PPGLITCULT PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LITERATURA E CULTURA (PPGLITCULT) INSTITUTO DE LETRAS Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: EDSON CESAR DE SOUSA SOBRINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDSON CESAR DE SOUSA SOBRINHO
DATA : 29/01/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de defesas. Instituto de Letras
TÍTULO:

TRÊS ENSAIOS TRADUZIDOS: EDOUARD GLISSANT EM CRÍTICA AFRODIASPORICA.


PALAVRAS-CHAVES:

Tradução; Afrodiáspora; Memória; Epistemologia; Crítica.


PÁGINAS: 104
RESUMO:

No horizonte das questões da tradução literária e cultural, este trabalho pretende discutir através da crítica afrodiaspórica a tradução de três ensaios em língua francesa para o português. Assim, do campo da tradução partirá o caminho relevado para fazer ponte nesta discussão (tradução) crítica. Para tanto, o nosso corpus é composto por três ensaios de autoria do filósofo negro da Martinica Édouard Glissant: autor de peças de teatro, romances, poesias e ensaios filosóficos que transversam imaginários como as da Relação, do Diverso e da Poética. Esses, além da
Memória, nos ajudarão a pensar o processo de construção e análise da tradução dos ensaios: Le cri du Monde, La Pensée Archipélique e La memóire Delivrée do autor mencionado. Acrescento ainda, que a minha formação como tradutor se deu - também - através dos discursos críticos da negritude, estudos culturais, filosofia e tradução cultural. Dessa maneira, realçamos o pertencimento racial e cultural do autor aqui escolhido. Por isso, será, portanto, através do Pensar Afrodiaspórico que circularão nossas observações e comentários. Sempre atento à multiplicidade das formações dos modos intelectuais que se deram – nas Américas e não somente – das diásporas negras. Desejo com isso dizer, que afrodiaspórico não é uma circunscrição numa região geográfica ainda que não exista - afrodiaspórico - fora de alguma geografia. Em outras palavras, irei apresentar uma crítica afrodiaspórica a partir e através dos estudos tradutórios e em seu processo criativo. A confecção dessa crítica se dará sob a forma de ensaios críticos com análise-comentários a respeito da tradução e das questões próprias ao autor escolhido. Assim, em diálogo aberto e sugestivo às questões próprias ao local da tradução em comunhão com as questões advindas de todo processo de análise e feitura das traduções. É preciso dizer ainda que não há neste ensaio (dissertação de mestrado) um desejo finalista. Visto que, este (ensaio) mais bordeja o exercício filosófico para melhor entender relações, tradução. Tal como, em certa medida, fazem os estudos culturais e a negritude tomados neste trabalho
como exemplo e rota (ator). Sem esgotar o possível, estudando em processo e construindo novos objetivos e fins.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2658192 - JORGE HERNAN YERRO
Interno - 2703693 - ARIVALDO SACRAMENTO DE SOUZA
Externo ao Programa - 2518862 - ANA MARIA BICALHO
Notícia cadastrada em: 25/03/2019 14:09
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2020 - UFBA