Banca de DEFESA: ROSANA FRANQUETTO PITTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ROSANA FRANQUETTO PITTA
DATA : 19/04/2022
HORA: 14:30
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/events/defesa-de-dissertacao-rosana-franquetto-pitta
TÍTULO:

 O ALÇAMENTO VOCÁLICO NO CORPUS DO PROJETO ATLAS LINGUÍSTICO DO BRASIL: CEARÁ E RIO GRANDE DO SUL

 

 

PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Alçamento Vocálico; Sociolinguística Quantitativa; Dialetologia Pluridimensional; Harmonia Vocálica; ALiB.

 

PÁGINAS: 100
RESUMO:

O objetivo desta dissertação é analisar o fenômeno do alçamento vocálico no corpus do Projeto Atlas Linguístico do Brasil em duas áreas geográficas do Brasil: uma do Nordeste, Ceará, e uma do Sul, Rio Grande do Sul. Para isso, foram selecionados dados de 6 localidades do Ceará – Ipu, Canindé, Crateús, Russas, Iguatu e Crato - e 6 localidades do Rio Grande do Sul – Três Passos, Vacaria, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Uruguaiana e Chuí -, localidades estas que fazem parte da rede de pontos do Projeto ALiB. No total foram analisados 48 inquéritos. A amostra da pesquisa foi composta por entrevistas realizadas in loco, com um total de 48 informantes estratificados por sexo (masculino e feminino) e faixa etária (I- 18 a 30 anos e II- 50 a 65 anos). A análise possui como embasamento teórico os pressupostos da Dialetologia e Geolinguística Pluridimensional Contemporânea e da Sociolinguística Quantitativa. A partir dos dados obtidos, pode-se perceber que o fenômeno do alçamento vocálico é supradialetal e amplamente difundido em todas as regiões, sexos e faixas etárias, sendo a maioria dos casos explicados por questões de ordem linguística, em especial pela harmonia vocálica. Das variáveis linguísticas, verifica-se que a vogal alta em posição tônica ou átona seguinte se constitui a principal motivação para a ocorrência do fenômeno. Alguns segmentos consonantais, precedentes e subsequentes parecem também favorecer e desfavorecer o alçamento. Assim, a maioria das variáveis selecionadas pelo programa estatístico Goldvarb 2001 foram de ordem linguística. Quanto às variáveis extralinguísticas, apenas a faixa etária II foi selecionada como favorecedora, porém ao comparar com os números encontrados na faixa etária I, é possível perceber que a diferença é mínima. A diatopia não apresentou resultados significativos, havendo um equilíbrio do número de casos encontrados nos dois estados analisados.

Palavras-chave: Alçamento Vocálico; Sociolinguística Quantitativa; Dialetologia Pluridimensional; Harmonia Vocálica; ALiB.

 

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3499846 - GREDSON DOS SANTOS
Interna - 001.893.835-34 - JACYRA ANDRADE MOTA - UFRJ
Externo à Instituição - DERMEVAL DA HORA OLIVEIRA - UFPB
Notícia cadastrada em: 19/04/2022 09:01
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2022 - UFBA