PEI PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL (PEI) ESCOLA POLITÉCNICA Telefone/Ramal: (71) 99336-6568/9811

Banca de DEFESA: MARCOS OLIVIO SCARAMUSSA JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCOS OLIVIO SCARAMUSSA JUNIOR
DATA : 09/07/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala Hernani Sobral da Escola Politecnica
TÍTULO:

SISTEMAS DE COGERAÇÃO PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS DO SETOR TERCIÁRIO


PALAVRAS-CHAVES:

cogeração, motor de combustão interna a gás natural, chiller por absorção, supermercado, geração distribuída


PÁGINAS: 110
RESUMO:

A viabilidade técnica, ambiental e econômica de sistemas de cogeração de energia, baseados em motor alternativo a gás natural e chiller por absorção foi investigada. Projetos que atendam à crescente demanda por diversificação da oferta energética no Brasil já são bem estudados, mas o alinhamento entre as modernas legislações de incentivo e regulação com as tecnologias disponíveis no mercado para aplicação em supermercados não é bem compreendido. O objetivo do estudo foi dividido em: desenvolvimento de um indicador técnico (AT) e um indicador econômico (VEO) para avaliação geral de projetos de cogeração; aplicação de um indicador ambiental; mapeamento das restrições e exigências de projeto no que diz respeito à legislação da cogeração qualificada e compensação de energia; levantamento da carga térmica e elétrica em um estudo de caso; modelagem da planta de cogeração para atender o estudo de caso; avaliação do estudo de caso por meio dos indicadores desenvolvidos. Os resultados apresentam as melhores combinações para implantação de sistemas de cogeração, através de uma abordagem técnica, utilizando diferentes modelos de chiller por absorção; e uma abordagem ambiental, com a emissão de CO2 desses sistemas, comparada com a emissão da matriz brasileira. No quesito econômico, os resultados apresentam a viabilidade de implantação do modelo em um supermercado, junto com a projeção diária do faturamento da energia e uma análise de investimentos em três cenários de risco. O modelo se mostrou tecnicamente viável em todos os cenários; sendo o 1º cenário, com o sistema funcionando 14 horas por dia, no 2º cenário, funcionando 24 horas por dia e no 3º cenário, com o modelo sendo auxiliado por um reservatório térmico, para acumular energia térmica. Os resultados do indicador técnico (AT) e dos indicadores de investimento (VPL, TIR e Payback) direcionam para a implantação do sistema de cogeração em substituição à compra de eletricidade da rede. Entretanto, o indicador ambiental aponta que os modelos são mais poluentes que a alternativa atual; e o VEO negativo, mas próximo a zero, recomenda uma maior atenção dos gestores para que eles não percam oportunidades de geração de eletricidade ao invés de compra na rede.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO GABRIEL SOUZA ALMEIDA
Interno - 286723 - EDNILDO ANDRADE TORRES
Presidente - 2058938 - JULIO AUGUSTO MENDES DA SILVA
Externo ao Programa - 1743075 - VITOR PINHEIRO FERREIRA
Notícia cadastrada em: 03/07/2019 10:58
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2022 - UFBA