Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFBA

2024
Dissertações
1
  • RENATA BARBOSA VILAÇA MARQUES DE CARVALHO
  • INDICADORES DE MORTALIDADE POR COVID-19

    EM TRABALHADORES DA SAÚDE

  • Orientador : KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • RAFAELA CORDEIRO FREIRE
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • SAMILLY SILVA MIRANDA
  • Data: 19/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 1 milhão de casos de COVID-19 foram registrados em profissionais da saúde até o final de janeiro de 2021, em 183 países. O Brasil ocupa segundo lugar no número de óbitos no ranking mundial, atrás somente dos Estados Unidos da América (EUA) e Índia. Nesse contexto, ficou evidente a ausência de dados oriundos dos sistemas de informação sobre a saúde do trabalhador no Brasil. Presenciou-se um apagão de algumas ocupações em detrimento de outras, limitando e dificultando a atuação da vigilância em saúde no planejamento de ações direcionadas para a proteção dos trabalhadores. Objetivo: Estimar indicadores de mortalidade e impacto por COVID-19 em diferentes grupos de trabalhadores da saúde na Bahia, no período entre 2020 e 2022. Método: Foi realizado um estudo epidemiológico, descritivo e exploratório. Os óbitos foram extraídos do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). Os dados populacionais foram obtidos dos Conselhos de Classe, do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) e Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI). O coeficiente de mortalidade foi calculado e apresentado por mil trabalhadores. Anos Potenciais de Vida Perdidos (APVP) e Anos Produtivos de Vida Perdidos (APrVP) por COVID-19 foram estimados, em cada faixa etária. Foi realizada uma análise entre os coeficientes de mortalidade e taxa de vacinação contra COVID-19. Resultados: Do total de óbitos (n=403), a maior parte era do sexo feminino (63,3%), com idade igual ou superior a 40 anos (85,4%), da raça/cor da pele parda (52,1%) e com ensino médio e técnico (48,1%). Os maiores coeficientes de mortalidade foram observados em Biólogos, Cuidador de Idosos/em Saúde, Terapeutas Ocupacionais e Veterinários/Zootecnistas. Com relação à evolução da mortalidade observou-se a presença de três ondas, com redução dos óbitos após o início da vacinação. No total, foram estimados 6.771 APVP e 6.778 APrVP, com maior impacto no sexo feminino, na faixa etária de 40 a 49 anos e nas categorias profissionais que atuam diretamente nos cuidados assistenciais. Discussão: Através do levantamento dos óbitos foi possível estimar indicadores de impacto, que revelam o valor social da mortalidade prematura e a redução da força de trabalho. Dessa forma, quando a morte ocorre em uma fase em que a vida é potencialmente produtiva, ela tinge não somente o indivíduo, mas também a sociedade como um todo, pois perde-se o seu potencial econômico e intelectual. Conclusão: Os resultados mostraram um elevado impacto gerado pela COVID-19 na força de trabalho em saúde da Bahia, principalmente em grupos de trabalhadores invisibilizados.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: According to data from the World Health Organization (WHO), more than 1 million cases of COVID-19 were registered in healthcare professionals by the end of January 2021, in 183 countries. Brazil occupies second place in the number of deaths in the world ranking, behind only the United States of America (USA) and India. In this context, the lack of data from information systems on worker health in Brazil was evident. There was a blackout of some occupations to the detriment of others, limiting and making it difficult for health surveillance to plan actions aimed at protecting workers. Goal:To estimate indicators of mortality and impact due to COVID-19 in different groups of health workers in Bahia, in the period between 2020 and 2022. Method: An epidemiological, descriptive and exploratory study was carried out. Deaths were extracted from the Mortality Information System (SIM). Population data were obtained from Class Councils, the National Registry of Health Establishments (CNES) and the National Immunization Program Information System (SI-PNI). The mortality coefficient was calculated and presented for one thousand workers. Potential Years of Life Lost (YYL) and Productive Years of Life Lost (YYY) due to COVID-19 were estimated in each age group. An analysis was carried out between mortality coefficients and vaccination rate against COVID-19. Results: Of the total number of deaths (n=403), the majority were female (63.3%), aged 40 years or over (85.4%), of brown race/skin color (52.1%) and with secondary and technical education (48.1%). The highest mortality rates were observed in Biologists, Elderly/Health Caregivers, Occupational Therapists and Veterinarians/Zootechnicians. Regarding the evolution of mortality, the presence of three waves was observed, with a reduction in deaths after the start of vaccination. In total, 6,771 APVP and 6,778 APrVP were estimated, with a greater impact on females, in the 40 to 49 age group and in professional categories that work directly in care. Discussion: By surveying deaths, it was possible to estimate impact indicators, which reveal the social value of premature mortality and the reduction in the workforce. Thus, when death occurs at a stage in which life is potentially productive, it affects not only the individual, but also society as a whole, as its economic and intellectual potential is lost. Conclusion: The results showed a high impact generated by COVID-19 on the health workforce in Bahia, mainly on groups of invisible workers.

     

2
  • DANIELA ALENCAR VIEIRA
  • COVID 19 E CAPACIDADE FUNCIONAL: ESTUDO NUMA COMUNIDADE PERIFÉRICA EM SALVADOR/BA.

  • Orientador : KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GUILHERME DE SOUSA RIBEIRO
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • SAMILLY SILVA MIRANDA
  • Data: 08/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Covid 19 se apresenta como uma síndrome gripal com uma ampla gama de manifestações clínicas, variando desde infecções assintomáticas até casos mais graves. Embora o número de novas infecções e óbitos esteja atualmente em declínio, é importante compreender como o vírus pode impactar o funcionamento do organismo e resultar em prejuízos da capacidade funcional dos indivíduos, especialmente os acometidos por infecções agudas leves.

    Objetivo: Identificar associação entre o relato de adoecimento pelo SARS-CoV-2 e a presença de comprometimento da capacidade funcional, caracterizar o perfil sociodemográfico com enfoque para as atividades domésticas desempenhadas pelos indivíduos e investigar uma possível associação de fatores sociodemográficos, ocupacionais e relacionados à saúde com o comprometimento da capacidade funcional em indivíduos de um bairro periférico em Salvador-BA.

    Metodologia: Estudo transversal, realizado no bairro do Alto das Pombas, Salvador-BA, que incluiu 504 participantes com 16 anos ou mais. Foram coletados dados sociodemográficos, de saúde, laborais e aplicado o EQ-5D para avaliação da capacidade funcional. A coleta ocorreu no período de Fevereiro a Junho de 2022. Foi realizada análise multivariada para investigar fatores associados ao comprometimento da capacidade funcional, com IC 95%.

    Resultados: Foi possível identificar associação do comprometimento da capacidade funcional com o histórico de Covid 19 (RP: 1.29; IC95%: 1.13-1.47), sexo feminino (RP: 1.21; IC95%: 1.02-1.44), viver sem companheiro/a (RP: 1.16; IC95%: 1.01-1.34), relato de comorbidades (RP: 1.30; IC95%: 1.14-1.49) e não estar ocupado (RP: 1.20; IC95%: 1.05-1.38).

    Conclusão: O estudo realizado durante a pandemia de SARS-CoV-2 destaca a presença do comprometimento da capacidade funcional em indivíduos com histórico leve de Covid-19, em uma comunidade vulnerável marcada pela violência, majoritariamente composta por pessoas negras e mulheres. O estudo enfatiza a necessidade de acompanhamento a longo prazo desses indivíduos, especialmente em relação à saúde mental, e destaca a importância de considerar os determinantes sociais na formulação de políticas públicas de saúde mais abrangentes.

     


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Covid 19 presents itself as a flu-like syndrome with a wide range of clinical manifestations, ranging from asymptomatic infections to more serious cases. Although the number of new infections and deaths is currently declining, it is important to understand how the virus can impact the functioning of the body and result in impairment of the functional capacity of individuals, especially those affected by mild acute infections.

    Objective: To identify an association between reports of illness caused by SARS-CoV-2 and the presence of impaired functional capacity, characterize the sociodemographic profile with a focus on domestic activities performed by individuals and investigate a possible association of sociodemographic, occupational and health-related factors health with compromised functional capacity in individuals from a peripheral neighborhood in Salvador-BA.

    Methodology: Cross-sectional study, carried out in the Alto das Pombas neighborhood, Salvador-BA, which included 504 participants aged 16 or over. Sociodemographic, health and work data were collected and the EQ-5D was applied to assess functional capacity. Collection took place from February to June 2022. Multivariate analysis was performed to investigate factors associated with impaired functional capacity, with a 95% CI.

    Results: It was possible to identify an association between impaired functional capacity and a history of Covid 19 (RP: 1.29; 95% CI: 1.13-1.47), female sex (RP: 1.21; 95% CI: 1.02-1.44), living without a partner (PR: 1.16; 95% CI: 1.01-1.34), report of comorbidities (RP: 1.30; 95% CI: 1.14-1.49) and not being employed (RP: 1.20; 95% CI: 1.05-1.38).

    Conclusion: The study carried out during the SARS-CoV-2 pandemic highlights the presence of impaired functional capacity in individuals with a mild history of Covid-19, in a vulnerable community marked by violence, mostly made up of black people and women. The study emphasizes the need for long-term monitoring of these individuals, especially in relation to mental health, and highlights the importance of considering social determinants when formulating more comprehensive public health policies.

     

3
  • TIALA SANTANA SANTOS
  • SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE PESCADORES E MARISQUEIRAS ARTESANAIS DO LITORAL
    DA BAHIA EM UM CONTEXTO DE CRISE AMBIENTAL
  • Orientador : KÊNYA LIMA DE ARAÚJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KÊNYA LIMA DE ARAÚJO
  • MARIA DA PURIFICACAO NAZARE ARAUJO
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • Data: 08/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) é a realização de um direito humano universal, que envolve contextos sociais, culturais, econômicos e ambientais. No Brasil, essas dimensões sofrem interferências interseccionais de raça/cor, gênero e classe social, além do tipo de trabalho, como o informal, o que pode demarcar o convívio com a Insegurança Alimentar e Nutricional (IAN). Neste cenário, pescadores (as) e marisqueiras artesanais, povos tradicionais da pesca, convivem com injustiças socioambientais que ameaçam a SAN, à exemplo do derramamento de petróleo no litoral brasileiro, em 2019, que provocou transformações no contexto de vida e trabalho das comunidades atingidas. Objetivo: Discutir o impacto do derramamento de petróleo na SAN de pescadores (as) e marisqueiras artesanais no município de Conde-BA. Metodologia: Trata-se de um estudo analítico-descritivo, de abordagem qualitativa oriundo do projeto de pesquisa intitulado: Avaliação dos Impactos do Derramamento do Óleo Bruto/Petróleo na Costa da Bahia: Ações de Saúde e Proteção Ambiental. Foram analisadas doze entrevistas individuais, realizadas em outubro de 2021 com pescadores (as) e marisqueiras artesanais de Conde-BA, a partir de aproximações com a hermenêutica dialética de Hans-Georg Gadamer e outros teóricos das Ciências Sociais e Humanas em Saúde. Quanto aos aspectos éticos, o presente estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia aprovado sob o número de parecer: 6.549.747. Resultados e Discussão: A pesquisa revelou que cenários de insegurança alimentar e fome foram intensificados na vida de pescadores (as) e marisqueiras artesanais após o derramamento de petróleo. A contaminação do ambiente de vida e trabalho resultou no declínio da pesca e venda dos produtos pesqueiros, e, consequentemente, na renda familiar. Os trabalhadores necessitaram do recebimento de cestas básicas, benefício social governamental e, até mesmo, consumir pescados possivelmente contaminados. Considerações finais: Este estudo é uma convocação da sociedade para apoiar, proteger e lutar com as comunidades tradicionais da pesca, que vivem cíclicas ameaças à vida, à saúde e aos direitos que garantem a dignidade humana, como o direito ao trabalho, a alimentação, a um ambiente sustentável e que permitia a reprodução social e a permanência da atividade pesqueira entre as gerações. Com isso, espera-se que este estudo contribua com a comunidade científica e com a implementação de políticas públicas voltadas para o acompanhamento da saúde, suporte e proteção social das pessoas afetadas pelo derramamento de petróleo.

     

     

     


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Food and Nutritional Security (SAN) is the realization of a universal human right, which involves social, cultural, economic and environmental contexts. In Brazil, these dimensions suffer intersectional interference from race/color, gender and social class, in addition to the type of work, such a informal work, which can demarcate coexistence with Food and Nutritional Insecurity (IAN). In this scenario, fishermen and artisanal shellfish gatherers, traditional fishing people, live with socio-environmental injustices that threaten the SAN, such as the oil spill on the Brazilian coast in 2019, which caused transformations in the context of life and work of the affected communities. Objective: To discuss the impact of the oil spill on the SAN of fishermen and artisanal shellfish gatherers in the municipality of Conde-BA. Methodology: This is an analytical-descriptive study, with a qualitative approach arising from the research project entitled: Assessment of the Impacts of the Crude Oil/Petroleum Spill on the Coast of Bahia: Health and Environmental Protection Actions. twelve individual interviews were analyzed, carried out in October 2021 with fishermen and artisanal shellfish gatherers from Conde-BA, based on approaches to the dialectical hermeneutics of Hans-Georg Gadamer and other theorists of Social and Human Sciences in Health. ethical aspects, the present study was approved by the Research Ethics Committee of the Faculty of Medicine of the Federal University of Bahia approved under opinion number: 6,549,747. Results and Discussion: The research revealed that scenarios of food insecurity and hunger were intensified in the lives of fishermen and artisanal shellfish gatherers after the oil spill. Contamination of the living and working environment resulted in a decline in fishing and the sale of fish products, and, consequently, in family income. The workers needed to receive basic food baskets, government social benefits and even consume possibly contaminated fish. Final considerations: This study is a call for society to support, protect and fight with traditional fishing communities, who experience cyclical threats to life, health and rights that guarantee human dignity, such as the right to work, food, to a sustainable environment that allowed social reproduction and the permanence of fishing activity between generations. Therefore, it is expected that this study will contribute to the scientific community and the implementation of public policies aimed at monitoring the health, support and social protection of people affected by the oil spill.

     

4
  • MARIANA NASCIMENTO CARVALHO
  • Pescadores (as) artesanais expostos ao derramamento de óleo/petróleo e efeitos à saúde: Um estudo seccional em áreas de proteção ambiental

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ERALDO DA SILVA RAMOS
  • ILA ROCHA FALCÃO
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 19/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: As comunidades tradicionais pesqueiras sofreram com o derramamento de óleo ocorrido na costa brasileira em 2019. Essas populações foram as primeiras à responderem ao desastre e dependem da biodiversidade local para sua sobrevivência. Os impactos foram potencializados nas áreas de proteção ambiental (APAs) onde estão situadas essas comunidades, devido a especificidade e diversidade do ecossistema local. A situação se agravou ainda mais, devido a falta de preparo do setor saúde que não ofereceu orientações adequadas, investigação em saúde ou assistência qualificada às pessoas afetadas. Objetivo: Este estudo investigou a associação entre exposição ao óleo e a presença de sintomas físicos como marcadores compatíveis para ansiedade, em pescadores(as) artesanais de comunidades tradicionais residentes em duas APAs atingidas pelo derramamento. Método: estudo epidemiológico de corte transversal realizado entre o ano de 2021 e 2022. Um questionário estruturado e validado pelo método Delphy foi aplicado a 377 pescadores artesanais residentes em APAs nos estados Sergipe e Bahia. Após as análises estatísticas descritivas e exploratória dos dados seguiu-se a modelagem com regressão de Poisson robusta em separado para cada desfecho. Resultados: Os resultados mostraram associação positiva entre a presença de três ou mais sintomas em expostos pela via inalatória (Razão de Prevalência - RP = 3,0; IC95%: 1,6-5,5), pela via cutânea (RP = 2,2; IC95%: 1,5-3,3) e pela via gástrica (RP = 3,4; IC95%: 2,5-4,6), em relação aos indivíduos com menor exposição. Pescadores(as) desacompanhados apresentaram uma prevalência 50% maior de três ou mais sintomas que os indivíduos acompanhados e, a prevalência foi 2,7 vezes maior entre os pescadores(as) que necessitaram de atendimento médico que os que não necessitaram, desta assistência. Conclusão: Observou-se uma maior ocorrência de sintomas físicos que contribuem como marcadores compatíveis para ansiedade, entre os(as) pescadores(as) mais expostos(as). Ao considerar esses marcadores como potenciais intensificadores de estresse crônico e consequentemente influir em impactos negativos na saúde física e mental. Conclui-se, que os efeitos observados podem se caracterizar como intensificadores de vulnerabilidades presenciadas nas comunidades tradicionais nos estados Sergipe e Bahia, se sobrepondo sobre as dimensões da vida desses pescadores(as), através de aspectos no âmbito social, pessoal e ocupacional.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Traditional fishing communities were severely impacted by the oil spill that occurred on the Brazilian coast in 2019. Fishers were among the first to respond to the disaster and depend on local biodiversity for their survival. The impacts were amplified in the environmental protection areas (APAs) where fishing communities are located, due to the unique and diverse local ecosystem. The situation was further aggravated by the unpreparedness of the health sector, which failed to provide adequate guidance, research, or qualified assistance to those affected. Purpose: This study investigated the association between oil exposure and the presence of physical symptoms as compatible markers for anxiety in artisanal fishers from traditional communities residing in two APAs affected by the spill. Method: A cross-sectional epidemiological study was conducted between 2021 and 2022. A structured questionnaire validated by the Delphy method was administered to 377 artisanal fishers residing in APAs in the states of Sergipe and Bahia. Descriptive and exploratory statistical analyses of the data were conducted by modeling with robust Poisson regression separately for each outcome. Results: A positive association was observed between the presence of three or more symptoms in those exposed through inhalation (Prevalence Ratio - PR = 3.0; 95%CI: 1.6-5.5), skin contact (PR = 2.2; 95%CI: 1.5-3.3), and gastric route (PR = 3.4; 95%CI: 2.5-4.6), compared to individuals with lower exposure. Respondents who were married or lived with a partner had a 50% higher prevalence of three or more symptoms than single and widowed respondents. The prevalence of three or more symptoms was 2.7 times higher among fishers who required medical attention than those who did not. Conclusion: A greater occurrence of physical symptoms that contribute as compatible markers for anxiety was observed among the most exposed fishers. These markers are potential intensifiers of chronic stress, demonstrating risk of negative impacts on physical and mental health. The observed effects can be characterized as intensifying vulnerabilities seen in traditional communities in the states of Sergipe and Bahia, overlapping the dimensions of these fishers’ lives, through aspects in the social, personal and occupational spheres.

5
  • ELAINE DE SOUZA REIS
  • VIOLÊNCIA NO TRABALHO E TRANSTORNOS MENTAIS COMUNS EM TRABALHADORES DA SAÚDE EM TRÊS MUNICÍPIOS BAIANOS.

  • Orientador : FERNANDO RIBAS FEIJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO RIBAS FEIJO
  • MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • PALOMA DE SOUSA PINHO FREITAS
  • Data: 01/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Durante a pandemia de COVID-19, os trabalhadores da saúde ganharam reconhecimento pela sua importância para o bem-estar social, sendo inclusive chamados de “heróis” pelos veículos de imprensa. Entretanto, juntamente com esse reconhecimento, também foram reveladas fragilidades no ambiente de trabalho, como a exposição à violência. Devido à convivência diária com o sofrimento humano, esses trabalhadores se tornam alvos fáceis para o acúmulo de frustrações, estresse, medos e anseios por parte dos pacientes, amigos e familiares que, em momentos de angústia e desespero, podem manifestar comportamentos violentos. Da mesma forma, a organização do trabalho, com exacerbação de estressores ocupacionais e sobrecarga laboral, torna o ambiente de trabalho suscetível a outras violências, como agressões e assédio entre colegas. Ao mesmo tempo, os TMC têm mostrado um crescimento significativo, principalmente entre os trabalhadores da saúde nos últimos anos, sendo responsáveis por uma das 5 principais causas de afastamento do trabalho e a terceira causa de concessão de benefícios pela Previdência Social. Esse contexto do trabalho em saúde, com estressores e situações de violência, está associado a maior ocorrência de problemas de saúde mental, como os Transtornos Mentais Comuns (TMCs), o que pode ser agravado na conjunta brasileira durante a pandemia de COVID-19.


    Objetivos: Dessa forma, essa dissertação objetivou analisar a associação entre a exposição à violência no trabalho e TMC em trabalhadores da saúde da atenção primária e média complexidade em três municípios baianos, no nordeste brasileiro. Métodos: Realizou-se um estudo epidemiológico de corte transversal analítico, com uma amostra representativa dos trabalhadores da saúde de três municípios do Estado da Bahia: Feira de Santana, São Gonçalo dos Campos e Cruz das Almas. A população alvo foi composta por trabalhadores/as da saúde da Atenção Primária e Média Complexidade. A coleta de dados foi iniciada em março de 2021, e finalizada em maio de 2022. O desfecho dos transtornos mentais comuns foi avaliado pelo Self-Report Questionnaire (SRQ-20), enquanto a exposição à violência foi avaliada a partir de perguntas específicas sobre agressões e violências no trabalho, que incluíram o questionário estruturado e blocos de perguntas pertinente ao tema.  Os aspectos psicossociais do trabalho foram avaliados por meio da escala de Desequilíbrio Esforço-recompensa (ERI).


    Resultados:  A amostra final deste estudo consistiu em 1.011 participantes, respondentes dos questionários utilizados e com informações completas acerca das variáveis de interesse. A prevalência de TMCs entre trabalhadores da saúde da atenção primária e média complexidade foi de 35,8%. Trabalhadores expostos a situações violentas apresentaram 2,1 vezes maior chance de apresentarem o desfecho (OR = 2,14; IC 95% 1,37- 3,35), mesmo após ajuste para fatores de confusão. Fatores psicossociais do trabalho como desequilíbrio esforço e recompensa, e comprometimento excessivo também estiveram associados positivamente aos TMC.


    Discussão: Os achados confirmam a hipótese de que a violência no trabalho em saúde, no contexto pós-pandemia de COVID-19, está associada aos TMCs, sendo a violência um fator de risco à saúde independente. Os resultados são consistentes com a literatura prévia de outros países e de outros contextos. Demonstrou-se também alta prevalência de TMCs entre os trabalhadores da saúde da atenção primária e média complexidade, o que aponta para a necessidade de ações preventivas e de promoção da saúde para esse grupo de trabalhadores no âmbito do Sistema Único de Saúde. Diferentemente de fatores sociodemográficos e de perfil ocupacional, que não se associaram ao desfecho, os estressores psicossociais do trabalho, como o desequilíbrio entre esforços e recompensas e o comprometimento excessivo também merecem atenção, tendo apresentado medidas de efeito de grande magnitude, o que sugere que as intervenções que minimizem a violência no trabalho e seus possíveis efeitos na saúde mental devem focar na organização do trabalho e nos determinantes sociais da saúde.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: During the COVID-19 pandemic, health workers gained recognition for their importance for social well-being, and were even called “heroes” by the press. However, along with this recognition, weaknesses in the work environment were also revealed, such as exposure to violence. Due to their daily coexistence with human suffering, these workers become easy targets for the accumulation of frustrations, stress, fears and desires on the part of patients, friends and family members who, in moments of anguish and despair, can manifest violent behavior. Likewise, the organization of work, with the exacerbation of occupational stressors and work overload, makes the work environment susceptible to other violence, such as aggression and harassment between colleagues. At the same time, CMDs have shown significant growth, especially among health workers in recent years, being responsible for one of the 5 main causes of absence from work and the third cause of granting benefits by Social Security. This context of health work, with stressors and situations of violence, is associated with a greater occurrence of mental health problems, such as Common Mental Disorders (CMDs), which may be aggravated in the Brazilian community during the COVID-19 pandemic. Objectives: Therefore, this dissertation aimed to analyze the association between exposure to violence at work and CMD in primary and medium complexity health care workers in three municipalities in Bahia, in northeastern Brazil. Methods: An analytical cross-sectional epidemiological study was carried out, with a representative sample of health workers from three municipalities in the State of Bahia: Feira de Santana, São Gonçalo dos Campos and Cruz das Almas. The target population was made up of health workers in Primary Care and Medium Complexity. The final sample of this study consisted of 1,011 participants, respondents to the questionnaires used. Data collection began in March 2021, and ended in May 2022. The outcome of common mental disorders was assessed using the Self-Report Questionnaire (SRQ-20), while exposure to violence was assessed using specific questions about aggression and violence at work, which included a structured questionnaire and blocks of questions relevant to the topic. The psychosocial aspects of work were assessed using the Effort-Reward Imbalance (ERI) scale. Results: The final sample of this study consisted of 1,011 participants, respondents to the questionnaires used and with complete information about the variables of interest. The prevalence of CMDs among 1,011 primary and medium complexity healthcare workers was 35.8%. Workers exposed to violent situations were 2.1 times more likely to experience the outcome (OR = 2.14; 95% CI 1.37- 3.35), even after adjusting for confounding factors. Psychosocial work factors such as effort and reward imbalance and excessive commitment were also positively associated with CMD. Discussion: The study findings confirm the hypothesis that violence in healthcare work, in the post-COVID-19 pandemic context, is associated with CMDs, with violence being an independent health risk factor. The results are consistent with previous literature from other countries and other contexts, as they demonstrate that individuals who experience violent situations in their work environment have a greater chance of CMD, with violence being an independent health risk factor. The results also demonstrated the high prevalence of CMDs among primary and medium complexity healthcare workers, which points to the need for preventive and health promotion actions for this group of workers within the scope of the Unified Health System. Unlike sociodemographic and occupational profile factors, which were not associated with the outcome, other psychosocial work stressors, such as the imbalance between efforts and rewards and the excessive commitment of these health workers also deserve attention, having presented effect measures of great magnitude and, which suggests that interventions that minimize violence at work and its possible effects on mental health should focus on work organization and social determinants of health.

6
  • LEIDINEIA DA SILVA MORAES SANTOS
  • IMPACTOS SOCIOECONÔMICOS DO DERRAMAMENTO DE PETRÓLEO E DA PANDEMIA DE COVID-19 NOS(AS)
    PESCADORES(AS) ARTESANAIS DE TRÊS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DA BAHIA.

  • Orientador : TEREZA MAGALHAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILA ROCHA FALCÃO
  • JULIANA DOS SANTOS MÜLLER
  • TEREZA MAGALHAES
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 30/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Recentemente, em agosto de 2019, ocorreu um desastre ambiental na costa
    brasileira considerado o maior incidente envolvendo petróleo do país. Isso desencadeou
    impactos sem precedentes para as áreas e pessoas atingidas, principalmente para pescadores(as)
    artesanais que tiveram seu ambiente de trabalho e moradia severamente afetados sem previsão

    de recuperação. Esse cenário foi ainda mais agravado com os efeitos da pandemia da COVID-
    19, exacerbando a vulnerabilidade socioeconômica dessa população costeira. Objetivo: Avaliar

    os impactos socioeconômicos do derramamento de petróleo e da COVID-19 em comunidades
    pesqueiras artesanais de três unidades de conservação da Bahia. Método: Estudo de corte
    transversal, com 947 pescadores(as) e marisqueiras residentes em três unidades de conservação
    da Bahia: duas Reservas extrativistas (Canavieiras e Corumbau) e uma Área de Proteção
    Ambiental (APA Litoral Norte). A coleta dos dados ocorreu entre janeiro a novembro de 2021,
    realizadas por meio de entrevistas individuais, através de questionário estruturado e validado
    pelo método Delphi. Foram realizadas análises descritivas das variáveis socioeconômicas e
    ocupacionais por unidade de conservação e utilizado o teste de Qui-quadrado para verificar a
    associação entre redução na renda, impacto na atividade pesqueira e variáveis
    sociodemográficas com as unidades de conservação. Resultados: Observou-se um impacto

    expressivo na comercialização do pescado durante o derramamento de petróleo e da COVID-
    19; e um declínio significativo na renda de pescadores (as) e marisqueiras, chegando a uma

    perda entre 50% a 100% no rendimento mensal na maioria dos casos com o desastre ambiental.
    Observou-se que existe associação entre as unidades de conservação e a redução na renda, como
    também entre as unidades de conservação e as variáveis relacionadas a atividade pesqueira
    (produção, venda, demanda, preços, e outras com fins comerciais). Conclusão: Os dados
    apresentados demonstram que o derramamento de petróleo nas áreas de estudo, seguido pela
    pandemia da COVID-19, causaram um impacto significativo nas condições socioeconômicas
    das comunidades pesqueiras locais, exacerbando a vulnerabilidade já existente. Neste contexto,
    faz-se necessário a implementação de políticas públicas mais robustas e estruturadas nas
    comunidades pesqueiras, visando garantir uma equidade social e econômica, reduzindo a
    exposição e vulnerabilidade a possíveis eventos/desastres futuros. Além disso, é essencial
    potencializar as políticas ambientais das unidades de conservação, o que garantirá a manutenção
    e sustentabilidade dos povos tradicionais, promovendo projetos sustentáveis e uma geração de
    renda.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Recently, in August 2019, an environmental disaster occurred on the Brazilian
    coast, considered the country's largest incident involving oil. This triggered unprecedented
    impacts for the affected areas and people, particularly for artisanal fishermen who had their
    work and living environment severely affected with no prospect of recovery. This scenario was
    further exacerbated by the effects of the COVID-19 pandemic, intensifying the socioeconomic
    vulnerability of this coastal population. Objective: To assess the socioeconomic impacts of the
    oil spill and COVID-19 on artisanal fishing communities in three conservation units in Bahia.
    Method: Cross-sectional study, with 947 fishermen and women and shellfish gatherers residing
    in three conservation units in Bahia: two Extractive Reserves (Canavieiras and Corumbau) and
    one Environmental Protection Area (APA Litoral Norte). Data collection took place between
    January and November 2021, through individual interviews using a structured questionnaire
    validated by the Delphi method. Descriptive analyses of socioeconomic and occupational
    variables were conducted by conservation unit, and the chi-square test to check the association
    between income reduction, impact on fishing activity, and sociodemographic variables with
    conservation units. Results: There was a significant impact on fish sales during the oil spill and
    COVID-19, and a significant decline in fishermen's and shellfish gatherers income, with a loss
    of between 50% to 100% of monthly earnings in most cases due to the environmental disaster.
    An association was observed between conservation units and income reduction, as well as
    between conservation units and variables related to fishing activity (production, sales, demand,
    prices, and others for commercial purposes). Conclusion: The data presented demonstrate that
    the oil spill in the study areas, followed by the COVID-19 pandemic, caused a significant impact
    on the socioeconomic conditions of local fishing communities, exacerbating existing
    vulnerability. In this context, it is necessary to implement more robust and structured public
    policies in fishing communities, aiming to ensure social and economic equity, reducing
    exposure and vulnerability to possible future events/disasters. Additionally, it is essential to
    strengthen the environmental policies of conservation units, which will ensure the maintenance
    and sustainability of traditional peoples, promoting sustainable projects and income generation.

2023
Dissertações
1
  • MILENA NOGUEIRA AZEVEDO
  • SOFRIMENTO PSÍQUICO E VULNERABILIDADE SOCIAL EM TRABALHADORES COM COVID LONGA

     

     

  • Orientador : KÊNYA LIMA DE ARAÚJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNO CHAPADEIRO RIBEIRO
  • KÊNYA LIMA DE ARAÚJO
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • Data: 09/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Covid Longa é caracterizada por modificações e sintomatologias multissistêmicas que afetam por semanas, meses ou até mesmo anos, um contingente expressivo de pessoas acometidas pelo novo coronavírus (sars-cov-2) após a recuperação da fase aguda. Apesar disso, a literatura nacional e internacional sobre o tema ainda é incipiente, principalmente sobre prejuízos para a saúde mental e vulnerabilidade social de trabalhadores acometidos pela doença. Objetivo: Compreender os impactos psíquicos da Covid Longa e a vulnerabilidade social em trabalhadores acompanhados em um ambulatório público de Salvador-Bahia. Metodologia: Neste estudo qualitativo, analítico-descritivo, foram entrevistados entre abril e junho de 2022, onze trabalhadores com Covid Longa cujas narrativas foram analisadas à luz da hermenêutica-dialética de Hans-Georg Gadamer e teorias das Ciências Sociais e Humanas em Saúde, especialmente, sob o enfoque de gênero. Resultados e Discussão: A pesquisa mostrou que o sofrimento psíquico dos trabalhadores surgiu ou foi intensificado após a experiência de adoecimento por Covid-19, há medo de retornar ao trabalho devido às sequelas da Covid Longa, bem como confirmou a relação entre o adoecimento por Covid Longa e a vulnerabilidade social dos trabalhadores devido a precarização dos vínculos trabalhistas. Além disso, revelou uma intensificação da feminização do cuidado na pandemia de Covid-19 que acarretou em sobrecarga das mulheres. Considerações finais: O estudo contribuiu para revelar a urgência do reconhecimento dos impactos da Covid Longa na vida socioprofissional dos trabalhadores, a exemplo do entrave para o retorno ao trabalho e agravamento dos processos de opressão de gênero, raça e classe. Espera-se ainda que os resultados desta pesquisa contribuam no desenvolvimento de ações e políticas de amparo social, de atenção psicossocial aos sobreviventes da pandemia e possam suscitar o reconhecimento da necessidade de reparação para aqueles que vivem com sequelas em sua saúde mental e vulnerabilidade decorrentes da Covid Longa. Demarca-se, portanto, que o Brasil precisa de um Plano de Ação urgente para uma resposta eficaz ao problema, ainda inexplorado pelas três esferas governamentais.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The Long Covid is characterized by multisystemic changes and symptoms that affect for weeks, months or even years, a significant contingent of people affected by the new coronavirus (sars-cov-2) after recovery from the acute phase. Despite this, national and international literature on the subject is still incipient, especially on damage to the mental health and social vulnerability of workers affected by the disease. Objective: To understand the psychic impacts of Covid Longa and the social vulnerability of workers monitored at a public clinic in Salvador-Bahia. Methodology: In this qualitative, analytical-descriptive study, between April and June 2022, eleven workers with Covid Longa were interviewed, whose narratives were analyzed in the light of the hermeneutic-dialectics of Hans-Georg Gadamer and other theories of the Social and Human Sciences in Health, especially from a gender perspective. Results: The research showed that the psychological distress of workers arose or was intensified after the experience of illness due to Covid-19, there is a fear of returning to work due to the sequelae of Covid Long, as well as confirming the relationship between illness due to Covid Long and the social vulnerability of workers due to precarious employment relationships. In addition, it revealed an intensification of the feminization of care in the Covid-19 pandemic, which resulted in an overload of women. Final considerations: The study contributed to revealing the urgency of recognizing the impacts of Covid Longa on the socio-professional life of workers, such as the obstacle to returning to work and the aggravation of processes of gender, race and class oppression. It is also hoped that the results of this research will contribute to the development of actions and policies of social support, of psychosocial care for survivors of the pandemic and may raise the recognition of the need for reparation for those who live with sequelae in their mental health and vulnerability resulting from the Covid Long. It is clear, therefore, that Brazil needs an urgent Action Plan for an effective response to the problem, still unexplored by the three spheres of government.

2
  • DANILO GIL FIGUEIREDO
  • Conhecimento e percepção de trabalhadores expostos a ruído sobre saúde auditiva

  • Orientador : ANA PAULA CORONA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA CORONA
  • MARIA LUCIA VAZ MASSON
  • TATIANE COSTA MEIRA
  • Data: 28/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Investigar o conhecimento e a percepção de trabalhadores expostos a ruído sobre saúde auditiva. Métodos: Estudo transversal desenvolvido com trabalhadores expostos a ruído, no período de agosto a outubro de 2021 no Serviço Social da Indústria para realização dos exames ocupacionais. Foram coletadas informações sociodemográficas, ocupacionais, de saúde auditiva por meio de questionário autoaplicado sobre crenças e atitudes sobre prevenção de perda auditiva. Dados sobre condição audiológica e segmento da empresa destes trabalhadores foram extraídos do prontuário digital da instituição. Foram incluídos os trabalhadores com histórico de pelo menos um ano como funcionário ativo da empresa contratante e excluídos aqueles que não preencheram o questionário na sua totalidade. Resultados: Participaram do estudo 90 trabalhadores, a maioria do sexo masculino, com menos de 60 anos, e com pelo menos segundo grau completo. O segmento de construção civil representou 32% da amostra. A maioria usava protetor do tipo plug, com exposição ao ruído há menos de 10 anos, e último treinamento de proteção auditiva há mais de um ano. O diagnóstico de audição normal foi identificado em 71,1% dos trabalhadores, e a maioria não reportou queixa auditiva. A mediana do escore total do questionário foi de 56,5, sendo o escore maior observado na área temática seis e o menor na área temática 10. Verificou-se que o segmento de Metalurgia/Petroquímica possui um maior nível de conhecimento em proteção auditiva comparado aos demais. Maior tempo de exposição ao ruído apresentou correlação com um maior nível de conhecimento sobre saúde auditiva dos trabalhadores expostos a ruído. Conclusão: Os achados do presente estudo colaboram na identificação de temas de menor conhecimento sobre saúde auditiva de trabalhadores expostos a ruído, os quais devem ser priorizados em treinamentos de Programas de Conservação Auditiva. Adicionalmente, revelam fatores que influenciam no nível de conhecimento sobre saúde auditiva e que podem ser considerados na elaboração de estratégias para favorecer a saúde auditiva destes trabalhadores.


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To investigate the knowledge and perception of workers exposed to noise about hearing health. Methods: Cross-sectional study carried out with workers exposed to noise, from August to October 2021 at the Social Service of Industry to carry out occupational exams. Sociodemographic, occupational and hearing health information was collected through a self-applied questionnaire on beliefs and attitudes about hearing loss prevention. Data about audiological condition and segment of the company of these workers were extracted from the institution's digital medical record. Workers with a history of at least one year as an active employee of the contracting company were included, and those who did not complete the questionnaire in its entirety were excluded. Results: 90 workers participated in the study, most of them male, under 60 years old, and with at least high school education. The civil construction segment represented 32% of the sample. Most wore plug auricular protectors, had been exposed to noise for less than 10 years, and had last been trained in hearing protection for over a year. The diagnosis of normal hearing was identified in 71.1% of the workers, and the majority did not report hearing complaints. The median of the total score of the questionnaire was 56.5, with the highest score observed in thematic area six and the lowest in thematic area 10. It was verified that the Metallurgy/Petrochemical segment has a higher level of knowledge in hearing protection compared to others. Longer exposure time to noise correlated with a higher level of knowledge about hearing health of workers exposed to noise. Conclusion: The findings of the present study contribute to the identification of topics of lesser knowledge about the hearing health of workers exposed to noise, which should be prioritized in training for Hearing Conservation Programs. Additionally, they reveal factors that influence the level of knowledge about hearing health and that can be considered in the elaboration of strategies to favor the hearing health of these workers.

3
  • Laís Lima de Jesus
  • SABERES E PRÁTICAS ALIMENTARES DE MARISQUEIRAS DA ILHA DE ITAPARICA/BA E SUA RELAÇÃO COM A SAÚDE

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • KÊNYA LIMA DE ARAÚJO
  • LILIANE DE JESUS BITTENCOURT
  • Data: 20/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • A pesca artesanal é desenvolvida por produtores autônomos, cuja produção destina-se ao consumo próprio e ao mercado local. A atividade pesqueira artesanal é expressiva para a economia brasileira. Apesar da sua importância, muitas comunidades de pescadores de pequena escala vivem em condições de exclusão. As marisqueiras são mulheres que trazem em suas vivências as marcas das disparidades étnico-raciais e têm suas vidas marcadas pela vulnerabilidade socioeconômica, expostas a condições precárias de trabalho e diversos riscos à saúde. Nesse sentido, este estudo tem o objetivo de relacionar os saberes e as práticas alimentares de marisqueiras da Ilha de Itaparica com suas condições de trabalho e estado de saúde. O estudo utilizou a abordagem qualitativa, descritiva, de caráter analítico. Foram realizadas entrevistas individuais semiestruturadas e aplicação da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar. A análise das narrativas foi realizada com base na hermenêutica-dialética. Os resultados revelaram que a mariscagem possibilita as pescadoras artesanais suprimentos básicos para subsistência, contudo as condições precárias de trabalho comprometem a qualidade de vida e repercute negativamente nas condições de saúde, assim como a insegurança alimentar e nutricional, que é uma realidade entre as pescadoras, mesmo a mariscagem sendo um método direto e indireto de acesso aos alimentos. Conclui-se que faz-se necessário a compreensão do processo de trabalho com a mariscagem e suas respectivas relações com os aspectos condicionantes do processo saúde/doença, visando uma abordagem inclusiva da atenção à saúde e da vigilância a saúde do trabalhador, para proporcionar o suporte necessário a essa população, assim como a criação de políticas institucionais para essa categoria de trabalhadores. Considera-se de extrema importância a identificação e caracterização dos determinantes das diversas formas de insegurança alimentar e nutricional de modo a fomentar a elaboração e implementação de políticas públicas de combate à fome e a pobreza.


  • Mostrar Abstract
  • Artisanal fishing is developed by autonomous producers, whose production is intended for their own consumption and the local market. The artisanal fishing activity is significant for the Brazilian economy. Despite their importance, many small-scale fishing communities live in conditions of exclusion. The shellfish gatherers are women who bring in their experiences the marks of disparities of ethnic-racial disparities and have their lives marked by socioeconomic vulnerability, exposed to precarious working conditions and various health risks. In this sense, this study aims to relate the knowledge and eating practices of shellfish gatherers on the island of Itaparica with their working conditions and health status. The study used the descriptive qualitative approach, of an analytical nature. Semi-structured individual interviews and application of the Brazilian Food Insecurity Scale were conducted. The analysis of the narratives was performed based on hermeneutics-dialectics. The results revealed that the mariscing makes it possible to artisanal shellfish gatherers basic supplies for subsistence, however the conditions precarious work conditions compromises the quality of life and has a negative impact on health conditions, as well as food and nutrition insecurity, which is a reality among fishermen, even the mariscagem being a direct and indirect method access to food. It is concluded that it is necessary to understand the work process with the shellfish gatherers and its respective relationships with the conditioning aspects of the health/disease process, aiming at an inclusive approach to health care and surveillance to workers' health, in order to provide the necessary support to this population, as well as the creation of institutional policies for this category of workers. It is considered extremely important to identify and characterize the determinants of the various forms of food and nutritional insecurity in order to promote the development and implementation of public policies to combat hunger and poverty.

4
  • KATIENE DO SACRAMENTO SUZART
  • Associação entre Trabalho em Turnos e Noturno e Transtornos Mentais Comuns em Servidores Públicos Brasileiros: Análise da Linha de Base do ELSA-Brasil

  • Orientador : FERNANDO RIBAS FEIJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO RIBAS FEIJO
  • KARINA ARAUJO PINTO
  • TANIA MARIA DE ARAUJO
  • Data: 06/04/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Os transtornos mentais comuns (TMC) são caracterizados por quadros de ansiedade, irritabilidade, fadiga crônica e sintomas psicossomáticos, sendo considerados uma das principais causas de adoecimento em adultos e relevante problema de saúde pública, sobretudo no Brasil, por representarem a terceira causa de aposentadoria por invalidez e auxílio-doença. As condições laborais, as jornadas e a organização do trabalho são fatores que influenciam a saúde física e mental dos trabalhadores, tendo vários estudos epidemiológicos que apontam o trabalho em turnos e noturno como fator de risco para doenças crônicas, incluindo os transtornos mentais. No entanto, a maioria dos estudos que avaliam o trabalho em turnos como determinante da saúde provém de países de alta renda, sendo escassos em países de baixa e média renda, como é o caso do Brasil. Objetivo: A dissertação teve como objetivo analisar a associação entre trabalho em turnos e noturno e transtornos mentais comuns em participantes da linha de base da coorte ELSA-Brasil. Métodos: Este trabalho integra o Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA- Brasil), estudo de coorte multicêntrico brasileiro, do qual fazem parte seis Centros de Investigação de diferentes estados (Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo). O artigo resultado desta dissertação realizou uma análise transversal com dados da linha de base (ano de 2008) do ELSA-Brasil. A amostra foi composta por 11.679 trabalhadores ativos de seis estados brasileiros. Os TMC foram avaliados pelo Clinical Interview Schedule-Revised (CIS-R). Por meio de questionário estruturado, avaliaram-se variáveis sociodemográficas, comportamentais e ocupacionais. Para examinar as associações de interesse, foram feitas análises bivariadas (variáveis independentes e desfecho) e multivariáveis (associação entre trabalho por turnos e TMC, ajustando para confundidores) por meio de regressão logística, estimando Razões de Odds e intervalos de confiança em 95%. Resultados: Foi produzido um artigo como resultado da dissertação, o qual mostrou que a prevalência de TMC na população estudada foi de 27,9%. Cerca de 36,5% realizavam trabalho em turnos, sendo 14,7% diurno, 6,8% noturno e 15,0% misto. Ser do sexo feminino, ser preto ou pardo, ter entre 35 e 44 anos, possuir somente o ensino médio, ser separado ou viúvo e ter um trabalho de alto desgaste foram associados a maior prevalência de TMC. Os trabalhos em turno noturno e misto (diurno e noturno), respectivamente, foram associados a uma chance 21% (OR=1,21, IC95%1,02-1,42) e 18% maior (OR=1,18, IC95%1,05-1,33) de TMC, em comparação a quem não realiza trabalho em turnos. O trabalho em turnos diurno não foi associado a TMC. Análises estratificadas sugeriram que o sexo pode ser um modificador de efeito da associação investigada. Discussão: Os resultados corroboraram achados de estudos de países de alta e média renda, destacando o trabalho em turnos como fator de risco para TMC, o que remete às formas de organização do trabalho na sociedade contemporânea. Outros fatores sociodemográficos e do trabalho podem contribuir para a ocorrência dos TMC. O trabalho em turnos, particularmente quando realizado à noite, pode promover mudanças comportamentais e de estilo de vida que afetam a saúde mental, devendo ser foco de medidas de prevenção de condições crônicas como os TMC. Análises longitudinais, que considerem os fatores de confusão e de interação incluídos neste estudo, além de eventuais mediadores, são ainda necessárias para aprofundar o entendimento acerca da associação entre trabalho em turnos e noturno e transtornos mentais, particularmente em países de baixa e média renda como o Brasil.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Common mental disorders (CMD) are characterized by anxiety, irritability, chronic fatigue and psychosomatic symptoms, being considered one of the main causes of illness in adults and a relevant public health problem, especially in Brazil, as they represent the third cause of retirement for disability and sickness benefits. Working conditions, number of work hours and the work organization are factors that influence the physical and mental health of workers, with several epidemiological studies pointing to shift and night work as a risk factor for chronic diseases, including mental disorders. However, most studies that assess shift work as a determinant of health come from high-income countries, being scarce in low- and middle-income countries such as Brazil. Objectives: The dissertation aimed to analyze the association between shift and night work and common mental disorders in baseline participants of the ELSA-Brasil cohort. Methods: This study is part of the Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil), a Brazilian multicenter cohort study, which includes six Research Centers from different states (Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul and São Paulo). The manuscript resulting from this dissertation carried out a cross-sectional analysis with data from the baseline (year 2008) of the ELSA-Brasil. The sample comprised 11,679 active workers from six Brazilian states. CMD were evaluated using the Clinical Interview Schedule-Revised (CIS-R). Using a structured questionnaire, sociodemographic, behavioral, and occupational variables were evaluated. To examine the associations of interest, bivariate (independent variables and outcome) and multiple regression analyzes (association between shift work and CMD, adjusting for confounders) were performed using logistic regression, estimating Odds Ratios and 95% confidence intervals. Results: The manuscript, written as the main result of the dissertation, presented the findings and showed that the prevalence of CMD was 27.9% in the studied population. About 36.5% did shift work, 14.7% daytime work, 6.8% night work, and 15.0% mixed. Being female, being black or brown, being between 35 and 44 years old, having only completed high school, being separated or widowed, and exposed to job strain were associated with a higher prevalence of CMD. Night and mixed shift work (day and night), respectively, were associated with 21% (OR=1.21, 95%CI 1.02-1.42) and 18% greater chance (OR=1.18, CI95%1.05-1.33) of CMD, compared to those who did not do shift work. Day shift work was not associated with CMD. Stratified analyzes suggested that gender may be an effect modifier of the investigated association. Discussion: The results corroborate the findings of studies in high- and middle-income countries, highlighting shift work as a risk factor for CMD, which is related to the work organization in contemporary society. Other sociodemographic and work factors may contribute to the occurrence of CMD. Shift work, particularly when performed at night, can promote behavioral and lifestyle changes that affect mental health, and should be the focus of measures to prevent chronic conditions such as CMD. Longitudinal analyses, which consider the confounding and interaction factors included in this study, in addition to possible mediators, are still needed to deepen the understanding of the association between shift and night work and mental disorders, particularly in low- and middle-income countries like Brazil.
5
  • Fernanda Veloso Costa Menezes
  • TRABALHADORES INVISÍVEIS DA SAÚDE NO CONTEXTO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DURANTE A PANDEMIA COVID-19

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • ALAIN LUCIEN LOUIS COULON
  • ROBSON DA FONSECA NEVES
  • MARCELO EDUARDO PFEIFFER CASTELLANOS
  • Data: 25/04/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esse artigo apresenta a trajetória dos trabalhadores da Atenção Primária à Saúde no contexto da pandemia Covid-19, seus desafios e enfrentamentos. Frente ao pânico instalado pelo Coronavírus e em meio ao desequilíbrio sanitário, político, econômico e social, surge um questionamento que nos levou à investigação: Como os trabalhadores invisíveis da Estratégia de Saúde da Família enfrentaram a pandemia Covid-19 no que diz respeito ao cotidiano de trabalho e familiar e quais implicações na sua saúde? O principal objetivo deste estudo é analisar, frente a pandemia Covid-19, como os trabalhadores invisíveis da Estratégia de Saúde da Família enfrentaram o cotidiano de trabalho e familiar e seus reflexos na saúde. Lançamos mão da abordagem qualitativa visando uma aproximação do fenômeno em estudo. A pesquisa foi desenvolvida em três Distritos Sanitários (DS) do município de Salvador – Bahia e em cada DS, foram selecionadas duas Unidades de Saúde da Família (USF). A produção dos dados se deu por meio de entrevistas remotas e presenciais, realizadas em profundidade. Os resultados revelaram que, apesar de todas as dificuldades, esses trabalhadores mantiveram-se resistentes e conseguiram construir estratégias para lidar com o momento e garantir a manutenção da assistência.


  • Mostrar Abstract
  • This article presents the trajectory of Primary Health Care workers in the context of the Covid19 pandemic, their challenges and confrontations. Faced with the panic caused by the Coronavirus and amid the health, political, economic and social imbalance, a question arises that led us to the investigation: How did the invisible workers of the Family Health Strategy face the Covid-19 pandemic with regard to their daily work and family life and what implications did they have for their health? The main objective of this study is to analyze, in the face of the Covid-19 pandemic, how the invisible workers of the Family Health Strategy faced their daily work and family life and its effects on health. We used a qualitative approach aiming at approaching the phenomenon under study. The research was carried out in three Sanitary Districts (DS) in the city of Salvador - Bahia and in each DS, two Family Health Units (FHU) were selected. Data production took place through remote and face-to-face interviews, carried out in depth. The results revealed that, despite all the difficulties, these workers remained resistant and managed to build strategies to deal with the moment and guarantee the maintenance of assistance.

6
  • LORENA GOMES SANTOS
  • Relação entre artralgia persistente após diagnóstico de chikungunya e qualidade de vida, saúde mental e absenteísmo laboral.

  • Orientador : GUILHERME DE SOUSA RIBEIRO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE WANDERLEY CARDOSO
  • GUILHERME DE SOUSA RIBEIRO
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 06/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A chikungunya tipicamente se manifesta com febre e artralgia que pode
    persistir por meses a anos. A permanência das dores articulares por longos períodos pode
    ocasionar incapacidade para realizar atividades cotidianas. Objetivo: Descrever a qualidade
    de vida, saúde mental e impacto sobre o trabalho da persistência de artralgia em pacientes
    com chikungunya. Metodologia: Entre junho de 2019 e março de 2020, um estudo de
    vigilância para doenças febris e exantemáticas agudas identificou pacientes com evidência
    laboratorial (qRT-PCR ou Elisa IgM) de infecção pelo vírus chikungunya em uma Unidade de
    Pronto Atendimento de Salvador – Bahia. Entre outubro de 2021 e janeiro de 2022, os casos
    identificados com idade ≥ 18 anos foram entrevistados por telefone para coleta de dados
    sobre persistência da artralgia e o seu impacto. Os participantes que referiram dor articular
    por ≥90 dias foram classificados como tendo artralgia persistente e os demais sem artralgia
    persistente. Para avaliar a qualidade de vida foi utilizada a questão geral sobre
    autoavaliação de saúde do instrumento da escala SF-12 e para avaliar a saúde mental
    foram aplicados questionários das escalas PHQ-9 e GAD-7. Questões fechadas foram
    usadas para avaliar absenteísmo laboral. Frequências relativas e absolutas, e medidas de
    tendência central e dispersão foram calculadas para descrever os participantes e seus
    desfechos. O estudo foi aprovado no comitê de ética em pesquisa do Instituto Gonçalo
    Moniz. Resultados: Dos 63 casos de chikungunya entrevistados, 42 participantes (66,7%)
    apresentaram persistência da artralgia. Baixo nível de qualidade de vida foi relatado por
    68,3% daqueles com artralgia persistente e por 30,0% daqueles sem persistência da
    artralgia. Sintomas de ansiedade foram reportados por 43,9% e 35,0% daqueles com e sem
    persistência da artralgia, e sintomas de depressão por 24,4% e 5,0%, respectivamente.
    Afastamento laboral ocorreu em 83,0% e 50,0%, respectivamente. Conclusão: Embora o
    tamanho da amostra tenha limitado o poder para verificar se as diferenças eram
    estatisticamente significantes, o estudo reforça o impacto negativo da chikungunya para
    saúde mental, qualidade de vida e trabalho, ressaltando a necessidade do adequado
    dimensionamento dos serviços de saúde para garantir assistência psicológica e reabilitação
    aos pacientes.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Chikungunya typically manifests with fever and arthralgia that can persist for
    months to years. The permanence of joint pain for long periods can cause inability to perform
    daily activities. AIM: To describe the quality of life, mental health and impact on work of
    persistent arthralgia in patients with chikungunya. Methodology: Between June 2019 and
    March 2020, a surveillance study for febrile and acute rash illnesses identified patients with
    laboratory evidence (qRT-PCR or Elisa IgM) of chikungunya virus infection in an Emergency
    Care Unit in Salvador - Bahia. Between October 2021 and January 2022, identified cases
    aged ≥ 18 years were interviewed by telephone to collect data on persistence of arthralgia
    and its impact. Participants who reported joint pain for ≥90 days were classified as having
    persistent arthralgia and the others without persistent arthralgia. To assess quality of life, the
    general question about self-assessment of health from the SF-12 scale instrument was used,
    and to assess mental health, questionnaires from the PHQ-9 and GAD-7 scales were
    applied. Closed questions were used to assess work absenteeism. Relative and absolute
    frequencies, and measures of central tendency and dispersion were calculated to describe
    participants and their outcomes. The study was approved by the Research Ethics Committee
    of the Instituto Gonçalo Moniz. Results: Of the 63 cases of chikungunya interviewed, 42
    participants (66.7%) had persistent arthralgia. Low level of quality of life was reported by
    68.3% of those with persistent arthralgia and by 30.0% of those without persistent arthralgia.
    Anxiety symptoms were reported by 43.9% and 35.0% of those with and without persistent
    arthralgia, and symptoms of depression by 24.4% and 5.0%, respectively. Leave from work
    occurred in 83.0% and 50.0%, respectively. Conclusion: Although the sample size limited
    the power to verify whether the differences were statistically significant, the study reinforces
    the negative impact of chikungunya on mental health, quality of life and work, highlighting the
    need for adequate dimensioning of health services to guarantee psychological assistance
    and rehabilitation to patients.

7
  • Jéssica Silva da Silva
  • Pandemia de Covid-19 e suas transversalidades: avaliação de dor musculoesquelética entre docentes da rede privada de ensino durante o trabalho remoto, na primeira onda da pandemia

  • Orientador : TANIA MARIA DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JEFFERSON PAIXÃO CARDOSO
  • MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • TANIA MARIA DE ARAUJO
  • Data: 08/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O ensino remoto emergencial (ERE) foi uma estratégia pedagógica operacionalizada pelo uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), que garantiu a prática docente durante a situação de pandemia COVID-19. Objetivo: Avaliar os fatores associados à dor musculoesquelética (DME) em docentes da rede privada de ensino, durante o trabalho remoto na primeira onda da pandemia da COVID-19. Métodos: Estudo de corte transversal, descritivo e exploratório, com 1444 docentes de todos os níveis de ensino da rede particular da Bahia, por meio de formulário eletrônico contendo questões estruturadas para caracterização sociodemográfica, do trabalho remoto, dos hábitos de vida e da situação de saúde docente (presença de DME em membros superiores e em dorso ou costas). Foram realizadas análises descritivas, bivariadas e multivariadas. Resultados: A prevalência de dor musculoesquelética (DME) foi elevada, 70,6% de dor em membros superiores, e 69,9% em dor de coluna ou costa, sendo mais prevalente nas mulheres 74%. As variáveis associadas a DME nos docentes para membros superiores foram: sexo RP=1,18 IC95% (1,08-1,29), aumento do tempo dedicado ao trabalho RP=1,19 IC95% (1,08-1,30), dificuldade para organizar a agenda RP=1,14 IC95% (1,04-1,26) e satisfação consigo mesmo RP=1,11 IC95% (1,03-1,19). Para coluna ou costas: o sexo RP=1,22 IC95% (1,10-1,34), aumento do tempo dedicado ao trabalho RP=1,30 IC95% (1,18-1,44), dificuldade para organizar agenda RP=1,25 IC95% (1,12-1,39), dificuldade com aluno RP=1,15 IC95% (1,05-1,25) e sobrecarga doméstica RP=1,08 IC95% (1,01-1,15). Atividade de lazer estava negativamente associada à DME em membros superiores, RP=0,83 IC95% (0,77-0,89). Atividade física RP=0,90 IC95% (0,84-0,97), de lazer RP=0,90 IC95% (0,84-0,98) e idade > 40 anos RP=0,87 IC95% (0,81-0,93) em coluna ou costas. Houve diferenças entre os aspectos de gênero. Conclusões: Considerando que o ensino remoto fará parte da rotina de trabalho docente é necessária a incorporação nas políticas públicas em saúde do trabalhador/a, levando-se em consideração as desigualdades de gênero.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Emergency remote teaching (ERE) was a pedagogical strategy operationalized by Information and Communication Technologies (ICT), which ensured teaching practice during the COVID-19 pandemic situation. Objective: To assess the factors associated with musculoskeletal pain (MSD) in private school teachers during remote work during the first wave of the COVID-19 pandemic. Methods: Cross-sectional, descriptive and exploratory study, with 1444 teachers from all levels of education in the private network of Bahia, using an electronic form containing structured questions for sociodemographic characterization, remote work, life habits and the health status of teachers (presence of MSD in the upper limbs and in the back or back). Descriptive, bivariate and multivariate analyzes were performed. Results: The prevalence of musculoskeletal pain (MSD) was high, 70.6% pain in the upper limbs, and 69.9% pain in the spine or back, with 74% being more prevalent in women. The variables associated with MSD in teachers for upper limbs were: sex PR=1.18 CI95% (1.08-1.29), increased time dedicated to work PR=1.19 CI95% (1.08-1.30), difficulty organizing the agenda PR=1.14 CI95% (1.04-1.26) and satisfaction with oneself PR=1.11 CI95% (1.03-1.19). For spine or back: gender PR=1.22 CI95% (1.10-1.34), increase in time dedicated to work PR=1.30 CI95% (1.18-1.44), difficulty organizing schedule RP=1.25 CI95% (1.12-1.39), difficulty with student PR=1.15 CI95% (1.05-1.25) and domestic burden RP=1.08 CI95% (1.01-1.15). Leisure activity was negatively associated with MSD in the upper limbs, PR=0.8395%CI (0.77-0.89). Physical activity PR=0.90 CI95% (0.84-0.97), leisure PR=0.90 CI95% (0.84-0.98) and age > 40 years PR=0.87 CI95% (0.81-0.93) in spine or back. There were differences between gender aspects. Conclusions: Considering that remote teaching will be part of the teaching work routine, it is necessary to incorporate it into public policies on workers' health, taking into account gender inequalities.

8
  • Douglas Oliveira Carmo Lima
  • Planos multirrisco para o enfrentamento e resposta às emergências em Saúde Pública: uma revisão de escopo

     

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILA ROCHA FALCÃO
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • WASHINGTON LUIZ ABREU DE JESUS
  • Data: 21/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • O estudo tem como objetivo revisar a literatura para conhecer os instrumentos utilizados na estruturação de planos multirriscos para a mitigação e resposta às Emergências de Saúde Pública (ESP). Trata-se de uma revisão de escopo desenvolvida com base no protocolo e nas recomendações do Joanna Briggs Institute (JBI). As estratégias utilizadas para a busca dos estudos propiciaram a captura de 72 artigos, utilizando os termos “emergencies” or/and “disasters” or/and “Public health” or/and “Multi-risk plans”. Após a leitura dos estudos, 07 foram mantidos para a revisão. Os resultados demonstraram que os instrumentos utilizados na estruturação de planos multirriscos para o enfrentamento e resposta às ESP, ainda apresentam limitações e demandam um maior diálogo intra e intersetorial, além de uma maior governança no tema. Delphi foi o instrumento mais adequado para auxiliar a estruturação dos planos multirriscos para o enfrentamento e resposta às ESP, por apresentar uma abordagem intersetorial que contemple os multirriscos, ser de fácil aplicação e ter os custos reduzidos para colocá-lo em prática. Espera-se que esse estudo seja um precursor de revisões sistemáticas que possam evidenciar, com maior rigor científico, a eficácia do uso desses métodos.

     


  • Mostrar Abstract
  • The study aims to review the literature to learn about the instruments used in the structuring of multi-risk plans for the mitigation and response to Public Health Emergencies (PHE). This is a scoping review developed based on the protocol and recommendations of the Joanna Briggs Institute (JBI). The strategies used to search for studies led to the capture of 72 articles, using the terms “emergencies” or/and “disasters” or/and “Public health” or/and “Multi-risk plans”. After reading the studies, 07 were kept for review. The results showed that the instruments used in the structuring of multi-risk plans to face and respond to PHE still have limitations and demand greater intra and intersectoral dialogue, in addition to greater governance on the subject. Delphi was the most appropriate instrument to help structure multi-risk plans to face and respond to PHE, as it presents an intersectoral approach that includes multi-risks, is easy to apply and has low costs to put it into practice. It is hoped that this study will be a precursor of systematic reviews that can demonstrate, with greater scientific rigor, the effectiveness of using these methods.

9
  • Luize da Silva Rezende da Mota
  • SINTOMAS NEUROLÓGICOS AGUDOS RELACIONADOS À EXPOSIÇÃO AO DERRAMAMENTO DE PETRÓLEO EM PESCADORES ARTESANAIS DA BAHIA

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JULIANA DOS SANTOS MÜLLER
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 22/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O derramamento do material derivado de petróleo na costa brasileira é considerado o mais extenso desastre ambiental da história do Brasil. O estado da Bahia foi o quarto em quantidade de resíduos coletados e primeiro com maior número de áreas de proteção marinhas atingidas. Os efeitos ecossistêmicos podem perdurar por décadas, além disso, o derramamento afetou severamente comunidades de pescadores artesanais, uma vez que as atividades de ordem econômica, de subsistência e cultural foram prejudicadas e as repercussões do derramamento intensificadas com a pandemia da Covid-19. A exposição a componentes do petróleo pode estar associada a sintomas neurológicos agudos e pouco se sabe sobre tais sintomas relacionados a exposições no trabalho de limpeza/remoção de petróleo e a na atividade laboral. Objetivo: Investigar os sintomas neurológicos agudos relacionados à exposição ao derramamento de petróleo em pescadores artesanais residentes em localidades afetadas no estado da Bahia. Método: Trata-se de um estudo epidemiológico de corte transversal com dados de pescadores(as) artesanais residentes em áreas marinhas protegidas afetadas pelo derramamento de petróleo na costa da Bahia. A exposição ao petróleo bruto foi avaliada por meio de métricas autorrelatadas sobre o tempo e a duração das tarefas de remoção das manchas, exposições a petróleo bruto, exposição a componentes do petróleo durante a atividade de pesca, sintomas específicos que experimentaram durante o derramamento, uso de equipamento de proteção individual e fatores de estilo de vida. Os padrões de exposição ao petróleo bruto foram avaliados por meio de uma escala Likert de 5 pontos (nunca, raramente, às vezes, na maioria das vezes, sempre), que posteriormente foram dicotomizadas. As razões de prevalência foram calculadas através da regressão logística, e os intervalos de confiança estimados pelo método delta. Resultados: As análises incluíram 959 participantes que concluíram a pesquisa. A maioria dos respondentes era do sexo feminino (n = 536; 55,89%), pardos (n = 493; 51,41%), com 1º grau completo/incompleto (323; 33,79%), residentes da RESEX Canavieiras (532; 55,50%) e considerou a pesca/mariscagem como trabalho principal (912; 95,10%). A média de idade dos participantes foi de 42,64 (desvio padrão de 10,64) e a renda familiar média mensal apresentou média de R$239,00 (desvio padrão de R$127,00). Dentre os sintomas neurológicos, o mais frequente foi “forte dor de cabeça ou enxaqueca” (368; 38,37%). Pescadores(as) artesanais que ajudaram a retirar os resíduos de óleo/petróleo tem duas vezes maior probabilidade de ter sintomas neurológicos quando comparadas aos que não ajudaram. Conclusão: Este estudo fornece evidências de uma associação transversal entre exposição ao petróleo bruto e sintomas neurológicos agudos em uma amostra de pescadores(as) artesanais do litoral da Bahia. Além disso, sugere que ser do sexo feminino, reparar equipamentos de pesca que continham petróleo, sentir cheiro de petróleo enquanto pescava/mariscava e ajudar a retirar resíduos de petróleo apresentam maior probabilidade de ter sintomas neurológicos agudos.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The oil spill on the Brazilian coast is considered the most extensive environmental disaster in the history of Brazil. The state of Bahia was fourth in the amount of waste collected and first with the highest number of marine protection areas affected. The ecosystem effects can last for decades, in addition, the spill severely affected communities of artisanal fishermen, since economic, subsistence and cultural activities were harmed and the repercussions of the spill intensified with the Covid-19 pandemic. Exposure to oil components may be associated with acute neurological symptoms and little is known about such symptoms related to exposures in oil cleaning/removal work and work activity. Objective: To investigate acute neurological symptoms related to exposure to oil spills in artisanal fishermen residing in affected locations in the state of Bahia. Method: This is a cross-sectional epidemiological study with data from artisanal fishermen residing in marine protected areas affected by the oil spill off the coast of Bahia. Crude oil exposure was assessed using self-reported metrics on time and duration of slick removal tasks, crude oil exposures, exposure to oil components during fishing activity, specific symptoms they experienced during the spill, use of personal protective equipment, and lifestyle factors. Patterns of exposure to crude oil were assessed using a 5-point Likert scale (never, rarely, sometimes, most of the time, always), which were subsequently dichotomized. Prevalence ratios were calculated using logistic regression, and confidence intervals estimated using the delta method. Results: Analyzes included 959 participants who completed the survey. Most respondents were female (n = 536; 55.89%), mixed race (n = 493; 51.41%), with complete/incomplete elementary school (323; 33.79%), residents of RESEX Canavieiras (532; 55.50%) and considered fishing/shellfishing as their main job (912; 95.10%). The average age of the participants was 42.64 (standard deviation 10.64) and the mean monthly family income averaged R$239.00 (standard deviation R$127.00). Among the neurological symptoms, the most frequent was “severe headache or migraine” (368; 38.37%). Artisanal fishermen who helped remove oil/petroleum residues are twice as likely to have neurological symptoms when compared to those who did not help. Conclusion: This study provides evidence of a cross-sectional association between exposure to crude oil and acute neurological symptoms in a sample of artisanal fishermen off the coast of Bahia. Furthermore, it suggests that being female, repairing oil-containing fishing equipment, smelling oil while fishing/shellfishing, and helping to remove oil residues are more likely to have acute neurological symptoms.

10
  • Ivonice Meire do Carmo Gentil
  • Trabalho e gênero: desequilíbrio esforço-recompensa e satisfação com a vida no Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto (ELSA-Brasil)

  • Orientador : MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO RIBAS FEIJO
  • KARINA ARAUJO PINTO
  • MARIA DA CONCEICAO CHAGAS DE ALMEIDA
  • MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • Data: 28/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Estresse ocupacional é um fator de risco à saúde dos trabalhadores, pois pode afetar a satisfação com a vida e desempenho no trabalho, além de estar associado ao adoecimento físico e mental. Objetivo: Analisar a associação entre Desequilíbrio EsforçoRecompensa (DER) e satisfação com a vida, sob a perspectiva de gênero, entre servidores públicos ativos da coorte ELSA-Brasil. Métodos: O Estudo transversal com 9.199 participantes ativos na segunda onda (2012 a 2014). O desequilíbrio esforço-recompensa foi mensurado pelo questionário Effort-Reward Imbalance (ERI) e Satisfação com a vida foi aplicada a Satisfaction with Life Scale (SWLS). Covariáveis do estudo foram: escolaridade, idade, raça/cor, situação conjugal, filhos, autopercepção do estado de saúde, nível funcional e carga horária de trabalho. Os dados foram analisados separados para mulheres e homens, inicialmente, foram feitas análises descritivas dos dados e estimadas odds radio (OR) por meio da regressão logística. Utilizou-se Stata versão 12 Resultados: Homens que referiram desequilíbrio esforçorecompensa no trabalho apresentaram mais chance para estar insatisfeito com a vida (OR= 2,38; IC95%:1,93-2,93) quando comparados aos homens sem DER no trabalho. Entre as mulheres com desequilíbrio esforço-recompensa no trabalho, observou maior chance de estarem insatisfeitas com a vida (OR=2,01; IC95%: 1,68-2,39), em comparação com aquelas que não apresentaram DER no trabalho. Entre as mulheres trabalhadoras com nível funcional superior/docente, observou associação entre DER e redução da satisfação com a vida (OR= 2,77; IC95%:1,90-4,04), inclusive, superior à das mulheres trabalhadoras com nível funcional apoio/médio (OR 1,71; IC95%:1,38-2,12). Conclusões: Estressores ocupacionais, aferidos pelo DER, estão associados à insatisfação com a vida em ambos os sexos nos servidores públicos. Nível funcional destacou-se como modificador de efeito para mulheres, o que pode estar relacionado à busca por escolarização e qualificação das mulheres para entrada no mercado de trabalho, além do esforço para diminuir a desigualdade de gênero no trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Occupational stress is a risk factor for the health of workers, as it can affect satisfaction with life and performance at work, in addition to being associated with physical and mental illness. Objective: To analyze the association between Effort-Reward Imbalance (ERI) and life satisfaction, from a gender perspective, among active civil servants from the ELSA-Brasil cohort. Methods: Cross-sectional study with 9,199 active participants in the second wave (2012 to 2014). The effort-reward imbalance was measured by the Effort-Reward Imbalance (ERI) questionnaire and Satisfaction with life was applied to the Satisfaction with Life Scale (SWLS). Study covariates were: education, age, race/color, marital status, children, self-perception of health status, functional level and workload. Data were analyzed separately for women and men. Initially, descriptive analyzes of the data were performed and odds ratio (OR) were estimated through logistic regression. Stata version 12 was used. Results: Men who reported effort-reward imbalance at work were more likely to be dissatisfied with life (OR= 2.38; 95%CI: 1.93-2.93) when compared to men without ERI at work. Among women with effort-reward imbalance at work, there was a greater chance of being dissatisfied with life (OR=2.01; 95%CI: 1.68-2.39), compared to those who did not have ERI at work. Among female workers with higher functional/teaching level, an association was observed between DER and reduced satisfaction with life (OR= 2.77; 95%CI:1.90-4.04), inclusive, higher than that of female workers with higher level. functional support/médium (OR 1.71; 95%CI: 1.38- 2.12). Conclusions: Occupational stressors, measured by the ERI, are associated with dissatisfaction with life in both sexes in civil servants. Functional level stood out as an effect modifier for women, which may be related to the search for schooling and qualification of women to enter the labor market, in addition to the effort to reduce gender inequality at work

11
  • ARIANE DE JESUS PEREIRA LIMA
  • PRÁTICAS DE ATENÇÃO À SAÚDE DOS TRABALHADORES DA PESCA ARTESANAL NA ATENÇÃO BÁSICA

  • Orientador : MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO MARINHO BARBOSA
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 18/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Caracterizar as práticas de saúde de profissionais da Atenção Básica voltadas aos trabalhadores da pesca artesanal nos municípios da Ilha de Itaparica, Bahia. Métodos: Estudo quantitativo de natureza exploratória realizado com censo de profissionais de saúde da Atenção Básica (AB) dos municípios de Vera Cruz e Itaparica, Bahia, no período de maio a dezembro de 2022. Participaram 67 (89,3%), de um total de 75 profissionais de saúde que integravam equipes AB dos municípios no período do estudo. A quantificação da atenção à saúde foi a partir da variável de estratificação fundamental denominada frequência de práticas de atenção à saúde voltadas para trabalhadores da pesca artesanal (maior/menor frequência), composta pelas variáveis: atenção às demandas dos trabalhadores da pesca, identificação da relação de adoecimento com trabalho da pesca, notificação de acidentes e agravos relacionados ao trabalho da pesca e referência/contrarreferência de trabalhadores da pesca. Os dados sociocupacionais e relacionados às ações de ST foram descritos segundo a frequência de práticas voltadas à Saúde do Trabalhador da pesca (maior/menor frequência) através de uma análise descritiva das frequências absolutas e relativas utilizando o software R versão 4.3.0. Gráficos e Tabelas foram construídos para melhor visualização dos resultados. Resultados: Observou-se que apenas 23,9% dos profissionais referiu uma maior frequência de práticas voltadas à saúde dos trabalhadores da pesca artesanal e, destes, 81,2% integrava Equipes de Saúde da Família (ESF) e apenas 9,8% possuía formação em Saúde do Trabalhador. As ações de vigilância em saúde mais realizadas por esse grupo de profissionais foram: inspeção sanitária em ambientes de trabalho (87,5%); identificação de idosos desenvolvendo a atividade (81,3%) e identificação da pesca sendo realizada em âmbito domiciliar (75,0%). Os componentes da RAS identificados pelos profissionais da AB para encaminhamento de demandas de trabalhadores da pesca nos dois grupos foram, para maior e menor frequência de práticas, respectivamente: Policlínicas/ Serviços ambulatoriais (75,0% e 50,9%) e Hospitais (62,5% e 56,9%). O reconhecimento do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) foi referido por apenas 25,0% dos profissionais no grupo de maior frequência de práticas e 29,4% no grupo comparação, sendo que apenas 43,7% e 21,5% desses referem conhecer as atribuições desse, respectivamente. Os agravos relacionados ao trabalho da pesca mais diagnosticados pelos profissionais, para ambos os grupos, foram: doenças osteomusculares (62,5% e 66,7%); infecções ginecológicas (37,5% e 25,5%); DCNT’s (31,2% e 25,5%) e dermatoses (25,5% e 68,6%). Conclusão: A minoria dos profissionais de saúde da AB realizam práticas específicas para a ST de pescadores artesanais, com persistência de ações de perfil clínico e de rotina da AB, individuais e de diagnóstico de doenças. Tal perfil de práticas pode estar relacionado à uma baixa adesão à formação em ST e a um perfil de equipes menos multidisciplinares. Em contraposição, uma maior frequência de práticas pode estar relacionada ao modelo de Estratégia de Saúde da Família, com apoio de equipes multiprofissionais, podendo indicar o caminho para a ampliação do acesso e qualificação da atenção à saúde dos trabalhadores da pesca na AB. 


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To characterize the health practices of Primary Care professionals aimed at artisanal fishing workers in the municipalities of Ilha de Itaparica. Methods: Quantitative exploratory study carried out with a census of Primary Care (PC) health professionals in the municipalities of Vera Cruz and Itaparica, from May to December 2022. Sixty-seven (89.3%) of a total of 75 health professionals who were part of PC teams in the municipalities during the study period. The qualification of care was based on the fundamental stratification variable composed of the variables (Meets the demands of fishing workers; identifies the relationship between illness and fishing work; notifies accidents and injuries related to fishing work and performs reference/counter-reference of workers in the fishing). Socio-occupational data and data related to Worker's Health actions were described according to the frequency of practices aimed at Fishery Worker's Health (higher/lower frequency) through a descriptive analysis of absolute and relative frequencies using the R software version 4.3.0. Graphs and Tables were built for a better visualization of the results. Results: It was observed that only 23.9% of the professionals mentioned more practices aimed at the health of artisanal fishing workers and, of these, 81.2% were part of Family Health Teams (FHC) and 90.2% did not have training in Occupational Health. The health surveillance actions most carried out by this group of professionals were: health inspection in work environments (87.5%); identification of elderly people developing the activity (81.3%) and identification of fishing being carried out at home (75.0%). While in the lower frequency group, 62.7% integrated FHC, 87.5% had no training in ST. The surveillance actions most carried out in this group were: identification of fishing being carried out at home (70.5%); identification of elderly people developing the activity (66.6%) and identification of risks and injuries (60.8%). The components of the Health Care Network identified by PC professionals for forwarding demands from fishery workers, in both groups were, respectively: Polyclinics/Outpatient services (75.0% and 50.9%) and Hospitals (62.5 % and 56.9%). Recognition of the Worker's Health Reference Center (CEREST) referred to in both groups were respectively (25.0% and 29.4%), and (43.7% and 21.5%) were aware of its attributions. The injuries related to fishing work most diagnosed by professionals, for both groups, were: musculoskeletal diseases (62.5% and 66.7%); gynecological infections (37.5% and 25.5%); NCDs (31.2% and 25.5%) and dermatoses (25.5% and 68.6%). Conclusion: A minority of healthcare professionals in PC carry out specific practices for the occupational health of artisanal fishermen, with a persistence of clinical and routine profile actions within PC, individual disease diagnosis actions. Such a practice profile may be related to low adherence to occupational health training and a less multidisciplinary team profile. In contrast, a higher frequency of practices may be related to the Family Health Strategy model, with the support of multi-professional teams, which could indicate the path to expanding access and improving the quality of healthcare for fishing workers within PC.

12
  • Elizeu Xavier Pinheiro Neto
  • TRABALHO RURAL E LEUCEMIA: UM ESTUDO CASO-CONTROLE

  • Orientador : MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • NORMA SUELY SOUTO SOUZA
  • Data: 18/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • A Leucemia é definida como um tipo de câncer que atinge as células iniciais localizadas no interior da medula óssea, tendo como um importante fator de risco a exposição ocupacional aos agrotóxicos e outros agentes. Por sua vez, o trabalho rural, importante ocupação no estado da Bahia, faz o uso intensivo de agrotóxicos e outros agentes, expondo os trabalhadores dessa categoria a doenças e agravos, inclusive a Leucemia. Com isso, este estudo tem o objetivo de investigar a associação entre leucemia e trabalho rural em segurados da Previdência Social, no período de 2014 a 2018. Trata-se de um estudo caso-controle com base em registro de benefícios previdenciários (auxílio-doença), que contemplou toda a área geográfica do estado da Bahia, configurando um censo. Foram selecionados todos os casos de leucemia, incluindo todas as subcategorias em indivíduos que receberam o benefício previdenciário de auxíliodoença no período de janeiro de 2014 a dezembro de 2018. Os resultados permitiram evidenciar associação positiva entre o trabalho rural e o acometimento por Leucemia (OR= 2,80), residentes da mesorregião Centro Norte do estado da Bahia (OR= 2,0), com idade ≥56 anos (OR=5,16). Este achado corrobora com a literatura que já discute amplamente a relação da ocupação como trabalhador rural e acometimento por cânceres linfohematopoiéticos.


  • Mostrar Abstract
  • Leukemia is defined as a type of cancer that affects the initial cells located inside the bone marrow, having occupational exposure to pesticides and other agents as an important risk factor. In turn, rural work, an important occupation in the state of Bahia, makes intensive use of pesticides and other agents, exposing workers in this category to diseases and injuries, including Leukemia. Thus, this study aims to investigate the association between leukemia and rural work in Social Security insured persons, from 2014 to 2018. This is a case-control study based on the registration of social security benefits (sickness allowance), which covered the entire geographic area of the state of Bahia, forming a census. All cases of leukemia were selected, including all subcategories in individuals who received the social security benefit of sick pay from January 2014 to December 2018. The results showed a positive association between rural work and the onset of Leukemia (OR= 2.80), residents of the Central North mesoregion of the state of Bahia (OR= 2.0), aged ≥56 years (OR=5.16). This finding corroborates the literature that already widely discusses the relationship between occupation as a rural worker and the involvement of lymphohematopoietic cancers.

13
  • LUCIANE GABRIELE PEREIRA GOMES LOPES
  • COVID-19, TRABALHO E LIMITAÇÃO DE DADOS DE OCUPAÇÃO: A MORBIDADE ENTRE TRABALHADORES DA SAÚDE NA BAHIA

  • Orientador : RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA GALDINO BATISTA PEREIRA
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 06/10/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O Brasil precisou produzir informações céleres durante a pandemia de COVID-19. As altas demandas aos serviços de saúde expuseram sobretudo os trabalhadores da saúde (TS). Para investigar esse grupo ocupacional é necessário a disponibilidade de dados com qualidade, acessibilidade e confiabilidade para produção de indicadores e informação em saúde do trabalhador. Objetivos: Estimar a incidência de casos de COVID-19 em TS e discutir a disponibilidade e qualidade dos dados dos diferentes sistemas de informação em saúde e outras fontes de dados. Método: Trata-se de um estudo de incidência de COVID-19 em TS na Bahia, com dados disponíveis no DATASUS e outras fontes no período de 2020 a 2022. Resultados: Apenas 2,8% (2.252) de 81.497 casos acumulados de Síndrome Respiratória Aguda Grave por COVID-19 tinham o campo ocupação preenchido, e entre os casos de Síndrome Gripal, 5,3% (80.994) dos 1.521.313 tinham este campo preenchido. Desses casos, 59.185 (73,1%) correspondiam aos TS, 61,1% (36.650) do sexo feminino, com a faixa etária predominante de 20-39 anos perfazendo 54,8% dos casos (27.653); 71,4% (36.078) ocorreram entre os TS de raça/cor preta ou parda. Os resultados com denominadores do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização demonstraram maior incidência entre enfermeiras, 325,5/1000, seguidas de auxiliares/técnicas em enfermagem, com 269,9/1000 e recepcionistas com 78,5/1000. Enfermeira foi a ocupação que obteve maior risco relativo com 15,5. Discussão: Os TS são aqueles com maior incidência de COVID-19, mas pouco se conhece sobre as ocupações não vinculadas diretamente ao cuidado. A ausência desses dados compromete a qualidade da informação produzida e consequentemente a construção de indicadores. Conclusão: A informação sobre saúde do trabalhador através de dados secundários apresenta desafios a serem superados, um deles é o estabelecimento de denominadores adequados, que depende do registro da variável ocupação nos Sistemas de Informação da Saúde.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: in the COVID-19 Pandemic Brazil needed to produce information quickly. The high demands on health services exposed Health Personnel (HP) in particular. To investigate this occupational group, the availability of quality, accessible and reliable data is necessary to produce indicators and information on worker health. Objectives: The objective of this study was to estimate the incidence of COVID-19 cases in HP and discuss the availability and quality of data from different health information systems and other data sources. Method: This is a study of the incidence of COVID-19 in HP in Bahia, with data available in DATASUS and other sources from 2020 to 2022. Results: Only 2.8% (2,252) of 81,497 accumulated cases of the syndrome Severe Acute Respiratory due to COVID-19 had the occupation field filled in, and for Flu Syndrome cases, 5.3% (80,994) of the 1,521,313 had this field filled in. Of these cases, 59,185 (73.1%) corresponded to HP, 61.1% (36,650) were female, with the predominant age group of 20-39 years making up 54.8% of cases (27,653); 71.4% (36,078) variety among TS of black or brown race/color. The results with denominators from the National Immunization Program Information System have the highest incidence among nurses, 325.5/1000, followed by nursing assistants/technicians, with 269.9/1000 and receptionists with 78.5/1000. Nurse was the occupation with the highest relative risk at 15.5. Discussion: Health workers are those with the highest incidence of COVID-19, but little is known about occupations not directly linked to care. The absence of this data compromises the quality of the information produced and consequently the construction of indicators. Conclusion: Information on workers' health through secondary data presents challenges to be overcome, one of which is the establishment of appropriate denominators, which depends on the recording of the variable occupation in the Health Information Systems.

14
  • Fernanda de Santana Silva Queiroz
  • TRANSTORNOS MENTAIS COMUNS E QUALIDADE DE VIDA DOS PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE QUE UTILIZAM O TELESSAÚDE

     
     
     
  • Orientador : LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • ERICA LIMA COSTA DE MENEZES
  • Data: 21/11/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Telessaúde é uma importante estratégia para qualificação da Atenção Primária à Saúde, contribuindo para maior resolutividade dos sistemas de saúde. Durante a pandemia da Covid-19, houve intensificação no uso da Telessaúde, contribuindo para o enfrentamento à crise sanitária instalada. A incorporação da Telessaúde tem trazido inúmeros benefícios aos usuários, profissionais e serviços de saúde. Entretanto, o uso de tecnologias de informação e comunicação (TIC) tem trazido desafios que podem impactar a qualidade de vida e saúde mental desses profissionais. Objetivo: Identificar fatores, incluindo a qualidade de vida, que se associam à prevalência de Transtornos Mentais Comuns em profissionais da Atenção Primária à Saúde que utilizam o Telessaúde. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, de cunho descritivo, observacional e exploratório, por amostragem de conveniência. Foi aplicado um questionário autoreferido, no qual foram consideradas variáveis sociodemográficas, condições laborais, diagnóstico de Covid-19 e os instrumentos SRQ-20 e WHOQOL-Bref. A variável dependente foi o Transtorno Mental Comum, avaliado por meio do SRQ-20. Para análise de dados foi utilizada a Regressão de Poisson com variação robusta. Resultados: Participaram do estudo 102 profissionais de saúde que utilizam a teleconsultoria. Predominaram profissionais do sexo feminino (N=85, 83,3%), enfermeiros (N=56, 54,9%), residentes no interior (N=46, 45%), pretos/pardos (N=80, 80,4%), com renda maior que R$ 3000,00 (N=62, 58,8%) e que possuem relacionamento (N=70, 68,6%). A prevalência de transtornos mentais comuns foi de 43,1% (N=44). A análise multivariada identificou como variáveis associadas ao TMC o domínio de qualidade de vida “físico” e idade. Considerações finais: Essa pesquisa aprofundou o conhecimento sobre os resultados da adoção do Telessaúde no SUS, na visão dos trabalhadores da saúde, com adequação dos ambientes laborais e definição de políticas públicas direcionadas ao tema. Espera-se que esse trabalho possa subsidiar informações importantes para o planejamento de ações que contribuam para a promoção da saúde mental e qualidade de vida dos trabalhadores que utilizam o Telessaúde.

     
     
     

  • Mostrar Abstract
  •  

     
     
     Introduction: Telehealth is an important strategy for qualifying Primary Health Care, contributing to greater resolution of health systems. During the Covid-19 pandemic, there was an intensification in the use of Telehealth, contributing to tackling the ongoing health crisis. The incorporation of Telehealth has brought numerous benefits to users, professionals and health services. However, the use of information and communication technologies (ICT) has brought challenges that can impact the quality of life and mental health of these professionals. Objective: To identify factors, including quality of life, that are associated with the prevalence of Common Mental Disorders in Primary Health Care professionals who use Telehealth. Methodology: This is a cross-sectional, descriptive, observational and exploratory study, using convenience sampling. A self-reported questionnaire was applied, in which sociodemographic variables, working conditions, Covid-19 diagnosis and the SRQ-20 and WHOQOL-Bref instruments were considered. The dependent variable was Common Mental Disorder, assessed using the SRQ-20. Results: One hundred and two health professionals who use teleconsulting participated in the study. Female professionals (N=85, 83,3%), nurses (N=56, 54,9%), residents in the interior (N=46, 45%), black/brown (N=80, 80, 4%), with an income greater than R$3000.00 (N=62, 58,8%) and who are engaged in a relationship (N=70, 68,6%). The prevalence of common mental disorders was 43,1% (N=44). The multivariate analysis identified the “physical” domain of quality of life and age as variables associated with CMD. Final considerations: the study demonstrated a high prevalence of Common Mental Disorders in the studied population, associated with younger age and decreased quality of life related to physical health, highlighting the need to implement strategies to promote mental health and improve working conditions in PHC, especially considering the growing role of telehealth. Interventions targeted at specific groups can be fundamental to improving the quality of life and mental health of PHC workers who use telehealth.
15
  • AYRÃ NEVES DE ASSUNÇÃO
  • Instrumento de avaliação do gerenciamento de resíduos de serviços de saúde

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILA ROCHA FALCÃO
  • LIDIANE MENDES KRUSCHEWSKY LORDELO
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • Data: 06/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: As boas práticas do gerenciamento de resíduos de serviços de saúde são essenciais para preservação da saúde pública, dos trabalhadores e do ambiente. No contexto brasileiro, as regulamentações específicas desempenham um papel fundamental na orientação do manejo seguro dos resíduos sólidos. Nesta perspectiva, o uso de instrumentos estruturados para avaliar a conformidade do gerenciamento de resíduos de serviços de saúde com essas regulamentações são significativas iniciativas gestoras na busca por segurança e sustentabilidade. Objetivo: Propor um instrumento estruturado para avaliar o gerenciamento de resíduos de serviço de saúde fundamentado nas regulamentações vigentes no Brasil. Materiais e métodos: Efetuado um prévio levantamento na literatura sobre a temática; conduzida busca documental para verificar o arcabouço legal e normativo vigente no país sobre resíduos de serviços de saúde com a compilação de leis, decretos, resoluções e normas pertinentes ao assunto; realizada uma revisão de escopo conforme metodologia Joanna Briggs Institute - JBI (2020 version) para o mapeamento de estudos empíricos nacionais que se propuseram avaliar o Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, com análise das estratégias metodológicas e instrumentos de avaliação utilizados por essas iniciativas; em seguida foram definidos os aspectos constituintes e organização final do instrumento. Resultados: proposto um instrumento para avaliar o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde composto por duas sessões: um Roteiro de Entrevista semiestruturada a ser conduzido por um entrevistador para coleta de informações sobre o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, e um Roteiro de Observação de Campo para verificação das conformidades estruturais e operacionais do manejo dos resíduos de serviços de saúde a ser implementado durante visita no estabelecimento de saúde. Conclusão: O instrumento de avaliação proposto é versátil e aplicável, oferecendo suporte às instituições de saúde ao certificar práticas seguras em conformidade com requisitos legais. Esta iniciativa é fundamental para aprimorar o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, contribuindo para a promoção da saúde pública, segurança dos trabalhadores, sustentabilidade ambiental e eficiência nos serviços de saúde.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Good practices in healthcare waste management are essential for preserving public health, workers, and the environment. In the Brazilian context, specific regulations play a fundamental role in guiding the safe management of solid waste. From this perspective, the use of structured instruments to evaluate the compliance of healthcare waste management with these regulations are significant management initiatives in the search for safety and sustainability. Objective: To propose a structured instrument to evaluate health service waste management based on current regulations in Brazil. Materials and methods: A previous survey of the literature on the subject was carried out; conducted documentary search to verify the legal and regulatory framework in force in the country regarding waste from healthcare services with the compilation of laws, decrees, resolutions and standards relevant to the subject; a scope review was carried out according to the Joanna Briggs Institute - JBI methodology (2020 version) to map national empirical studies that proposed to evaluate the Management of waste from health services, with an analysis of the methodological strategies and evaluation instruments used by these initiatives; then the constituent aspects and final organization of the instrument were defined. Results: an instrument was proposed to evaluate health service waste management consisting of two sessions: a semi-structured Interview Guide to be conducted by an interviewer to collect information on health service waste management, and an Observation Guide Field test to verify the structural and operational compliance of the management of waste from healthcare services to be implemented during a visit to the healthcare establishment. Conclusion: The proposed assessment instrument is versatile and applicable, offering support to healthcare institutions by certifying safe practices in compliance with legal requirements. This initiative is fundamental to improving the management of waste from healthcare services, contributing to the promotion of public health, worker safety, environmental sustainability and efficiency in healthcare services

16
  • PRISCILLA PINTO COSTA
  • Fatores associados ao estado antropométrico de pescadores artesanais/marisqueiras residentes em áreas afetadas pelo derramamento de petróleo em 2019 e pela pandemia de COVID-19

  • Orientador : VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ILA ROCHA FALCÃO
  • JACQUELINE COSTA DIAS PITANGUEIRA
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 15/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Um grande derramamento de petróleo em 2019 na costa brasileira causou grande impacto ambiental e socioeconômico, afetando especialmente pescadores artesanais e marisqueiras. A redução nas vendas dos pescados resultou em efeitos instantâneos nessa comunidade, diminuindo o poder de compra de gêneros alimentícios básicos. Em março de 2020, a OMS declarou a pandemia da COVID-19. O setor da pesca artesanal, ainda se recuperando dos efeitos do derramamento do petróleo, foi expressivamente impactado pela pandemia. O afastamento social gerado, somado aos desafios já enfrentados pela comunidade pesqueira, adicionaram instabilidade social e insegurança alimentar a este grupo de trabalhadores. Neste trabalho, apresentamos uma revisão de literatura e um artigo científico. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo identificar os fatores associados ao estado antropométrico de pescadores artesanais/marisqueiras residentes em áreas afetadas pelo derramamento de petróleo e durante a primeira onda no Brasil da pandemia de COVID-19. Métodos: Estudo transversal realizado com 898 pescadores artesanais/marisqueiros adultos. Foi utilizado um questionário validado para coletar informações gerais, sobre exposição ao petróleo, estilo de vida e saúde, e sobre a COVID-19. Os dados foram analisados estratificados por sexo e calculadas as prevalências de excesso de peso e circunferência abdominal elevada. Foram calculadas as RP ajustadas através do modelo de regressão logístico e os intervalos de confiança (95%) foram obtidos através do método delta. Resultados: O excesso de peso foi observado em 74,2% das pescadoras/ marisqueiras e 88,4% delas apresentaram excesso de gordura abdominal; no sexo masculino, 47,3% apresentaram excesso de peso e 33,4% circunferência abdominal elevada. Após análise ajustada, a CA permaneceu em ambos os modelos, feminino [RP = 9,24; IC95%(4,04; 21,13)] e masculino [RP = 4,79 (3,35; 6,86)]. Além de obesidade abdominal, foram observadas maiores prevalências de excesso de peso em mulheres com PA elevada [RP = 1,69; IC95%(1,10; 2,59)] e que tiveram COVID -19 [RP = 2,09; IC95%(1,01; 4,30)]. Entre os homens, além de obesidade abdominal, uma maior prevalência de excesso de peso foi observada entre os que possuíam renda mensal superior a R$ 1.000,00 reais [RP = 1,77; IC95% (1,17; 2,66)] e que relataram diabetes [RP = 2,43; IC95% (1,23; 4,74)]. Conclusão: Os resultados obtidos indicam frequências de excesso de peso entre as pescadoras/ marisqueiras mais elevadas que as frequências observadas na população brasileira em geral, evidenciando um alerta quanto a necessidade de cuidados mais efetivos, através de políticas públicas voltadas para a educação nutricional e saúde desta população.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: A major oil spill in 2019 off the Brazilian coast caused major environmental and socioeconomic impact, especially affecting artisanal fishermen and shellfish gatherers. The reduction in fish sales had instant effects on this community, reducing the purchasing power of basic foodstuffs. In March 2020, the WHO declared the COVID-19 pandemic. The artisanal fishing sector, still recovering from the effects of the oil spill, was significantly impacted by the pandemic. The social isolation generated, added to the challenges already faced by the fishing community, added social instability and food insecurity to this group of workers. In this work, we present a literature review and a scientific article. Objective: The present study aims to identify factors associated with the anthropometric status of artisanal fishermen/shellfish gatherers residing in areas affected by the oil spill and during the first wave of the COVID-19 pandemic in Brazil. Methods:. Cross-sectional study carried out with 898 adult artisanal fishermen/shellfish gatherers. A validated questionnaire was used to collect general information on oil exposure, lifestyle and health, COVID-19. The data were analyzed stratified by sex and the prevalence of excess weight and high waist circumference was calculated. Adjusted PRs were calculated using the logistic regression model and confidence intervals (95%) were obtained using the delta method. Results: Excess weight was observed in 74.2% of fisherwomen/shellfish gatherers and 88.4% of them were overweight of abdominal fat; in males, 47.3% were overweight and 33.4% had high waist circumference. After adjusted analysis, AC remained in both models, female [RP = 9.24; 95%CI(4.04; 21.13)] and male [PR = 4.79 (3.35; 6.86)]. In addition to abdominal obesity, higher prevalences of excess weight were observed in women with high BP [PR = 1.69; 95%CI(1.10; 2.59)], who had COVID-19 [PR = 2.09 95%CI(1.01; 4.30)]. Among men, in addition to abdominal obesity, a higher prevalence of excess weight was observed among those with a monthly income greater than R$1,000.00 [RP = 1.77; 95%CI (1.17; 2.66)] and who reported diabetes [PR 2.43 (1.23; 4.74)]. Conclusion: The results obtained indicate frequencies of excess weight among fisherwomen/shellfish gatherers that are higher than the frequencies observed in the Brazilian population in general, highlighting an alert regarding the need for more effective care, through public policies aimed at nutritional education and health of this population.

17
  • DILMAR RIBEIRO DOURADO
  • LIMITES E POTENCIALIDADE NA PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE COM ÊNFASE NA GESTÃO AMBIENTAL MUNICIPAL: UMA ANÁLISE DE REGIÃO DE PAULO AFONSO/BA

  • Orientador : TANIA MASCARENHAS TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • FABIO RIBEIRO DE OLIVEIRA
  • TANIA MASCARENHAS TAVARES
  • Data: 18/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • A forma de gestão pública municipal  adotada em grande parte do Brasil, seguindo o modelo do mundo desenvolvido, prevê a implementação e operacionalização de um Sistema Municipal de Meio Ambiente como órgão capacitado, com bens e técnicos próprios, aliado a um Conselho Municipal de Meio Ambiente ativo, atuando em alinhamento com os órgãos nacionais do meio ambiente, capaz de identificar, analisar, discutir e recomendar sobre sustentabilidade ambiental em seu território. Esses meios de gestão, adequadamente operantes, contribuem para a manutenção de um município ambientalmente equilibrado, possibilitando qualidade de vida e saúde de seus munícipes. Outros arranjos públicos são possíveis, e o Estado da Bahia foi pioneiro no país em instituir um sistema inovador criado pelo Ministério Público do Estado da Bahia visando estruturar os municípios baianos, capacitando recursos humanos e disponibilizando instrumentos que sirvam de base para a observação do retrato socioambiental da gestão ambiental. O objetivo central desta pesquisa é avaliar como se encontra a gestão ambiental municipal dos municípios pertencentes a regional ambiental da Promotoria de Justiça de Paulo Afonso, para proteção do meio ambiente e sua interface com a saúde . A metodologia aplicada a este estudo, trata-se uma pesquisa qualitativa, descritiva, de caráter analítico, a partir de leituras relacionadas aos objetivos da pesquisa, elencadas no presente artigo e outras que contextualizam a conjuntura, avaliando de forma crítica os temas que perpassam a temática descrita. Foram analisados relatórios análicos, atas de reuniões, procedimento jurídico, documentações entre outros. Também foi elaborado um barema com o intuito de aferir como se encontram os municípios analisados, a metodologia de análise proposta está estruturada em três momentos, com a estruturação das categorias de análise, foi feito o mapeamento no segundo momento e no terceiro foram aplicados os critérios. Os resultados levaram a entender que os SISMUMA da região de Paulo Afonso/BA, em sua maioria, encontra-se insuficiente, já a outra metade dos municípios está regular e nenhum está adequado. Concluindo, que a gestão ambiental municipal tem um papel de grande relevância ambiental local, porém o mesmo deve estar estruturado para o mesmo, onde observa-se que não é o que ocorre na região de Paulo Afonso/BA, conforme as previsões legais que trata da temática ambiental.


  • Mostrar Abstract
  • The form of municipal public management adopted in a large part of Brazil, following the model of the developed world, provides for the implementation and operationalization of a Municipal Environmental System as a capable body, with its assets and technicians, combined with a Municipal Environmental Council active, acting in alignment with national environmental bodies, capable of identifying, analyzing, discussing and recommending environmental sustainability in its territory. These means of management, properly operational, contribute to maintaining an environmentally balanced municipality, enabling its resident’s quality of life and health. Other public arrangements are possible, and the State of Bahia was a pioneer in the country in establishing an innovative system created by the Public Ministry of the State of Bahia aiming to structure Bahia's municipalities, training human resources and providing instruments that serve as a basis for observing the socio-environmental portrait of environmental management. The central objective of this research is to evaluate the state of municipal environmental management in municipalities belonging to the environmental region of the Paulo Afonso Public Prosecutor's Office to protect the environment and its interface with health. The methodology applied to this study is qualitative, descriptive, analytical research based on readings related to the research objectives listed in this article and others that contextualize the situation, critically evaluating the themes that permeate the described theme. Analytical reports, meeting minutes, legal procedures, and documentation, among others, were analyzed. A scoring table was prepared to assess how the scoring municipalities are ranked; the proposed analysis methodology is structured in three moments. With the structuring of the analysis categories, mapping was carried out in the second moment, and in the third, the criteria were applied. The results made us understand that the SISMUMA in the Paulo Afonso/BA region is insufficient in half of the municipalities. At the same time, the other half of the municipalities are regular and need to be more adequate. In conclusion, municipal environmental management has a role of great local environmental relevance.  Still, it must be well structured, and this needs to be observed in the region of Paulo Afonso/BA, according to the legal provisions that deal with environmental issues.

18
  • MATHEUS QUEIROZ MACIEL
  • Neoliberalismo e a Saúde do Trabalhador do Ramo Químico na Bahia

  • Orientador : ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • CARLOS EDUARDO SOARES DE FREITAS
  • EDUARDO JOSE FARIAS BORGES DOS REIS
  • Data: 19/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho consiste numa pesquisa histórica qualitativa fundada na revisão de literatura acerca dos temas ligados ao direito à saúde do trabalhador, neoliberalismo e das lutas do operariado do ramo químico da Bahia. A primeira parte da análise constatou que trabalhadores vivem em constante luta por garantia de direitos, e a lógica capitalista os destitui de condições de saúde, segurança e proteção no ato da produção laboral. De início, no trabalho, se pode aferir que contemporaneamente à ascensão do neoliberalismo, instalou-se, especificamente na Bahia, um pólo petroquímico em Camaçari, o que tornou adoecimentos e acidentes de trabalho pauta dos movimentos paredistas. A segunda etapa consiste na análise de documentos no Sindiquimica que trataram da questão da saúde do trabalhador, como boletins de greve, notícias de jornal, comunicações à imprensa e à categoria, onde se buscou as principais doenças, como o sindicato reagiu e quais os ganhos a categoria obteve. Em conclusão, notou-se predileção da categoria pelo enfrentamento direto em detrimento da busca pelos órgãos de controle, que pouco fiscalizavam. Ainda, verificou-se que o movimento tem, portanto, papel significativo na garantia do direito à saúde de trabalhadores e trabalhadoras do ramo químico da Bahia.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • The present work consists of qualitative historical research based on a literature review on topics linked to workers' right to health, neoliberalism and the struggles of workers in the chemical sector in Bahia. The first part of the analysis finds that workers live in a constant struggle to guarantee their rights, and capitalist logic deprives them of health, safety and protection conditions in the act of labor production. Initially, in the work, it can be seen that contemporaneously with the rise of neoliberalism, a petrochemical complex was installed in Camaçari specifically in Bahia, which made illnesses and accidents at work an issue for the wall movements. The second stage consists of analyzing documents in Sindiquimica that dealt with the issue of worker health, such as strike bulletins, newspaper reports, communications to the press and the category, where the main illnesses were sought, how the union reacted and what the gains were. the category got. In conclusion, the category's predilection for direct confrontation was noted to the detriment of seeking control bodies, which had little oversight. Furthermore, it is clear that the movement therefore plays a significant role in guaranteeing the right to health of workers in the chemical sector in Bahia. impact on health.

19
  • ANA PAULA CÂNDIDO DE OLIVEIRA
  • CAPACIDADE PARA O TRABALHO E A PANDEMIA DA COVID-19: UM ESTUDO TRANSVERSAL EM UMA COMUNIDADE
    SOCIALMENTE VULNERÁVEL DE SALVADOR-BA.

  • Orientador : GUILHERME DE SOUSA RIBEIRO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO RIBAS FEIJO
  • GUILHERME DE SOUSA RIBEIRO
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • SAMILLY SILVA MIRANDA
  • Data: 20/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A capacidade para o trabalho é um constructo subjetivo e se relaciona a
    demandas físicas, mentais e sociais do trabalhador. Ela pode ter sofrido impactos
    negativos com as exacerbações sociais e econômicas provocadas pela pandemia de
    COVID-19, como as mudanças nas condições de trabalho e aumento do desemprego.
    Objetivo: Conhecer a capacidade para o trabalho, em moradores de uma comunidade
    socialmente vulnerável, durante a pandemia da COVID-19, investigar uma possível
    associação de fatores sociodemográficos, ocupacionais e relacionados à saúde com a
    capacidade para o trabalho.
    Metodologia: Estudo transversal, realizado no bairro do Alto das Pombas, Salvador-BA,
    que incluiu 504 participantes com 16 anos ou mais, sendo 292 trabalhadores. Foram
    coletados dados sociodemográficos, de saúde, laborais e calculado o Índice de
    Capacidade de Trabalho (ICT) usando questões que compõe a escala/escore de ICT. A
    coleta ocorreu no período de fevereiro a junho de 2022. Empregou-se análises
    multivariadas e um modelo hierarquizado para investigar fatores associados a ICT
    inadequado.
    Resultados: O estudo revelou que a capacidade para o trabalho adequada (84,6%) foi
    predominante. Nas análises multivariadas, o sexo e a idade foram considerados como
    variáveis de controle. Os resultados mostraram uma associação entre baixos níveis de
    autoavaliação de saúde, e a presença de diabetes com a capacidade inadequada para o
    trabalho. Trabalhar mais de 40 horas por semana foi identificado como um fator protetor
    contra a capacidade inadequada para o trabalho.
    Conclusão: O estudo revelou alta prevalência de capacidade adequada para o trabalho,
    levantando questões sobre se a pandemia selecionou trabalhadores com melhores
    habilidades ou se o contexto econômico de crise afetou positivamente o ICT. Os
    resultados ressaltam a complexidade da relação entre capacidade para o trabalho,
    emprego, renda e fatores socioeconômicos, exigindo análises mais aprofundadas para
    uma compreensão completa.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Work ability is a subjective construct and is related to the worker's
    physical, mental, and social demands. It may have been negatively impacted by the
    social and economic exacerbations caused by the pandemic.
    Objectives: To know work ability, in a context of social vulnerability, during the
    COVID-19 pandemic, identify potential associations with work ability and to analyze
    the factors associated with inadequate work ability.
    Methodology: Cross-sectional study, carried out in the Alto das Pombas neighborhood,
    Salvador-BA, which included 504 participants aged 16 years or older, 292 of whom
    were workers, with the collection of sociodemographic, health, labor, and Work
    Capacity Index data. Data collection took place from February to June 2022.
    Multivariate analyzes and a hierarchical model were used to investigate factors
    associated with inadequate WAI.
    Results: The study revealed that adequate work ability was predominant. In the
    multivariate analyses, gender and age were considered as control variables. The results
    showed an association between inadequate work ability and moderate, poor/very poor
    self-rated health, as well as the presence of diabetes. Working more than 40 hours per
    week was identified as a protective factor against inadequate work ability.
    Conclusion: The study revealed a high prevalence of adequate work ability, raising
    questions about whether the pandemic selected people with better skills or whether the
    positive bias in the ability index can be attributed to having a source of income during
    the socioeconomic crisis. The results highlight the complexity of the relationship
    between work ability, employment, income, and socioeconomic factors, requiring
    further analysis for a complete understanding.

2022
Dissertações
1
  • CRISTIANE LEMOS CARVALHO DE OLIVEIRA
  • Carga vocal de professores universitários: estudo exploratório

  • Orientador : MARIA LUCIA VAZ MASSON
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LADY CATHERINE CANTOR CUTIVA
  • DENISE NUNES VIOLA
  • MARIA LUCIA VAZ MASSON
  • Data: 21/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: o uso intensivo da voz sob altos níveis de ruído e acústica inadequada são fatores de risco para disfonias. Porém, os limites seguros para prevenção ainda são desconhecidos e as propostas de intervenção coletiva são limitadas. Objetivo: verificar os efeitos da carga vocal em uma sala de grande capacidade na qualidade vocal de professores universitários. Método: estudo exploratório, observacional, longitudinal, com grupo único de sujeitos e dados primários de monitoramento vocal durante duas semanas. Foram realizadas caracterização acústica da sala, avaliação perceptivo-auditiva e acústica das amostras de voz antes e após e dosimetria vocal durante as aulas. O tratamento estatístico dos dados consistiu em análise descritiva e método de aleatorização, adotando-se o nível de significância estatística de p<0,05. Resultados: a prevalência de distúrbios de voz foi de 20%. Todos os participantes afirmaram falar alto nas aulas e a maioria (80%) referiu alteração vocal nos últimos seis meses e problemas de saúde relacionados à voz. A sala de aula desocupada apresentou níveis de pressão sonora equivalente, variando entre 55 dB e 57,3 dB. Os tempos de reverberação variaram de 1,12 s a 3,24 s (nas frequências de 250 Hz a 8000 Hz) e os índices de transmissão de fala, de 0,31 a 0,38. Os docentes apresentaram altas doses vocais em sala de aula com uso de intensidades elevadas, variando de 108,66 dB a 118,97 dB. Na análise descritiva, houve elevação da média, após as aulas, nas duas semanas, do escore geral do CAPE-V (4,6mm e 11mm), do jitter (0,08% e 0,01%), da frequência fundamental da vogal (7,2 Hz e 15,35 Hz) e da fala encadeada (17,42 Hz e 8,7 Hz) e da intensidade média (2,40 dB e 1,73 dB) e máxima (1,79 dB e 1,59 dB). As médias dos Índices de Fadiga Vocal apresentaram-se fora da normalidade, elevando-se na segunda semana (18 e 22,6). Foram encontradas diferenças significativas nas variáveis de ruído (antes da aula entre as semanas, pseudo p-valor = 0,02) e intensidade máxima, (depois da aula entre as semanas e entre o início e o final do estudo, pseudo p-valor = 0, para ambas). Houve correlação significativa entre tempo de fonação e grau geral do CAPE-V (pseudo p-valor=0,02) e entre dose de distância e intensidade máxima (pseudo p-valor=0,02). Conclusões: as doses e os Índices de Fadiga Vocal mostraram-se elevados, possivelmente impactados pela demanda vocal de sala de aula. A elevação da média do Índice de Fadiga Vocal na segunda semana pode ser decorrente do aumento da sensação de fadiga cumulativa. O CAPE-V pode auxiliar no acompanhamento longitudinal de professores no ambiente laboral, auxiliando no acompanhamento da instalação de um possível DVRT. A dose de distância pode ser útil no monitoramento vocal e novos estudos a partir dela poderão fornecer dados para o estabelecimento de doses vocais seguras para professores. Sugerem-se novos estudos com amostras maiores e em sala de aula condicionada acusticamente, visando investigar possíveis relações entre demanda, resposta à demanda, esforço e fadiga vocal em diferentes contextos ocupacionais e prover dados para intervenções coletivas.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The intensive voice use under high noise levels and inadequate acoustics are risk factors for dysphonia. However, the safe limits for prevention are still unknown and the proposals for collective intervention are limited. Objective: verify the effects of vocal load in a large capacity classroom on the vocal quality of university professors. Method: exploratory, observational, longitudinal study, with a single group of subjects and primary vocal monitoring data for two weeks. Acoustic characterization of the classroom, auditoryperceptual and acoustic evaluation of voice samples before and after and vocal dosimetry during classes were performed. The statistical treatment of the data consisted of descriptive analysis and randomization method, adopting the level of statistical significance of p<0.05. Results: the prevalence of voice disorders was 20%. All participants reported speaking loudly in class and the majority (80%) reported voice alterations in the last six months and voicerelated health problems. The unoccupied classroom presented equivalent sound pressure levels, varying between 55 dB and 57.3 dB. The reverberation times ranged from 1.12 s to 3.24 s (at frequencies from 250 Hz to 8000 Hz) and the speech transmission indices ranged from 0.31 to 0.38. The professors presented high vocal doses in the classroom with the use of high vocal intensity, ranging from 108.66 dB to 118.97 dB. In the descriptive analysis, there was an increase in the average, after classes, in the two weeks of the general CAPE-V score (4.6mm and 11mm), of jitter (0.08% and 0.01%), of the fundamental frequency of the vowel (7.2 Hz and 15.35 Hz) and connected speech (17.42 Hz and 8.7 Hz) and of the average (2.40 dB and 1.73 dB) and maximum intensity (1.79 dB and 1.59 dB). The averages of the Vocal Fatigue Indexes were outside the normal range, increasing in the second week (18 and 22.6). Significant differences were found in noise variables (before class between weeks, pseudo pvalue = 0.02) and maximum intensity (after class between weeks and between the beginning and end of the study, pseudo p-value = 0, for both). There was a significant correlation between phonation time and overall CAPE-V grade (pseudo p-value=0.02) and between distance dose and maximum intensity (pseudo p-value=0.02). Conclusions: the doses and the Vocal Fatigue Indexes were shown to be high, possibly impacted by the vocal demand in the classroom. The increase in the mean Vocal Fatigue Index in the second week may be due to the increase in the sensation of cumulative fatigue. CAPE-V can assist in the longitudinal monitoring of teachers in the work environment, helping to monitor the installation of a possible DVRT. The distance dose can be useful in vocal monitoring, and further studies based on it may provide data for the establishment of safe vocal doses for teachers. Further studies with larger samples and in an acoustically conditioned classroom are suggested, aiming to investigate possible relationships between demand, demand response, effort and vocal fatigue in different occupational contexts and provide data for collective interventions.

2
  • LÍVIA FERREIRA REIS
  • Dimensões de uma pandemia: análise de atividade física e transtornos mentais comuns entre docentes na primeira onda de Covid-19 na Bahia, Brasil

  • Orientador : TANIA MARIA DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO RIBAS FEIJO
  • SAULO VASCONCELOS DA ROCHA
  • TANIA MARIA DE ARAUJO
  • Data: 28/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: As medidas de distanciamento social implementadas no início da pandemia da doença pelo novo coronavírus (COVID-19) incluíram o fechamento de escolas, faculdades, academias e espaços públicos para a prática de atividade física. No setor educação, houve a implantação do trabalho remoto, o que modificou as atividades docentes, os hábitos de vida, com repercussões na saúde mental docente. Objetivo: Avaliar a associação entre atividade física e transtornos mentais comuns em docentes da rede particular de ensino, durante a primeira onda da pandemia da COVID-19. Métodos: Estudo de corte transversal do tipo websurvey. A coleta dos dados ocorreu em junho-julho de 2020, incluindo docentes de todos os níveis de ensino da rede particular da Bahia. Para mensuração de transtornos mentais comuns (TMC) foi utilizado o SRQ-20. A prática da atividade física foi autorreferida. Para avaliar a associação entre  exposição principal (atividade física) e desfecho (TMC), considerando as covariáveis de interesse. Foi conduzida análise de regressão de Poisson, com variação robusta, adotando-se nível de significância de 5%. Resultados: A amostra foi composta por 1.444 docentes. Prática de atividade físicas foi referida por 40,8%, sendo 17,7 % até 2x/semana e 23,1% mais de 3x/semana. A prevalência global de TMC foi de 66,7%. Após análise multivariada, observou-se prevalência de TMC mais elevada entre quem não praticou atividade física (RP=1,3; IC95%: 1,2–1,5) ou praticou até 2 dias na semana (RP=1,2; IC95%: 1,0-1,4) comparado a quem manteve atividades físicas 3x/semana. Conclusões: Evidenciou-se associação entre TMC e nível de atividade física após ajuste por atividades de lazer, faixa etária, situação conjugal, sobrecarga doméstica, insegurança em ficar desempregado e nível de ensino em que leciona. A prevalência de TMC foi reduzida à medida que se aumentou o nível de atividade física dos docentes, endossando a associação positiva entre a falta de atividade física e TMC. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The social distancing measures implemented at the beginning of the novel coronavirus disease (COVID-19) pandemic included the closing of schools, colleges, gyms, and public spaces for physical activity. In the education sector, remote work was implemented, which changed the life habits of teaching activities, with repercussions on mental health. Objective: To evaluate the association between physical activity and common mental disorders in private school teachers during the first wave of the COVID-19 pandemic. Methods: A cross-sectional web survey study. Data collection took place in June-July 2020, including teachers from all levels of education in the private network of Bahia. To measure common mental disorders (CMD), the SRQ-20 was used. The practice of physical activity was self-reported. To assess the association between primary exposure (physical activity) and outcome (CMT), considering the covariates of interest. Poisson regression analysis was performed, with robust variation, adopting a significance level of 5%. Results: The sample consisted of 1,444 professors. The practice of physical activity was reported by 40.8%, being 17.7% up to 2x/week and 23.1% more than 3x/week. The overall prevalence of CMD was 66.7%. After multivariate analysis, a higher prevalence of CMD was observed among those who did not practice physical activity (PR=1.3; 95%CI: 1.2–1.5) or who practiced it up to 2 days a week (PR=1.2; 95%CI: 1.0-1.4) compared to those who maintained physical activity 3x/week. Conclusions: There was an association between CMD and physical activity level after adjustment for leisure activities, age group, marital status, domestic overload, insecurity in becoming unemployed, and level of education at which they teach. The prevalence of CMD was reduced as professors' level of physical activity increased, endorsing the positive association between lack of physical activity and CMD.

     

3
  • PATRICIA GISELLE DE ARAÚJO E SILVA SANTOS
  • Intervenções no Trabalho para Prevenção de Distúrbios Musculoesqueléticos – Uma Revisão Sistemática

  • Orientador : RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • NORMA SUELY SOUTO SOUZA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 31/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • Os Distúrbios Musculoesqueléticos (DME) causam sofrimento físico e psíquico no trabalhador devido ao conjunto de sintomas que podem acometer um ou mais segmentos corporais, por isso as intervenções podem ser uma estratégia para evitar esses efeitos. As intervenções para prevenção de DME relacionados ao trabalho podem ser realizadas no ambiente de trabalho de diferentes formas: sobre o ambiente físico do trabalho com ajustes ou adaptações da estrutura física do trabalho; sobre o indivíduo por meio de atividades corporais como exercícios físicos ou intervenções com foco nos aspectos comportamentais baseados nas necessidades do trabalhador; sobre os aspectos organizacionais do trabalho que compreendem o ritmo de trabalho e a organização das tarefas, por exemplo. Trata-se, portanto, de uma revisão sistemática (RS) da literatura que teve como objetivo analisar os efeitos dos estudos de intervenção no ambiente laboral para prevenção de DME; os objetivos específicos foram: descrever as principais intervenções preventivas de DME aplicadas às categorias ocupacionais; identificar e descrever os países de procedência dos estudos e as populações abordadas; classificar os estudos quanto aos critérios de qualidade metodológica. Foram consultadas as bases de dados: Pubmed, Lilacs, PEDro e Web of Science, no período de 2015 a 2020 (publicações até 31 de outubro de 2020). Foram elegíveis aqueles artigos cujos desenhos dos estudos eram ensaios clínicos randomizados e ensaios comunitários publicados nos idiomas inglês, português e espanhol que objetivaram a prevenção de DME por meio de intervenções no trabalho, desde que não fosse na perspectiva da assistência clínica. A estratégia de busca foi elaborada atendendo às especificidades de cada base e a pesquisa resultou em 1354 arquivos recuperados. Os arquivos foram armazenados no software Mendeley Desktop, no qual foram retiradas as duplicatas e arquivos que não eram artigos (com metadados inválidos). Conforme os critérios de elegibilidade, a seleção resultou em 58 estudos publicados que foram organizados em planilhas e cujos dados foram extraídos para análise e síntese das evidências. Desses estudos, 38 eram ensaios clínicos randomizados e 20 ensaios comunitários; 37 abordaram intervenções sobre o indivíduo, 03 sobre o ambiente físico do trabalho, 04 estudos realizaram intervenções sobre aspectos da organização do trabalho; 14 estudos investigaram intervenções multidimensionais, ou seja, abordagens em mais de uma esfera em um mesmo programa de intervenção. A maior parte dos estudos (28 estudos) foi publicada nos países europeus, em particular, nos países nórdicos e escandinavos em populações diversificadas. A qualidade metodológica dos estudos foi avaliada conforme a ferramenta CASP e apenas 15 estudos atenderam satisfatoriamente aos quesitos CASP. Os estudos apresentaram heterogeneidade quanto às características e métodos de análise o que inviabilizou a construção de uma metanálise. Os estudos apresentaram resultados positivos com melhora da dor musculoesquelética, diminuição do absenteísmo relacionado ao DME, entretanto, os achados não são conclusivos sobre o que é eficaz e efetivo para prevenir DME em trabalhadores.


  • Mostrar Abstract
  • Musculoskeletal Disorders (MSD) cause physical and psychological suffering in workers due to a set of symptoms that can affect one or more body segments, so interventions can be a strategy to avoid these effects. Interventions to prevent work-related MSDs can be carried out in the work environment in different ways: on the physical work environment with adjustments or adaptations to the physical structure of work; on the individual through bodily activities such as physical exercises or interventions focusing on behavioral aspects based on the worker's needs; on the organizational aspects of work that include the pace of work and the organization of tasks, for example. It is, therefore, a systematic review (SR) of the literature that aimed to analyze the effects of intervention studies in the work environment for the prevention of MSD; the specific objectives were: to describe the main preventive DME interventions applied to occupational categories; identify and describe the countries of origin of the studies and the populations addressed; classify studies according to methodological quality criteria. The following databases were consulted: Pubmed, Lilacs, PEDro and Web of Science, from 2015 to 2020 (publications until October 31, 2020). Articles whose study designs were randomized clinical trials and community trials published in English, Portuguese and Spanish that aimed to prevent MSDs through interventions at work, provided that it was not from the perspective of clinical care, were eligible. The search strategy was designed taking into account the specifics of each database and the search resulted in 1354 recovered files. The files were stored in the Mendeley Desktop software, from which duplicates and files that were not articles (with invalid metadata) were removed. According to the eligibility criteria, the selection resulted in 58 published studies that were organized in spreadsheets and whose data were extracted for analysis and synthesis of evidence. Of these studies, 38 were randomized controlled trials and 20 were community trials; 37 addressed interventions on the individual, 03 on the physical work environment, 04 studies carried out interventions on aspects of work organization; 14 studies investigated multidimensional interventions, that is, approaches in more than one sphere in the same intervention program. Most of the studies (28 studies) were published in European countries, in particular, in the Nordic and Scandinavian countries in diverse populations. The methodological quality of the studies was evaluated according to the CASP tool and only 15 studies satisfactorily met the CASP requirements. The studies showed heterogeneity in terms of characteristics and analysis methods, which made the construction of a meta-analysis unfeasible. The studies showed positive results with improvement of musculoskeletal pain, reduction of absenteeism related to MSD, however, the findings are not conclusive about what is effective and effective to prevent MSD in workers.

4
  • MARTA CRISTIANE FERREIRA DOS SANTOS
  • SOFRIMENTO PSÍQUICO ENTRE PESCADORES E MARISQUEIRAS DA BAHIA DE TODOS OS SANTOS E SANTIAGO DO IGUAPE/BA.

     

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • VALÉRIE GANEM
  • Data: 28/04/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A pesca artesanal é atividade milenar e no Brasil tem forte participação na economia extrativista desde o período colonial. O trabalho está na representação das sociedades pesqueiras como modo de vida, assim como o meio ambiente é a extensão dos processos sociais e culturais. Cerca de 1 milhão de pescadores e pescadoras artesanais ocupam territórios vulnerabilizados em condições de trabalho e de vida amalgamadas de sofrimentos negligenciados que se maximizam diante das injustiças sociais e ambientais. Objetivo: Este estudo objetiva compreender o fenômeno sofrimento psíquico percebido pelos Pescadores e Marisqueiras da Baía de Todos os Santos e de Santiago do Iguape/BA. Método: Pesquisa participante, de abordagem qualitativa à luz da hermenêutica. O arcabouço teórico é delineado pelo diálogo entre as bases conceituais das Ciências Sociais e da Psicodinâmica do Trabalho. A amostra em bola de neve foi composta por 10 entrevistas semiestruturadas a pescadores, marisqueiras e lideranças das comunidades no período de dezembro de 2019 a fevereiro de 2021. Realizou-se observações e acompanhamentos aos processos de trabalho sintetizados em diários de campo. Resultados: A pesquisa divide-se em dois artigos. O primeiro intitulado “Sofrimento psíquico em comunidades de pescadores artesanais da Baía de Todos os Santos” revela os sofrimentos percebidos pelos trabalhadores como sensações traduzidas entre o medo, tristeza e angústia. A busca do prazer como estratégia de enfrentamento relaciona-se à preservação da identidade cultural, cujas especificidades traduzem um modo de ser e estar no mundo, atualmente ameaçado. O segundo artigo denominado de “Trabalho, sofrimento e prazer de pescadoras artesanais em tempos de pandemia da COVID-19”, revela a díade prazer-sofrimento presente na trajetória identitária das mulheres das águas em constante ressignificação dos aspectos subjetivos do trabalho como forma de (re) existir. Conclusão:  O estudo expõe o sofrimento psíquico, banalizado pelas políticas públicas e só percebido pelo trabalhador da pesca artesanal quando este já não pode ser transformado em respostas criativas. Expostos a riscos diferenciados à COVID-19, os processos de tensão em que passam os pescadores artesanais em tempo de pandemia dificultam o trabalho coletivo fonte de prazer, assim como de vivenciarem outras fontes de prazer reguladoras na elaboração do sofrimento patogênico em alegrias expressas. Os prazeres chegam com as práticas colaborativas em busca de soluções para a fome e interrupção do ciclo de contaminação. A alteridade domina as ações coletivas cravada na cooperação e reconhecimento entre os pares movidas pela inteligência prática no cotidiano de vida e trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Artisanal fishing is an ancient activity and in Brazil it has had a strong participation in the extractive economy since the colonial period. The work is in the representation of fishing societies as a way of life, just as the environment is the extension of social and cultural processes. Precarious working and living conditions are surrounded by neglected suffering that is maximized in the face of social and environmental injustices. Objective: This study aims to understand the phenomenon of psychological distress perceived by fishermen and shellfish gatherers in Baía de Todos os Santos and Santiago do Iguape/BA Method: Participatory research, with a qualitative approach in light of hermeneutics. The theoretical framework is outlined by the dialogue between the conceptual bases of Social Sciences and Psychodynamics of Work. The snowball sample consisted of 10 semi-structured interviews with fishermen, female shellfish gatherers and leaders from December 2019 to February 2021. Observations and follow-up to the work processes synthesized in field diaries were carried out. Results: The research is divided into two articles. The first is entitled “Psychic suffering in artisanal fishing communities in the Baía of Todos os Santos”. The analysis reveals the suffering perceived by workers as sensations translated between fear, sadness and anguish. The pursuit of pleasure as a coping strategy is related to the preservation of cultural identity, whose specificities reflect a way of being in the world, which is currently under threat. The second article called “Work, suffering and pleasure of artisanal fishermen in times of pandemic of covid-19 in the Baía of Iguape/BA”, whose data reveal the pleasure-suffering dyad present in the identity trajectory of women from the waters in constant resignification of subjective aspects of work as a way to (re) exist. Conclusion: The study exposes the silencing of psychic suffering, trivialized by public policies and only recognized by artisanal fishing workers when it can no longer be transformed into creative responses. Exposed to risks differentiated from COVID-19, the tension processes in which artisanal fishermen spend in pandemic times hinder access to face-to-face work, as well as to experience sources of regulatory pleasure in the elaboration of phatogen suffering. Pleasures come with the ecological practices of knowledge in search of solutions for hunger and interruption of the contamination cycle. Otherness dominates collaborative actions embedded in cooperation driven by practical intelligence.

2021
Dissertações
1
  • FLORA RANGEL OLIVEIRA
  • Características de pessoas com capacidade inadequada para o trabalho em uma microárea adscrita à estratégia de saúde da família

  • Orientador : JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • TECIA MARIA SANTOS CARNEIRO E CORDEIRO
  • Data: 18/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho apresenta distintos papéis na vida do homem, um meio de sustento, de inserção e visibilidade social, promovendo pertencimento e reconhecimento do indivíduo no meio familiar e na sociedade. Diversas mudanças têm sido empregadas para realizar o trabalho impactando diretamente nas suas condições, na saúde e vida dos trabalhadores. Contratos mais flexíveis e precarizações provocam uma maior fragilidade e insegurança desses trabalhadores enfraquecidos sindicalmente, que somados à novas exigências, competências, ritmos intensos e mudanças no dinamismo e variabilidade dos riscos, resultam numa série de efeitos das relações de trabalho sobre o trabalhador e a sua saúde agravando o quadro de doenças e riscos de acidentes incapacitantes. A incapacidade para o trabalho ou capacidade inadequada como adotamos nesse trabalho, é a impossibilidade de continuar ou retornar ao trabalho por motivo de uma lesão ou doença, sendo derivada de complexas interações entre o indivíduo, seu estado de saúde-doença, seu ambiente e contexto físico, político e social.  Representa um problema de saúde pública impactando todos os envolvidos: o sistema previdenciário e de saúde, os trabalhadores e sua família, além das organizações. Identificar os determinantes e interações da incapacidade em todas as esferas da vida do indivíduo possibilita maior efetividade das ações em reabilitação, de retorno e manutenção ao trabalho. A Estratégia de Saúde da Família (ESF), elemento norteador da Atenção Básica em Saúde (ABS) é um cenário favorável para o conhecimento das condições de vida e saúde das populações e fornece uma  melhor compreensão do processo saúde-doença e da necessidade de intervenções que vão além das práticas curativas. Permite traçar operfil de morbimortalidade dos trabalhadores e o diagnóstico situacional de saúde dos indivíduos na área adscrita, detectar os riscos inerentes as situações de vulnerabilidade socioambiental decorrentes dessas atividades, planejar e executar as ações de saúde  prioritárias direcionadas aos grupos definidos a partir de diretrizes nacionais. Essa dissertação é composta por um artigo descritivo, realizado com trabalhadores remunerados, com 18 anos ou mais, residentes em  uma microárea abrangida por uma equipe da Unidade de Saúde da Família da Federação, no Município de Salvador, Bahia, com intuito de caracterizar os trabalhadores com capacidade inadequada para o trabalho em área adscrita à Estratégia de Saúde da Família. Possibilitou qualificar a população de com capacidade inadequada quanto aos aspectos sócio demográficos, hábitos de vida, cuidados à saúde e saúde autorreferida e características ocupacionais e riscos à saúde presentes no trabalho. Os resultados reiteram a complexidade envolvida na manutenção da capacidade inadequada para o trabalho.Novas pesquisas devem se concentrar na identificação precoce de trabalhadores em risco, no uso de estratégias mais inovadoras e flexíveis, combinadas com perdas funcionais específicas, na integração mais forte do local de trabalho e reabilitação e, em uma melhor compreensão do estigma e outros fatores sociais no trabalho, particularmente entre os trabalhadores informais.


  • Mostrar Abstract
  • The work has different roles in man's life, a means of support, insertion and social visibility, promoting the individual's belonging and recognition in the family environment and in society. Several changes have been employed to carry out the work, directly impacting their conditions, the health and lives of workers. More flexible contracts and insecuritycause a greater fragility and insecurity of these weakened union workers, which added to the new demands, competences, intense rhythms and changes in dynamism and variability of risks, result in a series of effects of labor relations on the worker and his health, aggravating the disease and disabling accident risks. The incapacity for work or inadequate capacity as we have adopted in this work, is the inability to continue or return to work due to an injury or illness, being derived from complex interactions between the individual, his health-disease state, his environment and physical, political and social context. Represents a public health problem impactingeveryone involved: the social security and health system, workers and their families, as well as organizations. Identifying the determinants and interactions of disability in all spheres of life of the individual enables greater effectiveness of actions in rehabilitation, return and maintenance to work. The Family Health Strategy (FHS), guiding element of Primary Health Care (ABS) is a favorable scenario for the knowledge ofliving conditions and health of populations and provides a better understanding of the health-disease process and the need for interventions that go beyond curative practices. Allows you to trace themorbidity and mortality profile of workers and the situational health diagnosis of individuals in the area entered, detect the risks inherent in situations of socio-environmental vulnerability resulting from these activities, plan and execute health actionspriorities targeted at groups defined based on national guidelines. This dissertation consists of an articledescriptive study carried out with paid workers, aged 18 or over, residing in a micro area covered by a team from the Federation's Family Health Unit, in the city of Salvador, Bahia, in order to characterize workers with inadequate capacity to work in area assigned to the Family Health Strategy. It made it possible to qualify the population with inadequate capacity in terms of socio-demographic aspects, lifestyle, health care and self-reported health and occupational andhealth risks present at work. The results reiterate the complexity involved in maintaining inadequate work capacity.New research should focus on the early identification of workers at risk, the use of more innovative and flexible strategies, combined with specific functional losses, the stronger integration of the workplace and rehabilitation, and a better understanding of stigma and other social factors at work , particularly among informal workers.

2
  • ALINE BARRETO MOISÉS DE OLIVEIRA
  • Instrumento de avaliação da exposição do odor industrial para a saúde humana (IOS). Construção e validação de conteúdo pelo método Delphi.

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GINA TORRES RÊGO MONTEIRO
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 27/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • Essa dissertação está dividida em um capítulo e dois artigos. O capítulo se propõe a evidenciar os aspectos relevantes do impacto odorante em comunidades vulneráveis, expostas à contaminação por emissões industriais, esclarecer sobre os efeitos do impacto odorante para a saúde humana, bem como as normatizações e estudos acerca do tema, que subsidiaram a criação de um instrumento capaz de avaliar com mais precisão essa exposição, intitulado de “IOS”. Sabendo-se da problemática de contaminação ambiental na Baía de Todos os Santos, optouse por aprofundar o estudo na comunidade de Ilha de Maré, que vive acerca de estabelecimentos industriais que operam com manejo de produtos petroquímicos no estado da Bahia-Brasil, acarretando fortes odores de enxofre e amônia na região. Diversos métodos podem ser utilizados para mensurar o odor e seus impactos, entre eles questionários, inquéritos ou enquetes olfatométricas. Não foi encontrado, por meio de busca na literatura, um instrumento validado, neste formato, capaz de associar os efeitos do odor para a saúde humana nestas comunidades. Normas internacionais, bem como a utilização dessas em inquéritos por diversos autores foram fundamentais para a construção e organização dos itens. Para a apresentação de um resultado de fácil entendimento pela população-alvo e por aqueles que pretendem mensurar o impacto do odor em suas análises, além da construção do instrumento, o mesmo precisa passar por um processo de validação de conteúdo para que se torne confiável na aplicação. A validação de conteúdo do IOS contou com os atributos psicométricos validade e confiabilidade, e os processos metodológicos estão descritos em dois artigos, no período de julho de 2018 a dezembro de 2019. O Artigo 1 revela os caminhos metodológicos para desenvolvimento do IOS e validação de face pelo método Delphi, aferido pelo cálculo do IVC (Índice de Validade de Conteúdo), por meio de um consenso de 15 especialistas. O Artigo 2 traz a versão final do IOS após garantia do atributo “validade” e parte para a busca do atributo “confiabilidade” por meio do método teste-reteste em uma população piloto de 50 indivíduos residentes na Ilha de Maré, onde foi conferida a estabilidade do instrumento por meio do coeficiente de Kappa. A versão final do instrumento pretende gerar um escore de impacto odorante para a saúde humana em quatro classificações: Baixo, moderado, razoável e alto impacto. O IOS poderá ser utilizado de imediato, a fim de se obter um diagnóstico situacional mais fidedigno dessa problemática ambiental que impacta diretamente na saúde humana e é pouco explorada em território brasileiro. Torna-se disponível para a comunidade científica e profissional que tenha interesse na sua utilização e recomenda-se avançar os estudos de validação desse instrumento, como validação de construto, estrutural e até transcultural, bem como aprimorar sua utilização por meios tecnológicos.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation is divided into one chapter and two articles. The chapter aims to highlight the relevant aspects of the odorimpact in vulnerable communities, exposed to contamination by industrial emissions, to clarify the effects of the odorous impact on human health, as well as the norms and studies on the subject, which supported the creation of an instrument capable of more accurately evaluating this exposure, entitled "IOS". Knowing the problem of environmental contamination in the Bay of All Saints, we chose to deepen the study in the community of Ilha de Maré, which lives about industrial establishments that operate with petrochemical management in the state of Bahia-Brazil, resulting in strong odors of sulfur and ammonia in the region. Several methods can be used to measure odor and its impacts, including questionnaires, surveys or olfactorial surveys. It was not found, through a search in the literature, a validated instrument, in this format, capable of associating the effects of odor for human health in these communities. International standards, as well as the use of these in surveys by several authors were fundamental for the construction and organization of the items. For the presentation of a result of easy understanding by the target population and by those who intend to measure the impact of odor in their analyses, in addition to the construction of the instrument, it needs to go through a process of content validation in to become reliable in the application. The content validation of the IOS had the psychometric attributes validity and reliability, and the methodological processes are described in two articles, from July 2018 to December 2019. Article 1 reveals the methodological paths for ios development and face validation by the Delphi method, measured by the calculation of CVI (Content Validity Index), through a consensus of 15 specialists. Article 2 brings the final version of the IOS after guaranteeing the attribute "validity" and leaves for the search of the attribute "reliability" through the test-retest method in a pilot population of 50 individuals living in Maré Island, where the stability of the instrument was checked by the Kappa coefficient. The final version of the instrument aims to generate an odour impact score for human health in four classifications: Low, moderate, reasonable and high impact. IOS can be used immediately in order to obtain a more reliable situational diagnosis of this environmental problem that directly impacts human health and is little explored in Brazilian territory. It becomes available to the scientific and professional community that has an interest in its use and it is recommended to advance the validation studies of this instrument, such as construct, structural and even cross-cultural validation, as well as to improve its use by technological means.

3
  • CARLOS HENRIQUE CORDEIRO DE AMARAL
  • POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA EM COMUNIDADES RESIDENTES PRÓXIMAS A ÁREAS INDUSTRIAIS: Um indicativo de injustiça ambiental

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AMANDA LAURA NORTHCROSS
  • ICARO THIAGO ANDRADE MOREIRA
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • Data: 29/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • Comunidades residentes próximas a estabelecimentos industriais apresentam queixas relacionadas a problemas de saúde e danos ambientais provocados pelos gases poluidores emitidos por estes estabelecimentos. A falta de acesso a dados relativos à concentração desses poluentes nos seus territórios é um fator limitante, que impossibilita estas comunidades de provar a carga de exposição à poluição que estão submetidas. Objetivo: Este trabalho busca realizar o monitoramento das emissões atmosféricas provenientes de indústrias químicas instaladas próximas a uma comunidade residente próxima ao porto industrial de Aratu, a Ilha de Maré, Baía de Todos os Santos (BTS), Bahia, assim como uma realizar uma análise comparativa entre legislações que versam sobre padrões de qualidade do ar adotados em diversos países do mundo com a norma vigente no Brasil. Método: Para o monitoramento de poluição atmosférica, foram utilizados monitores portáteis de baixo custo e bom rendimento. Os valores das concentrações obtidas, para cada poluente, foram comparados com os padrões estabelecidos por normas técnicas nacionais e internacionais de monitoramento ambiental. Também foi feito um estudo comparativo entre os valores dos padrões de qualidade do ar definidos por normas de diferentes países do mundo. Resultados/Discussão: A análise comparativa dos padrões de qualidade do ar evidenciou que a legislação brasileira é, atualmente, mais permissiva que as legislações vigentes em outros países, no que se refere a valores limites de padrões de qualidade do ar. Com relação ao monitoramento de poluentes atmosféricos, os monitores apresentaram um desempenho satisfatório para monitorar os materiais particulados presentes no ar: PM1, PM2,5 e PM10. Apesar de não terem sido encontrados valores de concentrações dos poluentes acima dos padrões de qualidade do ar, definidos pelas normas técnicas brasileira e internacionais, ficou configurada a existência de exposições agudas, ou seja, lançamentos de grande concentração de poluentes atmosféricos em curtos espaços de tempo, que podem ser altamente perigosos para saúde humana.

     


  • Mostrar Abstract
  • Communities residing close to industrial establishments complain about health problems and environmental damage caused by polluting gases emitted by these establishments. The lack of access to data on the concentration of these pollutants in their territories is a limiting factor, which makes it impossible for these communities to prove the burden of exposure to pollution they are subjected to. Objective: This work seeks to carry out, the monitoring of atmospheric emissions from chemical industries installed near a resident community close to the industrial port of Aratu, Ilha de Maré, Baía de Todos os Santos (BTS), Bahia, as well as to carry out a comparative analysis between laws that deal with on air quality standards adopted in several countries around the world with the current norm in Brazil. Method: For the monitoring of atmospheric pollution, portable monitors of low cost and good performance were used. The values of the concentrations obtained, for each pollutant, were compared with the standards established by national and international technical standards for environmental monitoring. A comparative study was also carried out between the values of air quality standards defined by standards in different countries around the world. Results / Discussion: The comparative analysis of air quality standards has shown that Brazilian legislation, currently, is more permissive than the laws in force in other countries, with regard to limit values of air quality standards. Regarding the monitoring of air pollutants, the monitors showed a satisfactory performance to monitor the particulate materials present in the air: PM1, PM2.5 and PM10. Although pollutant concentration values above air quality standards, as defined by Brazilian and international technical standards, were not found, there were acute exposures, that is, releases of a large concentration of air pollutants in short periods of time, which can be highly dangerous to human health.

     

4
  • LUANA DE SOUZA OLIVEIRA ARAÚJO
  • LINFOMA NÃO-HODGKIN E OCUPAÇÃO: UM ESTUDO CASO-CONTROLE

  • Orientador : MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • NORMA SUELY SOUTO SOUZA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 30/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • Os Linfomas não-Hodgkin (LNH) são um grupo heterogêneo de doenças hematológicas malignas do tecido linfoide, que apresentam incidência crescente. A maioria dos LNH ainda tem sua causa desconhecida, embora agentes infecciosos e exposição ocupacional e ambiental tenham sido envolvidos. O estado da Bahia possui economia diversificada, nas quais podem existir diversas exposições, tornando o estado propício à ocorrência dos LNH. Nesse sentido, a pesquisa objetivou investigar a associação entre ocupação e LNH em segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na Bahia, no período de 2014 a 2018, bem como descrever seu perfil epidemiológico e sua distribuição espacial no estado. Trata-se de um estudo caso controle baseado em registro de benefícios previdenciários concedidos no estado da Bahia, disponibilizados pelo INSS. Investigou-se uma população de 1.401 indivíduos, sendo 467 casos e 934 controles. Foi observada maior frequência de casos entre os homens e entre os indivíduos residentes na mesorregião Metropolitana de Salvador. Evidenciou-se associação positiva principalmente com as ocupações que envolvem contato com o público, o que reforçou a possibilidade de uma etiologia infecciosa. Também foi encontrada variação na distribuição geográfica do LNH e seus subtipos no estado. Conclui-se que a exposição a agentes infecciosos deve merecer cuidado por parte de empregadores no sentido da prevenção. As associações descritas com as regiões do estado podem indicar exposições ligadas à atividade agropecuária. Esses achados merecem investigações mais detalhadas.


  • Mostrar Abstract
  • Non-Hodgkin's lymphomas (NHL) are a heterogeneous group of malignant hematological diseases of the lymphoid tissue, with increasing incidence. Most NHL still have an unknown cause, although infectious agents and occupational and environmental exposures have been implicated. The state of Bahia has a diversified economy, in which there may be a variety of exposures, making the State prone to the occurrence of NHL. In this sense, a research aimed to investigate the association between occupation and NHL among insured individuals from the National Institute of Social Security (NISS) in Bahia, in the period from 2014 to 2018, as well as describing their epidemiological profile and their spatial distribution in the state. This is a case control study based on a register of social security benefits granted in the State of Bahia, made available by the NISS. The study population was composed of 467 cases and 934 controls. A higher frequency of cases was observed among men and residents in the metropolitan mesoregion of Salvador (capital o the State). A positive association was evidenced mainly with occupations that involve contact with the public, which reinforced the possibility of an infectious etiology. Variation was also found in the geographic distribution of the NHL and its subtypes in the state. It is concluded that exposure to infectious agents must deserve care by the employers to promote prevention. The associations described with some geographical regions may indicate exposures in the agricultural activities. These findings deserve more detailed investigations

5
  • RITA DE CASSIA LOPES GOMES
  • Urânio, riscos e incertezas: mapeamento institucional nos municípios do sudoeste da Bahia, Brasil.

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • ANA CRISTINA SOUTO
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 30/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • A problemática da radioatividade, envolve riscos e está imersa em incertezas e desinformação. Na Bahia, em Caetité, entre 2000 e 2013 com a implantação da Uranífera das Indústrias Nucleares do Brasil, os trabalhadores e a comunidade vivenciaram recorrentes acidentes no entorno da mineração, com consequências para a saúde e para o meio ambiente, que mobilizaram sujeitos sociais frente às denúncias. Este estudo tem como objetivo construir o mapa institucional das Instituições públicas para o controle do risco radioativo nos municípios do sudoeste da Bahia. A metodologia adotada foi um estudo qualitativo documental, de caso múltiplo do tipo analítico e descritivo, por uma aproximação com a hermenêutica, tendo como referencial teórico o modelo do Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos da América, para análise das Funções Essenciais em Saúde Pública. Foram analisados 68 documentos produzidos pelas instituições públicas, organizações da sociedade civil e periódicos dos principais jornais do estado da Bahia e São Paulo, no período entre 2004 e 2015. Conclui-se que o mapeamento indicou ausência de ações institucionais eficazes, voltadas para o controle do risco radioativo, demonstrando baixa capacidade institucional voltada para a problemática da radioatividade e conformaram modelos de gestão diferenciados. Foram identificadas pautas propostas pelas Organizações da sociedade civil e Movimentos Sociais que mobilizaram atores sociais em torno de ações institucionais; estudos e pesquisas por organizações nacionais e internacionais independentes sobre o risco radioativo. Propõe uma agenda de pesquisa sobre a participação dos movimentos sociais para a produção de políticas públicas, voltada para o controle do risco radioativo em territórios de mineração. Produziu ainda a elaboração de 2 artigos. Mapeamento das Ações Institucionais para o Controle do Risco Radioativo no Triangulo da Mineração de Uranio na Bahia, Brasil e Movimentos Sociais e a Pauta da Mineração de Uranio no sudoeste da Bahia, Brasil.


  • Mostrar Abstract
  • The issue of radioactivity involves risks and is immersed in uncertainty and misinformation. In Bahia, in Caetité, between 2000 and 2013 with the implementation Uranifer of the Nuclear Industries of Brazil, workers and the community experienced recurrent accidents in the mining area, with consequences for health and the environment, which mobilized social subjects. to complaints. This study aims to build the institutional map of public institutions for the control of radioactive risk in the southwestern municipalities of Bahia. The adopted methodology was a qualitative documentary, multiple-case analytical and descriptive study, by an approach to hermeneutics, having as theoretical reference the model of the Center for Disease Control of the United States of America, for the analysis of the Essential Functions in Health Public 68 documents produced by public institutions, civil society organizations and periodicals from the main newspapers in the state of Bahia and São Paulo were analyzed in the period between 2004 and 2015. It is concluded that the mapping indicated the absence of effective institutional actions aimed at control radioactive risk, demonstrating low institutional capacity focused on the issue of radioactivity and conforming differentiated management models. Agendas proposed by civil society organizations and social movements that mobilized social actors around institutional actions were identified; studies and surveys by independent national and international organizations on radioactive risk. It proposes a research agenda on the participation of social movements in the production of public policies, aimed at controlling the radioactive risk in mining territories. It also produced the elaboration of 2 articles. Mapping of Institutional Actions for Radioactive Risk Control in the Triangle of Uranium Mining in Bahia, Brazil and Social Movements and the Agenda of Uranium Mining in southwestern Bahia, Brazil.

6
  • ERYKA PAPATERRA SCHULTZ
  • ESTUDO DESCRITIVO DA POPULAÇÃO INFANTO-JUVENIL DE UMA COMUNIDADE MARISQUEIRA DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS EXPOSTA A HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS

  • Orientador : TANIA MASCARENHAS TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • SERGIO TELLES DE OLIVA
  • TANIA MASCARENHAS TAVARES
  • Data: 30/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • SCHULTZ, E. P. Estudo descritivo da população infanto-juvenil de uma comunidade marisqueira da Baía de Todos os Santos exposta a Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos. 2021. Orientador: Tania Mascarenhas Tavares. Dissertação de mestrado em Saúde, Ambiente e Trabalho – Faculdade de Medicina da Bahia, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2021.

     

    Introdução: A atividade de beneficiamento e refino de petróleo, desenvolvida desde a instalação da Refinaria Landulpho Alves na década de 50, foi à grande propulsora da expansão e consolidação industrial da Baía de Todos os Santos. No entanto tem contribuído para a sua contaminação por diversos poluentes, incluindo os Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs), que são biomarcadores de atividades petrolíferas. Os HPAs são substâncias tóxicas ao meio ambiente e aos humanos, sendo algumas delas cancerígenas, representando riscos para a segurança alimentar e a saúde das comunidades marisqueiras próximas. Objetivo: Descrever o perfil social, econômico, hábitos pessoais e exposição aos HPAs de crianças/adolescentes de uma escola da comunidade mais próxima à unidade de refino de petróleo. Método: A população de estudo compreendeu 199 crianças/adolescentes de 07 a 16 anos, estudantes do 2º ao 5º ano do ensino fundamental, dos turnos matutino e vespertino, da Escola Municipal Iromar Silva Nogueira, da comunidade de Caípe, São Francisco do Conde, Bahia. Os dados foram coletados entre outubro e dezembro de 2019, por meio de entrevistas subsidiadas de um questionário semiestruturado. As entrevistas foram conduzidas individualmente e o instrumento de coleta de dados compreendeu de seis seções: Dados gerais; Aspectos sociodemográficos e econômico; Local de moradia; Hábitos pessoais e comportamentais; Hábitos alimentares; Saúde. Resultados: 54,3 % das crianças/adolescentes eram do sexo feminino, 84,4% das famílias tinha pelo menos um membro familiar que praticava a pesca/mariscagem, 54,8% das famílias ganhavam menos de 1 salário mínimo, 70% das mães já residiam em Caípe durante a gravidez, 83,9% residem próximas de indústrias ou atividades relacionadas ao beneficiamento de petróleo, 87,4% das crianças/adolescentes consomem marisco de 2 a 3 vezes na semana, 95% das crianças consomem alimentos grelhados, fritos, assados e defumados, 63,8% das crianças/adolescentes não possuíam problemas respiratórios, mas 36,2% já tiveram ou tem e 41% das crianças/adolescentes tem dificuldade na escola. Conclusão: A população estudada é de baixa renda, a presença da RLAM é um fator relevante na vida das famílias, o consumo de marisco e de alimentos grelhados, defumados, fritos e assados é uma fonte importante de exposição à HPAs e, embora não tenham sido relatadas alterações significativas na saúde das crianças/adolescentes, as porcentagens de problemas respiratórios e dificuldade na escola requerem uma investigação mais detalhada em estudos futuros.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The oil processing and refining activity, developed since the installation of the Landulpho Alves Refinery in the 50s, was the main driver of the industrial expansion and consolidation of the Todos os Santos Bay. However, it has contributed to its contamination by several pollutants, including Polycyclic Aromatic Hydrocarbons (PAHs), which are biomarkers of petroleum activities. PAHs are substances that are toxic to the environment and to humans, some of which are carcinogenic, representing risks to food security and the health of nearby seafood communities. Objective: To describe the social, economic profile, personal habits and exposure to PAHs of children/adolescents at a school in the community closest to the oil refining unit. Method: The study population comprised 199 children/adolescents from 07 to 16 years old, students from the 2nd to the 5th year of elementary school, from the morning and afternoon shifts, from the Municipal School Iromar Silva Nogueira, from the community of Caípe, São Francisco do Conde, Bahia. Data were collected between October and December 2019, through subsidized interviews using a semi-structured questionnaire. The interviews were conducted individually and the data collection instrument comprised six sections: General data; Socio-demographic and economic aspects; Place of residence; Personal and behavioral habits; Eating habits; Health. Results: 54.3% of children/adolescents were female, 84.4% of families had at least one family member who practiced fishing/shellfish, 54.8% of families earned less than 1 minimum wage, 70 % of mothers already lived in Caípe during pregnancy, 83.9% live close to industries or activities related to oil processing, 87.4% of children/adolescents consume seafood 2 to 3 times a week, 95% of children consume grilled, fried, roasted and smoked foods, 63.8% of children/adolescents did not have respiratory problems, but 36.2% have had or have and 41% of children/adolescents have difficulty in school. Conclusion: The studied population is of low income, the presence of RLAM is a relevant factor in the lives of families, the consumption of seafood and grilled, smoked, fried, and roasted foods is an important source of exposure to PAHs and, although no significant changes in the health of children/adolescents have been reported, the percentages of respiratory problems and difficulty in school require further investigation in future studies.

7
  • PAULINE RAMOS DOS SANTOS LIMA
  • DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR E TRABALHO: UM ESTUDO EM UM COMPLEXO PRISIONAL

  • Orientador : RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • NORMA SUELY SOUTO SOUZA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 31/05/2021

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A disfunção temporomandibular (DTM) é um grupo de disfunções musculoesqueléticas de origem multifatorial que acomete a articulação temporomandibular. Conhecer a ocorrência de DTM em trabalhadores e os fatores ocupacionais associados a essa condição pode ser relevante em trabalhadores da área de segurança, supostamente mais expostos a estressores psicossociais no trabalho. OBJETIVO: Investigar a prevalência de DTM em agentes penitenciários (APs) e sua associação com aspectos psicossociais do trabalho, em geral, e relacionados ao trabalho prisional, em particular, além de características sociodemográficas e estilo de vida. MÉTODOS: Estudo transversal com 401 agentes penitenciários de Salvador, Bahia, Brasil, que responderam a um questionário autoaplicável. A variável desfecho foi a DTM avaliada pelo Índice de Anamnese de Fonseca. Os aspectos psicossociais foram medidos por meio do Job Content Questionnaire (JCQ) e de questões específicas sobre o trabalho dos APs. A regressão multivariada de Cox forneceu razões de prevalência ajustadas. As variáveis independentes inseridas nos blocos foram as dimensões demanda psicológica e controle do trabalho, características sociodemográficas e de estilo de vida, aspectos psicossociais do trabalho dos APs e apoio social, de colegas e supervisores. RESULTADOS: A prevalência de DTM foi de 35,4%. Após análise multivariada, as variáveis associadas à DTM foram: alta demanda psicológica (RP Ajust = 1,37), sexo feminino (RP Ajust = 2,17), não praticar atividade de lazer (RP Ajust = 2,77), possuir outra ocupação (RP Ajust = 1,60), vivenciar situação de medo pelo contato com facções no ambiente de trabalho (RP Ajust = 1,59) e baixo apoio social dos colegas de trabalho (RP Ajust = 1,42) e supervisor (RP Ajust = 1,45). CONCLUSÃO: Aspectos psicossociais do trabalho, incluindo alta demanda psicológica e baixo apoio social de colegas e de supervisor, além do medo do contato com facções, foram independentemente associados à DTM. Indicam intervenções no trabalho que ampliem o apoio dos supervisores e promovam redes de solidariedade entre os colegas de trabalho. Além disso, fomentar práticas de lazer pode contribuir para a proteção da saúde dos trabalhadores. A gestão do trabalho no complexo penitenciário e as intervenções preventivas devem ser sensíveis às desigualdades de gênero no trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • BACKGROUND: Temporomandibular disorder (TMD) is a group of musculoskeletal disorders of multifactorial origin that affects the temporomandibular joint. Knowing the occurrence of TMD in workers and investigating the occupational factors associated with this condition can be relevant in workers in the safety area, who are supposedly more exposed to psychosocial stressors at work. OBJECTIVE: To investigate the prevalence of TMD in correctional officers (CO) and its association with psychosocial aspects of work, in general, and related to work in prison, in particular, besides with sociodemographic characteristics and lifestyle. METHODS: Cross-sectional study with 401 correctional officers from Salvador, Bahia, Brazil, who answered a self-administered questionnaire. The outcome variable was TMD, assessed by the Fonseca Anamnesis Index. Psychosocial aspects were measured using the Job Content Questionnaire (JCQ) and specific questions about the work of COs. Cox's multivariate regression provided adjusted prevalence ratios. The independent variables inserted in the blocks were the dimensions psychological demand and job control, sociodemographic and lifestyle characteristics, psychosocial aspects of COs work and social support, from colleagues and supervisors. RESULTS: The prevalence of TMD was 35.4%. After multivariate analysis, the variables associated with TMD were: high psychological demand (PR Adjust = 1.37), female gender (PR Adjust = 2.17), not practicing leisure activity (PR Adjust = 2.77), having another occupation (PR Adjust = 1.60), experiencing a situation of fear due to contact with factions in the workplace (PR Adjust = 1.59) and low social support from co-workers (PR Adjust = 1.42) and supervisor (PR Adjust = 1.45). CONCLUSION: Psychosocial aspects at work, including high psychological demand and low social support from colleagues and supervisor, in addition to fear of contact with factions, were independently associated with TMD. Work interventions should be implemented that expand the support of supervisors and promote networks of solidarity among co-workers. In addition, fostering leisure practices can contribute to the protection of workers' health. Work management in the prison complex and preventive interventions must be sensitive to the gender inequalities at work.

8
  • Ana Carine Carvalho Cardoso
  • Dor musculoesquelética múltipla em trabalhadores da pesca artesanal: prevalência e fatores associados.

  • Orientador : VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MARIANA OLÍVIA SANTANA DOS SANTOS
  • Data: 24/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Os distúrbios musculoesqueléticos (DME) estão entre os principais problemas de saúde pública mundial que acometem a população de países desenvolvidos e em desenvolvimento. Os DME são complexos, multifatoriais e a dor é frequentemente relatada em mais de um local do corpo. A dor musculoesquelética múltipla (DM) acomete tanto a população geral, quanto a população trabalhadora (formal e informal), com alto impacto na capacidade para o trabalho, bem como na ocorrência de absenteísmo. Esta pesquisa, desenvolvida com a participação da comunidade de pesca artesanal e de um grupo de trabalho inter setorial, apresenta uma revisão de literatura e um artigo científico. Objetivo:Investigar a prevalência de dor musculoesquelética múltipla (DM) e seus fatores associados em trabalhadores da pesca artesanal, residentes em duas localidades da Baía de Todos os Santos, Bahia, Brasil.   Método: O projeto foi desenvolvido com base nos dados obtidos em dois estudos transversais, um realizado em 2013 e o outro em 2017, a partir de amostras aleatórias das populações de pescadores artesanais/marisqueiras pertencentes às comunidades de Saubara e de Santiago do Iguape, com n=209 e n=248, respectivamente. Ambas as comunidades estão localizadas na Baía de Todos os Santos, Bahia, Brasil.  A variável desfecho número de locais de dor por indivíduo foi determinada somando os locais de dor referente a oito regiões do corpo. Esta variável foi classificada em três categorias: indivíduos sem dor, com dor em um único local do corpo e com dor múltipla. A RP para o número de locais de dor e seus respectivos intervalos de 95% de confiança foram obtidos com base no modelo de regressão log binomial em separado ajustado pelas variáveis socioeconômicas, ocupacionais e de demandas físicas. Resultados: A prevalência de dor única e de dor múltipla entre os trabalhadores da pesca artesanal foi de 13,5% e 70,7%, respectivamente. Uma maior prevalência de DM foi observada em indivíduos do sexo feminino (RP=1,37; IC95% 1,13-1,66), com idades acima de 39 anos (RP=1,21; IC95% 1,08-1,35) e expostos às altas demandas físicas (RP=1,31; IC95% 1,11-1,53). Conclusão: A DM tem uma alta magnitude entre os trabalhadores da pesca artesanal, corroborando para a concepção de que a dor múltipla é uma progressão da dor local, quando mantida à exposição dos vários fatores de riscos ocupacionais e extra ocupacionais.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Musculoskeletal disorders (MSDs) are among the main public health problems worldwide that affect the population of developed and developing countries. MSDs are complex, multifactorial and pain is often reported in more than one location in the body. Multisite musculoskeletal pain (MMP) affects both the general population and the working population (formal and informal), with a high impact on work ability, as well as on absenteeism. This research, developed with the participation of the artisanal fishing community and a working group, presents a literature review and a scientific article. Objective: To investigate the prevalence of multisite musculoskeletal pain (MMP) and its associated factors in artisanal fishery workers living in two localities of Baía de Todos os Santos, Bahia, Brazil. Method: The data was obtained from two cross-sectional studies, one carried out in 2013 and the other in 2017, each one composed of random samples from the artisanal fisherman/shellfish gatherers populations belonging to the communities of Saubara and Santiago do Iguape, with n=209 e n=248, respectively. Both communities are located at Baía de Todos os Santos, Bahia, Brazil. The outcome variable number of pain sites per individual was obtained by summing pain sites with respect to eight body regions. This variable was classified into three categories: individuals without pain, with pain in a single location on the body and with multisite pain. The PR for the number of pain sites and their respective 95% confidence intervals were obtained based on the separate log binomial regression model adjusted for socioeconomic, occupational and physical demand variables. Results: The prevalence of single pain and multisite pain among artisanal fishing workers was 13.5% and 70.7%, respectively. A higher prevalence of MMP was observed in female individuals (PR=1.37; 95%CI 1.13-1.66), aged over 39 years (PR=1.21; 95%CI 1.08-1 .35) and exposed to high physical demands (RP=1.31; 95%CI 1.11-1.53). Conclusion: MMP has a high magnitude among artisanal fishing workers, corroborating with the concept that multisite pain is a progression of local pain, when kept to exposure to various occupational and extra-occupational risk factors.

9
  • EDMARA OLIVEIRA MOTA
  • Significados de saúde e do sistema único de saúde para as mulheres pescadoras artesanais do Brasil.

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MARIA DA PURIFICACAO NAZARE ARAUJO
  • Data: 25/11/2021

  • Mostrar Resumo
  • A pesca, é uma atividade laboral amplamente praticada no Brasil e que abrange grandes populações de trabalhadores em estado de pobreza e vulnerabilidade. Os estudo afirmam que, principalmente no caso das mulheres pescadoras, as condições de trabalho as expõe a riscos e doenças ocupacionais relacionadas ao trabalho. Este estudo tem como objetivo compreender os significados da saúde e do SUS para as mulheres pescadoras artesanais do Brasil. A metodologia adotada foi um estudo qualitativo, com uma coleta de dados secundária a partir da análise de entrevistas de pescadoras participantes do projeto “Educação em Saúde da(o) Trabalhadora (or) da Pesca Artesanal e Formação de Agentes Multiplicadoras em Participação na Gestão do SUS”, que aconteceu de julho de 2015 a fevereiro de 2018, com a participação de 417 pescadoras oriundas de 117 municípios de 16 estados. Observou-se que o conceito de saúde para as mulheres pescadoras está relacionado com o equilíbrio entre a saúde física e psicológica, além disso, buscam qualidade de vida por meio de uma alimentação saudável e uma rotina de trabalho que não seja prejudicial a saúde. Conclui-se que as comunidades pesqueiras apresentam condições de vulnerabilidade social e econômica e os pescadores acabam sendo expostos a graves riscos de doenças e acidentes de trabalho. Da mesma maneira que o processo de humanização dos serviços de saúde e o atendimento aos pescadores artesanais ainda é insuficiente.


  • Mostrar Abstract
  • Fishing is a labor activity widely practiced in Brazil and encompasses large populations of workers in a state of poverty and vulnerability. The studies state that, especially in the case of female fishers, the working conditions expose them to occupational risks and diseases related to work. This study aims to understand the meanings of health and the SUS for artisanal fisherwomen in Brazil. The adopted methodology was a qualitative study, with a secondary data collection from the analysis of interviews of fisherwomen participating in the project “Health Education of Artisanal Fisheries Worker and Training of Multiplier Agents in Participation in the Management of SUS", which took place from July 2015 to February 2018, with the participation of 417 fisherwomen from 117 municipalities in 16 states. It was observed that the concept of health for fisherwomen is related to the balance between physical and psychological health, in addition, they seek quality of life through healthy eating and a work routine that is not harmful to health. It is concluded that fishing communities present conditions of social and economic vulnerability and fishermen end up being exposed to serious risks of illnesses and work accidents. In the same way as the process of humanization of health services and assistance to artisanal fishermen is still insufficient.

10
  • ARTHUR IGOR CRUZ LIMA
  • ANSIEDADE EM CIRURGIÕES-DENTISTAS BRASILEIROS DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19: UM ESTUDO DE CORTE-TRANSVERSAL

  • Orientador : LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • DARCI DE OLIVEIRA SANTA ROSA
  • Data: 15/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A pandemia da COVID-19 causou impactos financeiros e trouxe mudanças na forma de exercer a odontologia. Nesse contexto, os cirurgiões-dentistas estão expostos a contaminação vírus durante a rotina de trabalho além do risco de desenvolverem transtornos mentais como ansiedade por conta do cenário trazido pela pandemia. Objetivo: Determinar a prevalência e identificar fatores associados à ansiedade entre dentistas no contexto da pandemia da COVID-19 no Brasil, entre novembro de 2020 a fevereiro de 2021. Métodos: Estudo de corte transversal realizado com 408 cirurgiões-dentistas brasileiros que preencheram um questionário do Google form® entre os meses de novembro de 2020 a fevereiro de 2021, utilizando a técnica snowball. Foram coletadas variáveis socioeconômicas, relacionadas à COVID-19 e aspectos relacionados a qualidade de vida relacionada à saúde e ansiedade. Os sintomas de ansiedade foram medidos pelo inventário de ansiedade de Beck e a qualidade de vida relacionada à saúde foi avaliada pelo WHOQOL-Bref. As diferenças de proporções entre os grupos foram avaliadas pelo teste do qui-quadrado ou teste de Fisher quando indicado e as diferenças nas médias dos grupos de acordo com a presença ou ausência de ansiedade foram avaliadas por meio de testes t. A confiabilidade de cada domínio do WHOQOL-BREF foi calculada por meio do alfa de Cronbach e a regressão de Poisson foi usada para obter estimativas de razões de prevalência. Resultados: A prevalência de ansiedade foi significativamente maior entre os dentistas que referiram que: o alto custo dos equipamentos de proteção individual (EPI) pode dificultar o funcionamento dos serviços odontológicos durante a pandemia do COVID-19 (RP = 2,15; P = 0,011); relataram suor, respiração ofegante e aumento da frequência cardíaca durante o trabalho (RP = 3,67); sentiam-se seguros ao usar o EPI no trabalho (RP = 1,84) e tinham medo de contrair a COVID-19 (P = 2,52; P <0,001). Dentistas afrodescendentes estavam 48% mais ansiosos do que dentistas brancos/amarelos. O modelo também estimou que dentistas ansiosos apresentam valor médio do domínio físico 13% menor (RP = 0,87; IC95 0,81-0,93); Valor médio do domínio psicológico 12% menor (RP = 0,88; IC95% 0,82-0,95) e valor médio do domínio relacionamento social 7% maior (RP = 1,07; IC95% 1,02-1,12) do que dentistas não ansiosos. Conclusão: Questões como o alto custo dos EPIs, a sensação de insegurança mesmo utilizando os EPIs e a ausência de apoio de outros dentistas ou profissionais da saúde foram fatores associados ao aumento da prevalência de ansiedade. A idade, renda e o distanciamento social impostos pela pandemia causaram impactos significativos na qualidade de vida dos dentistas, principalmente nas questões físicas e psicológicas. Foram identificadas disparidades no que diz respeito à raça e ansiedade no grupo pesquisado.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The COVID-19 pandemic caused financial impacts and brought changes in the way dentistry is practiced. In this context, dentists are exposed to virus contamination during their work routine, in addition to the risk of developing mental disorders such as anxiety due to the scenario brought by the pandemic. Objective: To determine the prevalence and identify factors associated with anxiety among dentists in the context of the COVID-19 pandemic in Brazil, between November 2020 and February 2021. Methods: Cross-sectional study carried out with 408 Brazilian dentists who completed a Google form® questionnaire from November 2020 to February 2021, using the snowball technique. Socioeconomic variables related to COVID-19 and aspects related to quality of life related to health and anxiety were collected. Anxiety symptoms were measured by the Beck Anxiety Inventory and health-related quality of life was assessed by the WHOQOL-Bref. Differences in proportions between groups were assessed using the chi-square test or Fisher's test when indicated, and differences in group means according to the presence or absence of anxiety were assessed using t-tests. The reliability of each WHOQOL-BREF domain was calculated using Cronbach's alpha and Poisson regression was used to obtain estimates of prevalence ratios. Results: The prevalence of anxiety was significantly higher among dentists who reported that: the high cost of personal protective equipment (PPE) can hamper the functioning of dental services during the COVID-19 pandemic (PR = 2.15; P = 0.011); reported sweating, wheezing and increased heart rate during work (PR = 3.67); they felt safe using PPE at work (PR = 1.84) and were afraid of contracting COVID-19 (P = 2.52; P < 0.001). Afro-descendant dentists were 48% more anxious than white/yellow dentists. The model also estimated that anxious dentists have a 13% lower mean physical domain value (PR = 0.87; IC95 0.81-0.93); Mean value of the psychological domain 12% lower (PR = 0.88; 95%CI 0.82-0.95) and mean value of the social relationship domain 7% higher (PR = 1.07; 95%CI 1.02-1, 12) than not anxious dentists. Conclusion: Issues such as the high cost of PPE, the feeling of insecurity even when using PPE and the lack of support from other dentists or health professionals were factors associated with the increased prevalence of anxiety. Age, income, and social distance imposed by the pandemic caused significant impacts on the quality of life of dentists, especially in physical and psychological issues. Disparities were identified regarding race and anxiety in the researched group.

11
  • Sheila Mendes Argôlo Magno
  • AVALIAÇÃO DOS EGRESSOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE, AMBIENTE E TRABALHO DA UFBA TITULADOS DE 2009 A 2019.

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DENISE NUNES VIOLA
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 16/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: Os programas de pós-graduação stricto sensu possuem a missão de formar pessoal com competência profissional, técnica e científica para atuar nas áreas da docência e da pesquisa. Uma das formas de investigar se um programa está cumprindo a sua missão é realizando estudo de avaliação dos seus egressos. OBJETIVOS: Identificar o perfil socioeconômico e demográfico, os aspectos profissionais, acadêmicos, e de produção científica e tecnológica dos egressos do Programa de pós-graduação em saúde ambiente e trabalho (PPGSAT/UFBA) titulados entre os anos de 2009 e 2019 e descrever aspectos relacionados ao Curso, segundo os egressos. MÉTODOS: Pesquisa avaliativa, epidemiológica, de caráter descritivo, conduzida em duas etapas. A primeira, foi realizada no período entre março e abril de 2020, através da consulta aos currículos na Plataforma Lattes do CNPq dos egressos e a segunda entre maio e agosto de 2020 por meio de questionário eletrônico. Inicialmente foi realizada a análise da estatística descritiva e exploratória dos dados para ambas as etapas. Além disto, na primeira etapa foi feito o teste de Aleatorização considerando subamostras, uma vez que os dados eram compostos pela população. Para verificar a existência de associação entre as variáveis foi realizado o teste Qui-quadrado e na segunda etapa foi realizado o teste de Aleatorização para o ajuste do modelo de regressão logística considerando apenas uma variável independente. Também foi feita Análise Fatorial exploratória de alguns dados, seguida da Nuvem de palavras para as perguntas com respostas abertas. RESULTADOS: Na primeira etapa foram analisados 163 currículos, o que representa 98,8% da população. Houve uma predominância do sexo feminino 78,5% e graduados na área da saúde 74,2%, em que 60,1% publicaram pelo menos um artigo em revistas e/ou livro/capítulo, com um total de 196 artigos publicados em revistas cientificas. Dos 51,5% egressos que realizaram pelo menos uma publicação de artigo científico, 62,0% fizeram com seu respectivo orientador. Após a realização do teste de Aleatorização verificou-se que em 50% das subamostras a Publicação em periódico influencia na realização do Doutorado. Na segunda etapa do estudo a população foi composta por 90 egressos, a maioria atua no mercado de trabalho 85,7% e 51,1% são docentes de IES e 36,7% estão com o Doutorado em andamento. Apenas 24,4% possuem cargos de chefia/direção ou coordenação.  Em relação às perguntas abertas, 43,3% dos egressos expuseram justificativas para não terem feito publicações, destes, 17,9% citaram a recusa de revistas; 43,3% declarou ter apresentado dificuldade durante o Curso, destes, 28,2% citaram dificuldade em conciliar trabalho com o mestrado. A análise fatorial mostrou que os egressos estão bem divididos em relação a satisfação com os dois fatores, o primeiro relativo a novas aprendizagens e relações no trabalho e o segundo ao sucesso profissional. Os resultados também mostraram as variáveis que influenciam na área financeira, profissional e do conhecimento dos egressos. Os egressos do sexo masculino apresentaram 86,6% de chance de ter ascensão profissional e os do sexo feminino apenas 64,0%.  A probabilidade de realizar o Doutorado aumenta quando o egresso é oriundo de instituição pública, passando de 22,0% para 49,1%. A maioria declarou aumento da renda após a conclusão do mestrado e alto grau de impacto do mestrado na vida profissional, 65,6% e 62,2%, respectivamente. CONCLUSÃO: Os resultados demonstraram que o Programa necessita adotar medidas para proporcionar algumas melhorias e evolução do Curso, no sentido de conseguir gerar um impacto cada vez maior na vida profissional dos seus egressos. Também foi possível constatar uma carência de publicações, ressaltando que este é um dos principais itens que necessita atenção do Programa. Logo, os resultados deste estudo podem fomentar discussões sobre o alcance de objetivos e metas estabelecidas pelo Programa e gerar iniciativas que irão viabilizar melhorias na formação, adoção de medidas adequadas para o fortalecimento do Curso, proporcionando um maior desenvolvimento da sua inserção social.  Além disso, os resultados ajudarão o PPGSAT/UFBA no seu processo de autoavaliação junto a CAPES.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: stricto sensu graduate programs have the mission of training personnel with professional, technical and scientific competence to work in the areas of teaching and research. One of the ways to investigate whether a program is fulfilling its mission is to carry out an evaluation study of its graduates. OBJECTIVES: Identify the socioeconomic and demographic profile of professionals, specialists and scientific and technological production of graduates of the Postgraduate Program in Health and Work (PPGSAT/UFBA) Course, according to graduates. METHODS: Evaluative, epidemiological, descriptive research, conducted in two stages. The first was carried out between March and April 2020, by consulting the CVs on the CNPq Lattes Platform for graduates, and the second between May and August 2020 through an electronic questionnaire. Initially, descriptive and exploratory statistical analysis of the data for both stages was performed. In addition, in the first stage, the Randomization test was performed considering sub-samples, since the data were composed by the population. To verify the existence of an association between the variables, the chi-square test was performed and, in the second stage, the randomization test was performed to adjust the logistic regression model considering only one independent variable. Exploratory Factor Analysis of some data was also performed, followed by Word Cloud for open-ended questions. RESULTS: In the first stage, 163 curricula were analyzed, representing 98.8% of the population. There was a predominance of females 78.5% and graduates in the health field 74.2%, in which 60.1% published at least one article in journals and/or book/chapter, with a total of 196 articles published in journals scientific. Of the 51.5% graduates who carried out at least one publication of a scientific article, 62.0% did it with their respective advisor. After performing the Randomization test, it was found that in 50% of the sub-samples, Journal publication influences the Doctorate. In the second stage of the study, the population consisted of 90 graduates, most of them work in the labor market, 85.7% and 51.1% are professors at HEIs and 36.7% have their Doctorate in progress. Only 24.4% have leadership/direction or coordination positions. Regarding open questions, 43.3% of the graduates explained their reasons for not having published, of these, 17.9% cited the refusal of journals; 43.3% declared having had difficulty during the course, of which 28.2% mentioned reconciling work with a master's degree. Factor analysis showed that graduates are well divided in terms of satisfaction with the two factors, the first relating to new learning and relationships at work and the second to professional success. The results also showed the variables that influence the financial, professional and knowledge of graduates. Male graduates have an 86.6% chance of having professional advancement and female graduates only 64.0%. The probability of taking a Doctorate degree increases when the graduate comes from a public institution, going from 22.0% to 49.1%. The majority declared an increase in income after the master's degree and a high degree of impact of the master's in their professional life, 65.6% and 62.2%, respectively. CONCLUSION: The results showed that the Program needs to adopt measures to provide some improvements and evolution of the course, in order to generate an increasing impact on the professional life of its graduates. It was also possible to observe a lack of publications, emphasizing that this is one of the main items that needs attention from the Program. Therefore, the results of this study can encourage discussions about the achievement of objectives and goals established by the Program and generate initiatives that will enable improvements in training, adoption of appropriate measures to strengthen the Course, providing greater development of their social inclusion. In addition, the results will help PPGSAT/UFBA in its self-assessment process with CAPES.

12
  • MARIA ADRIANA MOTA ROCHA
  • QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM NA BAHIA DURANTE A PANDEMIA PELA COVID-19 ENTRE SETEMBRO-2020 A MAIO-2021.

     

  • Orientador : FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • PALOMA DE SOUSA PINHO FREITAS
  • Data: 21/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A COVID-19, uma doença causada pelo vírus SARS-CoV-2, foi primeiramente detectada em dezembro de 2019. Em março de 2020, a Organização Mundial da Saúde declarou estado de pandemia no mundo. Profissionais de saúde que estão atuando diretamente com os pacientes de COVID-19 estão mais expostos à contaminação. Os profissionais de enfermagem estão na linha de frente no combate à pandemia. Desgaste físico e psíquico, condições de trabalho insatisfatórias e distanciamento social durante a pandemia são fatores que podem impactar a qualidade de vida relacionada à saude dos profissionais de enfermagem. Objetivo: Identificar fatores associados à qualidade de vida relacionada à saúde de profissionais de enfermagem da Bahia durante a pandemia da COVID-19. Métodos: Estudo de corte transversal, com amostragem tipo snowball, com enfermeiros e técnicos de enfermagem do Estado da Bahia. A coleta dos dados foi realizada online, pela plataforma do Google Forms, de setembro de 2020 a maio de 2021. Em um questionário estruturado, coletou-se informações sociodemográficas, informações sobre o impacto da pandemia na  atividade profissional e avaliou-se a qualidade de vida por meio do questionário WHOQOL-BREF. A amostra final totalizou 113 profissionais de enfermagem. A análise de dados foi realizada com uso do programa estatístico SPSS. A confiabilidade do instrumento foi avaliada por meio do uso do índice Alpha de Cronbach. Regressão linear múltipla foi utilizada para identificar fatores associados à variação dos quatro domínios de qualidade de vida do WHOQOL-BREF. Resultados: As análises multivariadas revelaram que ser caso suspeito de COVID-19 associou-se a baixo escore médio de qualidade de vida no domínio Físico. Profissionais que ficaram sem exercer a profissão por causa da COVID-19 tiveram menores escores estimados de qualidade de vida nos domínios Físico e Psicológico. Trabalhar exclusivamente em instituição privada associou-se com pior qualidade de vida no domínio Relações sociais. Profissionais que relataram ter recebido apoio social de outras pessoas que não os seus colegas apresentaram escores médios  mais altos nos domínios Físico, Psicológico, Relações sociais e Meio ambiente da qualidade de vida. profissinais. O escore médio estimado do domínio Relações sociais diminuiu 0,855 unidades percentuais a cada ano de idade do profissional de enfermagem. Conclusões: Idade, apoio social, suspensão da prática profissional, ser caso suspeito da doença e tipo de vínculo institucional associaram-se à variação da qualidade de vida de profissionais de enfermagem durante a pandemia de COVID-19.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: COVID-19, a disease caused by the SARS-CoV-2 virus, was first detected in December 2019. In March 2020, the World Health Organization declared a pandemic state in the world. Health professionals who are working directly with COVID-19 patients are more exposed to contamination. Nursing professionals are on the front lines in the fight against the pandemic. Physical and psychological strain, unsatisfactory working conditions and social distance during the pandemic are factors that can impact the health-related quality of life of nursing. Objective: To identify factors associated with the health-related quality of life of nursing professionals in Bahia during the COVID-19 pandemic. Methods: Cross-sectional study, with snowball sampling, with nurses and nursing technicians from the State of Bahia. Data collection was carried out online, using the Google Forms platform, from September 2020 to May 2021. In a structured questionnaire, sociodemographic information was collected, information on the impact of the pandemic on professional activity and an assessment of the quality of life, through the WHOQOL-BREF questionnaire. The final sample totaled 113 nursing professionals. Data analysis was performed using the SPSS statistical program. The instrument's reliability was assessed using the Cronbach's Alpha Index. Multiple linear regression was used to identify factors associated with variation in the four quality of life domains of the WHOQOL-BREF Results: Multivariate analyzes revealed that being a suspected case of COVID-19 was associated with a low mean quality of life score in the Physical domain. Professionals who were left out of the profession because of COVID-19 had lower estimated quality of life scores in the Physical and Psychological domains. Working exclusively in a private institution was associated with a worse quality of life in the Social Relations domain. Professionals who reported having received social support from people other than their peers had higher mean scores in the Physical, Psychological, Social relationships and Environment domains of quality of life. professionals. The estimated mean score in the Social Relations domain decreased by 0.855 percentage units for each year of age of the nursing professional. Conclusions: Age, social support, suspension of professional practice, being a suspected case of the disease and type of institutional bond were associated with variation in the quality of life of nursing professionals during the COVID-19 pandemic.

2020
Dissertações
1
  • CAROLINA FRANCO DE AZEVEDO
  • Transtornos Mentais Comuns e Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Mental em Trabalhadores das Equipes de Saúde Bucal

  • Orientador : LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CAROLINA VILLA NOVA AGUIAR
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • Data: 04/05/2020

  • Mostrar Resumo
  • RESUMO Cirurgiões dentistas (CD) e Auxiliares de Saúde Bucal (ASB) das Equipes de Saúde Bucal (ESB) que atuam na Atenção Primária à Saúde (APS) do Sistema Único de Saúde (SUS) estão expostos a riscos ocupacionais, condições de trabalho inadequadas e prejudiciais à sua saúde física e mental e à sua qualidade de vida. O presente estudo tem o objetivo de estimar a prevalência de Transtornos Mentais Comuns (TMC), avaliar a Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Mental e descrever o perfil sociodemográfico e ocupacional dos trabalhadores das ESB que atuam na Rede de Atenção Primária à Saúde do SUS. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, com 185 trabalhadores das ESB de municípios da região metropolitana de Salvador- Bahia, da APS do SUS. Foi utilizado questionário autoaplicável estruturado com questões sobre características sociodemográficas, ocupacionais e estilo de vida, o Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) para estimar TMC e 36-Item Short Form Health Survey questionnaire (SF36v2) para avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde mental. Participaram do estudo 161 profissionais, sendo 96 (59,6%) Cirurgiões-Dentistas (CD) e 65 (40,4%) Auxiliares de Saúde Bucal (ASB). Predominaram os profissionais do sexo feminino, em relação estável, que se declararam pretos/pardos, não tabagistas, com prática frequente de exercício físico, sem atividades de lazer, com vínculo temporário baseado na Consolidação das Leis do Trabalho/CLT, com jornada de trabalho ≤40 horas de trabalho. A média do escore total do SRQ20 foi maior no CD quando comparado aos ASB (P=0.032). Todos os domínios de qualidade de vida relacionada à saúde mental e o componente de saúde mental foram sistematicamente menores em CD que em ASB, sendo estas diferenças estatisticamente significantes (P <0,05 ou menos). Os fatores do SRQ-20, (Humor depressivo/ansioso, Sintomas somáticos e Decréscimo de energia vital), apresentaram alta correlação negativa com quatro dos domínios relacionados à saúde mental do SF-36 e com o Componente Mental. Os cirurgiões-dentistas apresentaram menores índices de saúde mental e qualidade de vida relacionada à saúde mental, quando comparados com auxiliares de saúde bucal. A presença de TMC associou-se fortemente aos índices de qualidade de vida relacionada a saúde mental. Os resultados obtidos neste estudo evidenciam que a presença de TMC afeta negativamente a qualidade de vida relacionada à saúde mental. Essa importante variável pode comprometer o desempenho profissional, as relações sociais e trazer prejuízos individuais aos trabalhadores na ESB. Percebe-se a necessidade de traçar estratégias para promover à saúde mental e a qualidade de vida dos trabalhadores das ESB.


  • Mostrar Abstract
  • ABSTRACT Dental surgeons (DS) and Oral Health Assistants (OHA) of the Oral Health Teams (OHT) working in Primary Health Care (PHC) of the Unified Health System (SUS) are exposed to occupational risks, inadequate working conditions and harmful to their physical and mental health, and quality of life. The present study aimed to estimate the prevalence of Common Mental Disorders (CMD), evaluate the Mental Health-related Quality of Life, and describe the sociodemographic and occupational profile of OHT workers who work in the Primary Health Care of SUS. This is a cross-sectional, descriptive study with 185 workers from the OHT of the PHC from municipalities of the metropolitan region, Salvador-Bahia. A self-administered and structured questionnaire comprising sociodemographic, occupational, and lifestyle characteristics, the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20), and 36-Item Short-Form Health Survey questionnaire (SF36v2) was used to estimate CMD and to assess the mental healthrelated quality of life. We included 161 professionals, 96 (59.6%) Dental Surgeons (DS), and 65 (40.4%) Oral Health Assistants (OHA). There was a predominance of female professionals, with stable relationships, auto declared black/brown, non-smokers, with the frequent practice of physical exercise, with temporary work based on the Brazilian Law (CLT), working ≤ 40 hours. The average of the total SRQ-20 score was higher in the DS when compared to the OHA (P = 0.032). All domains of mental health-related quality of life, and the mental health component were systematically lower in DS compared to OHA, being statistically significant (P <0.05). The SRQ-20 domains (Depressed / anxious mood, Somatic symptoms, and Vital energy decrease), showed a high negative correlation with the mental health domains of the SF36v2 and with the Mental Component. The presence of CMD was strongly associated with mental health-related quality of life domains. The results obtained in this study showed that the presence of CMD negatively affects the mental health-related quality of life. This important variable can compromise the professional performance and social relationships of OHT. There is a need to outline strategies to promote mental health and quality of life for OHT workers.

2
  • HIGINA KELLY LEMOS FERRAZ
  • TRANSTORNO MENTAL COMUM EM PROFISSIONAIS DA TERAPIA INTENSIVA E AVALIAÇÃO PSICOMÉTRICA DO SRQ-20 E COMPONENTE DE SAÚDE MENTAL DO SF-36

  • Orientador : LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CAROLINA VILLA NOVA AGUIAR
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • Data: 15/05/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Profissionais de saúde de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), convivem diariamente com fatores ambientais, relações humanas e de trabalho complexas, grau elevado de exigências quanto às competências e habilidades que podem acentuar os efeitos da exposição ao adoecimento mental. Objetivo: descrever os sintomas de transtornos mentais comuns (TMC) em trabalhadores de UTI e avaliar as propriedades psicométricas do SRQ-20 e os domínios de saúde mental do SF-36v2. Método: trata-se de um estudo de corte transversal. Foi realizado um censo com 195 profissionais de saúde que atuam numa UTI. A comparação de proporções entre amostras independentes foi testada usando o teste do qui-quadrado de Pearson. Análise fatorial confirmatória (AFC) e modelagem de equações estruturais foram realizadas para analisar as propriedades psicométricas dos instrumentos. Resultados: A equipe multiprofissional apresentou maior frequência de sintomas positivos para TMC quando comparada à equipe médica, destacando-se os sintomas agrupados humor depressivo/ansioso e sintomas somáticos do SRQ-20. O instrumento SRQ-20 e os componentes de saúde mental SF-36 demonstraram ser indicadores adequados, com boa confiabilidade e correlação entre a maioria de seus domínios. Considerações Finais: A boa qualidade psicométrica dos intrumentos utilizados estimula a aplicação conjunta de suas escalas para avaliação da saúde mental em profissionais de saúde que atuam em Unidades de Terapia Intensiva.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: In Intensive Care Units (ICUs), health professionals live daily with environmental factors, complexity of human and work relationships, high level of demands regarding competencies and skills that can accentuate exposure to mental illness. Objective: to describe the symptoms of common mental disorder in ICU workers and to evaluate the psychometric properties of the SRQ-20 and the mental health domains of the SF-36v2. Method: this is a quantitative, descriptive and cross-sectional study. A census was carried out with 195 health professionals who work in the ICU. The comparison of proportions between independent samples was tested using Pearson's chi-square test. Confirmatory factor analysis (CFA) and structural equation modeling were performed to analyze the psychometric properties of the instruments. Results: The multidisciplinary team showed a higher frequency of positive symptoms for common mental disorder when compared to the medical team, highlighting the symptoms grouped in the SRQ-20: depressed / anxious mood and somatic symptoms. The SRQ-20 instrument and the SF-36 mental health components demonstrated adequate indicators, good reliability and correlation between most of its domains. Final Considerations: Therefore, in view of the evidence found in the present research regarding the psychometric quality of the instruments under analysis, the joint application of such scales for the assessment of mental health in health professionals working in Intensive Care Units is encouraged.

3
  • LUIZA MONTEIRO BARROS
  • Experiência da Incapacidade para o Trabalho dos Usuários- Trabalhadores do Território de uma Unidade de Saúde da Família.

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • ROBSON DA FONSECA NEVES
  • Data: 29/05/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução A incapacidade para o trabalho é um fenômeno multidimensional em crescimento em âmbito mundial, com impacto negativo na vida do trabalhador e para sociedade. Configura-se pela interação entre aspectos físicos e psicossociais do trabalhador com fatores contextuais, envolvendo sistema de saúde, de compensação e do trabalho. A estratégia de Saúde da Família tem um papel importante na prevenção de agravos ao usuário-trabalhador e no gerenciamento dos casos de afastamento do trabalho, no entanto, as ações no campo da Saúde do Trabalhador encontram-se ainda incipientes. Objetivo compreender a experiência da Incapacidade Prolongada para o Trabalho (IPT) dos usuários trabalhadores do território adstrito a Unidade de Saúde da Família (USF). Metodologia Estudo qualitativo de caráter exploratório com orientação analítico-descritivo, apoiando-se no referencial da Fenomenologia Social de Schutz, no Modelo ecológico de gerenciamento de casos da Arena da Incapacidade para o Trabalho e da Transdisciplinaridade. Foram realizadas entrevistas em profundidade com oito usuários-trabalhadores com incapacidade para o trabalho domiciliados no território adstrito da USF. Os dados foram submetidos à analise temática baseada em Braun e Clark. Resultados Evidenciou-se, nas experiências descritas, diferentes dimensões dos sistemas que envolvem o trabalhador e que influenciam como determinante da  IPT. Foram relatadas situações de trabalho infantil e dificuldade de escolarização, as formas precárias de inserção no mercado de trabalho, os processos de adoecimento, as dificuldades na realização da atividade laboral, seus impactos e estratégias de enfretamento, também as barreiras na busca do cuidado em saúde e proteção social. A situação de vulnerabilidade social dos usuários-trabalhadores favorece o processo de incapacitação e a incapacidade para o trabalho aprofunda a vulnerabilidade. A falta de comunicação e cooperação entre os atores-chave, a desproteção social e lacunas nas políticas públicas influem para IPT. Considerações finais A IPT é um problema de Saúde Pública que precisa ser mais explorado em futuro estudos, devendo ser abordado na sua multidimensionalidade, envolvendo os diferentes atores chaves. O motivo inicial para o afastamento do trabalho nem sempre é o adoecimento ou o acidente, também ocorre por situações sociais como a maternidade e a condição de se tornar cuidadora. A Estratégia de Saúde da Família, com suas limitações, mas com suporte de retaguarda técnica consegue ser resolutiva na produção do cuidado aos usuários- trabalhadores, entretanto há a necessidade de fortalecimento do vínculo. A condição de IPT sofre incidência de determinantes sociais, produz rupturas biográficas e intensifica o processo de vulnerabilização dos usuários-trabalhadores, desorganizando o cotidiano e fragilizando os poucos recursos desses sujeitos para a permanência no mercado de trabalho ou na franja do mercado.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction work disability is a multidimensional phenomenon that is growing worldwide, with a negative impact on the life of the worker and on society. It is configured by the interaction between physical and psychosocial aspects of the worker with contextual factors, involving the health, compensation and work systems. The Family Health strategy has an important role in preventing injuries to the user-worker and in managing cases of absence from work, however, actions in the field of Occupational Health are still incipient. Objective to understand the experience of Prolonged Work Disability (WD) of users working in the territory assigned to the Family Health Unit (FHU). Methodology Qualitative exploratory study with analytical-descriptive orientation, based on the Schutz Social Phenomenology framework, in the ecological model of case management of the Arena of Disability for Work and Transdisciplinarity. In-depth interviews were carried out with eight worker-users with incapacity for work domiciled in the USF's territory. The data were submitted to thematic analysis based on Braun and Clark. Results It became evident that, in the experiences described, there are different dimensions of the systems that involve the worker and which cause as a determinant of the IPT. Child labor situations and difficulty in schooling, precarious forms of insertion in the labor market, illness processes, difficulties in carrying out work activities, their impacts and coping strategies, as well as barriers in the search for health care were reported and social protection. The situation of social vulnerability of user-workers favors the process of incapacitation and the inability to work deepens the vulnerability. The lack of communication and cooperation between the key actors, the lack of social protection and gaps in public policies influence IPT Final considerations WD is a Public Health problem that needs to be further explored in future studies, and should be addressed in its multidimensionality, involving the different key actors. The initial reason for leaving work is not always illness or accident, it also occurs due to social situations such as motherhood and the condition of becoming a caregiver. The Family Health Strategy, with its limitations, but with technical backing support, is able to resolve the production of care for user-workers, however, there is a need to strengthen the bond. The condition of WD prevails under social determinants, produces biographical ruptures and intensifies the social vulnerability of user-workers. Thus disorganizing the daily life and weakening the few resources of these subjects for the permanence in the job market or its fringes.

     

     

4
  • GLÉCIA LEMOS BEZERRA
  • Distúrbios do sono em agentes penitenciários.

  • Orientador : FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLITO LOPES NASCIMENTO SOBRINHO
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • Data: 10/06/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Pesquisas associam o trabalho dos agentes penitenciários a efeitos negativos sobre a sua saúde e bem-estar. No entanto, pouca atenção tem sido dada aos efeitos desse trabalho sobre a quantidade e qualidade do sono. Objetivo: Identificar fatores associados à prevalência de distúrbios graves do sono de agentes penitenciários. Métodos: Estudo de corte transversal, com todos os 374 agentes penitenciários de um complexo prisional em Salvador, Bahia. Num questionário autoaplicável, obteve-se informações sociodemográficas, dados gerais sobre o trabalho, hábitos de vida, aspectos relacionados a saúde mental e à qualidade do sono dos agentes penitenciários. Informações sobre o sono foram avaliadas por meio do Mini-Sleep Questionnaire. Os transtornos mentais comuns foram avaliados pelo Self-Reporting Questionnaire-20, com ponto de corte 6/7. A coleta de dados ocorreu de setembro a dezembro de 2018. Calculou-se a Razão de Prevalência dos distúrbios graves do sono. Usando um modelo de regressão multivariada de Cox, foram calculadas razões de prevalência para cada variável independente. No modelo final, premaneceram apenas as variáveis preditoras que apresentaram Razões de Prevalências ajustadas (RPaj) ≥1,30. Resultados: A prevalência de distúrbios graves do sono foi 55,3%. As Razões de Prevalências ajustadas revelaram que os distúrbios graves do sono associaram-se fortemente ao número de atividades geradoras de tensão no trabalho (RPaj  variando de 1,79 a 1,58), número de situações de violência no trabalho (RPaj em gradiente, aumentando de 1,11 a 1,33), à referência de que o trabalho interferia na saúde física (RPaj ≥2,11), a transtornos mentais comuns (RPaj ≥2,02) e à cor da pele não branca (RPaj  ≥1,36). O trabalho de turno não se mostrou fortemente associado ao desfecho (RPaj ≥1,15). Conclusões: A elevada prevalência dos distúrbios graves do sono encontrada em agentes penitenciários associou-se a diversos fatores, dentre os quais destacaram-se as situações de violência características desta atividade ocupacional e o comprometimento da saúde física e mental.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Studies have associated the work of correctional officers to hazardous effects upon their health and well-being. However, little attention has been given to the effects of that work on the quantity and the quality of the sleep. Objective: To identify factors associated to the prevalence of severe sleep disorders of correctional officers. Methods: A cross-sectional design study with all 374 correctional officers of a prison complex in Salvador City, Brazil. Using a self-administered questionnaire, information was gathered about sociodemographic and occupational data, living habits, aspects related to mental health, and quality of sleep of the correctional officers. Information about sleep disorders were evaluated by ysing the Mini-Sleep Questionnaire. Common mental disorders were evaluated by using the Self-Reporting Questionnaire-20, adopting the 6/7 cut-off point. Data collection occurred from September to December, 2018. The prevalence ratio of severe sleep disorders was calculated. A Cox multivariate regression model was used to calculate prevalence ratios for each independent variable. In the final model, only predictors that presented adjusted prevalence ratios (PRaj) ≥1,30 remained. Results: The prevalence of severe sleep disorders was 55.3%. The adjusted prevalence ratios showed that the severe sleep disorders were strongly associated to the number of activities that cause stress and tension in the work (PRaj varying from 1,79 to 1,58), number of situations of violence experienced at the workplace during the last 12 months (PRaj in increasing gradient from 1,11 to 1,33), refering that the work intervenes in his/her physical health, common mental disorders (PRaj ≥2,02), and skin color not-White (PRaj  ≥1,36). The effect of shift work was controlled, and it was not strongly associated to the outcome (PRaj ≥1,15). Conclusions: The high prevalence of sleep disorders in correctional officers was associated to many factors, particularly the situations of violence that chatacterize the occupation and the impairment of physical and mental health.

5
  • FLÁVIA ADORNO ALVES LANDIM
  • AMIANTO NÃO! PERSPECTIVAS PARA DESAMIANTIZAÇÃO E O MANEJO DAS TELHAS DE FIBROCIMENTO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

  • Orientador : LUIZ ROBERTO SANTOS MORAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIA DE OLIVEIRA D'ARÊDE
  • HERMANO ALBUQUERQUE DE CASTRO
  • LUIZ ROBERTO SANTOS MORAES
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 10/07/2020

  • Mostrar Resumo
  • Ao se estudar e analisar resíduos sólidos nota-se a relação direta entre os aspectos ocupacionais, ambientais e de saúde. Os resíduos sólidos classificados como perigosos, como aqueles provenientes de materiais contendo amianto, comprovadamente nocivo à saúde, é um exemplo claro dessa relação por ser um mineral extraído da natureza, que foi amplamente utilizado na fabricação de diversos materiais, contaminando os trabalhadores e culminando em uma questão de saúde pública. Este estudo, por meio da pesquisa qualitativa, objetivava analisar as perspectivas de desamiantização e o manejo das telhas de fibrocimento contendo amianto nas instalações da Universidade Federal da Bahia em Salvador/ BA, compreendendo as percepções de risco dos expostos e apresentando métodos e tecnologias adequados para o manejo das telhas de fibrocimento a partir de legislações, normas e manuais técnicos vigentes. Os dados do estudo foram obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas com trabalhadores telhadistas, servidores, estudantes e professores, assim como busca das legislações vigentes associadas ao tema. A análise dos dados utilizou a técnica de categorização pela análise de conteúdo. Os resultados revelaram que não existem perspectivas de desamiantização na Universidade, o risco invisível dos expostos e a necessidade de a Instituição investir em diretrizes e medidas protetivas para manejo do material.


  • Mostrar Abstract
  • When studying and analyzing waste, it is possible to directly relate occupational, environmental and health aspects. Used waste classified as hazardous, such as waste material used, proven to be harmful to health, is a clear example of this relationship because it is a mineral extracted from nature, which was easily used in the manufacture of various materials, contaminating workers and culminating in a public health issue. This study, carried out through qualitative research, aims to analyze how perspectives of desaniantization and management of fiber-cement tiles, including changes in the facilities of the Federal University of Bahia in Salvador / BA, comprising as perceptions of risk of exposure and tests and techniques of test for technology tests handling fiber cement tiles based on current legislation, standards and technical manuals. The study data were monitored through semi-structured interviews with roofing workers, servers, students and teachers, as well as the search for current laws related to the topic. Data analysis used a categorization technique for content analysis. The results revealed that there are no prospects for desalination at the University, the invisible risk of exposure and the need for an investment institution in guidelines and protective measures for the manufacture of material.

6
  • RAQUEL RIOS PECHIR
  • Acidente de trabalho na equipe multiprofissional do atendimento pré-hospitalar móvel: uma perspectiva de vigilância em saúde.

  • Orientador : KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RAFAEL JUNQUEIRA BURALLI
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MILENA MARIA CORDEIRO DE ALMEIDA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 18/11/2020

  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa objetivou descrever a ocorrência de acidente de trabalho na equipe multiprofissional do SAMU 192 de Salvador-BA no período de 2009 a 2018. Trata-se de um estudo da casuística das notificações de acidente de trabalho na equipe multiprofissional do SAMU 192 de Salvador-BA disponibilizadas pelo Sistema de Informação dos Recursos Humanos do próprio Serviço e da Junta Médica do Município. Os resultados foram apresentados através de um artigo onde se identificou 210 casos de acidentes de trabalho no período investigado. Evidenciou-se predominância de acidentes entre profissionais do sexo feminino. Foi verificada maior freqüência de acidentes entre técnicos de enfermagem. A maioria dos acidentes foi do tipo trauma mecânico. Identificado o período de afastamento dos trabalhadores das atividades laborais e a recidiva dos acidentes. Foi possível descrever que os indicadores de incidência de acidente de trabalho sinalizam a tendência de crescimento desse problema no ambiente pré-hospitalar móvel e refletem as mudanças constantes na organização e nos processos de trabalho. A notificação dos acidentes está intimamente relacionada à efetividade da Vigilância em Saúde do Trabalhador. Estudos de vigilância apontam para a necessidade da identificação dos riscos, criação de protocolos e formulação de políticas públicas que determinem a prevenção, promoção e a atenção a saúde dos trabalhadores que desempenham suas atividades laborais no SAMU 192.


  • Mostrar Abstract
  • The research aimed to describe  the  occurrence  of  work  accidents  in  the  SAMU 192 multiprofessional team from Salvador-BA in the  period from  2009  to  2018. This is a study of the series of work accident notifications in the SAMU 192 multiprofessional team in Salvador- BA made available by the Human Resources Information System of the Service itself and of the Municipal Medical Board. The results were presented through an article in which 210 cases of occupational accidents were identified in the investigated period. There was a predominance of accidents among female professionals. There was a higher frequency of accidents among nursing technicians. Most of the accidents were of the mechanical trauma type. The period of removal of workers from work activities and the recurrence of accidents were identified. It was possible to describe that the indicators of incidence of work accidents signal the tendency of growth of this problem in the mobile prehospital environment and reflect the constant changes in the organization and in the work processes. Accident notification is closely related to the effectiveness  of  Occupational  Health  Surveillance.  Surveillance  studies  point to the need to identify risks, create protocols and formulate public policies that determine the prevention, promotion and health care of workers who perform their work activities at SAMU 192.

     

     

     

2019
Dissertações
1
  • BARBARA CRISTINA DE OLIVEIRA SANTOS
  • TRABALHAR E ADOECER SEM RECONHECIMENTO? A BUSCA DO SEGURADO PELO RECONHECIMENTO DO AGRAVO
    ATRAVÉS DA AÇÃO ACIDENTÁRIA.

  • Orientador : CARLOS EDUARDO SOARES DE FREITAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS EDUARDO SOARES DE FREITAS
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • RENATA QUEIROZ DUTRA
  • Data: 23/01/2019

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho tem papel fundamental na construção da subjetividade e na identidade social dos
    indivíduos. Houveram muitas mudanças nas relações do trabalho ao longo da história da
    sociedade, sob a égide do capital, onde essas alterações foram sendo percebidas nos corpos
    dos trabalhadores, segundo dados do Observatório sobre Acidentes de Trabalho e nos pedidos
    de benefícios acidentários. A Previdência Social com a função social e protetiva em relação
    ao segurado, através da perícia apura as ocorrências e reconhece ou não o benefício. As atuais
    perícias vem gerando um aumento dos números de altas e suspensões de benefícios, causando
    angústias e inseguranças, condicionando ao trabalhador a buscar através da justiça pelo
    reconhecimento do seu agravo sofrido, além da reparação e tutela. Ações judiciais são
    indicadas aos segurados que se sentem lesados face a decisões administrativas do INSS,
    inclusive com a finalidade do reconhecimento de nexo causal e incapacidade laboral. A
    competência prevista para o julgamento das ações previdenciárias de natureza acidentária
    cabe a Justiça Estadual. O objetivo: Analisar a garantia do reconhecimento do benefício do
    segurado vítima de incapacidade laboral através das ações acidentárias na Vara de Acidentes
    do Trabalho em Salvador, do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. Foi adotado o método
    qualitativo, pela via da análise documental das ações da Vara de Acidente de Trabalho em
    Salvador, de acesso público, sentenças transitas no ano de 2018. Resultado: O estudo das
    sentenças permite compreender os efeitos da falta de reconhecimento do nexo e da
    incapacidade laboral por parte do INSS na vida do obreiro. A pesquisa expôs, achados
    significativos para o sujeito/segurado, e para a proteção à saúde dos trabalhadores, no
    cumprimento do fator social da sentença e exercício do reconhecimento do direito.


  • Mostrar Abstract
  • Work plays a root role in the construction of subjectivity and the social identity of individuals.
    There have been many changes in labor relations throughout the history of society, under the
    aegis of capital, where these changes are perceived in the bodies of workers, according to date
    from the Observatory on Accidents at Work and applications for accidental benefits. The
    Social Security with the social and protective function in relation to the insured, through the
    investigation, determines the occurrences and recognizes the benefit or not. The current
    expertise has led to an increase in the number of discharges and suspensions of benefits,
    causing anguish and insecurities, conditioning the worker to seek through justice for the
    recognition of his grievance, as well as repair and guardianship. Legal actions are indicated to
    insured persons who feel injured in the face of administrative decisions of the INSS, including
    for the purpose of recognition of causal link and incapacity for work. The jurisdiction
    established for the trial of social security actions is of the State Justice. The objective: To
    analyze the guarantee of the recognition of the benefit of the insured victim of incapacity for
    work through the accident actions in the Court of Accidents of Work in Salvador, of the Court
    of Justice of the State of Bahia. The qualitative method was adopted, through the
    documentary analysis of the actions of the Occupational Accident Bar in Salvador, public
    access, transits sentences in the year 2018. Result: The study of the sentences allows to
    understand the effects of the lack of recognition of the nexus and of the INSS's incapacity for
    work in the life of the worker. The research presented significant findings for the subject /
    insured, and for the health protection of workers, in compliance with the social factor of the
    sentence and the exercise of recognition of the right.

2
  • JULIANE KELY FAGUNDES SILVA
  • QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES DA SAÚDE E EQUIPES DE SAÚDE BUCAL

  • Orientador : LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MARIA CRISTINA TEIXEIRA CANGUSSU
  • Data: 13/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • A Qualidade de Vida (QV) e Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QVRS) são termos genéricos que apresentam diversos conceitos na literatura, são resultantes de múltiplos fatores, dentre eles aspectos econômicos; socioculturais; experiência, satisfação e realização pessoais; estilos de vida; condições de trabalho, e a QVRS enfatiza o processo Saúde-doença dos sujeitos partindo do conceito ampliado de Saúde. Dessa forma, a QVRS pode ser considerada um indicador de Saúde individual ou de políticas públicas voltadas à promoção da Saúde e à prevenção de agravos em uma dimensão coletiva. Trabalhadores da área da saúde são considerados um dos mais vulneráveis a situações de estresse, cobranças de produtividade, sobrecarga, aumento de jornada de trabalho, precarização do trabalho, e consequente adoecimento, podendo comprometer e reduzir a sua QVRS. São restritos os estudos que abordam a QVRS de trabalhadores da saúde, incluindo os pertencentes às Equipes de Saúde Bucal, especialmente os de nível Técnico. Estudar sobre esse objeto traz uma perspectiva de atuação com base na Vigilância em Saúde e no Modelo de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora, uma vez que se amplia o olhar para fatores que estão além do ambiente de trabalho e para possíveis ações de promoção de saúde e prevenção de agravos que possibilitem melhoras da QVRS desses indivíduos. A presente dissertação é composta por dois artigos, o primeiro é uma revisão sistemática de literatura que se propõe a investigar a QV/QVRS de trabalhadores da saúde. O segundo artigo trata-se de um estudo empírico que teve como objetivo avaliar os fatores associados à QVRS de trabalhadores das Equipes de Saúde Bucal (Cirurgiões-dentistas e profissionais de Nível Técnico em Saúde Bucal) atuantes na Atenção Primária à Saúde (APS). Mesmo evidenciados nos estudos que os participantes avaliaram sua Qualidade de Vida como boa ou muito boa, e estavam satisfeitos com a sua Saúde, foram observadas diversas variáveis que contribuíram negativamente com a QVRS tanto no que diz respeito a seu Componente de Saúde Mental quanto Componente de Saúde Física, como a falta de acesso ao lazer, o hábito de fumar, menor renda, horas extras e jornada extensa de trabalho. Grupos como mulheres e pessoas com mais anos de idade precisam de uma atenção maior, pois estiveram mais vulneráveis a piores escores de QV/QVRS. Na revisão sistemática, predominaram estudos com profissionais de enfermagem e medicina que atuam em ambiente hospitalar, evidenciando a necessidade de aprofundar o conhecimento diante de outras categorias profissionais da saúde, incluindo a odontologia, e de outros setores da Rede de Atenção à Saúde como a APS, com menor visibilidade. Mais estudos envolvendo profissionais de nível Técnico em Saúde Bucal são necessários para comparar os resultados encontrados no estudo empírico realizado e possibilitar ações mais efetivas diante da realidade que vivem.


  • Mostrar Abstract
  • Quality of life (QOL) and health-related quality of life (HRQOL) are generic terms with various concepts in the literature. They result from multiple factors: economic aspects, sociocultural aspects, experience, personal satisfaction and fulfillment, life styles, and work conditions. HRQOL focuses on the health-illness process of subjects based on a broad concept of health. Therefore, HRQOL can be considered an indicator of individual health or public policies directed towards healthcare promotion and prevention of aggravations in a collective dimension. Healthcare workers are among the most vulnerable to situations of stress, productivity pressure, overload, increased working hours, work precariousness, and consequent sickening, which may compromise and reduce their HRQOL. This approach brings an action perspective based on Health Vigilance and the Worker Health Model, since it broadens the attention towards factors that are beyond the work environment and into possible actions that promote health and prevent aggravations, enabling improvements in the HRQOL of these individuals. The present thesis comprises two articles: the first is a systematic literature review investigating the QOL/HRQOL of healthcare workers; the second is an empirical study with the objective of evaluating factors associated with HRQOL of oral health staff (dental surgeons and oral health professionals of a technical level) that work in Primary Healthcare (PHC). Several variables were observed associated with the mental and physical health component of HRQOL, such as lack of access to leisure activities, smoking, low income, overtime, and long working hours. Groups such as women and older people require higher attention because they presented the worst QOL/HRQOL scores. In the systematic review, studies on nursing and medical professionals who act in hospital environments predominated, demonstrating the need to further develop the knowledge in face of other healthcare professional categories, including dentistry, working in PHC. Further studies involving technical level oral health professionals are necessary to compare with the results found in the empirical study conducted and enable more effective actions in face of the reality they live in.

3
  • LUMA CORDEIRO RODRIGUES
  • Validade da triagem auditiva com aplicativo para smartphone em trabalhadores expostos a ruído

  • Orientador : ANA PAULA CORONA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA CORONA
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • SILVIA FERRITE GUIMARAES
  • Data: 11/03/2019

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Investigar a validade da triagem auditiva com aplicativo para smartphone para identificar a perda auditiva em trabalhadores expostos à ruído. Métodos: Trata-se de estudo de validade da triagem auditiva utilizando-se o aplicativo para smartphone hearTest em comparação com a audiometria tonal liminar. A população do estudo incluiu todos os trabalhadores que compareceram no Serviço Social da Indústria para realização de exame periódico. Foram estimadas a sensibilidade, a especificidade, índice de Youden e os valores preditivos positivo e negativo da triagem auditiva realizada com o aplicativo em comparação à audiometria tonal liminar considerando três definições de perda auditiva: qualquer limiar pior que 25 dBNA, média dos limiares auditivos de 500 a 4000Hz pior que 25 dBNA e média dos limiares auditivos de 3000, 4000 e 6000Hz pior que 25 dBNA. Foram calculados os intervalos de confiança a 95% para todas as medidas. Resultados: Participaram do estudo 232 trabalhadores. O aplicativo hearTest apresentou bons valores de sensibilidade (93,8%), especificidade (83,9%), índice de Youden (77,7%) e valores preditivos negativos (97,2%), exceto para os valores preditivos positivos (69,0) para a identificação de perda auditiva definida como qualquer limiar auditivo pior que 25 dBNA (PA1). Achados semelhantes foram encontrados para a identificação de perda auditiva com configuração de Perda auditiva induzida por ruído (PAIR), utilizando a mesma definição de perda auditiva (91,6%, 83,9% e 75,5%, 97,9% e 54,6% respectivamente). Para as demais definições de perda auditiva avaliadas foi observada alta especificidade e valores preditivos positivos e negativos, e baixa sensibilidade e índice de Youden tanto para identificar qualquer perda auditiva como especificamente a perda auditiva com configuração de PAIR. Conclusão: A triagem auditiva com o aplicativo para smartphone hearTest é uma boa ferramenta para identificar a perda auditiva em trabalhadores expostos à ruído, inclusive aquelas com configuração de PAIR, entretanto não substitui a audiometria tonal liminar.


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To investigate the validity of the hearing screening with smartphone app to identify the hearing loss in workers exposed to noise. Methods: This is a validation study of hearing screening using the hearTest smartphone app in comparison with pure tone audiometry. The population of study included all workers who attended the Social Service of Industry to do the periodic examination. Sensitivity, specificity, Youden index, positive and negative predictive values of the hearing screening with a smartphone app were estimated considering three definitions of hearing loss: any threshold worse than 25dBHL, mean hearing thresholds from 500 to 4000Hz worse than 25dBHL, and average thresholds of 3000, 4000 and 6000Hz worse than 25dBHL. The 95% confidence intervals were calculated for all measurements. Results: 232 workers participated in the study. The hearTest application presented good values of sensitivity (93.8%), specificity (83.9) and Youden index (77.7%) and negative and predictive values (97.2%), except for positive predictive values (69.0) for the identification of hearing loss defined as any hearing threshold worse than 25 dBNA. Similar findings were found for the identification of noise-induced hearing loss (NIHL) using the same definition of hearing loss (91.6%, 83.9% and 75.5%, 97.9% and 54.6%, respectively). For the other definitions of hearing loss analyzed, high specificity and positive and negative predictive values were observed, as well as low sensitivity and Youden index both to identify any hearing loss and specifically hearing loss with NIHL configuration. Conclusion: Hearing screening with the hearTest smartphone app is a good tool to identify hearing loss in workers exposed to noise, including those with NIHL configuration, but it does not replace pure tone audiometry.

4
  • LAÍSA DOS SANTOS SANTANA
  • ESTADO NUTRICIONAL, NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE  DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DE ORIGEM INDÍGENA

  • Orientador : FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CLAUDIA GOMES DE SOUZA
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • Data: 14/03/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A recente introdução do sistemas de cotas tem contribuído para o acesso de estudantes de origem indígena a universidades públicas brasileiras. A migração desses estudantes para os grandes centros urbanos associa-se a  mudanças no seu estilo de vida que podem levar a novos hábitos alimentares, menor prática de atividade física, alterações na saúde, no estado nutricional e na qualidade de vida relacionada à saúde. Objetivo: Descrever o estado nutricional, nível de atividade física e qualidade de vida relacionada à saúde dos estudantes universitários de origem indígena de uma universidade pública federal. Metodologia: Estudo de corte transversal exploratório com o universo dos estudantes de origem indígena de uma universidade pública federal. Foram coletadas informações sobre aspectos sociodemográficos, antropométricos (peso, altura, dobras cutâneas e bioimpedância) e de saúde, e aplicados os questionários Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ –Versão Curta) e 36-item Short Form Health Survey (SF-36) para avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde. Foram realizados exames de hemograma completo, glicose, colesterol total, HDL, LDL, não-LDL e triglicerídeos séricos. Para processamento de dados, foi utilizado o programa SPSS versão 21.0 para Windows. Resultados: Dentre os 53 participantes do estudo, 64,2 % eram do sexo feminino, média de idade de 23,2  4,9 anos, da etnia Pataxó (56,6 %) Tuxá (26,4 %), 92,5% migraram de suas aldeias a menos de seis anos. O estado de saúde foi autorreferido como regular por 43,4 % e o diagnostico médico mais referido foi o de Rinite/Sinusite (34,0%); 98,1 % não possuíam plano de saúde privado. Os estudantes apresentaram elevado nível de atividade física, sendo 47,2% classificados como ativos, 22,6% como muito ativos e 1,9% como sedentários. A circunferência abdominal estava aumentada em 66,7% e em 31,6% dos estudantes do sexo feminino e masculino, respectivamente. O Índice de Massa Corporal foi indicativo de sobrepeso em 12,1% e de obesidade em 16,1% dos investigados. Dentre os 48 estudantes que migraram há menos de 5 anos, havia 7 (14,6%) com Obesidade Grau I; dentre os 4 estudantes que migraram há mais de 6 anos, havia um com Obesidade Grau II e outro com Obesidade Grau III. Anemia estava presente em 10% e colesterol total estava elevado em 16,7%, dentre os 30 estudantes que realizaram exames laboratoriais de sangue e soro. A qualidade de vida relacionada à saúde foi baixa no componente saúde mental, principalmente entre estudantes do sexo feminino. Conclusão: Os estudantes universitários indígenas investigados apresentaram bom nível de atividade física; prevalências moderadamente elevadas sobrepeso, obesidade, anemia e de alteração do perfil lipídico. Os baixos escores de qualidade de vida relacionada à saúde relacionados ao componente saúde mental sugerem que esses estudantes estão submetidos a elevado nível de estresse psicossocial.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The recent introduction of a quota system has allowed to students of indigenous origin to attend to Brazilian public universities. Students migration to the big city is usually associated to changes in their life style, leading to new nutrition habits, decreased physical activity practice, and alterations in health status, nutritional status, and in their health-related quality of life. Objective: To describe the nutritional status, level of physical activity and health-related quality of life of students of indigenous origin attending to a public federal university. Methodology: An exploratory cross-sectional study carried out with the whole population of students of indigenous origin attending to a federal public university in Norteast Brazil. Individual data were collected about sociodemographic, anthropometric aspects (weight, height, skinfolds, and bioimpedance) and the following questionnaires were applied: International Physical Activity Questionnaire (IPAQ-Short Version), and the 36-item Short Form Health Survey (SF36), to assess health-related quality of life. Blood and serum laboratory examinations were performed: complete blood count, serum glucose, total cholesterol, HDL, LDL, non-LDL, and triglycerides. Data were analysed by using the Statistical Package for the Social Sciences - SPSS version 21.0 for Windows. Results. Out of the 53 students investigated, 64.2% were females, mean age 23.2  4,9 years, from Pataxó (56.6%) and Tuxá (26.4%) ethnic groups, and 92.5% have migrated from their villages at less than six years. Self-reported health status was regular for 43.% of the students; the most frequently referred medical diagnosis was rhinitis/sinusitis (34.0%); and 98.1% did not have a private health insurance. The students keep a high level of physical activity; 47.2% were classified as active, 22.6% as very active, and 1,9% as sedentary. Waist circumference was increased in 66.7% and in 31.6% of the students of feminine and masculine sex, respectively. The Body Mass Index has indicated overweight in 12.1% and of obesity in 16.1% in this population. Among the 48 students who have migrated at less than 6 years, 7 (14.6%) were obese Grade I; however, among the four students who migrated for 6 or more years, one was obese Grade II and another, obese Grade III. Anemia was present in 10% and total cholesterol was increased in 16.7% out of the 30 students who had blood and serum examinations performed. Health-related quality of life was poor due to the mental health component, mainly among the females. Conclusion: The students of indigenous origin from university presented high level of physical activity; moderately increased prevalences os overweight and obesity, anemia and lipid profile. The low scores of health-related quality of life suggest that these students are exposed to high level of psychosocial stress.

5
  • JANAÍNA SANTOS DE SIQUEIRA
  • Exposição psicossocial e física no trabalho: iniquidades segundo raça/cor.

  • Orientador : RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • NORMA SUELY SOUTO SOUZA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 21/03/2019

  • Mostrar Resumo
  • Iniquidades decorrem de desvantagens socialmente construídas por mecanismos injustos e evitáveis. A raça/cor dos indivíduos, compreendida como um construto que engloba relações sociais, econômicas e culturais é um marcador de iniquidades. Negros e indígenas estão submetidos a condições de vida mais precárias, reveladas por piores níveis de renda, escolaridade, influenciando a inserção no mundo do trabalho e as exposições ocupacionais. Este trabalho se propôs a analisar a associação entre raça/cor e exposição aos estressores psicossociais e à demanda física no trabalho. Trata-se de estudo de corte transversal, envolvendo 1070 trabalhadores provenientes de empresa de limpeza urbana (n=624) e de duas empresas da indústria calçadista (n=446), com inquéritos realizados nos anos de 2010 e 2012, na Bahia. Os trabalhadores foram entrevistados nos locais de trabalho, sendo esclarecidos sobre a confidencialidade das informações. O instrumento de coleta de dados continha variáveis sociodemográficas; ocupacionais; o Job Content Questionnaire para mensuração dos aspectos psicossociais do trabalho de acordo com o Modelo Demanda, Controle e Apoio Social, bem como questionário sobre demanda física contendo questões sobre posturas gerais e de segmentos corporais, manuseio de carga e pressão física com as mãos. A variável independente principal, denominada “raça/cor”, foi obtida através do autorrelato dos trabalhadores, a partir das categorias branca, preta, parda, amarela e indígena. Em seguida foi recategorizada em branca, incluindo também amarelos, preta, que além de pretos incorporou indígenas, e parda. A análise da associação entre raça/cor com estressores psicossociais e demanda física do trabalho (variáveis dependentes) foi conduzida por meio da Regressão de Cox para estudos transversais, incluindo análise de sexo, idade e escolaridade como potenciais variáveis confundidoras. Trabalhadores pretos apresentaram maior exposição aos estressores psicossociais, evidenciados por baixo controle (RP=1,48) e alta exigência (RP=1,48), além de alta demanda e (RP=1,1) e baixo apoio social (RP=1,13). Ser pardo apresentou associação com baixo controle (RP=1,28). Quanto à demanda física no trabalho, associações de maior magnitude ocorreram com postura de braços acima da altura dos ombros (RP=1,99), trabalho agachado (RP=1,59) e com manuseio de carga, especialmente empurrar cargas (RP=1,64), entre pretos comparados com brancos. Pardos apresentaram associações positivas de menor magnitudeElevada exposição aos estressores psicossociais e demanda física no trabalho foram mais prevalentes entre trabalhadores pretos e pardos quando comparados com brancos, conformando uma iniquidade no trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • Inequalities derive from unjust and avoidable social mechanisms. The race/color of individuals, understood as a construct that encompasses social, economics, and cultural relations is a marker of inequalities. Blacks and indigenous people are subject to more precarious living conditions, revealed by worse income, schooling and employment, influencing an insertion in the job market and occupational exposures. This paper aims to analyze the association between worker’s race/color with exposure to psychosocial stressors and physical demand at work. It is a cross-sectional study involving 1070 workers from an urban cleaning company (n = 624) and two shoes manufactures (n = 446) carried out in epidemiological surveys in 2010 and 2012 in state of Bahia. Interviews were administered in work places. The questionnaire included sociodemographic and occupational variables; the Job Content Questionnaire for measuring psychosocial stressors according to Demand, Control and Social Support Model, as well as a questionnaire on work physical demand containing questions about general postures and body segments, material handling and mechanical grip force on the object of work. The main independent variable, denominated "race / skin color", was obtained through workers self-report, from the categories “white”, “black”, “pardo”, “asiatic” and “indigenous”. Then it was recategorized in “white”, including also asians, “black”, which in addition to blacks incorporated indigenous, and “pardo”. Cox Regression for cross-sectional studies was applied in analysis of the association between race/color (main independent variable) with psychosocial stressors and physical demand at work (dependent variables), including sex, age and schooling analysis as potential confounders. Black workers had greater exposure to psychosocial stressors, evidenced by low control (PR=1.48), high job strain (PR=1.49), high demands (PR=1.09) and low social support (PR=1.13). Pardos were exposed to low control (PR=1.28). Regarding physical demand, associations of greater magnitude occurred in the work with arms above shoulder height (RP=1.99), squatting (RP=1.59) and in material handling components, mainly pushing (PR=1.64) in blacks. Psychosocial and physical work demand were more prevalent among black and brown workers when compared to whites, thus forming an iniquity at work.

6
  • Carolina Gomes da Silva Tolentino Gonçalves de Almeida
  • ABSENTEÍSMO-DOENÇA EM TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA DE PETRÓLEO.

  • Orientador : RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • NORMA SUELY SOUTO SOUZA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 26/03/2019

  • Mostrar Resumo
  • Foi realizado estudo de coorte retrospectiva com 2028 trabalhadores de uma indústria de petróleo, no período de 1º de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2016, com os objetivos de descrever os indicadores e patologias associadas ao absenteísmo-doença por um ou mais dias, e identificar fatores ocupacionais e não ocupacionais associados à ocorrência de absenteísmo-doença de duração de cinco ou mais dias nessa população. Foram excluídos os trabalhadores afastados do trabalho no início da coorte, e as saídas ocorreram por transferência, demissão, óbito ou aposentadoria por invalidez. As variáveis independentes foram: sexo, idade, tempo de serviço, tipo de atividade, escolaridade, horário de trabalho, posturas anômalas no trabalho, índice de massa corpórea, tabagismo, atividade física e uso de álcool.     

            Os trabalhadores eram, em sua maior parte, do sexo masculino (88%), com idade maior ou igual a 50 anos (47%), tempo de serviço entre 20-29 anos (45%), nível médio de escolaridade (49%), trabalhavam em horário administrativo (70%), e em atividade não-operacional (65%). A incidência acumulada de afastamento do trabalho por um ou mais dias foi de 71,5%, e a taxa de incidência foi de 25,8     por 100 pessoas-ano. As maiores taxas de incidência foram observadas entre as mulheres (31,59), trabalhadores com 50 ou mais anos (29,71), 30 ou mais anos de serviço (31,86), menor escolaridade (29,16), em atividade operacional (27,85) e horário administrativo (26,07). Doenças osteomusculares, do aparelho respiratório e do aparelho digestivo foram responsáveis pelo maior número de licenças de um ou mais dias, e o maior número de dias perdidos foi associado às doenças osteomusculares, lesões por causas externas e transtornos mentais. A dor lombar foi a morbidade mais frequente, e a responsável pelo maior número de dias perdidos. Quando consideradas as licenças de cinco ou mais dias, as doenças osteomusculares e as lesões por causas externas foram responsáveis pelo maior número de licenças e de dias perdidos.
    Foi realizada análise de regressão de Cox e identificados como fatores de risco para absenteísmo por cinco ou mais dias: sexo feminino, maior idade, escolaridade não-universitária, atividade operacional, sobrepeso, obesidade, tabagismo e ex-tabagismo.
    Para a prevenção e controle do absenteísmo-doença, recomenda-se a implementação de programas com foco no combate ao tabagismo e no incentivo a hábitos de vida saudáveis, como a alimentação equilibrada e prática de atividade física, com vistas ao controle do peso e prevenção de doenças crônicas, como a obesidade. É necessário, também, a implementação de ações voltadas para a garantia de condições de trabalho adequadas, tanto no que se refere à segurança industrial quanto à adequação ergonômica da atividade, com foco no grupo mais vulnerável, de menor capacitação técnica e escolaridade. Por fim, a alta incidência de doenças osteomusculares indica a necessidade de programas voltados para a prevenção da incapacidade e especialmente para a redução da demanda física no trabalho, bem como dos fatores de risco extra laborais para esta morbidade.

  • Mostrar Abstract
  • A retrospective cohort study was conducted on 2028 workers of the petroleum industry between January 1st 2012 and December 31st 2016, which aimed to describe the indicators and pathologies related to absenteeism lasting one or more days and to identify occupational and non-occupational factors associated with the occurrence of sick leave lasting for five or more days in this population. It has been excluded from the study workers in sick leave in the beginning of the cohort, and withdrawals due to transfers, firing, death or disability retirement. The independent variables were: sex, age, years of work, type of activity, schooling, work schedule, anomalous work postures, body mass index, smoking, physical activity and alcohol consumption.
            The workers were, in majority, male (88%), over or equal to 50 years old (47%), had between 20-29 years of work (45%), secondary level of education (49%), worked in standard working hours (70%) and in non-operational activities (65%). The cumulative incidence of sick leave was 71.5%, and the incidence rate was 25.8 per 100 person-yearsThe highest incidence rates were observed amongst women (31.59), workers aged 50 or more (29.71), those who had equal or over 30 years of work (31.86), with lower schooling levels (29.16), in operational activities (27.85) and standard working hours (26.07).
            Musculoskeletal, respiratory and digestive diseases were responsible for the largest number of leaves, whereas the largest number of days of absence has been linked with musculoskeletal diseases, injuries and mental disorders. Low back pain was the predominant morbidity and responsible for the greatest number of days of absence. When considering licenses of five or more days, musculoskeletal diseases and injuries were responsible for the greater number of licenses and days of absence.
            Cox multivariate regression analysis was performed and identified as risk factors for absenteeism for five or more days, the following: female, greater age, non-university education, operational activity, overweight, obesity, smoking and ex smoking.
            In order to prevent and control absenteeism-disease, we recommend programs focused on fighting smoking and encouraging healthier habits, such as balanced diet and physical activity, which targets weight management and prevention of chronic diseases, such as obesity. It is also necessary to implement actions aimed at guaranteeing adequate working conditions, both with regard to industrial safety and the ergonomic suitability of the activity, focusing on the most vulnerable public, with lower technical training and schooling. Finally, the high incidence of musculoskeletal diseases indicates the need for programs focused on the prevention of disability and especially the reduction of physical work demand, as well as non-occupational risk factors for this morbidity.
     
7
  • REGINA DE SOUZA MOREIRA
  • O TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: fatores associados aos sintomas de depressão maior em professores e auxiliares de classe

  • Orientador : JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • SONIA REGINA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 27/03/2019

  • Mostrar Resumo
  • A depressão é um acometimento recorrente e de natureza incapacitante que se caracteriza por humor deprimido e perda de prazer ou interesse em atividades cotidianas. O trabalho docente na educação infantil possui características que podem levar ao adoecimento mental do trabalhador, como a intensificação do trabalho, a sobrecarga de atividades e responsabilidades e a dupla jornada. Diante da lacuna encontrada da literatura a respeito desta temática, além da invisibilidade da população em questão, este estudo se propõe a investigar a situação de saúde e trabalho dos professores e auxiliares de classe da educação infantil, buscando responder a seguinte questão de pesquisa: quais os fatores associados aos sintomas de depressão maior em trabalhadores da educação infantil, no município de Feira de Santana? Objetivo: estimar a prevalência de sintomas de depressão maior (triagem positiva) e seus fatores associados em professores e auxiliares de classe da educação infantil do município de Feira de Santana, Bahia. Método: Trata-se de um estudo transversal, censitário, realizado em creches e Centros Municipais de Educação Infantil em Feira de Santana. Utilizou-se para a triagem dos sintomas de depressão maior entre os participantes o Patient Health Questionnaire (PHQ). Resultados: Identificou-se uma prevalência dos sintomas de depressão maior de 21,2% estando associada à: faixa etária acima de 32 anos (RP= 0,54; IC 95%: 0,35-0,82), realização de atividade extraclasse (RP=1,70; IC95%:1,17-2,45), presença de ruído (RP=2,00; IC95%: 1,25-3,21), etilismo (RP=1,60; IC95%: 1,11-2,29), insatisfação com o trabalho (RP=1,83; IC95%:1,23-2,72) e autoavaliação do estado de saúde regular (RP=2,29; IC95%: 1,49-3,51) e ruim/muito ruim (RP=4,67; IC95%: 2,62-8,32). Os resultados obtidos no estudo evidenciam que os trabalhadores da educação infantil estão expostos a fatores que podem contribuir para a ocorrência de sintomas da depressão maior.


  • Mostrar Abstract
  • Depression is a recurring and disabling nature that is characterized by depressed mood and loss of pleasure or interest in everyday activities. The teaching work in children's education has characteristics that can lead to mental illness of the worker, such as intensification of work, overload of activities and responsibilities and double journey. In view of the literature gap regarding this subject, in addition to the invisibility of the population in question, this study proposes to investigate the health and work situation of teachers and auxiliary class of children's education, seeking to answer the following research question: which the factors associated with the symptoms of major depression in children's education workers in the municipality of Feira de Santana? Objective: to estimate the prevalence of symptoms of major depression (positive screening) and its associated factors in teachers and assistants of the kindergarten class in the city of Feira de Santana, Bahia. Method: This is a cross-sectional, census-based study carried out in day-care centers and Municipal Infant Education Centers in Feira de Santana. The Patient Health Questionnaire (PHQ) was used to screen for symptoms of major depression. Results: A prevalence of symptoms of depression greater than 21.2% was associated with: age group over 32 years (RP = 0.54, 95% CI 0.35-0.82), activity (RP = 1.70, 95% CI: 1.17-2.45), presence of noise (RP = 2.00, 95% CI: 1.25-3.21), alcoholism (RP = 1.60; (95% CI: 1.23-2.72) and self-evaluation of the regular health status (PR = 2.29, 95% CI: 95% CI: 1.11-2.29), job dissatisfaction : 1.49-3.51) and poor / very poor (PR = 4.67, 95% CI: 2.62-8.32). The results obtained in the study show that early childhood workers are exposed to factors that may contribute to the occurrence of symptoms of major depression.

8
  • EMILY KARLE DOS SANTOS CONCEIÇÃO
  • Saúde, Ambiente e Agrotóxicos no Oeste da Bahia: a Fiscalização Preventiva Integrada

  • Orientador : LUIZ ROBERTO SANTOS MORAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • FERNANDO FERREIRA CARNEIRO
  • LUIZ ROBERTO SANTOS MORAES
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • SEVERINO SOARES AGRA FILHO
  • Data: 29/03/2019

  • Mostrar Resumo
  • A política de modernização do modelo de produção agrícola no Brasil, iniciada na década de 60, desencadeou uma série de ações públicas e privadas baseadas no estímulo à monocultura e no uso intensivo de agrotóxicos. Atualmente o País é um dos mais importantes exportadores agrícolas do mundo e o estado da Bahia uma de suas regiões que se destaca em termos de produtividade e uso de agrotóxico. O Ministério Público do Estado da Bahia no exercício de suas funções por meio do Núcleo de Defesa do São Francisco (NUSF) iniciou, junto com outras instituições, no ano de 2002, o Programa de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) do Rio São Francisco, a fim de obter um diagnóstico dos danos ambientais ocasionados pela utilização irracional dos recursos hídricos e o desenvolvimento de atividades por toda a Bacia Hidrográfica. O objetivo deste estudo foi analisar as ações de controle e fiscalização em Saúde e Ambiente realizadas pelo Programa de FPI, voltadas para o controle/fiscalização do uso de agrotóxicos na região Oeste do estado da Bahia, bem como descrever os avanços, limitações e desafios identificados pelos atores sociais integrantes da FPI, no desenvolvimento destas ações no período de 2004 a 2018. Trata-se de um estudo de caso alargado, do tipo exploratório de natureza qualitativa, com abordagem metodológica, utilizando-se o levantamento e análise documental, entrevista semiestruturada e observação participante. Observou-se que a execução do Programa FPI na região Oeste do estado tem sido realizada com expressiva ação na problemática do uso irrestrito de agrotóxicos na região, trazendo à luz para a sociedade baiana os potencias riscos à saúde e ambiente que a expansão do agronegócio tem ocasionado nesta última década. A pesquisa reforçou a necessidade do fortalecimento das ações do Programa FPI e dos órgãos de fiscalização regional, a relevância da introdução das ações de Vigilância em Saúde em todas as etapas do Programa FPI e a importância de uma maior articulação da sociedade civil e comunidades tradicionais em busca da efetivação do direito essencial à vida, à saúde e ao meio ambiente sadio para a atual e futuras gerações.


  • Mostrar Abstract
  • The policy of modernization of the agricultural production model in Brazil, initiated in the decade of 60, triggered a series of public and private actions based on the stimulus to monoculture and the intensive use of pesticides. Nowadays the country is one of the most important agricultural exporters in the world and the state of Bahia is one of the regions that stands out in terms of productivity and use of agrochemicals. The Federal Constitution assigns to the Government the obligation to control the production, commercialization and use of a method or substance that risks life and the environment. The Public Prosecutor's Office of the State of Bahia in the exercise of its functions through the São Francisco Defense Center (NUSF) began in 2002, the Integrated Preventive Surveillance Program (FPI) of the São Francisco River, in order to obtain a diagnosis of the damage Environmental impacts caused by the irrational use of water resources and the development of activities throughout the hydrographic basin. The aim of this study was to analyze the actions of control and supervision in health and environment carried out by the FPI program, aimed at controlling/supervising the use of pesticides in the western region of the state of Bahia, as well as describing the advances, limitations and Challenges identified by the social actors in the development of these actions in the period 2004 to 2018. This is an extended case study, of an exploratory type of qualitative nature, with a methodological approach, using the survey and Documental analysis, semi-structured interview and participant observation. It was observed that the implementation of the FPI program in the western region of the state has been performed with expressive action in the problematic of the unrestricted use of pesticides in the region, bringing to the light for the Bahia society the potential risks to health and environment that the expansion of Agribusiness has occasioned in the last decade. The research reinforced the need to strengthen the actions of the FPI program and the organs, regional surveillance institutions, the relevance of the introduction of health surveillance actions in all stages of the FPI program actions and the importance of a greater Articulation of civil society and traditional communities in order to collect the assurance of the realization of the essential right to life, health and the healthy environment for future generations.

9
  • ANA CARINA DUNHAM MONTEIRO
  • PROBLEMAS E DILEMAS ÉTICOS VIVENCIADOS PELO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE EM SEU PROCESSO DE TRABALHO

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIA BACELAR BATISTA
  • LILIANA SANTOS
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 16/04/2019

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação apresenta o resultado de uma investigação acerca dos dilemas éticos enfrentados pelos agentes comunitários de saúde em uma unidade de saúde da família de Salvador. O trabalho do Agente Comunitário de Saúde (ACS) e seus problemas, conflitos e dilemas éticos se vincula à particularidade desta categoria profissional. Parte da equipe de saúde da atenção primária à saúde (APS), o ACS orienta as famílias e a comunidade sobre cuidados em saúde. No entanto, no cotidiano de suas atividades, os ACS sofrem inúmeras situações de tensão. Em geral residem nas áreas onde trabalham e assim vivenciam o cotidiano da comunidade, em seus aspectos positivos ou negativos, com mais intensidade do que os outros membros da equipe. Em seu objetivo geral analisou os problemas, conflitos e dilemas éticos enfrentados /vivenciados pelo Agente Comunitário de Saúde (ACS) em seu processo de trabalho na unidade e no território de uma unidade de saúde da família em Salvador na Bahia e, como específicos: buscou identificar os dilemas éticos enfrentados; compreender o processo de trabalho do Agente Comunitário de Saúde (ACS), seus aspectos éticos, na unidade e no território da estratégia de saúde da família e as repercussões em sua saúde; conhecer as competências destes profissionais em lidar com os conflitos e dilemas éticos. Utilizou-se uma perspectiva compreensiva e para a construção dos dados empíricos dessa pesquisa o referencial teórico metodológico da análise de conteúdo, a partir das narrativas das entrevistas realizadas e do uso do diário de campo. Foram entrevistados 15 ACS da USF Federação entre os meses de maio a novembro de 2018. Esta dissertação foi organizada em três artigos. O primeiro artigo consiste em uma revisão integrativa cujo objetivo foi analisar o estado atual do conhecimento sobre problemas éticos vivenciados no âmbito da estratégia de saúde da família na APS. A análise dos achados desse estudo foi guiada pela estratégia PICO que orienta a elaboração da pergunta de pesquisa e da busca bibliográfica, permitindo ao pesquisador obter com acurácia, a melhor informação científica disponível e obteve como principais resultados a necessidade premente de habilitar as equipes da ESF no manejo dos problemas éticos que acontecem no âmbito da APS e a necessidade de criar instrumentos interdisciplinares que aproximem os sujeitos ativos de um processo de trabalho autônomo e que favoreçam o diálogo entre eles, de forma a contribuir decisivamente para o saber-fazer desses profissionais. O segundo artigo teve como objetivo conhecer as competências destes profissionais em lidar com os dilemas éticos vivenciados na sua prática cotidiana analisando estes dilemas identificados. Os resultados apontaram para a necessidade de instrumentalizar os ACS de formas a coibir, pela ausência de um equacionamento ético, consequências desastrosas para os usuários individualmente, para as famílias, para as relações destes com a equipe de saúde e para a comunidade adscrita.Os dilemas relacionados às condutas dos ACS se dão frente à violência doméstica e intrafamiliar, o silenciar e o compartilhar de informações,  bem como às crenças religiosas. São dilemas complexos, mas que precisam de suporte de um comitê de ética no campo da atenção básica, por exemplo, que analise, à luz da bioética, possíveis caminhos para solucioná-los. O terceiro artigo teve como objetivo compreender o processo de trabalho do ACS, seus aspectos éticos e as repercussões para sua saúde relacionadas ao seu trabalho na unidade e no território de saúde da família de uma unidade de saúde de Salvador, Bahia. E os resultados favoreceram a percepção de que os ACS, além de cuidarem das questões complexas de saúde e doença, tornam-se cúmplices de informações sigilosas capazes de os colocarem em risco de morte e convivem com a violência organizada por gangues e narcotráfico, além de suportarem cargas de trabalho intensas. Estes representam imponderações à sua integridade física e/ou mental. Concluiu-se, portanto, que os dilemas e problemas éticos enfrentados pelos ACS interferem sobremaneira em seu desempenho nas suas atividades laborais pela falta de suporte técnico para lidar com eles, e, ao mesmo tempo, faz-se necessário rever este processo de trabalho avaliando suas cargas, pois repercutem em sua saúde. É urgente o reconhecimento da responsabilidade ética do gestor em saúde, ora capacitando os profissionais para uma abordagem bioética dos conflitos existentes em seu cotidiano de trabalho, ora dando suporte técnico e assistencial por meio de redes de apoio e formação de comitês de ética, além de revisarem esse processo de trabalho penoso e de risco para saúde.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation presents the result of an investigation about the ethical dilemmas faced by the community health agents in a health unit of the Salvador family. The work of the Community Health Agent (CHA) and its ethical problems, conflicts and dilemmas is related to the particularity of this professional category. Part of the health team of primary health care (PHC). The CHA guides families and the community about health care. However, in the daily life of their activities, the CHA suffer numerous situations of tension.They usually reside in the areas where they work and thus experience the daily life of the community, in its positive or negative aspects, with more intensity than the other members of the team. In its general objective, it analyzed the problems, conflicts and ethical dilemmas faced / experienced by the Community Health Agent (CHA) in its work process in the unit and the territory of a family health unit in Salvador in Bahia and as specific: sought to identify the ethical dilemmas; understand the work process of the Community Health Agent (CHA), its ethical aspects, in the unity and territory of the family health strategy and the repercussions on their health; knowing the skills of these professionals in dealing with conflicts and ethical dilemmas. A comprehensive perspective was used and for the construction of the empirical data of this research, the theoretical methodological framework of content analysis was used, based on the interview narratives and the use of the field diary. Fifteen CHA from the USF Federation were interviewed between May and November of 2018. This dissertation was organized in three articles. The first article consists of an integrative review whose objective was to analyze the current state of knowledge about ethical problems experienced within the scope of family health strategy in PHC. The analysis of the findings of this study was guided by the PICO strategy that guides the elaboration of the research question and the bibliographic search, allowing the researcher to obtain with accuracy, the best scientific information available and got as main results the urgent need to enable the teams of the FHS in handling the ethical problems that occur under the PHC and the the need to create interdisciplinary instruments that bring the active subjects closer to an autonomous work process and to foster dialogue among them, so as to contribute decisively to the know-how of these professionals. The second article had as objective to know the competences of these professionals in dealing with the ethical dilemmas experienced in their daily practice analyzing these identified dilemmas. The results pointed to the need to instrumentalize CHA in ways that, due to the absence of an ethical approach, would have disastrous consequences for individual users, for families, for their relationships with the health team and for the affiliated community. The dilemmas related to CHA behaviors lead to domestic and intrafamily violence, the silencing and sharing of information, as well as religious beliefs. They are complex dilemmas, but they need support from an ethics committee in the field of basic care, for example, that analyzes, in the light of bioethics, possible ways to solve them.The third article had as objective to understand the work process of the CHA, its ethical aspects and the repercussions for their health related to its work in the unit and the health territory of the family of a health unit of Salvador, Bahia. And the results have favored the perception that CHA, in addition to addressing complex health and disease issues, become accomplices in classified information that could put them at risk of death and coexist with organized and gang violence and workloads. These represent imponderances to your physical and / or mental integrity. It was concluded, therefore, that the dilemmas and ethical problems faced by the ACS interfere greatly in their performance in their work activities due to the lack of technical support to deal with them, and, at the same time, it is necessary to review this work process by evaluating their burdens, as they have repercussions on their health. There is an urgent need to recognize the ethical responsibility of the health manager, or to enable professionals to take a bioethical approach to the conflicts that exist in their daily work, and to provide technical and assistance support through support networks and formation of ethics committees. to revise this process of painful work and health risk.

10
  • BRUNA FERREIRA MÉLO
  • ABSENTEÍSMO POR TRANSTORNOS MENTAIS EM TRABALHADORES DO SETOR JUDICIÁRIO

  • Orientador : KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • LUISA SILVA LIMA
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 29/04/2019

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: A pesquisa visa descrever o perfil e analisar fatores de risco para o primeiro episódio de absenteísmo por transtornos mentais e comportamentais numa população de trabalhadores do setor judiciário da Bahia no período de 2011 a 2016. Material e Métodos: Para alcançar estes objetivos, foram selacionados todos os indivíduos ativos na data base do estudo e excluídos aqueles que obtinham algum afastamento por transtornos mentais (TM) na linha de base de uma coorte fixa e retrospectiva. Dois estudos foram realizados: um estudo descritivo-exploratório, que estimou os indicadores de frequência e duração das licenças de absenteísmo por TM e de frequência dos diagnósticos clínicos que caracterizaram o evento anualmente; e um estudo analítico da coorte retrospectiva que identificou fatores de risco para um episódio incidente de absenteísmo por TM. Dentre as variáveis de interesse obtidas estiveram características sociodemográficas: sexo (masculino e feminino), idade (até 30 anos, >30 anos), escolaridade (primeiro grau completo, segundo grau completo, universitário completo) e características ocupacionais: área (administrativa, judiciária), cargo (analista, magistrado, técnico), tempo de serviço (até 10 anos, >10 anos). Os afastamentos foram identificados pelos códigos do grupo F, segundo a Classificação Internacional de Doenças (CID-10). Os indicadores epidemiológicos calculados no primeiro produto foram prevalências, coeficientes de incidência cumulativa, razões de prevalência e razões de risco. No segundo produto, os fatores de risco para o desfecho foram obtidos com base no modelo de regressão de Cox, que modelou o tempo até o primeiro afastamento. Curvas de sobrevivência entre as variáveis independentes também foram estimadas utilizando-se o estimador limite-produto de Kaplan-Meier. A análise e as etapas de produção dos dados foram executadas com o auxílio dos programas Microsoft Excel 2013, software Statistical Package of Social Science (SPSS 21), software R Studio versão 1.1.423 e do programa OpenEpi. Resultados: Os resultados obtidos revelaram um total de 1023 eventos de absenteísmo por transtornos mentais durante todo o período e de 24.806 dias perdidos de trabalho devido ao afastamento. A magnitude e a ocorrência de casos incidentes de absenteísmo tende a redução ao longo dos anos, com incidência cumulativa variando no período de 33,8 para 9,4 casos por mil trabalhadores. As mulheres constituíram o grupo mais afetado, apresentando risco relativo de afastamento 4,0 vezes o risco dos homens em 2015. Os transtornos do humor, transtornos neuróticos e relacionados com o estresse foram os principais diagnósticos clínicos atribuídos aos eventos. Além disso, a estimativa de sobrevida da população geral foi de 0,90 (90%) e após os ajustes os fatores de risco para um episódio incidente de absenteísmo por TM foram: sexo feminino (HR 1,81; IC 95%: 1,40- 2,34), cargo magistrado (HR 1,80; IC 95%: 1,28-2,53) e idade acima de 30 anos (HR 1,84; IC 95%: 1,21-2,80). Conclusão: As informações produzidas possuem externalidade com outros serviços, suscitando desafios para os serviços de saúde das instituições, quanto a detecção precoce do risco de afastamento e monitorização da saúde mental dos trabalhadores e das condições de trabalho. Por fim, os fatores sociodemográficos e ocupacionais associados ao primeiro episódio de absenteísmo doença (AD) por TM agregam informações à literatura quanto aos preditores do evento e fomentam mudanças nas práticas de gestão dos serviços públicos.


  • Mostrar Abstract
  • Objectives: The cohort study aims to describe the profile and analyze the association of characteristics to the risk of absenteeism due to mental disorders in a population of workers in a judicial sector service in Bahia of a period from 2011 to 2016. Methods: In order to do so, individuals who obtained at least one withdrawal due to mental disorders during the follow-up period of a fixed cohort and retrospective, and those excluded from other causes were excluded or records of withdrawals for this reason in the year prior to the start of the cohort were excluded. Epidemiological indicators were calculated to describe the profile of the event in this population (cumulative incidence coefficients, prevalence ratios and risk ratios) and factors associated with the first episode of absenteeism were calculated based on the Cox regression model. were estimated for the predictor factors using the Kaplan-Meier product-bound estimator. The analysis and data production stages were performed with the help of the Microsoft Excel 2013 programs, Statistical Package of Social Science software (SPSS 21), R Studio software version 1.1.423 and the OpenEpi program. Results: The results showed a total of 1023 mental retardation absenteeism events during the whole period and 24,806 lost work days due to the remoteness. The magnitude and occurrence of incidents of absenteeism tended to decrease over the years, with a cumulative incidence ranging from 33.8 to 9.4 cases per thousand workers. Women were the most affected group, presenting a relative risk of withdrawal 4.0 times men's risk in 2015. Mood disorders, neurotic and stress-related disorders were the major clinical diagnoses attributed to the events. In addition, the overall population survival estimate was 0.90 at the end of the study and after adjusting the risk factors for an incident episode of TM absenteeism were: female (HR 1.81, 95% CI: 1.40-2.34 ), position magistrate (HR 1.80, 95% CI: 1.28-2.53) and age above 30 years (HR 1.84, 95% CI: 1.21-2.80). Conclusion: The information produced has an externality with other services, posing challenges for the health services of the institutions, for the early detection of the risk of withdrawal and monitoring of workers' mental health and working conditions. Finally, sociodemographic and occupational factors related to TM disease absenteeism add information to the literature regarding the predictors of the event and foster changes in the practices of public service management.

11
  • MARTA MARIA DE CARVALHO
  • Prevalência de dor lombar e fatores associados, em homens e mulheres trabalhadores da pesca artesanal.

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • AMANDA LAURA NORTHCROSS
  • Data: 29/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A dor lombar é um problema de saúde pública com elevado impacto econômico no mundo, que afeta a qualidade de vida e o desempenho para o trabalho dos indivíduos. Pesca artesanal é uma das ocupações ainda pouco estudadas com relação à dor lombar. O objetivo dessa pesquisa foi estimar as prevalências de dor lombar inespecífica e grave em homens e mulheres trabalhadores da pesca artesanal e verificar fatores associados a este sintoma. MÉTODO: Estudo de corte transversal com amostra aleatória estratificada por sexo, composta de 79 homens e 169 mulheres, trabalhadores da pesca artesanal, residentes na reserva extrativista (RESEX) marinha da baía do Iguape, Bahia. RESULTADOS: Elevadas prevalências de dor lombar inespecífica (85,8% mulheres e 79,8% homens) e grave (66,2 % mulheres e 51,9% homens) foram encontradas com diferença de proporções entre os sexos e significância estatística para a dor lombar grave. O trabalho precoce estava associado positivamente com a dor lombar inespecífica e grave em mulheres. As demandas físicas do trabalho estavam associadas com a dor lombar em homens. CONCLUSÃO: As diferenças de prevalência entre homens e mulheres identificadas permitem a elaboração intervenções diferenciadas no que se refere às adequações das condições de trabalho na pesca artesanal.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Low back pain is a public health problem with high economic impact in the world, affecting the quality of life and work performance of individuals. Artisanal fishing is one of the still little studied occupations regarding low back pain. The objective of this research was to estimate the prevalence of nonspecific and severe low back pain in artisanal fishermen and fisherwomen and to verify factors associated with this symptom. METHODS: A cross - sectional study with a random sample stratified by sex, composed of 79 men and 169 women, artisanal fishermen, living in the extractive reserve (RESEX) in Bahia do Iguape, Bahia. RESULTS: High prevalence of nonspecific low back pain (85.8% women and 79.8% men) and severe (66.2% women and 51.9% men) were found with a difference of proportions between the sexes and statistical significance for the severe low back pain. Early work was positively associated with nonspecific and severe low back pain in women. The physical demands of labor were associated with low back pain in men. CONCLUSION: Differences in prevalence between men and women identified allow the elaboration of differentiated interventions regarding the adequacy of working conditions in artisanal fisheries.

12
  • Rita de Cássia Peralta Carvalho
  • Saúde do Trabalhador na Atenção Primária à Saúde: compreender   o passado para planejar o futuro

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • Elizabeth Costa Dias
  • ROBSON DA FONSECA NEVES
  • Data: 29/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • Neste estudo de natureza qualitativa exploratória, a autora apresenta uma análise das intervenções em Saúde do Trabalhador desenvolvidas na Atenção Primária à Saúde no Brasil, no período de 2000 a 2017. Tais intervenções complexas envolvem a interação entre diferentes atores, em variados níveis, com percepções, interesses e motivações, muitas vezes contraditórios. A análise descreve os componentes dessas intervenções; os contextos onde se desenvolveram; as barreiras e facilitadores explorando as interações estabelecidas entre os atores envolvidos e as estratégias adotadas ao longo do processo de desenvolvimento dessas intervenções. Este estudo tem orientado as discussões do grupo de pesquisa na construção de estratégias que possam qualificar e favorecer a inserção  de ações de Saúde do Trabalhador na Unidade de Saúde da Família da Federação (USF Federação).


  • Mostrar Abstract
  • In this exploratory qualitative study, the author presents an analysis of interventions in Occupational Health developed in Primary Health Care in Brazil from 2000 to 2017. Such complex interventions involve the interaction between different actors, at various levels, with perceptions, interests and motivations, often contradictory. The analysis describes the components of these interventions; the contexts where they developed; the barriers and facilitators exploring the interactions established between the actors involved and the strategies adopted during the development process of these interventions. This study has guided the discussions of the research group in the construction of strategies that can qualify and favor the insertion of Workers' Health actions in the Family Health Unit of the Federation (USF Federation).

13
  • SUZANA CARDOSO CARVALHO
  • O MERCADO DE TRABALHO NO SETOR PÚBLICO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E REABILITADOS NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL

  • Orientador : VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AMILTON JOSÉ MORETTO
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 29/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta dissertação foi identificar o perfil socioeconômico e ocupacional dos servidores com deficiência vinculados à administração pública indireta dos estados da Região Nordeste do Brasil no ano de 2017 e compará-lo com o dos servidores sem deficiência. A base de dados utilizada é proveniente da Relação Anual de Informações Sociais, a qual está sob a responsabilidade da Coordenação de Estatística do Trabalho ligada atualmente ao Ministério da Economia. Inicialmente, foi realizada uma revisão de literatura sobre o tema pessoa com deficiência (PcD) e mercado de trabalho. Foram revistos diferentes conceitos sobre PcD, marcos sobre o reconhecimento de direito à inclusão à  PcD, número de PcD no mundo e no Brasil, uma breve descrição sobre a administração pública indireta, legislação vigente sobre cotas no mercado formal, dinâmica do setor empregatício público e o Sistema de Informação sobre mercado de trabalho brasileiro. Em sequência, o artigo intitulado “Servidores com deficiência da administração pública indireta no Nordeste do Brasil” é apresentado. Neste artigo, a partir da base de dados da RAIS do ano de 2017, disponibilizada em outubro de 2018 pelo agora extinto Ministério do Trabalho e Emprego, foi traçado um perfil das PcD, especificamente no setor público do NE do Brasil. Foram calculadas frequências das variáveis sexo, faixa etária, escolaridade, ocupação e tipo de vínculo por estado da região NE. Também foram calculadas estatísticas descritivas das variáveis: tempo de emprego, remuneração, em salário-hora, e quantidade de horas contratadas por semana, por tipo de vínculo e por indicador de deficiência para cada estado do NE. Quanto ao perfil dos servidores com deficiência, observou-se uma maioria do sexo masculino (75,8%), idade média de 44,2 anos (dp = 10,4 anos), escolaridade maior ou igual ao fundamental completo ecom vínculo celetista. Para os servidores PsD, o perfil foi de maioria do sexo masculino (60,9%), com idade média de 44,8 anos (dp=12,3 anos), escolaridade maior ou igual a de ensino médio ecom vínculo estatutário. Quando fixado o tipo de vínculo, notou-se que o servidor pessoa sem deficiência PsD possui maior tempo médio de emprego, maior média de salário-hora e menor média de horas contratadas por semana tanto para o grupo de servidores celetista quanto para o estatutário. Além disso, as remunerações médias dos servidores PcD são inferiores às dos servidores PsD, mesmo quando fixados o tipo de vínculo, a escolaridade e o tempo de emprego. Os resultados evidenciam a necessidade de políticas públicas adequadas para incluir as mulheres com deficiência no setor público. Outros estudos são necessários para investigar com maior profundidade as causas para as menores remunerações percebidas no grupo de servidores PcD. 


  • Mostrar Abstract
  • The goal of this dissertation was to identify the socioeconomic and occupational profile of the government employees with disabilities attached to the indirect public administration of the states of the Northeast Region of Brazil in the year 2017 and to compare it with that of the non-disabled government employees. The database used comes from the Annual Report of Social Information, which is under the responsibility of the Coordination of Labor Statistics currently attached to the Ministry of Economy. Initially, a review of the literature on the disabled person (DP) and labor market issues was carried out.  Different concepts on DP, landmarks on the recognition of the right to inclusion in DP, number of DP in the world and in Brazil, a brief description of indirect public administration, current legislation on quotas in the formal market, dynamics of the employment sector and the Brazilian labor market Information System were reviewed. In sequence the article entitled "Government Employeeswith disabilities of the indirect public administration in the Northeast of Brazil" is presented. In this article, from the RAIS database for the year 2017, made available in October 2018 by the now extinct Ministry of Labor and Employment, a profile of the DP was drawn up, specifically in the public sector in Northeast of  Brazil (NE). Frequencies of the variables sex, age, education, occupation and employment relationship by state of the NE region were calculated. The descriptive statistics of the variables employment time, remuneration, hourly wage, and number of weekly hours by employment relationship and indicator of disability for each state of the NE were also calculated. Regarding to the profile of the government employees with disabilities, it was observed a male majority (75.8%), with a mean age of 44.2 years (sd = 10.4 years), scholarity greater than or equal to the complete fundamental and with a contractual employment. Regarding to the government employees non-disabled person (NDP), the profile was mostly male (60.9%), with a mean age of 44.8 years (sd = 12.3 years), scholarity higher or equal to high school and with a statutory relationship. When the employment relationship was fixed, it was noticed that the government employeeNDP has a higher average time of employment, a higher average hourly wage and a lower average number of hours contracted per week for both the contractual and statutory groups of employees. In addition, the average salaries of the DP government employees are lower than those of the (NDP), even when fixed the employment relationship, education and length of employment. The results highlight the need for adequate public policies to include women with disabilities in the public sector. In addition, further studies are needed to investigate in greater depth the causes for the lower perceived earnings in the DP government employees group.

14
  • ANDRÉA GARBOGGINI MELO ANDRADE
  •  

    Atenção Primária à Saúde: tecendo a rede de cuidado ao usuário-trabalhador no território.

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • Elizabeth Costa Dias
  • ROBSON DA FONSECA NEVES
  • Data: 29/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • Neste estudo de natureza qualitativa, com aproximação etnográfica, a autora apresenta uma análise das demandas de Saúde do Trabalhador apresentadas pelos usuários-trabalhadores e reconhecidas pelos profissionais de saúde, no contexto da interação entre eles na Unidade de Saúde da Família da Federação (USF Federação); descreve as demandas do usuário-trabalhador que são explicitadas na sua interação com a equipe da unidade básica de saúde; analisa o processo de trabalho dos profissionais de saúde, identificando barreiras que dificultam e/ou impedem este reconhecimento, o atendimento e o encaminhamento das demandas de saúde do trabalhador pelos profissionais de saúde; além de apresentar estratégias adotadas pelos profissionais para responder às demandas, quando reconhecidas. Este estudo, apesar de ainda não ter sido defendido na banca de mestrado do Programa de Pós-graduação em Saúde, Ambiente e Trabalho (PPGSAT/UFBA), tem orientado as discussões do grupo de pesquisa por meio dos dados produzidos empiricamente, no cotidiano da USF.

     


  • Mostrar Abstract
  • In this qualitative study, with an ethnographic approach, the author presents an analysis of the Worker Health demands presented by the user-workers and recognized by health professionals, in the context of the interaction between them in the Primary Care Unit of the Federação (USF Federação) Salvador, Bahia-Brazil; describes the demands of the user-worker that are explained in their interaction with the team of the basic health unit; analyzes the work process of health professionals, identifying barriers that hamper and/ or impede the recognition, care and forwarding worker demands by health professionals; besides presenting strategies adopted by the professionals to respond this demands, when recognized. This study, has guided the research group's discussions through the data produced empirically, in the daily life of the USF.

15
  • SHEILA NASCIMENTO SANTOS
  • Além das grades: associação entre aspectos psicossociais do trabalho e saúde mental em agentes penitenciários da Região Metropolitana de Salvador, Bahia, Brasil

  • Orientador : KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • LUIZ CLAUDIO LOURENCO
  • Data: 29/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O trabalho ocupa papel central na vida das pessoas e é considerado um fator relevante na formação da identidade pessoal e de inserção social, essencial no curso de vida do indivíduo. Os agentes penitenciários (AP) exercem a difícil tarefa de manter, sob custódia, indivíduos privados de liberdade, executam atividades que exigem grande preparo e, que envolvem diversos tipos de cargas laborais, especialmente as psíquicas. O campo prisional é um ambiente de trabalho com alta exposição a riscos psicossociais, fazendo com que os trabalhadores, estejam expostos a problemas de saúde relacionados ao trabalho. Dentre os fatores que produzem estas cargas, tem-se destacado as características psicossociais do trabalho. Objetivo: Investigar os fatores associados à saúde mental dos agentes penitenciários do principal Complexo Prisional do Estado da Bahia na Região Metropolitana de Salvador (RMS), Bahia, Brasil. Métodos: Estudo de corte transversal com base em um censo dos AP do complexo penitenciário na Região Metropolitana de Salvador, Bahia, Brasil. O instrumento de coleta foi um questionário autoaplicado, com informações sociodemográficas e características de trabalho. Duas variáveis desfecho foram consideradas no estudo, a sintomatologia depressiva e triagem diagnóstica de depressão maior (DPM), avaliadas pelo Patient Health Questionnaire-9 (PHQ-9). Foi feita inicialmente uma etapa descritiva das variáveis e um modelo exploratório para ambos os desfechos. Na analise bivariada estimou-se as razões de prevalência e seus respectivos intervalos de confiança de 95% e, por fim, a análise de regressão logística. Na análise multivariada por regressão logística foi transformado o OR em RP pela regressão de Poisson modelo robusto. Resultados: Foi possível dimensionar a frequência dos transtornos depressivos em agentes penitenciários, identificar as características de trabalho e saúde mental dos trabalhadores do cárcere, suas associações com os aspectos psicossociais do trabalho e as repercussões na saúde mental. No modelo final da análise multivariada a associação para ambos os desfechos avaliados foi maior em mulheres e em AP que referiram ter sofrido ameaça por facções e, para sintomas depressivos nos AP com maior tempo de trabalho. Considerações finais: Esse trabalho permitiu identificar alta prevalência de transtornos depressivos em trabalhadores do cárcere em comparação com a população geral. O trabalho no cárcere vai além do contexto interno, pois medo e exposição vivenciada dentro e fora dos muros prisionais são condições que podem afetar a saúde mental desses trabalhadores.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Work plays a central role in people's lives and is considered a relevant
    factor in the formation of personal identity and social insertion, essential in the course
    of individual's life. Prison officers (PA) perform the difficult task of maintaining, under
    custodians, individuals deprived of their liberty, perform activities that require great
    preparation and, involve different types of workloads, especially psychic ones. The
    prison camp is a work environment with high exposure to psychosocial risks, making
    workers, are exposed to work-related health problems. Among the factors that produce
    these loads, the psychosocial characteristics of the job.
    Objective: To investigate
    factors associated with the mental health of correctional officers of the main Prison
    Complex of the State of Bahia in the Metropolitan Region of Salvador (RMS), Bahia,
    Brazil.
    Methods: Cross-sectional study based on a PA census of the Mata Escura prison
    complex in the Metropolitan Region of Salvador, Bahia, Brazil. O collection instrument
    was a self-administered questionnaire with sociodemographic information and work
    characteristics. The outcome variable - TDM - was assessed by Patient Health
    Questionnaire-9 (PHQ-9) and classified by the cutoff method ≥10 and by the method
    algorithm. The Prevalence Ratio (PR) was the measure of association used. Using Cox
    multivariate regression, variables were inserted in two blocks: characteristics
    sociodemographic and work aspects, in that order. Only variables with Adjusted
    prevalence (RPaj) ≥ 1.30 were selected to compose the final models.
    Results: It was
    possible to measure the frequency of major depressive disorder in correctional officers,
    identify the work characteristics and mental health of the prison workers, their
    associations with the psychosocial aspects of work and the repercussions on mental
    health.
    Final considerations: This work allowed to identify high prevalence of major
    depressive disorder in prison workers compared to the general population. Prison work
    goes beyond the internal context, because fear and exposure experienced inside and
    outside prison walls are conditions that can affect mental health of these workers.


16
  • NÁDIA MARIA AMADO DE JESUS BARRETO
  • Determinação social e determinantes da inclusão profissional da pessoa com deficiência.

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • SILVIA DE OLIVEIRA PEREIRA
  • Data: 27/08/2019

  • Mostrar Resumo
  • Estudo exploratório, descritivo, do tipo qualitativo, sobre a determinação social e os determinantes da inclusão profissional da pessoa com deficiência intelectual. Recorre à perspectiva construcionista, e à tradição da teoria crítica, para conhecer os impedimentos e as favorabilidades do itinerário cursado e as experiências vividas por nove adultos jovens com deficiência intelectual, na busca por inserir-se em postos formais de emprego. Verificou-se que, a despeito da legislação vigente, ainda existe  um hiato entre o dever ser e o que se tem obtido em termos do ingresso e permanência de pessoas com deficiência intelectual em emprego formal. O marco legal não determina, de pronto, a mudança dos fatores sociais que limitam a inclusão profissional da pessoa com deficiência; reduzir o debate à esfera da empregabilidade e do mercado de trabalho é abordar superficialmente e apenas normativamente a questão. A lei atua (em parte) sobre o regulação da sociedade e na determinação e  controle de atos institucionais; entretanto,  são  necessários  esforços mais abrangentes, em que a garantia do direito fundamental à participação social e à independência pelo trabalho, faça parte de um compromisso de Estado, de uma agenda intersetorial, de caráter ético-político, pela promoção e proteção social dos cidadãos e de mudanças na formação sócio cultural dos indivíduos na sociedade.


  • Mostrar Abstract
  • An exploratory, descriptive, qualitative study on social determination and the determinants from professional inclusion of people with intellectual disabilities. It uses the constructionist perspective, and the critical theory tradition, to knows the impediments and favorability of the itinerary taken and the experiences lived by nine young adults with intellectual disabilities, seeking to insert themselves in formal jobs. Despite the current legislation, there is still a gap between the duty to be and what has been obtained in terms of the entry and permanence of people with intellectual disabilities in formal employment. The legal framework does not immediately determine the change in social factors that limit the professional inclusion of people with disabilities; reducing the debate to the sphere of employability and the labor market is a superficial and normative approach to the issue. The law acts (in part) on the regulation of society and the determination and control of institutional acts; However, broader efforts are needed where ensuring the fundamental right to social participation and independence through work is part of a state commitment, an intersectoral agenda of an ethical and political nature, for the promotion and social protection of citizens. and changes in the socio-cultural formation of individuals in society.

17
  • Lívia Marina Ferreira da Cunha
  • FONAÇÃO EM CANUDO COMERCIAL NA VOZ DE PROFESSORES: ESTUDO QUASE-EXPERIMENTAL

  • Orientador : MARIA LUCIA VAZ MASSON
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA LUCIA VAZ MASSON
  • DENISE NUNES VIOLA
  • LÉSLIE PICCOLOTTO FERREIRA
  • Data: 13/09/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: em seu ambiente de trabalho, os professores estão expostos a fatores que podem desencadear ou agravar quadros de alteração vocal, podendo ser acometido por um Distúrbio de Voz Relacionado ao Trabalho (DVRT). O DVRT caracteriza-se por qualquer forma de desvio vocal que restrinja ou impeça a atuação do trabalhador, mesmo em ausência de alteração orgânica na laringe. Estudos têm demonstrado elevada prevalência de alteração vocal e afastamento por alteração vocal nesta categoria, ocasionando impactos sociais e financeiros ao país, exaltando a importância da aplicação de estratégias que protejam a voz destes trabalhadores no contexto docente.Objetivo: verificar os efeitos da fonação em canudo comercial na voz de professores. Métodos: estudo quase-experimental, pré e pós-teste, com grupo único de sujeitos, cego ao avaliador, composto por professores de uma escola da rede pública de ensino médio da cidade de Salvador, Bahia. Os docentes responderam a um questionário e foram submetidos à gravação vocal antes e após a intervenção com a fonação em canudo comercial, realizada durante quatro semanas, por aproximadamente 3 minutos, em todos os turnos da escola. Foi conduzida uma avaliação multidimensional voz, sendo considerados para avaliação perceptivoauditiva o grau de desvio vocal (CAPE-V); f0, jitter, shimmer, ruído e proporção GNE, para análise acústica (Voxmetria); e escores de escala de sintomas (ITDV) para avaliação autorreferida. Comparação pré e pós-teste foi realizada por meio do teste não paramétrico Sinais de Wilcoxon, considerando-se p<0,05 como estatisticamente significante. Resultados: participaram 24 professores de ambos os sexos (45,8% homens, 54,2% mulheres), com média de 49,13 anos de idade, 22,3 anos de trabalho como professor e 35,8 horas semanais de aula. Na comparação pré e pós-teste observou-se uma redução significativa do IDTV (p=0,03). Nas demais análises não foram encontrados resultados estatisticamente significantes.Conclusão: A intervenção com exercício do trato vocal semiocluído com canudo comercial demonstrou redução dos sintomas vocais autorreferidos pelos professores, podendo ser benéfica para sua saúde vocal. Novos estudos devem ser conduzidos com grupo controle para se comprovar os efeitos do ETVSO como estratégia protetora da voz em docentes.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Teachers are exposed to factors that can trigger or aggravate voice disorders in their work setting. Thus, they can be affected by Work-Related Voice Disorder (WRVD). WRVD is characterized by any form of vocal deviation that restricts or impedes worker performance, even in the absence of organic alterations in the larynx. Researches have shown a high prevalence of voice disorder and withdrawal due to vocal alteration in this category, causing social and financial impacts on the country. Therefore, this problem emphasizes the importance of developing strategies that protect the voice of these workers. Purpose: To verify the effects of phonation in commercial straw on teachers’ voice. Methods: Quasi-experimental study, pre- and posttest design with a single group of subjects, blind to the evaluator with teachers from a secondary public school in the city of Salvador, Bahia. Teachers answered a questionnaire and were submitted to voice recording before and after a 4-week intervention with commercial straw phonation for approximately three minutes, in all shifts at the school. A multidimensional voice assessment was conducted considering the global severity grade (CAPE-V) for auditory-perceptual evaluation; f0, jitter, shimmer, noise, and GNE (Voxmetria) for acoustical analysis; screening index for voice disorder (SIVD) for self-reported evaluation. Pre- and posttest comparison was performed by the nonparametric Wilcoxon Signs test, considering p<0.05 as statistically significant. Results: Twenty-four teachers of both sexes (45.8% men, 54.2% women), 49.13 years old, 22.3 years of working time as a teacher, and 35.8 hours of teaching time per week have participated in this research. Pre- and posttest comparison showed a significant reduction in SIVD (p=0.03). In the other analyzes, no significant results were found. Conclusion: Intervention with semi-occluded vocal tract exercise (SOVTE) in commercial straw with teachers demonstrated a reduction in self-reported vocal symptoms, which may be beneficial for their vocal health. Further studies should be conducted with a control group to verify the effects of SOVTE as a protective strategy of teachers’ voices.

2018
Dissertações
1
  • CARLA REQUIÃO BARRETO
  • QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE E CAPACIDADE PARA O TRABALHO DE POLICIAIS MILITARES DA CIDADE DE SALVADOR

  • Orientador : LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MARIA CRISTINA TEIXEIRA CANGUSSU
  • Data: 24/05/2018

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Identificar fatores associados à Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QVRS) e à Capacidade para o Trabalho dos policiais militares de Salvador, Bahia.

    todos: Um estudo de corte transversal selecionou, por amostragem aleatória estratificada com partilha proporcional, 329 policiais militares masculinos que desempenham atividade de policiamento ostensivo na cidade de Salvador. QVRS foi avaliada com uso do questionário 36

    – Item Short Form Health Survey (SF-36) e a Capacidade para o Trabalho, pelo questionário Índice de Capacidade para o Trabalho. Um questionário estruturado coletou informações sobre características sociodemográficas, ocupacionais e estilo de vida dos policiais. São apresentados dois artigos; o primeiro, investigou fatores associados à QVRS e o segundo, os fatores associados à Capacidade para o trabalho. Os dados foram analisados com uso do Statistical Package for the Social Sciences.

    Resultados: Baixos escores médios do componente sumário de saúde física da QVRS associaram-se à jornada de trabalho >8 horas/dia, obesidade, moradia alugada ou financiada e à  capacidade  para  o  trabalho.  Baixos  escores  médios  do  componente  saúde  mental associaram-se  significantemente  à  faixa  etária  24-33  anos,  índice  de  Desenvolvimento

    Humano Municipal (IDHM) "médio" do bairro onde o policial trabalhava e uso frequente de álcool. Os escores médios de cada um dos dez indicadores do SF-36 aumentaram de forma sistemática e linear do estrato "Baixa" para o estrato "Ótima" Capacidade para o Trabalho. Segundo o modelo logístico, baixa capacidade para o trabalho, comparada ao conjunto dos estratos "Moderada", "Boa" e "Ótima" associou-se significantemente à moradia alugada ou financiada (OR=3,11; IC95% 1,35-7,16) e à obesidade OR=4,28; IC95% 1,79-10,20). Ótima capacidade para o trabalho, comparada ao conjunto dos estratos "Boa", "Moderada" e Baixa”, associou-se significantemente a salário >6 salários mínimos (OR=2,32; IC95% 1,06-5,06), atividade física vigorosa de 3-7 dias/semana (OR=1,76; IC95% 1,03-2,94) e a não ser obeso (OR=2,86; IC95% 1,06-7,66).

    Conclusões: Vários fatores sociodemográficos, econômicos, ocupacionais e de estilo de vida associam-se  à  variação  das  medidas  de  Qualidade  de  Vida  Relacionada  à  Saúde  e  da

    Capacidade para o Trabalho de policiais militares de Salvador. O reconhecimento da contribuição desses fatores pode ajudar na elaboração e implementação de políticas voltadas para esse grupo ocupacional.


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To identify factors associated to health-related quality of life (HRQOL) and work ability of military police officers from Salvador City, Brazil.

    Methods: A cross-sectional study has investigated 329 male military police officers from Salvador City, Brazil, selected by proportionate stratified sampling. Health-related quality of life was evaluated by the 36-Item Short-Form Health Survey Questionnaire (SF-36); information about sociodemographic and occupational characteristics and life style was collected in a structured questionnaire. Work ability was evaluated by using the Work Ability Questionnaire. Data were analysed by using the Statistical Package for the Social Sciences. Two articles are presented: one deals with factors associated to HRQOL; another with factors associated to work ability of these police officers.

    Results: Lower means of the   Physical Component Summary were associated to working hours >8 hours/day, obesity, rented or financed housing, and poor work ability. Lower means of the Mental Component Summary were associated to age group 24-33 years, "mean" Municipal Human Development Index of the borrough were the police officer worked, and frequent alcohol drinking. The mean scores of each of the ten SF-36 indicators increased, according to a linear and systematic fashion, from the "Poor" to the "Excellent" strata of the Work Ability Index. According to the logistic model adopted, "poor" work ability, compared to the combined set of "moderate", "good", and "excellent" strata, was significantly associated to rented ou financed housing (OR=3.11; IC95% 1.35-7.16), and to obesity (OR=4,28; IC95%

    1,79-10,20). Excellent work ability, compared to the combined set of "good", "moderate", and

    "poor" strata, was significantly associated to salary >6 minimal wages (OR=2.32; IC95%

    1.06-5.06), vigorous physical activity 3-7 days/week (OR=1.76; IC95% 1.03-2.94), and to not being obese (OR=2.86; IC95% 1.06-7.66).

    Conclusions: Several sociodemographic, occupational, and life style factors were associated to the variation in the measures of health-related quality of life and of work ability of military police officers from Salvador City. The recognition of the contribution of these factors may help in the design and implementation of policies aimed to this occupational group.

2
  • ANA CÁSSIA BAIÃO DE MIRANDA
  • CESSAÇÃO DO HÁBITO DE FUMAR EM PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CONTROLE DO TABAGISMO DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE EM SALVADOR, BAHIA

  • Orientador : FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AQUILES ASSUNCAO CAMELIER
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • Data: 29/05/2018

  • Mostrar Resumo
  • O tabagismo é considerado um problema de saúde pública,  configurando-se como  a  principal  causa  de  morte  evitável  em  todo  o  mundo.  Causa  de  morbi- mortalidade prematura em decorrência dos efeitos negativos ocasionados aos sistemas respiratório e cardiovascular. Estima-se que até 2030 oito milhões de pessoas morrerão em consequências dos problemas relacionados ao uso dos produtos derivados do tabaco. O Brasil é reconhecido mundialmente como referência na implementação de políticas públicas para a promoção da cessação do tabagismo. A baixa prevalência de fumantes (14,7%) no país, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde (2014) está relacionada à implantação do Programa Nacional de Controle do Tabagismo que utiliza como abordagem a terapia cognitivo-comportamental e o apoio medicamentoso. Ações de saúde que visem a cessação do hábito de fumar nas Unidades Básicas de Saúde são importantes  desde que  esses  equipamentos  são  a porta de  entrada dos  usuários  ao Sistema  Único  de  Saúde.  O  objetivo  desta  pesquisa  foi  investigar  e  avaliar  os indicadores de desempenho (taxa de incidência para a cessação do hábito de fumar, fatores de risco para a cessação e fatores de risco para o abandono) de participantes do Programa de Controle do Tabagismo da UBS do Candeal Pequeno, pertencente do Distrito Sanitário de Brotas, no município de Salvador. Para tanto, foram analisados os dados das planilhas eletrônicas produzidas e disponibilizadas pela Secretaria Municipal de  Saúde,  contendo  informações  sobre  os  170  participantes  do  Programa,  que realizaram as atividades grupais no período de fevereiro/2015 a junho/ 2017. Foi realizado um estudo do tipo caso-controle aninhado a uma coorte retrospectiva. Para identificar fatores de risco para a cessação do tabagismo e para abandono do programa, usou-se modelos de regressão logística binária do programa SPSS. Encontrou-se a taxa de  incidência  cumulativa  para  a  cessação  do  hábito  de  fumar  de  57,1%  após  12 semanas, tempo de duração preconizado pelo Programa, para os 170 participantes investigados. Análises de regressão logística não identificaram preditores associados ao abandono do hábito de fumar. A cobertura assistencial do Programa, foi de 67%, para a clientela elegível, sendo esta, considerada satisfatória.

     


  • Mostrar Abstract
  • Tobacco use is a public health problem, since it is the main preventable cause of death in the world. Smoking causes premature morbidity and mortality due to its negative effects on the respiratory and cardiovascular systems. Until 2030, eight million people will die in consequence of tobbacco exposure. Brazil is globally recognized as a reference in the implementation of public policies towards tobacco use cessation. The low prevalence of smokers (14.7%) in the country is relted to the Tobacco  Cessation National Program that uses the strategies of cognitive-behavioral therapy and anti- tobacco drugs support. Health action aimed to quit tobacco use in the Basic Health Units are important since these equipments are the main gateway to the Unified Health System in Brazil. This study aimed to identify and to evaluate performance indicators (tobacco use cessation incidence rate, risk factors for smoking cessation, and risk factors for Program dropout)  of participants in the Tobacco Cessation Program in the Basic Health Unit of Candeal Pequeno, Brotas Health District, Salvador City, Brazil. We analyzed data collected in electronic spreadsheets produced and provided by the Municipal Health Secretary, containing information about the 170 participants in the Program, from January, 2015 to June, 2017. Binary logistic regression models were used to identify risk factors for tobacco use cessation and dropout rates. Data were analyzed by using SPSS. The cumulative incidence rate for tobacco use cessation after 12 weeks in the program for the 170 participants was high: 57,1%. No predictor of smoking cessation in that period was identified. The cumulative incidence rate for tobacco use cessation after 4 weeks was associated to non-use of bupropion (P<0,004), adjusting by age, sex, nicotine dependence (Fargerström's test), arterial hypertension and diabetes mellitus. Dropout rate after 12 weeks in the Program was 26,4% and it was not associated to any of the variables investigated. It was estimated that, during the last

    29 months, the Program has covered 67% of the eligible smoking clientele, considered as a satisfactory coverage. Low quality and quantity of information available about the evolution of patients in the Program have limited the study analyses. The Program showed satisfactory coverage, of the eligible clientele: 67%.

3
  • FAGNER SAMPAIO FILADELFO
  • A TUTELA DO MEIO AMBIENTE E DA SAÚDE DA POPULAÇÃO NAS ADJACÊNCIAS DA MINERADORA E PRODUTORA DE CONCENTRADO DE URÂNIO NO INTERIOR DA BAHIA.

  • Orientador : TANIA MASCARENHAS TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS EDUARDO SOARES DE FREITAS
  • FABIO PERIANDRO DE ALMEIDA HIRSCH
  • TANIA MASCARENHAS TAVARES
  • Data: 06/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa visa analisar a tutela do meio ambiente e da saúde humana por diversos órgãos, dentre os quais destacamos o Ministério Público Federal (MPF) e do Trabalho (MPT) e a Justiça Federal (JF) no âmbito de competência relacionadas as temáticas ambiente, saúde e trabalho em relação às atividades de mineração e produção de concentrado de urânio (yellow cake) das Indústrias Nucleares do Brasil S/A (INB) no Estado da Bahia. Foi utilizado o método qualitativo/quantitativo com base na pesquisa documental dos processos administrativos e judiciais movidas pelo MPF e MPT. Foram realizados exame, análise e sistematização da documentação colhida que sustenta as investigações, Ações Civis Públicas (ACP) e processos judiciais com ênfase nos aspectos técnico-científicos das provas e medições feitas, bem como identificadas as possíveis interferências que podem decorrer dos procedimentos, apontando entraves e vieses. O estudo gerou quatro artigos com temáticas interligadas. O primeiro informa que 73 processos foram distribuídos entre 2000 e 2017, em 6 órgãos do poder judiciário, sendo 51 administrativos e 22 judiciais, demonstrando o decurso do tempo. O segundo identifica e analisa os processos trabalhistas sentenciados na comarca de Caetité, com especial atenção para os discursos dos juízes. O terceiro analisa duas ACPs de exposição ambiental ainda sem resolução final, que já duram aproximadamente 10 anos, utilizando um barema criado para essa finalidade. O quarto traçou um panorama nos termos de ajustamento de conduta (TAC) realizados pelo MPT e as mineradoras na Bahia para resolver os conflitos no âmbito administrativo, sem ajuizamento. Observou-se que o Ministério Público, mesmo de forma geograficamente descentralizada, lidera a tutela do meio ambiente e os riscos envolvidos para os residentes próximos à mineração. Até o fim de 2017, nenhum processo judicial apresentou resultado prático na resolução dos conflitos ambientais.


  • Mostrar Abstract
  • The research aims to analyze the protection of the environment and of the human health by several agencies, among which we highlight the Federal Public Prosecutor's Office (MPF) and of labor (MPT) and the Federal Court (JF) regarding environment health and work related to the activities of mining and production of uranium concentrate (yellow cake) of Indústrias Nucleares do Brasil S / A (INB) in the State of Bahia. The qualitative/quantitative method was used based on the documentary research of the administrative and judicial processes moved by MPF and MPT. Tests, analysis and systematization of the collected documentation supporting the investigations, the public civil actions (ACP) and the judicial processes, with emphasis on the technical scientific aspects of the tests and measurements made were performed, as well as identifying the possible interferences that can follow from the procedures, pointing out, obstacles and biases. The study generated the production of four articles with interrelated themes. The first one reports that 73 cases were distributed between 2000 and 2017, in 6 agencies of the judiciary, 51 administrative and 22 judicial demonstrating the course of time. The second one identifies and analyzes the sentenced labor lawsuits in the district of Caetité, with special attention to the speeches of the judges. The third examines two ACPs on environmental exposure that have not yet been finalized, and which last for approximately 10 years, using a scoring table created for this purpose. The fourth set out a panorama on the terms for the Adjustment of Conduct (TAC) carried out by the MPT and the mining companies in Bahia to resolve conflicts in the administrative level, without filing. It was observed that the Public Prosecutor's Office, even in a geographically decentralized manner, leads the protection of the environment and the health risks involved for residents close to mining. By the end of 2017, no judicial lawsuit has yielded practical results in resolving environmental disputes.

4
  • VANESSA SALGADO SILVA
  • SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA: CONDIÇÕES DE TRABALHO E DEMANDAS EM SAÚDE EM OFICINAS AUTOMOTIVAS DO TERRITÓRIO. 

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • Elizabeth Costa Dias
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 08/06/2018

  • Mostrar Resumo
  •  As práticas de saúde mais próximas do cotidiano de vida e trabalho das comunidades estão vinculadas à Atenção Básica. Trabalhadores residentes e não residentes do território da Estratégia Saúde da Família (ESF) executam atividades produtivas, as quais incluem serviços de natureza informal e familiar, com condições precárias de trabalho, reforçando a necessidade de aproximação entre ESF e trabalhadores do território. Dentre essas atividades, as oficinas de reparo automotivo apresentam-se em grande quantidade e envolvem a exposição a diversos agressores à saúde. Objetivo: Compreender as condições de trabalho e as demandas de atenção à saúde dos trabalhadores de oficinas de reparação automotiva inseridos no território da ESF em um distrito sanitário do município de Salvador - Bahia/Brasil. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo e exploratório, com perspectiva socioantropológica e aproximações etnográficas, utilizando elementos da análise ergonômica do trabalho. As oficinas foram selecionadas buscando garantir a representação da diversidade de serviços e de configurações de trabalho, mediante reconhecimento junto aos agentes comunitários de saúde e identificação de informanteschave. Foram realizadas observações sistemáticas, anotações em diário de campo e entrevista semiestruturada. Para análise das informações foi utilizado o procedimento qualitativo de Análise de Conteúdo, utilizando a modalidade da análise temática, assim como elementos da Análise Ergonômica do Trabalho. Resultados: Foram identificadas e visitadas 45 oficinas no território, as quais possuem efetivo de 1 a 9 trabalhadores, força de trabalho exclusivamente masculina e idade entre 17 e 80 anos. Muitas possuem uma organização familiar, sendo comum a presença do trabalho informal, com jornada de trabalho flexível; remuneração baixa e variável; inconstância/ausência de férias e planejamento previdenciário; e ambientes de trabalho insalubres. Os principais riscos identificados foram: manipulação de produtos químicos, arranjos físicos, ferramentas e posturas inadequadas, uso de máquinas e equipamentos sem proteção, manuseio de produtos inflamáveis e projeção de peças e partículas sobre o corpo. Embora apresentem pouca ou nenhuma demanda de cuidado no nível da atenção primária, foram relatadas dor na coluna e nos membros superiores, problemas odontológicos, respiratórios e sistêmicos, assim como demanda por atualização do cartão vacinal. Os trabalhadores acreditam ter uma boa saúde, menosprezando sintomas considerados comuns, e não demonstram uma relação de vínculo e cuidado na USF de seu território, embora familiares frequentem ou sejam visitados por profissionais da unidade, relatando busca direta por serviços especializados e de emergência. Conclusão: Foram evidenciadas as condições de um trabalho tradicionalmente precário e que se degrada em função da precarização das relações, apresentando características responsáveis pela transformação do trabalho em um gerador de desigualdade em saúde. O presente estudo demonstra a necessidade da adoção de medidas na esfera da proteção à saúde desses trabalhadores, com ênfase na vigilância e na promoção de uma atenção integral. Para tanto, é fundamental que haja uma aproximação entre as equipes de saúde e esses trabalhadores, de maneira a contribuir para a implementação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora na AB. São necessárias mais investigações que busquem apoiar o desenvolvimento de políticas específicas de proteção à saúde do trabalhador informal e não assalariado, considerando sua inserção no território da ESF. 


  • Mostrar Abstract
  • The health practices closest to everyday life and work of communities are related to Primary Care. Resident and nonresident workers in the Family Health Strategy (FHS) territory carry out productive activities which include informal and family services with precarious work conditions, reinforcing the need of approximation between FHS and territory workers. Among these activities, the automotive repair workshops present in great quantity and involve exposure to several harmful elements to health. Objective: Understanding work conditions and health care demands of automotive repair workshop workers within a health district of FHS territory, in Salvador – Bahia/Brazil. Method: Descriptive and exploratory research with socio-anthropological perspective and ethnographic approaches, using Ergonomic Analysis of Work elements. The workshops were selected to ensure representation of the diversity of services and job settings, through recognition with community health agents and key informants identification. Systematic observations, records in field diary and semistructured interviews were performed. For informations analysis, Content Analysis qualitative procedure was used, applying thematic analysis modality, as well as elements of Ergonomic Analysis of Work. Result: Forty-five workshops with staffs of 1 to 9 workers were identified and visited in the territory, with exclusively male workforce and ages between 17 and 80 years old. Many have a family organization with informal work and flexible work hours; low and variable remuneration; vacation and social security planning inconstancy/absence; and unhealthy working environments. The main risks identified were: manipulation of chemicals, physical arrangements, inadequate tools and postures, unprotected use of machinery and equipment, handling of flammable products, and pieces and particles projection on the body. Although there is little to no demand for care at Primary Care level, spine and upper limbs pain, dental, respiratory and systemic problems have been reported — as well as the need of the vaccination card update. Workers believe they are in good health, neglecting symptoms that are considered common, and do not show a bond and care relationship in their territory family health unit, although relatives attend or are visited by unit professionals, reporting a direct search for specialized and emergency services. Conclusion: The conditions of a traditionally precarious work that is degraded due to relations precariousness were evidenced, presenting characteristics responsible for the transformation of work into a generator of inequality in health. The present study demonstrates the need to adopt measures in the field of these workers health protection, with emphasis on vigilance and comprehensive care promotion. Therefore, an approximation between the health teams and these workers is essential in order to contribute to National Health Policy of Worker implementation in AB. Further research is needed to support the development of specific health protection policies for the informal and self-employed worker, considering their inclusion in FHS territory.

5
  • ELIANA MARIA DA SILVA PUGAS
  • PERFIL DE ADOECIMENTO E INCAPACIDADE PARA O TRABALHO ENTRE PROFISSIONAIS DE ENSINO: ANÁLISE DOS REGISTROS OFICIAIS NO BRASIL. 

  • Orientador : KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • YUKARI FIGUEROA MISE
  • Data: 13/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho na docência é uma ocupação antiga que acompanha desde o início o processo de formação das pessoas, até a criação de uma identidade social. Reconhecer os agravos à saúde dos trabalhadores do ensino registrados em fontes oficiais do país e a incapacidade associada a estes eventos é fundamental para dimensionar as condições de saúde dos profissionais de ensino. A literatura apresenta estudos de agravos específicos, entretanto são necessários outros mais detalhados que forneçam um panorama relacionado à saúde destes profissionais advinda das notificações que possam subsidiar programas e políticas de intervenção. Este estudo teve como objetivo descrever os agravos e incapacidade para o trabalho entre os profissionais do ensino no Brasil, com base nas notificações do Sistema de Informação de Agravos de Notificação - SINAN. É um estudo descritivo de vigilância das notificações de agravos, com análise da casuística de agravos/doenças de notificação compulsória relacionadas ao trabalho tendo como denominador os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio – PNAD. Foi realizado no período de 2007 a 2016 para a população dos profissionais de ensino (CBO 23 e CBO 33). A análise considerou as variáveis sociodemográficas e situação de trabalho tendo como foco os agravos de maior frequência: Acidente Grave, Acidente com Material Biológico, Ler/Dort, Intoxicação Exógena e Transtorno Mental para definição do Coeficiente de Incidência e evolução temporal. A evolução clínica de cada caso foi a base para avaliação da incapacidade para o trabalho. O estudo mostrou que houve um aumento significativo no número de notificações registradas no período investigado, com destaque para os agravos de natureza aguda e predominância para o sexo feminino. Houve maior frequência de incapacidade por transtorno mental e acidentes graves para trabalhadores com menos de cinco anos de trabalho. Embora os registros oficiais descrevam estimativas de agravos à saúde, ainda existe um distanciamento das condições reais de saúde dos profissionais de ensino no panorama nacional. A vigilância em saúde precisa de fortalecimento para que o correto dimensionamento dos agravos reflita o processo saúde/doença, facilite o diagnóstico precoce e suporte as ações de prevenção para os trabalhadores.

    PALAVRAS-CHAVES: 


  • Mostrar Abstract
  • The work in teaching is an old occupation that accompanies from the beginning the process of upbringing, until the creation of a social identity. Recognizing the health problems (disorders) of workers in Education registered in official sources in the country and the disability associated with these events is fundamental to assess the health conditions of teaching professionals. The scientific literature presents studies of specific diseases; however, it is necessary to provide more detailed information that provides an overview of the health of these professionals coming from the sources that can subsidize intervention programs and policies. This study aimed to describe the health disorder and disability related to work among the teaching professionals in Brazil, based on the SINAN Notification System database. It is a descriptive study on the surveillance of health disorder notifications from 2007 to 2016 for the population of professionals in Education (CBO 23 and CBO 33) with the analysis of disorder/diseases of compulsory notification related to the National Survey Sample of Domicile – PNAD as the denominator. The analysis considered socio-demographic variables and work situation, focusing on the most frequent injuries: Severe Accident, Biological Material Accident, Musculoskeletal Disorders, Exogenous Intoxication and Mental Disorder to Incidence Rates and temporal evolution. The assessment of disability in each case was based on the clinical evolution. The study showed that there was a significant increase in the number of notifications recorded during the period investigated, especially for acute diseases and for the female sex. There was a higher frequency of disability due to mental disorder and serious accidents for workers with less than five years of work. Although official records describe estimates of health problems, there is still a distance from the actual health conditions of teaching professionals in the national panorama. Health surveillance needs to be strengthened so that the correct assessment of the diseases reflects the health / disease process, facilitates early diagnosis and supports prevention actions for workers.

6
  • VÂNIA OLIVEIRA RIBEIRO
  • A INCLUSÃO DO SERVIDOR COM DEFICIÊNCIA NUMA IFES: IMPLANTAÇÃO DE POLÍTICA PÚBLICA

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • ANA MARCIA DUARTE NUNES NASCIMENTO
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • NORMA CARAPIA FAGUNDES
  • Data: 13/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • A compreensão acerca das pessoas com deficiência (PcD) passou por diversas transformações ao longo da história ocasionadas por mudanças sociais, de valores e organizacionais da sociedade, tais como o capitalismo, alterações tecnológicas, grandes guerras e alterações na legislação. Nessa mudança de paradigma, a sociedade passou a se organizar politicamente e construir legislações que possibilitassem a equiparação de oportunidades e equidades para as pessoas com limitações físicas, sensoriais e cognitivas, contribuindo para sua inserção no contexto laborativo. No entanto, observa-se que somente facilitar a entrada das PcD no mundo do trabalho, sem instituir política e ações institucionais que favoreçam sua adequada permanência é um obstáculo a sua efetiva inclusão, podendo colaborar para produção de estigmas, preconceitos e estereótipos relacionados a deficiência. Dessa forma, a importância dessa pesquisa deve-se a necessidade de um estudo acerca de como está acontecendo à inclusão dos servidores públicos federais com deficiência numa Instituição Federal de Ensino Superior (IFES) situada na Bahia, no Nordeste brasileiro, região com o quadro notório de desigualdades e onde se encontra o maior percentual de PcD (26,3%). Considerando a importância de investigar o contexto institucional esse estudo tem como objetivo descrever as estratégias de implantação da política de inclusão dos servidores com deficiência na IFES, assim como as ações e tecnologias empregadas. Trata-se de uma pesquisa exploratória, de abordagem qualitativa que utiliza como metodologia o estudo de caso único. Os participantes do estudo são formados por gestores e servidores públicos que atuam nos diferentes órgãos da instituição que contribuem para implantação da política. Como recursos para a implantação da política destacam-se a criação de um setor voltado a inclusão das PcD, capacitações, projetos de acessibilidade, formação de grupo de trabalhos, entre outros. Observa-se que a IFES vem avançando na implantação da política de inclusão, mas ainda de forma vagarosa, com momentos de avanços e retrocessos. Barreiras orçamentárias, programáticas e atitudinais dificultam a operacionalização da política, mas a visão inclusiva da universidade, de acolhimento à diversidade é um potencializador para a efetivação da inclusão.


  • Mostrar Abstract
  • The understanding of disabled people (PcD in Portuguese) has gone through many changes along history- these changes had been caused by social, of value and organizational changes in society, such as capitalism, technological transformation, big wars and changes in the legislation. In changing this paradigm, society started a process of political organization and the building of a legislation that would make it possible the equalization of opportunities and equities for people with physical, sensorial and cognitive limitations, this way contribution for their insertion in the labor context. However, it is observed that just only facilitating this process of insertion, without the enabling of politics and institutional actions that favor their appropriate endurance is an obstacle for their effective inclusion, and it can collaborate to produce stigma, prejudice and stereotypes that are related to disability. So, the importance of this study is due to the need of more studies on what is happening to the inclusion of disabled federal public servants in a Federal Institution of Superior Teaching (IFES, in Portuguese), which is sited in the state of Bahia , in the Northeastern region of the country, a region which is marked by notorious pictures of inequalities, and where it is the highest percentage of disabled people (26,3%). Considering the importance of investigating the institutional context, this study aims to describe the strategies of implementation of the policy of inclusion of disabled public servants at IFES, as well as the used actions and technologies. It is an exploratory study, of qualitative approach and it has as its methodology the case only study. Participants in the study are managers and public servants that work in different classes in the institution that contribute for the implementation of the policy. As a resource for it, it is highlighted the creation of a sector especially for the inclusion of disabled people, capabilities, group works, among others. It is observed that IFES has been improving in this regard, but, yet, very slowly with moments of advance and setbacks. Programmatic, attitudinal and budgetary barriers make it difficult the operationalization of the policy, but the inclusive view of the university, of reception of diversity is a leverage for the tenure of inclusion.

7
  • IVY CRUZ FAISLON
  • TRABALHO FORMAL DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NA BAHIA: ANÁLISE DOS CENÁRIOS DE 2007 A 2016.

  • Orientador : VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LAURO ANTONIO PORTO
  • SILVIA FERRITE GUIMARAES
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 15/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • A ONU refere que as Pessoas com Deficiência (PcD) são a minoria mais expressiva do mundo, com 650 milhões de pessoas (2010), chegando a um bilhão de pessoas (OMS, 2011). Portanto, é necessária a luta por uma sociedade que promova a inclusão destes sujeitos, os quais em sua constituição englobam características físicas, auditivas, visuais, cognitivas ou múltiplas, que se afastam das esperadas socialmente, extrínseco ao padrão de normalidade. Segundo a OIT (2009), 72% desta população encontrasse em idade produtiva e no Brasil a Lei de Cotas defende que de 2 a 5% de vagas em empresas com 100 ou mais funcionários sejam reservadas para PcD ou beneficiários reabilitados. Visto que a região Nordeste concentra a maior proporção dessa população (26,63%), a presente pesquisa teve como objetivo descrever e analisar as características sociodemográficas e ocupacionais das PcD no mercado formal de trabalho e suas mudanças ao longo dos anos 2007 a 2016 na Bahia em comparação com trabalhadores sem deficiência, assim como o cumprimento da Lei de Cotas. Para tanto, se realizou um estudo descritivo e comparativo de variáveis sociodemográficas e ocupacionais desenvolvido a partir dos dados secundários da RAIS. O cenário do mercado formal de trabalho na Bahia em relação às características sociodemográficas indica perfis semelhantes, com maior frequência do sexo masculino, faixa etária de 30 a 39 anos, raça parda e escolaridade no intervalo de ensino médio incompleto e completo, além da Deficiência Física ser o tipo de deficiência que prevalece entre todos os anos estudados. Em relação ao perfil ocupacional, há equivalência entre os grupos de trabalhadores no faixa entre 31 a 44 horas contratadas; faixa de remuneração mais frequente entre 1 e 3 salários mínimos; tempo de emprego acima de 3 anos; e em relação à CBO, apenas com a diferença da inclusão do grupo de serviços administrativos entre as categorias mais expressivas para PcD. As empresas com até 99 funcionários é a que há maior contratação de PsD, esta esas de até 99 funcionários, enquanto para as PcD esse tamanho se encontra na segunda posição, após a categoria de tamanho ignorado. A grande diferença entre os grupos está na CNAE, com variação marcante entre os setores de atividades mais expressivos entre os dois grupos de trabalhadores. Os percentuais de contratação são aquém dos defendidos na Lei de Cotas, com médias variando de 0,60% a 1,24%, enquanto o esperado seria de 2 a 5%. A partir da análise desses percentuais e índices de empregabilidade fica evidente o quanto são urgentes ações em prol de melhorias na realidade que perpassa a contratação de PcD no Brasil, e consequentemente na Bahia, assim como as consequências devastadoras em relação a diferentes aspectos de vida desses brasileiros que trazem interferências direta e indiretamente no seu exercício de cidadania e relações sociais.  


  • Mostrar Abstract
  • ONU refers to the Person with Disabilities (PD) as of the most significant minority in the world, with 650 million people (2010), reaching one billion people (WHO, 2011). Therefore, it is necessary to fight for a society that promotes the inclusion of those, which in the constitution includes physical, auditory, visual, cognitive or multiple characteristics, which deviate from those expected by socially, extrinsic to the normal standards. According to the ILO (2009), 72% of this population is found at an active age and Brazil’s Quotas Law defends that 2 to 5% of the vacancies in companies with 100 employees or more can be reserved for PDs or rehabilitated beneficiaries. Since the Northeast region contains the largest proportion of the population (26.63%), the present research aimed to describe and analyze the socio demographic and occupational characteristics of PDs in the labor market and its changes over the years 2007 to 2016 in Bahia in comparison to workers without disabilities, as well as the compliance with the Quotas Law. For that, a descriptive and comparative study of socio demographic and occupational variables developed from a secondary data source “RAIS”. The scenario of the formal labor market in Bahia in relation to the sociodemographic characteristics indicates similar profiles, more frequently on male gender, 30 to 39 years of age, brown race and complete and incomplete middle school degree, besides the Physical Deficiency being the type of disability that prevails among all the studied years. Regarding the occupational profile, there is an equivalence between the groups of workers in the range between 31 and 44 of contractual work; the most frequent remuneration range between 1 and 3 minimum wage; employment time over 3 years; and in relation to CBO, only with the difference between the inclusion of the administrative group services among the most expressive categories for PD. Companies with up to 99 employees are the ones with the highest PD hiring, while for PD this size is in the second position, after the size category ignored. The major difference between the groups is in the CNAE, with high variation between the more expressive activities sectors between the two groups of workers. The percentages of hiring are lower than those advocated in the Quota Law, with averages varying from 0.60% to 1.24%, while the expected would be 2 to 5%. Based on the analysis of these percentages and from the employability indices, it is evident how urgent actions are in the interest of improvements compared to the reality that perpasses the hiring of PDs in Brazil, and as a consequence in Bahia, as well as the devastating consequences related to different aspects of the Brazilian's life that brings direct and indirect interferences of its citizens exercise in the social relations.

8
  • TAIANE ARAÚJO DOS PRAZERES ORNELAS
  • CONFIGURAÇÕES DO TRABALHO DOMICILIAR NO TERRITÓRIO DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • Elizabeth Costa Dias
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 19/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • RESUMO
    O trabalho domiciliar é uma modalidade de trabalho que cresce cada vez mais e
    apresenta-se como uma das variadas formas de precarização do trabalho presentes
    na sociedade. Nesta modalidade de trabalho, não há fronteira entre o domicílio e o
    espaço do trabalho executado, fundindo-se num mesmo ambiente. Em decorrência
    disso, toda a família está exposta aos mesmos riscos ocupacionais da atividade
    desenvolvida pelo trabalhador. Os trabalhadores que exercem alguma atividade
    econômica no domicílio constituem uma parcela da população pouco investigada
    quanto às suas necessidades de saúde e quanto à vulnerabilidade e riscos à saúde.
    O crescimento do trabalho informal, familiar e em domicílio, reforça o papel da
    atenção básica de fazer chegar ações de saúde o mais próximo possível de onde as
    pessoas vivem e trabalham. A Atenção Básica à Saúde apresenta grande potencial
    para romper com a invisibilidade das condições de saúde e de trabalho de
    trabalhadores informais que exercem algum tipo de trabalho no domicílio. Foi
    realizada uma revisão de literatura a qual apontou para a pouca produção de
    estudos que abordem as ações de Saúde do Trabalhador na atenção básica
    direcionadas ao trabalho domiciliar, o que pode tornar esta pesquisa relevante e
    original, justificando sua realização. Este trabalho tem, por objetivo, compreender as
    configurações do trabalho domiciliarno território da Estratégia de Saúde da Família,
    por meio do trabalho das costureiras.Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de
    caráter descritivo e exploratório, na perspectiva sócio-antropológica. Durante a
    exploração do campo, diversas atividades domiciliares foram encontradas. No
    entanto, para executar uma conversa em profundidade, este estudo focalizou no
    trabalho intradomiciliar das costureiras. Foram realizadas 07 entrevistas
    semiestruturadas no período de agosto de 2017 a março de 2018. Foram utilizados
    recursos da etnografia para a construção de uma interpretação, tendo como suporte
    o método hermenêutico. Com os resultados, espera-se contribuir para o
    reconhecimento das demandas de saúde dos trabalhadores que executam atividade
    produtiva dentro do domicílio, caracterizar em que circunstâncias ele acontece e
    abrir debate para questões identificadas como precárias para a saúde dos
    trabalhadores.


  • Mostrar Abstract
  • ABSTRACT
    Home work is a modality of work that grows more and more and presents itself as
    one of the various forms of precariousness of work present in society. In this modality
    of work, there is no frontier between the home and the work space executed,
    merging in the same environment. As a result, the whole family is exposed to the
    same occupational hazards of the activity developed by the worker. Workers who
    carry out some economic activity at home constitute a part of the population that is
    not well investigated for their health needs and for vulnerability and health risks. The
    growth of informal, family and home-based work reinforces the role of basic care in
    bringing health care as close as possible to where people live and work. Basic Health
    Care presents great potential to break with the invisibility of the health and working
    conditions of informal workers who carry out some type of work at home. A literature
    review was conducted which pointed to the low production of studies that address the
    Worker Health actions in basic care directed to the home work, which can make this
    research relevant and original, justifying its accomplishment. The purpose of this
    study is to understand the configurations of home work in the territory of the Family
    Health Strategy. This is a qualitative research, of a descriptive and exploratory
    character, from a socio-anthropological perspective. During the exploration of the
    field, several household activities were found. However, to perform in in-depth
    conversation, this study focused on the in-home work of dressmakers. A total of
    07semistructured interviews were carried out from August 2017 to March 2018.
    Ethnographic resources were used to construct an interpretation, supported by the
    hermeneutic method. With the results, it is hoped to contribute to the recognition of
    the demands health of workers performing productive activities within the household,
    characterize under what circumstances it happens and open debate on issues
    identified as precarious for workers' health.

9
  • DANIELE TEIXEIRA DA SILVA
  • PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS ÀS QUEIXAS DE PELE SUGESTIVAS DE DERMATITE DE CONTATO IRRITATIVA EM PESCADORES E PESCADORAS ARTESANAIS DE SANTIAGO DO IGUAPE, CACHOEIRA, BAHIA, BRASIL .

  • Orientador : RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO MENDES DA SILVA
  • RITA DE CASSIA FRANCO REGO
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 28/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • Os pescadores e pescadoras artesanais no exercício da atividade da pesca estão expostos a riscos que contribuem para o desenvolvimento de dermatite de contato irritativa. Esta pesquisa, desenvolvida com a participação da comunidade e de um grupo de trabalho intersetorial, apresenta uma revisão de literatura e um artigo científico. A revisão de literatura aborda sobre a pesca artesanal, alguns dos riscos ambientais que os pescadores e pescadoras estão expostos, sobre a dermatite de contato irritativa e faz uma breve descrição sobre a relação entre saúde, ambiente e trabalho, saúde ambiental e desenvolvimento sustentável. O artigo é um estudo epidemiológico de corte transversal realizado com 248 pescadores e pescadoras artesanais de Santiago do Iguape, Bahia, cujo objetivo principal foi identificar a prevalência e os fatores associados às queixas de pele sugestivas de dermatite de contato irritativa nesses trabalhadores (as). Esta investigação epidemiológica aponta a prevalência de queixas de pele sugestivas de dermatite de contato irritativa de 25%, considerando como casos os trabalhadores (as) que relataram apresentar vermelhidão, dor, pele áspera, ressecamento cutâneo e ardor ou queimação. Percebe-se quão importante é conhecer e discutir sobre as queixas de pele sugestivas de dermatite de contato irritativa e sobre os fatores associados, para fundamentar o desenvolvimento de estratégias e ações de intervenção na atenção primária à saúde nos territórios de pesca, de modo a contribuir para melhoria das condições de vida e de trabalho dos pescadores e pescadoras artesanais. 


  • Mostrar Abstract
  • Artisanal fishermen and artisanal fisherwomen in the practice of fishing are exposed to risks that contribute to the development of irritant contact dermatitis. This research, developed with the participation of the community and an intersectoral working group, presents a review of the literature and a scientific article. The literature review focuses on artisanal fishing, some of the environmental risks fishermen and fisherwomen are exposed, irritant contact dermatitis and gives a brief description of the relationship between health, environment and work, environmental health and sustainable development. The article is a cross-sectional epidemiological study carried out with 248 artisanal fishermen and artisanal fisherwomen from Santiago do Iguape, Bahia, whose main objective was to identify the prevalence and factors associated with skin complaints suggestive of irritant contact dermatitis in these workers. This epidemiological investigation points to the prevalence of skin complaints suggestive of irritant contact dermatitis of 25%, considering as cases the workers who reported to present redness, pain, rough skin, dry skin and burning. It is noticed how important it is to know and discuss skin complaints suggestive of irritant contact dermatitis and associated factors, to support the development of intervention strategies and actions in primary health care in fishing territories, in order to contribute to improving the living and working conditions of artisanal fishermen and artisanal fisherwomen. 

10
  • REGINALDO DA PAIXÃO NETO
  • FATORES ASSOCIADOS AO USO DE MEDICAMENTOS PARA LIDAR COM A ROTINA DE TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL. 

  • Orientador : TANIA MARIA DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELAINE CRISTINA DE OLIVEIRA
  • Maria de Fátima Duarte Martins
  • TANIA MARIA DE ARAUJO
  • Data: 11/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • Estudo epidemiológico transversal, censitário, visa identificar os fatores associados ao uso
    de medicamentos para lidar com a rotina de trabalho na educação infantil. A população
    escolhida foi de professoras e auxiliares de educação infantil de escolas públicas municipais
    da região sul do estado do Rio Grande do Sul, totalizando 16 cidades. Trata-se de um recorte
    da pesquisa “Trabalho e saúde das professoras de educação infantil das escolas públicas
    municipais da região Sul do Rio Grande do Sul” (Issuu.com/trabalhodocenteesaude). Foram
    consideradas elegíveis para o estudo todas as professoras e auxiliares em efetivo exercício
    profissional no momento da aplicação do questionário. Foram entrevistadas 622
    trabalhadoras, sendo 396 (63,9%) professoras e 224 (36,1%) auxiliares. Para a coleta de
    dados foi utilizado instrumento autoaplicável, contendo quatro blocos de questões: (I)
    informações gerais de identificação, (II) aspectos psicossociais do trabalho, utilizando o Job
    Content Questionaire (JCQ), (III) informações sobre atividade do trabalho e (IV) informações
    sobre a saúde. A variável desfecho do estudo, o uso de medicamentos como estratégia para
    lidar com a rotina de trabalho foi obtida pela resposta a seguinte questão: “Para lidar com a
    rotina de trabalho estou tomando alguma medicação”, categorizada em sim e não. Os
    resultados obtidos revelaram elevada prevalência de uso de medicamentos para lidar com a
    rotina de trabalho entre professoras e auxiliares de educação infantil, com destaque para
    uso de analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos e antidepressivos.


  • Mostrar Abstract
  • The research, cross-sectional epidemiological study, aims to identify the factors associated
    with the use of medications to deal with work routine in early childhood education. The
    population selected was teachers and auxiliary teachers of childhood education from
    municipal public schools in the southern region of the state of Rio Grande do Sul, totaling 16
    cities. It is a cut of the research “Trabalho e saúde das professoras de educação infantil das
    escolas públicas municipais da região Sul do Rio Grande do Sul” (in english"Work and health
    of teachers of education of municipal public schools in the southern region of Rio Grande do
    Sul”) https://issuu.com/trabalhodocenteesaude. All teachers and assistants who were in
    effective professional practice at the time of application of the questionnaire were
    considered eligible for the study. 622 female workers were interviewed, of whom 396
    (63.9%) were teachers and 224 (36.1%) were auxiliary teachers. Two respondents did not
    inform the type of work, therefore they were not considered in the study.
    For the data collection, a self-administered instrument was used, containing four blocks of
    questions: (I) general identification information, (II) psychosocial aspects of the work, using
    the Job Content Questionnaire (JCQ), (III) work activity information and (IV) health
    information. The variable outcome of the study, the use of medications as a strategy to deal
    with the work routine was obtained by answering the following question: "Am i taking some
    medication to deal with the work routine am i taking some medication?" categorized into
    yes and no. The results showed a high prevalence of medication use to deal with the work
    routine between teachers and auxiliaries teachers. The result shows the use of analgesic
    drugs, anti-inflammatories, antibiotics and antidepressants. Latent illness were observed and
    worsening of clinical status by the use of drugs to withstand the difficulties imposed by the
    profession. In this present situation, teachers and assistants work with symptoms of
    headache and backache, anxiety, nervousness, coughing and hoarseness, tiredness and
    fatigue.

11
  • FRANÇOISE MAGALHÃES CAMPOS
  • ESTRESSE OCUPACIONAL E SAÚDE MENTAL  ENTRE TRABALHADORES DA SAÚDE:  AVALIAÇÃO DAS DESIGUALDADES DE GÊNERO E RAÇA. 

  • Orientador : TANIA MARIA DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EMANUELLE FREITAS GOES
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • TANIA MARIA DE ARAUJO
  • Data: 13/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • As mudanças no mundo do trabalho impactam na saúde dos indivíduos e no coletivo dos trabalhadores. Somado a isto, as doenças ocupacionais podem ser causadas por fatores individuais, sociais, de gênero, raça, socioeconômicos, condições de saúde, trabalho e hábitos de vida.  Relacionado a saúde mental, aos aspectos psicossociais do trabalho são identificados como estressores ocupacionais que trazem impactos relevantes a saúde dos trabalhadores. Este estudo teve como objetivo avaliar associação entre estresse ocupacional e saúde mental, focalizando possíveis desigualdades de gênero e raça entre trabalhadores de saúde. Sendo assim, esta pesquisa trata-se de um estudo de corte transversal cujo os dados compõe um projeto multicêntrico intitulado “Condições de trabalho, condições de emprego e saúde dos trabalhadores da saúde na Bahia” a amostra foi de 3084 trabalhadores de saúde da rede de atenção básica e de média complexidade dos municípios de Feira de Santana, Salvador, Itabuna, Jequié e Santo Antônio de Jesus. Foi utilizado questionário com os blocos contendo questões sobre perfil sociodemográficos, aspectos ocupacionais, do ambiente de trabalho, aspectos psicossociais do trabalho, atividades domésticas e hábitos de vida e aspectos relacionados à sua saúde. Para mensurar os aspectos psicossociais do trabalho utilizou-se o Job Contente Questionnaire (JCQ) e para mensurar os transtornos mentais comuns foi utilizado o SelfReporting Questionnaire (SRQ-20). A verificação dos fatores associados ao desfecho, empregou-se através da análise de Regressão Logística. A prevalência de TMC entre os grupos foi maior entre as mulheres negras, seguindo das mulheres não negras; assim, está ocorrência associa-se a diversos fatores. As variáveis associadas ao TMC entre as mulheres negras foram as variáveis do Modelo Demanda Controle -MDC e vínculo de trabalho; entre as mulheres não negras ficaram associadas além do MDC, ter filhos, vínculo de trabalho e sobrecarga doméstica. Para o grupo dos homens, entre os negros permaneceram a escolaridade, ter filhos e prática de atividade física, entre os não negros as variáveis significativas foram vínculo de trabalho e atividade de lazer. Deste modo, os resultados encontrados revelaram que os transtornos mentais compõem em um problema de saúde pública e as prevalências analisadas expõe um preocupante cenário na situação de saúde mental dos trabalhadores de saúde, notando-se maior vulnerabilidade ao TMC entre as mulheres, sobretudo as mulheres negras. 


  • Mostrar Abstract
  • Changes in the world of work cause impact on the health of individuals and the collective of workers. In addition to this, occupational diseases can be caused by individual, social, gender, race, socioeconomic factors, health conditions, work and daily life habits. Related to mental health, the psychosocial aspects of work are identified as occupational stressors that bring relevant impacts to workers' health. This study aimed to evaluate the association between occupational stress and mental health, focusing on possible inequality in gender and race among health workers. Thus, this research is a cross-sectional study whose data compose a multicentric project entitled "Working conditions, employment conditions and health of health workers in Bahia", the sample was of 3084 health workers of the network of basic attention and medium complexity of the cities of Feira de Santana, Salvador, Itabuna, Jequié and Santo Antônio de Jesus. A questionnaire was used containing questions about sociodemographic profile, occupational aspects, work environment, psychosocial aspects of work, domestic activities and daily life habits and aspects related to their health. To measure the psychosocial aspects of the work, the Job Content Questionnaire (JCQ) was used and the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) was used to measure common mental disorders. The verification of factors associated with the outcome was used through Logistic Regression analysis. The prevalence of CMD among the groups was higher among black women, followed by non-black women; thus, this occurrence is associated with several factors. The variables associated with CMD among black women were the variables of the Demand-Control Model-DCM and work bond; among nonblack women were associated, in addition to the MDC, have children, work bond and domestic overload. For the group of men, among black ones remained schooling, to have children and practicing physical activity, among non-blacks the significant variables were work bond and leisure activity. Thus, the results found revealed that mental disorders make up a public health problem and the prevalence analyzed exposes a worrying scenario in the mental health situation of health workers, and there is a greater vulnerability to CMD among women, especially women black.

12
  • RAFAEL DOS REIS FRANÇA
  • Absenteísmo por distúrbio musculoesquelético em trabalhadores do setor judiciário

  • Orientador : RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • NORMA SUELY SOUTO SOUZA
  • Data: 26/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • Objetivos: Descrever e identificar fatores de risco para o absenteísmo por distúrbio musculoesquelético (DME) em trabalhadores do setor judiciário. Metodologia: Foram realizados dois estudos: Um descritivo-exploratório que estimou a incidência do absenteísmo por DME e os indicadores de duração e frequência de absenteísmo-doença, e um estudo analítico da coorte retrospectiva para identificar os fatores de risco associados ao absenteísmo por DME. Ambos os estudos se basearam no seguimento de 2662 trabalhadores do setor judiciário no estado da Bahia, no período de 1 de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2016. Foram utilizados dados secundários relacionados aos aspectos sociodemográficos, ocupacionais e licenças médicas dos trabalhadores. A análise multivariada de dados foi realizada por meio da técnica de análise de sobrevida e os fatores de risco para o absenteísmo por DME identificados por meio da regressão de Cox. Resultados: 594 trabalhadores (25%) apresentaram licenças médicas por DME no período. Observou-se maior incidência nos diagnósticos de dorsalgia (38,5%), seguidas de lesões no ombro (11,7%), sinovite e tenossinovite (8,8%).  Registraram-se 3,5 episódios de licença médica por trabalhador, com uma duração média de 14 dias de afastamento por episódio.. A maior média das incidências de afastamento no período ocorreu entre mulheres (5,1%), naqueles com idade acima de 40 anos (5,8%), menor escolaridade (7,01%), entre técnicos administrativos (5,3%), servidores atuantes na área administrativa (5,4%) e tempo de serviço acima de 30 anos (7,3%). Observou-se através do estimador de Kaplan-Meier que nos 730 dias (2 anos) não houve diferença na probabilidade de sobrevivência por sexo (88%). Ao final do seguimento, notou-se que a sobrevivência ao longo do seguimento foi maior entre homens (79%). A probabilidade de afastamento por DME nos trabalhadores durante os primeiros dois anos de seguimento do estudo (2011-2012) foi de 12%. No final do estudo, observa-se que a probabilidade do trabalhador se afastar por DME no período de 2011 a 2016 foi de 25%. Após o ajuste com análise multivariada, os fatores de risco para o afastamento do trabalho por DME, foram: sexo feminino (HR 1,39; IC 95% 1,18;1,63), idade acima de 40 anos (HR 2,57; IC 95% 1,90;3,48), cargo técnico (HR 1,48; IC 95% 1,21;1,73) e atuantes na área administrativa (HR 1,30; IC 95% 1,10;1,53).Conclusão: O risco de se afastar do trabalho por DME foi maior em mulheres, pessoas acima dos quarenta anos, que desempenhavam tarefas técnicas e que trabalham na área administrativa. Os resultados poderão contribuir para o planejamento de ações voltadas para a saúde dos trabalhadores, prevenindo os distúrbios musculoesqueléticos e suas formas incapacitantes e promovendo a saúde no trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • Objectives: To describe risk factors for absenteeism due to musculoskeletal disorders (MSD) in workers in the judicial sector. Methodology: A descriptive study was carried out to estimate the incidence of absenteeism by MSD and to describe the duration and frequency of absenteeism-disease; an analytical study of the retrospective cohort aimed to identify the risk factors associated with absenteeism by MSD. Both studies were based on the follow-up of 2662 workers from the judicial sector in the state of Bahia, from January 1, 2011 to December 31, 2016. Secondary data related to the sociodemographic and occupational aspects, and on sick leave of the workers were used. The multivariate analysis of data was performed using the survival analysis technique and the risk factors for MSD´s absenteeism were identified by Cox regression. Results: 594 workers (22.3%) presented medical licenses for MSD in the period. There was a higher incidence of the diagnosis of back pain (38.5%), followed by shoulder injuries (11.7%), synovitis and tenosynovitis (8.8%). There were 3.5 episodes of sick leave per employee with an average duration of 49 days. The highest incidence of absenteeism occurred among women (24.6%), aged over 50 (31.3%), lower educational level (42.6%), technician (25.2%), working in the administrative area (24.2%) and with service time over 30 years (34.5%). Kaplan-Meier estimator showed that in the 730 days (2 years) there was no difference in the probability of survival by sex (88%). At the end of the follow-up, it was noted that survival during follow-up was higher among men (79%). The probability of absenteeism due to MSD in workers during the first two years of follow-up of the study (2011-2012) was 12%. At the end of the study, it was observed that the probability of the worker in the judicial sector has a sick leave due to MSD in the period from 2011 to 2016 was 23%. After adjustment in the multivariate analysis, the risk factors for MSD´s absenteeism were: female sex (HR 1.39, 95% CI 1.18, 1.63), age over 40 years (HR 2, 57, 95% CI 1.90, 3.48), technical position (HR 1.48, IC 95% 1.21, 1.73) and those in the administrative area (HR 1.30, 95% CI 1.10, 1.53). Conclusion: The risk of absenteeism by MSD was greater in women, people over 40, individuals who perform technical tasks and work in the administrative area. The results may contribute to the planning of actions aimed to prevent musculoskeletal disorders and disability due to them and to promote health at work.

13
  • ADÍLIO CAMPOS PORTUGAL
  • Manejo de resíduos de serviços de saúde: percepções dos trabalhadores do Hospital Veterinário de uma universidade pública

  • Orientador : LUIZ ROBERTO SANTOS MORAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ ROBERTO SANTOS MORAES
  • SEVERINO SOARES AGRA FILHO
  • LIDIANE MENDES KRUSCHEWSKY LORDELO
  • SILVIO ROBERTO MAGALHÃES ORRICO
  • Data: 01/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • Os aspectos relacionados a questões ambientais e de saúde estão estreitamente relacionados, e
    isto é percebido quando se estudam os resíduos sólidos. Uma parcela importante dos resíduos
    sólidos, apesar da pequena quantidade, são os resíduos de serviços de saúde (RSS) que são
    resultantes de atividades de saúde humana ou animal. Este estudo trata-se de uma pesquisa
    qualitativa que visa analisar as percepções dos trabalhadores sobre o manejo dos RSS no
    hospital veterinário de uma universidade pública na Bahia, conhecendo os possíveis riscos ao
    ambiente e à saúde. Os dados do estudo foram obtidos com a realização de duas reuniões de
    grupos focais, uma com nove trabalhadores estatutários da carreira de técnico administrativo
    em educação e outro com oito trabalhadores terceirizados. Os dados foram analisados após
    categorização pela análise de conteúdo. Os resultados revelaram as diferentes percepções
    entre os dois grupos, que podem estar relacionadas à oportunidade de educação, interesse no
    tema, condição de trabalho e tipo de contratação. As diversas percepções variaram da
    definição de RSS, do conhecimento das etapas do manejo, de leis aplicadas ao tema, de
    entendimentos sobre riscos à saúde e impactos ambientais. Revelou-se a necessidade de maior
    preocupação da Instituição com o tema, investimentos em medidas de proteção e prevenção e
    capacitação dos profissionais/trabalhadores.


  • Mostrar Abstract
  • The aspects related to environmental and health issues are closely related, this is perceived in
    studying solid waste. A large share of solid waste, despite the small amount, is health care
    waste (RSS) these are results from human or animal health activities. This study is a
    qualitative research that aims to analyze workers' perceptions about the management of SSR
    in the veterinary hospital of a public university, knowing the possible risks to the environment
    and health. The study data were obtained by observations of two focus group meetings; one
    group contained nine statutory workers in the career of administrative technician in education
    and the other with outsourced workers. Data were analyzed after categorization by content
    analysis. The results revealed different perceptions between the two groups, which may be
    related to the opportunity of education, work condition and type of hiring. The different
    perceptions varied from the definition of RSS, knowledge of management stages, laws
    applied to the theme, understanding of health risks and environmental impacts. It revealed a
    need for greater concern of the Institution with the theme, investments in measures of
    protection and prevention and training of professionals.

14
  • LUCIANA PEREIRA BARBOZA
  • VIVÊNCIAS DAS PROSTITUTAS NO CENTRO HISTÓRICO DE SALVADOR: RESISTÊNCIA E SABERES COMPARTILHADOS NA PROSTITUIÇÃO. 

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • LENY ALVES BOMFIM TRAD
  • Data: 01/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • A prostituição é uma atividade que envolve o comércio sexual e o exercício de várias dimensões da sexualidade humana. Os primeiros relatos sobre a atividade ocorreram na Grécia e Roma antigas e a relação da sociedade e do Estado com a prostituição variou nos diferentes momentos históricos. A representação social sobre a prostituta e sexualidade feminina é construída a partir dos elementos da cultura, da base econômica e material que produz a ideologia e normatiza os comportamentos sexuais. Os discursos religiosos, inicialmente, e os da medicina, num segundo momento, instituíram um lugar de marginalidade para a mulher prostituta, um lugar de rejeição por praticar uma sexualidade desviante da norma social, do estabelecido para o feminino. Por ser um lugar estigmatizado e criminalizado, as mulheres são expostas a várias formas de violência, e os riscos relacionados ao trabalho na prostituição são abordados de forma insuficiente pelas políticas públicas. O estudo teve como objetivo compreender os discursos das prostitutas do Centro Histórico de Salvador sobre seu trabalho, as percepções de riscos e vulnerabilidades relacionados à ocupação e as estratégias de redução de riscos e proteção da saúde desenvolvidas pelas profissionais. Esse projeto de pesquisa é um estudo qualitativo, de caráter exploratório. No estudo, foram realizadas 14 entrevistas em profundidade e realizadas visitas aos pontos de prostituição que são acompanhados pela equipe do Consultório de Rua no período de novembro de 2017 a março de 2018, tendo como referência a abordagem de cunho etnográfico. Como referencial de análise, foi utilizada a hermenêutica dialética, pois compreende-se que é necessário interpretar o contexto em que o sujeito do estudo está inserido e explorar as semelhanças, diferenças e contradições para compreender a realidade social.  Identificou-se 2 modalidades de trabalho no território: a modalidade fechada, que ocorre nos bordéis, e a modalidade aberta, em que o trabalho ocorre nas ruas, praças e bares, com processos de trabalho diferenciados. Independente da modalidade, as mulheres que possuem menor vulnerabilidade social têm o processo de trabalho mais organizado, relatam não sofrer violência e utilizam preservativo em todos os programas. As mulheres mais pobres são mais expostas às situações de agressões, calotes e realizam eventualmente programas sem preservativo, pois é melhor remunerado, bem como fazem uso mais abusivo de substâncias psicoativas. O trabalho na prostituição nesse território é marcado pelos determinantes sociais, não sendo observados os tradicionais fatores de riscos e vulnerabilidades associados à ocupação na parcela de mulheres que possuem melhor status social. O trabalho na prostituição é marcado por relações desiguais de gênero, mas também possibilita que as mulheres acessem uma maior renda e autonomia, no contexto do gueto de subempregos femininos. A inserção e discursos sobre a prostituição das mulheres são múltiplos, não sendo possível falar de uma identidade única e totalizante. Porém, todas elas elaboram saberes e resistência no cotidiano de trabalho, e qualquer política pensada para enfrentar os problemas na prostituição demanda a participação e protagonismo dessas trabalhadoras. 


  • Mostrar Abstract
  • Prostitution is an activity that involves sex trade and the exercise of several dimensions of human sexuality. The first reports on the activity date back to ancient Greece and Rome and society’s and the State’s relationship with prostitution varied throughout history. The social representation of female prostitutes is built from elements of the culture, the economic basis, and the material that produces ideology and normalizes sexual behavior. Religious discourses, at first, and medical discourses, at a later moment, instituted a place of marginality for female prostitutes, a place of rejection for exercising a form of sexuality that deviates from social norm, from that which was established for women. Since they occupy a marginalized and stigmatized space, these women are exposed to several forms of violence and the risks related to prostitution are insufficiently addressed by public policies. This study aims to understand the discourses of prostitutes working the Historical Center of Salvador on their work, their perception of risks and vulnerability related to the occupation, and the strategies of risk reduction and health production developed by the professionals. This research project is a qualitative, exploratory study. 14 in-depth interviews were conducted as well as visitations to prostitution points assisted by the Consultório de Rua team from November 2017 to March 2018 using an ethnographic approach. Dialectic hermeneutics were used for analysis referential, since we understand that it is paramount to interpret the context in which the subject is inserted and explore the similarities, differences, and contradictions to understand their social reality.  2 modalities of this work were identified in this territory: closed work, which happens in brothels, and and open work, offers happen on the streets, bars and squares, with different work processes. Regardless of the kind of work they do, women with less social vulnerability have a more organized work process, report not being victims of violence, and use protection with almost every client. Poorer women are more exposed to aggressions and default and eventually had unprotected sex with clients, since this means better payment. They also used psychoactive substances in excess. Prostitution in this territory is marked by social determinants, meaning women of better social status do not face the traditional risks and vulnerabilities associated with this occupation. Prostitution is marked by unequal gender relations, but also allows women access to a higher income and more autonomy in the context of female underemployment. The insertion and discourses on female prostitution are many, making it impossible to talk about only one identity that encompasses all workers. However, all of them elaborate knowledge and resist during their work routine and any policy created to face the problems of prostitution requires the participation and protagonism of these workers. 

15
  • UÉLITO EVERALDO SOUZA RIBEIRO JÚNIOR
  • Hipertensão e atividade física em trabalhadores.

  • Orientador : RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • FRANCISCO JOSE GONDIM PITANGA
  • Data: 01/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • Estudo de corte transversal com 1070 trabalhadores sobre a associação da atividade física (AF), por meio das suas dimensões ocupacional, de lazer e doméstica, com a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), em trabalhadores da Indústria de Calçados e da Limpeza Urbana. Utilizou-se questionário aplicado por entrevistadores, investigando aspectos sociodemográficos, ocupacionais, de estilo de vida e sobre HAS. Foram realizadas medidas diretas de pressão arterial, circunferência de cintura, peso e altura. A HAS foi definida pela média de duas medidas, com PA sistólica ≥140  e ou PA diastólica ≥90, ou tratamento regular para HAS. A AF foi medida por meio de autorrelato de trabalho doméstico, de manuseio de carga no trabalho, com escala numérica de duração de seis pontos, e de AF no lazer, medida por escala qualitativa de quatro itens. Regressão de Cox, para estudo transversal, foi utilizada para explorar os fatores associados à HAS, bem como analisar a associação principal entre AF e HAS. A prevalência de HAS foi 24% na população, sendo mais alta entre os homens, naqueles com maior idade, nos indivíduos com excesso de peso, tabagistas e usuários de bebida alcoólica mais de uma vez/semana, além de ser maior entre os trabalhadores de turno e com mais tempo de serviço. A análise multivariada evidenciou que os trabalhadores ativos em apenas uma ou nenhuma dimensão da AF tiveram RP de 1,62 em comparação aos ativos nas três dimensões da AF, após o ajuste pelas co-variáveis. Ressalta-se neste modelo final a forte associação entre excesso de peso (RP=2,26), maior idade (RP=2,10) e sexo masculino (RP=1,62) com HAS. Conclusão: A baixa AF associou-se positivamente com HAS nas três dimensões estudadas e esta associação tem caráter cumulativo, sugerindo a relevância do combate à inatividade física no ambiente doméstico, no lazer e no trabalho. Ademais, entre os fatores de risco modificáveis, além da inatividade física, variável principal da presente investigação, o excesso de peso assume lugar de destaque na ocorrência da HAS entre os trabalhadores, impondo seu controle para prevenção do agravo. 


  • Mostrar Abstract
  • A cross-sectional study investigated the association between physical activity (PA), occupational, in leisure-time and household tasks, and Hypertension in 1070 workers in the Footwear Industries and Urban Cleaning. An interviewer-applied questionnaire investigated sociodemographic, occupational, lifestyle and hypertension aspects. Direct measurements of blood pressure, waist circumference, weight and height were also performed. The hypertension was defined as the average of two measures, with systolic BP ≥140 and or diastolic BP ≥90, or regular treatment for Hypertension. PA was measured by self-report of household task, material handling at work, with duration scale of 6 points, and leisure-time PA measured by 4-items qualitative scale. Cox regression, for a cross-sectional study, was used to explore the associated factors with hypertension, as well as to analyze the association between PA and hypertension. The prevalence of hypertension was 24% in the population, being higher amongst men, in those with older age, overweight individuals, smokers and those who drink more than once/week, and being also higher amongst those who often work on shifts and those with longer service time. The final multivariate model showed that being active in only one or in none PA dimension represents 62% more hypertension than being active at home, in leisure-time and at work, after adjustment by the co-variables. The strong association between overweight (PR = 2.26), older age (PR = 2.10) and male (PR = 1.62) with hypertension was highlighted in this final model. Conclusion: Low PA was positively associated with hypertension in the three PA dimensions and this association has a cumulative nature, suggesting the relevance of preventing physical inactivity in the domestic environment, in leisure-time and work environment. In addition, amongst the modifiable risk factors, in addition to physical inactivity, that is the main variable of the present investigation, overweight has prominent role in the occurrence of hypertension amongst workers, imposing their control to prevent the disease.

16
  • CARLOS HENRIQUE SILVA DOS SANTOS
  • A precarização social do trabalho do advogado e os efeitos sobre a saúde.

  • Orientador : CARLOS EDUARDO SOARES DE FREITAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • ANDRE ALVES PORTELLA
  • CARLOS EDUARDO SOARES DE FREITAS
  • RENATA QUEIROZ DUTRA
  • Data: 02/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • A fim de entender a perspectiva do processo de precarização social do trabalho e
    reflexos na advocacia, é essencial discutir aspectos que caracterizam a centralidade
    do trabalho na vida do trabalhador, bem como as maneiras que o capital o torna
    indigno e os efeitos nocivos desse sistema com a criação de traumas, subtração de
    direitos, perda de identificação e adoecimento da categoria. Esta dissertação busca
    analisar as relações entre precarização social do trabalho e as condições nocivas à
    saúde de jovens advogados que exercem a advocacia de massa. Foram utilizados
    métodos qualitativos, sendo o estudo realizado através da análise e revisão de
    literatura sobre a precarização nas relações de trabalho e seus efeitos na saúde do
    trabalhador. A pesquisa fez uso de entrevistas semiestruturadas e observação das
    atividades laborais do advogado em Feira de Santana, Bahia. Para apreciação das
    entrevistas foi utilizada Análise do Discurso e para escolha da amostra empregou-se
    o método “bola de neve”. Foram utilizadas como fontes objetivas os dados
    específicos da profissão, como os registrados na Ordem dos Advogados do Brasil.
    As narrativas dos entrevistados apontam o estresse, a instabilidade e o desgaste da
    profissão. A precarização se manifesta principalmente nas condições de trabalho,
    por meio de jornada de trabalho extenuante, ausência de pausas para descanso e
    alimentação, dupla jornada laboral, ambiente competitivo e estressante, mecanismos
    de controle e vigilância de produtividade, falta de reconhecimento e de perspectivas
    na advocacia; além dos fatores externos como o ambiente burocrático do sistema
    judiciário e as relações interpessoais entre cliente e advogado, culminando com o
    adoecimento dessa categoria. A partir do que foi extraído, é possível depreender
    que o jovem trabalhador da advocacia está exposto a condições nocivas à sua
    saúde. Para esse operário do Direito existe uma crescente ameaça ao seu bem-estar decorrente do exercício de sua atividade, que se adequou às regras atuais do
    capitalismo e do setor de serviços e flexibilizou ainda mais os ambientes e as
    relações de trabalho, levando a uma situação de adoecimento deste trabalhador.

  • Mostrar Abstract
  • In order to understand the perspective of the process of social precarization of labor
    and reflections on advocacy, it is essential to discuss aspects that characterize the
    centrality of work in the life of the worker, as well as the ways that capital makes it
    unworthy and the harmful effects of this system with the creation of traumas,
    subtraction of rights, loss of identification and illness of the category. This dissertation
    seeks to analyze the relationships between social precariousness of work and the
    harmful health conditions of young lawyers who practice mass advocacy. Qualitative
    methods were used, and the study was carried out through the analysis and review
    of the literature on the precariousness of work relationships and their effects on
    worker health. The research made use of semistructured interviews and observation
    of the labor activities of the lawyer in Feira de Santana, Bahia. For the evaluation of
    the interviews was used Discourse Analysis and to choose the sample was used the
    method "snowball". The objective of this study was to study the specific data of the
    profession, such as those registered with the Brazilian Bar Association. The
    narratives of the interviewees point out the stress, the instability and the weariness of
    the profession. Precariousness manifests itself mainly in working conditions, through
    a strenuous work day, absence of breaks for rest and food, double working hours, a
    competitive and stressful environment, control mechanisms and productivity
    monitoring, lack of recognition and perspectives in the workplace. advocacy; besides
    the external factors such as the bureaucratic environment of the judicial system and
    the interpersonal relations between client and lawyer, culminating with the illness of
    this category. From what has been extracted, it is possible to infer that the young
    lawyer is exposed to conditions that are harmful to his health. For this worker in law
    there is a growing threat to his well-being arising from the exercise of his activity,
    which has adapted to the current rules of capitalism and the service sector and has
    made work environments and relationships even more flexible, leading to a situation
    illness of this worker.
17
  • CARLA CATHARINE CHAVES NASCIMENTO
  • VIVÊNCIAS E ENFRENTAMENTOS DOS ENFERMEIROS QUE ATUAM NO ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR MÓVEL: UM OLHAR SOBRE A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO E A SAÚDE DESSES PROFISSIONAIS. 

  • Orientador : LAURO ANTONIO PORTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO JOSE FARIAS BORGES DOS REIS
  • LAURO ANTONIO PORTO
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • Data: 02/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • Trata-se de uma pesquisa de campo, exploratória, descritiva, com abordagem qualitativa, que visa compreender os aspectos da organização do trabalho dos enfermeiros que atuam no Atendimento Pré-Hospitalar (APH) móvel e a sua influência na saúde desses trabalhadores. A coleta de dados foi realizada através de questionário eletrônico, entrevista e observação assistemática. Participaram da pesquisa enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Salvador que trabalham em escala de plantão de 24 horas realizando atividades-fins da Instituição. Não participaram da pesquisa dois enfermeiros: um encontrava-se de licença médica e a outra de licença maternidade. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal da Bahia, Faculdade de Medicina da Bahia e teve a anuência da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador e da gestão do SAMU desse município. O anonimato dos entrevistados foi preservado com uso de pseudônimos e os dados analisados à luz da teoria da análise do conteúdo. Os enfermeiros foram divididos em reguladores e intervencionistas diante das atividades distintas. O estudo permitiu traçar o perfil sociodemográfico, ocupacional e de saúde dos participantes da pesquisa. Com relação à organização do trabalho, os enfermeiros relataram sobrecarga, os reguladores, pelo acúmulo de atribuições e falta de respaldo legal para atuação e os intervencionistas, pela divisão de tarefas na equipe de forma não equitativa, problemas relacionados à Central de Regulação e infraestrutura. Foi realizado levantamento dos riscos ocupacionais pelos enfermeiros e sugeridas medidas de melhorias. A violência urbana foi descrita como risco ocupacional para o profissional do APH, com interferência na acessibilidade da população ao serviço em locais de conflito social. O enfermeiro foi reconhecido como profissional de maior risco ocupacional neste contexto, sendo sugeridas melhorias organizacionais no intuito de reduzir o sofrimento na execução da atividade laboral e, consequentemente, agravos a esse profissional. 


  • Mostrar Abstract

  • This is an exploratory, descriptive, qualitative-based field research aimed at understanding aspects of the work organization of nurses working at the Mobile Prehospital Care (APH) and their influence on the health of these workers. The data collection was performed through electronic questionnaire, interview and unsystematic observation. Nurses from the Salvador Emergency Mobile Service of Salvador (SAMU) who worked on a 24-hour on-call scale performing the institution’s basic activities participated in the study. Two nurses did not participate in the research: one was on medical leave and the other on maternity leave. The research was approved by the Ethics in Research Committee of the Federal University of Bahia, Medical School of Bahia, and had the consent of the Municipal Health Department of Salvador and the management of the SAMU of that municipality. The anonymity of the interviewees was preserved using pseudonyms and the data were analyzed in light of the content analysis theory. The nurses were divided into regulators and interventionists in front of their different activities. The study allowed to draw the sociodemographic, occupational and health profile of the study participants. Regarding work organization, the nurses reported overload; the regulators, through the accumulation of duties and lack of legal support for action and the interventionists, due to the unfair division of tasks in the team, problems related to the Regulation Center and infrastructure. A survey of occupational hazards was carried out by the nurses and improvement measures were suggested. Urban violence was described as an occupational risk for the APH professional, with interference in the accessibility of the population to the service in places of social conflict. A nurse is thus seen as a professional with greater occupational risk in this context, and organizational improvements were suggested in order to reduce the suffering in the execution of their work activity and, consequently, reduce these professionals’ health problems.

18
  • LUAMORENA LEONI SILVA
  • O TRABALHO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA. 

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS EDUARDO SOARES DE FREITAS
  • MARIA DA GRACA DRUCK DE FARIA
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 10/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação analisa as mudanças promovidas na normatização sobre a organização do processo de trabalho realizado na atenção básica à saúde (Sistema Único de Saúde – SUS) a partir da reestruturação promovida pela implantação e nacionalização da Estratégia Saúde da Família (ESF) e do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ). Metodologicamente, a pesquisa parte de duas sínteses integrativas, sendo que a primeira resulta de uma revisão de literatura que buscou estabelecer o “estado da arte” da discussão sobre a atenção básica à saúde no Brasil e a segunda construiu uma aproximação entre o produto da primeira revisão com a teoria social do valor-tempo-de-trabalho de Marx (2013) e o modelo teórico-lógico proposto por João Bernardo, historiador marxista português. Essa segunda síntese delimitou, como objeto de estudo, a relação entre a ESF, a reestruturação produtiva imposta pela mudança do regime capitalista de acumulação e a precarização social do trabalho. Para se aproximar da normatização existente e vigente sobre o trabalho na Estratégia Saúde da Família, a nível nacional, realizou-se, entre os dias 17 de janeiro e 12 de fevereiro de 2018, a reunião de 1.683 documentos de acesso público e gratuito referentes ao trabalho na atenção básica/estratégia saúde da família no website do Ministério da Saúde do Brasil, definido como único interlocutor de interesse para o estudo. Após catalogação e definição dos critérios de inclusão e exclusão, selecionou-se 13 documentos as versões da PNAB de 2006, 2011 e 2017; as portarias 1.654/2011 e 1.645/2015 do Ministério da Saúde, que dispõem sobre PMAQ; e os manuais da Autoavaliação para Melhoria do Acesso e da Qualidade (AMAQ) dos anos de 2012, 2013 e 2017. A partir da categoria analítica “Organização e Gestão do Processo de Trabalho”, avaliouse cada documento, buscando identificar elementos e características de gestão e organização do trabalho sugestivos do taylorismo-fordismo e/ou do Toyotismo. Como resultados, a pesquisa delimitou uma aproximação das normatizações do Ministério da Saúde, a partir de 2011, de um padrão empresarial de gerenciamento da organização do trabalho e da produção nos serviços públicos básicos de saúde. Evidenciou-se estar em curso, a partir da implementação da ESF e do PMAQ, uma metamorfose de uma estrutura de serviço público essencialmente tayloristafordista em um modelo híbrido de gestão do trabalho e da produção, marcado por elementos estruturantes do modelo japonês e da atenção gerenciada: flexibilização do trabalho, produção centrada na demanda, trabalho em equipe, adaptação dos círculos de controle de qualidade, responsabilização dos trabalhadores pela qualidade do processo e do produto, remuneração por desempenho e pelo cumprimento de metas. Contudo, entende-se que esse estudo apresenta, em verdade, um caráter exploratório e inaugural, abrindo e, ao mesmo tempo, exigindo novas incursões investigativas como desdobramento necessário à compreensão do processo de reorganização da gestão do trabalho e da produção em saúde na AB promovida através da ESF e do PMAQ-AB.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation analyses the changes promoted in the standardization on the organization of the work process carried out in basic health care (Unified Health System - SUS), based on the restructuring promoted by the implementation and nationalization of the Family Health Strategy (ESF) and the National Program Improving Access and Quality (PMAQ). Methodologically, the research is based on two integrative syntheses, the first of which results from a literature review that sought to establish the "state of the art" of the discussion about basic health care in Brazil, and the second constructed an approximation between the product of the first revision with Marx's social value-time-of-work theory (2013) and the theoretical-logical model proposed by João Bernardo, Portuguese Marxist historian. This second synthesis delimited, as object of study, the relation between the FHS, the productive restructuring imposed by the change of the capitalist regime of accumulation and the social precarization of the work. In order to approximate the existing and current legislation on work in the Family Health Strategy, from January 17 to February 12, 2018, a meeting of 1,683 public and work on primary care / family health strategy on the website of the Brazilian Ministry of Health, defined as the only interlocutor of interest for the study. After cataloging and defining the inclusion and exclusion criteria, 13 documents were selected for the PNAB versions of 2006, 2011 and 2017; ordinances 1,654 / 2011 and 1,645 / 2015 of the Ministry of Health, which have on PMAQ; and the SelfAssessment Manuals for Improving Access and Quality (AMAQ) for the years 2012, 2013 and 2017. From the analytical category "Organization and Management of the Work Process", each document was evaluated, seeking to identify elements and characteristics of management and work organization suggestive of Taylorism-Fordism and / or Toyotism. As a result, the survey delimited an approximation of the Ministry of Health regulations, starting in 2011, of a business standard for managing work organization and production in basic public health services. It was evidenced that a metamorphosis of an essentially Taylorist-Fordist public service structure in a hybrid model of labor and production management, marked by structuring elements of the Japanese model and the managed attention: job flexibility, demand-driven production, teamwork, adaptation of quality control circles, accountability of workers for process and product quality, performance pay, and goal achievement. However, it is understood that this study presents, in fact, an exploratory and inaugural character, opening and, at the same time, demanding new investigative inroads as a necessary step towards the understanding of the process of reorganization of work management and health production in AB promoted through the ESF and the PMAQ-AB.

19
  • MARCOS VINÍCIUS DE SANTANA SILVA
  • Significado do trabalho na estratégia de saúde da família para o cirurgião-dentista

  • Orientador : LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • LILIANE ELZE FALCAO LINS KUSTERER
  • VIVIANE ALMEIDA SARMENTO
  • Data: 30/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A inserção da odontologia no SUS ocorreu diante da necessidade de ampliar a atenção em saúde no Brasil. A saúde bucal historicamente foi representada por modelos que não tinham potencial resolutivo das demandas da população. A Política Nacional de Saúde Bucal surge para reverter a precariedade da atenção à saúde bucal, que por muitos anos sofreu com técnicas mutiladoras e individualizadas. Com a expansão da saúde bucal na saúde da Família a atenção primária em saúde representa uma das principais fontes de empregos para os cirurgiões-dentistas. A atuação do dentista na saúde da família é composta de desafios, como o trabalho multiprofissional, intersetorial e coletivo. A formação acadêmica atrelada ao uso de equipamentos e instrumentais pode dificultar a inserção do CD em práticas integrais de saúde. OBJETIVO: Compreender os desafios enfrentados pelo cirurgião-dentista em seu trabalho no cotidiano da Estratégia de Saúde da Família. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo, de caráter exploratório, com metodologia qualitativa. Os sujeitos do estudo foram os cirurgiões-dentistas que compõem a Equipe de Saúde Bucal. Foi utilizado participação observante e entrevistas semiestruturadas. Foram entrevistados 10 cirurgiões-dentistas, de diferentes distritos sanitários no município de Salvador e utilizado análise de conteúdo para tratamento e análise do material. Emergiram três categorias temáticas: Modelo de Atenção; Trabalho no campo da Saúde da Família; Formação para atuar na Saúde da Família. RESULTADOS: que os dentistas reconhecem atenção básica como ordenadora do cuidado, desconhecimento parcial da rede de saúde, atendimento clínico dominante na agenda e predominância de atividades para escolares. Foi observado dificuldades estruturais, baixa cobertura de saúde e insegurança no ambiente de trabalho. A formação clínica foi predominante e a estabilidade profissional unânime na escolha do trabalho. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O foco na especialização clínica reflete o desconhecimento da Rede de Atenção à Saúde, das necessidades de atuação em outros campos e de forma intersetorial. É necessário maior investimento na preparação de profissionais que atuam no campo da Saúde da Família, a fim de alcançar o cuidado integral dos usuários e satisfação dos profissionais. A precarização do trabalho e péssimas condições de trabalhos é uma realidade no campo da saúde bucal pública.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: The inclusion of dentistry in the Brazilian public healthcare system occurred in face of the need to increase healthcare coverage in the country. Oral health has been historically represented by models that do not have the potential of meeting population demands. The Brazilian National Oral Health Policy was created to reverse oral healthcare precariousness, which for several years suffered from mutilating and individualized techniques. With oral health expanding into family healthcare, primary healthcare now represents one of the main sources of jobs for dental surgeons (DS). The role of DS in family healthcare includes challenges such as multiprofessional, intersectoral, and collective work. Academic training regarding the use of equipment and tools may hamper the insertion of DS in comprehensive healthcare practices. OBJECTIVE: To understand the challenges faced by DS in their daily work routine within the Brazilian Family Health Strategy. METHODOLOGY: The present investigation is a descriptive exploratory study and was conducted using qualitative methods. The study subjects were DS that compose the Oral Health Staff. Participant observation and semi-structured interviews were conducted. Ten DS from various sanitary districts of the municipality of Salvador were interviewed. Content analysis was used for the treatment and analysis of material. Three thematic categories emerged: healthcare model; work in the field of family health; training to act in family health. RESULTS: dentists acknowledged primary health as the healthcare organizer, they were shown to only partially understand the healthcare network, most presented dominant clinical care in their schedule and predominance of activities with school children. Structural difficulties, low healthcare coverage, and insecurity in the work environment were observed. Clinical training predominated, and participants were unanimous in indicating professional stability as a factor for choosing the job. FINAL CONSIDERATIONS: The focus on clinical specialization reflects an unfamiliarity with the Healthcare Network, and the need to act in other fields in an intersectoral way. Higher investment is necessary in the training of professionals that act in the field of Family Health in order to supply comprehensive care to users and have satisfied professionals. Work precariousness and poor work conditions are a reality in the field of public oral health.

2017
Dissertações
1
  • PATRICIA SANDES DOS SANTOS
  • Acidente de trabalho com o Niquim (Thalassophryne nattereri) em comunidades da Baía de Todos os Santos.

  • Orientador : MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • MIGUEL DA COSTA ACCIOLY
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 29/03/2017

  • Mostrar Resumo
  • No processo de trabalho dos pescadores e pescadoras artesanais, há riscos inerentes à sua natureza, dentre os quais está o acidente de trabalho que envolve o Niquim (Thalassophryne nattereri). A peçonha deste peixe é injetada a partir de pressão, normalmente plantar ou palmar, com imediata interferência no mecanismo de regeneração celular devido a isquemia, cicatrização tardia, insuficiência renal, dor cíclica, irradiante e possibilidade de necrose. Mesmo com amplo litoral brasileiro, até então o agravo citado é pouco registrado junto aos órgãos competentes, fato este que torna o problema invisível ao Sistema Único de Saúde e Previdência Social, portanto, destitui o trabalhador do seu direito assistencial. Este estudo propõe conhecer os significados dos riscos e itinerários terapêuticos decorrentes deste acidente em duas localidades: Salinas da Margarida e Santiago do Iguape. Com abordagem qualitativa, a presente pesquisa empregou o estudo exploratório, observação participante e anotações em caderno de campo. As entrevistas em profundidade ocorreram entre os anos de 2015 e 2016, com pessoas do sexo feminino e masculino, sempre precedidas de interação entre o colaborador e a entrevistadora, bem como leitura do “termo de consentimento livre e esclarecido” aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, diante das orientações presentes na Declaração de Heilsinque. As narrativas foram analisadas através da apreensão dos sentidos, significados e símbolos que levaram ao encontro de cinco categorias. Destas, três deram corpo ao primeiro artigo que aborda os significados do risco no acidente de trabalho com o Niquim, enquanto o segundo emergiu de outras duas dimensões temáticas e discute os significados do acidente no itinerário terapêutico. Foram encontrados significados relacionados ao risco ecológico e sócio demográfico, revelaram-se os modelos terapêuticos popular, biomédico e folk, bem como a naturalização do agravo pelos pescadores e desconhecimento por parte dos profissionais de saúde. Considera-se que há necessidade de robustecer a educação em saúde para os (as) profissionais de saúde com informações locais acerca do mundo do trabalho da pesca e devida obrigatoriedade da notificação dos respectivos acidentes, bem como para a população no intuito de fortalecer o controle social.


  • Mostrar Abstract
  • In the work process of fishermen and artisanal fishermen, there are risks inherent to their nature, among which is the work accident involving the Niquim (Thalassophryne nattereri). The venom of this fish is injected from pressure, usually plantar or palmar, with immediate interference in the cellular regeneration mechanism due to ischemia, late healing, renal failure, cyclic pain, irradiation and possibility of necrosis. Even with a large Brazilian coastline, until then the mentioned aggravation is little registered with the competent bodies, a fact that makes the problem invisible to the Unified System of Health and Social Welfare, therefore, deprives the worker of his entitlement. This study proposes to know the meanings of the risks and therapeutic itineraries resulting from this accident in two locations: Salinas da Margarida and Santiago do Iguape. With a qualitative approach, the present research used the exploratory study, participant observation and notes in field notebook. The in-depth interviews took place between 2015 and 2016, with male and female individuals, always preceded by interaction between the interviewer and the interviewer, as well as reading the "informed consent form" approved by the Ethics Committee in The guidelines in the Heilsinque Declaration. The narratives were analyzed through the apprehension of the meanings, meanings and symbols that led to the encounter of five categories. Of these, three gave substance to the first article that addresses the meanings of risk in the work accident with the Niquim, while the second one emerged from two other thematic dimensions and discusses the meanings of the accident in the therapeutic itinerary. Significance was found related to the ecological and socio-demographic risk, the popular, biomedical and folk therapeutic models were revealed, as well as the naturalization of the grievance by the fishermen and lack of knowledge on the part of the health professionals. It is considered that there is a need to strengthen health education for health professionals with local information about the world of fishing work and due notification of the respective accidents, as well as for the population in order to strengthen the control Social.

     

     

     

     

2
  • IVONE BATISTA ALVES
  • Validade e confiabilidade do questionário nórdico de sintomas musculoesqueléticos: uma revisão sistemática de literatura.

  • Orientador : VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • RITA DE CASSIA RIBEIRO SILVA
  • VERONICA MARIA CADENA LIMA
  • Data: 26/05/2017

  • Mostrar Resumo
  • O Questionário Nórdico de Sintomas Musculoesqueléticos (QNSM), publicado em 1987, tem como finalidade servir como instrumento de vigilância dos Distúrbios Musculoesqueléticos em um contexto de ergonomia e para triagem na saúde ocupacional. É um instrumento frequentemente utilizado em estudos epidemiológicos para determinar a magnitude dos Distúrbios Musculoesqueléticos em diversos grupos ocupacionais no Brasil e no mundo. Esta dissertação intitulada “Validade e Confiabilidade do Questionário Nórdico de Sintomas Musculoesqueléticos (QNSM): Uma Revisão Sistemática de Literatura” tem como objetivo avaliar as propriedades de medida validade de critério e confiabilidade teste-reteste do QNSM e a qualidade metodológica desses estudos. Os resultados mostraram que a literatura carece de estudos de boa qualidade metodológica referente à validade de critério e confiabilidade teste-reteste do QNSM. No que se refere ao planejamento amostral, ficou constatada a falta de clareza no cálculo do tamanho da amostra e a seleção não aleatória dos indivíduos das pesquisas. Diante do exposto, observa-se ausência de padronização metodológica, principalmente no planejamento amostral, para realização dos estudos de propriedades de medidas do QNSM. Sendo assim, espera-se que esta dissertação contribua com novos estudos de validade e confiabilidade de um instrumento de pesquisa.


  • Mostrar Abstract
  • The Nordic Questionnaire on Musculoskeletal Symptoms (QNSM), published in 1987, aims to serve as an instrument for monitoring Musculoskeletal Disorders in a context of ergonomics and for screening in occupational health. It is an instrument frequently used in epidemiological studies to determine the magnitude of Musculoskeletal Disorders in several occupational groups inBraziland worldwide. This dissertation titled "Validity and Reliability of the Nordic Questionnaire of Musculoskeletal Symptoms (QMSM): A Systematic Review of Literature" aims to evaluate the measurement properties criterion validity and reliability of the NMQ and the methodological quality of these studies. The results showed that the literature lacks studies of good methodological quality regarding the criterion validity and reliability of the NMQ. Regarding the sampling plan used in theses studies, it was not clear how the sample size was calculated and also there was not a random selection of the individuals to participate in the surveys. In conclusion, there is a lack of methodological standardization, especially in the sampling plans used to carry out evaluation of measurement properties of the NMQ. Therefore, we expect that this dissertation can contribute with new studies of the validity and reliability of a research instrument.

3
  • RAFAELLA LEITE GÓES
  • Percepções de professores sobre voz no trabalho.

  • Orientador : MARIA LUCIA VAZ MASSON
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LÉSLIE PICCOLOTTO FERREIRA
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • MARIA LUCIA VAZ MASSON
  • Data: 01/06/2017

  • Mostrar Resumo
  • Os professores são os profissionais da voz mais estudados na área de Saúde do Trabalhador, principalmente pela elevada prevalência de distúrbios vocais. Disto decorre a necessidade de se entender os aspectos envolvidos no adoecimento vocal, assim como analisar o entendimento dos professores sobre intervenções em favor da saúde. OBJETIVO: analisar a percepção dos professores sobre a voz no seu contexto de trabalho e a utilização de um exercício fonoaudiológico como estratégia protetora da voz. MÉTODOS: trata-se de um estudo qualitativo realizado com 14 professores da rede estadual de ensino público da Bahia. Os participantes foram convidados a compor dois grupos focais, em que se discutiram os temas voz no contexto de trabalho docente e percepções sobre o uso da técnica do trato vocal semiocluído como estratégia protetora da voz. Realizou-se transcrição das falas dos professores, e a análise seguindo a perspectiva da análise de conteúdo temática de Bardin. RESULTADOS: A partir da leitura e interpretação do corpus da pesquisa, emergiram as categorias: “voz sob a ótica dos professores”; “voz cansada” e “exercício do trato vocal semiocluído: estratégia protetora da voz?”. Em primeiro plano, na fala dos sujeitos, surgiu o papel social do professor com foco no processo ensino-aprendizagem do aluno, em detrimento do autocuidado e da prevenção da doença/promoção da saúde vocal. Os professores consideraram a voz como instrumento essencial para o trabalho docente, porém apresentaram autoimagem vocal negativa e desvalorização dos seus aspectos estéticos. O discurso foi marcado pelo adoecimento da voz, relacionado a sobrecarga vocal, aspectos do ambiente, estrutura e organização do trabalho. Os professores vivenciam a intensificação e a precarização do trabalho, que desencadeiam o mal-estar docente. Diante disso, mesmo tendo percebido efeitos positivos com a realização da técnica do trato vocal semiocluído, os professores, não conseguiram manter cotidianamente a sua execução, como uma estratégia protetora da voz. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Há um cenário de trabalho precarizado, que promove compulsivamente o adoecimento vocal dos professores. Esses trabalhadores encontram-se em processo de sofrimento, não havendo motivação nem viabilidade para a realização de estratégias protetoras da voz, a exemplo da técnica do trato vocal semiocluído.


  • Mostrar Abstract
  • Teachers are the most studied voice professionals in the area of Worker Health, mainly due to the high prevalence of vocal disorders. From this, it is necessary to understand the aspects involved in vocal sickness, as well as to analyze the teachers' understanding of interventions in favor of health. PURPOSE: to analyze the teachers' perception about the voice in their work context and the use of a speech - language exercise as a voice protection strategy. METHODS: This is a qualitative study carried out with 14 teachers from the state public education system in Bahia. The participants were invited to compose two focus groups, in which they discussed the themes voice in the context of teaching work and perceptions about the use of the technique of the vocal tract semi-fluid as a protective strategy of the voice. A transcript of the teachers' statements was carried out, and the analysis following the perspective of the thematic content analysis of Bardin. RESULTS: From the reading and interpretation of the corpus of the research, the following categories emerged: "voice from the perspective of teachers"; "Tired voice" and "exercise of the semi-ocluid vocal tract: protective strategy of the voice?". In the foreground, in the subjects' speech, the social role of the teacher emerged with a focus on the student's teaching-learning process, to the detriment of self-care and prevention of disease / vocal health promotion. The teachers considered the voice as an essential instrument for the teaching work, but they presented negative vocal self-image and devaluation of their aesthetic aspects. The speech was marked by the sickness of the voice, related to vocal overload, aspects of the environment, structure and work organization. Teachers experience the intensification and precariousness of work, which trigger teacher malaise. Therefore, despite having perceived positive effects with the technique of the semi-ocluid vocal tract, the teachers were unable to maintain their execution on a daily basis, as a protective strategy of the voice. CONCLUSION: There is a precarious work scenario, which compulsorily promotes the teachers' vocal illness. These workers are in the process of suffering, and there is no motivation or feasibility for the implementation of protective strategies for voice, such as the technique of the vocal tract semi-fluid.
4
  • MARIANA RABELO GOMES
  • ASPECTOS PSICOSSOCIAIS DO TRABALHO E ACIDENTES DE TRABALHO ENTRE TRABALHADORES DA SAÚDE

  • Orientador : TANIA MARIA DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JORGANA FERNANDA DE SOUZA SOARES
  • KIONNA OLIVEIRA BERNARDES SANTOS
  • ROSANE HÄRTER GRIEP
  • TANIA MARIA DE ARAUJO
  • Data: 07/06/2017

  • Mostrar Resumo
  • Os acidentes de trabalho constituem um sério problema de saúde pública por causarem importante impacto sobre a produtividade, sofrimento físico, moral e psicológico. Pesquisas apontam que a presença de condições estressoras no desenvolvimento da atividade laboral pode favorecer a ocorrência de acidentes. O objetivo deste estudo foi avaliar a associação entre aspectos psicossociais do trabalho e acidentes de trabalho entre trabalhadores da saúde. Foi conduzido um estudo de corte transversal com amostra representativa de trabalhadores da Atenção Básica e da Média Complexidade, vinculados à rede municipal, em cinco cidades da Bahia. Foram entrevistados 3.084 trabalhadores. Os resultados deste estudo estão apresentados em dois artigos. No primeiro artigo, a variável de desfecho foi acidentes de trabalho e as variáveis de exposição foram os modelos Demanda-Controle (Demand-Control Model - MDC), e o de Desequilíbrio Esforço-Recompensa (Effort-Reward Imbalance Model - ERI). Os desempenhos dos modelos parciais e completos e sua combinação na associação com o desfecho foram avaliados. No segundo artigo, investigou-se a associação principal de interesse com exploração de possíveis caminhos de determinação (efeitos diretos e indiretos) com base em indicadores de variáveis latentes. Para isto foi utilizada a Modelagem de Equações Estruturais - MEE (Structural Equation Modeling) que incluiu o modelo de mensuração e, para o modelo estrutural, foram incluídas as variáveis de exposição e desfecho. A incidência geral de acidentes de trabalho foi de 7,8% que esteve associada à alta demanda psicológica, alto esforço e alto comprometimento com o trabalho. O ERI apresentou associação com acidentes de trabalho mais robusta do que a observada para o MDC. Na combinação dos modelos parciais, observou-se o incremento da medida de associação com o desfecho. Observou-se um efeito direto significativo entre estresse ocupacional e acidentes de trabalho, onde quanto maior a exposição (experiência de alta exigência) maior a ocorrência de acidentes. Ressalta-se a contribuição destas análises na elucidação de estratégias de promoção à saúde dos trabalhadores que minimizem os potenciais fatores estressores no ambiente laboral a fim de reduzir o número de acidentes ocupacionais.


  • Mostrar Abstract
  • Occupational accidents are a serious public health problem because they have a major impact on productivity, physical, moral and psychological suffering. Researches indicate that the presence of stressful conditions in the development of the labor activity can contribute to occurrence of accidents. The objective of this study was to evaluate the association between psychosocial aspects of work and occupational accidents among health workers. A cross-sectional study was conducted with a representative sample of Basic Attention and Medium Complexity workers, linked to the municipal network, in five cities in Bahia. 3.084 workers were interviewed. The results of this study are represented in two articles. In the first article, the outcome variable was occupational accidents and the exposure variables were Demand-Control Model (DCM) and Effort-Reward Imbalance Model (ERI). The performances of the partial and complete models and their combination in the association with the outcome were evaluated. In the second article, it was investigated the main association of interest with exploration of possible ways of determining (direct and indirect effects) based on indicators of latent variables. For this the Structural Equation Modeling (SEM) was used, which included the measurement and, for the structural model, the exposure and outcome variables were included. The general incidence of occupational accidents of 7.8%, which was associated with high psychological demand, high effort and high commitment to work. ERI had a stronger association with occupational accidents compared to DCM. In the combination of the partial models, we observed an increase in the measure of association with the outcome. A significant direct effect was observed between occupational stress and occupational accidents, where the higher the exposure (high-demand experience) the greater the occurrence of accidents. This analysis contributes in the elucidation of strategies to promote the health of workers, that minimize the potential stressors in the work environment in order to reduce the number of occupational accidents.

5
  • THAIS SANTANA DE ALMEIDA
  • Qualidade de vida no trabalho da equipe de enfermagem na assistência hospitalar

  • Orientador : LAURO ANTONIO PORTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTINA MARIA MEIRA DE MELO
  • LAURO ANTONIO PORTO
  • RITA DE CASSIA PEREIRA FERNANDES
  • Data: 30/06/2017

  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, a equipe de enfermagem é o grupo de trabalhadores que mais se expõe diariamente, primeiro por estar entre as categorias mais atuantes neste setor e por possuir características em seu trabalho geradoras de desgastes físicos e psicológicos, que influenciam na realização das suas funções. As condições de trabalho que esses profissionais enfrentam atualmente são descritas na literatura como inadequadas e precarizadas e influenciam negativamente na qualidade de vida no trabalho (QVT). Sendo assim, este estudo tem como objetivo identificar as condições de trabalho segundo os aspectos que contribuem para a qualidade de vida do ambiente laboral da enfermagem na assistência hospitalar, dimensionando e comparando a qualidade de vida no trabalho de auxiliares e técnicos de enfermagem com a de enfermeiros. Trata-se de um estudo epidemiológico exploratório de corte transversal. O local do estudo foi um hospital público de médio porte na cidade do Salvador e a população foi composta por 93 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem desta instituição. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de dois instrumentos: um questionário que aborda questões pessoais do indivíduo e os fatores do trabalho e o questionário de Qualidade de Vida no Trabalho TQWL-42 (Total Quality of Work Life). Foram realizados cálculos de proporções das variáveis qualitativas e medidas de tendência central e de dispersão para variáveis quantitativas. As cinco esferas, os aspectos e o escore geral do instrumento de QVT foram analisados descritivamente. O estudo constatou que as condições de trabalho em que a equipe de enfermagem encontra-se imergida, apresentam diversas situações de precariedade, relacionadas à estrutura física, o quadro de saúde das trabalhadoras e as questões organizacionais do ambiente de trabalho: a higienização do ambiente, o descarte dos materiais de limpeza, a inadequação da temperatura e iluminação, falta de recursos materiais, principalmente relacionadas aos postos de trabalho e local de repouso, e inúmeros casos de afastamento por motivos de saúde, identificando como principais distúrbios musculoesqueléticos, psicológicos e mentais, doenças cardiovasculares e circulatórias e problemas respiratórios. Dos aspectos analisados foram identificados aqueles que contribuem positivamente para QVT, a significância da tarefa, segurança no emprego, identidade da tarefa, capacidade de trabalho, autoestima, relações interpessoais, feedback e variedade da tarefa, e os que contribuem negativamente para a QVT, as condições inadequadas de trabalho, a ausência de serviço de saúde e assistência social, recursos financeiros insuficientes, ausência de benefícios extras e de oportunidade de crescimento. O escore geral de QVT apresenta 55% para todas trabalhadoras, variando percentualmente com 53% para as enfermeiras e 56% para as técnicas e auxiliares, um nível intermediário de satisfação em relação à qualidade de vida no trabalho. É necessária a implementação de novas estratégias organizacionais e de programas voltados para a promoção à saúde e melhorias nas condições de trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • In Brazil, the hospital facility is considered a working environment favorable to numerous health damages. The nursing team is the group of workers that more expose themselves daily, firstly because it is among the most active categories in this sector and because it has characteristics in their work that generate physical and psychological exhaustion, which influence their performance. The working conditions that these professionals face today are described in the literature as inadequate and precarious and negatively influence the Quality of Life at Work (QLW). Thus, this study aims to identify the working conditions according to aspects that contribute to the quality of life of the nursing work environment in hospital care, by scaling and comparing the quality of life at work of nursing assistants and technicians with that of nurses. This is an exploratory cross-sectional epidemiological study. The research site was a medium-sized public hospital in the city of Salvador and the population comprised 93 nurses, technicians and nursing assistant from this institution. Data collection was performed through the application of two instruments: a questionnaire that addresses individual personal issues and working factors and the Total Quality of Life at Work questionnaire (TQWL-42). Calculations of proportions of qualitative variables and measures of central tendency were done and dispersion were performed for quantitative variables. The five spheres, aspects and overall score of the QLW instrument were analyzed descriptively. The study found out that the working conditions in which the nursing team is immersed reveal several situations of precariousness, related to physical structure, health of the workers and the organizational issues of the working environment: workplace hygiene, disposal of cleaning materials, inadequate temperature and lighting, a lack of material resources mainly related to workplaces and resting places, and numerous cases of departure for health problems, respectively, identifying the main pathologies: musculoskeletal disorders, psychological disorders and mental diseases, cardiovascular and circulatory diseases and respiratory system pathologies. Among the aspects analyzed were identified those that positively contribute to QLW: task meaning, job security, task identity, work ability, self-esteem, interpersonal relations, feedback and task variety, and those which contribute negatively to the QLW: poor working conditions, the absence of health care and social assistance, insufficient financial resources, lack of extra benefits and opportunity for growth. The overall QLW score was 55% for all workers, varying with 53% for nurses and 56% for assistants and technicians, an intermediate level of satisfaction with quality of life at work. It is necessary to implement new organizational strategies and programs aimed at promoting health and improving working conditions.

6
  • ALINE MARIA NASCIMENTO SANTOS
  • TRABALHO, SUBJETIVIDADE E SAÚDE DO JOVEM OPERADOR DE TELEMARKETING: UMA ANÁLISE SOB O PONTO DE VISTA DA ATIVIDADE.

  • Orientador : PAULO GILVANE LOPES PENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KATIA MARIA TEIXEIRA SANTORUM
  • MARIA DO CARMO SOARES DE FREITAS
  • PAULO GILVANE LOPES PENA
  • Data: 11/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem o objetivo de realizar aproximações com o trabalho dos operadores de telemarketing, sob o ponto de vista da atividade, para compreender a dimensão subjetiva do trabalho e o modo como ela se relaciona com a deterioração da saúde desses trabalhadores. Além disso, compreender a especificidade da experiência do jovem nessa atividade. A compreensão das relações entre o trabalho, a subjetividade e a saúde do jovem operador de telemarketing se apoiou nos conceitos que fundamentam o ponto de vista da atividade de trabalho – trabalho prescrito, atividade, atividade impedida, normas antecedentes, renormatizações, “usos de si”- e nas contribuições dos estudos das Ciências Sociais sobre a juventude no mundo do trabalho contemporâneo. A pesquisa se desenvolveu por meio da revisão de literatura e da pesquisa empírica, qualitativa exploratória, inspirada em ferramentas metodológicas das Clínicas do Trabalho, em destaque a Clínica da Atividade e a Ergologia. Realizaram-se interlocuções junto ao sindicato dos operadores de Telemarketing, revisão de literatura, entrevistas individuais e uma aproximação com o método de Instrução ao sósia. Os resultados apontaram que: (1) A desrealização da organização do trabalho em teleatendimento e o comprometimento da função psicológica e do papel formador da atividade são nocivos à saúde associada ao trabalho em Telemarketing; (2) A abordagem ao cliente revela estratégias e arbitragens manejadas pelos teleoperadores, tendo como central a linguagem como meio de operar regulações na atividade; (3) A atividade do Telemarketing é uma experiência de trabalho provisório; (4) Os jovens estabelecem uma relação de distanciamento com o trabalho devido à escassez de oportunidades de desenvolvimento humano e profissional ofertadas a eles.


  • Mostrar Abstract
  • This study aims to approach to the telemarketers’ work, from the point of view of the activity to understand the subjective dimension of the work and how it relates to the deterioration of the workers’ health. Moreover, the study intends to understand the specificity of the experience of the young people in this activity. The understanding of the relations between work, subjetiveness and the young telemarketer’s health is based on the concepts that ground the point of view of the work activity - prescribed work, activity, impeded work, antecedent norms, re-normatizations, “uses of itself” - and the contributions of the Social Sciences studies about youth in the context of the contemporary work. The research was developed by using literature review and empirical research - exploratory qualitative - inspired by methodological tools of the Clinics of Work, specially the Clinic of Activity and Ergology. Interlocutions were carried out with the telemarketers’ union, individual interviews and by approaching the method of Instruction to the double. The results pointed that: (1) The derealization of the work organization in Telemarketing and the harm of the psychological function and the training role of the activity are bad to health, regarding the Telemarketing work; (2) The approach to the customer reveals strategies and arbitrations managed by telemarketers, having mainly the language as a means to operate regulations in the activity; (3) Telemarketing activity is a provisional work experience; (4) Young people establish a relationship of distancing from the work due to the scarcity of human and professional development opportunities offered to them.

7
  • TAÍS GENTIL NOGUEIRA GONDIM
  • A INCLUSÃO DO SERVIDOR SURDO COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA NO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL.

  • Orientador : MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MONICA ANGELIM GOMES DE LIMA
  • ANA ANGELICA MARTINS DA TRINDADE
  • GARDENIA ABREU VIEIRA FONTES
  • Data: 15/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • Os teóricos estudados, durante o processo de construção deste trabalho, evidenciam que pessoas com deficiência sempre encontraram dificuldades de inserção no meio social, sofrendo com o estigma da incapacidade, com o preconceito e a marginalização. O surdo, em especial, precisou transcender a visão biomédica – que concebe a sua condição como patológica, prisma ainda adotado atualmente por grande parcela da sociedade –, a fim de ser reconhecido como um sujeito dotado de cultura e língua distintas, e não como um indivíduo doente, malsucedido e/ou inferior ao ouvinte. No âmbito profissional, o surdo/deficiente auditivo, além de depender das condições ergonômicas do ambiente de trabalho, que podem promover sua saúde ou adoecê-lo, ainda tem de lidar com o processo inclusivo, voltado às pessoas com alguma deficiência, inclusão esta que nem sempre se concretiza como a legislação determina e prevê. O objetivo deste trabalho foi compreender como tem sido feita a inclusão do surdo/deficiente auditivo como servidor público na Universidade Federal da Bahia – UFBA. A presente dissertação, fundamentada na metodologia qualitativa de pesquisa, analisou, utilizando-se da abordagem fenomenológico-hermenêutica, na perspectiva da teoria interpretativa de Paul Ricoeur, as narrativas de sujeitos surdos/deficientes auditivos que ocupam cargos públicos na UFBA, entidade da Administração Pública federal, localizada em Salvador-Ba, tendo utilizado ou não os dispositivos de inclusão, tais como a Lei de Cotas. A partir da compreensão e interpretação dos significados atribuídos ao tema pelos interlocutores, é preciso estar atento às falas deles, para que o ambiente de trabalho seja mais humanizado e para que as noções de cuidado com o outro sejam exercidas, bem como, especialmente no contexto profissional, para evitar a ocorrência de abusos de poder e discriminações contra o surdo/deficiente auditivo em seu ambiente de trabalho dentro da Universidade escolhida como campo de investigação, mas não se restringindo a ela. Espera-se que as políticas públicas possam também refletir no sentido de recuperar o cuidado com o outro, com o bem comum. Melhorar o acolhimento e oportunizar para que a pessoa se desenvolva em condições de trabalho dignas e justas, que valorizem essa pessoa surda/com deficiência auditiva. Também é esperado que, a partir desses resultados, abram-se mais possibilidades de intervenção na área, a fim de que as demandas da comunidade surda ganhem mais visibilidade e possam ser atendidas, na perspectiva de ampliação da justiça social.



  • Mostrar Abstract
  • The theorists studied during the process of construction of this work show that people with disabilities have always encountered difficulties of insertion in social environment, suffering the stigma of disability, prejudice and marginalization. The deaf person, in particular, had to transcend the biomedical vision - which conceives his/her condition as pathological, a prism still adopted today by a large part of society - in order to be recognized as someone endowed with a distinct culture and language, and not as a sick person, unsuccessful and / or inferior to the listener. In the professional scope, the deaf / hearing impaired, besides being dependent on the ergonomic conditions of the work environment, which can promote their health or make them sick, still has to deal with the inclusive process, aimed at people with a disability, inclusion that doesn't materialize as the legislation determines and provides. The objective of this work was to understand how the inclusion of the deaf / hearing disabled people as public servants at the Federal University of Bahia - UFBA has been done. The present dissertation, based on the qualitative methodology of research, analyzed, using the phenomenologicalhermeneutic approach, from the perspective of Paul Ricoeur's interpretive theory, the narratives of deaf / hearing impaired people who occupy public positions in UFBA, entity of the Federal Public Administration, located in Salvador-Ba, using or not the inclusion devices, such as the Quotas Law. With the understanding and interpretation of the meanings attributed to the theme by the interlocutors, we must be attentive to their statements, so that the work environment becomes more humanized and the notions of care with the other can be exercised, especially in the professional context, to avoid the occurrence of abuse of authority and discrimination against the deaf / hearing impaired in their work environment within the University chosen as a field of research, but not restricted to it. It is hoped that public policies may also reflect in order to recover care with the other, with the common good. To improve people's reception and provide their development in decent and fair working conditions, which can value this deaf / hearing disabled person. It is also expected that, from the results of this research, more possibilities for intervention in the area may open up, so that the demands of the deaf community gain more visibility and can be met, as well as the inclusive process of this population is better perfected, so to become increasingly effective and comprehensive. 

2014
Dissertações
1
  • LUCIENNE REZENDE
  • PERDA AUDITIVA ASSOCIADA À EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A SOLVENTES ORGÂNICOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA.

  • Orientador : MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA PAULA CORONA
  • FERNANDO MARTINS CARVALHO
  • MARCO ANTONIO VASCONCELOS REGO
  • Data: 26/06/2014

  • Mostrar Resumo
  • Evidências acumuladas apontam os produtos químicos como agentes
    potencialmente otoneurotóxicos, todavia, ainda não há consenso quanto às
    características das exposições e à ototoxicidade das diversas substâncias químicas
    presentes em ambientes laborais. Objetivo: Revisar a evidência científica disponível
    sobre os danos auditivos associados à exposição laboral a solventes orgânicos. Método:
    Revisão sistemática da literatura, a partir da consulta a bases de dados eletrônicos,
    considerando artigos originais, indexados até 2013. Resultados: Trinta e um estudos
    foram incluídos na revisão sistemática. Conclusão: Os estudos confirmaram a
    exposição a determinados solventes como fator de risco para perda auditiva
    ocupacional, sobretudo na presença do ruído. Foram utilizados métodos variados de
    avaliação e classificação do desfecho coclear e/ou central, que contribuíram para a
    compreensão da extensão da perda auditiva induzida quimicamente, bem como com a
    identificação dos grupos populacionais susceptíveis. Contudo, dados sobre
    procedimentos diagnósticos adequados, níveis seguros e efeito dose-resposta da
    exposição química ainda não foram totalmente elucidados.




  • Mostrar Abstract
  • Accumulated evidence indicate chemicals as potentially otoneurotoxic
    agents, however, there is no consensus as to the characteristics of the exposures and the
    ototoxicity of different chemicals present in industrial environments. Objective: To
    review the available scientific evidence on the hearing impairment associated with
    occupational exposure to organic solvents. Method: A systematic review of the
    literature, through query on electronic databases, considering only original articles,
    indexed until 2013. Results: Thirty-one studies were included in the systematic review.
    Conclusions: Studies have confirmed exposure to certain solvents as a risk factor for
    occupational hearing loss, especially in the presence of noise. Various assessment and
    classification methods were used regarding the cochlear hearing impairment and / or
    central, contributing to the understanding of the extent of chemically induced hearing
    loss as well as to the identification of populations at risk. However, data on appropriate
    diagnostic procedures, safe levels of chemical exposure and dose-response effect have
    not yet been fully elucidated.

SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2024 - UFBA