PPGQ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA (PPGQ) INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: CAIO SILVA ASSIS FELIX

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CAIO SILVA ASSIS FELIX
DATA : 31/07/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Instituto de Química
TÍTULO:

SÍNTESE, CARACTERIZAÇÃO E APLICAÇÃO DE POLÍMEROS COM ÍONS IMPRESSOS NA QUANTIFICAÇÃO DE METAIS EM AMOSTRAS AMBIENTAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Bismuto, cromo,urânio, polímeros com íons impressos, FAAS, GH-AFS, imagem digital.


PÁGINAS: 150
RESUMO:

Neste trabalho, três novos polímeros com íons impressos (IIP) foram sintetizados, caracterizados, otimizados e empregados em sistemas de pré-concentração para a determinação de metais em amostras de águas. Os IIPs com os íons Bi (III),Cr (III)e U(VI)foram todos sintetizados empregando a polimerização em “bulk”eposteriormente caracterizados, com exceção do IIP-U(VI),utilizando-se da espectrometria de infravermelho com transformada de Fourier(FTIR), microscopia de varredura eletrônica (MEV) e analise termogravimétrica (TG). Os materiais obtidos foram utilizadoscomo sorventes em minicolunas, para a utilização em sistemas em linha e batelada para a detecção por diferentes técnicas espectrométricas.Um dos sistemas desenvolvidos foi o IIP-Bi(III). Este foi aplicado a um sistema em linha de pré-concentração acoplado a um Espectrômetro de fluorescência atômicacom geração de hidreto (GH-AFS), que inicialmente foram estudados fatores que influenciam diretamente a nas condições de quantificação dos íons.Foi observado nesse trabalho um limite de detecção e quantificação de 26 e 88 ngL-1respectivamente, e um fator de pré-concentração de 19,8.As concentrações de Bi (III) encontradas nas amostras de água do mar variaram entre 0,38±0,01 a 0,45±0,01 μg L-1. Outro sistemaonlinefoi aplicado ao IIP-Cr(III), para a determinação por espectrometria de absorção atômica com chama (FAAS) em amostras de água da torneira. Em resumo foi observado um fator de pré-concentração de 14, limites de quantificação e detecção de 0,148mgL-1e 0,044mgL-1. As concentrações de Cr(III) encontradas em amostras de água de torneiravariaram entre 0,33 ± 0,01 a 0,42 ± 0,01 mgL-1.Por fim uma metodologia usando um IIP-U(VI) como sorvente foi proposto, aplicando junto ao método uma forma de detecção alternativa, usando imagem digital. O método apresentou limites de detecção e quantificação de 2,55 e 8,51 μg L-1respectivamente, e umfator de pré-concentração de 8,2. As amostras de água de lagos do entorno da cidade de Caetité-Ba foram analisadas e apresentaram concentrações que variaram entre 20 a 75 μg L-1.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 268481 - SERGIO LUIS COSTA FERREIRA
Interno - 1649202 - LEONARDO SENA GOMES TEIXEIRA
Interno - 670.936.635-91 - VALFREDO AZEVEDO LEMOS - UFBA
Interno - 318.201.155-34 - WALTER NEI LOPES DOS SANTOS - UFBA
Externo ao Programa - 3897782 - ICARO THIAGO ANDRADE MOREIRA
Externo ao Programa - 950.990.506-20 - KARINA SANTOS GARCIA - UFF
Notícia cadastrada em: 15/07/2020 17:53
SIGAA | STI/SUPAC - - | Copyright © 2006-2020 - UFBA