PEI-P PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL (PEI-P) ESCOLA POLITÉCNICA Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: PEDRO BANCILLON VENTIN MUNIZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PEDRO BANCILLON VENTIN MUNIZ
DATA : 27/11/2020
HORA: 13:00
LOCAL: videoconferência na plataforma RNP (sala PEI-UFBA)
TÍTULO:

AVALIAÇÃO OPERACIONAL E DAS EMISSÕES DE UM MOTOR DIESEL UTILIZANDO ÓLEO DIESEL, BIODIESEL E ADITIVO SALVADOR 2020.


PALAVRAS-CHAVES:

 Biodiesel, emissões, aditivo otimizador, material particulado, motor Diesel.


PÁGINAS: 103
RESUMO:

Os aditivos catalisadores são substâncias adicionadas ao combustível que proporcionam uma melhora na queima, emissão dos poluentes e desempenho do motor. Estes aditivos proporcionam diferentes resultados à operação de um motor Diesel. Contudo, o seu uso aplicado ao combustível não é regulamentada pelos órgãos fiscais, o que justifica a necessidade de investigar e validar a eficácia de sua aplicação. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da adição de um aditivo (à base de enzimas) a uma mistura binária de Diesel mineral com 10 ppm de enxofre e biodiesel (S10), resultando numa proporção B11. Além das 2 misturas avaliadas, com e sem catalisador, o Diesel mineral puro foi avaliado para efeitos de validação da literatura. Os pontos avaliados por este estudo foram o consumo específico de combustível, as emissões de poluentes (CO, CO2, NOx e material particulado) emitidos no processo de combustão incompleta dos combustíveis de estudo. O teste foi realizado em um dinamômetro de motores, com um motor Diesel bicilindro de 22 kW e 70N. m. O equipamento foi mantido a um regime constante de carga e rotação (25% e 1700 rpm) de modo que os dados pudessem ser extraídos em triplicata para reduzir eventuais erros de medição e dos equipamentos. O aditivo mostrou-se pouco eficaz, na concentração e regime testado, de modo que não resultou na diminuição do consumo específico de combustível e redução das emissões gasosas. Contudo, a análise do fator de emissão (FE) e da emissão de material particulado (MP) indicou que o aditivo aumentou as emissões de MP1,0 em relação a mistura B11, sugerindo uma queima mais eficiente das partículas maiores (MP2,5). A emissão da massa de MP também seguiu este comportamento e as justificativas baseiam-se nas mesmas do FE. Os resultados da distribuição do tamanho e concentração de partículas indicaram que houve uma redução de aproximadamente 25% no pico do número de partículas emitidas pelo motor para a mistura de biocombustível, além de proporcionar reduções significativas nas partículas maiores que 110 nm. Em geral, o aditivo avaliado trouxe resultados interessantes para reduções nos índices relacionados ao MP, apresentando características viáveis para uma eventual adição junto aos biocombustíveis, reduzindo outros pontos indesejados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 286723 - EDNILDO ANDRADE TORRES
Externo à Instituição - Jorge José Gomes Martins
Externo à Instituição - LILIAN LEFOL NANI GUARIEIRO
Externo ao Programa - 1743075 - VITOR PINHEIRO FERREIRA
Notícia cadastrada em: 24/11/2020 14:47
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2022 - UFBA