotic constructions of adolescents in the conduction of violent behavior and/or in its avoidance are highlighted. The retraction of violent behavior emerged in the face of signs loaded with social, religious and affective representations. Paternal violence and family conflicts are related to the semiotic processes of going to the streets and committing infractions, while work on the street exposed processes of internalization and externalization of values related to moral behavior and distancing from infractions. In addition, the participants' narratives pointed to processes of defamiliarization, lack of social protection and depoliticization, and signs from collective culture such as "aggression" and "people's bad hearts" were associated with forms of physical, psychological, social and institutional violence and other signs from personal culture such as “Attention to people's characteristics” and “Acting Politely” were presented as useful forms of protection, affective, emotional and behavioral regulation in the cycle of relationships in the street world.

11
  • Cristiana Kaipper Dias
  • O Papel da Escola no Processo de Construção de Gênero em Pessoas Trans

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • Mariana Leonesy da Silveira Barreto
  • PABLO PEREZ NAVARRO
  • PATRICIA CARLA SILVA DO VALE ZUCOLOTO
  • Data: 03/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo empreendeu uma investigação  sobre a maneira em que se dá a construção do gênero em pessoas pessoas trans a partir da sua vivência no contexto escolar. Para este estudo utilizamos como bases teóricas a Psicologia Semiótico-Cultural, a Teoria do Self Dialógico e a Teoria Queer pois, cada um ao seu modo, nos ajudaram a compreender a relação entre desenvolvimento da identidade de gênero e a escola. Entendemos que este é um tema de fundamental importância para as populações trans, considerando o nível de violência transfóbica sofrida por estas pessoas em uma sociedade organizada a partir da cisheternormatividade. Para este trabalho, utilizamos como base o método qualitativo, no qual empreendemos entrevistas abertas na modalidade online, com questionários semi-estruturados, utilizando também as técnicas do Mapa escolar e do Photovoice. Foram entrevistadas quatro pessoas trans entre vinte e um e vinte e nove anos, residentes em cidades brasileiras. A partir destas entrevistas, fizemos uma análise das narrativas para compreender de que modo as práticas da instituição escolar se relacionaram, em cada caso, com a construção da identidade de gênero. Como resultado, encontramos um ambiente escolar extremamente hostil em relação ao desenvolvimento de identidades trans, o que impossibilitou que os participantes fizessem a transição enquanto frequentavam a escola e criou um bloqueio semiótico sobre a transgeneridade, de modo a impedir ou atrasar o desenvolvimento da identidade de gênero des participantes. O único participante que conseguiu realizar sua transição de gênero ainda no ensino médio, relata ter sofrido inúmeras violências transfóbicas que quase o expulsaram do espaço escolar. Considerando que a legislação brasileira está baseada no paradigma da educação inclusiva, concluímos que a escola não tem cumprido seu papel de incluir todas as pessoas no processo de socialização e aprendizadem e proporcionar um desenvolvimento integral para seus alunos. Por isso, propusemos o conceito de cultura coletiva escolar, que seria uma dinâmica semiótica entres os atores escolares, criando valores e práticas internos ao contexto escolar. Além de orientar o ambiente escolar para um campo semiótico específico, que pode ser mais acolhedor ou mais preconceituoso, as narrativas que compõem a cultura coletiva escolar são internalizadas peles estudantes, passando a constituir seus posicionametos de eu e seu sistema de self, gerando impacto em seus desenvolvimentos. Para atuar nesta dinâmica e transformá-la positivamente, as escolas precisam empreender ações massivas e prolongadas. Neste sentido, para combater a transfobia e a cisheternormatividade nas escolas, se fazem necessárias legislações específicas, políticas públicas e ações práticas para garantir que pessoas trans possam existir com dignidade dentro do espaço escolar.


  • Mostrar Abstract
  • The present study undertook an investigation into the way in which gender is constructed in transgender people based on their experience in the school context. For this study, we used Semiotic-Cultural Psychology, Dialogical Self Theory and Queer Theory as theoretical bases because, each in their own way, they helped us to understand the relationship between the development of gender identity and school. We understand that this is an issue of fundamental importance for trans populations, considering the level of transphobic violence suffered by these people in a society organized on the basis of cisheternormativity. For this work, we used the qualitative method as a basis, in which we conducted open interviews in the online modality, with semi-structured questionnaires, also using the School Map and Photovoice techniques. Four transgender people between twenty-one and twenty-nine years old, residing in Brazilian cities, were interviewed. Based on these interviews, we conducted an analysis of the narratives to understand how the school's practices were related, in each case, to the construction of gender identity. As a result, we found an extremely hostile school environment towards the development of trans identities, which made it impossible for participants to transition while attending school and created a semiotic block on transgenderism in order to prevent or delay the development of gender identity. of the participants. The only participant who managed to make his gender transition while still in high school, reports having suffered numerous transphobic violence that almost expelled him from the school space. Considering that Brazilian legislation is based on the inclusive education paradigm, we conclude that the school has not fulfilled its role of including all people in the socialization and learning process and providing integral development for its students. Therefore, we proposed the concept of collective school culture, which describes the semiotic dynamics between school actors, creating values and practices internal to the school context. In addition to guiding the school environment towards a specific semiotic field, which can be more welcoming or more prejudiced, the narratives that make up the collective school culture are internalized by the students, starting to constitute their I-positions and their system of self, generating an impact on its developments. To act in this dynamic and transform it positively, schools need to undertake massive and prolonged actions. In this sense, to combat transphobia and cisheternormativity in schools, specific legislation, public policies and practical actions are needed to ensure that trans people can exist with dignity within the school space.
12
  • Clayton Silva de Almeida
  • SISTEMA DE COMPROMETIMENTOS E SUAS RELAÇÕES COM O DESEMPENHO E O COMPORTAMENTO DE VOZ PRÓ-SOCIAL: UM ESTUDO COM DOCENTES UNIVERSITÁRIOS

  • Orientador : ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • DIVA ESTER OKAZAKI ROWE
  • FABIOLA MARINHO COSTA
  • MAGNO OLIVEIRA MACAMBIRA
  • Data: 29/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Estudar a influência dos múltiplos comprometimentos com o trabalho no desempenho e comportamento de voz dos trabalhadores continua sendo um desafio teórico e empírico no campo do comportamento organizacional. Os estudos atuais abordam o comprometimento de forma isolada, sem considerar as inter-relações dinâmicas entre eles. Esta pesquisa busca preencher essa lacuna ao explorar como esses vínculos se estruturam de forma sistêmica utilizando os conceitos da Teoria de Sistemas de Comprometimento e os recursos da Análise de Rede Psicológicas. Esta tese tem como objetivo geral examinar como os múltiplos vínculos dos professores universitários com as atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão (comprometimento com ações), bem como o vínculo afetivo com a universidade (comprometimento organizacional) se articulam em um sistema de comprometimentos e seus possíveis impactos sobre o desempenho no trabalho e a emissão do comportamento de voz pró-social em dois contextos universitários, público e privado. Os professores participantes responderam um questionário contendo um conjunto de escalas psicometricamente válidas. Para a análise dos dados, foram utilizados os softwares estatísticos JASP 017.2.1 e Gephi-0.10.1. Foram utilizados testes de comparação de médias entre grupos (Teste T e ANOVA), análise de agrupamentos, correlações, regressão linear múltipla, análise de moderação e análise de redes psicológicas. A amostra desta pesquisa foi não probabilística, sendo os 416 professores participantes acessados por conveniência. Em termos de idade dos participantes, a variação foi de 27 a 75 anos (MD= 47,65; DP =10,46). A maioria dos participantes foi de pessoas do sexo feminino (59,13%). A partir da análise de cluster realizada, foram identificados e interpretados oito perfis de comprometimento com as ações docentes, aos quais foram atribuídos os seguintes rótulos: 1. Mais comprometido, 2. Menos comprometido, 3. Extensionista, 4. Não pesquisador, 5. Gestor, 6. Pesquisador, 7. Pesquisador Extensionista não gestor e 8. Pesquisador gestor não extensionista. Os perfis 1. "Mais Comprometimento" e 7. "Pesquisador extensionista não gestor", apresentaram os maiores níveis de desempenho no ensino (MD=4,27 e MD=4,22). Além disso, os perfis “Mais Comprometimento” e “Pesquisador gestor não extensionista” apresentaram as maiores médias de comprometimento com a gestão (M=5,33 e M=5,25) e com o comportamento de Voz Pró-Social (MD=4,12 e MD=4,14). Constatou-se que o vínculo com as ações prediz melhor o desempenho do que o comprometimento com a organização (17,7% > 3,6%). O vínculo afetivo com a universidade moderou as relações entre o comprometimento com a extensão e desempenho na extensão e também a relação entre o comprometimento com a gestão e o desempenho na gestão (p<0,005). A titulação do professor, em conjunto com o regime de trabalho, foram capazes de prever 18,2% de desempenho na pesquisa. Enquanto, o tempo como professor e o regime de trabalho foram capazes de prever 9,24% do desempenho na gestão. O comprometimento com as ações prediz melhor a voz pró-social em comparação com o comprometimento com a universidade (13,7% > 2,1%). O comprometimento com a gestão foi capaz de predizer 17,3 % da voz pró-social, enquanto que as variáveis sócio ocupacionais não foram capazes de explicar nenhuma variância. Na análise da rede, pode-se observar que os focos de comprometimento se agruparam em cinco comunidades distintas, mostrando relações fortes e intermediárias entre eles. Através do tamanho dos nós, foi possível notar que o vínculo estabelecido com a universidade é menor em comparação com os outros focos de comprometimento. Dentro dos vínculos com as ações, destacam-se o comprometimento com o ensino e a pesquisa como os mais fortes e consolidados. Por outro lado, percebe-se que o vínculo com a gestão é o que se apresenta de forma mais embrionária na rede, indicando que esse foco pode ser menos desenvolvido ou menos interconectado com os outros focos de comprometimento. Em síntese, conclui-se que o estudo cumpriu satisfatoriamente seus objetivos, respondendo como o comprometimento dos professores com a universidade e as atividades docentes impactam no desempenho e comportamento de voz pró-social. Contribuindo assim, para a compreensão de como os professores universitários gerenciam seus diversos vínculos e também abrindo uma agenda de pesquisa para estudos futuros.


  • Mostrar Abstract
  • Studying the influence of multiple work commitments on the performance and voice behavior of employees remains a theoretical and empirical challenge in the field of organizational behavior. Current studies approach commitment in isolation, without considering the dynamic interrelationships between them. This research seeks to fill this gap by exploring how these connections are structured systemically using the concepts of the Commitment Systems Theory and Psychological Network Analysis techniques. The main objective of this thesis is to examine how university professors' multiple commitments to teaching, research, extension, and management activities (action commitments), as well as their emotional attachment to the university (organizational commitment), are articulated in a system of commitments and their potential impacts on job performance and the expression of pro-social voice behavior in both public and private universities. The participating professors answered a questionnaire containing a set of psychometrically valid scales. The data analysis was carried out using the statistical software JASP 017.2.1 and Gephi-0.10.1. Mean comparison tests between groups (T-test and ANOVA), cluster analysis, correlations, multiple linear regression, moderation analysis, and psychological network analysis were used. The sample for this research was non-probabilistic, with 416 participating professors. The age range of the participants was from 27 to 75 years (MD = 47.65; SD = 10.46), and the majority of participants were female (59.13%). Based on the cluster analysis, eight profiles of commitment to teaching activities were identified and interpreted, labeled as follows: 1. More Committed, 2. Less Committed, 3. Extensionist, 4. Non-Researcher, 5. Manager, 6. Researcher, 7. Researcher-Extensionist Non-Manager, and 8. Researcher-Manager Non-Extensionist. The Profiles "1. More Committed" and "7. Researcher-Extensionist Non-Manager" showed the highest levels of teaching performance (MD = 4.27 and MD = 4.22). Additionally, profiles "8. Researcher-Manager Non-Extensionist" and "1. More Committed" showed the highest mean scores for management commitment (MD=5,33 e MD=5,25) and Pro-Social Voice Behavior (MD=4,12 e MD=4,14). It was found that the attachment to actions predicts job performance better than organizational commitment (17.7% > 3.6%). The emotional attachment to the university moderated the relationships between commitment to extension and extension performance, as well as the relationship between commitment to management and management performance (p < 0.005). The professor's academic title, together with their work regime, was able to predict 18.2% of research performance, while the time as a professor and the work regime predicted 9.24% of management performance. Commitment to actions predicted Pro-Social Voice Behavior better than commitment to the university (13.7% > 2.1%). Commitment to management was able to predict 17.3% of Pro-Social Voice Behavior, whereas socio-occupational variables could not explain any variance. In the network analysis, it is shown that the commitment focuses are grouped into five distinct communities, showing strong and intermediate relationships between them. Through the node sizes, it was possible to notice that the connection established with the university is smaller compared to other commitment focuses. Within the links with the actions, the commitment to teaching and research stands out as the strongest and most consolidated. On the other hand, it is perceived that the link with management is the most incipient in the network, indicating that this focus may be less developed or less interconnected with the other commitment focuses. In conclusion, the study satisfactorily fulfilled its objectives, addressing how the commitment of professors to the university and teaching activities impact performance and pro-social voice behavior. Thus, contributing to the understanding of how university professors manage their various commitments and providing a basis for further research.

13
  • ZELMA FREITAS SOARES
  • A responsividade e o envolvimento paterno em homens que exercem níveis de cuidado distintos no primeiro ano de vida do bebê

  • Orientador : PATRICIA ALVARENGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELIZABETH JOAN BARHAM
  • LUCIVANDA CAVALCANTE BORGES DE SOUSA
  • MAURO LUIS VIEIRA
  • CESAR AUGUSTO PICCININI
  • PATRICIA ALVARENGA
  • Data: 31/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Alguns estudos sobre a paternidade em famílias monoparentais, famílias homoafetivas masculinas e famílias heteroafetivas com homens envolvidos nos cuidados diretos com a criança, indicam que pais que se envolvem mais nos cuidados com o bebê no primeiro ano de vida podem ser mais responsivos a eles. Este estudo investigou a responsividade e o envolvimento paterno em homens que exerciam níveis de cuidado distintos no primeiro ano de vida do bebê. Foram definidos três níveis de cuidado paterno com base na literatura: primário (realizar cuidados diretos, principalmente, cuidados básicos, atendendo necessidades físicas e emocionais do bebê tanto quanto a/o companheira/o), secundário (realizar cuidados indiretos com frequência e auxiliar a/o companheira/o ou um segundo cuidador em cuidados diretos quando necessário) e provedor (se ocupar dos cuidados indiretos de provisão material da família e raramente executar cuidados diretos). Partindo do conceito de nível de cuidado paterno, foram realizados dois estudos complementares. O Estudo I foi um estudo descritivo que caracterizou aspectos subjetivos do envolvimento paterno em pais que exerciam três distintos níveis de cuidado no quinto mês de vida do bebê: primário, secundário e provedor. Participaram 10 pais primíparos (oito heteroafetivos e dois homoafetivos) que autorrelataram os cuidados e atividades realizados com o bebê em um questionário (via Google Forms) e responderam a Entrevista Semiestruturada sobre o Envolvimento Paterno em uma sessão online de aproximadamente 50 minutos. Os resultados da análise de fequências do questionário confirmaram a tendência já constatada na literatura que indicava que a frequência do envolvimento com os cuidados básicos é a característica que melhor diferencia os pais dos três diferentes níveis. Os resultados da análise temática da entrevista mostraram diferenças expressivas entre os cuidadores primários, secundários e provedores no modo como lidavam com três temas fundamentais da paternidade. O primeiro, tempo do pai, revelou que a falta de tempo foi percebida pelos cuidadores secundários e provedores como uma forte razão para o pouco envolvimento nos cuidados com o bebê, enquanto as fronteiras entre o tempo para o trabalho e o tempo para o bebê pareciam menos demarcadas para os cuidadores primários. O segundo tema, a interação do pai com o bebê, indicou que todos os pais perceberam avanços no desenvolvimento motor dos filhos, que afetavam as interações, mas que somente os cuidadores primários relataram em detalhes mudanças cognitivas notadas durante a interação com as crianças. O terceiro tema, colo do pai, mostrou marcantes dificuldades enfrentadas pelos pais cuidadores secundários e provedores para confortar o bebê e colocá-lo para dormir, que geravam angústia, especialmente nos provedores. O Estudo II foi um estudo de casos múltiplos que investigou a responsividade e o envolvimento paterno, ao longo do primeiro ano de vida do bebê em pais que exerciam níveis de cuidado distintos. Os participantes foram três pais que integraram o Estudo I: um pai cuidador primário, um pai cuidador secundário e um pai cuidador provedor. A Entrevista Semiestruturada sobre o Envolvimento Paterno e a Observação da Interação Livre Pai-Bebê foram realizadas online no 5º, 7º, 9º e 11º mês de vida dos bebês. Os resultados indicaram que o pai cuidador primário, que esteve sempre envolvido com as principais tarefas de cuidados, sobretudo os cuidados básicos, não demonstrou dificuldades em tarefas complexas como consolar o bebê e se mostrou bastante responsivo ao longo do primeiro ano de vida do bebê, com destaque para o comportamento de falar constantemente para o bebê, além de ter apresentado facilidade para engajar o filho na interação. O pai cuidador secundário esteve eventualmente envolvido nos cuidados com o bebê, mas relatou aumento progressivo no envolvimento em tarefas de cuidados básicos aos finais de semana ao longo do primeiro ano. Ele relatou algumas dificuldades de consolar o bebê e fazê-lo dormir à noite, mas desenvolvia essas tarefas, algumas vezes, durante o dia e conseguiu estabelecer relações mais sincronizadas com o bebê ao final do primeiro ano. O pai cuidador provedor, raramente envolvido com tarefas relacionadas aos cuidados básicos, relatou marcantes dificuldades de consolar o bebê e fazê-lo dormir, além de ter respondido mais intrusivamente ao comportamento do filho durante a interação. Em comparação com os demais pais, ele usou menos a fala não diretiva durante a interação, enquanto comandos para estabelecer limites para o comportamento do filho foram frequentes, principalmente ao final do primeiro ano. Os resultados apresentados nesta tese oferecem evidências de que o envolvimento constante do pai nos cuidados básicos desde os primeiros meses do bebê se reflete em maiores frequências de comportamentos responsivos paternos ao longo do primeiro ano de vida. Pressupõe-se que o engajamento frequente nessas tarefas ofereça oportunidades de o pai perceber mais facilmente as mudanças no desenvolvimento do bebê e praticar habilidades para lidar com elas de maneira sensível e contingente. Este trabalho pioneiro estabelece, portanto, o conceito nível de cuidado paterno, recomendando que esta seja uma dimensão central na pesquisa sobre a paternidade no primeiro ano de vida. Discute-se os benefícios do envolvimento dos pais nos cuidados com os filhos para os próprios pais, para os bebês e, consequentemente, para a redução de desigualdades de gênero em famílias heteroafetivas.


  • Mostrar Abstract
  • Some studies on fatherhood in male single-parent families, male homoaffective families, and hetero-affective families with men involved in direct childcare indicate that fathers who are more involved in these activities in the first year of the baby’s life may be more sensitive. This study investigated paternal sensitivity and involvement in men who exercised different levels of care in the baby's first year of life. Three levels of paternal care were defined based on the literature: primary (perform direct care, mainly basic care, addressing the baby's physical and emotional needs similarly to the partner), secondary (perform indirect care frequently and assist the partner or a second caregiver in direct care when necessary) and provider (take part in the indirect care of the family's material provision and rarely perform direct care). Starting from the concept of level of paternal care, two complementary studies were carried out. Study 1 was a descriptive study that characterized subjective aspects of father involvement in fathers who exercised three different levels of care in the baby’s fifth month: primary, secondary, and provider. The participants were 10 first-time fathers (eight hetero-affective and two homoaffective) who self-reported childcare and other activities performed with the baby in a questionnaire (via Google Forms) and answered the Semi-structured Interview on Father Involvement in an online session of approximately 50 minutes. The results of the frequency analysis of the questionnaire confirmed the trend already observed in the literature, which indicated that the frequency of involvement with basic care is the characteristic that best differentiates fathers from the three different levels. The results of the thematic analysis of the interview showed significant differences in the way the primary caregivers, secondary caregivers and provider caregivers dealt with three fundamental themes of fatherhood. The first, the father’s time, revealed that lack of time was perceived by secondary caregivers and providers as a strong reason for little involvement in childcare, while the boundaries between time for work and time for the baby seemed less demarcated for primary caregivers. The second theme, the father's interaction with the baby, indicated that all fathers reported advances in their children's motor development, which affected interactions, but only primary caregivers reported detailed cognitive changes noticed during interaction with children. The third theme, the father's lap, demonstrated significant difficulties faced by parents who were secondary and provider caregivers to comfort the babies and put them to sleep, which caused anguish, especially for providers caregivers. Study 2 was a multiple case study that investigated paternal sensitivity and father involvement, throughout the baby's first year of life, in fathers who performed different levels of care. The participants were three parents who participated in Study 1: one primary caregiver, one secondary caregiver, and one provider caregiver. The Semi-structured Interview on Father Involvement and the Observation of Free Father-Baby Interaction were conducted online in the babies’ 5th, 7th, 9th and 11th month. The results indicated that the primary caregiver, who was always involved with direct care tasks, especially basic care, did not show difficulties in complex tasks such as soothing the baby and was very sensitivity throughout the baby's first year of life, with emphasis on the behavior of constantly talking to the baby, in addition to easily engaging the child in the interaction. The secondary caregiver father was occasionally involved in childcare, but reported a progressive increase in involvement in the basic care tasks on weekends over the course of the first year. He reported some difficulties soothing the baby and putting him to sleep at night, but he performed these tasks sometimes during the day and was able to establish more synchronized relationships with the baby at the end of the first year. The provider caregiver, who was rarely involved with tasks related to basic care, reported marked difficulties in soothing the baby and putting him to sleep, in addition to having responded more intrusively to the child's behavior during the interaction. Compared to the other parents, he used less non-directive speech during the interaction, while commands to set limits for the child's behavior were frequent, especially at the end of the first year. The results presented in this thesis provide evidence that the father's constant involvement in basic care since the baby's first months is reflected in higher frequencies of paternal sensitive behavior throughout the first year of life. It is assumed that frequent engagement in these tasks provides opportunities for the father to more easily perceive changes in the baby's development and practice skills to deal with them in a sensitive and contingent way. This pioneering work establishes the concept of level of paternal care, recommending that this be a central dimension in research on fatherhood in the first year of life. The benefits of paternal involvement in child care for the parents themselves, for the babies and, consequently, for the reduction of gender inequalities in hetero-affective families is discussed.

14
  • Tânia Maria Lima Abreu
  • A experiência analítica e seus efeitos de formação na Escola de Lacan

  • Orientador : DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLEIDE PEREIRA MONTEIRO
  • ANALICEA DE SOUZA CALMON SANTOS
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • LUIS FRANCISCO ESPINDOLA CAMARGO
  • MARCELO FREDERICO AUGUSTO DOS SANTOS VERAS
  • Data: 11/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta tese é demonstrar que, na psicanálise de orientação freudiana e lacaniana, a formação do psicanalista advém, prioritariamente, de sua experiência como analisante. Para alcançar tal propósito, o trabalho está estruturado em três artigos, interligados pelo objeto da investigação, a saber, a relação entre experiência psicanalítica, a formação do psicanalista e o ensino da psicanálise. Os artigos discutem, a partir da conjunção e disjunção de argumentos, relações possíveis entre experiência, formação e ensino, tendo como marco teórico a psicanálise de orientação freudiana e lacaniana. Considerando, com Freud, que a pesquisa em psicanálise é parte constitutiva da clínica, esta investigação parte de uma experiência de psicanálise já concluída e em parte publicada, e enfatiza a incidência da experiência como analisante na formação e, consequentemente, no ensino/transmissão da psicanálise. A hipótese pode ser assim formulada: se desde Freud a formação do psicanalista tem por base o tripé constituído entre análise pessoal (ou seja, experiência analítica), supervisão dos tratamentos conduzidos pelo analista, e a teoria que advém da prática, a experiência de análise pessoal é o elemento que dá sustentação à supervisão e ao estudo teórico. A questão que guia a pesquisa é: como qualificar a formação do analista e o ensino/transmissão da psicanálise a partir da experiência de análise, na necessária articulação com a supervisão e o estudo da teoria? Desta questão central, busca-se avançar em outra pergunta: como fazer frente à avalanche de tratamentos com promessas de resultados imediatos? O primeiro artigo se centra no relato da minha experiência de análise e seus momentos cruciais, quais sejam: o começo, o meio e o final de uma análise. O segundo artigo prioriza a formação do analista em seu aspecto epistêmico, com ênfase nos esforços de Freud e de Lacan para manter preservadas as particularidades da psicanálise como uma clínica do singular. E o terceiro artigo aborda o ensino e a transmissão da psicanálise e seus desafios, devido à proximidade com o limite das palavras imposto pelo Real em jogo na transmissão epistêmica da teoria psicanalítica. O método desta investigação é a construção de testemunhos em primeira pessoa. Trata-se de um relato do percurso analítico para fins de transmissão, a partir de interlocuções com o material advindo das formações do inconsciente e relatados em sessões de análise, acompanhado de interpretações do analista que conduziu o tratamento. Apesar de se aproximar da construção do caso em psicanálise, distingue-se, fundamentalmente, porque a construção do caso clínico é um relato sobre o percurso de terceiros, sendo os testemunhos um relato em primeira pessoa sobre os efeitos de uma análise sobre o corpo daquele que oferece seu testemunho.


  • Mostrar Abstract
  • The objective of this thesis is to demonstrate that, in Freudian and Lacanian psychoanalysis, the training of a psychoanalyst comes primarily from their experience as an analysand. The work is structured in three articles, interconnected by the object of investigation, namely, the relationship between psychoanalytic experience, psychoanalyst training, and the teaching of psychoanalysis. The articles discuss, from the conjunction and disjunction of arguments, possible relations between experience, training, and teaching, having Freudian and Lacanian psychoanalysis as a theoretical framework. Considering, with Freud, that research in psychoanalysis is a constitutive part of the clinic, this investigation starts from an experience of psychoanalysis already concluded and in part published, and emphasizes the incidence of the experience as an analysand in the formation and, consequently, in the teaching/transmission of psychoanalysis. The hypothesis can be formulated as follows: if, since Freud, psychoanalyst training has been based on the tripod formed between personal analysis (i.e. analytical experience), supervision of treatments conducted by the analyst, and the theory that comes from practice, the experience of personal analysis is the element that supports supervision and theoretical study. The question that guides the research is: how do we qualify the training of the analyst and the teaching/transmission of psychoanalysis from the analysis experience, within the necessary articulation between supervision and the study of theory? From this central issue, we move on to another question: how do we face the avalanche of treatments that promise immediate results? The first article focuses on reporting my own analysis experience and its crucial moments, namely: the beginning, middle and end of an analysis. The second article prioritizes the training of the analyst in its epistemic aspect, with emphasis on Freud's and Lacan's efforts to preserve the particularities of psychoanalysis as a unique clinic. And the third article addresses the teaching and transmission of psychoanalysis and its challenges, due to the proximity to the limit of words imposed by the Real that is at stake in the epistemic transmission of psychoanalytic theory. The method of this investigation is the construction of first-person testimonies. This is an account of the analytical path for transmission purposes, based on dialogues with the material arising from the formations of the unconscious and reported in analysis sessions, accompanied by interpretations of the analyst who conducted the treatment. Despite approaching the construction of the case in psychoanalysis, it so differs, fundamentally, because the construction of the clinical case is a report on the path of third parties, with testimonies being a first-person report on the effects of an analysis on the body of the individual who offers their testimony.

15
  • LHAIS ALVES DE SOUZA PEREIRA SANTANA
  • COPING OCUPACIONAL E BEM-ESTAR NO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DE UTI

  • Orientador : SONIA REGINA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • MARCIA OLIVEIRA STAFFA TIRONI
  • MARIA FABIANA DAMASIO PASSOS
  • RAYANA SANTEDICOLA ANDRADE
  • SONIA REGINA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 27/10/2023

  • Mostrar Resumo
  • Contextos de trabalho marcados pela presença de demandas variadas, como as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), requerem investigações sobre o modo como os profissionais enfrentam (coping) essas demandas e os impactos desse enfrentamento sobre o seu bem-estar. Nesse sentido, essa tese teve como objetivo identificar as relações entre as estratégias de coping utilizadas pelos profissionais de unidades de terapia intensiva (UTIs) e os indicadores de bem-estar no trabalho (BET), considerando as características do trabalho (demandas e recursos) bem como as características pessoais dos profissionais (traços de personalidade). Para alcançar esse objetivo, foram desenvolvidos três estudos. O estudo 1, realizado através de uma revisão de escopo de literatura, apontou para a importância de considerar não somente as demandas (estressores), mas também os recursos disponíveis no contexto de trabalho para um melhor entendimento da relação entre coping e bem-estar nesse contexto. O estudo 2, a partir de uma abordagem qualitativa de análise dos dados, obtidos através de entrevistas semiestruturadas realizadas com 35 profissionais de UTI, identificou demandas inerentes ao trabalho (e.g., gravidade do quadro do paciente) e recursos vinculados ao suporte - social, instrumental, informacional e/ou organizacional (e.g., suporte informacional) como características relevantes neste contexto; pôde-se identificar também uma maior frequência no uso do coping controle e, de forma predominante, a vivência de BET (afetos positivos) entre os profissionais. O estudo 3, realizado através de um levantamento quantitativo (n = 157), identificou que, de forma geral, o coping focado no problema contribui para o bem-estar no trabalho, exceto entre profissionais com nível alto no traço neuroticismo; este tipo de coping interage com os traços conscienciosidade (de forma positiva) e neuroticismo (de forma negativa) em suas relações com o BET; foi observado também que o coping focado na emoção e o coping evitativo prejudicam o bem-estar; ademais, as análises de correlação apontaram para a importância da oferta dos recursos autonomia e suporte social bem como da baixa exposição às demandas sobrecarga de papeis e pressão da responsabilidade para uma maior vivência de BET entre profissionais de UTI. Em conjunto, esses estudos possibilitaram avançar no entendimento teórico do bem-estar no contexto de trabalho ao apresentar as relações estabelecidas com o coping, com as características do trabalho e com as características pessoais em profissionais de UTI, que são expostos a diversos estressores. Esse entendimento pode fundamentar intervenções que contribuam com o bem-estar dos trabalhadores e refletir na melhoria do atendimento aos pacientes. Limitações e sugestões para estudos futuros são apresentadas, de forma específica, nos estudos 1, 2 e 3.


  • Mostrar Abstract
  • Work contexts marked by the presence of varied demands, such as Intensive Care Units (ICUs), require investigations into how professionals face these demands and the impacts of this coping on their well-being. In this sense, this thesis aimed to identify the relationships between the coping strategies used by professionals in intensive care units (ICUs) and the indicators of well-being at work (WBW) considering the characteristics of the work (demands and resources) as well as the personal characteristics of professionals (personality traits). To achieve this objective, three studies were developed. Study 1, carried out through a literature scope review, pointed to the importance of considering not only the demands (stressors), but also the resources available in the work context for a better understanding of the relationship between coping and well-being in this context. Study 2, based on a qualitative approach to analyzing data, obtained through semi-structured interviews carried out with 35 ICU professionals, identified demands inherent to the work (for example, severity of the patient's condition) and resources linked to social support - instrumental, informational and/or organizational (e.g., informational support) as relevant characteristics in this context; it had could also identify a greater frequency in the use of control coping and, predominantly, an experience of WBW (positive affects) among professionals. Study 3, carried out through a quantitative survey (n = 157), found that, in general, problem-focused coping contributes to well-being at work, except among professionals with a high level of the neuroticism trait; this type of coping interacted with the traits conscientiousness (in a positive way) and neuroticism (in a negative way) in their relations with WBW; it was also observed that emotion-focused coping and avoidant coping harm well-being; demonstration analyzes pointed to the importance of offering autonomy and social support resources as well as low exposure to the demands of role overload and pressure of responsibility for a greater experience of WBW among ICU professionals; however, these characteristics did not interact with coping in its relations with WBW. Together, these studies made it possible to advance the theoretical understanding of well-being in the work context by presenting the alternative relationships with coping, work characteristics and personal characteristics in ICU professionals, who are exposed to various stressors. This understanding can support interventions that contribute to the well-being of workers and reflect on improving patient care. Limitations and suggestions for future studies are specifically presented in studies 1, 2 and 3.

16
  • KLESSYO DO ESPIRITO SANTO FREIRE
  • SEMIOSE E ESPAÇO DE VIDA: UMA ANÁLISE DA SITUAÇÃO DE SOFRIMENTO PSÍQUICO EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • Mariana Leonesy da Silveira Barreto
  • RAMON CERQUEIRA GOMES
  • VERONICA GOMES NASCIMENTO
  • VIVIAN VOLKMER PONTES
  • Data: 06/11/2023

  • Mostrar Resumo
  • O ensino superior é considerado pela literatura como um período crítico de transição desenvolvimental para a/o estudante, no qual ocorre uma redefinição de uma série de processos psicológicos que alteram a percepção sobre e si e ao mundo ao ser redor. Levando em consideração essa questão, diversos estudos realizados ao redor do mundo têm encontrado uma prevalência alta de transtornos psicopatológicos nesse público, por vezes até maior do que a população geral. Entretanto, observou-se um padrão no perfil metodológico desses trabalhos, baseando-se em uma perspectiva quantitativa e de correlação. Além disso, adotaram um paradigma cartesiano, linear, estático e de causa e efeito na compreensão do que é o sofrimento psíquico, atribuindo ou aos aspectos sociais ou a problemas de ordem individual à explicação desse fenômeno. Com isso, o presente estudo adotou como referencial teórico a Psicologia Cultural Semiótica em diálogo com o conceito de semiose da Biossemiótica, a Teoria de Campo de Kurt Lewin e a perspectiva fenomenológica do conhecimento em primeira pessoa de Husserl para construir um modelo de compreensão do sofrimento psíquico. Ele se baseia em uma concepção dinâmica e bidirecional na relação entre indivíduo e sociedade. Outrossim, ele também amplia a concepção de como os processos afetivos participam da regulação semiótica e da construção de significados. Nesse modelo o sofrimento psíquico é um tipo particular de semiose, no qual significados superordenados (conceito utilizado a partir do Two-stage semiotic model) favorecem a emergência de campos afetivos-semióticos hipergeneralizados que afetam a relação entre indivíduo e mundo, apontando para uma dificuldade de gerenciar fronteiras psicológicas no espaço de vida do indivíduo. Desse modo, traçou-se como objetivo do trabalho compreender a semiose e o espaço de vida em estudantes universitários em situação de sofrimento psíquico. Como desenho de pesquisa utilizou-se uma persepctiva idiográfica e fenomenológica. Já a metodologia foi inspirada nos estudos de caso, foram realizadas três entrevistas semi-estruturadas com três estudantes atendidas/os em um projeto de acolhimento psicológico online. Os resultados apontaram que o sofrimento psíquico diz respeito sobretudo a campos afetivos- semióticos hipergeneralizados relacionados com a identidade das/o participantes. Essas questões foram catalisadas a partir de aspectos significativos da universidade que negociaram determinados significados relacionados às suas histórias de vida no processo de semiose. Nesse sentido, considerou-se que a competitividade advindo da gestão das universidades dos últimos 20 anos, o pouco espaço para consideração de aspectos de relacões humanas no ambiente universtiário e os diversos preconceitos presentes na sociedade e que reverberam nesse espaço podem participar do processo de construção de significação do sofrimento psíquico. Outro ponto levantado foi a possibilidade de o paradigma biomédico, popularizado na sociedade, e o discurso de que a universidade produz adoecimento pode favorecer que estudantes interpretem situações de mal estar através de signos advindo de psicopatologias, cristalizando determinados significados sobre si e sobre o mundo. Por fim, o estudo conclui com as aplicações da Psicologia Cultural Semiótico através do modelo aqui proposto na Psicologia Clínica e na Psicopatologia. Além disso, foi discutido a importância de ampliação do atendimento psicológico para estudantes universitários no Brasil, especialmente nas universidades públicas, bem como na necessidade de repensar o produtivismo e a gestão através de modelos empresariais nas instituições de ensino superior. 


  • Mostrar Abstract
  • The literature considers high education as a critical period in developmental transitions. The higher students' perceptions of themselves and the world changed during this period. Considering this question, several studies in many countries found a hugger prevalence of mental disorders in this population. In many cases, the prevalence is higher than the general population. In most cases, these studies work from a quantitative perspective and try to make the correlation between variables of personal life and university life. In addition, these studies utilize a Cartesian, linear, cause-and-effect paradigm to comprehend what is a mental disorder. This perspective explains the cause of mental disorders related to a problem of the individual or social aspects. Tis study adopted the framework of Cultural Semiotic Psychology in dialogue with the concept of semiosis in Biosemiotics, the Field Theory of Kurt Lewin and the Husserl phenomenological perspective of knowledge in the first person to build a model to comprehend psychic suffering. This model utilizes a dynamic and bidirectional conception to understand the relationship between the person and the environment. This model also explains how the affective process participates in the semiotic regulation system to produce meanings. In this perspective, psychic suffering is a mode of semiosis in which superordinate meanings (concept of the Two-stage semiotic model) encourage the emergence of hypergneralized semiotic-affective meaning fields that bring consequences in the relationship between the person and the environment. This question echoes in individuals who have difficulty managing the borders of their life space. In this way, this study's primary objective is to comprehend the semiosis and life space in university students in situations of psychic suffering. Thus, the research design utilized in this study is the idiographic and phenomenological one. A semi-structured interview with three students who attended a psychological support online project were carried on. The main results show that the hipergeneralized semiotic-affective meaning fields is related to the personal identity in psychic suffering of students. This issue was linked to significant aspects of the environment and the personal trajectory catalyzed by the university context. In this way, this study concluded that the adoption of business management by the universities in the last twenty years, the lack of space for human relationships in universities, could participate in the meaning-making process in psychic suffering of university students. Another point that this research discusses is the possibility of a biomedical paradigm popularized in society and the discussion of universities producing mental diseases involved in interpreting a malaise of university students occurring through psychopathological signs and crystalizing particular meanings about the personal aspects and world. Finally, the study concludes with the applications of Semiotic Cultural Psychology through the model proposed in this research in Clinical Psychology and Psychopathology. In addition, the importance of expanding psychological care for university students in Brazil was discussed, especially in public universities, and the need to rethink productivism and management through business models in higher education institutions.

17
  • Víctor Manuel Carrasco Belmont
  • Estilos cognitivos e comportamentos estratégicos na pandemia COVID-19. Uma análise nos microempresários brasileiros e mexicanos dos setores serviços e comércio

  • Orientador : ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARISTEO SANTOS LOPEZ
  • CARLOS ALBERTO PULIDO CAVERO
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • DAIANE ROSE CUNHA BENTIVI
  • JANICE APARECIDA JANISSEK
  • Data: 10/11/2023

  • Mostrar Resumo
  • O comportamento estratégico nas organizações é constantemente influenciado pelo contexto e pelas formas de gerir dos dirigentes. Nas microempresas, as estratégias estão normalmente a cargo de uma única pessoa, o gerente-proprietário, e não de uma coalizão dominante, como ocorre em corporações de maior tamanho. Nesse sentido, o estilo cognitivo do tomador de decisão pode, de maneira significativa, influenciar o comportamento estratégico adotado pela microempresa, sendo que esse estilo agirá, ou reagirá, ao ambiente de forma determinada. A tese se objetivou a analisar as relações existentes entre os estilos cognitivos, os comportamentos estratégicos e as mudanças na gestão durante a pandemia COVID-19 nos microempresários brasileiros e mexicanos dos setores comércio e serviços. O método proposto para esta pesquisa é de natureza quantitativa, exploratória, descritiva e correlacional. Participaram do estudo 240 microempresários (120 brasileiros e 120 mexicanos) dos setores comércio e serviços. Para a coleta de dados, foi criada, validada e depois testada a EQEC em conjunto com o Questionário sobre Estratégias Genéricas (Miles & Snow, 1978), adaptado do português ao espanhol, e um questionário introdutório que incluiu informações sociodemográficas, empresariais e do contexto pandêmico. Realizaram-se análises fatoriais, descritivas e correlacionais. Os resultados mostraram evidências de validade significativas para a EQEC no contexto brasileiro e mexicano. O Questionário sobre Estratégias Genéricas também mostrou evidências de validade significativas na adaptação ao espanhol. Os estilos cognitivos “Revolucionário” e “Conquistador” foram os mais predominantes tanto nos microempresários brasileiros quanto nos mexicanos. Por outro lado, o comportamento estratégico “Analítico” predominou nos microempresários brasileiros, enquanto que “Prospetor” e “Defensivo” predominaram nos microempresários mexicanos. Houve associações significativas entre os estilos cognitivos, os comportamentos estratégicos e as mudanças na gestão durante a pandemia. O estilo “Conservador” se relacionou positivamente com o comportamento “Defensivo” e negativamente com os comportamentos “Analítico” e “Prospetor”; o estilo “Revolucionário” se relacionou positivamente com o comportamento “Prospetor”, e; o estilo “Conquistador” se relacionou positivamente com o comportamento “Analítico” e negativamente com o comportamento “Prospetor”. Adicionalmente, o estilo “Conservador” teve uma relação negativa com mudanças “Altas” na gestão durante a pandemia, e uma relação positiva com mudanças “Baixas”; o estilo “Constitucionalista” mostrou uma relação negativa com mudanças “Altas” na gestão durante a pandemia, e; o estilo “Revolucionário” mostrou uma relação negativa com mudanças “Baixas” na gestão durante a pandemia, e uma relação positiva com mudanças “Altas”. Assim mesmo, o comportamento “Prospetor” mostrou uma relação positiva com mudanças “Altas” na gestão durante a pandemia; “Analítico” mostrou uma relação negativa com mudanças “Baixas” na gestão durante a pandemia, e; “Defensivo” mostrou uma relação positiva com mudanças “Baixas” na gestão durante a pandemia. Também se identificaram associações significativas entre as variáveis e as características sociodemográficas (idade e sexo). Conclui-se que a EQEC é capaz de determinar amplamente os estilos cognitivos dos empresários. Também se demonstra que a maioria dos participantes tomou decisões de maneira revolucionária ou conquistadora durante a pandemia, ou seja, inovaram nas suas empresas usando experiências anteriores ou geriram abrangentemente, usando comportamentos “Analíticos”, “Defensivos” ou “Prospetores”. Dentre as mudanças na gestão durante a pandemia, novas formas de administrar, reorganizar a empresa e desenvolver novos produtos/serviços foram as mais frequentes. Deduz-se que a gestão organizacional não somente é influenciada pelo contexto, senão também pelos estilos cognitivos e as características pessoais dos microempresários.


  • Mostrar Abstract
  • The strategic behavior of organizations is constantly influenced by the context and the ways of managing two leaders. In microenterprises, the strategies are normally carried out by a single person, or manager-owner, and not by a dominant coalition, as occurs in larger corporations. In this sense, the cognitive style of the decision maker can, in a significant way, influence the strategic behavior adopted by the microenterprise, meaning that this style will affect, or react with, the environment in a determined way. This was aimed at analyzing the relationships existing between cognitive styles, strategic behaviors and management changes during the COVID-19 pandemic in Brazilian and Mexican micro-entrepreneurs in two commercial and service sectors. The proposed method for this research is of a quantitative, exploratory, descriptive and correlational nature. 240 micro-entrepreneurs (120 Brazilians and 120 Mexicans) will participate in the study, two commercial and service sectors. For the data collection, the EQEC was created, validated and subsequently tested together with the Questionnaire on Generic Strategies (Miles & Snow, 1978), adapted from Portuguese to Spanish, and an introductory questionnaire that included sociodemographic, business and context information. pandemic. We will carry out factorial, descriptive and correlational analyses. The results will show evidence of significant validity for the EQEC in the Brazilian and Mexican context. The Questionnaire on Generic Strategies also showed significant evidence of validity in the adaptation to Spanish. The cognitive styles “Revolucionário” and “Conquistador” are more predominant both in Brazilian micro-entrepreneurs and in Mexicans. On the other hand, the “Analytical” strategic behavior predominated in Brazilian microentrepreneurs, while “Prospect” and “Defensive” predominated in Mexican microentrepreneurs. There are significant associations between cognitive styles, strategic behaviors and management changes during the pandemic. The “Conservative” style was positively related to “Defensive” behavior and negatively to “Analytical” and “Prospector” behaviors; The “Revolutionary” style was positively related to the “Prospector” behavior, e; The “Pathfinder” style was positively related to “Analytical” behavior and negatively to “Prospector” behavior. Additionally, the “Conservative” style has a negative relationship with “High” changes in management during the pandemic, and a positive relationship with “Low” changes; The "Constitutionalist" style showed a negative relationship with "High" changes in management during the pandemic, and; The “Revolutionary” style showed a negative relationship with “Low” changes in management during the pandemic, and a positive relationship with “High” changes. Likewise, the "Prospector" behavior showed a positive relationship with "High" changes in management during the pandemic; "Analytical" showed a negative relationship with "Baixas" changes in management during the pandemic, and; “Defensive” showed a positive relationship with “Baixas” movers during the management during the pandemic. Significant associations between the variables and the sociodemographic characteristics (age and sex) were also identified. It was concluded that the EQEC is capable of broadly determining the cognitive styles of two entrepreneurs. It is also shown that most of the participants made decisions in a revolutionary or conquering way during the pandemic, or perhaps, they will innovate in their companies using previous experiences or aggressively, using “Analytical”, “Defensive” or “Prospecting” behaviors. Among the changes in management during the pandemic, new ways of managing, reorganizing the company and developing new products/services are more frequent. I deduce that organizational management is not only influenced by context, but also by cognitive styles and the personal characteristics of the two micro-entrepreneurs.

18
  • GRACEANE COELHO DE SOUZA
  • O PROCESSO DE SE TORNAR EMPREENDEDOR: AÇÕES, OPORTUNIDADES E REDES EMPRENDEDORAS

  • Orientador : JANICE APARECIDA JANISSEK
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALECIANE DA SILVA MOREIRA FERREIRA
  • ANA PAULA MORENO PINHO
  • HEILA MAGALI DA SILVA VEIGA
  • JANICE APARECIDA JANISSEK
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • Data: 01/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • O processo empreendedor na perspectiva da effectuation possui três elementos básicos:
    avaliação dos recursos disponíveis, avaliação dos cursos de ações possíveis e interações com
    outras pessoas. Na presente tese, esses elementos foram utilizados para analisar como os
    empreendedores podem empregar ações de causation e effectuation simultaneamente em
    algumas fases desse processo: no desenvolvimento da oportunidade, na criação do negócio e
    no comportamento de participação em redes. Assim, teve como objetivo geral analisar como
    ocorre o processo empreendedor de fundadores de pequenos negócios pela lente da causation e
    da effectuation para o desenvolvimento de oportunidades, criação de negócio e participação em
    redes empreendedoras, considerando os antecedentes e os impactos do contexto pós-pandemia.
    A metodologia qualitativa foi apropriada para este estudo, cuja técnica de coleta de dados foi a
    entrevista. No total, foram entrevistados, presencialmente, 20 empreendedores, cujos requisitos
    para participação era: ser o fundador/proprietário e gestor de um pequeno negócio, ser o
    principal ou um dos principais tomadores de decisão do negócio, ser residente da cidade de
    Salvador ou região metropolitana. A técnica de análise de dados foi análise de conteúdo
    temática, que teve o apoio do software Atlas Ti para sistematização dos resultados. O principal
    resultado encontrado por esta tese é que os empreendedores empregam causation e effectuation
    simultaneamente em diferentes momentos do processo, sendo a effectuation mais
    predominante na lógica do pensamento, no desenvolvimento de oportunidades e na criação de
    novos empreendimentos, e a causation sendo mais predominante em ações para a incerteza no
    futuro da empresa e no comportamento empresarial em rede. Observou-se, assim, que a
    flexibilidade e o estar atento a novas oportunidades foi essencial para a sobrevivência do
    negócio ou possibilitou o início de uma nova carreira e até de um novo negócio. Ao mesmo
    tempo, revelou a importância de ações que envolvam o planejamento, diversificação e análise
    do mercado como forma de diminuir as incertezas relacionadas ao futuro. Desse modo, os
    resultados encontrados nesta tese ajudam a compreender a complexidade do processo
    empreendedor, tendo como diferencial a associação dos principais elementos em um único
    modelo explicativo.


  • Mostrar Abstract
  • The entrepreneurial process from the effectuation perspective has three basic elements:
    assessment of available resources, assessment of possible courses of action and interactions
    with other people. In this thesis, these elements were used to analyze how entrepreneurs can
    employ causation and effectuation simultaneously in some phases of this process: in
    opportunity development, in new venture creation and in entrepreneurial networking behavior.
    Thus, the general objective was to analyze how the entrepreneurial process of small business
    founders occurs through the lens of causation and effectuation for the opportunity
    development, new venture creation and entrepreneurial networking behavior, considering the
    antecedents and impacts of the post-pandemic context. A qualitative methodology was
    appropriate for this study, whose data collection technique was interviews. In total, 20
    entrepreneurs were interviewed in person, and the requirements for participation were: being
    the founder/owner and manager of a small business, being the main or one of the main
    decision makers of the business, being a resident of the city of Salvador or its metropolitan
    region. The data analysis technique was content analysis, which was supported by the Atlas Ti
    software to systematize the results. The main result found by this thesis is that entrepreneurs
    employ causation and effectuation simultaneously at different moments of the process, with
    effectuation being more predominant in the of thought´s logic, opportunity development and
    new venture creation, and causation being more predominant in actions to uncertainty in the
    future of the enterprise and in the entrepreneurial networking behavior. It was therefore
    observed that flexibility and being alert to new opportunities was essential for the survival of
    the business or made it possible to start a new career and even a new business. And, at the
    same time, it revealed the importance of actions involving planning, diversification and market
    analysis as a way of reducing uncertainties related to the future. Therefore, the results found in
    this thesis help to understand the complexity of the entrepreneurial process, with the difference
    being the association of the main elements in a single explanatory model.

19
  • PABLO MATEUS DOS SANTOS JACINTO
  • IDENTIDADE DE FAMÍLIA CONSTITUÍDA POR ADOÇÃO TARDIA: DINÂMICAS ENTRE PARENTALIDADES E FILIAÇÕES

  • Orientador : MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • CARLOS ALBERTO MACIEL PUBLIO
  • DORA TEIXEIRA DIAMANTINO
  • TATIANA VALERIO
  • VIVIAN VOLKMER PONTES
  • Data: 14/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Adoção tardia envolve a inserção de crianças maiores de dois anos ou adolescentes em famílias substitutas. Em 2019, havia 33.539 crianças e adolescentes institucionalizadas nessa faixa de idade, correspondendo a mais de 85% do total. Preconceitos referentes à adoção tardia são presentes na sociedade, associando-a ao fracasso decorrente da história pregressa de institucionalização e vulnerabilidade das crianças maiores e adolescentes disponíveis para adoção. No entanto, muitas adoções tardias ocorrem no Brasil, proporcionando proteção e desafios às crianças, adolescentes e famílias, envolvendo estabelecimento de vínculo, afeto e novas responsabilidades. Um dos desafios é a construção de uma identidade compartilhada pela família, orientando sua trajetória desenvolvimental. Neste estudo, investigou-se o impacto da combinação das abordagens narrativistas em psicologia e a teoria bioecológica do desenvolvimento humano no contexto de famílias formadas por adoção tardia. O foco foi compreender como o ato narrativo e seu conteúdo influenciavam a construção da identidade familiar e quais as consequências disso no processo de adoção vivenciado pelas famílias.  Diante disso, este estudo teve por objetivo compreender as dinâmicas estabelecidas entre parentalidade e filiação que emergem através do processo de adoção tardia, apreendendo as narrativas construídas coletivamente pelas famílias, de modo a elucidar o processo de construção da identidade adotiva de família a partir do fenômeno estudado. Metodologicamente, partiu-se de uma pesquisa qualitativa, exploratória e idiográfica, valorizando as especificidades dos casos analisados. Três famílias foram entrevistadas através de entrevista narrativa individual e entrevista coletiva com os membros de cada família mediada pela estratégia do photovoice. Foram analisados os conteúdos das narrativas produzidas através do processo de recontação, tendo as histórias de cada família sido reorganizadas pelo pesquisador de modo cronológico e temático. As interações dos photovoices também foram analisadas com base no modelo de declarações para grupos focais. Como resultados, constatou-se que a construção da parentalidade adotiva antecede a objetividade concretizada pelo sistema de justiça. As famílias elaboram narrativas coesas mesmo através de processos de negociação nem sempre concordantes entre os membros, mas que traçam um perfil de representação que o grupo possui de si. Essas narrativas se pautam em conjuntos de elementos dentro de três categorias: jurídica, afetiva e agentiva. Identificou-se que a família funciona de modo dual, ora operando como unidade/entidade, ora operando como contexto. Em ambos os casos, a identidade da família emerge como um processo em construção e base para novas experiências, não sendo apenas um produto das trajetórias desenvolvimentais das famílias.


  • Mostrar Abstract
  • Late adoption involves placing children older than two years or adolescents in foster families. In 2019, there were 33,539 institutionalized children and adolescents in this age group, corresponding to more than 85% of the total. Prejudices regarding late adoption are present in society, associating it with failure resulting from the previous history of institutionalization and vulnerability of older children and adolescents available for adoption. However, many late adoptions occur in Brazil, providing protection and challenges to children, adolescents and families, involving bonding, affection and new responsibilities. One of the challenges is the construction of an identity shared by the family, guiding its developmental trajectory. In this study, we investigated the impact of combining narrativist approaches in psychology and the bioecological theory of human development in the context of late-adoption families. The focus was to understand how the narrative act and its content influenced the construction of family identity and what were the consequences of this in the adoption process experienced by families. Therefore, this study aimed to understand the dynamics established between parenting and filiation that emerge through the process of late adoption, apprehending the narratives collectively constructed by families, in order to elucidate the process of construction of the adoptive family identity from the phenomenon studied. Methodologically, it started with a qualitative, exploratory and idiographic research, valuing the specificities of the analyzed cases. Three families were interviewed through individual narrative interviews and collective interviews with the members of each family mediated by the photovoice strategy. The contents of the narratives produced through the retelling process were analyzed, with the stories of each family being reorganized by the researcher chronologically and thematically. The interactions of the photovoices were also analyzed based on the statements model for focus groups. As a result, it was found that the construction of adoptive parenting precedes the objectivity achieved by the justice system. Families elaborate cohesive narratives even through negotiation processes that are not always in agreement between members, but that outline a representation profile that the group has of itself. These narratives are based on sets of elements within three categories: legal, affective and agentive. It was identified that the family works in a dual way, sometimes operating as a unit/entity, sometimes operating as a context. In both cases, the family's identity emerges as a process under construction and the basis for new experiences, not just being a product of the families' developmental trajectories.

20
  • SANDRA REGINA MENDONÇA LEMOS
  • Construção de Sentidos de Prostitutas sobre o Direito a Saúde Integral e o Acesso aos Serviços nas Unidades do Sistema Único de Saúde SUS.

  • Orientador : MONICA LIMA DE JESUS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JACQUELINE ESPINOZA IBACACHE
  • MARIA AUXILIADORA TEIXEIRA RIBEIRO
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • RENATA MEIRA VERAS
  • SUELY AIRES PONTES
  • Data: 14/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta tese abrange os sentidos produzidos por prostitutas sobre o direito à saúde integral e o acesso às Unidades do Sistema Único de SaúdeSUS. A perspectiva utilizada é da Psicologia Social, com base construcionista, com a finalidade de analisar o processo de estigmatização vivido por essas mulheres no seu cotidiano, considerando pertencimentos de gênero, classe social, raça/cor, bem como identificando as estratégias utilizadas para o acesso às unidades de saúde do SUS. A tese está organizada em sete partes. No primeiro momento, descrevo a minha trajetória profissional que, de certo modo, justifica o interesse pelo estudo. Na primeira parte, a Introdução, discuto sobre prostituição e a invisibilidade dessas mulheres para acesso ao SUS; na segunda parte, realizo a Revisão de Literatura onde estão organizados os fundamentosteóricos e epistemológicos sobre a temática pesquisada; na terceira parte, explicito os Objetivos do estudo; o Referencial Teórico localiza-se na quarta parte, dedicado à articulação da perspectiva construcionista e os desdobramentos na psicologia social, com ênfase na prostituição e suas interfaces; na quinta parte, descrevo os Procedimentos Metodológicos. Trata-se de uma pesquisa exploratória, do tipo qualitativa, na qual foram entrevistadas sete prostitutas no Centro Histórico de Salvador. A Análise das Informações é tratada na sexta parte. As transcrições das entrevistas descortinam os sentidos produzidos por essas mulheres sobre o acesso aos serviços de saúde, como também as estratégias estabelecidas por elas para operacionalização básica deste acesso. Por fim, a sétima parte, com Algumas Considerações, destacando a necessidade de trabalhar as práticas de cuidado a partir da singularidade das mulheres prostitutas, tendo como fundamento o respeito à vida e as diferenças, reduzindo as dificuldades, ampliando o acesso, e permitindo que essas mulheres tenham seus direitos garantidos, suas necessidades atendidas, livres de qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis comprehend the sense construction of prostitutes about the right to integral healthcare and the access to unities of Health Unit System SUS. The perspective used in this thesis is the social psychology based on constructionist. It has the purpose to analyse the stigmatization process lived by these women everyday, considering gender, social class, race, as well as identifing the strategies used to access SUS health units. In the first moment, I describe my professional trajectory, that is justified by my interest in the study. In the first part, the introduction, I argue about prostitution and the invisibility lived by this woman to access SUS. I do the literature review at the second part, where theoretical and epistemological foundation are organized. In the third part, I explain the study objects, as well as the theoretical reference based in the fourth part where are the discution about the contructionist and social Psychology perspectives with an emphasis on prostitution and its interfaces This is an exploratory, qualitative research which seven prostitutes were interviewed in historical center of Salvador. The analyse os informations is focused in the sixth part. The interview transcriptions uncorver the sense about the access to healthcare systems produzed by these women. As well as the stablished strategies fo basic operationalization os this access. In the seventh part, it is some considerations that highlight the need for thinking about care practices considering prostitutes’ subjectivities. It has as foundation the respect for diferences in life, reducing the difficulties, increasing access and allowing the garante of her rights, free from any type of prejudice and/or discrimination.

2022
Dissertações
1
  • JAMILE LEIDIANE DOS SANTOS CÉSAR
  • O SIGNIFICADO DE ROUPAS E ACESSÓRIOS DE MARCA NO DESENVOLVIMENTO DA IDENTIDADE E DAS RELAÇÕES SOCIAIS ENTRE JOVENS

     
  • Orientador : LUCA TATEO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUCA TATEO
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MARINA ASSIS PINHEIRO
  • Data: 19/01/2022

  • Mostrar Resumo
  • Apoiada em uma articulação entre a psicologia cultural semiótica e a psicanálise,
    esta pesquisa teve como objetivo entender como o uso de roupas e acessórios de marca se
    articula ao desenvolvimento da identidade e das relações sociais entre jovens, tomando a
    identidade como um conjunto de identificações que uma pessoa estabelece ao longo da sua
    vida, de maneira dinâmica, a partir das sugestões sociais. Partindo da noção de que roupas
    e acessórios possuem significados que se estendem para além de seu valor de uso, se
    constituindo como uma antiga e conhecida forma de demarcar distinções entre pessoas e
    grupos e que são justamente os jovens os maiores consumidores este tipo de produtos, esta
    pesquisa buscou, através do estudo de caso netnográfico de um jovem morador da região
    metropolitana de Recife, bem como a inserção em redes sociais como Instagram e a
    plataforma Youtube, onde jovens de todas as regiões do Brasil produzem e discutem
    conteúdos sobre o tema, compreender o universo de significados atrelados ao uso de
    algumas marcas populares entre jovens, bem como a narrativa produzida por eles acerca do
    assunto. Assim, esta pesquisa lança novas luzes sobre o processo de identificação com
    marcas e pessoas, bem como a internalização ou não das sugestões sociais que irão
    configurar a identidade neste sentido, levantando algumas novas questões sobre o que mais
    pode estar por trás deste processo.

     

     

  • Mostrar Abstract
  • Supported in an articulation between semiotic cultural psychology and psychoanalysis, this research aimed to understand how the use of branded clothing and accessories is articulated to the development of identity and social relationships among young people, taking identity as a set of identifications that a person establishes throughout his life, dynamically, from the social cues. Based on the notion that clothing and accessories have meanings that extend beyond their use value, constituting an old and well-known way of marking distinctions between people and groups, and that young people are precisely the biggest consumers of this type of products, this research sought, through the netnographic case study of a young resident of the metropolitan region of Recife, as well as the insertion in social networks like Instagram and Youtube platform, where young people from all regions of Brazil produce and discuss content on the subject, understand the universe of meanings attached to the use of some popular brands among young people, as well as the narrative produced by them on the subject. Thus, this research sheds new light on the process of identification with brands and people, as well as the internalization or not of social cues that will configure identity in this sense, raising some new questions about what else may be behind this process.

2
  • LEONARDO SILVA LIMA
  • DO CUIDADO DO OUTRO AO CUIDADO DE SI: REDEFINIÇÕES DO SELF POR PSICÓLOGOS EM CONTEXTOS DE DESASTRE

  • Orientador : MARILENA RISTUM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • TICIANA PAIVA DE VASCONCELOS
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • MARILENA RISTUM
  • Data: 21/01/2022

  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

     

    Este é um estudo sobre a atuação humanitária de psicólogos em contextos de desastres. É comum que esses profissionais se deparem com o desafio de experienciar desastres sob a expectativa social de que devem ofertar cuidado à população atingida e, ao mesmo tempo, precisem lidar com mudanças nas suas vidas, inerentes ao contato com as culturas e os espaços nos quais se dão as suas missões. Segundo a perspectiva do self dialógico, o self de cada sujeito é constituído por diversas vozes ou I-positions que dialogam entre si e coexistem, muitas vezes, sob tensão. No caso desses profissionais, é esperada a emergência de posições como: eu-cuidador (a), eu-jovem, eu-recém-empregado, eu-profissional, eu-marido/esposa, eu-pai/mãe, eu-estrangeiro, dentre outras. Este trabalho tem, então, como objetivo geral, analisar como psicólogos configuram o seu self na esfera de experiência do trabalho humanitário em contextos de desastres. Seus objetivos específicos são: identificar as principais I-positions ocupadas por esses profissionais; analisar a dinâmica de interação entre tais I-positions, considerando suas fronteiras, tensões e mediações; analisar como mudanças transitivas e intransitivas são experienciadas, enfatizando redefinições no self; e investigar como esses profissionais fazem uso de recursos na promoção da continuidade do seu self. Esta pesquisa, de natureza qualitativa, traz, em seu delineamento, um estudo de três casos individuais, de cunho sistêmico e idiográfico, cujos dados foram analisados à luz da Psicologia Cultural de Orientação Semiótica. Participaram do estudo três psicólogas que trabalham em uma Organização Não Governamental de abrangência internacional, a qual oferta cuidados em saúde e promove missões humanitárias em contextos de desastres. Estas participantes foram selecionadas por conveniência e de modo independente, ou seja, sem a coparticipação da instituição onde trabalham. Foram utilizados, como documentos para consulta e análise, diários de bordo, notas de missão, entrevistas à mídia, fotos e vídeos produzidos pelas participantes com a anuência das mesmas. Os instrumentos aqui adotados, por sua vez, foram o Questionário sociodemográfico e a Entrevista Narrativa. Inicialmente, as participantes tiveram seus diários de bordo, entrevistas à mídia e notas de missão lidos, e seus vídeos e fotos apreciados, no intuito de fornecer dados para a elaboração de questões na fase de perguntas da entrevista narrativa. Por fim, elas foram submetidas à entrevista narrativa, na qual foram solicitadas a narrar suas experiências de vida desde que tinham sido admitidas na HPM. As entrevistas duraram, respectivamente, 2h5min, 2h6min e 1h16min. Uma vez construídos e transcritos, os dados foram então submetidos a uma análise de narrativas, sob a ótica da Psicologia Cultural e dos estudos sobre a atuação humanitária de psicólogos em contextos de desastre. Nos casos analisados, foi possível observar uma centralidade das posições eu-humanitária, eu-psicóloga e eu-cuidadora em relação às demais. Essa centralidade, entretanto, foi flexibilizada por posições relacionadas à família e ao autocuidado, em uma dinâmica que possibilita o fluxo contínuo de tensão nos sistemas analisados. Esse fluxo foi acompanhado pela utilização de importante recursos, como amizades, intérpretes e normas institucionais, os quais apresentaram relevância inestimável na trajetória de cada entrevistada. A partir das discussões aqui promovidas, espera-se impulsionar um aprofundamento dos estudos sobre o tema, especialmente no que tange à compreensão das práticas e vivências de cada profissional, dada a pluralidade com que se apresentam. 


  • Mostrar Abstract
  • ABSTRACT

     

     

    This is a study about the humanitarian work of psychologists in disaster contexts. It is common that these professionals face the challenge of experiencing disasters under the social expectation that they must offer care to the affected population and, at the same time, need to deal with changes in their lives inherent to the contact with the cultures and spaces in which their missions take place. According to the perspective of the dialogical self, the self of each subject is made up of several voices or I-positions that dialogue among themselves and coexist, often under tension. In the case of these professionals, it is expected the emergence of positions such as: I-caregiver, I-young, I-recently-employed, I-professional, I-husband/wife, I-father/mother, I-foreigner, among others. This paper has, then, as a general objective, to analyze how psychologists configure their self in the sphere of experience of humanitarian work in disaster contexts. Its specific objectives are: to identify the main I-positions occupied by these professionals; to analyze the dynamics of interaction between these I-positions, considering their boundaries, tensions and mediations; to analyze how transitive and intransitive changes are experienced, emphasizing redefinitions in the self; and to investigate how these professionals make use of resources to promote the continuity of their self. This research of qualitative nature brings, in its design, a study of three individual cases, of systemic and idiographic nature, whose data were analyzed in the light of Cultural Psychology of Semiotic Orientation. Three female psychologists, who work in an international Non-Governmental Organization that provides health care and promotes humanitarian missions in disaster contexts, participated in the study. These participants were selected by convenience and independently, that is, without the co-participation of the institution where they work. The documents used for consultation and analysis were logbooks, mission notes, media interviews, photos, and videos produced by the participants with their consent. The instruments adopted here, in turn, were the Sociodemographic Questionnaire and the Narrative Interview. Initially, the participants had their logbooks, media interviews, and mission notes read, and their videos and photos appreciated, in order to provide data for the elaboration of questions in the question phase of the narrative interview. Finally, they underwent the narrative interview, in which them were asked to narrate their life experiences since they had been admitted to HPM. The interviews lasted 2h5min, 2h6min, and 1h16min, respectively. Once constructed and transcribed, the data were then subjected to a narrative analysis from the perspective of Cultural Psychology and studies on the humanitarian performance of psychologists in disaster contexts. In the cases analyzed, it was possible to observe a centrality of the I-humanitarian, I-psychologist and I-caregiver positions in relation to the others. This centrality, however, was made more flexible by positions related to family and self-care, in a dynamic that allows a continuous flow of tension in the analyzed systems. This flow was accompanied by the use of important resources, such as friendships, interpreters, and institutional norms, which had inestimable relevance in the trajectory of each interviewee. From the discussions here promoted, it is expected to encourage further studies on the theme, especially regarding the understanding of the practices and experiences of each professional, given the plurality with which they present themselves.

3
  • CRISLEANE DE ARAÚJO SILVA
  • Continuidades e descontinuidades nas trajetórias de vida de jovens músicos de uma orquestra sinfônica na Bahia

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • TATIANA VALERIO
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • Data: 24/01/2022

  • Mostrar Resumo
  • Por todo o mundo, projetos de educação musical têm se desenvolvido com base no modelo venezuelano denominado El Sistema. Na Bahia, a ideia de transformação social por meio da música do El Sistema foi adaptada e deu origem aos Núcleos de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia - NEOJIBA. O NEOJIBA é um programa social que se dedica, prioritariamente, à educação musical de jovens e crianças em condição de vulnerabilidade socioeconômica, com atividades por toda a Bahia. As atividades de educação musical no estado baiano abrangem a iniciação musical, a aprendizagem de instrumentos musicais, monitoria e, ainda, a participação em orquestras ou coros juvenis e pré-juvenis, que têm ganhado destaque internacional. Objetivo: O objetivo do presente estudo é analisar as trajetórias de vida de jovens músicos de uma orquestra juvenil do NEOJIBA, compreendendo continuidades e descontinuidades de suas vivências com a música e com a orquestra. Método: Este trabalho possui natureza qualitativa e caráter exploratório, idiográfico e interpretativo. Como instrumentos de coleta de dados, foram utilizados o questionário sociodemográfico, a entrevista narrativa e a técnica denominada cartões de evocação de palavras, uma adaptação do instrumento cartões de desenho, que visa a investigar relações fronteiriças entre aspectos de uma trajetória. Análise de dados: A análise de dados foi realizada em caráter temático, a partir dos seguintes tópicos: fronteiras na trajetória; pontos de bifurcação; dificuldades e recursos utilizados. Considerou-se nesta etapa, ainda, a Abordagem da Equifinalidade da Trajetória (TEA), visando à compreensão dos elementos de continuidade e pontos de bifurcação narrados, enfatizando-se acontecimentos localizados em zonas fronteiriças. Resultados e discussões: Os resultados encontrados apontaram para vivências de autodescoberta, encantamento, ambiguidades e tensões, relacionadas a experiências com a música e com outros aspectos individuais ou coletivos de cada trajetória. A construção de recursos, especialmente realizada em zonas fronteiriças, mostrou-se presente na redução de ambiguidades ou na conciliação de vivências educacionais, demandas familiares, necessidades psíquicas ou, ainda, diante de experiências de migração.


  • Mostrar Abstract
  • All over the world, music education projects have been developed based on the Venezuelan model called El Sistema. In Bahia, the idea of social transformation through music of El Sistema was adapted and originated the Núcleo de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia - NEOJIBA. NEOJIBA is a social program dedicated, as a priority, to the musical education of youth and children in vulnerable socioeconomic conditions, with activities throughout Bahia. The music education activities in the state of Bahia include musical initiation, learning musical instruments, monitoring, and also participation in orchestras or youth and pre-juvenile choirs, which have gained international prominence. Objective: The objective of the present study is to analyze the life trajectories of young musicians in a NEOJIBA youth orchestra, understanding continuities and discontinuities in their experiences with music and with the orchestra. Method: This work is a qualitative, exploratory idiographic and interpretive study. As instruments of data collection, we used a sociodemographic questionnaire, a narrative interview, and a technique called word evocation cards, an adaptation of the drawing cards instrument, which aims at investigating border relations between aspects of a trajectory. Data analisis: The data analysis was carried out in a thematic way, based on the following topics: frontiers in the trajectory; bifurcation points; difficulties, and resources used. At this stage, the Trajectory Equifinality Approach (TEA) was also considered, aiming at understanding the elements of continuity and bifurcation points narrated, emphasizing events located in border zones. Results and discussions: The results point to experiences of self-discovery, enchantment, ambiguities and tensions, related to experiences with music and other individual or collective aspects of each trajectory. The construction of resources, especially in frontier zones, has shown itself to be present in the reduction of ambiguities or in the conciliation of educational experiences, family demands, psychic needs, or even in the face of migration experiences.

4
  • CLAFYLLA LUIZA CRUZ DE OLIVEIRA
  • Práticas discursivas e produção de sentidos sobre educação em saúde no contexto pandêmico da covid-19 em uma USF/Salvador

  • Orientador : MONICA LIMA DE JESUS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JEFFERSON DE SOUZA BERNARDES
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • RAFAEL ANDRES PATINO OROZCO
  • Data: 10/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação teve como objetivo compreender os efeitos das práticas discursivas produzidas por profissionais de uma Unidade de Saúde da Família (USF) e Núcleo de Apoio/Ampliado de Saúde da Família (NASF) sobre práticas educativas em saúde no contexto de enfrentamento da pandemia da covid-19. Norteadas pelas contribuições da Psicologia Social Construcionista, mais especificamente das Práticas Discursivas, realizamos a leitura e análise de documentos de domínio público, sendo compreendidos como tais: portarias, leis e cadernos da Atenção Básica, artigos científicos disponíveis na base de dados da Scielo e vídeos produzidos pelos/as profissionais da USF contexto da pesquisa. A análise dos documentos de domínio público subsidiou arcabouço teórico para discussões das categorias elaboradas. Foram realizadas também seis (06) entrevistas com profissionais dessas equipes durante o período entre 09 de julho de 2021 e 10 de setembro de 2021. As entrevistas contemplaram além da abordagem sobre dados sociodemográficos e relatos pessoais e profissionais, a exibição de um dos vídeos produzidos pelas equipes a fim de fomentar a discussão sobre como essas produções foram realizadas e possíveis efeitos. Todas as entrevistas foram audiogravadas, transcritas integralmente e analisadas através, inicialmente, da análise categorial temática e, posteriormente, pela elaboração de mapas dialógicos. Os/As profissionais participantes caracterizaram suas experiências no trabalho, enfatizando o símbolo de potência do território e da população para os serviços ofertados pela AB, bem como o elo crucial estabelecido por intermédio dos/as agentes comunitários/as de saúde, principalmente durante uma crise sanitária, na qual a regra vigente é a prevenção. Os desafios pandêmicos da covid-19 elencados pelos/as participantes compõem um quadro de agravamento do processo de sucateamento e desmonte do SUS, bem como marcam o enfraquecimento do instrumento potência da AB: o vínculo com o território e população. Apresentamos, a partir disso, uma discussão sobre a ampliação do conceito de educação em saúde, considerando atravessamentos como a dimensão da participação popular e contexto político-social-profissional de efetivação de tais práticas. Concluímos que o conceito de Educação em Saúde tange esferas variadas de atuação profissional na AB/ESF e NASF, provocando sentidos e efeitos distintos que se relacionam com as vozes que os produzem. Isso se dá mediante experiências que são construídas diante da dinamicidade do território e das demandas, bem como a familiarização ou não com as práticas de educação em saúde (PES) e diretrizes preconizadas para o funcionamento da AB. Diante disso, repertórios linguísticos resgatam sentidos da prática profissional durante situações de emergências e desastres, tais como: acolhimento e escuta. A Psicologia se destaca nas falas como discurso com maior aproximação para tal manejo, saber que auxilia práticas profissionais e a própria realização das PES diante dos efeitos produzidos em situações como crises sanitárias. Assim, a centralidade da organização de vidas em um território não apenas se põe como símbolo teórico para reger serviços em saúde na AB como convoca em meio à pandemia da covid-19 o lugar de potência para articulações que visem a promoção de saúde circunscrita a uma lógica de cuidado que respeite a autonomia das pessoas diante da produção individual e coletiva de saúde. 


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation aimed to understand the effects of discursive practices produced by professionals from a Family Health Unit (Unidade de Saúde da Família - USF) and Support/Extended Family Health Center (Núcleo de Apoio/Ampliado de Saúde da Família - NASF) on health educational practices in the context of coping with the covid-19 pandemic. Guided by contributions from Social Constructionist Psychology, more specifically from Discursive Practices, we read and analyzed documents in the public domain, those being understood as such: ordinances, laws and notebooks of Primary Care (Atenção Básica), scientific articles available in the Scielo database and videos produced by USF professionals in the context of the research. The analysis of documents in the public domain provided a theoretical framework for discussions of the elaborated categories. Six (06) interviews were also carried out with professionals from these teams during the period between July 9, 2021 and September 10, 2021. The interviews included, in addition to the approach to sociodemographic data and personal and professional reports, the exhibition of one of the videos produced by the teams in order to encourage discussion about how these productions were carried out and possible effects. All interviews were audio-recorded, fully transcribed and analyzed through, initially, thematic categorical analysis and, later, through the elaboration of dialogic maps. The participating professionals characterized their experiences at work, emphasizing the symbol of power of the territory and the population for the services offered by the AB (Atenção Básica), as well as the crucial link established through the community health agents, especially during a health crisis, in which the current rule is prevention. The covid-19 pandemic challenges listed by the participants make up a picture of aggravation of the SUS (Sistema Único de Saúde) scrapping and dismantling process, as well as marking the weakening of AB's power instrument: the bond with the territory and population. Based on this, we present a discussion on the expansion of the concept of health education, considering crossings such as the dimension of popular participation and the political-social-professional context in which such practices are put into effect. We conclude that the concept of Health Education touches different spheres of professional activity in AB/ESF and NASF, causing different meanings and effects that are related to the voices that produce them. This happens through experiences that are built on the dynamics of the territory and the demands, as well as familiarization or the lack thereof with health education practices (Práticas de Educação em Saúde - PES) and preconized guidelines for the operation of AB. Therefore, linguistic repertoires rescue meanings of professional practice during emergency and disaster situations, such as: reception and listening. Psychology stands out in the speeches as discourse with the greater approximation to such management, knowing that it helps professional practices and the very realization of PES in the face of the effects produced in situations such as health crises. Thus, the centrality of the organization of lives in a territory not only sets itself as a theoretical symbol to govern health services in AB, but also summons, in the midst of the covid-19 pandemic, the place of power for articulations aimed at promoting health limited to a logic of care that respects people's autonomy in the face of individual and collective health production. 

5
  • HELDER HEMERSON LUKELO
  • Ser preto no Brasil: Representações Sociais de estudantes universitários africanos 

  • Orientador : ELZA MARIA TECHIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELZA MARIA TECHIO
  • MARCUS EUGÊNIO OLIVEIRA LIMA
  • YURI SA OLIVEIRA SOUSA
  • Data: 31/05/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação de mestrado teve como objetivo investigar como se estruturam as representações sociais identitárias raciais em estudantes africanos lusófonos residentes no Brasil. Em síntese, pretende-se explorar os sentidos e significados do que é ser preto no Brasil e na África, entre estudantes universitários africanos que estão no Brasil. As representações sociais são compreendidas como sendo universo de opiniões, que podem ser compreendidas com um conjunto de ideias, opiniões, valores que um determinado grupo cria acerca de um determinado objeto social. Os teóricos da teoria das representações sociais (TRS) desenvolveram métodos próprios para identificar a estrutura de uma representação social. Das diversas técnicas de análise para contextualizar as práticas sociais, nesta pesquisa foram utilizadas as técnicas de análise prototípica, análise de similitude e análise Classificação Hierárquica Descendente (CHD. Trata-se, portanto, de uma pesquisa exploratória mista de cunho qualitativo e quantitativo, de abordagem ex-post-facto. Para alcançar os objetivos propostos, optou-se por uma amostra de conveniência, porém direcionada, usando método de bola de neve. A amostra foi composta por 161 universitários de graduação e pós-graduação, nascidos no continente africano, com idade variando entre 18 a 39 anos - média de idade de 26,47 anos. No tocante às representações sociais identitárias do que é ser preto no Brasil e em África. Os resultados indicaram que as estruturas das representações são claramente diferentes e opostas. Para os estudantes africanos, ser preto no Brasil é representado por expressões notadamente negativas, tais como:  ser pobre, sofrer racismo, ser discriminado, ser inferior, ladrão e ser forte, e ser preto na África foi associado a expressões positivas, como ser comum, ser africano, normal, forte, orgulho, identidade, ser humano, livre e resistência. Os resultados também indicaram que houve alta percepção de discriminação e ativação de emoções negativas e positivas, e que o tempo impacta de forma significativa. Desse modo, conclui-se que estas representações foram estruturadas por meio do contato social entre africanos e brasileiros que resultou na evidente identificação de pertença e de valorização do ingroup em detrimento do outgroup.


  • Mostrar Abstract
  • The present master's dissertation aimed to investigate how racial beliefs representatives are structured in Portuguese-language. African students residing in Brazil speaking in Portuguese, in summary we intend to explore the feeling and meanings of what it means to be black in Brazil and African among African students who are in Brazil. As a social representative, they are conceived as sets who understood being in a    world filled with ideas, that value a group of a certain social object is determined. Social representation theorists (TRS) theory of a framework for methods to identify a social representation. The various analysis techniques for contextual as social practices, in this research were used as practices of prototypical analysis. Analysis of technical techniques, classification (CHD. To achieve the proposed objectives, we opted for a postgraduate university teaching methodology -graduate, but directed, using a teaching method by extension and postgraduate, born on the African continent, aged 3 to 18 years, with a minimum age of 47 years. The results indicate that the structures of representations are clear for foreign students, being black in Brazil is as discriminated against, for being inferior, suffering racism. Also as being poor, suffering racism, being bad and thieving, and being African. Normal, strong, pride, identity of a human being. Thus, it is concluded that these representations were structured through social contact between Africans and Brazilians, resulting in evidence of belonging and appreciation of the ingroup from the outgroup.

6
  • TAINÁ ULLI CARVALHO DE ALMEIDA
  • Influência da Comparação Social na Apresentação de Si de adolescentes na Rede Social Digital Instagram

  • Orientador : JOSE CARLOS SANTOS RIBEIRO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • INGRID FARIA GIANORDOLI-NASCIMENTO
  • JOSE CARLOS SANTOS RIBEIRO
  • RODRIGO NEJM
  • Data: 08/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Como seres sociais, os indivíduos interagem buscando se aproximar dos seus grupos de interesse e, mesmo sem intenção explícita, procuram transmitir aspectos positivos sobre si. Na tentativa de criar imagens vantajosas, comparar-se a indivíduos em melhor ou pior situação em relação ao traço observado pode resultar em informações importantes que possivelmente serão utilizadas para avaliação de si, autoaprimoramento ou melhora da autoestima. Sabendo que a internet ocupa um espaço de sociabilidade significativo para os jovens e partindo dos estudos de Leon Festinger sobre comparação social e de Erving Goffman sobre apresentação de si, esta pesquisa teve como objetivo geral analisar como o processo de comparação social dos adolescentes repercute na construção das suas apresentações de si na rede social digital Instagram. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, de abordagem exploratória, através da realização de 8 entrevistas com adolescentes de 14 a 17 anos. Concluiu-se que, apesar de nem sempre ocorrer de forma intencional, a comparação social exerce influência na utilização das estratégias para se apresentar dos jovens entrevistados. As particulares técnicas do ambiente online oferecem utilização de recursos (como os filtros) que permitem ao usuário alterar informações sobre si através de altos graus de seleção e edição. Foi observado que os jovens realizam comparações ascendentes com mais frequência que comparações descendentes, e também utilizam as ferramentas disponíveis para entrar em conformidade com os alvos de comparação. Esse processo pode trazer consequências positivas (inspirações) ou negativas (baixa autoestima) para a percepção de si desses jovens, já que muitas vezes o conteúdo no Instagram pode projetar imagens ilusórias dos indivíduos.


  • Mostrar Abstract
  • As social beings, individuals interact seeking to get closer to their interest groups and even without explicit intention, they seek to convey positive aspects about themselves. In an attempt to create advantageous images, comparing oneself to individuals in a better or worse situation about the observed trait can result in important information that will be used for selfassessment, self-improvement, or improvement of self-esteem. Knowing that the internet occupies a significant space of sociability for young people and based on the studies of Léon Festinger on social comparison and Erving Goffman on self-presentation, this research aimed to analyze how the process of social comparison of adolescents affects the construction of your self-presentations on the digital social network Instagram. Qualitative research was carried out, with an exploratory approach, through 8 interviews with adolescents aged 14 to 17 years old. It was concluded that, although it does not always occur intentionally, social comparison influences on the use of strategies to present themselves. The techniques of the online environment offer the use of resources (such as filters) that allow the user to change information about himself through high degrees of selection and editing. It was observed that young people make upward comparisons more often than downward comparisons and use available tools to conform to comparison targets. This process can have positive (inspirational) or negative (low self-esteem) consequences for the self-perception of these young people since often the content on Instagram can project illusory images of individuals.

7
  • MAÉLLI ARALI LIMA RODRIGUES
  • NARRATIVAS INSURGENTES DE MULHERES NEGRAS LÉSBICAS ACERCA DOS EFEITOS DAS DISCRIMINAÇÕES EM SEU BEM-ESTAR SUBJETIVO

  • Orientador : ELZA MARIA TECHIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELZA MARIA TECHIO
  • JULIANA PRATES SANTANA
  • PAULA RITA BACELLAR GONZAGA
  • Data: 26/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Para entender a realidade social que as mulheres negras lésbicas vivenciam no Brasil, é preciso situar o quanto os processos sócio-históricos ainda estão vinculados à estereótipos, preconceitos e discriminações que reforçam estruturas de desigualdade e exclusão social. Logo, por meio desse estudo buscou-se evidenciar como se constitui a identidade das mulheres negras lésbicas, explorando as percepções que as entrevistadas possuem acerca das discriminações presentes no seu dia a dia e de que forma se associam ao seu bem-estar subjetivo. Nesse sentido, a literatura científica brasileira ainda carece de pesquisas que abordem a multiplicidade de categorias identitárias dessas mulheres, sobretudo na área da psicologia social. Para ilustrar, os estudos encontrados mostram que a depressão, os transtornos de ansiedade e o suicídio acometem em maior número a população LGBTQI+, quando comparado à população heterossexual e cisgênero, sendo algumas das causas a LGBTfobia, exclusão familiar e vulnerabilidades sociais acometidas. Assim, para a realização dessa investigação foi essencial articular as lentes teóricas do feminismo negro acerca da interseccionalidade junto a algumas teorias da psicologia social acerca da identidade social e das discriminações, e da teoria da psicologia positiva sobre bem-estar subjetivo. A abordagem metodológica utilizada foi qualitativa, descritiva e exploratória, participaram ao todo 6 mulheres negras (pretas e pardas autodeclaradas), lésbicas, brasileiras e que compartilharam suas vivências por meio do questionário sociodemográfico e da entrevista narrativa episódica. Os resultados alcançados, por meio da análise temática, apontam como as discriminações produzem efeitos que geram sofrimentos emocionais e insegurança social, por outro lado, as estratégias individuais e coletivas de enfrentamento são destacadas pelas entrevistadas como recursos de promoção de autoestima e fortalecimento do pertencimento grupal. Nota-se com as narrativas das participantes o quando a psicologia social pode colaborar para a compreensão e valorização não apenas das múltiplas categorias de pertencimento identitário e seus entrelaces com os fenômenos grupais, mas como o racismo e lesbofobia podem trazer várias consequências para a vida dessas mulheres. Evidencia-se a necessidade latente de se pensar em possibilidades de trazer mais visibilidade para as demandas sociais e psicológicas dessas mulheres. Investindo-se no diálogo entre a psicologia social e as políticas públicas, como meio de promover qualificação profissional e melhorias no bem viver dessas mulheres.


  • Mostrar Abstract
  • To understand the social reality that black lesbian women experience in Brazil, it is necessary to situate how socio-historical processes are still linked to stereotypes, prejudices and discrimination that reinforce structures of inequality and social exclusion. Therefore, through this study, we sought to highlight how the identity of black lesbian women is constituted, exploring the perceptions that the interviewees have about the discrimination present in their daily lives and how they are associated with their subjective well-being. In this sense, the Brazilian scientific literature still lacks research that addresses the multiplicity of identity categories of these women, especially in the area of social psychology. To illustrate, the studies found show that depression, anxiety disorders and suicide affect the LGBTQI+ population in greater numbers when compared to the heterosexual and cisgender population, with some of the causes being LGBTphobia, family exclusion and social vulnerabilities. Thus, in order to carry out this investigation, it was essential to articulate the theoretical lens of black feminism about intersectionality with some theories of social psychology about social identity and discrimination, and the theory of positive psychology about subjective well-being. The methodological approach used was qualitative, descriptive and exploratory, with a total of 6 black women (self-declared black and brown), lesbian, Brazilian, who shared their experiences through the sociodemographic questionnaire and the episodic narrative interview. The results achieved, through thematic analysis, point out how discrimination produces effects that generate emotional suffering and social insecurity, on the other hand, individual and collective coping strategies are highlighted by the interviewees as resources for promoting self-esteem and strengthening group belonging. It is noted with the participants' narratives how social psychology can contribute to the understanding and appreciation not only of the multiple categories of identity belonging and their intertwining with group phenomena, but how racism and lesbophobia can bring several consequences to the lives of these women. women. The latent need to think about possibilities to bring more visibility to the social and psychological demands of these women is evidenced. Investing in the dialogue between social psychology and public policies, as a means of promoting professional qualification and improvements in the well-being of these women.

8
  • Claudia da Cruz Gomes
  • Características do trabalho e suas implicações nas condições de saúde mental de guardas civis municipais da cidade de Alagoinhas – Ba

  • Orientador : ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • DAIANE ROSE CUNHA BENTIVI
  • MARCOS AGUIAR DE SOUZA
  • Data: 06/10/2022

  • Mostrar Resumo
  • Características do trabalho de Guardas Civis Municipais (GCM) pode ser indicativos de adoecimento mental, a exemplo da depressão, ansiedade e estresse, constituindo-se como aspectos psicossociais relevantes à investigação das condições de saúde desses profissionais. O objetivo desse estudo é elaborar um mapa indicativo de adoecimento psíquico no contexto de trabalho de guardas civis municipais de uma cidade do interior da Bahia. Trata-se de um estudo correlacional, descritivo, quantitativo e transversal. Participaram da pesquisa 95 Guardas Civis Municipais, que responderam presencialmente a um questionário contendo questões sociodemográficas, hábitos de vida, escala de avaliação dos sintomas de depressão, ansiedade e estresse (DASS-21) e a escala de avaliação das características do trabalho (controle sobre o trabalho, demandas físicas e psicológicas, insegurança no trabalho e suporte social) - JCQ (Araújo e Karasek, 2008; Karasek, 1993). A análise foi descritiva e inferencial, por meio de frequência, porcentagem, média e desvio-padrão. A análise correlacional foi realizada através do teste não paramétrico ρ de Spearman e as comparativas por meio do Teste de quiquadrado ( 2 ) de independência (2x4 e 2x5). O tamanho de efeito foi calculado por meio do V de Cramer (medida de associação entre duas variáveis medidas numa escala categórica). Os resultados indicaram baixos índices de prevalência de sintomas de depressão (20%), ansiedade (19%) e estresse (19%) entre os participantes, e não há significância estatística nas comparações envolvendo a sintomatologia de depressão, ansiedade e estresse com os grupos de demandas psicológicas e físicas, bem como os referentes à insegurança no trabalho e os de suporte social. O tamanho do efeito dessas comparações (valores de V de Cramer) variaram de V 2= 0,04 (insegurança de trabalho e estresse) e V2=0,28 (insegurança de trabalho e ansiedade). Conclui-se que os resultados encontrados apontam importantes questões alusivas ao contexto de trabalho e à saúde destes profissionais e estimulam novas investigações para um melhor entendimento desta categoria profissional. Embora, os níveis de adoecimento entre os guardas civis mostrarem-se baixos, quando comparados com os índices apontados na literatura científica sobre essa temática. Este resultado pode ser justificado devido à natureza da tarefa que eles desenvolvem, neste estudo, especificamente a grande maioria dos participantes desempenham função administrativa (coordenação, central de rádio e patrimonial). Outro fator a ser considerado é o preconceito e a visão estigmatizada relacionada ao adoecimento mental e a consequente resistência dos agentes em assumir o adoecimento. Bem como, a “construção imaginária de figuras superpoderosas” que estes profissionais tem em relação a sua profissão, uma vez que, entre os agentes de segurança pública há uma prevalência do discurso da virilidade que desconsidera o adoecimento emocional. Desse modo, faz-se necessário pensar nos problemas de saúde (física e mental) que acometem esse grupo de trabalhadores e oferecer às instituições da Segurança Pública subsídios para a criação de planos de ação que contemplem programas de promoção de saúde para esta categoria profissional, para assim, minimizar e/ou evitar que este adoecimento sofra um aumento.


  • Mostrar Abstract
  • Characteristics of the work of Municipal Civilian Guards (MCG) may be indicative of mental illness, such as depression, anxiety and stress, constituting psychosocial aspects relevant to the investigation of the health conditions of these professionals. The goal of this study was to elaborate an indicative map of mental illness in the work context of municipal civil guards of a city in the inland of Bahia. This is a correlational, descriptive, quantitative and transversal study. 95 Municipal Civilian Guards were part of this research, and they answered in person a survey containing sociodemographic questions, life habits, depression, anxiety and stress symptoms assessment scale (DASS-21) and the assessment scale of work characteristics (control over work, physical and psychological demands, job insecurity and social support) - JCQ (Karasek, 1993; Araújo e Karasek, 2008). The analysis was descriptive and inferential, by means of frequency, percentage, mean, and standard deviation. Correlational analysis was performed using Spearman's non-parametric ρ test and comparative analyses using the chisquare ( 2 ) test for independence (2x4 and 2x5). Effect size was calculated using Cramer's V (a measure of association between two variables measured on a categorical scale). The results indicated low prevalence rates of symptoms of depression (20%), anxiety (19%), and stress (19%) among the participants, and no statistical significance in comparisons involving the symptomatology of depression, anxiety, and stress with the psychological and physical demands groups, as well as those concerning job insecurity and social support. The effect size of these comparisons (Cramer's V values) ranged from V2= 0.04 (job insecurity and stress) and V2=0.28 (job insecurity and anxiety). We conclude that the results found point to important issues allusive to the work context and the health of these professionals and stimulate new investigations for a better understanding of this professional category. Although, the levels of illness among the civil guards are low when compared to the rates indicated in the scientific literature on this topic. This result can be justified due to the nature of the task they develop; in this study, specifically, the great majority of the participants have administrative functions (coordination, radio central, and asset management). Another factor to be considered is the prejudice and the stigmatized view related to mental illness and the agents' resistance to assume their illness (masculinity). As well as, the "imaginary construction of superpowered figures" that these professionals have in relation to their profession, since, among public security agents, there is a prevalence of the virility discourse that disregards emotional illness. Thus, it is necessary to think about the health problems (physical and mental) that affect this group of workers and offer subsidies to the Public Security institutions for the creation of action plans that contemplate health promotion programs for this professional category, in order to minimize and/or prevent this illness from increasing.

9
  • Ana Flávia Petrovcic Fattori
  • O TRATAMENTO DADO AOS IMPASSES FRENTE AO SABER PELA PSICANÁLISE A PARTIR DA TRÍADE INIBIÇÃO, SINTOMA E ANGÚSTIA

     
  • Orientador : ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SUELY AIRES PONTES
  • ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • CYNARA TEIXEIRA RIBEIRO
  • Data: 16/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este projeto de pesquisa é fruto da experiência como praticante de psicanálise em um projeto de extensão universitária e em consultório particular nos quais as queixas acerca da dificuldade para realizar atividades acadêmicas apareceram com regularidade como inibição intelectual (Santiago, 2005). Nas práticas clínicas psicológicas e psiquiátricas, estas manifestações podem ser abordadas pelo transtorno de déficit de atenção com implicações geradoras de dificuldades de aprendizagem. O saber científico promove soluções para tratar tais dificuldades sem que ocorra o exame da posição subjetiva daquele que se queixa. O discurso analítico parte do enigma do sujeito para promover o desejo de saber sobre seu sintoma. Considera-se que um saber inconsciente antecede e pode incidir no encontro com o saber escolar/acadêmico, gerando impasses aos quais o sujeito responderia pelas inibições, sintomas e angústia. Diante do exposto, constituí a pergunta: qual o tratamento dado pela psicanálise aos impasses com o saber, manifestos pela inibição incidente nas atividades intelectuais, em tempos de crescente medicalização? Como objetivo geral, esta pesquisa pretende examinar o tratamento dado pela psicanálise aos impasses frente ao saber incidentes nas atividades intelectuais a partir das manifestações clínicas de inibição, sintoma e angústia. Os objetivos específicos são: examinar as diferentes concepções de tratamento dado aos impasses frente o saber pela teoria dos discursos de Jacques Lacan; analisar o papel da inibição enquanto resposta frente ao impasse com o saber e sua articulação com o sintoma e a angústia enquanto produção de um saber singular do sujeito; examinar a relação entre saber e gozo como queaponta para o impossível de se escrever da não relação sexual e a angústia. A pesquisa é realizada a partir de questões que surgiram espontânea e contingencialmente da prática profissional e foram articuladas à teoria psicanalítica. A construção de caso clínico foi escolhida em função dos objetivos da pesquisa. Espera-se que a interlocução com a psicanálise possa contribuir com a abordagem dos impasses dos sujeitos frente ao saber em tempos de medicalização.

     

  • Mostrar Abstract
  • The present research is the result of the experience as a psychoanalysis practitioner in a university extension project and in a private practice, in which complaints about the difficulty in carrying out academic activities regularly appeared as intellectual inhibition (Santiago, 2005). In psychological and psychiatric clinical practices, these manifestations can be addressed by attention deficit disorder with implications that generate learning difficulties. Scientific knowledge promotes solutions to deal with such difficulties without examining the subjective position of the complainant. The analytical discourse starts from the subject's enigma to promote the desire to know about his symptom. It is considered that an unconscious know precedes and can affect the encounter with school/academic knowledge, generating impasses to which the subject would respond by inhibitions, symptoms and anguish. In view of the above, the question arises: what is the treatment given by psychoanalysis to the impasses with know, manifested by the inhibition incident in intellectual activities, in times of increasing medicalization? As a general objective, this research intends to examine the treatment given by psychoanalysis to the impasses in the face of know incidents in intellectual activities from the clinical manifestations of inhibition, symptom and anguish. The specific objectives are: to examine the different treatment conceptions given to impasses in the face of know by Jacques Lacan's discourse theory; to analyze the role of inhibition as a response to the impasse with know and its articulation with the symptom and anguish as a production of a singular know of the subject; to examine the relationship between know and jouissance as if it points to the unwriteable of non-sexual intercourse, and anguish. The research is carried out from questions that emerged spontaneously and contingently from professional practice and were linked to psychoanalytic theory. The construction of a clinical case was chosen based on the research objectives. It is expected that the dialogue with psychoanalysis can contribute to the approach of the subjects' impasses in the face of know in times of medicalization.

Teses
1
  • MARÍLIA NERI MATOS
  • CISNORMATIVIDADE E PRESENÇAS TRANS EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS DA BAHIA

  • Orientador : SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • LUIS AUGUSTO VASCONCELOS DA SILVA
  • GEORGINA GONÇALVES DOS SANTOS
  • JAQUELINE GOMES DE JESUS
  • LUMA NOGUEIRA DE ANDRADE
  • Data: 03/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • A maioria das sociedades construiu olhares fixos sobre conceitos que são naturalizados no cotidiano, entre eles, o conceito de gênero. As pessoas transgênero, que não se identificam com o gênero designado ao nascer, subvertem essa lógica binária, sendo alvo de marginalização e violência em diferentes contextos, entre eles, o contexto educativo. A partir de diálogos teóricos entre o Interacionismo Simbólico, as Epistemologias do Sul e as teorias queer, a presente tese propõe analisar a presença de pessoas trans em duas universidades federais da Bahia, em diálogo com a cisnormatividade que as afeta. A cisnormatividade é uma imposição da cisgeneridade, como expressão de gênero “natural” e “adequado” à sociedade, violentando outras formas de expressão da identidade de gênero. Considerando a escassez de estudos, no Brasil, sobre a presença de pessoas transgênero em ambientes educacionais, com destaque para o ensino superior, esta pesquisa quis colaborar para a compreensão das trajetórias acadêmicas das pessoas transgêneros, bem como os impactos dessas temáticas e pessoas no contexto universitário. Para tanto, com base na  abordagem qualitativa, os dados foram produzidos por entrevistas compreensivas com pessoas trans, utilizando também as notas do diário de campo da pesquisa. Os resultados foram construídos em minha em minha trajetória como uma pesquisadora cisgênera que se desconstruiu ao longo da pesquisa, reconhecendo erros e exotificações para com as pessoas trans, como fruto dessa cisgeneridade. Os dados das entrevistas me permitiram perceber que a universidade é reprodutora de silenciamentos e violências contra pessoas trans, não promovendo rápidas respostas para mudanças burocráticas para respeito ao nome social e onde ocorre dificuldade no uso dos banheiros e outros espaços comuns. Ao mesmo tempo, é um terreno contraditório e potencial para a desconstrução dessa cisnorma arraigada, fomentando o encontro entre pessoas trans que se auxiliam na permanência, ao mesmo tempo em que convidam pessoas cis a rever suas ideias e atitudes, apesar de resistências. Dessa forma, considero que o maior impacto da pesquisa foi sobre a minha própria trajetória acadêmica e de vida, reconhecendo as limitações do meu trabalho e possibilidades para futuros estudos, destacando a cisnormatividade como uma opressão que caminha com outras opressões em direção a um mundo padronizado, mundo que é afetado no encontro com outras formas de existência e, por isso, pode se reconstruir.


  • Mostrar Abstract
  • Most societies have built fixed views about concepts that are naturalized in everyday life, among them, the gender concept. Transgender people, who do not identify with the gender assigned at birth, subvert this binary logic, being the target of marginalization and violence in different contexts, including the educational context. Based on theoretical dialogues between Symbolic Interactionism, Southern Epistemologies, and Queer Theories, this thesis analyzes the presence of trans people in two universities in Bahia regarding the cisnormativity that affects them. Cisnormativity is an imposition of cisgeneracy as the "natural" and "adequate" gender expression in society, violating other forms of gender identity expression. Considering the lack of studies, in Brazil, about the presence of transgender people in the educational environment, with emphasis on higher education, this research wanted to collaborate to the understanding of the academic trajectories of transgender people as well as the impacts of these themes and people in the university context. Therefore, based on the qualitative approach, data were produced by comprehensive interviews with trans people and also using notes from the research field diary. The results were built on my trajectory as a cisgender researcher who deconstructed herself throughout the research, recognizing mistakes and exotifications towards trans people, as a result of this cisgeneracy. The data from the interviews allowed us to see that the university is a reproducer of silencing and violence against trans people, not promoting quick answers for bureaucratic changes to respect the social name or the difficulties in using the bathrooms and other spaces. At the same time, it is a contradictory and potential ground for the deconstruction of this entrenched cis norm by fostering meetings between trans people who help each other to remain while inviting cis people to review their ideas and attitudes, even with resistance. In this way, I consider that the greatest impact of the research was on my academic and life trajectory, recognizing the limitations of my work and possibilities for future studies, highlighting cisnormativity as the oppression that walks with other oppressions towards a standardized world, a world that is affected in the encounter with other forms of existence and, therefore, can reconstruct itself.  

2
  • ELISEU DE OLIVEIRA CUNHA
  • A desistência do crime entre egressos do sistema socioeducativo: uma leitura semiótico-cultural 

  • Orientador : MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANGELA MARIA CRISTINA UCHOA DE ABREU BRANCO
  • ELSA DE MATTOS
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MARILENA RISTUM
  • VIVIAN VOLKMER PONTES
  • Data: 10/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa almejou descrever e analisar as dinâmicas semióticas por meio das quais egressos do sistema socioeducativo regularam a desistência do crime em suas trajetórias de vida. Realizou-se um estudo de casos múltiplos qualitativo, idiográfico e desenvolvimental, embasado na psicologia semiótico-cultural, com quatro jovens que, após terem trilhado uma jornada de persistência criminal, decidiram encerrar suas carreiras criminosas. A coleta de dados compreendeu uma análise documental, o preenchimento de uma ficha de dados sociodemográficos, a elaboração de uma linha do tempo individual e a realização de três entrevistas: uma narrativa, uma episódica e uma semiestruturada. Os dados verbais e documentais obtidos foram transcritos, lidos, sintetizados, organizados e analisados à luz do Modelo de Equifinalidade de Trajetórias [Trajectory Equifinality Model – TEM]. A discussão dos resultados à luz da literatura levou à constatação de que, para a descontinuidade do percurso delitivo dos participantes, cooperaram diversos fatores, tais como: a vivência da privação de liberdade e do atendimento socioeducativo, a orientação e o acompanhamento de profissionais do sistema socioeducativo, a formação escolar e profissionalizante, a inserção laboral, a obtenção de uma fonte de renda lícita, o afastamento de contextos criminógenos por meio de mudanças de endereço, o rompimento do contato com colegas infratores, a religiosidade e a espiritualidade, a conjugalidade, a paternidade, a desilusão com o crime em face dos infortúnios por ele legados e dos riscos a ele inerentes, a participação em projetos sociais envolvendo arte, cultura, música, literatura, esporte e lazer, o apoio da família etc. A interpretação dos dados à luz do referencial teórico, por sua vez, conduziu à conclusão de que, à desistência criminal dos rapazes, subjazeram uma série de mecanismos semióticos, tais como: a quebra de ciclos transitivos criminógenos, sob o impulso de catalisadores semióticos anticrime sintetizados pelos participantes; a ascensão de signos, valores e sugestões sociais anticrime a patamares mais elevados na hierarquia semiótica reguladora, sobrepujando, assim, os mediadores semióticos criminógenos; a aquisição, pelos componentes semióticos anticrime, originalmente microgenéticos, após sucessivas reativações mesogenéticas, de generalidade e estabilidade ontogenéticas, passando, então, a guiar, a mediar e a regular a conduta dos rapazes de forma estável e duradora; a ativação de signos promotores, por meio dos quais os participantes, ao perspectivarem imaginativamente, por um lado, um cenário de horror caso continuassem delinquindo, e, por outro, um cenário mais amistoso caso deixassem o crime, atribuíram antecipadamente significações a esses dois cenários potenciais, passando, então, a diligenciarem no sentido de se distanciarem do primeiro e de avançarem em direção ao segundo; o predomínio conferido pelos rapazes, nas orientações pessoais sintetizadas que teceram, às forças semióticas promotoras, em detrimento das inibidoras, da desistência do crime; a mobilização de recursos simbólicos para facilitar a transição para trilhas desenvolvimentais não delituosas, após a ruptura de regularidades criminógenas; a reconfiguração do arcabouço semiótico de valores dos rapazes, de modo que os valores morais anticrime passaram a direcionar sua afetividade, sua cognição e seu comportamento, levando-os a enxergarem, sentirem e perceberem a criminalidade de uma forma negativa


  • Mostrar Abstract
  • This research aimed to describe and analyze the semiotic dynamics through which egresses from the socio-educative system regulated the desistance from crime in their life trajectories. A qualitative, idiographic and developmental multiple case study, based on semiotic-cultural psychology, was carried out with four young people who, after having walked a journey of criminal persistence, decided to end their criminal careers. Data collection included a document analysis, filling out a sociodemographic data sheet, drawing up an individual timeline and conducting three interviews: one narrative, one episodic and one semi-structured. The verbal and documentary data obtained were transcribed, read, synthesized, organized and analyzed in the light of the Trajectory Equifinality Model – TEM. The discussion of the results in the light of the literature led to the finding that, for the discontinuity of the criminal course of the participants, several factors cooperated, such as: the experience of deprivation of liberty and socio-educative care, guidance and monitoring by professionals of the socio-educative system, educational and professional training, labor insertion, obtaining a legal source of income, moving away from criminogenic contexts through changes of address, breaking off contact with offender colleagues, religiosity and spirituality, conjugality, paternity, disillusionment with crime due to the misfortunes it bequeathed and the risks inherent to it, participation in social projects involving art, culture, music, literature, sport and leisure, family support etc. The interpretation of the data in the light of the theoretical framework, in turn, led to the conclusion that to the criminal desistance of boys underlay a series of semiotic mechanisms, such as: the breaking of criminogenic transitive cycles, under the impulse of anti-crime semiotic catalysts synthesized by the participants; the rise of anti-crime signs, values and social suggestions to higher levels in the semiotic regulatory hierarchy, thus overtaking the criminogenic semiotic mediators; the acquisition, by the anti-crime semiotic components, originally microgenetic, after successive mesogenetic reactivations, of ontogenetic generality and stability, then going on to guide, mediate and regulate the behavior of boys in a stable and lasting way; the activation of promoting signs, through which the participants, by imaginatively predicting, on the one hand, a horror scenario if they continued offending, and, on the other, a friendlier scenario if they left the crime, assigned meanings beforehand to these two potential scenarios, starting, then, to strive in the sense of distancing themselves from the first one and advancing towards the second one; the predominance given by the boys, in the synthesized personal orientations they carried out, to the promoting semiotic forces, to the detriment of the inhibiting ones, of desistance from crime; the mobilization of symbolic resources to facilitate the transition to non-criminal developmental paths, after the rupture of criminogenic regularities; the reconfiguration of the boys’ semiotic framework of values, so that the anti-crime moral values started to direct their affectivity, their cognition and their behavior, leading them to see, feel and perceive criminality in a negative way.

3
  • SILVANA MARIA GRISI SARNO
  • Processos de produção de sentido de si e do mundo a partir da interação de crianças com webcelebridades

  • Orientador : MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELSA DE MATTOS
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • JOSE CARLOS SANTOS RIBEIRO
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • Data: 18/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • As mídias digitais têm sido consideradas como promotoras de novas propriedades e dinâmicas de pertencimento social. Levando em conta as características de ubiquidade, rapidez de conexão, interatividade e cultura participativa, elas imprimem valores comportamentais, constituindo, portanto, uma importante influência no desenvolvimento infantil na sociedade contemporânea. No contexto das redes sociais digitais, com a dinâmica própria dos espaços virtuais, surgem as webcelebridades, pessoas comuns que se tornam conhecidas a partir da Internet e que se tornam alvos de interesse e de apreço por inúmeros seguidores, cujas narrativas estão inseridas em um contexto histórico-cultural e socioeconômico. Na análise das webcelebridades, seu poder de “afetação” não deve ser entendido como um dom singular, mas, como traços e valores construídos em sintonia com o que uma determinada sociedade, em um determinado momento, valoriza. A pesquisa consiste em um estudo qualitativo de casos múltiplos, assumindo uma perspectiva desenvolvimental, com quatro crianças, de idades entre 9 e 12 anos, as quais têm acesso ao conteúdo das mídias digitais, interagem com webcelebridades e se mostraram disponíveis para participar voluntariamente da pesquisa. Está fundamentada em alguns pressupostos teóricos-conceituais da Psicologia Cultural Semiótica. Para o entendimento da especificidade da cultura infantil, serviram de embasamento os estudos da Sociologia da Infância. Tem como objetivo geral descrever e analisar as produções de sentido de si e do mundo a partir da interação de crianças com webcelebridades nos diários virtuais. Como estratégia de investigação, optou-se pela observação participante e por entrevistas semiestruturadas dialogadas para esclarecimentos de aspectos que não emergiram ou não foram compreendidos na observação. Os dados produzidos foram transcritos na íntegra e organizados e analisados à luz de pressupostos teóricos da psicologia cultural semiótica. Do ponto de vista acadêmico, esta pesquisa se justifica na medida em que tem potencial para contribuir com o preenchimento de algumas lacunas verificadas na literatura em Psicologia sobre a relação das crianças com as mídias digitais e, em particular, com as webcelebridades. Quanto ao seu caráter social, esta pesquisa pretende analisar os processos implicados na construção da subjetividade durante um período desenvolvimental infantil, podendo propiciar subsídios para a compreensão de reguladores promotores do desenvolvimento humano em situações de interação social digital.


  • Mostrar Abstract
  • Digital media have been considered as promoters of news properties and dynamics of social belonging. Considering their characteristics of ubiquity, speed of connection, interactivity and participatory culture, they print behavioral values, thus constituting an important influence on child development in contemporary society. In the context of digital social networks, with the dynamics of virtual spaces, webcelebrities appear, ordinary people who become known from the Internet and who become targets of interest and appreciation by countless followers, whose narratives are inserted in a context cultural and socioeconomic background. In the analysis of webcelebrities, their power of “affectation” should not be understood as one singular gift, but as traits and values built in line with what a given society, at a given moment, values. The research consists in a qualitative study of multiple cases, assuming a developmental perspective, with four children between the ages of 9 and 12, who have access to the content of digital media, interact with webcelebrities and were available to participate voluntarily in there search. It is based on some theoretical-conceptual assumptions of Semiotic Cultural Psychology. For the understanding of the specificity of children's culture, the studies of the Sociology of Childhood were the basis. Its general objective is to describe and analyze the meanings productions of themselves and the world from the interaction of children with webcelebrities in virtual diaries. As aninvestigation strategy, we opted for participant observation and semi-structured dialogued interviews to clarify aspects that did not emerge or were not understood in the observation. The data produced were transcribed in full, and were organized and analyzed in the light of theoretical assumptions of semiotic cultural psychology. From an academic point of view, this research is justified in so far as it has the potential to contribute to filling some gaps found in the literature in Psychology about the relationship of children with digital media and, in particular, with 11 webcelebrities. As for its social character, this research intends to analyze the processes involved in the construction of subjectivity during a child developmental period, which may provide subsidies for the understanding of regulators that promote human development in situations of digital social interaction.

4
  • Mariana Leonesy da Silveira Barreto
  • Da infinidade do tempo à finitude da vida: o vir-a-ser adolescente com Distrofia Muscular de Duchenne

  • Orientador : MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • VERONICA GOMES NASCIMENTO
  • VIVIAN VOLKMER PONTES
  • Data: 04/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • A Distrofia Muscular de Duchenne é uma patologia rara, neuromuscular e degenerativa. Uma das especificidades dessa patologia é que o indivíduo gradativamente perde o tônus muscular em virtude da ausência de produção da distrofina, uma proteína responsável pela regeneração desse tecido. Sem a distrofina, os músculos se tornam frágeis e a pessoa com Duchenne tende a perder gradativamente a sua capacidade de locomoção e morrer por falência do músculo cardíaco e respiratório. Ao longo da sua trajetória de vida, o indivíduo com Duchenne vivencia diferentes processos de ruptura e crises. No curso do desenvolvimento da  adolescência, há diferentes especificidades  e, no caso do adolescêncente com Duchenne, é justamente durante esse período que ele vivencia o agravamento do seu quadro clínico. Assim, o adolescente com Duchenne, além das mudanças características da puberdade, também passa por um processo de transformação do seu corpo em virtude da perda progressiva da sua capacidade muscular. Considerando os muitos desafios enfrentados por pessoas que vivenviam esse fenômeno, o presente trabalho assumiu o seguinte problema de pesquisa: como ocorrem os processos de regulação semiótica no transcurso de tornar-se adolescente com Duchenne? Como objetivo geral, este trabalho procurou compreender os processos de transições e rupturas vivenciados no processo de tornar-se adolescente com Duchenne. Os objetivos específicos foram: a) analisar os processos dinâmicos de continuidade e de descontinuidade na relação espaço temporal no processo de tornar-se adolescente com Duchenne; b) identificar e analisar a relação de mediação semiótica atrelada à percepção de si e do outro no atravessamento da experiência espaço temporal mediante o processo de tornar-se adolescente com Duchenne; c) analisar a interação do adolescente com Duchenne com o uso de instrumentos e artefatos culturais; d) discutir e analisar a elaboração do processo imaginativo do adolescente ao refletir sobre as suas experiências passadas e sobre a sua expectativa de futuro. Para isso, a presente tese se fundamenta na Psicologia Semiótico-Cultural. Participaram da pesquisa dois adolescentes com Distrofia Muscular de Duchenne residentes na cidade de Lauro de Freitas/BA e em Salvador/Bahia, respectivamente, com diferentes níveis socioeconômicos. Um dos adolescentes estudava em uma instituição pública municipal e o outro, em uma instituição privada. Como critério de seleção dos participantes, foram selecionados adolescentes que não tivessem nenhuma comorbidade ou deficiência intelectual. Para a coleta de dados, os referidos adolescentes foram convidados a participar de três encontros. No primeiro encontro, como materiais facilitadores da produção de dados, foram utilizadas revistas, cartolinas e recortes. O segundo encontro foi realizado com o objetivo de aprofundar os pontos de transição e ruptura, relatados no primeiro encontro, que demarcaram a trajetória de vida de cada participante. O terceiro encontro, por sua vez, teve o intuito de esclarecer as eventuais dúvidas da pesquisadora acerca da trajetória de vida de cada adolescente com Duchenne. Em virtude da pandemia ocasionada pela COVID-19, apenas o adolescente estudante de escola privada pôde participar presencialmente de todos os encontros previamente planejados. O estudante de escola pública participou de dois encontros presenciais e as dúvidas que emergiram durante o processo de análise de dados foram esclarecidas a partir de contato telefônico. Como procedimento de análise de dados, foi realizada uma análise compreensiva por meio da qual foram elaborados os seguintes eixos temáticos: 1) a percepção de si no atravessamento da experiência de tornar-se adolescente com Duchenne; 2) a percepção do outro no atravessamento da experiência de tornar-se adolescente com Duchenne; 3) a interação com os objetos, instrumentos e artefatos culturais no atravessamento da experiência de tornar-se adolescente com Duchenne.Os resultados apontaram para o fato de que o processo de tornar-se adolescente com Duchenne é atravessado pela experiência espaço temporal. Cada trajetória de vida vivenciada é idiossincrática, dinâmica e intermediada por relações simbólicas constituídas a partir de uma rede de signos, significados e artefatos culturais compartilhados em seu contexto sociocultural. Um ponto comum entre dois adolescentes com Duchenne que participaram da pesquisa foram recordações de quedas frequentes, sensação de cansaço muscular e o momento de identificação do diagnóstico clínico, aspectos que se constituiram como eventos significativos para a compreensão dos seus respectivos processos de transição e ruptura. Além disso, houve uma prospecção em torno de um futuro que se constituiu na esperança de encontrar a cura da Duchenne. Apesar das semelhanças, o modo como cada adolescente vivenciou a percepção de si, do outro e interagiu com os instrumentos e artefatos culturais foi singularmente intermediado pelo conjunto de signos, significados e instrumentos acessíveis e dispostos em cada contexto desenvolvimental específico. Conclui-se, a partir deste trabalho, a importância de compreender as transições e rupturas desenvolvimetais vivenciadas por adolescente com Duchenne para a ampliação de políticas públicas voltadas a esse público.

     


  • Mostrar Abstract
  • Duchenne Muscular Dystrophy is a rare neuromuscular degenerative pathology. One of the specificities of this pathology is that the individual gradually loses muscle tone due to the lack of production of dystrophin, a protein responsible for the regeneration of this tissue. Without dystrophin, the muscles become fragile and the person with Duchenne tends to gradually lose their ability to move and die from heart and respiratory muscle failure. Throughout his or her life trajectory, the individual with Duchenne experiences different breakdown processes and crises. In adolescence, there are different specificities in the course of their development and, in the case of the adolescent with Duchenne, it is precisely during this period that they experience the worsening of their clinical picture. Thus, the teenager with Duchenne, besides the characteristic changes of puberty, also goes through a process of transformation of his body due to the progressive loss of his muscular capacity. Considering the many challenges faced by people who experience this phenomenon, the present work assumed the following research problem: how do the processes of semiotic regulation occur in the course of becoming an adolescent with Duchenne? As a general objective, this work sought to understand the processes of transitions and ruptures experienced in the process of becoming an adolescent with Duchenne. Its specific objectives were: a) to analyze the dynamic processes of continuity and discontinuity in the space-time relationship in the process of becoming an adolescent with Duchenne; b) to identify and analyze the relation of semiotic mediation linked to the perception of self and of the other in the crossing of space-time experience through the process of becoming an adolescent with Duchenne; c) to analyze the interaction of the teenager with Duchenne with the use of cultural instruments and artifacts; d) to discuss and analyze the elaboration of the imaginative process of the teenager when reflecting on his past experiences and on his future expectations. To this end, this thesis is based on Semiotic-Cultural Psychology. Two adolescents with Duchenne Muscular Dystrophy living in the city of Lauro de Freitas/Ba and Salvador/Bahia, respectively, with different socioeconomic levels participated in the research. One of them studied in a public municipal institution and the other in a private one. As a participant selection criterion, we selected adolescents who did not have any comorbidity or intellectual disability. For data collection, these adolescents were invited to participate in three meetings. In the first meeting, magazines, cardboard, and clippings were used as facilitators of data production.  The second meeting was held with the objective of deepening the points of transition and rupture that marked the life trajectory of each participant that were reported in the first meeting. The third meeting, in turn, was intended to clarify any doubts of the researcher about the life trajectory of each adolescent with Duchenne. Due to the pandemic caused by COVID-19, only the teenager, a private school student, was able to participate in person in all the meetings previously planned. The public school student, on the other hand, participated in two face-to-face meetings and the doubts that emerged during the data analysis process were clarified by telephone contact. As a procedure of data analysis, a comprehensive analysis was carried out through which the following thematic axes were elaborated: 1) the perception of self in the crossing of the experience of becoming an adolescent with Duchenne; 2) the perception of the other in the crossing of the experience of becoming an adolescent with Duchenne; 3) the interaction with the objects, instruments and cultural artifacts in the crossing of the experience of becoming an adolescent with Duchenne. The results pointed to the fact that the process of becoming an adolescent with Duchenne is crossed by the space-time experience. Each life trajectory experienced is idiosyncratic, dynamic, and mediated by symbolic relations constituted from a network of signs, meanings, and cultural artifacts shared in their sociocultural context. A common point between two adolescents with Duchenne who participated in the research were memories of frequent falls, feeling of muscle fatigue, and the moment of identification of the clinical diagnosis, aspects that constituted themselves as significant events for the understanding of their respective processes of transition and rupture. In addition, there was a prospection around a future that was constituted in the hope of finding a cure for Duchenne. Despite the similarities, the way each adolescent experienced the perception of self, of the other, and interacted with cultural instruments and artifacts was uniquely mediated by the set of signs, meanings, and instruments accessible and arranged in each specific developmental context. We conclude, from this work, the importance of understanding the developmental transitions and ruptures experienced by adolescents with Duchenne for the expansion of public policies aimed at this public.

     

5
  • CASSIO DOS SANTOS LIMA
  • Aspectos neuropsicológicos e clínicos de indivíduos com Hepatite Viral C Crônica no tratamento com Antivirais de Ação Direta

  • Orientador : JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MEMBROS DA BANCA :
  • NATALIA BECKER
  • FERNANDA SANTANA CORREIA DE MELO
  • GUSTAVO MARCELINO SIQUARA
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • Data: 25/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho teve por objetivo avaliar e discutir as características neuropsicológicas de indivíduos com hepatite viral C crônica, considerando o funcionamento cognitivo per si e no curso do tratamento com antivirais de ação direta (DAAs). Este manuscrito apresenta dois artigos, sendo o primeiro uma revisão sistemática da literatura, a qual descreve os principais desfechos neuropsicológicos de indivíduos tratados com DAAs, a partir de artigos publicados em periódicos indexados nas principais bases de dados, conforme os critérios de inclusão e
    exclusão adotados. Os resultados indicaram heterogeneidade metodológica quanto aos testes neuropsicológicos utilizados, domínio cognitivos avaliados e características amostrais. A maior parte dos estudos mostra melhora cognitiva após o tratamento com DAAs. Em geral, os indivíduos HCV mono e coinfectados, tiveram um incremento na velocidade de processamento, fluência verbal e memória episódica verbal/visual. O segundo artigo apresenta resultados comparativos de um estudo desenvolvido durante o doutorado com pacientes que foram
    avaliados antes e depois do tratamento com DAAs para funções neuropsicológicas, qualidade de vida e humor deprimido. Os resultados indicam melhora nos escores de atenção visual, a partir de medidas de tempo de reação e de qualidade de vida. No que diz respeito ao humor, embora os pacientes não tenham apresentado alterações na linha de base, houve melhora do escore total. Pacientes com HCV tem perfil neuropsicológico diverso e a infecção crônica pode ocasionar prejuízos cognitivos, mesmo em indivíduos assintomáticos. Faz-se necessário investigar de forma aprofundada os mecanismos cognitivos associados à infecção e ao novo tratamento com DAAs, de modo a compreender a extensão dos prejuízos e proporcionar intervenções mais específicas e claras no curso da doença.


  • Mostrar Abstract
  • The present study aimed to evaluate and discuss the neuropsychological characteristics of
    individuals with chronic viral hepatitis C, considering cognitive functioning per se and during
    treatment with direct-acting antivirals (DAAs). This manuscript presents two articles, the first
    being a systematic literature review, which describe the main neuropsychological outcomes of
    individuals treated with DAAs, based on articles published in journals indexed in the main
    databases, according to the adopted inclusion and exclusion criteria. The results indicate
    methodological heterogeneity regarding the neuropsychological tests used, cognitive domains
    evaluated and sample characteristics. Most studies indicate cognitive improvement after
    treatment with DAAs. In general, HCV mono- and co-infected individuals improved processing
    speed, verbal fluency, and verbal/visual episodic memory. The second article presents
    comparative results of patients who were evaluated before and after treatment with DAAs for
    neuropsychological functions, quality of life and depressed mood. The results indicate
    improvement in visual attention scores, based on reaction time and quality of life measures.
    Regarding mood, although the patients did not show changes at baseline, there was an
    improvement in the total score. Patients with HCV have a diverse neuropsychological profile
    and chronic infection can cause cognitive impairment, even in asymptomatic individuals. It is
    necessary to investigate in depth the cognitive mechanisms associated with the infection and
    the new treatment with DAAs, to understand the extent of the damage and provide more specific
    and clear interventions in the course of the disease.

6
  • BRUNA IMPROTA DE OLIVEIRA MENDONCA
  • Gestalt-terapia, Yoga e fenomenologia mundana: vivências de mulheres que estão envelhecendo

  • Orientador : DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • TERESINHA MELLO DA SILVEIRA
  • JORGE PONCIANO RIBEIRO
  • MARCO AURÉLIO BILIBIO CARVALHO
  • DANIEL FILS PUIG
  • Data: 06/05/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta investigação tem como objetivo propor articulações entre Gestalt-terapia, fenomenologia mundana e Yoga, com foco no processo de envelhecimento de mulheres no Brasil e na Índia. Os objetivos específicos são: ampliar o diálogo teórico-conceitual da Gestalt-terapia; articular teoricamente Gestalt-terapia, fenomenologia mundana de Merleau-Ponty e bases filosóficas do Yoga; analisar a experiência com o envelhecimento e a prática do Yoga de mulheres yoguinís na Índia e no Brasil; valorizar um espaço autêntico de fala, em primeira pessoa, por meio de cartas entre as participantes; disseminar a produção científica/artística para o universo acadêmico e transacadêmico. A base epistêmica deste estudo é a epistemologia qualitativa, com enfoque fenomenológico e a estratégia de pesquisa adotada é o estudo de casos, utilizando entrevistas em profundidade com quatro participantes indianas e quatro brasileiras, praticantes regulares de Yoga e que se consideram vivenciando a velhice. Como resultado das análises, destacamos cinco grandes categorias que perpassaram as narrativas: integração parte-todo; presença da dimensão do mistério, do sagrado e do espiritual; envelhecendo: impermanência e o humano como devir; awareness e aqui-agora: velhices e percursos de autoconhecimento; aspectos gerais da vivência com o envelhecimento e as velhices. Por fim, postula-se que o Yoga pode oferecer à Gestalt-terapia e à fenomenologia uma ampliação da compreensão para a práxis contemplativa somática, da mesma forma que a fenomenologia e a abordagem gestáltica podem ser uma importante base para articulação teórica com a filosofia do Yoga.


  • Mostrar Abstract
  • This research aims to propose articulate gestalt-therapy, mundane phenomenology and yoga, with a focus on the women aging process in Brazil and India. The specific objectives are: to expand the theoretical-conceptual framework of gestalt-therapy; to articulate theoretically gestalt-therapy, Merleau-Ponty's mundane phenomenology and philosophical foundations of yoga; to analyze the experience with aging of yogini women in India and Brazil; to value an authentic space for first-person speech by the participants, through letters; to disseminate scientific/artistic production to the academic and transacademic universe. The epistemic basis of this study is qualitative epistemology, with a phenomenological approach, and the research strategy adopted is the case study, using in-depth interviews with four indian and four brazilian participants, regular practitioners of yoga and who consider themselves experiencing old age. As a result of the analyses, we highlight five major categories that cut accross the narratives: part-whole integration; presence of the mystery, sacred and spiritual dimensions; aging: impermanence and the human as becoming; awareness and here-now: old age and trajectories of self-knowledge; general aspects of experiencing aging and old age. Finally, it is postulated that yoga can offer gestalt-therapy and phenomenology a broadening of understanding for somatic contemplative praxis, in the same way as phenomenology and gestalt-therapy approaches can be an important basis for theoretical articulation with the philosophy of yoga.

7
  • SILVA JACOB ALAGE
  • A TRANSIÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO PARA O ENSINO SUPERIOR: UM ESTUDO NO CONTEXTO EDUCACIONAL MOÇAMBICANO

  • Orientador : SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • AVA DA SILVA CARVALHO CARNEIRO
  • GERALDO TEODORO ERNESTO MATE
  • MARIA EUNICE LIMOEIRO BORJA
  • SÓNIA ANDRÉ
  • Data: 27/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • O ensino em Moçambique está estruturado em ciclos de aprendizagem. Durante os anos como funcionário público no Ministério de Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), atuei em todos os subsistemas de ensino, tendo verificado em algum momento que os alunos do ensino secundário carecem de informações sobre o funcionamento do ensino superior, o que deu origem ao tema em alusão, com o objetivo de compreender o processo de transição de jovens do ensino secundário para o ensino superior público. Isso permitiu identificar e descrever as experiências de uma transição de grupos pertencentes a ambientes de aprendizagem diferentes, embora com objetivos similares, uns que inspiravam ingressar no ensino e outros já ingressos e enfrentavam desafios para se integrar no contexto da vida universitária. De uma forma geral, os dados empíricos evidenciaram a falta de diálogo entre os dois subsistemas de ensino. Este estudo de caso, de natureza exploratória, adotou o método qualitativo, com um paradigma interpretativo embasado no interacionismo simbólico e na teoria de afiliação (Coulon, 2008). Os dados foram produzidos através de entrevistas compreensivas, com 15 participantes, sete alunos do ensino secundário público (12ª classe) e oito estudantes do primeiro ano do ensino superior público. A partir da análise do discurso (Bakthin, 2007) e de conteúdo (Bardin, 2011), os resultados nos permitiu identificar pontos convergentes entre os participantes dos dois níveis de ensino e outros divergentes em relação a esse processo de transição relacionados às expectativas e fatores que os alunos do ensino secundário vivenciam e expectativas dos estudantes do primeiro ano, fatores que favorecem ou não a integração acadêmica e institucional. Esta tese de doutorado está vinculada ao grupo de pesquisa Observatório da Vida Estudantil (OVE) e tem como campo de investigação a Psicologia de Desenvolvimento e estudos sobre a juventude em países colonizados. Os resultados da pesquisa apontam a necessidade da criação de uma ponte entre os dois níveis de ensino para facilitar a transição e estabelecer a comunicação entre as instituições públicas de ensino secundário e superior; de criar políticas de acolhimento para os estudantes recém inscritos no ensino superior; reverter o cenário da ineficiência de políticas de estado em prover educação de qualidade para todos e; influenciar e implementar práticas eficazes que envolvam todos os atores que atuam nesse contexto em Moçambique.


  • Mostrar Abstract
  • Education in Mozambique in structured in learning cycles, education in the form of a spiral. During the years as a civil servant in the Ministry of Education and Human Development (MINEDH), I have worked in all the education subsystems, having verified at some point that secondary school pupils lack information about the functioning of higher education, which gave rise to the theme in allusion, with the aim of understanding the process of transition of young people from secondary education to public higher education. This made it possible to identify and describe the experiences of a transition of groups belonging to different learning environments, although with similar goals, some who were inspiring to enter education and others already entered and faced challenges to integrate into the context of university life. Overall, the empirical data highlighted the lack of dialogue between the two education subsystems. This case study, exploratory in nature, adopted the qualitative method, with an interpretative paradigm grounded in symbolic interactionism and affiliation theory (Coulon, 2008). Data were produced through comprehensive interviews with 15 participants, seven public secondary school students (grade 12) and eight first-year public higher education students. From the discourse analysis (Bakthin, 2007) and content analysis (Bardin, 2011), the results allowed us to identify convergent points between the participants of the two levels of education and other divergent points regarding this transition process related to the expectations and factors that secondary school students experience and expectations of first year students, factors that favor or not the academic and institutional integration. This doctoral thesis is linked to the research group Observatory of Student Life (OVE) and its field is Developmental Psychology and studies on youth of colonized countries. The results of the research point to the need to create a bridge between the two levels of education in order to facilitate the transition and to establish communication between public secondary and higher education institutions; to create welcoming policies for students recently enrolled in higher education; to reverse the scenario of inefficient state policies in providing quality education for all and; to influence and implement effective practices that involve all the actors that act in this context in Mozambique.

8
  • ADILSON VALDANO MUTHAMBE
  • Competências e Estratégias da Atuação do Psicólogo nas Escolas no Contexto da Educação
    Inclusiva em Moçambique

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FÉLIX JOSÉ MULHANGA
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • Mariana Leonesy da Silveira Barreto
  • SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • VERONICA GOMES NASCIMENTO
  • Data: 03/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo objetivou analisar as competências e estratégias para a atuação do psicólogo nas escolas no contexto da educação inclusiva em Moçambique. Em termos de orientação metodológica a pesquisa foi do tipo qualitativo e seguiu o paradigma interpretativista. Para a coleta de dados foram entrevistados 14 participantes, sendo 5 psicólogos (as), 6 professores (as) e 3 gestores (as) educacionais. A produção de dados seguiu as diretrizes da técnica de análise de conteúdo. Os resultados foram estruturados em função de quatro artigos complementares. No primeiro artigo, os dados indicaram que a implementação das políticas educativas permanece indefinida e os grupos sociais vulneráveis e em zonas recônditas não se beneficiam de alguns direitos. E as organizações da sociedade civil contribuem para a inserção dos psicólogos nas escolas através de projetos sociais. No segundo artigo os resultados revelaram que os psicólogos definiram a deficiência baseando-se na lesão e na estrutura social. As narrações destacaram competências fundamentais para atuar nas escolas, sendo: investigativa, de planejamento, avaliativa, comunicativa ou relacional, interventiva e administrativa. Todavia, enalteceram desafios como falta de recursos para realização de estágio em psicologia, o descompasso entre as competências definidas pelos cursos de psicologia e as demandas escolares, ênfase em abordagens teóricas em detrimento de atividades práticas e inexistência do Conselho Nacional de Psicologia no país. No terceiro artigo os resultados demonstraram que o psicólogo na equipe multiprofissional desempenha o papel de mediador, planeja e coordena as atividades de outros profissionais, desenha o programa de intervenção preventiva, monitora o trabalho junto às famílias, serve de ponte nas relações entre escola, família, comunidade e elabora o relatório geral de atividades. Para finalizar os resultados no quarto artigo apontam que dentre os fatores que favorecem a atuação do psicólogo são, aceitação das ideias pela direção da escola e ações colaborativas com outros profissionais que compõem a equipe multiprofissional. E indicaram como fatores que dificultam a sua atuação as atitudes de professores, falta de colaboração das famílias, pouco financiamento para a elaboração de programas específicos e o caráter multilinguístico.


  • Mostrar Abstract
  • This study aimed to analyze the skills and strategies of psychologists in schools in the context of inclusive education in Mozambique. In terms of methodological orientation, the research was a qualitative one and followed the interpretivist paradigm. Regarding the data collection, 14 participants were interviewed, being 5 psychologists, 6 teachers and 3 educational managers. Data production followed the guidelines of the content analysis technique. The results were discussed and structured in four complementary articles. In the first article, the data indicated that the implementation of educational policies remains undefined and vulnerable social groups especially in remote areas do not benefit from some interventions. Civil society organizations contribute to the insertion of psychologists in schools through social projects. In the second article, the results revealed that psychologists defined disability based on the kind of injuries and social structure. The participant highlighted fundamental skills to work in schools: investigative, planning, evaluative, communicative or relational, interventional and administrative. However, they highlighted challenges such as the lack of resources to carry out an internship in psychology, the mismatch between the competencies defined by psychology courses and school demands, the emphasis on theoretical approaches in detriment of practical activities and the absence of the National Council of Psychology in the country. In the third article, the results showed that the psychologist in the multidisciplinary team plays the role of mediator. She/he plans and coordinates the activities of other professionals, designs the preventive intervention program, monitors the work with families, serves as a bridge in the relationships between school, family, community and prepares the general activity report. Finally, the results in the fourth article point out that among the factors that favor the performance of the psychologist there are acceptance of ideas by the school board and collaborative actions with other professionals who make up the multidisciplinary team. The results indicated factors that hinder psychologist performance, the attitudes of teachers, lack of collaboration of families, little funding for the elaboration of specific programs and the multilingual character of the school system.

9
  • MANUELA BRITO DOS SANTOS
  • Práticas discursivas de aconselhamento na Testagem Rápida para HIV em grandes eventos na cidade de Salvador-Bahia: um olhar para o racial

  • Orientador : MONICA LIMA DE JESUS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • WEDNA GALINDO
  • FELIPE RIOS
  • ELIANE SILVIA COSTA
  • LUIS AUGUSTO VASCONCELOS DA SILVA
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • Data: 18/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese analisa as práticas discursivas com enfoque nos marcadores raciais presentes no aconselhamento durante a testagem para HIV no Carnaval em Salvador-Bahia. Utilizando a perspectiva da Psicologia Social, de base construcionista, o intuito foi de refletir sobre o aconselhamento inserido na Testagem Rápida para HIV (TR-HIV), enfatizando a dimensão racial da população que buscava esse serviço. A  tese está organizada em formato de artigo e para compor o todo da tese, discuto teórico-politicamente a noção de aconselhamento como um primeiro tópico para contextualizar o objeto de estudo, além das contribuições dos estudos construcionistas para pensar o objeto de estudo. No primeiro artigo, realizei uma análise documental dos manuais de aconselhamento disponibilizados aos/às profissionais ao longo do tempo em que foi introduzida a prática do aconselhamento na testagem para o HIV. No segundo artigo, está a análise das gravações de aconselhamentos e do diário de campo realizados durante o carnaval de 2019, enfatizando a dimensão racial. O terceiro artigo versa sobre propostas para construção de um aconselhamento racialmente orientado. Os resultados da análise, no primeiro artigo, demonstram uma mudança significativa ao longo do tempo e de cada manual, passando de uma orientação de prevenção mais individualista, ampliando para a prevenção pautada na vulnerabilidade individual e social e, atualmente, sendo orientada, adaptada à vivência das populações-chave para se realizar o aconselhamento. Somente no terceiro manual, a população negra aparece como segmento de atenção no aconselhamento - depois de vinte e um anos da primeira publicação sobre o tema. No segundo, artigo, podemos destacar que os homens autodeclarados negros em situações de vulnerabilidade relatam a oferta sexual e a obrigatoriedade de responder a essa oferta. Paradoxalmente, quando eles têm poucas parceiras na vida também justificam essa situação, com um tom envergonhado, por não corresponder à expectativa de ter muitas parcerias sexuais. Por sua vez, as mulheres negras apresentam essas duas formas vulnerabilidade social, que elevam a exposição ao HIV, quando explicitam durante o aconselhamento, vivência de relacionamentos violentos, sem possibilidade de negociação do uso de meios de prevenção e a dificuldade de acesso aos serviços de testagem e aconselhamentos no seu cotidiano. No terceiro artigo, foi construída  uma proposta de aconselhamento para TR-HIV com ênfase nos aspectos raciais. Dois documentos de domínio público foram utilizados como norteadores.Mais do que uma proposta fechada sobre o formato das capacitações (que  podem incluir apoio matricial, oficinas, reuniões clínicas, entre outros meios) na educação permanente em saúde, as formações dos/as de profissionais de saúde devem  enfocar diretamente as relações raciais e o cuidado público em saúde e que problematize o emprego de discursos institucionalizados sobre a sexualidade da população negra (sejam homens ou mulheres).  Destaco que a forma como se deu a prática de pesquisa deste projeto, apesar de não ser nova, foi inovadora. Temos poucos estudos em que se grava, de modo espontâneo e sem a presença da pesquisadora, o momento exato em que se dá o tema de estudo deste projeto - o aconselhamento. Desse modo, entendo que o aconselhamento seja uma tecnologia do cuidado potente. Esse espaço, defendo que se reconfigurado para acontecer sem roteiros prévios (mas com letramento racial e interseccional com os demais marcadores sociais) e com o/a profissional munido de uma abertura para acompanhar e estar atento aos repertórios linguísticos dos marcadores raciais dos usuários/as, pode ser efetivo. Ter um efeito mais significativo para as pessoas que realizam testagem, dentro ou fora dos muros das Unidades de Saúde, que inclui  em eventos, como é o caso do Carnaval. 

     


  • Mostrar Abstract
  • This thesis analyzes discursive practices focusing on racial markers present in counseling during HIV testing at Carnival in Salvador-Bahia. Using the perspective of Social Psychology, with a constructionist basis, the aim was to reflect on the counseling included in the Rapid Testing for HIV (TR-HIV), emphasizing the racial dimension of the population that sought this service. The thesis is organized in an article format and to compose the whole of the thesis, I discuss theoretically and politically the notion of counseling as a first topic to contextualize the object of study, in addition to the contributions of constructionist studies to think about the object of study. In the first article, I carried out a documentary analysis of the counseling manuals made available to professionals during the time when the practice of counseling in HIV testing was introduced. In the second article, there is the analysis of the recordings of counseling and the field diary carried out during the 2019 carnival, emphasizing the racial dimension. The third article deals with proposals for the construction of racially oriented counseling. The results of the analysis, in the first article, demonstrate a significant change over time and from each manual, moving from a more individualistic prevention orientation, expanding to prevention based on individual and social vulnerability and, currently, being oriented, adapted to the experience of key populations to carry out counseling. Only in the third manual, the black population appears as a segment of attention in counseling - twenty-one years after the first publication on the subject. In the second article, we can highlight that self-declared black men in situations of vulnerability report the sexual offer and the obligation to respond to this offer. Paradoxically, when they have few partners in life, they also justify this situation, with an embarrassed tone, for not living up to the expectation of having many sexual partners. In turn, black women present these two forms of social vulnerability, which increase exposure to HIV, when they explain, during counseling, the experience of violent relationships, without the possibility of negotiating the use of means of prevention and the difficulty of accessing health services. testing and counseling in your daily life. In the third article, a counseling proposal for RT-HIV was built with emphasis on racial aspects. Two public domain documents were used as guidelines. More than a closed proposal on the format of training (which may include matrix support, workshops, clinical meetings, among other means) in continuing health education, the training of health professionals should directly focus on racial relations and the public health care and that problematizes the use of institutionalized discourses on the sexuality of the black population (whether men or women). I emphasize that the way in which the research practice of this project took place, despite not being new, was innovative. We have few studies that record, spontaneously and without the presence of the researcher, the exact moment in which the subject of study of this project takes place - counseling. In this way, I understand that counseling is a powerful technology of care. I argue that this space should be reconfigured to take place without previous scripts (but with racial literacy and intersectional with other social markers) and with the professional equipped with an opening to follow and be attentive to the linguistic repertoires of the users' racial markers. , can be effective. Have a more significant effect on people who carry out testing, inside or outside the walls of the Health Units, which includes in events, such as Carnival.

     

     

     

10
  • Agnaldo Júnior Santana Lima
  • PROCESSOS AFETIVO-SEMIÓTICOS DA EXPERIÊNCIA DE TRANSPLANTE PARA PESSOAS COM ÓRGÃOS TRANSPLANTADOS

  • Orientador : MARILENA RISTUM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELSA DE MATTOS
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • MARIA HELENA PEREIRA FRANCO
  • MARILENA RISTUM
  • Data: 01/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

    Diante do crescimento da incidência de doenças crônicas, a realidade do transplante de órgãos se configura como um recurso terapêutico para diversos casos, trazendo um percurso com implicações físicas e psicossociais para os pacientes. A partir desta realidade, o objetivo deste estudo consistiu em compreender a experiência pessoal do transplante construída por pessoas com doenças crônicas. Mais especificamente, buscou-se (1) analisar a trajetória do adoecimento, identificando quais eventos se configuram como rupturas para os indivíduos; (2) identificar os processos afetivo-semióticos envolvidos na experiência; (3) compreender o uso de recursos institucionais, interpessoais, simbólicos e pessoais por parte dos participantes diante de situações disruptivas; e (4) identificar os processos imaginativos. O estudo teve como aporte teórico a Psicologia Cultural. Participaram do estudo cinco adultos com idade entre 25 e 54 anos, que haviam realizado o transplante de um ou dois órgãos (rim, fígado, pulmão, coração e pâncreas e rim). Os dados foram construídos com entrevistas narrativas, entrevistas semiestruturadas e questionário sociodemográfico e foram analisados à luz do Modelo de Equifinalidade de Trajetórias e da construção de eixos temáticos a partir dos objetivos, construtos teóricos da Psicologia Cultural e da literatura. Nas trajetórias dos participantes, eventos como diagnóstico, tratamento, entrada na fila de espera e transplante foram percebidos como disruptivos, deles demandando transições com processos de identidade, aprendizagem de novas habilidades e construção de sentidos. Dentre os processos afetivo-semióticos, os participantes significaram os sintomas iniciais e outras condições de adoecimento, além da presença de incertezas e medos. A ideia da finitude se expressa na narrativa diante do contexto da fila de espera para o transplante, além de significações mais otimistas como boas expectativas, e possibilidade de vida. Sobre a vida e o self após o transplante, os participantes apontam, entre outros signos: o retorno à normalidade, a retomada da rotina, a ausência de restrições, o aumento da qualidade de vida e a possibilidade de superação. A pandemia do Coronavírus fez emergir estados afetivos de ansiedade e pânico, além de relatos que apontam a vivência de uma nova quarentena e sobrecarga de demandas. Entre os recursos utilizados nos processos de transição estavam: reflexões a partir de artefatos culturais; as instituições hospitalares, a religião; a família, amigos e características pessoais dos participantes. Nos processos imaginativos, os participantes trazem expectativas acerca do transplante: liberdade, qualidade de vida, retorno à rotina, estar com a família e projetar o futuro. As trajetórias sombras atuaram como signos catalisadores, como contexto para o fortalecimento dos signos promotores, os quais contribuíram para a manutenção das práticas de autocuidado. A imaginação para o futuro aponta a busca pela continuidade de avanços conquistados e busca de ideais pessoais. Ressalta-se a importância de espaços para a expressão da voz de pessoas com doenças crônicas, bem como do aperfeiçoamento na formação de profissionais de saúde.


  • Mostrar Abstract
  • Faced with the growing incidence of chronic diseases, the reality of organ transplantation is configured as a therapeutic resource for several cases, bringing a path with physical and psychosocial implications for patients. Based on this reality, this research aimed to understand the personal experience of transplantation built by people with chronic diseases. More specifically, we sought to (1) to analyze the trajectory of illness, identifying which events are configured as ruptures for individuals; (2) to identify the affective-semiotic processes involved in the experience; (3) to understand the use of institutional, interpersonal, symbolic and personal resources by participants in disruptive situations; and (4) to identify imaginative processes. The study had as theoretical contribution the Cultural Psychology. Five adults aged between 25 and 54 years old, who had undergone transplantation of one or two organs (kidney, liver, lung, heart and pancreas and kidney) participated in the study. The data were constructed with narrative interviews, semi-structured interviews and a sociodemographic questionnaire and were analyzed in the light of the Trajectories Equifinality Model and the construction of thematic axes from the objectives, theoretical constructs of Cultural Psychology and literature. In the participants' trajectories, events such as diagnosis, treatment, entry into the waiting list and transplantation were perceived as disruptive, demanding from them transitions with identity processes, learning new skills and sense making. Among the affective-semiotic processes, the participants gave meaning to the initial symptoms and other conditions of illness, in addition to the presence of uncertainties and fears. The idea of finitude is expressed in the narrative in the context of the waiting list for the transplant, in addition to more optimistic meanings such as good expectations and the possibility of life. About life and the self after the transplant, the participants point out, among other signs: the return to normality, the resumption of routine, the absence of restrictions, the increase in the quality of life and the possibility of overcoming. The Coronavirus pandemic has given rise to affective states of anxiety and panic, in addition to reports that point to the experience of a new quarantine and overload of demands. Among the resources used in the transition processes were: reflections based on cultural artifacts; hospital institutions, religion; the family, friends and personal characteristics of the participants. In the imaginative processes, the participants bring expectations about the transplant: freedom, quality of life, return to routine, being with the family and projecting the future. The shadow trajectories acted as catalyst signs, as a context for strengthening the promoting signs, which contributed to the maintenance of self-care practices. The imagination for the future points to the search for the continuity of advances made and the search for personal ideals. We emphasize the importance of spaces for the expression of the voice of people with chronic diseases, as well as the improvement in the training of health professionals. 

11
  • Ana Carolina Cerqueira Medrado
  • CUIDADO ENTRE MULHERES NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE: ANÁLISE POSICIONADA NA PSICOLOGIA SOCIAL CONSTRUCIONISTA E NO FEMINISMO INTERSECCIONAL

  • Orientador : MONICA LIMA DE JESUS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BENEDITO MEDRADO DANTAS
  • CARLA GUANAES LORENZI
  • CLAUDIA MARA PEDROSA
  • ELIANE SILVIA COSTA
  • JACQUELINE ISAAC MACHADO BRIGAGÃO
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • Data: 02/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta tese analisa os sentidos construídos pelas trabalhadoras de saúde do Sistema Único de Saúde sobre o adoecimento mental feminino e sobre o cuidado dirigido a tais mulheres em uma intersecção entre raça, classe social e gênero. Adota como referencial teórico a psicologia social construcionista, o feminismo interseccional e as narrativas históricas sobre o eu feminino, tanto por uma perspectiva do patriarcado, quanto por uma perspectiva de resistência ao poder patriarcal. No que tange à metodologia discorre sobre os passos realizados para a construção das informações da pesquisa. Os espaços escolhidos para produção de dados foram serviços do Sistema Único de Saúde de dois Distritos Sanitários de Salvador (identificados como Distrito Sanitário 1 e Distrito Sanitário 2). Foram entrevistadas cinco trabalhadoras de saúde: uma psicóloga e uma terapeuta ocupacional que compõe a equipe do Núcleo Ampliado de Saúde da Família do Distrito Sanitário 1; uma psicóloga de um Centro de Atenção Psicossocial II do Distrito Sanitário 2; uma psicóloga e uma estagiária de psicologia de outro Núcleo Ampliado de Saúde da Família do Distrito Sanitário 1. A análise das informações ocorreu a partir de uma composição entre os mapas de associação de ideias e a análise de conteúdo temática. Dessa forma, os resultados foram divididos em três categorias temáticas/capítulos intitulados como: “Consororizar: sobre os grupos de mulheres”; “Outros espaços de cuidado e sua relação com as políticas públicas e documentos de domínio público”; e “‘Essas mulheres não têm problema para parir’: sobre as diversas violências nos serviços de saúde”. A primeira categoria, “Consororizar: sobre os grupos de mulheres”, refere-se aos grupos desenvolvidos pelas profissionais participantes da pesquisa voltados para mulheres em adoecimento psíquico, atividade comum a todas as participantes. Tais sofrimentos foram reconhecidas como tendo a mesma raiz: as relações de poder que se configuram na intersecção entre raça, classe e gênero. Como resultados da tese destaca-se a essencialização do ser mulher em torno da maternidade, o que pode ser percebido tanto pelos repertórios linguísticos das profissionais entrevistadas quanto das atividades disponíveis no serviço. Tal essencialização se dá em acordo com as políticas públicas que constroem e são construídas a partir dos discursos sociais que associam o ser mulher à maternidade e ao cuidado. As políticas públicas têm se organizado a partir do maternalismo e do familismo e ambas as correntes retroalimentam o processo de adoecimento mental feminino, bem como invisibilizam as demandas específicas de raça e classe social. Embora seja reconhecido um esforço das trabalhadoras participantes em dar conta do adoecimento mental feminino através tanto dos grupos de mulheres, quanto de outros espaços de cuidado, as usuárias têm sofrido violência institucional que se expressam tanto em violência institucional de gênero como em racismo institucional. Na intersecção entre raça, classe e gênero, as mulheres negras e/ou pobres são as principais vítimas. 


  • Mostrar Abstract
  • This thesis analyzes the meanings constructed by health workers of the Brazilian National Health System about female mental illness and the care directed to such women in an intersection between race, social class, and gender. It adopts as a theoretical reference the constructionist social psychology, intersectional feminism, and the historical narratives about the female self, both from a patriarchal perspective and from a perspective of resistance to patriarchal power. In terms of methodology, it discusses the steps taken to construct the research information. The spaces chosen for data production were services of the Unified Health System in two Health Districts of Salvador (identified as Health District 1 and Health District 2). Five health workers were interviewed: one psychologist and one occupational therapist who make up the team of the Expanded Center for Family Health of Health District 1; one psychologist from a Psychosocial Care Center II of Health District 2; one psychologist and one psychology intern from another Expanded Center for Family Health of Health District 1. The analysis of the information occurred from a composition between the association maps of ideas and the thematic content analysis. Thus, the results were divided into three thematic categories/chapters entitled: "Consorting: on women's groups"; "Other care spaces and their relation with public policies and public domain documents"; and "'These women have no problem giving birth': on the various acts of violence in health services". The first category, "Consorting: about women's groups", refers to the groups developed by the professionals participating in the research aimed at women with psychological illness, an activity common to all the participants. Such sufferings were recognized as having the same root: the power relations that are configured in the intersection between race, class, and gender. As a result of the thesis, the essentialization of being a woman around maternity stands out, which can be perceived both by the interpretative repertoires of the professionals interviewed and the activities available in the service. Such essentialization occurs under the public policies that construct and are constructed based on social discourses that associate being a woman with maternity and care. Public policies have been organized based on maternalism and familism, and both currents feedback the process of female mental illness, as well as invisibilize the specific demands of race and social class. While an effort by the participating workers to account for female mental illness through both women's groups and other care spaces is acknowledged, users have suffered institutional violence that expresses itself in both institutional gender violence and institutional racism. In the intersection between race, class, and gender, black and/or poor women are the main victims

12
  • Jônatas Reis Bessa da Conceição
  • Percepção de risco, estratégias de enfrentamento e consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia da covid-19

  • Orientador : JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JONAS JARDIM DE PAULA
  • RAUNI JANDÉ ROAMA ALVES
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • JOÃO CARLOS ALCHIERI
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • Data: 02/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: A presente tese de doutoramento teve por objetivo avaliar e estimar um modelo de relações entre os domínios cognitivos e emocionais da percepção de risco, estratégias protetivas e de autoproteção em coping, consumo de bebidas alcóolicas como estratégia de coping, uso abusivo de álcool, depressão, impulsividade, estresse e ansiedade de adultos brasileiros, durante o período de pandemia. Métodos: o estudo foi dividido em duas partes: na primeira foram desenvolvidas e validadas 3 escalas (percepção de risco, coping e consumo de álcool durante a pandemia), na segunda foi estimada uma análise de redes entre as variáveis. Resultados: as três escalas desenvolvidas apresentaram evidências psicométricas relacionadas ao conteúdo, estrutura interna, com variáveis externas e índices de fidedignidade dentro do esperado, aumentando a probabilidade de se fazer inferências dos resultados obtidos a teoria dos construtos avaliados e suas estabilidades de escore. Observou-se relações fracas (<30), moderadas (>30) e fortes (>50) entre variáveis de saúde mental, sociodemográficas, coping, consumo de bebidas alcóolicas e percepção de risco sobre a covid-19. Discussão/Conclusão: constatou-se que as variáveis ligadas à saúde mental (especificamente: depressão, estresse e ansiedade) apresentaram maior centralidade (em termos de força, proximidade e intermediação) na rede de relações entre variáveis, sendo estes pontos chaves para possíveis intervenções em futuras pandemias, buscando assim promover estratégias adaptativas de coping e evitando um consumo mal-adaptativo e/ou abusivo de bebidas alcóolicas.


  • Mostrar Abstract
  • Objective: This doctoral thesis aimed to evaluate and estimate a model of relationships between the cognitive and emotional domains of risk perception, protective and self-protection strategies in coping, consumption of alcoholic beverages as a coping strategy, abusive use of alcohol, depression, impulsivity, stress, and anxiety of Brazilian adults during the pandemic period. Methods: the study was divided into two parts: in the first, 3 scales were developed and validated (risk perception, coping and alcohol consumption during the pandemic), in the second, a network analysis between the variables was estimated. Results: the three scales developed presented psychometric evidence related to the content, internal structure, with external variables and reliability indices within the expected, increasing the probability of making inferences from the results obtained to the theory of the evaluated constructs and their score stabilities. Weak (<30), moderate (>30) and strong (>50) relationships were observed between mental health, sociodemographic, coping, alcohol consumption and risk perception about covid-19. Discussion/Conclusion: it was found that the variables related to mental health (specifically: depression, stress, and anxiety) presented greater centrality (in terms of strength, closeness and betweenness) in the network of relationships between variables, these being key points for possible interventions in future pandemics, thus seeking to promote adaptive coping strategies and avoiding maladaptive and/or abusive consumption of alcoholic beverages.

13
  • MARICELLY GOMEZ VARGAS
  • Práticas discursivas sobre saúde mental de professoras de psicologia de duas universidades em Medellín, Colombia

  • Orientador : MONICA LIMA DE JESUS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RAFAEL ANDRES PATINO OROZCO
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • JEFFERSON DE SOUZA BERNARDES
  • DORA MARIA HERNANDEZ HOLGUIN
  • CATALINA BETANCUR
  • Data: 05/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • Nesta tese de doutorado nos propusemos a compreender as práticas discursivas sobre saúde mental de professores de psicologia de duas universidades de Medellín, Colômbia, para defender que a saúde mental é um eixo transversal a toda psicologia e não exclusiva de uma especialidade, por exemplo da psicologia clínica. Isso não significa que a saúde mental seja específica da psicologia, é um fenômeno amplo, para o qual muito conhecimento já contribuiu, mas que discursivamente na psicologia requer alguns esclarecimentos.  Questionamos a associação que reduz a saúde mental à psicopatologia e descrevemos alguns dos efeitos que o uso desse discurso provoca na vida concreta, entre eles, o que é exemplificado pela decisão do Ministério da Educação colombiano que exige a graduação em psicologia nível de práticas clínicas obrigatórias sob o modelo de supervisão da medicina, ou seja, de uma prática individual em consultório e focada na doença. Vemos aqui um problema, pois o status quo do discurso da doença e do individualista está sendo reforçado na formação da psicologia, confundindo clínica com psicoterapia. Entendemos que a clínica, no sentido de método segundo Lightner Witmer, tem a ver com a compreensão geral do ser humano, não necessariamente sob uma perspectiva patológica; e concebemos a psicoterapia como um tratamento especializado que exigiria um nível de pós-graduação ou formação contínua e supervisionada. No entanto, reconhecemos que a prática psicoterapêutica, como tem sido interpretada em sua nuance principalmente intrapsicológica, leva à exclusão social, pois sabemos que nem todos podem acessá-la, sem que isso implique que ela deva desaparecer. Portanto, essas práticas "clínicas" orientadas exclusivamente sob o modelo de supervisão, que por protocolo é o mesmo que se aplica à prática médica e suas diversas especialidades, estariam promovendo a consolidação de uma hegemonia que havia sido minimizada graças a outras conceituações de saúde, incluindo a saúde mental coletiva. Por outro lado, essa obrigação de uma prática clínica em seu formato de supervisão médica está ignorando as condições precárias que esses profissionais enfrentam no mercado de trabalho colombiano, caracterizado por uma maior oferta em psicologia organizacional e do trabalho ou que os obriga a mudanças constantes de emprego e, portanto, de campo aplicado. Com base no construcionismo social e na perspectiva de Práticas Discursivas e Produção de Sentido proposta por Mary Jane Spink, realizamos uma oficina remota com 12 professores que orientam práticas em uma universidade pública e privada de Medellín. Eles foram divididos em quatro grupos de três pessoas cada. Utilizamos linhas narrativas, árvores, mapas dialógicos e análise de associação de palavras como estratégias analíticas. O uso dessas estratégias nos permitiu aprofundar as nuances discursivas, suas dinâmicas, conteúdo e forma, especialmente reiterando dois sentidos construídos sobre a saúde mental a partir das práticas discursivas. A primeira refere-se às definições positivas e negativas de saúde mental; o sentido positivo foi baseado em repertórios como bem-estar, espiritualidade, tranquilidade, harmonia e o negativo em sintomas, transtornos, crises, angústias. A segunda acepção deu destaque aos discursos do individual e do social, o que se exemplifica com um gênero discursivo ou enunciado típico entre professores. Essa afirmação apareceu em forma de pergunta ou recomendação que alguns orientadores solicitarem aos seus alunos estagiários para que fossem à terapia para solucionar suas dificuldades, entendendo-a como uma responsabilidade individual. Concluímos que 1) alguns usos de nossas práticas discursivas de saúde mental justificam a exclusão de práticas como a psicoterapia a que pessoas de maior renda têm pronto acesso, daí a necessidade de uma ampliação e diversificação do conceito de saúde mental para promover outras práticas que facilitem o acesso de outros grupos sociais ao apoio psicológico; 2) essa extensão poderia ser incluída no modelo de supervisão das práticas clínicas que está sendo exigido para as universidades na Colômbia e que evitaria retornar a uma hegemonia do discurso da doença que se reitera em uma concepção do indivíduo em quem toda a responsabilidade é dele. 3) Com a dialogia bakhtiniana resgatamos não apenas a importância da multiplicidade de vozes na saúde mental ou em qualquer outro tema, mas também fundamentamos filosoficamente a ruptura entre fronteiras disciplinares e discursivas com vistas a uma comunicação mais dialógica e menos dicotômica que têm um impacto na educação universitária e, em geral, na vida social cotidiana. 4) Se os princípios dialógicos passassem pela formação em psicologia, ou seja, menos regida pela hiperespecialização e mais voltada para fenômenos comuns como a saúde mental em seus diversos significados, estaríamos formando para um mundo do trabalho que vai além do tipo de instituição ou local onde trabalham e que tem sido descrito como um "campo aplicado", relativizando a ideia de que a prática clínica está localizada exclusivamente no "consultório" ou no sistema de saúde onde a saúde mental é apenas ali abordada. 5) Por fim, esclarecemos que a saúde mental não deve ser o único fenômeno comum à psicologia, pois pode ser também o da democracia ou das lutas contra todo tipo de exclusão social; o fundamental, em termos dialógicos, é compartilhar propósitos comuns aceitando a diversidade discursiva e de prática profissional, sendo esta nossa principal contribuição para o debate, e que sabemos não é onde termina. Discutimos essas duas questões a partir de uma abordagem que denominamos pragmática/construcionista, definida por Kenneth Gergen como o esclarecimento da função social dos significados construídos, ou seja, que o uso de práticas discursivas tem consequências na vida cultural. Para avançar na reflexão, nos concentramos na dialogia proposta pelo Círculo de Bakhtin, na qual Gergen também se baseou para afirmar que é preciso ampliar o espectro dialógico dos discursos, ou seja, reconhecer que diante da hegemonia ou primazia de uma definição - que no caso de nossos participantes é a definição negativa de saúde mental - é importante manter uma diversidade de vozes e, portanto, não seriam apenas as da psicologia clínica, que tradicionalmente tem sido associada como a única responsável pela saúde mental. A dialogia bakhtiniana, por sua vez, propõe uma ética que consiste no respeito à diferença e em uma atitude responsiva, ou responsável, diante de nossos enunciados na interação com as pessoas.


  • Mostrar Abstract
  • In this doctoral thesis we set out to understand the discursive practices on mental health of psychology professors from two universities in Medellín, Colombia, with a view to defending that mental health is a transversal axis to all psychology and not exclusive to one specialty. For example, from clinical psychology. This does not mean that mental health is specific to psychology, it is a broad phenomenon, to which much knowledge has already contributed, but which discursively in psychology requires some clarification.

    We question the association that reduces mental health to psychopathology, and we describe some of the effects that the use of this discourse provokes in concrete life, among them, the one that is exemplified by the decision of the Colombian Ministry of Education that requires undergraduate psychology a level of compulsory clinical practices under the supervision model of medicine, that is, of an individual practice in an office and focused on the disease. We see a problem here, because the status quo of the discourse of illness and the individualist is being reinforced in psychology training, thus confusing clinic with psychotherapy.

    We understand that clinical, in its meaning of method according to Lightner Witmer, has to do with the general understanding of the human being, not necessarily from a pathological perspective; and we conceive psychotherapy as a specialized treatment that would require a postgraduate level or continuous and supervised training. However, we recognize that psychotherapeutic practice, as it has been interpreted in its mainly intrapsychological nuance, leads to social exclusion, since we know that not everyone can access it, without this implying that it should disappear. Therefore, these "clinical" practices oriented exclusively under the supervision model, which by protocol is the same as that applied to medical practice and its various specialties, would be promoting the consolidation of a hegemony that had been minimized thanks to other conceptualizations of health, including collective mental health. On the other hand, that clinical obligation in its medical supervision format is ignoring the precarious conditions that these professionals face in the Colombian labor market, characterized by a greater offer in organizational and work psychology or that forces them to constant changes of employment and, therefore, of applied field.

    Based on social constructionism and the Discursive Practices and Meaning Production perspective proposed by Mary Jane Spink, we conducted a remote workshop with 12 teachers who advise practices at a public and a private university in Medellín. They were divided into four groups of three people each. We use narrative lines, trees, dialogic maps, and word association analysis as analytical strategies. The use of these strategies allowed us to delve into the discursive nuances, their dynamics, content, and form, especially reiterating two meanings built on mental health from discursive practices. The first refers to the positive and negative definitions of mental health; the positive meaning was based on repertoires such as well-being, spirituality, tranquility, harmony, and the negative on symptoms, disorders, crises, anguish. The second meaning gave prominence to the discourses of the individual and the social, which is exemplified with a discursive genre or typical statement among teachers. This statement appeared in the form of a question or recommendation that some supervisors ask their student interns to go to therapy to solve their difficulties, understanding it as an individual responsibility. We discuss these two issues from an approach that we call pragmatic/constructionist, defined by Kenneth Gergen as the clarification of the social function of the constructed meanings, that is, that the use of discursive practices has consequences in cultural life. To advance the reflection, we focus on the dialogue proposed by the Circle of Bakhtin, on which Gergen also based himself to affirm that it is necessary to broaden the dialogical spectrum of discourses, that is, to recognize that in the face of the hegemony or primacy of a definition -which in the case of our participants is the negative definition of mental health- it is important to maintain a diversity of voices, and therefore they would not be only those of clinical psychology, which has traditionally been associated as the only person in charge of mental health. The Bakhtinian dialogue in turn proposes an ethic that consists of respect for difference and a responsive attitude, read responsible, in the face of our statements in the interaction with people.

    We conclude that 1) some uses of our discursive practices of mental health justify excluding practices such as psychotherapy to which people with higher incomes have ready access, therefore the need for an expansion and diversification of the concept of mental health to promote other practices that facilitate the access of other social groups to psychological support; 2) this extension could be included in the model of supervision of clinical practices that is being demanded for universities in Colombia and that would avoid returning to a hegemony of the discourse of the disease that reiterates in a conception of the individual in whom all responsibility for what falls What happens. 3) With the Bakhtinian dialogue we rescue not only the importance of the multiplicity of voices on mental health or on any other topic, but also philosophically bases the rupture between disciplinary and discursive borders with a view to a more dialogical and less dichotomous communication that would have an impact in university education and in general in everyday social life. 4) If dialogic principles were to go through training in psychology, that is, less governed by hyperspecialization and more focused on common phenomena such as mental health in its various meanings, we would be training for a world of work that goes beyond the type of institution or place where they work and that has been described as an "applied field", relativizing the idea that clinical practice is located exclusively in the "office" or in the health system where mental health is only addressed there. 5) Finally, we clarify that mental health should not be the only phenomenon common to psychology, because it can also be that of democracy or that of struggles against all kinds of social exclusion; The fundamental thing, in dialogical terms, is to share common purposes accepting discursive diversity and professional practice, this being our main contribution to the debate, and which we know is not where it ends.

14
  • JONATAN SANTANA BATISTA
  • Congruência pessoa-ambiente, personalidade e centralidade nas redes profissionais em contextos organizacionais

  • Orientador : SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JANICE APARECIDA JANISSEK
  • LUCIANA MOURAO CERQUEIRA E SILVA
  • MAGNO OLIVEIRA MACAMBIRA
  • MARCO ANTÔNIO PEREIRA TEIXEIRA
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • Data: 12/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • O principal objetivo da tese é investigar as relações entre a personalidade e  congruência, avançando no entendimento de seu papel na centralidade de trabalhadores nas redes intraorganizacionais. Para atender a este objetivo foram desenvolvidos cinco estudos sequenciais, redigidos sob a forma de artigos para fins de submissão em periódicos científicos. O primeiro estudo teve como objetivo específico identificar se o grau de congruência estaria associado a traços de personalidade e se estes, por sua vez, teriam efeitos no processo de ajuste pessoa-ambiente. Participaram 504 profissionais classificados de acordo com o modelo RIASEC de Holand. Foram encontradas diferenças nos escores de personalidade entre profissionais mais e menos congruentes com interesse predominantemente Realista, Investigativo, Artístico e Empreendedor. O segundo estudo buscou analisar a relação entre congruência e  desenvolvimento profissional, avançando na identificação das diferenças entre os sexos biológicos em cada um dos ambientes ocupacionais do modelo RIASEC. Participaram 515 profissionais classificados de acordo com as demandas ocupacionais segundo o modelo RIASEC. Conclui-se que a congruência se associa positivamente ao desenvolvimento profissional em quase todos os ambientes do RIASEC. O terceiro estudo analisou a associação entre congruência, personalidade e centralidade, testando a hipótese de que o profissional mais congruente poderia ocupar papel de destaque em dois tipos de redes intraorganizacionais . Neste estudo participaram 61 profissionais de uma organização do setor privado. Concluiu-se que a congruência associou-se,  em ambas as redes sociais (busca de apoio – RBA - e de seleção de equipes de trabalho - RSE), apenas com a centralidade de proximidade de saída.  As dimensões agradabilidade e neuroticismo apresentaram resultados mistos apenas na rede de busca de apoio (RBA). O quarto estudo procurou analisar se os profissionais mais congruentes seriam também os que apresentariam mais interações recíprocas com os pares em redes intraorganizacionais, sendo portanto mais aceitos e requisitados para compor equipes em suas respectivas redes profissionais. Deste estudo participaram os mesmos 61 profissionais do estaudo anterior. Concluiu-se que os profissionais mais congruentes apresentaram mais interações recíprocas apenas na rede de seleção de equipes (RSE). O quinto e último estudo teve como objetivo específico analisar as relações entre congruência, dimensões de personalidade e interações com base na homofilia (semelhança) e heterofilia (heterogeneidade), para compreender melhor a composição e manutenção de grupos de trabalho. Participaram também neste estudo os 61 profissionais do estudo três. Os resultados apontaram que a congruência não se mostrou associada a nenhum dos dois tipos de interação (heterofilia ou homofilia). O neuroticismo e a extroversão mostraram-se associados somente à homofilia. Sintetizando, a suposição central que norteou o desenvolvimento desta tese foi a de que o grau de congruência dos profissionais e as dimensões da personalidade poderiam ajudar a explicar a posição de importância que o trabalhador ocupa nas diversas redes e grupos de trabalho em contextos organizacionais.  Os cinco estudos que integram a tese procuraram aprofundar, portanto, a compreensão dos antecedentes (personalidade) e consequentes (centralidade) da congruência (ajuste pessoa-ambiente) utilizando abordagens metodológicas variadas, como survey e redes sociais.  A tese oferece contribuição teórica ampliando o entendimento do fenômeno da congruência nos ambientes de trabalho e contribui também para a prática profissional, pois os resultados dos estudos oferecem insumos para a elaboração de políticas de composição e desenvolvimento de equipes de trabalho em contextos organizacionais.


  • Mostrar Abstract
  • The main objective of the thesis is to investigate the relationships between personality and congruence, advancing in the understanding of its role in the centrality of workers in intraorganizational networks. To meet this objective, five sequential studies were developed, written in the form of articles for submission in scientific journals. The first study had the specific objective of identifying whether the degree of congruence would be associated with personality traits and whether these, in turn, would have effects on the person-environment adjustment process. 504 professionals classified according to the Dutch RIASEC model participated. Differences in personality scores were found between more and less congruent professionals with predominantly Realistic, Investigative, Artistic and Entrepreneurial interests. The second study sought to analyze the relationship between congruence and professional development, advancing in the identification of differences between the biological sexes in each of the occupational environments of the RIASEC model. Participated 515 professionals classified according to occupational demands according to the RIASEC model. It is concluded that congruence is positively associated with professional development in almost all RIASEC environments. The third study analyzed the association between congruence, personality and centrality, testing the hypothesis that the most congruent professional could occupy a prominent role in two types of intraorganizational networks . In this study, 61 professionals from a private sector organization participated. It was concluded that congruence was associated, in both social networks (search for support - RBA - and selection of work teams - RSE), only with the centrality of exit proximity. The dimensions agreeableness and neuroticism showed mixed results only in the support-seeking network (RBA). The fourth study sought to analyze whether the most congruent professionals would also be those who would have more reciprocal interactions with peers in intra-organizational networks, therefore being more accepted and required to compose teams in their respective professional networks. The same 61 professionals from the previous state participated in this study. It was concluded that the most congruent professionals had more reciprocal interactions only in the team selection network (RSE). The fifth and final study had the specific objective of analyzing the relationships between congruence, personality dimensions and interactions based on homophily (similarity) and heterophily (heterogeneity), to better understand the composition and maintenance of work groups. The 61 professionals from study three also participated in this study. The results showed that congruence was not associated with either type of interaction (heterophilia or homophily). Neuroticism and extraversion were only associated with homophily. In summary, the central assumption that guided the development of this thesis was that the degree of congruence of professionals and the dimensions of personality could help explain the position of importance that the worker occupies in the various networks and work groups in organizational contexts. The five studies that make up the thesis sought to deepen, therefore, the understanding of the antecedents (personality) and consequents (centrality) of congruence (person-environment adjustment) using varied methodological approaches, such as survey and social networks. The thesis offers a theoretical contribution by expanding the understanding of the phenomenon of congruence in work environments and also contributes to professional practice, since the results of the studies provide inputs for the elaboration of policies for the composition and development of work teams in organizational contexts.

15
  • GIVALDO CARLOS CANDRINHO
  • MÚLTIPLOS COMPROMETIMENTOS ENTRE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS EM MOÇAMBIQUE: ANALISANDO O PODER PREDITIVO DO CAPITAL PSICOLÓGICO POSITIVO.

  • Orientador : ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • CAROLINA VILLA NOVA AGUIAR
  • ERICO RENTERIA PEREZ
  • JOAO MANUEL SAVEIA DANIEL FRANCISCO
  • Data: 15/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa se enquadra na área da Psicologia das Organizações e do Trabalho (POT), campo de Comportamento Organizacional Positivo (COP), em uma perspectiva da Psicologia Positiva, e contexto de Ensino Superior (ES) moçambicano. Atualmente, pela complexidade da natureza da profissão docente (ensino, pesquisa, e extensão) e da gestão da própria universidade nos seus diferentes níveis, os professores moçambicanos deparam-se com uma série de demandas de dedicação, de melhoria da qualidade, de acompanhamento das mudanças tecnológicas que impactam o seu trabalho, mesmo diante adversidades, como, excesso da carga horária de trabalho e a situação da pandemia da COVID-19 que veio impor novas formas de agir e pensar docente. Por isso, torna-se importante estudar os múltiplos comprometimentos no trabalho docente tendo como ponto inicial o pressuposto de que o Comprometimento Organizacional (CO) não pode ser tomado como único vínculo relevante e nem deve ser exclusivamente explicado com base em fatores contextuais (Bastos et al. 2013). Para tal se introduziu como novidade Capital Psicológico Positivo (PsyCap), uma variável pessoal de segunda ordem que envolve outros construtos (Luthans, 2004) e que poderá ampliar o entendimento sobre como esse conjunto de características pessoais impacta a forma com que os docentes articulam seus comprometimentos, contribuindo para avanços no estudo iniciado por Pereira (2019). A pesquisa objetivou testar um modelo teórico de relações entre PsyCap e CAD (comprometimento com a atividade docente), considerando o seu vínculo com a organização empregadora (CO). Trata-se de uma pesquisa quantitativa, de corte transversal, e correlacional na qual participaram 252 professores de Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas que concordaram de forma voluntária através da aceitação do Termo de Consentimento Livre Esclarecido (TCLE), para responder de forma online o questionário, entre janeiro à dezembro de 2021. A amostra foi constituída por 57% homens e 43% por mulheres, com média de idade situada em 40 anos e desvio padrão 8.3, variando entre 26-70 anos. Foi utilizado um instrumento composto por três medidas: (1) Questionário do Capital Psicológico Positivo (PCQ-12) validado por Viseu et. al. (2012) para Portugal; (2) Medida de Comprometimento Organizacional (MCO-7) validada por Bastos e Aguiar (2015); e (3) Escala de Comprometimento com Ações Docentes (ECAD–7) construída e validada por Pereira (2019) para o Brasil. Além das medidas o instrumento abarcou informações inerentes às características pessoais e ocupacionais dos participantes. Os dados foram processados com recurso ao software JASP 0.16.3.0, através de várias análises: descritivas; confirmatórias; correlacional; clusters; variância de uma via; regressões lineares simples; e moderação.  Os resultados revelaram a existência de uma de predição moderada do PsyCap sobre o CAD explicando a variância do Fator1_Ensino (24,7%); Fator2_Pesquisa (21,2%); Fator3_Extensão (17,1%); e, em menor intensidade o Fator4_Gestão (9,4%). Explicam ainda, que CO exerce um poder moderador na relação de PsyCap sobre CAD. Torna-se importante que futuras pesquisas insiram outros construtos do campo de COP como variáveis preditoras do CAD e.g., bem-estar subjetivo que têm sido um dos conceitos ligados ao PsyCap e influenciados pelo CO na investigação sobre a profissão docente.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis forms part of Organizational and Work Psychology (OWP) in the context of Higher Education (HE), due to the complexity of the specific activities performed by lecturers: teaching, research, extension and management of the university itself in different levels, placing demands on dedication. Therefore, the relevance of studying the different forms of teacher attachment, having as a starting point the assumption that behavior should not be explained exclusively on the basis of personal and occupational variables (Bastos, 1993). To this end, the Positive Psychological Capital (PsyCap) variable was introduced as a novelty. A second-order personal variable, involving other constructs: hope, self-efficacy, optimism and resilience (Luthans, 2004), apparently little studied in its relationship with the multiple commitments to teaching actions, and this may expand its understanding on how this set of personal characteristics impact on the way lectures articulate their commitments, contributing to the advancement of the study initially carried out by (Pereira, 2019). Therefore, this thesis aimed to develop and test a model of relationships between PsyCap and Commitment to Teaching Actions (CTA), and with its employing organization. This is a cross-sectional, correlational and quantitative study, in which 252 lecturers from Mozambican Higher Education Institutions (MHEI) participated, who voluntarily agreed, through acceptance of the Informed Consent Term (ICT), respecting their interest and availability in accessing the Survey Monkey and answering the questionnaire online, between January and December 2021. The sample was 57% men and 43 % women, with an average age situated at 40 (SD=8.3), ranging between 26-70 years. The following were used: (1) Positive Psychological Capital Questionnaire, in reduced form (PCQ-12) constructed and validated by Luthans, Youssef-Morgan & Avolio (2007) and validated by Viseu et. al. (2012) for Portugal; (2) Organizational Commitment Measure (OCM–7), validated by Bastos & Aguiar (2015), in the short version, for the Brazilian context; and (3) Scale of Commitment to Teaching Actions (CTAE–7), built and validated by Pereira (2019) also for the Brazilian context. Data were processed using the JASP 0.16.3.0 software, through various analyses: descriptive, to find the mean scores of the constructs; Confirmatory Factor Analysis (CFA) to assess the plausibility of the factor structure of the instruments; correlation calculations, to assess associations between measurement factors; Cluster Analysis, to group participants according to their profiles; one-way analysis of variance (ANOVA-One-way to evaluating differences in the levels of the study constructs. Simple and moderate linear regression analyzes were used to test the theorical model proposed for the thesis. The findings showed that PsyCap proved to be a significant predictor of CTA, explaining 24,7%; survey 21.2%; extension 17.1%; and small-scale management 9.4%, suggesting that PsyCap levels moderately predict CTA. They also explain that the CO exercises a moderating power in the relationship of PsyCap over CAD. It is important that future studies insert other constructs of the COP field as predictor variables of CAD e.g., subjective well-being that have been one of the concepts related to PsyCap and influenced by CO in research on the teaching profession.

2021
Dissertações
1
  • REBECA NERI DE BARROS
  • Saúde Mental de Estudantes Universitários e suas Relações com Dimensões Acadêmicas

  • Orientador : ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • JANICE APARECIDA JANISSEK
  • ROBERTO MORAES CRUZ
  • Data: 11/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • Diversos estudos e relatos na imprensa têm caracterizado os estudantes universitários como uma população com alta prevalência de depressão, ansiedade e níveis elevados de estresse. Esse fato tem despertado um crescente interesse acerca de possíveis relações entre vivências acadêmicas e a saúde mental estudantil. Neste contexto, esta pesquisa teve como objetivo geral analisar a saúde mental dos estudantes universitários e suas relações com dimensões acadêmicas. Este trabalho é composto por 3 estudos, o primeiro buscou descrever um panorama de saúde mental dos estudantes, o segundo dedicou-se a comparar a saúde mental de estudantes cotistas e não cotistas, enquanto o estudo 3 investigou as relações entre dimensões acadêmicas e problemas de saúde mental. Esta pesquisa se enquadra como uma pesquisa transversal de caráter descritivo correlacional, de abordagem quantitativa.  O levantamento de dados foi realizado por meio de instrumento online, composto por questionário Sociodemográfico e de hábitos de vida, algumas escalas relacionadas a dimensões acadêmicas, pelo Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) e pela Escala de Depressão, Ansiedade e Estresse (DASS-21). Participaram da pesquisa 7.177 estudantes de graduação da Universidade Federal da Bahia. Os resultados indicaram altas prevalências de TMC 71,5%, depressão 49,1%, ansiedade 54,5% e estresse 54,8%. Os estudantes cotistas, de maneira geral, apresentaram piores condições de saúde mental do que os não cotistas, com maiores prevalências de TMC, depressão, ansiedade e estresse. As análises demonstram ainda haver correlações entre fatores de integração acadêmica e social com a saúde mental, sendo a satisfação com o desempenho, à dimensão que apresentou a maior associação com TMC, (r = -0,415; p < 0,001), Depressão (r = -0,391; p < 0,001), Ansiedade (r = -0,300; p < 0,001) e Estresse (r = -0,311; p < 0,001). A partir dos resultados, propõe-se a formulação e fortalecimento de estratégias para enfrentamento do problema.


  • Mostrar Abstract
  • Several studies and reports in the press have characterized university students as a population with a high prevalence of depression, anxiety and high levels of stress.This fact has aroused a growing interest about possible relationships between academic experiences and student mental health. In this context, this research aimed to analyze the mental health of university students and its relationship with  some academic dimensions. This work consists of 3 studies, the first sought to describe a panorama of students' mental health, the second was dedicated to comparing the mental health of quota students and non-students. the second was dedicated to comparing the mental health of quota and non-quota students, while study 3 investigated the relationship between academic dimensions and mental health problems.  This research fits as a cross-sectional design with a descriptive correlational character, based on a quantitative approach. The data survey was carried out using an online instrument, consisting of a Sociodemographic and Lifestyle Questionnaire, some scales related to academic dimensions, the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) and the Depression, Anxiety and Stress Scale (DASS) -21). 7,177 undergraduate students from the Federal University of Bahia participated in the research. The results indicated high prevalence of CMD 71.5%, depression 49.1%, anxiety 54.5% and stress 54.8%. Quota students, in general, had worse mental health conditions than non-quota students, with higher prevalences of CMD, depression, anxiety and stress. The results also demonstrate that there are some important correlations between academic and social integration factors with mental health, with satisfaction with performance, the dimension that showed the greatest association with CMD, (r = -0.415; p <0.001), Depression (r = -0.391; p <0.001), Anxiety (r = -0.300; p <0.001) and Stress (r = -0.311; p <0.001). Based on the results, it is proposed some strategies to overcome some problems identified with the reserach design.

     

2
  • HALLANA FERNANDES DE ALMEIDA PACHECO
  • A atividade criadora de crianças através do conto, reconto e criação de histórias

  • Orientador : LIA DA ROCHA LORDELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIELE NUNES HENRIQUE SILVA
  • ILKA DIAS BICHARA
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • Data: 11/03/2021

  • Mostrar Resumo
  • Através da reelaboração e combinação dos elementos da experiência anterior por meio dos processos imaginários são criadas novas imagens ou ações pelo indivíduo (Vigotski, 1930/2009). Esse processo foi denominado por Vigotski como atividade criadora, sendo a narrativa uma das formas possível de observá-la na infância. Desta forma, o objetivo dessa pesquisa é descrever e analisar a atividade criadora de crianças na construção de uma história lúdica a partir da apropriação e uso de instrumentos materiais e simbólicos. O marco teórico adotado se fundamenta nos pressupostos da psicologia histórico-cultural, tendo Vigotski como seu principal expoente, e na compreensão da Sociologia da Infância sobre a participação da criança na pesquisa científica. Esta pesquisa possui abordagem qualitativa e descritiva, e adota como método de investigação o estudo de casos múltiplos. A construção dos dados foi realizada com 04 crianças entre 05-07 anos, sendo 02 meninos e 02 meninas. Os procedimentos e instrumentos adotadas na construção dos dados foram vídeo entrevistas no formato de conversas informais e oficinas de conto, reconto e criação de histórias, por meio de 03 encontros virtuais individuais na Plataforma Zoom. Os encontros foram gravados, armazenados, transcritos e submetidos à análise microgenética. Os responsáveis legais das crianças participantes responderam a um formulário fornecendo informações contextuais. Os resultados apontaram que as crianças utilizaram estratégias no reconto oral em torno da manutenção da estrutura da história e do enredo próximo ao original, como também utilizaram estratégias que auxiliaram na recriação da história, modificando e incorporando aspectos que a tornasse mais próxima dos seus desejos. Na construção das histórias autorais as crianças acessaram recursos pessoais, relacionais, do contexto imediato, amplo e fantástico, que de forma recombinada permitiram às crianças a realização de uma atividade criadora. Destacamos que no reconto da história com objetos, as crianças utilizaram o próprio corpo como recurso, mas observamos a predominância do brinquedo. Com a inserção do brinquedo, a narrativa da criança foi modificada em função das características do objeto e da ação desempenhada com ele, o que enriqueceu as histórias das crianças. Observamos também a submissão da criação verbal a regras imaginativas na transformação lúdica dos personagens. Os achados também demonstraram a importância das ilustrações frente à criação verbal da criança, na medida em que foram atribuídos novos sentidos aos acontecimentos representados nas imagens, construindo novos enredos. Através do método empregado, consideramos que etapas das oficinas desenvolvidas com as crianças geraram intencionalmente uma ruptura no fluxo do pensamento, desencadeando a necessidade pela criação. As compreensões das crianças sobre a criação verbal e a imaginação ganham ressonância na fundamentação teórica utilizada neste trabalho, reforçando a necessidade da maior participação delas na investigação científica. Por fim, descrevemos a criação verbal como uma atividade complexa que exige da criança a mobilização de estratégias e recursos plurais em sua realização, através de um processo de constante articulação com a memória, o pensamento e a linguagem, e que mantém aproximações teóricas com o brincar, as quais devem ser estudadas por estudos posteriores. Finalizamos destacando a importância da mediação adulta no desenvolvimento da atividade criadora da criança.


  • Mostrar Abstract
  • New images or actions are created by the individual through the reworking and combination of elements of previous experience through imaginary processes (Vigotski, 1930/2009). This process was called by Vigotski a creative activity, being narrative one of the possible ways to observe it during childhood. Thus, the aim of this research was to describe and analyze the creative activity of children in the construction of a playful story based on the appropriation and use of material and symbolic instruments. The theoretical framework adopted was based on the assumptions of historical-cultural psychology, with Vigotski as its main exponent, and also on the understanding of Sociology of Childhood about the child's participation in scientific research. This research had a qualitative and descriptive approach, and adopted the method of multiple case study. The construction of the data was carried out with four children between five and seven years old, two boys and two girls. The procedures and instruments adopted in the construction of the data were video interviews shaped as informal conversations and also workshops on short stories, retelling creation of new stories through three individual virtual meetings on Zoom Platform. The meetings were recorded, stored, transcribed and submitted to microgenetic analysis. The legal guardians of the participating children answered a questionnaire providing contextual information. The results showed that the children used strategies in the oral story retelling such as the maintenance of the story structure and plot close to the original, as well as used strategies that helped in the recreation of the story, modifying and incorporating aspects that made it closer to their wishes. In the construction of author stories, children accessed personal and relational resources, as from the immediate, broad and fantastic contexts which, recombined, allowed them to carry out a creative activity. We emphasize that in the retelling of the story with objects, children used their own bodies as a resource, but we observed the predominance of toys. With the insertion of the toy, the child's narrative was modified according to the characteristics of the object and the action performed with it, which enriched the children's stories. We also observed the submission of verbal creation to imaginative rules in the playful transformation of the characters. The findings also demonstrated the importance of illustrations to the child's verbal creation, as new meanings were attributed to the events represented in the images, building new plots. Through the method of workshops, we consider that the stages developed with the children intentionally generated a rupture in their flow of thought, triggering the need for creation. Children's understandings about verbal creation and imagination gained resonance within the theoretical basis used in this work, reinforcing the need for greater participation of children in scientific research. Finally, we describe verbal creation as a complex activity that requires the child to mobilize plural strategies and resources in its realization, through a process of constant articulation with memory, thought and language. That process maintains theoretical similarities with play, which should be studied by further investigations. We conclude by highlighting the importance of adult mediation in the development of the child's creative activity.

3
  • BEATRIZ RIBEIRO CORTEZ CARDOZO BARATA DE ALMEIDA HESSEL
  • UM ESTUDO EXPERIMENTAL SOBRE PRECONCEITO DE GÊNERO, EMPATIA E CULPABILIZAÇÃO DA VÍTIMA DE VIOLÊNCIA SEXUAL

  • Orientador : ELZA MARIA TECHIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA RAQUEL ROSAS TORRES
  • ELZA MARIA TECHIO
  • MARCOS EMANOEL PEREIRA
  • Data: 12/03/2021

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo analisar a relação entre o preconceito de gênero (sexismo ambivalente), a empatia, as emoções e a culpabilização (da vítima e do agressor) pelo assédio sexual, considerando o sexo dos participantes e o contexto em que ocorre o assédio sexual (carnaval, trabalho, neutro). O sexismo ambivalente está relacionado à violência sexual contra a mulher e à altas taxas de culpabilização da vítima, enquanto a empatia vem sendo associada à redução do preconceito de gênero. Deste modo, propõe-se neste estudo a utilização da metodologia quantitativa, constituindo-se em uma pesquisa experimental. Para isso, foram aplicados o Inventário de Sexismo Ambivalente, os questionários de Empatia em relação à mulher vítima de violência sexual, Emoções e Culpa e Responsabilidade no assédio sexual. O estudo foi composto por 358 participantes distribuídos em 3 grupos experimentais, cada um deles relacionado à vinhetas de histórias fictícias de assédio sexual contra a mulher, em um contexto de carnaval, trabalho e neutro. Os resultados encontraram diferenças na percepção do assédio sexual no contexto do carnaval, em comparação ao contexto neutro, no qual a empatia e as emoções negativas foram mais ativadas no contexto do carnaval. Além disso, o estudo aponta para a possível importância das mudanças sociais na ausência de diferenças encontradas entre homens e mulheres.


  • Mostrar Abstract
  • The present study aims to evaluate how the interaction between ambivalent sexism, empathy, emotions, sex of the participants, blaming the victim and the man's responsibility for sexual harassment occurs, in the context of different scenarios of sexual harassment against women. Ambivalent sexism is related to sexual violence against women and high victim blame rates, while empathy has been linked to a reduction in gender bias. Thus, this study proposes the use of quantitative methodology, constituting an experimental research. For this, the Ambivalent Sexism Inventory, the Empathy in relation to the woman victim of sexual violence, Emotions and Guilt and Responsibility in sexual harassment questionnaires were applied. The study was composed of 364 participants distributed in 3 experimental groups, each one related to the vignettes of fictional stories of sexual harassment against women, in a context of carnival, work and neutral. The results found differences in the perception of sexual harassment in the context of carnival, compared to the neutral context, in which empathy and negative emotions were more activated in the context of carnival. In addition, the study points to the possible importance of social changes in the absence of differences found between men and women.

4
  • JÉSSICA LIMA ALENCAR
  • Pessoas em situação de pobreza em representações sociais de juristas da área criminal

  • Orientador : ELZA MARIA TECHIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELZA MARIA TECHIO
  • LILA MARIA SPADONI LEMES
  • RAIMUNDO CANDIDO DE GOUVEIA
  • Data: 15/03/2021

  • Mostrar Resumo
  • Os processos de exclusão de determinados grupos sociais no Brasil, compreendem uma trama de aspectos intrincados, que juntos constroem o que se entende e aceita como realidade social. As características associadas aos membros de grupos e situação de pobreza, configuradas por elementos normativos, patologizantes e alienadores, atuam como justificadores para a manutenção de estruturas sociais que classificam condutas e delimitam espaços sociais. A criminalização da pobreza se insere nessa lógica, tendo no paradigma punitivista a reprodução de um ordenamento social que atua de forma seletiva. Com o propósito de discutir as questões acima citadas, esta dissertação tem como objetivo geral compreender as representações sociais que juristas que atuam ou já atuaram na área criminal processual da Justiça da cidade de Salvador compartilham quanto a indivíduos em situação de pobreza, a partir da análise de seus discursos, e do estabelecimento de relações entre tais representações com os fenômenos das atitudes quanto à pobreza e crença no mundo justo. Para tal, esta dissertação foi dividida em dois estudos. O primeiro visa a compreensão das representações sociais a partir da análise de entrevistas e questionário contendo escalas de crença no mundo justo (CMJ) e atitudes sobre a pobreza (ATP), realizadas com juristas que atuam em Juizados Especiais Criminais na cidade de Salvador. Neste primeiro estudo, a ATP foi utilizada e contexto pessoal e de substituição, em que os participantes imaginavam como outros juristas pensariam. Já o segundo estudo investigou a relação entre as representações sociais sobre as pessoas em situação de pobreza construídas por juristas da área criminal de Salvador, e os fenômenos das atitudes quanto à pobreza e crença no mundo justo, por meio de um questionário composto por escalas de CMJ e ATP, e técnica de associação livre de palavras em contexto pessoal e de substituição. Nos dois estudos os participantes tenderam a uma maior concordância com o fator estrutural da ATP, e maior discordância com os fatores relacionados a deficiência pessoal e estigma, bem como com os itens da CMJ. Os contextos de substituição nos dois estudos apontaram para uma tendência a representações individualistas e estigmatizantes. Foi identificado também a percepção de discriminação institucional no âmbito jurídico como reprodutor do preconceito estrutural da sociedade, em relação a indivíduos negros e pobres. Considera-se a compreensão de causas estruturais da pobreza importante na conscientização de suas origens históricas e políticas, mas salienta-se o cuidado para que os indivíduos que ocupam posições de poder não se enxerguem como alheios a este sistema, naturalizando e mantendo o status quo vigente.


  • Mostrar Abstract
  • The processes of exclusion of certain social groups in Brazil, comprise a network of intricate aspects, which together build what is understood and accepted as social reality. The characteristics associated with members of groups and the situation of poverty, configured by normative, pathological and alienating elements, act as justifiers for the maintenance of social structures that classify behaviors and delimit social spaces. The criminalization of poverty is part of this logic, having in the punitivist paradigm the representation of a social order that acts selectively. With the purpose of discussing the aforementioned issues, this dissertation has the general objective to understand the social representations that jurists who work or have worked in the criminal procedural area of Justice of the city of Salvador build regarding individuals in situations of poverty, from the analysis of their speeches, and the establishment of relationships between such representations with the phenomena of attitudes towards poverty and belief in the just world. To this end, this dissertation was divided into two studies. The first seeks to understand social representations from the analysis of interviews and a questionnaire containing scales of belief in the just world (BJW) and attitudes towards poverty (ATP), carried out with jurists who work in Special Criminal Courts in the city of Salvador. In this first study, ATP was used in a personal and substitution context, in which participants imagined how other jurists would think. The second study, on the other hand, investigated the relationship between social representations of people in poverty built by jurists from the criminal area of Salvador, and the phenomena of attitudes towards poverty and belief in the just world, using a questionnaire composed of scales of CMJ and ATP, and technique of free association of words in personal and substitution context. In both studies, participants tended to have greater agreement with the structural factor of ATP, and greater disagreement with factors related to personal disability and stigma, as well as with itens of CMJ. The substitution contexts of the two studies pointed to a tendency towards individualistic and stigmatizing representations. The perception of institutional discrimination in the legal sphere was also indicated as reproducing the structural prejudice of society, in relation to black and poor individuals. Understanding the structural causes of poverty is considered important in raising awareness of its historical and political origins, but care must be taken that individuals in positions of power do not see themselves as alien to this system, naturalizing and maintaining the current status quo.

5
  • LUIS HUMBERT ANDRADE DE LEMOS
  • Revisões Integrativas em Psicologia no Brasil 

  • Orientador : TIAGO ALFREDO DA SILVA FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNA COLOMBO DOS SANTOS
  • FABRICIO DE SOUZA
  • TIAGO ALFREDO DA SILVA FERREIRA
  • Data: 17/03/2021

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem o objetivo de analisar o uso do método de Revisão Integrativa em dissertações e teses defendidas nos programas de pós-graduação em Psicologia (PPGPsi) brasileiros. Para tanto, foi realizada uma Revisão Integrativa de literatura em trabalhos defendidos em PPGPsi que utilizaram tal método de revisão. O levantamento da literatura foi realizado em um total de 5 etapas selecionando os textos na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, com os descritores “Psicologia” e “Revisão Integrativa”. Foi selecionada uma amostra de 51 teses e dissertações. Nos resultados, foram identificadas 6 definições distintas de Revisões Integrativas em 45% dos trabalhos. Em 55% dos trabalhos não foram identificadas definições do método. Foram identificadas 5 variações de etapas categorizadas como referenciadas em 45% dos trabalhos e, em 47% dos trabalhos, foram descritas etapas não-referenciadas de construção. Os demais 8% dos trabalhos não apresentaram descrições do método. Foram identificados nove argumentos favoráveis ao uso das Revisões Integrativas em Psicologia, sendo o mais utilizado “Permite uma síntese do conhecimento”, que apareceu em 35% dos trabalhos. Há uma ampla apresentação de argumentos favoráveis ao uso de Revisões Integrativas, com baixa ponderação em relação às suas limitações. Conclui-se que há baixo consenso acerca da definição e das etapas necessárias à execução do método e que, portanto, há necessidade de uma proposta de diretrizes mínimas para construção de Revisões Integrativas em psicologia. 


  • Mostrar Abstract
  • This paper aims to analyze the use of the Integrative Review method in dissertations and theses presented in Brazilian graduate programs in Psychology (PPGPsi). For this purpose, an integrative literature review was carried out in works presented in PPGPsi that used such a review method. The literature survey was carried out in a total of 5 stages of the texts in the Digital Library of Theses and Dissertations of the Brazilian Institute of Information in Science and Technology, with the descriptors "Psychology" and "Integrative Review". A sample of 51 theses and dissertations was processed. In the results, 6 distinct attributions of Integrative Reviews were identified in 45% of the works. In 55% of the works definitions of method were not identified. Five variations of stages were found categorized as referenced in 45% of the works and, in 47% of the works, the non-referenced stages of construction were removed. The remaining 8% of non-independent works describe the method. Nine arguments in favor of using Integrative Psychological reviews were identified, the most used being “Allows for a synthesis of knowledge”, which appeared in 35% of the works. There is a wide presentation of arguments in favor of the use of integrative reviews, with low weight in relation to their limitations. It is concluded that there is a low consensus on the definition and the necessary steps to implement the method and, therefore, there is a need for a proposal for minimum guidelines for the construction of Integrative reviews in psychology. 

6
  • DÉBORA GOMES VALOIS COUTINHO
  • Adaptação de uma Intervenção para Favorecer a Socialização Emocional Infantil no Contexto Escolar

  • Orientador : PATRICIA ALVARENGA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • LIDIA NATALIA DOBRIANSKYJ WEBER
  • PATRICIA ALVARENGA
  • Data: 22/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • Evidências confirmam que as práticas de socialização emocional dos professores têm impacto sobre o desenvolvimento emocional infantil. O presente estudo adaptou um programa de intervenção originalmente destinado a pais para ser aplicado no contexto da educação infantil, com o objetivo de favorecer as práticas de socialização emocional de professores. O programa original, Vivendo Emoções, é uma intervenção de oito sessões realizada em grupos de pais que visa favorecer práticas apoiadoras da expressão emocional infantil. A adaptação da intervenção foi realizada em três etapas. Na primeira etapa de avaliação de necessidades, buscou-se caracterizar contextos de interação entre professor e aluno na educação infantil que fossem relevantes para a adaptação da intervenção. Participaram quatro professoras que exerciam a docência nos grupos 04 e 05 da pré-escola, em duas escolas da rede municipal de ensino de Feira de Santana, Brasil e em uma escola da rede municipal de ensino de Salvador, Brasil. As professoras responderam a Entrevista sobre Emoções na Escola. Os dados coletados foram examinados seguindo as seis fases da Análise Temática, que gerou um mapa temático composto por três temas e sete subtemas. O tema 1 revelou que as participantes percebiam as emoções negativas das crianças somente em situações desafiadoras, novas ou desconhecidas e que apresentavam dificuldade para nomear as emoções. O tema 2 mostrou que as participantes reconheciam a importância de contemplar o desenvolvimento emocional dos alunos na escola, mas tinham dúvidas quanto ao seu papel nesse processo. O tema 3 indicou a falta de conhecimento das participantes acerca de como utilizar discussões sobre emoções no cotidiano escolar e reações não apoiadoras à expressão emocional infantil, que geravam nas professoras insegurança e desapontamento. A segunda etapa correspondeu à adaptação dos objetivos do programa, realizada a partir do levantamento de necessidades da etapa anterior. Apenas os objetivos da terceira e oitava sessão foram alterados para atender as necessidades identificadas. Por fim, na terceira etapa de adaptação das sessões, foram implementadas alterações no manual do programa original para se adequar ao contexto escolar, com base nas duas etapas anteriores. A principal alteração no manual da intervenção foi o acréscimo de atividades e materiais para que os professores iniciem conversas com os alunos sobre emoções. O programa Vivendo Emoções na Escola mantém as características fundamentais do programa original, como a modalidade grupal de implementação, o número de sessões e os temas abordados em cada sessão. O manual oferece a pesquisadores e profissionais da Psicologia uma descrição detalhada de materiais e atividades que estimulam a discussão sobre emoções em sala de aula e a adoção de práticas de socialização emocional apoiadoras por parte dos professores.


  • Mostrar Abstract
  • Evidence confirms that teachers' emotional socialization practices impact children's emotional development. The current study adapted an intervention program originally aimed at parents to be carried out in early childhood classrooms to promote teachers' emotional socialization practices. The original program, Living Emotions, is an eight-session intervention carried out in groups of parents that promotes practices that support children's emotional expression. The adaptation of the intervention was carried out in three phases. In the first phase, the objective was to characterize contexts of teacher-student interaction in early childhood classrooms relevant to the intervention's adaptation. Four teachers participated in the study, who worked in groups 4 and 5 of early childhood education, in two municipal schools in Feira de Santana, Brazil, and in a municipal school in Salvador, Brazil. The teachers answered the Interview about Emotions at School. Data were examined following the six phases of Thematic Analysis, which generated a thematic map composed of three themes and seven subthemes. Theme 1 revealed that the participants perceived children's negative emotions only in challenging, new, or unknown situations and had difficulty labeling emotions. Theme 2 showed that the participants recognized the importance of addressing students' emotional development but had doubts about their role in this process. Theme 3 indicated the participants' lack of knowledge about using discussions about emotions in their school routine and non-supportive reactions of children's emotional expression, which caused them to feel insecure and disappointed. The second phase corresponded to the adaptation of the program's objectives carried out based on the needs listed in the previous phase. Only the objectives of the third and eighth sessions were changed to suit the identified needs. Finally, in the third phase, for the sessions' adaptation, changes were made in the original program manual to suit the school context, based on the two previous steps. The intervention manual's main change was the addition of activities and materials for teachers to start conversations with students about emotions. The Living Emotions at School program maintains the original program's fundamental characteristics, such as the group modality, the number of sessions, and the topics covered in each session. The manual offers researchers and psychology professionals a detailed description of materials and activities that stimulate the discussion of emotions in the classroom and the adoption of supportive emotion socialization practices by teachers.

7
  • JOÃO FLORENTINO CUNHA
  • A CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADE DE ADOLESCENTES ASSEXUAIS EM COMUNIDADES VIRTUAIS


  • Orientador : LIA DA ROCHA LORDELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIÓRGIA DE AQUINO NEIVA
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • Data: 29/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • Uma das suposições mais básicas sobre a natureza humana é que todos nós temos desejo sexual. Seguindo essa perspectiva, o desejo sexual não seria apenas um elemento primário da experiência humana em termos de comportamento e biologia, mas também seria uma identidade e um aspecto constitutivo de nós como sujeitos. Visto desta forma, os indivíduos que não sentem atração sexual e se identificam como assexuais estão em uma posição única em relação à sua experiência e o modo  como a descrevem não apenas questiona a validade e as formas pelas quais a sexualidade é socialmente construída, mas também implica novas formas de pensar sobre formas não normativas de sexualidade e afetividade diante da discriminação e da patologização. Com base na perspectiva da Psicologia Semiótica Cultural, este trabalho é um estudo sobre a construção da identidade de adolescentes assexuais e suas narrativas de transição. Configurou-se como um estudo exploratório para compreender o processo de transição que adolescentes e jovens passam na jornada para se compreenderem como assexuais e qual o significado desse rótulo na construção de si mesmos. O campo escolhido para ser estudado foi a A2, uma comunidade virtual assexual brasileira que tem como objetivo ser um local seguro para que assexuais de todas as idades compartilhem suas experiências de vida e visões sobre assexualidade. Para o quadro cultural-semiótico, essa comunidade pode ser vista como um lugar onde seus participantes compartilham recursos simbólicos, elementos culturais usados para mediar o trabalho representacional inerente às transições desenvolvimentais. Essas transições são entendidas como processos ocasionados por rupturas ou descontinuidades no desenvolvimento da vida, onde os significados “tidos como certos” deixam de ser dados como garantidos e o indivíduo tem que encontrar novas formas de dar sentido a quem ele é e sua experiência. Pesquisas anteriores com assexuais mostram que um dos desafios fundamentais que esses indivíduos enfrentam por causa de suas identidades sexuais é fazer a ponte entre sua experiência emocional e os recursos que estão culturalmente disponíveis para articular essa experiência tanto para eles próprios quanto para os outros. Ao compreender os possíveis caminhos pelos quais adolescentes e jovens adultos assexuais passam a se ver como assexuais e quais recursos são encontrados e criados para preencher essa lacuna discursiva e dar sentido a sua experiência, pode ajudar a compreender melhor o que está em jogo no desenvolvimento de vida de quem a identidade sexual viola o status quo


  • Mostrar Abstract
  • One of the most basic assumptions about human nature is that we all have sexual desire. Following this perspective, sexual desire would not only be a primary element of human experience in terms of behavior and biology, but would also be an identity and constitutive aspect of us as subjects. Viewed this way, individuals who are not sexually attracted and identify as asexuals are in a unique position regarding their experience and how they describe it not only questions the validity and the ways in which sexuality is socially constructed, but also implies new ways of thinking about non-normative forms of sexuality and affectivity in face of discrimination and pathologization. Based on Cultural Semiotic Psychology perspective, this work is a study about the assexual teenagers’s identity construction and their transitional narratives. It was set up as a ethnographic study to understand the transitional process that teenagers and young adults goes through in the journey to understand themselves as asexuals and what it is the meaning of this label in the construction of their selves. The field chosen to be studied was the A2, a brazilian assexual virtual community that has as purpose to be a safe place to asexuals of all ages share their life experiences and views on assexuality. For the cultural-semiotic framework, this community can be seen as a place where its participants share symbolic resources, cultural elements used to mediate the representational work inherent to developmental transitions. These transitions are understood as processes occasioned by ruptures or discontinuities in life development, where “taken-for-granted” meanings cease to be taken for granted and the individual has to find news ways to make sense of who they are and their experience. Prior research with asexuals show that one of the fundamental challenges that these individuals face because of their sexual identities is bridging the gap between their emotional experience and the resources that are culturally available to articulate that experience both to themselves and to others.  By understanding possible paths that teenager and young adult asexuals come to see themselves as asexuals and what resources are found and created to bridge that discursive gap and make sense of their experience can help to better understand what is at stake in the life development of those who sexual identity violates the status quo.


8
  • ALICE BORGES HUMILDES CRUZ DA SILVA
  • Os (des) encontros do sujeito adolescente ante os abalos identificatórios: uma construção de caso clínico em psicanálise

  • Orientador : ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • CYNARA TEIXEIRA RIBEIRO
  • Data: 28/06/2021

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho surgiu a partir de questões clínicas oriundas do tratamento psicanalítico com sujeitos adolescentes às voltas com embaraços que dizem do encontro com o amor e o sexo. Impasses em torno da tarefa do desligamento da autoridade parental, que os convocam, sobretudo, à posição de intérprete, haja vista que falar em nome próprio está condicionado a questionar sobre o seu lugar no desejo do Outro. Para tanto, o presente trabalho teve como objetivo geral: investigar o tratamento dado pela psicanálise aos abalos identificatórios do sujeito adolescente a partir da construção de um caso clínico. Como objetivos específicos, o trabalho buscou: analisar a historicização do romance familiar através do uso da internet na clínica com adolescentes, na atualidade; examinar os fenômenos da identificação e da identidade na adolescência; interrogar o desligamento da autoridade parental na adolescência através do exame das operações de alienação e separação; examinar o que se decantou do percurso da análise, em termos de invenção singular em torno dos seus embaraços e convocações. Por fim, ficou ressaltado que o método de construção do caso clínico pode contribuir para o debate em torno da adolescência, tendo em vista que, além de colaborar com outros campos que também se debruçam sobre a adolescência, contribui fundamentalmente para a própria psicanálise, na medida em que o fazer clínico a partir do caso a caso fornece subsídios para a atualização da teoria e da clínica psicanalítica. 


  • Mostrar Abstract
  • This paper arose from clinical issues in psychoanalytic treatment with adolescents struggling with embarrassments from the meeting between love and sex. Impasses around the task of detachment from parental authority, which summon them, above all, to the position of interpreter, given that speaking in their own name is conditioned to question their place in the Other's desire. For this purpose, the present paper had as its general goal: to investigate the treatment given by psychoanalysis to the identifiable shocks of the adolescent subject from the construction of a clinical case. As its specific goals, the work sought to: analyze the historicization of family romance through the use of the internet at the clinic with adolescents, nowadays; examine the phenomena of identification and identity in adolescence; interrogating the detachment from parental authority in adolescence by examining the operations of alienation and separation; examine what was left of the analysis route, in terms of a singular invention around its embarrassments and convocations. Finally, it was emphasized that the construction method of the clinical case can contribute to the debate around adolescence, considering that, in addition to collaborating with other fields that also deal with adolescence, it contributes fundamentally to psychoanalysis itself, as the clinical practice based on case by case provides subsidies for updating the theory and the psychoanalytic clinic. 

9
  • LEONARDO RAFAEL LEITE DA ROCHA
  • CONSTRUÇÃO DO SELF EDUCACIONAL DE PESSOAS TRANS AO LONGO DE SUAS TRAJETÓRIAS ACADÊMICAS

  • Orientador : GIUSEPPINA MARSICO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • SANDRA FERRAZ DE CASTILLO DOURADO FREIRE
  • Data: 06/07/2021

  • Mostrar Resumo
  • Em dado momento de seu desenvolvimento, os indivíduos desenvolvem consciência de si, originando a experiência de self. A Psicologia Semiótico-Cultural entende que o self é construído a partir da relação com outros significativos, que produzem discursos sobre um indivíduo, que por sua vez negocia e internaliza alguns deles, construindo assim suas definições de si ao longo da vida. Discursos produzidos por atores educacionais têm papel importante sobre o desenvolvimento dos selves de estudantes, e a parte específica do self que emerge a partir das experiências educacionais é chamada de self educacional. As experiências escolares de transgêneros/as são perpassadas por diversas violências. Diante disso, este estudo questiona como pessoas trans constroem seus selves educacionais. O objetivo é compreender o desenvolvimento do self educacional de pessoas trans ao longo de suas trajetórias acadêmicas. Para isto foi realizado um estudo qualitativo de múltiplos casos do qual participam três estudantes trans de cursos de ensino superior. Os dados foram coletados a partir de uma entrevista semiestruturada e da técnica dos cenários dilemáticos, submetidos a análise de conteúdo e interpretados a partir da Psicologia Semiótico-Cultural. Nos três casos analisados verificou-se uma experiência de discursos de abjeção na educação básica que influenciaram a emergência de três posições nos selves educacionais dos participantes: Eu–Estrangeira, Eu–Invisível e Eu–Insegura. Também emergiam posições de resistência, tais como Eu–Resistente e Eu–Impecável. Na experiência universitária há uma maior tensão dialógica, com discursos e práticas tanto inclusivos quanto excludentes, levando a uma coexistência entre posições de abjeção e posições de resistência nos sistemas dos selves educacionais dos participantes. Estudos futuros podem observar as relações de gênero nas escolas, bem como se debruçar sobre as dinâmicas dos selves educacionais de pessoas trans que não acessam a universidade.


  • Mostrar Abstract
  • At some point in the development, individuals develop self-awareness, giving rise to the experience of self.
     Semiotic-Cultural Psychology understands that the self is built from the relationship with significant others, 
    which produce discourses about an individual, who in turn negotiates and internalizes some of them, 
    thus building their definitions of themselves throughout life. 
    Discourses produced by educational actors play an important role in the development of students' selves, 
    and the specific part of the self that emerges from educational experiences is called the educational self. 
    The school experiences of transgender people are permeated by different types of violence. 
    Therefore, this study questions how trans people build their educational selves. 
    The objective is to understand the development of the educational self of trans people throughout their academic 
    trajectories. For this, a qualitative study of multiple cases was carried out, involving three trans students from 
    higher education courses. Data were collected from a semi-structured interview and the technique 
    of dilemmatic scenarios, anylyzed on the basis of content analysis and interpreted using Semiotic-Cultural Psychology. 
    In the three cases analyzed there was an experience of abjection discourses in basic education that influenced
     the emergence of three positions in the educational selves of the participants: 
    I-Foreigner, I-Invisible and I-Insecure. 
    Resistance positions, such as the Tough-Me and the Flawless-Me, also emerged. 
    In the university experience there is greater dialogic tension, with both inclusive and excluding discourses 
    and practices, leading to a coexistence between positions of abjection and positions of resistance in the systems 
    of the participants' educational selves. Future studies can observe gender relations in schools, as well as address
     the dynamics of the educational selves of trans people who do not access the university.
10
  • CAMILA ABREU COSTA
  • O PSIU-UFBA e a noção de urgência subjetiva: uma leitura psicanalítica

  • Orientador : DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • MARCELO FREDERICO AUGUSTO DOS SANTOS VERAS
  • SUELY AIRES PONTES
  • Data: 06/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • O objeto desta pesquisa é a proposta do PSIU-UFBA tendo como foco a operacionalização da noção de urgência subjetiva. O PSIU é um Programa de Extensão da Universidade Federal da Bahia, orientado pela psicanálise, e que visa oferecer escuta/acolhimento no exato momento de necessidade, sem entraves burocráticos, num modelo próximo ao plantão psicológico. Pode acessar o serviço qualquer pessoa da comunidade UFBA, a saber, estudantes, docentes e técnico-administrativos. A pergunta norteadora da investigação é: como se caracteriza este serviço no que concerne à ideia de urgência subjetiva, de acordo com os atendimentos realizados pelos/as profissionais do serviço, em seu primeiro ano de funcionamento? O objetivo é apresentar o PSIU-UFBA em seu primeiro ano de implantação (2017-2018), tendo como foco a noção de urgência subjetiva. Para tanto, são utilizados os registros clínicos, breves relatos que os/as profissionais escrevem, em uma planilha, após o atendimento a cada pessoa que chega ao serviço. Metodologicamente, trata-se de um estudo de caso único, sendo o caso o PSIU-UFBA. Como resultados do exame do material empírico, destacam-se: a imensa maioria das pessoas atendidas são estudantes de graduação; mais da metade é formada por pessoas que recém-ingressaram na vida adulta e na universidade; também mais da metade é atendida de algum modo pela Pró-Reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil da UFBA. Nos relatos, os profissionais usam palavras e expressões como desânimo, choro, desespero, conflitos, dificuldades, crise de ansiedade, confusões, sofrimento. A maioria dos relatos não explicita a palavra angústia; aqueles que o fazem referem queixas puramente subjetivas, ligadas à relação familiar do sujeito, ao estranhamento com a cidade – no caso dos que vêm de outro lugar –, bem como com a própria instituição. A palavra angústia, quando aparece, está circunscrita a questões singulares e não ligadas a uma urgência médica. Nota-se ainda que esse dispositivo clínico, eticamente orientado pela psicanálise, não visa patologizar situações singulares nem relações. Antes, busca acolher, reconhecer e direcionar o desamparo psíquico em uma aposta na direção da vida.


  • Mostrar Abstract
  • The object of this research is PSIU-UFBA's approach to the operationalization of the notion of subjective urgency. PSIU is a community service program of the Federal University of Bahia (UFBA). The service offers psychoanalytic listening/care at the exact moment of need, without bureaucratic obstacles – akin to a psychological emergency service. Anyone in the UFBA community can access the service: students, teachers, and administrative technicians. The guiding question of this investigation is as follows: based on appointments conducted by PSIU staff in the program's first year of operation, how can the service be characterized with regard to the idea of subjective urgency? The objective is to present PSIU-UFBA in its first year of implementation (2017-2018), focusing on the notion of subjective urgency. For this purpose, we assess the clinical records, i.e. brief spreadsheet reports written by the attending professionals at the end of each consultation. Methodologically, this is a single case-study – that of PSIU-UFBA. Upon examination of the empirical material, certain findings stand out. The vast majority of attendees are undergraduate students. More than half are very young adults who have recently enrolled in the university. Also, more than half are assisted in some way by UFBA's Office of Affirmative Actions and Student Assistance. In their reports, the professionals use words and expressions such as ‘discouragement’, ‘weeping’, ‘despair’, ‘conflicts’, ‘difficulties’, ‘anxiety attack’, ‘confusion’, ‘suffering’. Most reports do not feature the word ‘anguish’. Those that do, refer to purely subjective complaints, often pertaining to the subject's family relationships, or – in the case of those who have relocated – to uneasiness toward the new city, as well as toward the institution itself. When the word ‘anguish’ appears, it is circumscribed to singular issues that are unrelated to a medical emergency. Finally, it is worth noting that the clinical device under study, being ethically guided by psychoanalysis, does not aim to pathologize singular situations or relations. Rather, it seeks to welcome, recognize, and turn psychic helplessness into a wager in the direction of life.

11
  • LIZ MARTINEZ MERCÊS DIAS
  • DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE UMA MEDIDA DE CLIMA ORGANIZACIONAL COM FOCO EM INOVAÇÃO 

  • Orientador : ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARINA GREGHI STICCA
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • DAIANE ROSE CUNHA BENTIVI
  • Data: 25/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • O clima organizacional é objeto de estudo recorrente no campo do comportamento organizacional, no entanto, ainda existem divergências teóricas e metodológicas associadas à sua mensuração. A larga utilização, por parte das empresas, das pesquisas de clima organizacional está muitas vezes associada a instrumentos fracamente confiáveis ou embasados teoricamente. A proposta do clima focado é uma forma de extrapolar os estudos de clima molares, baseados em conceitos amplos de bem-estar, e possibilitar uma abordagem específica, contribuindo com informações direcionadas ao interesse da investigação que podem servir como intervenções nas organizações para melhorar desempenho nas áreas pesquisadas. Neste sentido, a inovação, construto em crescente expansão e sabidamente diferencial competitivo das organizações, especialmente para empresas de pequeno e médio porte, pode ser concebido como uma área de interesse para o estudo focado. Tendo em vista essas questões, o presente estudo teve como objetivo construir e validar uma escala de clima organizacional com foco em inovação. Para elaboração do instrumento foram utilizados estudos científicos sobre o tema, bem como realizadas entrevistas com gestores de empresas consideradas inovadoras. Após etapas de validação semântica, o questionário de 39 itens foi aplicado a uma amostra de 164 trabalhadores de empresas de pequeno e médio porte das cinco regiões do país. As análises fatoriais conduzidas produziram uma variância total explicada de 64,77%, considerada muito boa em termo de suas propriedades psicométricas. Foram analisadas as correlações entre a escala proposta e duas escalas de mensuração de inovação, com as medidas tendo se relacionado positivamente com tamanhos de efeito moderado a alto. O modelo apresentou uma estrutura final de 18 itens distribuídos em 5 dimensões. Considerando os índices estatísticos alcançados, especialmente a variância explicada da escala, pode-se conceber esse instrumento como uma base sólida para continuidade do desenvolvimento de uma medida robusta de Clima com foco em Inovação. O presente estudo buscou contribuir com os estudos na área de Clima Organizacional e da abordagem climática focada


  • Mostrar Abstract
  • The organizational climate is a recurring object of study in the organizational behavior field, however, there are still theoretical and methodological differences associated with its measurement. Widely used by companies, the organizational climate surveys are often associated with weakly reliable or theoretically based instruments. The focused climate proposal is a way to extrapolate molar climate studies, based on broad concepts of well-being, and enable a specific approach, that can serve as interventions guides to improve performance in the researched areas. In this sense, innovation, a construct in growing expansion and a known competitive differential, especially for small and medium-sized companies, can be conceived as an area of interest for focused study. This study aimed to elaborate and validate an organizational climate scale focused on innovation (innovation climate). To elaborate the instrument, scientific studies on the subject were used, as well as interviews with managers of considered innovative companies. After the semantic validation steps, the 39-item questionnaire was applied to a sample of 164 workers from small and medium-sized companies from the five regions of the country. The factor analysis carried out produced a total explained variance of 64.77%, considered very good in terms of its psychometric properties. Correlations between the proposed scale and two innovation measurement scales were analyzed, the measures being positively related in moderate to high effect sizes. The model presented a final structure of 18 items distributed in 5 dimensions. Considering the statistical indices achieved, especially the explained variance of the scale, this instrument can be conceived as a solid basis for continuing the development of a robust measure of Climate with a focus on Innovation. This research sought to contribute to studies on the Organizational Climate area and focused climate approach.

12
  • YASMIN DO VALE FIGUEIREDO
  • Tomada de Decisão nas Lógicas Formulação e Realização, Incerteza e Percepção de Sucesso em Startups: Adaptação de Medida e Teste de Modelo.

  • Orientador : SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • JANICE APARECIDA JANISSEK
  • VALTER DA SILVA FAIA
  • Data: 26/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Empreendedores de startups são indivíduos multifuncionais com características subjetivas capazes de impactar diretamente o desempenho dos negócios. Por serem os atores chave nessas organizações, a forma como os empreendedores tomam decisões ao longo do desenvolvimento das empresas e a sua percepção de sucesso a partir das lógicas adotadas em determinadas situações pode levar os negócios ao sucesso ou ao fracasso. Nessa perspectiva, pesquisadores têm demonstrado o crescimento da adoção de duas lógicas empreendedoras por empreendedores de negócios sob extrema incerteza, como as startups, sendo elas formulação e realização, conforme traz Sarasvathy (2001) com a Teoria da Effectuation. Caracterizadas como lógicas alternativas, formulação tende a ser adotada em condições de alto risco, estabilidade do negócio no mercado, em que se é possível predizer o futuro a partir de planejamento e análises rigorosas. A realização, por sua vez, é uma lógica contingencial, adotada em situações inesperadas, instabilidade do mercado e em que se é quase impossível prever o futuro, sendo necessário ao emprendedor utilizar os recursos e comprometimentos disponíveis. Diante disso, essa dissertação teve como objetivo geral é testar o efeito direto das lógicas de tomada de decisão formulação e realização sobre a percepção do sucesso empreendedor de startups, avaliando ainda se a dificuldade frente à incerteza e também a percepção de estabilidade do ambiente atuam como variáveis moderadoras na relação entre lógica de tomada de decisão e percepção de sucesso. Diante da dificuldade em se encontrar no Brasil medidas de formulação e realização com boas propriedades psicométricas, realizou-se dois estudos. O estudo 1 buscou adaptar e validar a medida de tomada de decisão na lógicaformulação e realização de Alsos et al. (2014). O segundo estudo buscou testar o modelo teórico desta dissertação, tendo como objetivo testar se as lógicas de tomada de decisão formulação e realização impactam na percepção de sucesso empreendedor pelos empreendedores de startups, sendo moderada pela percepção de estabilidade do ambiente e também pela dificuldade frente à incerteza. Participaram de ambos estudos 315 empreendedores de startups brasileiras. Para o estudo 1, utilizou-se a Measure of Causation and Effectuation de Alsos et al. (2014) para adaptação ao contexto empreendedor brasileiro. Realizaram-se análises de validade a partir de avaliação semântica, análises pela Teoria Clássica de Testes (AFEs, correlações e validade convergente por medidas externas) e pela Teoria de Resposta ao Item. Os resultados demonstraram que a solução fatorial que melhor se ajustava aos dados era a que apresentava as escalas de formulação e de realização como medidas unifatoriais e independentes. Concluiu-se que o processo de tomada de decisão empreendedora mostra-se complexo para fins de teste empírico e as lógicas de formulação e de realização não parecem fazer parte do mesmo constructo. Para testar o modelo teórico do estudo 2, foram os métodos de análise adotados foram Regressão Quantílica e Modelagem de Equações Estruturais com estimação por Mínimos Quadrados Parciais (PLS-SEM). Os resultados mostraram que formulação é preditora de percepção de sucesso empreendedor. A dificuldade frente à incerteza e percepção de estabilidade do ambiente não apresentaram efeitos moderadores na relação entre as lógicas e PSE. Concluiu-se que a crença na eficácia do planejamento e análises preditivas para o alcance do sucesso dos negócios e o fato de a maioria das startups da pesquisa estarem em fases mais avançadas de desenvolvimento contribuem para que os empreendedores considerem a lógica formuladora como preditora de sucesso nesse estudo.


  • Mostrar Abstract
  • Startup entrepreneurs are cross-functional individuals with subjective characteristics capable of directly impacting business performance. As they are key players in these organizations, the way entrepreneurs make decisions throughout the development of companies and their perception of success based on the logic adopted in certain situations can lead to business success or failure. From this perspective, researchers have demonstrated the growth in the adoption of two entrepreneurial logics by business entrepreneurs under extreme uncertainty, such as startups, which are formulation and realization, as Sarasvathy (2001) brings with the Theory of Effectuation. Characterized as alternative logics, the formulation tends to be adopted in conditions of high risk, business stability in the market, in which it is possible to predict the future based on planning and rigorous analysis. Realization, in turn, is a contingent logic, adopted in unexpected situations, market instability and in which it is almost impossible to predict the future, requiring the entrepreneur to use available resources and commitments. Therefore, this dissertation had as general objective to test the direct effect of the logics of decision-making, formulation and realization on the perception of entrepreneurial success of startups, also evaluating whether the difficulty in the face of uncertainty and also the perception of stability of the environment act as moderating variables in the relationship between decision-making logic and perception of success. In view of the difficulty in finding formulation and performance measures in Brazil with good psychometric properties, two studies were carried out. Study 1 sought to adapt and validate the decision-making measure in the formulation and realization logic of Alsos et al. (2014). The second study sought to test the theoretical model of this dissertation, aiming to test whether the logics of decision-making, formulation and realization impact on the perception of entrepreneurial success by startup entrepreneurs, being moderated by the perception of stability of the environment and also by the difficulty facing the uncertainty. 315 Brazilian startups entrepreneurs participated in both studies. For study 1, the Measure of Causation and Effectuation by Alsos et al. (2014) to adapt to the Brazilian entrepreneurial context. Validity analyzes were performed based on semantic evaluation, analyzes using the Classical Test Theory (AFEs, correlations and convergent validity by external measures) and the Item Response Theory. The results showed that the factor solution that best fit the data was the one that presented the formulation and achievement scales as unifactorial and independent measures. It was concluded that the entrepreneurial decision-making process is complex for empirical testing purposes and the formulation and realization logics do not seem to be part of the same construct. To test the theoretical model of study 2, the analysis methods adopted were Quantile Regression and Structural Equation Modeling with Partial Least Squares estimation (PLS-SEM). The results showed that the formulation is a predictor of the perception of entrepreneurial success. The difficulty facing uncertainty and perception of stability in the environment did not show moderating effects on the relationship between logics and PSE. It was concluded that the belief in the effectiveness of planning and predictive analytics to achieve business success and the fact that most startups in the research are in more advanced stages of development, contribute to entrepreneurs considering the causation logic as a predictor of success in this study.

13
  • THYALE BRIZOLARA NUNES
  • AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA E EVIDÊNCIAS DE VALIDADE DE INSTRUMENTOS PARA O TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE

  • Orientador : THATIANA HELENA DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • LEONARDO DE OLIVEIRA BARROS
  • NELSON HAUCK FILHO
  • Data: 27/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • O transtorno de Personalidade Borderline (TPB) é definido por um padrão pervasivo de comportamentos instáveis que acarretam prejuízos sociais, emocionais e interpessoais, além de estarem  associados a comportamentos autolesivos e de risco à vida. Esta dissertação visa contribuir para a área de avaliação psicológica do Transtorno de Personalidade Borderline. Para tal, foi conduzido duas pesquisas relacionados ao tema. O primeiro estudo diz respeito a uma revisão integrativa das características de comportamento de autolesivos (com e sem ideação suicida) na população diagnosticada com TPB e os respectivos fatores de riscos. Os achados deste primeiro estudo indicaram que TPB e traços de TPB foram as variáveis com maior poder preditivo para comportamentos autolesivos e tentativas de suicídio. Comportamento autolesivo sem intenção suicida mostrou-se como fator preditivo para tentativas de suicídio na população geral feminina, mas não para TPB. Padrões de comportamentos autolesivos e não a simples existência deles (padrões aleatórios ou mistos), podem ser fatores preditivos para tentativas de suicídio na população com TPB. Impulsividade e depressão foram fatores descritos relacionados a tentativas de suicídio em população com TPB.  O segundo estudo, trata-se de uma tradução e adaptação transcultural de um instrumento de avaliação voltada ao TPB, The Life Problem Inventory.  O instrumento foi submetido a todo o processo de evidência de validade de conteúdo, indicando a permanência de suas características principais para a adaptação à população adulta e clínica. O piloto indicou excelente compreensibilidade do público e abrangência.


  • Mostrar Abstract
  • Borderline Personality Disorder (BPD) is defined by a pervasive pattern of unstable behavior that causes social, emotional and interpersonal damage, in addition to being associated with self-injurious and life-threatening behavior. This dissertation aims to contribute to an area of psychological assessment of Borderline Personality Disorder. To this end, two surveys related to the topic were conducted. The first study concerns an integrative review of the characteristics of self-injurious risk behavior (with and without suicidal ideation) in the population diagnosed with BPD and the respective risk factors. The findings of this first study indicated that BPD and BPD traits were the variables with the greatest predictive power for CASIS and suicide. Self-injurious behavior without suicidal intent was shown to be a predictive factor for suicide in the general female population, but not for BPD. Self-injurious behavior patterns, rather than their mere existence (random or mixed patterns), can be predictive factors for suicide in the population with BPD. Impulsiveness and depression are factors related to suicide in a population with BPD. The second study is a translation and cross-cultural adaptation of an assessment instrument aimed at TPB, The Life Problem Inventory. The instrument was submitted to the entire process of evidence of content validity, indicating the permanence of its main characteristics for adaptation to adult and clinical age. The pilot indicated excellent audience understandability and comprehensiveness.

14
  • DANILO CONCEIÇÃO DE CARVALHO
  • Apoio matricial na atenção básica: sentidos produzidos por psicólogas em um município no interior da Bahia

  • Orientador : MONICA LIMA DE JESUS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA LIMA DE JESUS
  • LILIANA SANTOS
  • Sergio Seiji Aragaki
  • Data: 01/10/2021

  • Mostrar Resumo
  • O Apoio Matricial é um modelo para reorganização da gestão e do cuidado no campo da Saúde, tendo como fundamento a articulação democrática e humanizada entre equipes multiprofissionais, que atuam prestando suporte assistencial e pedagógico a equipes de referência. Tem por objetivo produzir uma assistência assentada no princípio da integralidade ao envolver profissionais de saúde, comunidade, família e pessoas no planejamento de ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde, superando barreiras estruturais do Sistema Único de Saúde. O Apoio Matricial foi incorporado às políticas públicas de saúde brasileiras de alcance nacional através da criação dos Núcleos de Apoio a Saúde da Família (NASF), instituídos com o objetivo de fortalecer a Atenção Básica através do suporte especializado às equipes de Saúde da Família. Desta maneira a Atenção Básica se tornou campo de trabalho para psicólogos/as em todo o país. Adotando a perspectiva das práticas discursivas e produção de sentidos no campo da psicologia social inspirado no movimento construcionista, esta pesquisa teve como objetivo compreender os sentidos produzidos pelos/as psicólogos/as atuantes no contexto de uma equipe multiprofissional da Atenção Básica, no interior da Bahia, sobre o Apoio Matricial à luz das práticas discursivas apresentadas por documentos oficiais de orientação técnica que norteiam sua prática. Inicialmente, foram  analisadas práticas discursivas presentes em cartilhas do Ministério da Saúde e Conselho Federal de Psicologia, documentos de domínio público que serviram para difundir orientações técnicas sobre Apoio Matricial aos/às psicólogos/as em todo território nacional. A discussão sobre os documentos de domínio público evidenciou a relação entre determinadas agendas políticas e o maior ou menor investimento no cuidado democrático e humanizado para qualificação da Atenção Básica. Foram também realizadas entrevistas com duas psicólogas de uma equipe NASF de uma cidade interiorana do estado da Bahia destacando suas trajetórias profissionais, e os desafios e potencialidades inerentes ao trabalho em equipe, às práticas intersetoriais, ao trabalho em territórios atravessados por vulnerabilidades e ao contexto de desmonte do SUS, sobretudo na Atenção Básica. Assim, a análise dos documentos de domínio público e das entrevistas permitiram compreender que o investimento político vislumbrado nas mudanças estruturais que ocorreram na organização das equipes com a instituição do NASF, somado à preocupação para reorientar suas práticas com base na circulação de cartilhas com conteúdo técnico/científico, foram fatores importantes para o desenho de trajetórias profissionais profícuas às propostas do NASF.  Entretanto, o atual momento político está produzindo descontinuidades significativas com iniciativas que desestimulam a assistência segundo a racionalidade do Apoio Matricial. Alem disso, destacamos que uma das contribuições singulares no presente estudo foi a constatação que, a existência um solo fértil estruturado para operar segundos os princípios do SUS, contribuiu para que as psicólogas ofertassem práticas mais próximas das demandas da população e das diretrizes pertinentes a esta tarefa.


  • Mostrar Abstract
  • Matrix Support is a model for the reorganization of management and care in the field of Health, based on the democratic and humanized articulation between multidisciplinary teams, which work by providing care and pedagogical support to reference teams. Its objective is to produce care based on the principle of comprehensiveness by involving health professionals, the community, the family and people in the planning of health promotion, prevention and recovery actions, overcoming structural barriers of the Unified Health System. Matrix Support was incorporated into the Brazilian public health policies of national reach through the creation of the Family Health Support Centers (NASF), instituted with the objective of strengthening Primary Care by offering specialized support to the Family Health teams. Adopting the perspective of discursive practices and production of meanings in the field of social psychology inspired by the constructionist movement, this research aimed to understand the meanings produced by psychologists working in the context of a multidisciplinary team of Primary Care, in the interior of Bahia , on Matrix Support in light of the official technical guidance documents that guide its practice. Initially, discursive practices present in booklets of the Ministry of Health and the Federal Council of Psychology were analyzed, documents in the public domain that served to disseminate technical guidelines on Matrix Support to psychologists throughout the country. The discussion about documents in the public domain evidenced the relationship between certain political agendas and the greater or lesser investment in democratic and humanized care for the qualification of Primary Care. Interviews were also carried out with two psychologists from a NASF team from a small town in the state of Bahia, highlighting their professional trajectories, and the challenges and potential inherent in teamwork, intersectoral practices, working in territories crossed by vulnerabilities and the context of dismantling the SUS, especially in Primary Care. Thus, the analysis of public domain documents and interviews allowed us to understand that the political investment reflected in the structural changes that occurred in the organization of teams with the institution of the NASF, added to the concern to reorient their practices based on the circulation of booklets with technical content /scientific, were important factors for the design of professional trajectories that were fruitful to the NASF proposals. However, the current political moment is producing significant discontinuities with initiatives that discourage assistance according to the rationale of Matrix Support. In addition, we emphasize that one of the unique contributions in this study was the finding that the existence of a fertile soil structured to operate according to the principles of the SUS, contributed to psychologists offering practices that were closer to the demands of the population and the guidelines relevant to this assignment.

15
  • EDGAR WESLEI DOS SANTOS ARAGÃO
  • CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DA ESCALA DE AVALIAÇÃO DO TRANSTORNO ESPECÍFICO DA APRENDIZAGEM (ESATA)

  • Orientador : JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA CAROLINA DE MIRANDA
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • THATIANA HELENA DE LIMA
  • Data: 06/10/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O Transtorno Específico da Aprendizagem (TEAp) consiste numa condição neurodesenvolvimental caracterizada por prejuízos na aquisição das habilidades de leitura, escrita e matemática, cuja prevalência em escolares varia em torno de 5%. Sabe-se que este transtorno apresenta alta taxa de comorbidade entre os prejuízos nas habilidades escolares, ou seja, crianças que apresentam comprometimento nos domínios de leitura e escrita frequentemente também têm dificuldades com as habilidades matemáticas. Por conta disso, realizar uma avaliação abrangente do desempenho e do funcionamento acadêmico é importante, sendo que as escalas podem ser bastante úteis nesse processo, especialmente por permitirem a verificação da frequência em que os sintomas estão presentes na criança e em quais domínios há maior comprometimento, podendo auxiliar também no monitoramento dos efeitos de intervenções. Atualmente, observa-se uma escassez de escalas psicométricas que permitam o rastreio do transtorno em escolares no contexto nacional. Objetivo: O objetivo deste estudo é construir e apresentar evidências de validade e confiabilidade da Escala de Avaliação do Transtorno Específico da Aprendizagem (ESATA), uma escala do tipo Likert respondida pelo professor que tem por objetivo o rastreio dos sintomas do TEAp em crianças de 7 a 12 anos, estudantes do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental I. Método: Uma revisão de literatura foi realizada com o objetivo de identificar os sintomas característicos do TEAp e desenvolver os itens. Realizou-se análise de juízes com 7 especialistas, e análise semântica com 8 professoras. A concordância entre juízes foi calculada por meio do Índice de Validade de Conteúdo (IVC). A fim de verificar a estrutura fatorial do instrumento, realizou-se uma Análise Fatorial Exploratória (AFE) a partir dos dados coletados com 308 professores do 2º ao 5º ano, de 19 estados brasileiros, com média de idade de 42,9 anos. Resultados: Foram elaborados 80 itens, dos quais 76 foram avaliados como relevantes para a composição da ESATA, após a análise de juízes. Obteve-se IVC total = 0,98. A AFE, mostrou um melhor ajuste dos dados numa estrutura bifatorial, sendo o primeiro fator denominado Leitura e Escrita, com cargas variando de .44 a .89, e o segundo fator denominado Matemática, com cargas variando de .57 a .94. Ambos os fatores explicaram 58% da variância. O α de Cronbach para a escala total foi de .99, indicando excelente confiabilidade da ESATA com 74 itens.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Specific Learning Disorder (SLD) is a neurodevelopmental condition characterized by impairments in the acquisition of reading, writing and math skills, with a prevalence rate around 5% in schoolchildren. This disorder has a high rate of comorbidity between impairments in school skills, that is, children who are impaired in the domains of reading and writing often also have difficulties with math skills. For this reason, carrying out a comprehensive assessment of the individual’s academic performance and functioning is important, and scales can be very useful in this process, especially because they allow the verification of the frequency at which symptoms are present in the child and in which domains there is greater impairment, and can also help in monitoring the effects of interventions. Currently, there is a shortage of psychometric scales for the screening of the disorder in schoolchildren in the national context. Aim: The presente study aims to develop and present evidences of validity and reliability of the Escala de Avaliação do Transtorno Específico da Aprendizagem (ESATA), a Likert-type scale answered by the teacher for the screening of SLD symptoms in children aged 7 to 12 years, students from 2nd to 5th grade. Method: A literature review was carried out in order to identify the characteristic symptoms of SLD and develop the items. An expert panel review was performed with 7 experts, as well a semantic analysis with 8 teachers. Judge’s agreement was calculated using the Content Validity Index (CVI). In order to verify the factor structure of the instrument, an Exploratory Factor Analysis (EFA) was performed based on data collected from 308 2nd to 5th grade teachers, from 19 Brazilian states, with an average age of 42.9 years. Results: 80 items were developed, and 76 were evaluated as relevant for the composition of ESATA, after the expert panel review. Total CVI = 0.98 was obtained. EFA showed a better fit of the data in a bifactorial structure. The Reading and Writing factor presented loads ranging from .44 to .89, and the Mathematics fator presented loads ranging from .57 to .94. Both factors explained 58% of the variance. Cronbach's α for the full scale was .99, indicating excellent reliability of ESATA with 74 items.

16
  • MAURÍCIO COELHO DE JESUS
  •  

     

    Recursos Desenvolvimentais e Desenvolvimento Juvenil Positivo em Universitários/as Brasileiros/as

  • Orientador : LUCIANA DUTRA THOME
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELDER CERQUEIRA-SANTOS
  • LUCIANA DUTRA THOME
  • PATRICIA ALVARENGA
  • Data: 18/11/2021

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação avaliou a associação entre os diferentes tipos de conexões (intituição educacional, familiar e comunitária),  saúde mental positiva, vivência de eventos estressores e indicadores dos 5Cs do Desenvolvimento Juvenil Positivo (DJP) em estudantes universitários/as brasileiros/as. O capítulo 1 apresenta a perspectiva do DJP, seus fundamentos teóricos e descreve as medidas 5Cs, pensando-as para o contexto brasileiro. O capítulo 2 analisou as relações entre os diferentes tipos de conexões sociais, saúde mental positiva e eventos estressores com os 5Cs do DJP. Correlações de Pearson e Equações Estruturais demonstraram que as conexões sociais e os indicadores de saúde mental positiva podem ser considerados como preditores do DJP, uma vez que sua presença esteve relacionada com um aumento dos 5Cs. Esses resultados podem auxiliar na formação de estratégias protetivas e promotoras de saúde e bem-estar em estudantes universitários/as brasileiros/as. 


  • Mostrar Abstract
  •  

    The present study evaluated the association between different types of social connections (college, family and community), positive mental health, stressful events and the five Cs of Positive Youth Development (PYD) in Brazilians college students. Chapter 1 presents the PYD theory and describes the 5 Cs model within the Brazilian context. Chapter 2 examines the relationship between different social connections, positive mental health, and stressful events and the 5 C’s. Pearson’s correlations and Structural equation modeling were conducted. The results showed that social connections and positive mental health are DJP predictors, since their presence was related to the increase of the five C’s. These results may assist in the formation of protective strategies, health promotion and well-being for the Brazilian college students.

17
  • CECÍLIA DE SANTANA MOTA
  • Ressonâncias da Segregação nas Trajetórias de Acompanhamento de Sujeitos que vivem em contexto de Rua: Um Dispositivo de Cuidado Territorial a partir da Psicanálise

  • Orientador : CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MIRIAM DEBIEUX ROSA
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • SUELY AIRES PONTES
  • Data: 22/11/2021

  • Mostrar Resumo
  • No encontro com sujeitos que vivem em contexto de rua, ao oferecer um “espaço” de cuidado para eles é possível perceber, através de suas falas, o quanto suas trajetórias de vida e subjetividade são atravessadas pelos impactos provocados por um país historicamente marcado por profundas desigualdades. Neste sentido, esta pesquisa destina-se a discutir de que maneira sujeitos que vivem em contexto de rua são afetados pelas ressonâncias da segregação provocadas pelo Estado e pela sociedade, ressonâncias possíveis de serem percebidas quando do acompanhamento dos mesmos por um dispositivo de cuidado territorial a partir da psicanálise. Para dar consecução à construção deste estudo foi elaborado o seguinte objetivo geral: analisar as ressonâncias da segregação nas trajetórias de sujeitos que vivem em contexto de rua. Neste ínterim, foram construídos alguns objetivos específicos, são eles: caracterizar o contexto de rua a partir do acompanhamento de sujeitos que nele vivem; cartografar a circulação de sujeitos nos espaços na rua e nos espaços institucionais de modo a identificar os mecanismos de segregação aí presentes e por eles identificados, bem como os impasses e recursos por eles experimentados; analisar as interações dos sujeitos que estão em contexto de rua com um dispositivo territorial de cuidado a partir da psicanálise e, o que destas interações advém como forma de enfrentamento dos mecanismos de segregação que possam vir a afetá-los. Como forma de atender aos objetivos propostos analisou-se três casos que se caracterizam por alguns aspectos em comum, a exemplo dos atos de segregação sofridos pelos sujeitos, a vivência no contexto de rua, vínculos familiares fragilizados, dentre outros. Discutimos no marco teórico desta pesquisa alguns temas que convergem para um retrato daquilo que nomeamos como contexto de rua, a saber: racismo, desigualdade social, direito à cidade, necropolítica, entre outros pontos e, logo em seguida, costuramos nossa argumentação com base em uma perspectiva psicanalítica, cujo debate voltou-se para as questões em torno da segregação, do desamparo e do laço social. Posteriormente, dissertamos a respeito dos conceitos de dispositivo, território e cuidado, abrindo espaço para a construção de reflexões sobre uma psicanálise feita de forma implicada no campo sociopolítico, bem como sobre a importância do reconhecimento da existência do sujeito que vive em contexto de rua. Espera-se que este estudo possa fazer ressoar a fundamental presença da psicanálise no cotidiano das ruas, assim como o fortalecimento da ideia segundo a qual é importante o reconhecimento de vidas que não são reconhecidas enquanto tal, posto que tal ato também pode gerar efeitos sobre uma dada política de morte, sobejamente orquestrada no Brasil, principalmente nos últimos três anos, e que mais amplamente atinge os sujeitos que tomam a rua como lugar de morada.


  • Mostrar Abstract
  • When meeting with individuals who live in the street context, by offering a "space" of care for them, it is possible to perceive, through their speeches, how much their life and subjectivity trajectories are crossed by the impacts caused by a country historically marked by profound inequalities. Therefore, this research aims to discuss how people who live in the street context are affected by the resonances of segregation caused by the state and society, resonances that can be perceived when monitoring them from a territorial device of care crossed by psychoanalysis. To carry out the construction of this study, the following general objective was elaborated: analyze the resonances of segregation in the trajectories of accompaniments carried out by a territorial care device crossed by psychoanalysis, to people who live in the street context. In the meantime, some specific objectives were built, which are: to characterize the street context from the monitoring of individuals who live in it; mapping the circulation of people in the spaces on the street and in institutional spaces in order to identify the mechanisms of segregation present there and identified by them, as well as the impasses and resources they experience; analyze the interactions of the people who are on the street with a territorial care device and what these interactions come from as a way of coping with the mechanisms of segregation that may affect them. To meet the proposed objectives, three cases were analyzed that are characterized by some common aspects, such as the acts of segregation suffered by these people, living in the street context, weakened family ties, among others. We discussed, within the theoretical framework of this research, some themes that converge to a portrait of what we named in this dissertation as street context, namely: racism, social inequality, right to the city and necropolitics. We then put our arguments together based on a psychoanalytic perspective, whose debate turned to issues around segregation, helplessness, and the social bond. Later, we talk about the concepts of device, territory, and care, opening space for the construction of reflections on a psychoanalysis carried out in an implied way in the sociopolitical field, as well as on the importance of recognizing the existence of the subject who lives in the street context. It is hoped that this study can resonate the fundamental presence of psychoanalysis in the daily life of the streets, also echoing contributions that underscore the importance of acknowledge lives that are not recognized and the effects that this can generate against a given policy of death, extensively orchestrated in Brazil, mainly in the last three years, and which more broadly affects individuals who take the street as their place of residence.

18
  • YZUMI FUKUTANI PRÊSA VON BECKERATH
  • AFILIAÇÃO DAS ESTUDANTES NEGRAS AO CURSO DE MEDICINA DA UFRB

  • Orientador : SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • SONIA MARIA ROCHA SAMPAIO
  • VIRGINIA TELES CARNEIRO
  • Data: 07/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como tema a afiliação da estudante negra assistida pelo Núcleo de Gestão da Pró-reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, no Centro de Ciências da Saúde da UFRB, ao curso de Medicina, e guia-se pela questão: “como se dá a trajetória da estudante negra do curso de Medicina assistida pelo NGP/CCS da UFRB?”. Tem como objetivo geral: compreender o processo de afiliação da estudante negra assistida pelo NGP/CCS ao curso de Medicina da UFRB, e como objetivos específicos: a) descrever as histórias de vida das estudantes a partir de suas próprias narrativas, b) descrever suas trajetórias universitárias e c) identificar as estratégias por elas desenvolvidas na sua adaptação ao curso escolhido. Adota a teoria da afiliação de Coulon e as contribuições de Nery. E segue com a tradição da Escola de Chicago, que considera o ponto de vista dos atores sociais para a produção de conhecimento útil. Como marco teórico de sustentação metodológica, este trabalho ancora-se no interacionismo simbólico e vale-se da entrevista compreensiva de Kaufmann como técnica. O campo é o Núcleo de Gestão da Pró-reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, no Centro de Ciências da Saúde. Foram entrevistadas quatro estudantes que cumpriam os critérios de inclusão da pesquisa: a) ser estudante universitária do curso de Medicina, b) autodeclarar-se preta ou parda e c) estar sendo acompanhada pelo NGP/CCS da UFRB. Resultados: as estudantes são as primeiras de seus núcleos familiares a ingressarem no curso de Medicina e suas famílias apoiam a continuidade de seus estudos. Em seus processos de afiliação, as estudantes sofrem as rupturas socioafetiva e pedagógica no tempo do estranhamento, contudo, foi percebida antecipação da ambiguidade. Apesar da competição no curso ter sido destacada, as estudantes conseguiram criar uma nova rede de apoio socioafetiva e desenvolver competências e estratégias adaptativas. Há o prolongamento do tempo para a afiliação, que se perfaz no terceiro ano do curso, com o ingresso no segundo ciclo. Foi identificada demanda por orientação quanto aos métodos de estudo no ensino superior. Em algum momento de suas trajetórias universitárias, as estudantes demonstraram preocupação com sua saúde, o que fortalece a importância do acompanhamento psicológico e a necessidade de a universidade investir no Serviço de Psicologia. Há o reconhecimento da importância da política de ação afirmativa para a trajetória universitária das participantes, todavia, não é possível enquadrar a UFRB como um caso ilustrativo de universidade antirracista. Emergiram do campo também relatos sobre situações de assédio moral, sexual e discriminação de gênero. Este estudo, de natureza exploratória com enfoque qualitativo, tem caráter interdisciplinar e transita entre as áreas da Psicologia, Educação e Ciências Sociais. Por conta de seus resultados, esta pesquisa pode contribuir para o aprimoramento da execução da política de ação afirmativa, em especial para a ampliação dos serviços de saúde e o fortalecimento do Serviço de Psicologia. Este estudo ainda encontra limites em questões de raça, gênero e inclusão de pessoas com deficiência, pois não contemplou estudantes não-negros, nem os estudantes cis do gênero masculino nem os estudantes transgênero nem estudantes com deficiência.


  • Mostrar Abstract
  • This present work has as its theme, the affiliation of black girl student from Medicine course who are assisted by the Management Centre of the Dean of Affirmative Policies and Student Affairs, at the UFRB Health Sciences Centre. It is guided by the question: “what is the path of the black girl student in medicine course who is assisted by the NGP/CCS at UFRB like?” The general aim is to understand the affiliation process of the black girl student assisted by the NGP/CCS to the UFRB Medicine course. In addition, the specific goals are: a) to describe the students' life stories based on their own accounts, b) to describe their university trajectories and c) to identify the strategies developed by them in their adaptation to the chosen course. Coulon's affiliation theory and Nery's contributions have been used. The Chicago School tradition goes on. It considers the point of view of social actors for the production of useful knowledge. As a theoretical framework of methodological support, this work is anchored by symbolic interactionism and it makes use of the comprehensive interview by Kaufmann as a technique. The field is the Management Nucleus of the Dean of Affirmative Policies and Student Affairs, at the Health Sciences Centre. Four students who met the research inclusion criteria were interviewed, being the criteria as follows: a) to be a university girl student from the Medicine course, b) to be self-declared as black or mixed raced and c) to be guided by the NGP/CCS of UFRB. Results: the students are the first from their families to enter the Medicine course and their families support the continuity of their studies. In their affiliation processes, the girl students suffer socioaffective and pedagogical ruptures during the period of estrangement, however, an anticipation of ambiguity has been perceived. Although there is high competition in the Medicine course, the students managed to create a new social-affective support network and develop adaptive skills and strategies. There is an extension of time for affiliation, which is completed in the third year of the course, when they enter the second cycle. A demand for guidance regarding study methods in higher education has been identified. At some point in their university trajectories, the students showed concern for their health, which strengthens the importance of psychological support and the need for the university to invest in the Psychology Service. There is recognition of the importance of the affirmative action policy for the university trajectories of the participants; however, it is not possible to frame UFRB as an illustrative case of an anti-racist university. Reports on situations of moral and sexual harassment and gender discrimination have also emerged from the field. This study, which is exploratory in nature with a qualitative focus, has an interdisciplinary character and moves between the areas of Psychology, Education and Social Sciences. Due to its results, this research can contribute to improving the implementation of the affirmative action policy, especially for the expansion of health services and the strengthening of the Psychology Service. This study still finds limits in issues regarding race, gender and inclusion of people with disabilities, as it did not include black boy students, nonblack male nor female students, neither male cis students nor transgender students or students with disabilities.

19
  • ANA PAULA BANDEIRA DE MELLO BARBOSA BRASILIANO
  • O SINTOMA COMO ACONTECIMENTO DE CORPO: UMA LEITURA PSICANALÍTICA A PARTIR DE UMA CONSTRUÇÃO DE CASO CLÍNICO

  • Orientador : ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDREA HORTELIO FERNANDES
  • DANIELA SCHEINKMAN CHATELARD
  • SUELY AIRES PONTES
  • Data: 10/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • A escolha do tema de pesquisa foi construída a partir da prática clínica desta autora, fundamentada pela teoria psicanalítica em hospital e em consultório particular. Nesta, foi possível evidenciar que, em pacientes com sintomas no corpo que supõem ter uma urgência médica, ao serem escutados, observa-se que as manifestações estão sob o registro do psíquico e não são passíveis de ser tratadas, exclusivamente, pela medicina. Desde os primórdios, a teoria psicanalítica constatou que o corpo é atravessado pela linguagem, deixando marcas que apontam para o real do sintoma. O caso elegido foi o que melhor representou a temática da pesquisa, pois se trata de uma mulher jovem que chega com queixa de “falta de ar no coração” e, ao falar sobre isso, passa a interrogar-se sobre o que falta na condição de ser mulher. A construção do caso clínico como método torna legítimo o que se decantou da experiência analítica, deixando claro que o sujeito não é o caso, nem o relato da história, pois, assegurada pela ética do bem dizer, a psicanálise apresenta-se não só como tratamento, mas também como pesquisa. E, ao tratar o que há de real no sintoma, enquanto um acontecimento de corpo, assume a posição de extraterritorialidade em relação à medicina, fundamentando a hipótese de que o corpo goza, o que torna necessário incluir a dimensão do gozo no tratamento psicanalítico do corpo. A escuta da falha epistemo-somática aponta para a relevância desta pesquisa quando corrobora que o sintoma tratado pela medicina pode coexistir com o sintoma que faz questão para o falasser. E este, somente se falado sob transferência pode ser transformado em enigma, para que assim o sujeito cindido possa construir um saber sobre sua verdade, ainda que não-toda. Diante disso, surgiu a seguinte pergunta: em que medida os fenômenos corporais, tais como a conversão histérica, convocam a psicanálise, na contemporaneidade, a tratar o corpo a partir da falha epistemos-somática? Para responder a essa pergunta, foi traçado o objetivo geral do estudo: investigar a leitura da psicanálise a respeito do conceito de sintoma como acontecimento de corpo, a partir de um caso clínico de conversão histérica, sendo definidos os seguintes objetivos específicos: discutir o tratamento dado ao corpo pela medicina e pela psicanálise; identificar a diferença e as aproximações entre o sintoma de conversão histérica e o sintoma como acontecimento de corpo; examinar a relação entre corpo e gozo na clínica psicanalítica; analisar o manejo da transferência no tratamento dado ao sintoma como acontecimento de corpo.


  • Mostrar Abstract
  • The choice of the research topic was built from the clinical practice of this author,
    based on psychoanalytic theory in hospital and private practice. In this one, it was
    it is possible to show that, in patients with symptoms in the body that they suppose to have an urgency
    doctor, when they are listened to, it is observed that the manifestations are under the register of the psychic
    and they cannot be treated exclusively by medicine. From the beginning, the
    psychoanalytic theory found that the body is traversed by language, leaving marks that
    point to the real of the symptom. The chosen case was the one that best represented the theme of
    research, as this is a young woman who arrives with a complaint of "shortness of breath in the
    heart ”and, when talking about it, she starts to question herself about what is lacking in the condition of being
    woman. The construction of the clinical case as a method makes legitimate what was decanted from the
    analytical experience, making it clear that the subject is not the case, nor the storytelling, because,
    ensured by the ethics of good speech, psychoanalysis presents itself not only as a treatment, but
    also as research. And, when treating what is real in the symptom, as an event
    of body, assumes the position of extraterritoriality in relation to medicine, basing the
    hypothesis that the body enjoys, which makes it necessary to include the dimension of enjoyment in the
    psychoanalytic treatment of the body. Listening to the epistemo-somatic failure points to the
    relevance of this research when it corroborates that the symptom treated by medicine can
    coexist with the symptom that makes a point of speaking. And this one, only if spoken under
    transference can be turned into an enigma, so that the split subject can
    build a knowing about its truth, albeit not-all. Therefore, the following emerged
    question: to what extent bodily phenomena, such as hysterical conversion, summon
    psychoanalysis, in contemporaneity, to treat the body from the epistemic-somatic failure?
    To answer this question, the general objective of the study was outlined: to investigate the reading of the
    psychoanalysis regarding the concept of symptom as a body event, based on a
    clinical case of hysterical conversion, with the following specific objectives being defined:
    discuss the treatment given to the body by medicine and psychoanalysis; identify the difference and
    the approximations between the symptom of hysterical conversion and the symptom as an event of
    body; examine the relationship between body and jouissance in psychoanalytic clinic; analyze the management of
    transference in the treatment given to the symptom as a body event

20
  • JULIANA ALMEIDA SANTOS
  • Dinâmicas afetivo-semióticas da transição para a maternidade no contexto pandêmico da Covid-19

  • Orientador : MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARINA ASSIS PINHEIRO
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • MARIA VIRGINIA MACHADO DAZZANI
  • VIVIAN VOLKMER PONTES
  • Data: 10/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • A transição para a maternidade é um período que marca significativamente a vida de uma mulher que se torna mãe. Envolve a assunção de novos papéis perante a família e a sociedade, e demanda que essa mulher encare novas responsabilidades, que incluem mudanças no self e na percepção sobre si mesma. No entanto, essa experiência ocorre de forma idiossincrática e não-linear, e pode ser fortemente influenciada pelo modo como o mundo é percebido pela mulher naquele momento. Nesse sentido, a presente pesquisa teve como objetivo analisar as dinâmicas afetivo-semióticas de mulheres que experienciaram a transição para a maternidade no contexto de pandemia da Covid-19, a partir da perspectiva teórica da Psicologia Cultural das Dinâmicas Semióticas. Foi realizado um estudo qualitativo de casos múltiplos, utilizando como técnicas de coconstrução de dados a entrevista narrativa e a photovoice. Participaram da pesquisa oito mulheres que experienciaram a transição para a maternidade no contexto da pandemia da Covid-19 no Brasil. Foram realizadas três entrevistas com cada participante, com o intervalo de aproximadamente dois meses, com o objetivo de alcançar um maior aprofundamento nas narrativas, bem como acompanhar suas vivências ao longo das possíveis modificações do cenário pandêmico com o passar do tempo. As entrevistas foram realizadas por meio de ferramentas online de videoconferência. Os dados coconstruídos foram avaliados por meio do método de análise consensual da pesquisa qualitativa (Consensual Qualitative Research, CQR), que estuda, em profundidade, as experiências únicas dos sujeitos, e busca minimizar algum tipo de viés por parte do pesquisador. As narrativas das participantes do estudo mostram que os desafios da transição para a maternidade intensificaram-se abruptamente com o advento inesperado da pandemia da Covid-19, que interrompeu radicalmente suas rotinas diárias, criando um cenário de ampliada incerteza, doença, perda, luto e morte, além da maior percepção de imprevisibilidade quanto ao futuro. Ademais, um aspecto que merece destaque diz respeito às transformações nas relações Eu-Outro, uma vez que o cenário de pandemia dificultou o compartilhamento da experiência da maternidade e a possibilidade de atuação efetiva de uma rede de apoio social em meio a um período crítico de transição desenvolvimental.


  • Mostrar Abstract
  • Transition to motherhood is an important moment in the life of a woman who becomes a mother. It is a moment, which significantly marks her trajectory. It involves the assumption of new roles in the family and society, and it demands this woman to face new responsibilities. Thus these, include changes in the meaning of the self and in her perception of herself. However, this experience occurs in an idiosyncratic and non-linear way, and it can be strongly influenced by how the world presents itself to her at that moment. In this sense, this research aimed on analysing the affective-semiotic dynamics of women who experience the transition to motherhood in the context of the Covid-19 pandemic, using the Cultural Psychology of Semiotic Dynamics as a theoretical framework. A qualitative study of multiple cases has been carried out, using narrative interview and photovoice as data collection techniques. Eight women who experienced the transition to motherhood in the context of the Brazilian scenario for Covid-19 pandemic, and, who were puerperal or who were pregnant, took part in the research. Three interviews were carried out, with each participant, within a gap of approximately two months between them, in order to gain greater depth in their narratives. Their experiences were monitored, as the possible changes in the world scenario in the face of the pandemic happened along time. The interviews were conducted remotely, using online videoconference tools. Data were evaluated using the consensual qualitative research method of analysis (CQR), which studies, in depth, the unique experiences of the subjects, and seeks to minimize some type of bias on the behalf of the researcher. The analysis was divided into 5 chapters: 3 general data analysis chapters and 2 Case Studies chapters. The narratives of the study participants show that the developmental challenges of the transition to motherhood abruptly intensified with the unexpected advent of the Covid-19 pandemic. Thus, it radically interrupted the study participants’ daily routine, creating a scenario of uncertainty, illness, loss, grief and death, in addition to a perception of unpredictability regarding the future. An aspect that deserves to be highlighted concerns the transformations in the I-Other relationships, since the pandemic scenario made it difficult to share the experience of motherhood and the possibility of effective action by a social support network in the midst of a critical period of developmental transition.

21
  • LORENE LUIZE LISBOA AMARAL
  • PROCESSOS DE CUIDADO NO PROGRAMA BRINCANDO EM FAMÍLIA: UMA  CIRANDA ENTRE CRIANÇAS, FAMILIARES E EQUIPE

  • Orientador : VANIA NORA BUSTAMANTE DEJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • ROSANA TERESA ONOCKO CAMPOS
  • VANIA NORA BUSTAMANTE DEJO
  • Data: 14/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo se situa dentro da discussão sobre práticas de saúde mental infantil no âmbito  do Sistema Único de Saúde e de projetos universitários, considerando as contribuições da  psicanálise e a formação de psicólogas para esse trabalho. Foi realizada uma revisão não  sistemática da literatura brasileira sobre o tema e os achados indicam quão recentes são as  políticas públicas na área, muitas vezes havendo despreparo dos profissionais para atuar na  lógica da atenção psicossocial, resquícios do modelo biomédico, lacunas assistenciais na rede  e pouca visibilidade quanto ao cuidado de quem cuida, de forma que se faz necessário  consolidar modos potentes de intervenção. Tendo isso em vista, optamos por investigar o campo  do Brincando em Família (BF), um programa de ensino, pesquisa e extensão vinculado à  Universidade Federal da Bahia. O BF se propõe a recuperar e promover saúde mental infantil,  principalmente através do trabalho com grupos que reúnem crianças, seus responsáveis e uma  equipe de acolhedoras (psicólogas e estudantes de Psicologia). Ademais, recorremos às  formulações do autor Luís Claudio Figueiredo e, em diálogo com a psicanálise, consideramos  o cuidado como um processo gerador de sentido, que se dá na intersubjetividade através da  presença em reserva e da presença implicada nas dimensões: Sustentar e conter; Reconhecer;  Interpelar e reclamar. Para caracterizar tal fenômeno, o estudo de caso em questão se debruça  sobre o BF por meio de 03 entradas no campo: observação participante das supervisões de  equipe, entrevistas semiestruturadas com 08 acolhedoras e leitura dos relatos escritos a partir  dos atendimentos. Logo, todo acesso ao programa ocorreu por intermédio da equipe, o que  provocou também um olhar sobre a concomitância entre a produção das atividades de cuidado  e a produção da subjetividade das acolhedoras, processo denominado de coprodução por Gastão  Wagner Campos. Em decorrência da análise temática dos dados, foram elaborados, portanto,  três capítulos de resultados e discussão. O primeiro aborda a formação em Psicologia, notando a como um percurso em constante construção que precisa fazer sentido para quem o vive. O  segundo traz à tona a experiência das acolhedoras, apresentando, dentre outros pontos, a  supervisão clínico-institucional como um espaço fecundo para aprender e cuidar. E o terceiro,  por sua vez, identifica algumas práticas de cuidado que o programa tem desenvolvido junto às  famílias no contexto da pandemia do Covid-19, nas quais se destacam a presença do brincar  como recurso terapêutico a partir de D. Winnicott, o fomento à comunicação dos afetos  seguindo a proposta de F. Dolto, a clínica da continência no suporte às famílias segundo W.  Bion, o fortalecimento dos vínculos na perspectiva de P. Benghozi, entre outras. Percebemos,  por fim, a importância das pontes entre teoria e prática promovidas pelos programas  universitários que reúnem o tripé do ensino, pesquisa e extensão e esperamos que o estudo em  questão colabore para o desenvolvimento de tais programas. Para futuras pesquisas, seria  interessante que investigassem mais as possibilidades de acompanhamento psicossocial para  crianças em formatos grupais que incluam as famílias, em instituições diversas como serviços  do SUS e das universidades, a fim de continuar a discussão sobre os modos de intervenções  possíveis e oportunos. 


  • Mostrar Abstract
  • The present study is situated within the discussion on child mental health practices within the  scope of the Sistema Único de Saúde (Unified Health System) and university projects,  considering the contributions of psychoanalysis and the training of psychologists for this work.  A non-systematic review of the Brazilian literature on the subject was carried out and the  findings indicate how recent the public policies in the area are, often with unpreparedness of  professionals to act in the logic of psychosocial care, remnants of the biomedical model, care  gaps in the network and little visibility regarding the care of the caregiver, so that it is necessary  to consolidate powerful modes of intervention. With this in mind, we chose to investigate the  field of Brincando em Família (BF), a teaching, research and extension program linked to the  Federal University of Bahia. The BF program proposes to recover and promote children's  mental health, mainly by working with groups that bring together children, their guardians and  a team of acolhedoras (psychologists and psychology students). Furthermore, we resorted to  the formulations of the author Luís Claudio Figueiredo and, in dialogue with psychoanalysis,  we considered care as a process that generates meaning, which takes place in intersubjectivity  through the presence in reserve and the presence implied in the dimensions: Sustaining and  containing; To recognize; Interpellate and complain. To characterize this phenomenon, the case  study in question focuses on the BF program through 03 entries in the field: participant  observation of team supervisions, semi-structured interviews with 08 acolhedoras and reading  of written reports from the consultations. Therefore, all access to the program occurred through  the team, which also provoked a look at the concurrence between the production of care  activities and the production of the hostess' subjectivity, a process called co-production by  Gastão Wagner Campos. As a result of the thematic analysis of the data, three chapters of results  and discussion were created. The first addresses training in Psychology, noting it as a path in  constant construction that needs to make sense to those who experience it. The second brings  to light the experience of the hostesses, presenting, among other points, the clinical-institutional  supervision as a fruitful space for learning and caring. And the third, in turn, identifies some  care practices that the program has developed with families in the context of the Covid-19  pandemic, in which the presence of playing as a therapeutic resource from D. Winnicott  onwards stands out. the communication of affections following F. Dolto's proposal, the  continence in the support of families according to W. Bion, the strengthening of bonds from the  perspective of P. Benghozi, among others. Finally, we realize the importance of the bridges  between theory and practice promoted by university programs that bring together the tripod of  teaching, research and extension and we hope that the study in question will contribute to the  development of such programs. For future research, it would be interesting for them to further  investigate the possibilities of psychosocial monitoring for children in group formats that  include families, in different institutions such as SUS services and universities, in order to  continue the discussion on possible and timely intervention modes. 

22
  • ANDREA FIGUEIREDO BAHIA
  • CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DO TESTE DE REGULAÇÃO EMOCIONAL PARA CRIANÇAS (TREC)

  • Orientador : JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIA BERLIM DE MELLO
  • CÍNTIA RIBEIRO MARTINS
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • Data: 15/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • A avaliação da regulação emocional na infância na infância contribui para uma melhor
    compreensão acerca do desenvolvimento emocional saudável e riscos associados a
    condições psicopatológicas. O presente estudo teve como objetivo a construção e validação
    do Teste de Regulação Emocional para Crianças - TREC. Para tanto, foram realizados quatro
    estudos empíricos. O estudo empírico I buscou identificar instrumentos de auto relato bem
    como suas propriedades psicométricas, para crianças de 07 a 12 anos que avaliam regulação
    emocional, por meio de uma revisão sistemática. Foi utilizado o PRISMA, Preferred
    Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (Moher, Shamseer, Clarke,
    Ghersi, Liberati, Petticrew, Shekelle, & Stewart, 2015) e o checklist proposto pelo COSMIN,
    Consensus-based Standards for the Selection of Health Measurement Instruments (Prinsen,
    et. al, 2018) para classificação e análise dos estudos. Foram encontrados 141 artigos, dos
    quais 9 correspondiam aos critérios de inclusão. Em relação à qualidade metodológica dos
    estudos, a maioria foi classificada como razoável. Observou-se, em geral, que existem
    poucos instrumentos de auto relato disponíveis na literatura para a mensuração da regulação
    emocional e muitos desses não têm sido validados de maneira adequada. Tais argumentos
    apontam perspectivas de que instrumentos na infância devem incluir elementos e métodos
    de interação específicos envolvendo recursos lúdicos e explícitos e a necessidade de cumprir
    com as etapas dos procedimentos de validação. O estudo empírico II teve como objetivo a
    construção dos itens do Teste de Regulação Emocional para Crianças - TREC, no contexto
    brasileiro. Baseado no modelo processual (Gross, 1998; Gross & Thompson, 2007), o TREC
    é um teste informatizado, disponibilizado em uma plataforma digital. O teste utiliza
    situações-problema para avaliar as estratégias de regulação emocional (reavaliação cognitiva
    e supressão) de crianças em diferentes contextos. O teste é composto por 90 itens fechados
    e 30 abertos. Com a mediação de um aplicador, as crianças responderão de acordo com uma
    escala likert, o quanto estão em concordância com determinada estratégia para regular aquela
    emoção e o que fariam de diferente em cada contexto em 30 itens abertos. O
    desenvolvimento dos itens do presente instrumento seguiu as recomendações da literatura
    quanto ao modelo teórico proposto e as diretrizes psicométricas para construção de
    instrumentos de avaliação psicológica. O desenvolvimento do TREC e sua futura validação
    possibilita diminuir a lacuna existente de instrumentos adequados para avaliar as estratégias
    de regulação emocional em crianças, não só no Brasil mas de maneira internacional, de
    forma lúdica e satisfatória as demandas do público alvo. Assim, o estudo empírico III buscou

    verificar as evidências de validade baseadas no conteúdo do Teste de Regulação Emocional
    para Crianças - TREC. Foram realizados estudos para verificar evidências de validade de
    conteúdo através da análise por juízes e da análise semântica. Participaram 06 experts na
    área de construção de instrumentos e desenvolvimento infantil e 37 crianças com idades
    entre 6 a 12 anos, residentes na cidade de Salvador. O TREC foi considerado um instrumento
    adequado para crianças de 6 a 12 anos, quanto a clareza da linguagem e pertinência ao
    construto (IVC=0,98; k=0,73). Tanto as crianças mais novas (6 a 9 anos) quanto as mais
    velhas 10 a 12 anos), demonstraram compreender os itens do TREC de uma forma geral. Os
    estudos de correlação mostraram que não existe relação entre as estratégias de reavaliação
    cognitiva e supressão, mas possui relação com a regulação emocional e também
    evidenciaram associação positiva entre os contextos. A variação na intensidade da relação
    entre os contextos encontrados no presente estudo, pode ser uma direção quanto a possíveis
    investigações futuras sobre a sensibilidade do TREC para diferenças contextuais e
    estratégias de regulação emocional. Logo o impacto da recente pandemia estabelecida pela
    epidemia do Covid-19 na saúde mental, também gera a emergência de investigações destas
    possíveis repercussões na regulação emocional infantil. Por fim, o estudo empírico IV
    objetivou comparar a percepção de pais sobre a regulação emocional dos filhos antes e
    durante a quarentena. Participaram do estudo 95 pais de crianças de 6 a 12 anos. Os
    resultados mostraram correlações positivas entre variáveis cognitivas e comportamentais
    sobre o Covid-19, como percepção de risco, exposição ao vírus, cuidados preventivos,
    distanciamento social e conhecimento sobre o Covid-19 com a regulação emocional.
    Inesperadamente, na percepção dos pais, foi identificado um aumento da regulação
    emocional das crianças durante o período da quarentena. Estes dados fornecem informações
    sobre o desenvolvimento emocional infantil, podendo auxiliar o direcionamento de medidas
    de prevenção para a saúde mental no contexto de suporte parental e psicoeducação. Estudos
    que abordem outras etapas dos procedimentos de evidências de validade (estrutura interna e
    relação com variáveis externas, confiabilidade) devem ser conduzidos, para consolidação do
    TREC como um teste para avaliação da regulação emocional em crianças.


  • Mostrar Abstract
  • The assessment of childhood emotion regulation in infancy contributes to a better
    understanding of healthy emotional development and risks associated with
    psychopathological conditions. This study aimed to construct and validate the Emotional
    Regulation Test for Children - TREC. Therefore, 4 empirical studies were carried out.
    Empirical study I sought to identify self-report instruments as well as their psychometric
    properties for children aged 7 to 12 years who assess emotional regulation, through a
    systematic review. The PRISMA, Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and
    Meta-Analyses (Moher et al., 2015) and the checklist proposed by COSMIN, Consensusbased
    Standards for the Selection of Health Measurement Instruments (Prinsen, et. al., 2018)
    were used for classification and analysis of studies. A total of 141 articles were found, of
    which 9 met the inclusion criteria. Regarding the methodological quality of the studies, most
    were classified as reasonable. In general, it was observed that there are few self-report
    instruments available in the literature for measuring emotion regulation and many of these
    have not been adequately validated. These arguments point to perspectives that instruments
    in childhood should include specific interaction resources and methods involving more
    playful and explicit resources and the need to comply with the steps of the validation
    procedures. The empirical study II had as objective the construction of the items of the Test
    of Emotional Regulation for Children - TREC, in the Brazilian context. Based on the
    procedural model (Gross, 1998; Gross & Thompson, 2007), TREC is a computerized test,
    available on a digital platform. The test uses problem situations to assess emotional
    regulation strategies (cognitive reappraisal and suppression) of children in different contexts.
    The test consists of 90 closed and 30 open items. With the mediation of an applicator, the
    children will answer according to a Likert scale, how much they agree with a certain strategy
    to regulate that emotion and what they would do differently in each context in 30 open items.
    The development of the items in this instrument followed the recommendations in the
    literature regarding the proposed theoretical model and the psychometric guidelines for the
    construction of psychological assessment instruments. The development of TREC and its
    future validation makes it possible to reduce the existing gap, not only in Brazil but
    internationally, regarding appropriate instruments to assess emotional regulation strategies
    in children, in a playful and satisfying way to meet the demands of the target audience. Thus,
    the empirical study III sought to verify the validity evidence based on the content of the
    Emotional Regulation Test for Children - TREC. Analysis by judges and semantic analysis
    were performed. 06 experts in the field of instrument construction and child development
    and 37 children aged between 6 and 12, residing in the city of Salvador, participated. The
    TREC was considered an appropriate instrument for children aged 6 to 12 years, in terms of
    clarity of language and relevance to the construct (IVC=0.98; k=0.73). Both the youngest
    children (6 to 9 years old) and the oldest 10 to 12 years old) demonstrated that they

    understood the TREC items in general. Correlation studies showed that there is no
    relationship between cognitive reassessment and suppression strategies, but it is related to
    emotion regulation and also showed a positive association between contexts. The variation
    in the intensity of the relationship between the contexts found in this study may be a direction
    for possible future investigations on the sensitivity of TREC to contextual differences and
    emotional regulation strategies. Therefore, the impact of the recent pandemic established by
    the Covid-19 epidemic on mental health also generates the emergence of investigations of
    these possible repercussions on child emotional regulation. Finally, the empirical study IV
    aimed to compare the perception of parents about their children's emotional regulation before
    and during quarantine. 95 parents of children aged 6 to 12 years participated in the study.
    The results showed positive correlations between cognitive and behavioral variables about
    Covid-19, such as risk perception, exposure to the virus, preventive care, social distance and
    knowledge about Covid-19 with emotion regulation. Unexpectedly, in the parents'
    perception, an increase in children's emotional regulation was identified during the
    quarantine period. These data can provide information on child emotional development,
    directing mental health prevention measures to the context of parental support and
    psychoeducation. Studies that address other stages of the validity evidence procedures
    (internal structure and relationship with external variables, reliability) should be conducted,
    in order to obtain more information, improve the instrument, to consolidate the TREC, as a
    test for emotional regulation assessment in children.

23
  • ADOLFO BRIDES
  • Significado do trabalho em trabalhadores públicos no distrito de Montepuez, província de Cabo Delgado, Moçambique

  • Orientador : ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • JOAO MANUEL SAVEIA DANIEL FRANCISCO
  • Data: 20/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • As transformações que ocorrem no mundo de trabalho e das organizações têm influenciado nas relações que as pessoas estabelecem com o seu trabalho e o significado que atribuem ao seu trabalho também sofre modificações. O objetivo do presente estudo é de compreender significados do trabalho em servidores públicos de diferentes idades no distrito de Montepuez, em Moçambique e explorar formas de escolha ocupacional e suas implicações nos trabalhadores. É um estudo qualitativo, exploratório materializado por meio de entrevistas semiestruturadas aplicadas a 29 trabalhadores de diferentes idades e sexos, em diferentes instituições do setor público em Moçambique, com idades entre 20 a 60 anos, nomeados com carga horária e formação escolar/profissional diversificadas. Os dados coletados foram transcritos e categorizados recorrendo a análise de conteúdo com a poio do Atlas.ti. Os resultados mostram que o trabalho continua sendo um elemento fundamental na vida das pessoas. Os trabalhadores relataram um significado do trabalho positivo, apontando o trabalho como fonte de felicidade e o bem-estar, e descrevem-no como mandato obrigatório. Para além de fonte de renda, de aprendizagem e interação social, o trabalho contribui para o sustento familiar e a satisfação das necessidades individuais. Também é considerado como compromisso para o desenvolvimento do país, da sociedade. Os trabalhadores mostraram diferenciação nas formas de escolhas de ocupação ou de trabalho, apesar disso, o significado de trabalho não muda.


  • Mostrar Abstract
  • The transformations that occur in the world of work and organizations have influenced the relationships that people establish with their work and the meaning they attribute to their work also undergoes changes. The objective of the present study is to understand the meanings of work in public servants of different ages in the district of Montepuez, in Mozambique, and to explore forms of occupational choice and its implications for workers. It is a qualitative, exploratory study materialized through semi-structured interviews applied to 29 workers of different ages and sexes, in different institutions of the public sector in Mozambique, aged between 20 and 60 years, appointed with a diversified workload and school/professional training. The collected data were transcribed and categorized using content analysis with the support of Atlas.ti. The results show that work remains a fundamental element in people's lives. Workers reported a positive meaning of work, pointing to work as a source of happiness and well-being, and describing it as a mandatory mandate. In addition to being a source of income, learning and social interaction, work contributes to family support and the satisfaction of individual needs. It is also considered as a commitment to the development of the country, of society. Workers showed differentiation in the forms of occupation or work choices, despite this, the meaning of work does not change.

Teses
1
  • MARISA CUNHA MARQUES
  • A ANGÚSTIA NO "TRANSTORNO DE PÂNICO": UMA SAÍDA PROVISÓRIA DO DISCURSO CAPITALISTA

  • Orientador : DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • HORTENSIA MARIA DANTAS BRANDAO
  • SUELY AIRES PONTES
  • ANA CRISTINA COSTA FIGUEIREDO
  • JOÃO GABRIEL LIMA DA SILVA
  • Data: 08/01/2021

  • Mostrar Resumo
  • O aumento dos casos diagnosticados como transtorno de pânico tem levado muitas pessoas aos serviços de emergência, sendo considerado uma das maiores causas de afastamento do trabalho atualmente no Brasil. A medicina, após excluir a possibilidade de infarto, costuma declarar que o paciente não tem nada, prescrevendo ansiolíticos e/ou antidepressivos e atribuindo sua causa a alterações neuroquímicas. Diferentemente da medicina, a psicanálise não toma essa manifestação de angústia como infundada, mas como indicação de que há algo a ser escutado. Outra diferença diz respeito ao conceito de cura. Na medicina, o diagnóstico depende da ideia de doença ou, em outros momentos, da evidência de sua existência, constituindo algo que deve ser indexado no momento do diagnóstico e eliminado no processo de cura para o bem-estar do indivíduo, sem relacioná-lo necessariamente à sua história ou inserção na cultura. Para a psicanálise, o mal-estar do sujeito está sempre relacionado à cultura e ao tempo histórico, a cura vem por acréscimo, representada pelo bem-dizer sobre o que lhe causa sofrimento e implica transformação na posição de sujeito frente à sua história. O objetivo desta tese é examinar a presença da angústia no chamado transtorno de pânico. A pergunta que norteia a investigação é: qual seria a relação entre a angústia presente no chamado transtorno de pânico e o discurso capitalista, na contemporaneidade? A hipótese pode ser assim formulada: a manifestação de angústia que se apresenta no chamado transtorno de pânico pode ser considerada um esforço em dar um basta, um corte no excesso produzido pelo discurso capitalista. De modo geral, pacientes que chegam à psicanálise diagnosticados com transtorno de pânico se dão conta da presença de algo excessivo em suas vidas e buscam construir limites a esse excesso. Considerando que o discurso capitalista, tal como apresentado por Lacan, convoca o sujeito a um deslizamento metonímico ininterrupto, a manifestação da angústia presente no diagnóstico de transtorno de pânico, mais que uma patologia, como insiste a medicina, pode ser considerado como uma saída provisória do discurso capitalista, uma recusa a ser engolfado pela aceleração contemporânea, na qual o sujeito se vê enredado.


  • Mostrar Abstract
  • The increase in cases diagnosed as panic disorder has driven many people to emergency services. The disorder is considered to be one of the most prevalent causes of absence from work in today's Brazil. After excluding the possibility of a heart attack, medical practitioners usually declare that the patient has no issues, then prescribe anxiolytics and / or antidepressants, and attribute the cause to neurochemical changes. Unlike medicine, psychoanalysis does not take this manifestation of anguish as unfounded, but as an indication that there is something to be heard. Another difference concerns the concept of healing. In medicine, diagnosis depends on the idea of disease or otherwise on the evidence of the existence of disease, which must be indexed at the time of diagnosis and eliminated in the healing process for sake of the individual's well-being – without necessarily relating the diagnosis to its history or its insertion within culture. For psychoanalysis, the subject's discontent is always related to culture and historical time. Healing is additive and implies a transformation in the subject's position in relation to their history, and it is represented by speaking-well about what causes suffering. The purpose of this dissertation is to examine the presence of anguish in the so-called panic disorder. The question that guides the investigation is: what would be the relationship between that anguish and the capitalist discourse in contemporary times? The hypothesis can be formulated as follows: the manifestation of anguish that presents itself in the so-called panic disorder can be considered an effort to call a halt, cutting the excess produced by capitalist discourse. In general, patients who come to psychoanalysis after having been diagnosed with panic disorder are aware of the presence of something excessive in their lives and seek to build limits to this excess. Considering that the capitalist discourse, as presented by Lacan, convokes the subject to an uninterrupted metonymic sliding, the manifestation of anguish as presented in the diagnosis of panic disorder, more than being a pathology (as medicine insists), can be understood as a provisional exit out, a refusal to be engulfed by contemporary acceleration, in which he/she find him/herself entangled.

2
  • ANA CAROLINA LIMA NEIVA BITENCOURT
  • FLII: UM PROGRAMA DE INTERVENÇÃO DE FUNÇÕES EXECUTIVAS APLICADO POR PAIS PARA CRIANÇAS COM DIAGNÓSTICO DE TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE

  • Orientador : JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALESSANDRA GOTUZO SEABRA
  • CLAUDIA BERLIM DE MELLO
  • JOSE NEANDER SILVA ABREU
  • PATRICIA ALVARENGA
  • ROCHELE PAZ FONSECA
  • Data: 29/01/2021

  • Mostrar Resumo
  • As Funções Executivas (FEs) compreendem um conjunto de processos cognitivos que possibilitam a realização de ações planejadas, sequenciadas e eficazes. O Transtorno do Déficit de Atenção e/ou Hiperatividade (TDAH) é um transtorno do neurodesenvolvimento caracterizado por padrões persistentes de desatenção, hiperatividade e/ou impulsividade. Estudos sugerem que crianças com esse transtorno apresentam prejuízos no funcionamento executivo. Dessa forma, intervenções destinadas a estimular essas funções têm sido desenvolvidas. Entretanto, poucos estudos propõem uma abordagem ecológica de intervenção e há uma escassez de programas que incluem os pais (ou responsáveis) enquanto integrantes do processo. Dessa forma, este trabalho objetivou desenvolver e avaliar os efeitos de um programa de intervenção aplicado por pais, Flii, uma aventura no espaço (PFlii), nas FEs de crianças de 7 a 12 anos com TDAH. Para tal, foram realizados quatro estudos empíricos. O estudo empírico I objetivou analisar programas de intervenção para o treinamento de FEs aplicados por pais em crianças com TDAH no contexto mundial mediante uma revisão sistemática. Nove estudos corresponderam aos critérios de inclusão. Grande parte deles reportaram ganhos cognitivos significativos, sugerindo que programas de intervenção destinados a estimular FEs de crianças com TDAH são opções positivas e benéficas para o tratamento desse transtorno. O estudo empírico II visou desenvolver e verificar evidências de validade de
    conteúdo (ICV) do PFlii aplicado por pais em crianças de 07 a 12 anos. O IVC do programa indicou um alto nível de concordância entre os avaliadores, demonstrando que o instrumento apresenta adequação, coerência, clareza e desafia as habilidades executivas. O estudo empírico III teve por objetivo verificar os efeitos do Programa Flii (PFlii) nos sintomas, FEs e comportamento de crianças de 07 a 12 anos com TDAH. Participaram deste estudo 16 crianças com TDAH. A avaliação dos participantes ocorreu em três períodos: antes da intervenção (T1), depois da intervenção (T2) e durante um follow-up de 3 meses (T3). Análises estatísticas apontaram que não houve diferenças significativas na linha de base (T1) entre os grupos nos instrumentos. Após a intervenção,
    diferença significativa foi observada nas análises intergrupo da memória operacional visuoespacial no grupo Flii após a intervenção (T2). Além disso, os resultados das análises intragrupo sugerem que o grupo intervenção teve ganhos na velocidade de processamento, na flexibilidade cognitiva, na memória operacional verbal e visuoespacial, nos sintomas de desatenção e nos problemas de comportamento. Esses desfechos sugerem que o PFlii foi efetivo em promover FEs e diminuir os sintomas de desatenção e problemas de comportamento, considerados efeitos de transferência. O estudo empírico IV, por sua vez, visou verificar os efeitos do PFlii e do Programa Heróis da Mente Clínico (PHMC) aplicados simultaneamente em sintomas, FEs e comportamento de crianças de 07 a 12 anos com TDAH. Participaram 15 crianças com diagnóstico médico de TDAH. A avaliação dos participantes ocorreu em três períodos: T1, T2 e T3. Análises estatísticas revelaram diferenças significativas nos recursos familiares entre os grupos experimentais, mostrando que o grupo controle possuía melhores recursos do que o grupo intervenção. Além disso, os resultados sugerem que o grupo de intervenção teve ganhos em inteligência, memória operacional verbal, flexibilidade cognitiva, labilidade emocional, sintomas de hiperatividade e em problemas atencionais e de pensamento. Finalmente, tais resultados sugerem que os programas geraram efeitos benéficos nos aspectos cognitivos, comportamentais e emocionais de crianças com TDAH.


  • Mostrar Abstract
  • Executive Functions (EFs) comprise a set of cognitive processes that enable one to carry out planned, sequenced, and effective actions. Attention Deficit/Hyperactivity Disorder (ADHD) is a neurodevelopmental disorder characterized by persistent patterns of inattention, hyperactivity, and/or impulsivity. Studies suggest that children with this disorder have impaired executive functioning, which contributes to worse social and academic outcomes. Accordingly, interventions designed to train these functions have been developed. However, few studies propose an ecological approach to intervention and there is still a shortage in programs that include parents (or guardians) as participants in the process. Thus, this study aimed to develop and evaluate the effects of an intervention program applied by parents, Flii, a Space Adventure (PFlii), in the EFs of children aged 7 to 12 years with an ADHD diagnosis. To this end, four empirical studies were carried out. The empirical study I aimed to analyze EFs training intervention programs applied by parents in children with ADHD in the world context through a systematic review. Nine studies met the inclusion criteria. Most studies have reported significant cognitive gains, suggesting that intervention programs designed to stimulate EFs in children with ADHD are positive and beneficial options for the treatment of this disorder. In sequence, the empirical study II aimed to develop and verify evidence of content validity index (CVI) of PFlii applied by parents in children aged 7 to 12 years. The CVI of the program indicated a high level of agreement between the judges, demonstrating that the instrument presents adequacy, coherence, clarity, and challenges executive skills. Thus, the empirical study III aimed to verify the effects of the Flii Program (PFlii) on the symptoms, EFs, and behavior of children aged 7 to 12 years with ADHD. Sixteen children with ADHD participated in this study. The participants' evaluation occurred in three periods: before the intervention (T1), after the intervention (T2), and during a 3-month follow-up (T3). The analyzes showed no significant differences were observed in the baseline (T1) between the groups in the instruments used. After the intervention, only a significant difference was observed between the groups in visuospatial working memory in the Flii group after the intervention (T2). In
    addition, the results of the intragroup analyzes suggest that the intervention group had gains in processing speed, cognitive flexibility, verbal and visuospatial working memory, inattention symptoms, and behavioral problems. These outcomes suggest that PFlii was effective in promoting EFs, as well as reducing symptoms of inattention and behavioral problems, which are considered transfer effects. The empirical study IV, in turn, aimed to verify the effects of PFlii and the Clinical Heroes of the Mind Program (PHMC) applied simultaneously to symptoms, EFs, and behavior of children aged 7 to 12 years with ADHD. Fifteen children with a medical diagnosis of ADHD participated. The participants’ assessment occurred in three periods: before the intervention (T1), after the intervention (T2), and during a 3-month follow-up (T3). The analyzes showed significant differences were observed in family resources between the experimental groups, showing that the control group had better resources than the intervention group. In addition, the intragroup results suggest that the intervention group had gains in intelligence, verbal working memory, cognitive flexibility, emotional lability, symptoms of hyperactivity, and in thought and attentional problems. Finally, such results suggest that the programs caused beneficial effects on the cognitive, behavioral, and emotional aspects of children with ADHD.

3
  • DORA TEIXEIRA DIAMANTINO
  • “TENTA FAZER AS ADOLESCENTE MUDAR DE VIDA”: PROCESSOS DE SIGNIFICAÇÃO DA SOCIOEDUCAÇÃO NO CONTEXTO FEMININO DE INTERNAÇÃO

  • Orientador : MARILENA RISTUM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANGELA MARIA CRISTINA UCHOA DE ABREU BRANCO
  • KARYNA BATISTA SPOSATO
  • LUIZ CLAUDIO LOURENCO
  • MARIA CLAUDIA SANTOS LOPES DE OLIVEIRA
  • MARILENA RISTUM
  • Data: 14/05/2021

  • Mostrar Resumo
  • Conforme os marcos regulatórios, a socioeducação deve agregar a responsabilização pelo ato infracional e a promoção da proteção integral, com vistas à reinserção da adolescente em cumprimento de medida socioeducativa de internação. Apesar dos marcos regulatórios apresentarem um conjunto de princípios, regras e critérios com vistas a orientar a execução da medida de internação, ainda é incipiente o conhecimento acerca de como isso se expressa nas práticas profissionais gestadas nas unidades socioeducativas. Desse modo, o presente estudo teve como objetivo geral compreender as significações construídas por adolescentes privadas de liberdade e por profissionais que atuam em unidade de medida socioeducativa sobre a socioeducação em contexto feminino de internação. Para isso, consideramos como objetivos específicos analisar as significações construídas por adolescentes e por profissionais, sobre as medidas socioeducativas, de modo a envolver: a) A internação, a proteção integral e a responsabilização; b) Os motivos para a prática de atos infracionais e para a reincidência; c) A trajetória institucional das adolescentes; d) As práticas profissionais direcionadas à proteção integral, responsabilização e reinserção social. Este estudo embasou-se na Psicologia HistóricoCultural de Vygotsky, tendo em vista que tal perspectiva agrega o individual e o social de forma dialética. A abordagem metodológica adotada foi a qualitativa e o estudo consistiu em duas etapas: a primeira de observação participante, em que participaram os profissionais que executam a medida de internação e as adolescentes que estavam em privação de liberdade; e a segunda de entrevista semi-estruturada, realizada com três adolescentes e seis profissionais que realizam o acompanhamento das meninas. Os dados foram triangulados e analisados a partir da construção de categorias, orientadas pelos objetivos deste estudo. Verificamos que a medida de internação foi significada pelas meninas e pelos profissionais como uma “oportunidade” para a adolescente romper a trajetória infracional, por meio da reflexão sobre o ato infracional, bem como ressignificar o projeto de vida. A proteção integral, portanto, emergiu associada à garantia de direitos, a qual é promovida na unidade de internação, através da oferta de um conjunto de ações pedagógicas, diferentemente do mundo extramuros, marcado pela violação de direitos; todavia, chamou-nos a atenção que a proteção integral também emergiu nas práticas institucionais, para as adolescentes, relacionadas à responsabilização punitiva. Quanto à significação da responsabilização, apareceu reduzida à responsabilização individual, focada nos aspectos cognitivos, o que se expressou nas práticas de responsabilização, centradas, sobretudo, na responsabilização punitiva. No que se refere aos motivos do cometimento do ato infracional, observamos, entre as adolescentes, que eles transitaram desde os aspectos individuais aos sociais, contudo, ao abordarem a reincidência, o contexto social é desconsiderado, haja vista o enfoque sobre a “mudança” individual; já em relação aos profissionais, verificamos o predomínio sobre o contexto social, tanto no que se fere aos motivos do ato infracional como da reincidência; no entanto, a avaliação institucional sobre a adolescente é centrada no comportamento, especialmente em relação à adaptação da adolescente às normas institucionais. Quanto ao ato infracional, chamou-nos a atenção que as significações não incluíram os danos causados ao outro, mas sim associados às consequências punitivas da transgressão, o que indica o predomínio de práticas de responsabilização punitiva, que envolvem o temor pelo castigo. Em relação à reinserção social, verificamos, entre as práticas institucionais, poucas estratégias que envolvam a família, bem como a baixa participação da sociedade na execução da medida, além da fragilização da política de egressos. Desse modo, embora as adolescentes planejem a “mudança” da trajetória de vida, a ausência de proteção integral, no mundo extramuros, pode direcioná-las aos trabalhos informais, subalternos e desqualificados, ou até mesmo permanecerem na trajetória infracional.


  • Mostrar Abstract
  • According to the regulatory frameworks, socio-education must add accountability for the infraction and the promotion of comprehensive protection, with a view to reinserting the adolescent in compliance with a socio-educational internment measure. Although the regulatory frameworks present a set of principles, rules and criteria with a view to guiding the execution of the hospitalization measure, the knowledge about how this is expressed in the professional practices carried out in the socio-educational units is still incipient. Thus, the present study had the general objective of understanding the meanings constructed by adolescents deprived of their liberty and by professionals who work in a socio-educational measurement unit on socioeducation in the female context of hospitalization. For this, we consider as specific objectives to analyze the meanings constructed by adolescents and professionals, on socio-educational measures, in order to involve: a) Hospitalization, full protection and accountability; b) The reasons for the practice of infractions and for recidivism; c) The institutional trajectory of adolescents; d) Professional practices aimed at comprehensive protection, accountability and social reintegration. This study was based on Vygotsky's Historical-Cultural Psychology, considering that this perspective aggregates the individual and the social in a dialectical way. The methodological approach adopted was qualitative and the study consisted of two stages: the first of participant observation, in which professionals who perform the measure of detention and adolescents who were deprived of liberty participated; and the second, semistructured interview, carried out with three adolescents and six professionals who monitor the girls. The data were triangulated and analyzed based on the construction of categories, guided by the objectives of this study. We found that the measure of hospitalization was meant by the girls and the professionals as an “opportunity” for the teenager to break the infraction trajectory, through reflection on the infraction act, as well as re-signifying the life project. Comprehensive protection, therefore, emerged associated with the guarantee of rights, which is promoted in the inpatient unit, through the provision of a set of pedagogical actions, differently from the outside world, marked by the violation of rights; however, we were struck by the fact that comprehensive protection also emerged in institutional practices, for adolescents, related to punitive accountability. As for the meaning of accountability, it appeared reduced to individual accountability, focused on cognitive aspects, which was expressed in accountability practices, centered, above all, in punitive accountability. With regard to the reasons for committing the offense, we observed, among the adolescents, that they moved from individual to social aspects, however, when addressing recidivism, the social context is disregarded, given the focus on “change” individual; in relation to the professionals, we verified the predominance over the social context, both in terms of the reasons for the infraction and the recurrence; however, the institutional assessment of the adolescent is centered on behavior, especially in relation to the adolescent's adaptation to institutional norms. As for the infraction, it was noteworthy that the meanings did not include the damage caused to the other, but rather associated with the punitive consequences of the transgression, which indicates the predominance of punitive accountability practices, which involve the fear of punishment. Regarding social reintegration, we found, among institutional practices, few strategies that involve the family, as well as the low participation of society in the implementation of the measure, in addition to the weakening of the graduates' policy. Thus, although adolescents plan to “change” their life trajectory, the absence of full protection, in the outside world, can direct them to informal, subordinate and disqualified jobs, or even to remain on the offending trajectory. 

4
  • JOYCE BACELAR OLIVEIRA
  • Faces contemporâneas da imaginarização: uma contribuição à clínica psicanalítica

  • Orientador : DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CAMILA SANTOS LIMA FONTELES
  • DENISE MARIA BARRETO COUTINHO
  • GUILHERME MASSARA ROCHA
  • PAULO EDUARDO VIANA VIDAL
  • SUELY AIRES PONTES
  • URANIA TOURINHO-PERES
  • Data: 21/05/2021

  • Mostrar Resumo
  • O objeto desta tese é a relação entre a noção de imaginarização e estado depressivo neurótico na contemporaneidade, tendo como lente teórica a psicanálise freudiana e lacaniana. O objetivo geral da tese é construir a ideia de imaginarização, a partir de Lacan, a fim de compreender e contribuir para manejar, na clínica, o estado depressivo neurótico, cada vez mais presente na clínica psicanalítica contemporânea. A breve elaboração de Lacan sobre o termo ‘imaginarização’ aponta para a relação que o sujeito neurótico estabelece com dois pilares da função do desejo: a imagem especular e o a, objeto causa de desejo, que funcionam como suporte da relação imaginária constituída pela fantasia. A questão norteadora pode ser assim formulada: que tipo de resposta o sujeito desejante pode dar diante das demandas contemporâneas de satisfação imediata? A hipótese desta investigação é de que, no âmbito do estado depressivo neurótico, há uma predominância da imaginarização em função tanto do valor dado à imagem especular, quanto do modo pelo qual o sujeito estabelece relação com o objeto a, buscando um complemento, impossível, para sua falta estrutural. Embora o termo não apareça como conceito na obra lacaniana, é possível extrair dessa noção efeitos teórico-clínicos sobre processos constitutivos do sujeito frente à falta. O primeiro artigo tem como foco a construção da ideia de imaginarização a partir de Lacan, articulando suas elaborações teóricas associadas a essa ideia, a fim de contribuir na elucidação de expressões clínicas atuais. O segundo artigo trata do processo de imaginarização no laço social a fim de ampliar o escopo da noção de imaginarização e compreender processos de segregação. O terceiro artigo aborda a relação entre depressão neurótica e agressividade no intuito de propor uma elaboração teórica sobre a predominância da imaginarização na contemporaneidade. Para tanto, enfatizamos o processo constitutivo do sujeito em sua relação com o Outro no estado depressivo neurótico. No quarto artigo, o foco é identificar o predomínio da imaginarização no estado depressivo neurótico, visando elucidar e avançar possibilidades de manejo clínico na contemporaneidade. O valor que o sujeito hoje confere à sua imagem nos aponta para uma tentativa de constituição de uma “identidade” imaginária, alienada, como meio de suturar a falta. O quinto artigo aborda a dimensão que o corpo pode adquirir na contemporaneidade, como efeito do processo de imaginarização, no intuito de chamar atenção para a sujeição ao gozo do corpo. E, por fim, o sexto e último artigo aponta para a recondução à experiência originária do gozo no processo de imaginarização, visando ao manejo da clínica. Esta pesquisa teórico-clínica utiliza o método psicanalítico de pesquisa no qual pesquisa e clínica caminham juntas.


  • Mostrar Abstract
  • The object of this thesis is the relationship between the notion of imaginarization and the neurotic depressive mood in contemporaneity, based on Freudian and Lacanian psychoanalysis. The general objective of the thesis is to build the idea of imaginarization grounded on Lacan, in order to understand and contribute to maneuver, in the psychoanalytic clinic, the depressive mood, which is increasingly present in contemporary psychoanalysis. Lacan’s brief elaboration on the term imaginarization sheds light on the relationship that the neurotic subject establishes with two pillars of the desire function: the specular image and the a, object that causes desire. These two pillars function as a support for the imaginary relationship constituted by fantasy. The guiding question can be formulated as follows: what kind of response can the desiring subject give when faced with contemporary demands for immediate satisfaction? The hypothesis of this investigation is that, in the context of the neurotic depressive mood, there is a predominance of imaginarization due to both the value given to the mirror image and the way in which the subject establishes the relationship with the object a, seeking an impossible complement, for his/her structural lack. Although the term does not appear as a concept in Lacan’s work, it is possible to extract, from this notion, theoretical and clinical effects on the subject’s constitutive processes in the face of the lack. The first essay focuses on the construction of the idea of imaginarization conceived by Lacan, articulating his theoretical elaborations associated with this idea, in order to contribute to the elucidation of current clinical issues. The second essay focuses on the process of imaginarization in the social discourse with the purpose of broadening the scope of the notion of imaginarization and to understand the process of segregation. The third essay addresses the relationship between neurotic depression and aggression as a means to propose a theoretical elaboration on the predominance of imaginarization in contemporaneity. Therefore, we emphasize the constitutive process of the subject in his/her relationship with the Other in the neurotic depressive mood. The fourth essay aims at identifying the predominance of imaginarization in the neurotic depressive mood with the intention of elucidating and advancing possibilities of analytic maneuver in contemporaneity. The value that the subject gives today to his/her image can be understood as an attempt to establish an imaginary, alienated “identity”, as a means of suturing the lack. The fifth essay addresses the dimension that the body can acquire in contemporaneity, as an effect of the process of imaginarization, in order to draw attention to the subjection to the jouissance of the body. Finally, the sixth and last essay underlines the return to the original experience of jouissance in the process of imaginarization, aiming at the maneuvers of analytic issues. This theoretical-clinical research undertakes the psychoanalytic method of research in which research and clinic go together.

5
  • LÍLIA BITTENCOURT SILVA
  • Maternidade e Trabalho: Revisão de Literatura e Estudo Longitudinal com mães trabalhadoras

  • Orientador : SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRACEMA BRANDAO GUIMARAES
  • AMALIA RAQUEL PÉREZ-NEBRA
  • LUCIA VAZ DE CAMPOS MOREIRA
  • LUCIANA DUTRA THOME
  • SONIA MARIA GUEDES GONDIM
  • Data: 27/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • A trabalhadora, ao se tornar mãe pela primeira vez, vive a relação entre maternidade e trabalho desde a gravidez. Aprofundar a compreensão dessa relação é de fundamental importância, visto que a maternidade e o trabalho são esferas centrais na vida da maioria das mulheres, especialmente quando se considera o ingresso dela no mercado do trabalho. O objetivo desta tese foi analisar a relação entre maternidade e trabalho da trabalhadora que se torna mãe pela primeira vez em três momentos distintos: gravidez, licença-maternidade e retorno ao trabalho. Para alcançar o objetivo geral proposto, dois estudos foram realizados: O primeiro, de revisão sistemática de literatura, apresentado no estudo 1 da tese, buscou analisar os efeitos da maternidade para a mulher trabalhadora. Adotaram-se as recomendações PRISMA e o registro no Prospero sob o número CRD42021215191. As bases de dados consultadas foram Scopus, Web of Science, SciELO, Lilacs e PsycInfo. Buscaram-se artigos empíricos disponíveis entre 2011 e 2020 com os descritores mães, maternidade e trabalho em português e inglês. Realizou-se a análise de dados com a ferramenta Start, adotando-se os procedimentos de análise de conteúdo categorial temática. Os 14 artigos analisados apontaram efeitos da maternidade: i) nas expectativas profissionais, ii) nas demandas do trabalho e da família, iii) nos sentimentos vivenciados no trabalho. O segundo estudo, empírico (longitudinal e qualitativo), foi subdividido para contemplar dois focos distintos usando a mesma base de dados. O estudo 2a teve o objetivo de analisar as possíveis mudanças na relação entre maternidade e trabalho considerando as expectativas profissionais, os sentimentos vivenciados no trabalho, os conflitos trabalho-família e as interfaces positivas trabalho-família das mulheres primíparas em três momentos distintos: a gravidez, a licença-maternidade e o retorno ao trabalho. Foram entrevistadas 12 trabalhadoras recrutadas em cursos direcionados para o pré-natal. Os dados foram analisados com o apoio do Iramuteq, software gratuito de análise lexical. Algumas conclusões foram que os discursos sobre expectativas profissionais e os sentimentos vivenciados no trabalho mudam ao longo do tempo, mostrando-se mais prevalentes no período de gravidez, e os conflitos trabalho-família mostram-se mais presentes nas falas das mulheres no momento do retorno ao trabalho. As interfaces positivas trabalho-família sugerem não mudar ao longo da gravidez, da licença-maternidade e no retorno ao trabalho. O estudo 2b teve o objetivo de analisar as possíveis mudanças nas experiências emocionais envolvidas na relação entre maternidade e trabalho das mulheres primíparas ao longo dos três momentos mencionados. Onze mulheres foram entrevistadas individualmente. Os dados foram tratados por meio de análise de conteúdo categorial prévia. Os resultados apontam que as experiências emocionais negativas mostram-se fortemente presentes na relação entre maternidade e trabalho das mulheres primíparas. Na gravidez e na licença-maternidade, existe a prevalência de experiências emocionais negativas. O retorno ao trabalho é um momento em que a mãe trabalhadora experimenta um equilíbrio maior entre as experiências emocionais positivas e negativas. Esta tese contribui para o campo de estudo da Psicologia Organizacional e do Trabalho, inclusive em termos metodológicos, ao ter proposto estudos de revisão sistemática e de delineamento longitudinal e qualitativo sobre o fenômeno maternidade e trabalho, buscando, assim, uma integração que possibilita uma compreensão mais aprofundada do fenômeno investigado. Essa tese também contribui para o aumento da consciência crítica de mães que trabalham, dos gestores que elaboram políticas de apoio a mulheres trabalhadoras e mães e para os pesquisadores interessados na temática.


  • Mostrar Abstract
  • A woman from the workforce becoming a mother for the first-time lives in a relationship between motherhood and job since pregnancy. To delve into the comprehension of this relationship is of fundamental importance, bringing to light the fact that maternity and work are central spheres in most women’s life, especially when it is considered her joining in the job market. The goal of this thesis was to analyze the relationship between motherhood and job of a worker who becomes a mother for the first time, in three distinct moments: pregnancy, maternity-leave and her return to her job. To reach the general proposed objective, two studies were conducted. The first, the systematic literature review, presented in study 1 of the thesis, analyzed the effects of maternity on the worker. The PRISMA recommendations were adopted and registered in Prospero under the number CRD42021215191. The data bases consulted were Scopus, Web of Science, SciELO, Lilacs e PsycInfo. Available empirical articles were sought between 2011 and 2020 with a descriptive of mothers, maternity, and work, in Portuguese and in English. The data analysis was conducted with the tool Start, adopting the categorical thematic content analysis. The 14 articles analyzed addressed the effects of maternity: i) in the professional expectative, ii) in the work and family demands, iii) in the feeling felt at work. The second study, empirical (longitudinal and qualitative), was subdivided to contemplate two distinct focuses using the same empirical data. The study 2a had, as its goal, analyzing the possible relation changes between maternity and work, considering the professional expectations, the feelings lived at work, the work-family conflicts, and the work-family positive interfaces of primiparous women in three distinct moments: pregnancy, maternity leave and the return to work.  Twelve workers were recruited from courses directed to prenatal were interviewed. The data was analyzed with the aid of Iramuteq, a free lexical analysis software. Some of the conclusions were that the discourse on profession expectations and the feeling lived through, at work change according to time, showing to be more prevailing through pregnancy periods, and the work-family conflicts showed to be more prevailing in the women’s speech now of returning to work. The positive work-family interfaces suggest doesn’t change during pregnancy, maternity-leave and when return to work.The study 2b had, as its objective, to analyze the possible changes in the emotional experiences involved in the maternity and work relationships of primiparous women throughout the three mentioned moments. Eleven women were individually interviewed. The data was treated by means of the previous categorical content analysis. The results show that the negative emotional experiences are heavily present in the relationship between maternity and work of primiparous women. During pregnancy and maternity-leave, there is a prevalence of negative emotional experiences. Returning to work is a moment in which the working mother has a greater balance between positive and negative emotional experiences. This thesis contributes to the Work and Organizational Psychology field, in methodological terms included, by having proposed systematic review studies, and the longitudinal and qualitative outline on the maternity phenomena and work, trying, thusly, to find an integration which would enable a more profound understanding of the investigated phenomenon. This thesis also contributed to the critical continence broadening in working mothers, those who elaborate support policies of workers and mothers, and to the researchers interested in this thematic. 

2020
Dissertações
1
  • LILIANE VIANA DE SOUZA
  • Lidando com a incerteza: significações sobre a hospitalização em UTI construídas por familiares de pacientes ao longo do tempo de internação

  • Orientador : MARILENA RISTUM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPINA MARSICO
  • JEANE SASKYA CAMPOS TAVARES
  • MARILENA RISTUM
  • Data: 09/01/2020

  • Mostrar Resumo
  • A hospitalização em unidade de terapia intensiva está associada a estados afetivos intensos nos atores envolvidos nessa experiência. Naperspectiva dos familiares, a condição de ter um membro da família internado em UTI, em algumas circunstâncias, surge como uma ruptura no cotidiano, lançando as pessoas em uma situação deimprevisibilidade. Frente a este cenário, este estudo teve como objetivo geral compreender o processo de construção de significados sobre a hospitalização na UTI adulto, ao longo do tempo de internação do paciente, considerando a perspectiva dos familiares. Foram estabelecidos os seguintes objetivosespecíficos: 1) analisar os processos de ruptura-transição, identificando os recursos utilizados para lidar com a experiência de ter um membro da família hospitalizado em UTI e 2) analisar os elementos que participam da construção de significados sobre a experiência de hospitalizaçãona UTI, caracterizando: a) a experiência afetivo-semiótica dos participantes,b) os pontos de tensão/ambivalência em seus discursos,c) a configuração das relações dialógicas neste contexto ed)os processos imaginativos imbricados nessa experiência. Como referencial teórico, foram utilizadas a Psicologia Histórico-Cultural e a Psicologia Cultural de orientação semiótica, utilizando-se os conceitos de significado, ruptura e transição. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada na UTI de um hospital público especializado, situado em Salvador/BA. Participaram do estudo três familiares de pacientes adultos em estado crítico de saúde, internados na UTI, sendo um familiar por paciente. Com cada participante, foram realizadas três entrevistas semiestruturadas, sendo que a primeira entrevista ocorreu entre o quarto e sexto dia de hospitalização do paciente, a segunda entre o 11º e o 13º dia e a terceira entre 18º e o 21º dia. Os dados foraminterpretados à luz do referencial teórico e com base nos objetivos do estudo. No que tange aos significados construídos pelos participantes, emerge a significação da UTI como um espaço de recuperação e que promove o alívio da dor, assim como a associaçãodesta unidade hospitalar aos significados de sofrimento, morte e terminalidade. Essa dinâmica de significação foi atravessada pela ambivalência entre a esperança de recuperação e a perspectiva de morte iminente. No decorrer do processo de hospitalização, um dos polos dessa dualidade se fortaleceu na experiência singular desses familiares, associando-se às mudanças no quadro clínico do paciente. Os participantes experienciam descontinuidades no fluxo de sua vida cotidiana, sendo que essa situação repercute em outras esferas de experiências, tais como o trabalho e as relações familiares. Nota-se que eles buscam restabelecer algum equilíbrio em suas rotinas, utilizando recursos tais como a religiosidade, as relações interpessoais, o apoio da equipe assistencial, além de recursos ligados a suas características pessoais. No que concerne aos processos imaginativos, destacam-se aqueles direcionados ao futuro, marcados pela ambivalência entre acreditar na recuperação do paciente e considerar a possibilidade de sua morte. Com o decorrer dos dias de hospitalização, a possibilidade de perda do ente querido passa a ser considerada, emergindo a imaginação sobre a vida sem a presença do familiar internado. Por outro lado, o futuro imaginado também contempla a alta hospitalar do paciente e a continuidade do tratamento de saúde, permitindo pensar na vida que segue após essa experiência de ruptura. Finalizando, sugere-se que a assistência da equipe de saúde no âmbito dos cuidados intensivos deve incluir os familiares, considerando o binômio paciente-família na integralidade do cuidado.


  • Mostrar Abstract
  • Intensive care unit admission is associated with intense affective states of the actors involved in this experience. In the perspective of family members, having a family member admitted to the ICU, in some circumstances, seems to be a rupturein their daily life, handling unpredictable situations. Given this scenario, this study aimed to understand the process of constructing meanings about intensive care unit admission during the patient hospitalization period, in the perspective of family members. This study had the following specific objectives: 1) analyze the rupture-transition processes, identifying resources the participants used to handle the experience of having a family member in the ICU, and 2) analyze the elements constituting the construction of meanings regarding the ICU admission experience, characterizing: a) the affective-semiotic experience of participants, b) moments of tension/ambivalence in the speeches of participants, c) the configuration of dialogical relations in this context, and d) the imaginative processes involved in this experience. Historical-cultural psychology and cultural psychologywere used as the theoretical basis of this study, considering the concepts of meaning, rupture and transition. This is a qualitative study conducted in the ICU of a specialized public hospital located in Salvador, Bahia, with three family members of critically ill adultpatients admitted to the ICU, one family member per patient. Three semi-structured interviews were conducted with each participant;the first interview was conducted between day 4 and day 6 of ICU period, the second interview between day 11-13, and the third interview between day 18-21. Data analysis was according to the theoretical basis considering the study objectives. Regarding the meanings constructed by the participants, ICU emerged as a place for patient recovery and a place that promotes pain relief, associated with the meanings of suffering, death and terminal illness. This dynamics of meanings involved an ambivalence of hope for patient recovery and the perspective of imminent death. During the hospitalization process, one aspect of this duality was strengthened in the unique experience of these family members, associated with changes in the patient‟s clinical condition. Participants experience ruptures in their daily lives, and this situation affects other spheres of experiences, such as work and family relationships. However, they seek to restore balance in their routines, using resources such as religiosity, interpersonal relationships, support from the care team, and resources linked with their personal characteristics. Concerning imaginative processes, those related to the future are highlighted, also with an ambivalence of believing in the patient recovery and considering the possibility of patient death. During the hospitalization period, the possibility of patient death is considered, with thoughts about life without the presence of the patient and, in contrast, about the patient‟s hospital discharge and the next steps of health treatment, allowing them to imagine life after this rupture experience. Finally, this study suggests care provided by the health team in the ICU context should include family members, considering the patient-family binomial in the integrality of care.

2
  • Ana Luísa Fidalgo Ribeiro
  • QUEM NÃO CONHECE O YOUTUBE? UMA PERSPECTIVA PARTICIPATIVA DAS PRÁTICAS DE CRIANÇAS EM PLATAFORMA DE VÍDEOS ONLINE

  • Orientador : LIA DA ROCHA LORDELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILKA DIAS BICHARA
  • JULIANA PRATES SANTANA
  • LIA DA ROCHA LORDELO
  • GIULIA ANDIONE REBOUÇAS FRAGA
  • Data: 04/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Os enunciados produzidos por adultos em relação ao uso das tecnologias digitais por crianças focalizam suas ameaças latentes, sem uma compreensão mais ampla do fenômeno e deixando de lado o saber dos próprios sujeitos envolvidos. A interação das crianças com as tecnologias de informação e comunicação ainda se mostra como uma área pouco estudada no que diz respeito ao modo como as crianças se apropriam dessas ferramentas. Tendo em vista a palpitante presença do YouTube no cotidiano das crianças, esse se torna um importante campo a ser explorado na busca por uma compreensão mais íntegra das infâncias vigentes e dos contextos de desenvolvimento contemporâneos. Essa pesquisa teve como objetivo conhecer as práticas de produção e consumo de conteúdo no YouTube por crianças de 7 a 12 anos, através da perspectiva das próprias crianças, compreendendo suas percepções sobre essas práticas e as apropriações particulares do uso dessa plataforma pelas culturas infantis. Trata-se de uma investigação participativa, escolha ética que corrobora com a defesa da produção de conhecimento sobre a criança a partir da parceria com as próprias crianças. A coleta de dados foi realizada em duas etapas integradas e com a colaboração transversal de uma criançainvestigadora que participou do processo de construção da pesquisa, desde o planejamento e coleta até a análise dos dados. Na primeira etapa participaram 65 crianças, oriundas de uma escola particular e uma escola pública da cidade de Salvador, que responderam individualmente a um questionário aplicado por meio de Tablet. Para a segunda etapa foram selecionadas 8 crianças estudantes dessas escolas, que participaram, individualmente ou em duplas, de entrevistas-conversas e observação participante de atividade relacionada ao YouTube. A análise de dados adotou uma perspectiva qualitativa e contou com o auxílio da criança-investigadora, assegurando a presença do olhar infantil para o fenômeno. Os achados apontam para a importância do YouTube no cotidiano das crianças, apropriado pelas mesmas como ferramenta lúdica, educativa e interativa. As crianças fazem um uso diversificado dessa plataforma – acessam conteúdos heterogêneos e se engajam de forma variada nas possibilidades de participação e interação disponíveis. Foram encontradas diferenças entre as escolas, principalmente em relação a frequência de uso, reconhecimento de riscos e interatividade. A análise da preferência de canais pelas crianças mostrou diferenças de gênero em relação ao conteúdo acessado na plataforma. Foi percebido que a interação com os pares, dentro e fora da rede, é um fator central nas práticas das crianças no YouTube. A produção e postagem de vídeos se apresentou como uma importante prática lúdica contemporânea. Essa pesquisa evidencia as práticas das crianças no YouTube como um importante campo de estudo para a compreensão da infância vigente, indicando caminhos para futuras investigações acerca do tema. Destaca-se a necessidade de realizar investigações acerca do uso de tecnologias de informação e comunicação que incluam crianças em condições socioeconômicas desfavorecidas. Pretendese com esse estudo contribuir para uma compreensão menos dicotômica acerca dos usos das tecnologias pelas crianças e promover o entendimento das mesmas enquanto atores sociais reflexivos e competentes, que devem ser incluídas na produção de conhecimento.


  • Mostrar Abstract
  • Statements used by adults regarding the use of digital technologies for children focus on their latent threats, without a deeper understanding of the phenomenon and leaving aside the knowledge of the subjects themselves. Children’s interaction with both information and communication technologies is still a poorly studied regarding how children come to master these tools. Given YouTube throbbing presence in children’s daily lives, this becomes an important field to explore in order to fully understand current childhoods and contemporary developmental contexts. This research aimed to know the practices of both content production and consumption by children from seven to twelve years old, through children's perspective, understanding their perceptions of these practices and the particular appropriations of the use of this platform by children's cultures. It was a participatory research, which corroborates the defense of knowledge production about children, based on partnership with children themselves. Data collection was performed in two integrated phases and with a transversal collaboration of a child researcher, who participated in the research construction, from planning and collection to data analysis. In the first stage, 65 children from a private and a public school, both in the city of Salvador, individually answered a questionnaire applied by tablet. In the second stage, eight children from the previous group were selected, and participated, individually or in pairs, in conversational interviews and participatory observations of YouTube-related activity. Data analysis adopted a qualitative perspective and counted with the help of the child-researcher, ensuring the presence of the child´s perspective look on the phenomenon. The findings point to the importance of YouTube in children’s daily lives, appropriated by them as a playful, educational and interactive tool. Children make a diverse use of this platform – they access heterogeneous content and engage in various ways in the possibilities of participation and interaction available. Differences were found between schools, especially regarding frequency of use, risk recognition and interactivity. Analysis of children’s preferences showed gender differences in relation to content accessed on the platform. Interaction with peers on and off the net has been found to be a central factor in children’s YouTube practices. The production and posting of videos was presented as an important contemporary playful practice. This research highlights the practices of children on YouTube as an important field of study for understanding current childhood, indicating ways for future investigation on the topic. The need to conduct research on the use of information and communication technologies that include children in socioeconomic disadvantage is also highlighted. This study aimed to contribute to a less dichotomous understanding of the uses of technologies by children as reflective and competent social actors, which should be included in the production of knowledge.

3
  • ANGRA VALESCA ALMEIDA DE JESUS
  • AVALIAÇÃO DO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE SALVADOR

  • Orientador : ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • AMALIA RAQUEL PÉREZ-NEBRA
  • DAIANE ROSE CUNHA BENTIVI
  • Data: 14/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • A importância das pessoas nas organizações evidencia a necessidade de pesquisas que busquem as melhores práticas de recursos humanos e as implicações na relação indivíduoorganização. O processo seletivo como uma subárea da gestão responsável pela alocação entre trabalhadores e tarefas torna-se um desafio em relação às práticas adotadas, os objetivos organizacionais e suas implicações para um processo elaborado com efetividade e baseado em competências. A busca por modelos se torna mais desafiante em setores específicos da economia que se diferenciam de outras organizações, como o setor hoteleiro, caracterizado por trabalho intensivo e não qualificado. Com o objetivo de estudar o processo seletivo e suas implicações neste setor, esta pesquisa entrevistou 14 hotéis na cidade de Salvador, Bahia. Os resultados apontam que, apesar das redes independentes, nacionais e internacionais de hotéis utilizarem as mesmas ferramentas de recrutamento, estas últimas usam fontes de maior alcance aos candidatos. Além disso, o processo se configura de forma diferente para os cargos de recepcionista. A pesquisa aponta caminhos de interligação entre as necessidades do setor e suas implicações em busca de um modelo de processo seletivo.


  • Mostrar Abstract
  • The importance of people in organizations highlights the need for research that pursues human resources best practices and the implications for the individual-organization relationship. The selection process as a subarea of management responsible for allocation between workers and tasks becomes a challenge in relation to the adopted practices, the organizational objectives and their implications for an effectively elaborated and competence-based process. The search for models becomes more challenging in specific sectors of the economy that differ from other organizations, as the hotel sector, which is characterized by intensive and unskilled labor. In order to study the selection process and its implications in this sector, this research interviewed 14 hotels in the city of Salvador, Bahia. The results show that while independent, national and international hotel chains use the same recruitment tools, the latter use more far-reaching sources for candidates. In addition, the process is configured differently for receptionist positions. The research points paths of interconnection between the needs of the sector and its implications in search of a selection process model.

4
  • MÔNICA FERREIRA SAMPAIO VENÂNCIO
  • Luto, construções clínicas e elaborações subjetivas de familiares  diante da morte de  seus entes hospitalizados em UTI 

  • Orientador : CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • SUELY AIRES PONTES
  • TARCISIO MATOS DE ANDRADE
  • Data: 14/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo tem como objetivo analisar como se desenvolvem, a partir da clínica psicanalítica, os processos inconscientes que caracterizam a complexidade do trabalho do luto de sujeitos que se deparam com a morte de um ente hospitalizado em uma UTI, considerando a hospitalização da morte e a psiquiatrização do luto. Neste trabalho, concebeu-se o luto, a partir do referencial teórico da psicanálise freudolacaniana, como um trabalho psíquico realizado diante de uma perda que pode ser compreendida como o encontro com o real. A ferramenta metodológica utilizada foi a Construção de Caso Clínico em psicanálise.  A partir da investigação teórica realizada e das elaborações subjetivas e construções clínicas dos atendimentos realizados a dois sujeitos enlutados foi possível afirmar que não é qualquer perda que convoca o sujeito ao luto, somente aquela de algo/alguém que lhe foi essencial.  O luto consiste em um trabalho do inconsciente e sua complexidade tem a ver com a relação estabelecida com o objeto perdido e o remanejamento libidinal exigido pela perda. A morte do ente querido pode ser pensada como uma ruptura e exige do sujeito enlutado outra temporalidade psíquica. Sendo assim, é esperado que haja o retorno da libido para o eu e o desinteresse pelo mundo externo, caracterizando certa depressividade no luto. Ao considerar a psicodinâmica imbricada no trabalho do luto, esta dissertação questiona a tendência em categorizar o sofrimento humano em patologias, propondo refletir sobre outras modalidades de tratamento em contraponto à primazia da terapia medicamentosa. Defende-se, assim, os ambulatórios no campo da Saúde Mental como recurso terapêutico e se acredita que este estudo pode contribuir para ampliar as discussões em torno do tema, problematizar a patologização do luto; subsidiar a orientação dos profissionais que lidam com sujeitos que se deparam com a morte de seus entes, e, até mesmo, fomentar a construção de espaços de assistência psicológica aos enlutados. 


  • Mostrar Abstract
  • This study’s intention is to analyze the development – from the psychoanalytic clinic perspective – of the unconscious processes that characterize the complexity of grief work on subjects whom face themselves with the death of a hospitalized being in ICU, considering death’s hospitalization and giref’s psychiatrization. On this work, grief was conceived, from the Freudian and Lacanian psychoanalysis’ theoretical reference, as a psychic work performed before a loss that can be understood as the encounter with the real. The methodological tool used was the Construction of Clinical Case on psychoanalysis. As from the completed theoretical investigation and the subjective elaborations and clinical buildings of the treatments given to two mourning subjects, it was possible to say that not any kind of loss summons the subject to grief, only that from something/someone essential to the person. Grief consists of an unconscious work and its complexity is connected to the established relation with the missing object and the libidinal relocation required by the loss. The death of the loved one can be seen as a rupture and requires a different psychic temporality from the grieving subject. Therefore, the return of libido for the ego and the lack of interest for the outside world, characterizing some depressivity on grief, are hoped to occur. When considering the psychodynamics imbricated on grief work, the present dissertation questions the tendency of categorizing human suffering into pathologies, and suggests reflecting on other treatment modalities in contrast to the drug therapy primacy. Thus, the ambulatories on the Mental Health field as therapeutic resources are defended here, and it is believed that this study may contribute to expand debates around the theme, problematize pathologization of grief; subsidize orientation from professionals who deal with subjects whom face their loved one’s death, and even promote the construction of psychological assistance spaces to the grieving ones. 

5
  • ROBSON DE ALMEIDA SILVA
  • Cognição e gestão: esquemas cognitivos que estruturam a atuação de gestores universitários

  • Orientador : ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANO DE LEMOS ALVES PEIXOTO
  • ANTONIO VIRGILIO BITTENCOURT BASTOS
  • LILIA APARECIDA KANAN
  • Data: 18/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo analisar como gestores docentes e gestores técnico-administrativos de uma universidade pública estruturam esquemas cognitivos sobre a gestão e a caracterização de suas práticas gerenciais. A pesquisa parte do pressuposto teórico que concebe a gestão como uma prática social, e assume a perspectiva da cognição social nas organizações para compreender o papel das crenças, significados compartilhados e estruturas de conhecimento que orientam a ação de gestores docentes no contexto universitário. Dada a natureza do objeto de estudo, foi adotada como estratégia metodológica a abordagem qualitativa interpretativa. Seguindo tal perspectiva metodológica a coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada, e os dados levantados passaram por meio de análise de conteúdo e análise de frequência. Os participantes do estudo foram 7 gestores docentes e gestores técnico-administrativos que ocupam cargos estratégicos em uma universidade pública federal. Os resultados mostram que gestores docentes e técnicoadministrativos compartilham concepções sobre a gestão e empregam práticas similares em sua atuação. Os conceitos que estruturam as concepções dos entrevistados sobre a gestão e acerca da natureza do trabalho gerencial se mostraram relacionados com as dinâmicas e características próprias do contexto da gestão universitária. Por fim, o estudo mostrou que os dois grupos de gestores expressaram percepções distintas acerca da experiência gerencial, as quais podem estar relacionadas ao lugar da gestão na identidade profissional e na trajetória dos participantes de cada grupo.


  • Mostrar Abstract
  • The present study aims to analyze how teaching managers and technical-administrative managers structure cognitive schemes about management and characterize the managerial practices used in the day-to-day of these managers. The research starts from the theoretical assumption that conceives management as a social practice, and assumes the perspective of social cognition in organizations to understand the role of beliefs, shared meanings and knowledge structures that guide the action of teaching managers in the university context. Given the nature of the object of study, the qualitative interpretative approach was adopted as a methodological strategy. Following this methodological perspective, data collection was carried out through semi-structured interviews, and the data collected went through content analysis and frequency analysis. The study participants were 7 teaching managers and technical-administrative managers who occupy strategic positions at a federal public university. The results show that teaching and technical-administrative managers share conceptions about management and employ similar practices in their performance. However, these two groups of managers showed different perceptions about the managerial experience, which may be related to the place of management in the professional identity and in the trajectory of the participants.

6
  • JÚLIA TORRES DIAS
  • Filhos entre laços familiares judicializados: uma leitura psicanalítica sobre o fenômeno da alienação parental

  • Orientador : CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE DE OLIVEIRA SANTOS
  • EDUARDO PONTE BRANDÃO
  • VANIA NORA BUSTAMANTE DEJO
  • Data: 28/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa situa-se no contexto contemporâneo de transformações que inauguram novas configurações familiares, novos modos de subjetivação, de expressão do sofrimento e de tratamento deste, no qual aos desconfortos e aos mal-estares experimentados são ofertados paliativos médicos e jurídicos. Deste cenário, destacaram-se como objeto de estudo os impasses intersubjetivos experimentados em relações familiares judicializadas sob a insígnia do fenômeno designado como alienação parental (AP), tratado pelas Leis nº 13.431/2017 e nº 12.318/2010 e, recentemente, incluído na Classificação Internacional de Doenças (CID-11). Trata-se de uma pesquisa documental, desenvolvida através do estudo de casos judicializados, e que tem como método de tratamento de dados a análise dos discursos apoiada nas perspectivas freudo-lacaniana e foucaultiana. A partir das noções de discurso, Foucault e Lacan forneceram recursos que permitem pensar a judicialização dos conflitos que abarrotam os tribunais. Nessa perspectiva, o discurso não se restringe ao texto, é ato, envolve as práticas, os rituais e os agentes que os colocam em movimento. Atravé