PPGPSI PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA (PPGPSI) INSTITUTO DE PSICOLOGIA Telefone/Ramal: (71) 8707-1083/6442

Banca de DEFESA: LIANA SANTOS ALVES PEIXOTO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LIANA SANTOS ALVES PEIXOTO
DATA : 03/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Conferência Web
TÍTULO:

Mindfulness, regulação emocional e carreira acadêmica: uma investigação com estudantes de pós-graduação


PALAVRAS-CHAVES:

Mindfulness, regulação emocional, bem-estar psicológico, formação acadêmica.


PÁGINAS: 167
RESUMO:

O objetivo geral da tese foi o de analisar os efeitos da prática de mindfulness na reatividade emocional, na regulação emocional, e também na percepção de bem-estar psicológico e de estresse em estudantes de pós-graduação. A escolha desta população decorre do aumento do sofrimento psíquico de estudantes no enfrentamento de demandas emocionais na formação acadêmica. Esperava-se que a intervenção baseada em mindfulness viesse a reduzir a reatividade emocional e a percepção de estresse, além de aumentar a percepção de bem-estar psicológico e a atenção plena, com melhorias no processo regulatório das emoções vivenciadas no contexto da pós-graduação. Na revisão de literatura sobre as relações de mindfulness e o processo de regulação emocional, foi indicada a necessidade de mais estudos que considerassem o aspecto processual de mindfulness e possibilitassem capturar a vivência subjetiva da prática de mindfulness. Foram então propostos dois estudos empíricos, para explorar diferentes efeitos da prática de mindfulness. O primeiro estudo teve como objetivo explorar os efeitos desta prática na reatividade emocional, mensurada a partir de medidas de a) autopercepção sobre valência e alerta na avaliação de imagens afetivas; e b) oscilação postural na visualização destas imagens. No segundo estudo investigou-se os efeitos da prática de mindfulness na regulação emocional, mensurada por escalas de percepção de estresse e bem-estar psicológico e entrevistas pré e pós-intervenção. Participaram do estudo 45 estudantes de pós-graduação, alocados aleatoriamente em grupos de intervenção e controle. Foram aplicadas medidas pré e pós-intervenção baseadas em mindfulness. Procederam-se a testes de análise de variância de medidas repetidas e, no caso das entrevistas, fez-se uso da técnica de análise de conteúdo temática. Nos resultados do primeiro estudo empírico foi demonstrado mudança no padrão postural basal do grupo de intervenção, somente nas imagens neutras, com aumento da oscilação postural, sugerindo maior exploração do espaço pessoal, bem como redução na percepção de alerta nas imagens desagradáveis entre os estudantes que passaram pela intervenção. Nos resultados do segundo estudo empírico foi observado um aumento nos níveis de atenção plena e no bem-estar psicológico, com redução do estresse percebido e uso de estratégias de enfrentamento ao estresse nos grupos de intervenção. Apesar de algumas limitações, a tese traz evidências empíricas de efeitos positivos da prática de mindfulness. Espera-se que os resultados sejam incorporados nos processos de formação de novos pesquisadores, tornando-os mais capazes de lidar com os desafios de uma carreira com demandas crescentes que requerem maior gerenciamento emocional.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EDILAINE CRISTINA DA SILVA GHERARDI DONATO
Externo ao Programa - 988860 - EDUARDO PONDE DE SENA
Externo à Instituição - HELENIDES MENDONÇA
Presidente - 1146468 - SONIA MARIA GUEDES GONDIM
Interno - 2484836 - TIAGO ALFREDO DA SILVA FERREIRA
Notícia cadastrada em: 19/06/2020 12:09
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2020 - UFBA