Banca de DEFESA: PAULA CAROLINA FERNANDES MONTENEGRO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PAULA CAROLINA FERNANDES MONTENEGRO
DATA : 10/06/2022
HORA: 09:00
LOCAL: UFBA via Online Link: https://ufba-br.zoom.us/j/87267795308
TÍTULO:

POR UMA ABORDAGEM CRÍTICA NA ELABORAÇÃO E USO DE MATERIAIS DIDÁTICOS: UMA EXPERIÊNCIA (TRANS)FORMADORA

 


PALAVRAS-CHAVES:

Material didático. Perspectivas críticas de ensino. Formação de professores.  Língua Inglesa.


PÁGINAS: 213
RESUMO:

 Dentre tantos aspectos que circundam a educação linguística, trago à discussão os materiais didáticos, definido aqui como qualquer coisa utilizada em sala de aula para facilitar o ensino e a aprendizagem de uma língua, seja de forma informativa, instrucional, experimental, motivadora ou exploratória. (TOMLINSON, 1998). De acordo com Siqueira (2012), materiais didáticos são a materialização do que se faz no processo de ensino e aprendizagem de uma língua. No entanto, Gray (2013) afirma que materiais como os livros didáticos, comercialmente produzidos, são poderosos artefatos culturais que podem servir a determinados propósitos, formas de viver, variedades linguísticas e conjunto de valores de grupos sociais específicos. Em especial, materiais didáticos podem servir à propagação de ideologias e relações de poder existentes na sociedade relacionadas à classe social, raça e gênero. Partindo dessa perspectiva, a pesquisa, do tipo estudo de caso, visou investigar as percepções de professores de inglês em formação no que diz respeito a aspectos da educação linguística, em especial, sobre o processo de elaboração e uso de materiais didáticos para o ensino de língua inglesa sob uma perspectiva crítica de ensino (GIROUX, 1983; FREIRE, 1987; DARDER, ET AL. 2009; AKBARI, 2008; CROOKES, 2013). Com esse propósito, foram convidados sete professores em formação do curso de graduação de Letras-Inglês de uma universidade pública baiana, matriculados no componente curricular Estágio Supervisionado daquela instituição, portanto, em plena prática de ensino. Os participantes responderam a questionários referentes a materiais didáticos, foram entrevistados e tiveram suas aulas observadas durante dois semestres acadêmicos. Ademais, participaram de uma oficina de materiais didáticos sob uma perspectiva crítica de ensino e participaram de uma sessão reflexiva. A interpretação das informações geradas em campo foi realizada a partir da triangulação dos dados e submetidos ao olhar do pesquisador, visando à busca por categorias de análise que fossem capazes de responder aos anseios dessa investigação. Os resultados obtidos apontam para a utilização de códigos (FREIRE, 1987; WALLERSTEIN; AUERBACH, 2004) e do princípio do diálogo (FREIRE, 1987; 2004; WALLERSTEIN; AUERBACH, 2004; CROOKES, 2013) como elementos determinantes para a implementação de uma abordagem problematizadora (WALLERSTEIN; AUERBACH, 2004) ou educação freireana (originária do pensamento de Paulo Freire) para o ensino de língua inglesa.  Não obstante, para que tal emprego seja efetivado, há a necessidade de uma postura crítica de ensino (CROOKES, 2013) por parte dos professores em formação ou uma filosofia de trabalho (ALMEIDA FILHO, 2008) alinhada aos princípios de uma pedagogia crítica, condição tal que pode ser fomentada por meio de experiências formativas-reflexivas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1676797 - DOMINGOS SAVIO PIMENTEL SIQUEIRA
Interno - 1857628 - FABIANO SILVESTRE RAMOS
Interna - 1748601 - FERNANDA MOTA PEREIRA
Externo à Instituição - LUÍS SÉRGIO PINTO GUERRA - UE
Externa à Instituição - LETÍCIA TELLES DA CRUZ - UNEB
Notícia cadastrada em: 09/06/2022 16:29
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2022 - UFBA