PPGPS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA SAÚDE (PPGPS) INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAÚDE Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: MARIANNA MATOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIANNA MATOS SANTOS
DATA : 28/11/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 401 - Prédio administrativo da Ufba
TÍTULO:

IDENTIFICAÇÃO E MONITORAMENTO DE USUÁRIOS E PROFISSIONAIS DE SAÚDE COM A CONDIÇÃO PÓS-COVID-19: SÍNTESE DE EVIDÊNCIAS E RECOMENDAÇÕES

 


PALAVRAS-CHAVES:

Condição Pós-Covid-19, Saúde Mental, Pessoal de Saúde, Atenção Primária à Saúde.



PÁGINAS: 180
RESUMO:

Esta dissertação se alinha a Linha de Pesquisa Práticas Clínicas e Saúde Mental do Mestrado Profissional em Psicologia da Saúde da Universidade Federal da Bahia. O estudo objetivou identificar evidências científicas e técnicas, para propor estratégias para identificação e monitoramento da saúde mental de trabalhadores com a Condição Pós-Covid-19 que atuam no âmbito da Atenção Primária à Saúde (APS). Trata-se de uma pesquisa com abordagem metodológica qualitativa, com delineamento descritivo e exploratório. A pesquisa foi realizada em duas etapas: 1. desenvolvimento de síntese de evidências científicas e técnicas sobre a Condição Pós-Covid-19. 2) proposição de boletim informativo, webinário e para proposição de identificação e monitoramento em saúde mental de usuários e trabalhadores com a Condição Pós-Covid-19 no âmbito da Atenção Primária à Saúde. Os resultados foram apresentados em artigos e produtos técnicos derivados. O primeiro artigo “Síntese de evidências científicas das estratégias de monitoramento da Condição Pós-Covid-19 na atenção primária” sintetizou estratégias para o monitoramento na Atenção Primária à Saúde (APS). O segundo artigo denominado “Síntese de recomendações para organização da atenção aos usuários com condição pós-covid-19 na Atenção Primária à Saúde” compilou proposições técnicas sobre o manejo de pessoas com a referida condição clinica na APS. O terceiro artigo intitulado “Recomendações para manejo clínico dos sintomas psicológicos da Condição Pós-Covid-19 na atenção primária”, objetivou identificar e sistematizar fluxos para o monitoramento da saúde, inclusive mental de usuários e profissionais de saúde. Tais produções derivaram um “Boletim Informativo para a Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde da Associaçaõ Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco)” que objetivou informar ‘o lugar da APS na oferta de cuidados a usuários e profissionais de saúde com sequelas pós-Covid-19’. Outro produto técnico consistiu em uma Webpalestra promovida pelo Telessaúde Bahia, como atividade de educação permanente em saúde, a distância, Mesa Redonda – Saúde do profissional de saúde e a condição pós-covid- 19: debate e reflexões necessárias, que apresentou resultados das evidências sobre estratégias ou recomendações para organização do cuidado aos usuários e trabalhadores de saúde com a Condição Pós-Covid-19 no âmbito da APS, suscitando o debate acerca do fluxo assistencial para os gestores e trabalhadores da Atenção Primária à Saúde. E, por fim, os subsídios teóricos permitiram refinar o Produto Técnico Tecnológico  intitulado: “Guia de instruções para identificação, monitoramento e encaminhamento de usuários e profissionais da saúde com a Condição Pós-Covid-19 na Atenção Primária à Saúde”, com objetivo de instrumentalizar o manejo dos casos e a implementação de fluxos operacionais por equipe multiprofissionais, para usuários ou  profissionais de saúde com sintomas persistentes, considerando as alterações multissistêmicas ocasionadas pela doença. Esta dissertação possibilitou a sistematização de evidencias, o delineamento de fluxos voltados à identificação rastreio e encaminhamentos de casos no âmbito da Atenção Primária em Saúde (APS), assim como, a transferência de resultados aos serviços e gestão do SUS.A metodologia ao contemplar várias etapas, permitiu maior compreensão das diretrizes e consensos contribuindo para adequação do cuidado aos usuários e profissionais de saúde no contexto da APS, um tema ainda escasso na literatura e na prática dos sistemas de saúde, especialmente locais, na atualidade.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2765854 - NILIA MARIA DE BRITO LIMA PRADO
Interna - 1878474 - EDI CRISTINA MANFROI
Interno - 3295278 - ANDRE PEREIRA GONCALVES
Externa à Instituição - THAYSE ANDRADE FERNANDES
Externa à Instituição - MARIÁ LANZOTTI SAMPAIO
Notícia cadastrada em: 17/11/2023 07:13
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2024 - UFBA